Você está na página 1de 14

Edarson Edmundo Sumalgy de Carvalho

Miguel dos Santos Martinho


Caetano Basto
Domilia Roberto
Salum Mbarouk
Neyma Charamo

Pedagogia

Escola Secundaria de Nampula


2022
Edarson Edmundo Sumalgy de Carvalho

Miguel dos Santos Martinho

Caetano Vasco

Domicia Roberto

Salum Mbarouk

Neyma Charamo

Pedagogia

Trabalho de carácter avaliativo orientado na


disciplina de psicopedagogia, 11ª classe, turma
B2∕1, leccionada pelo professor:

Escola Secundaria de Nampula

2022

ii
Índice
Introdução.........................................................................................................................................4

Pedagogia.........................................................................................................................................5

Origem etimológica..........................................................................................................................5

Definição..........................................................................................................................................5

Objecto de estudo da pedagogia.......................................................................................................6

Objectivos.........................................................................................................................................7

O papel do pedagogo........................................................................................................................8

Ramos da pedagogia.........................................................................................................................9

Áreas de actuações de um pedagogo................................................................................................9

Métodos..........................................................................................................................................10

Conclusão.......................................................................................................................................12

Bibliografia.....................................................................................................................................13

iii
Introdução
O presente trabalho aborda sobre pedagogia, e tem como objectivo esclarecer a respeito da
pedagogia como ciência, sua origem, o papel do pedagogo, áreas de estudo, métodos, e outros
conceitos relacionados.

Contudo, A Pedagogia como ciência, tem uma longa história. Os seus primeiros estudos
emergiram, com a origem e o desenvolvimento da própria civilização, como aliás aconteceu com
outras ciências. A Pedagogia teve os seus primeiros grandes estudos nas obras dos clássicos da
antiguidade: Platão (427-347); Aristóteles (384-322); entre outros.

A Pedagogia – do grego: peidós+Agogé = (criança+condução) a ciência que estuda, teoriza sobre


a educação, investigando sua natureza, finalidades e conteúdos. Assim, a Pedagogia aparece
como ciência ou disciplina cujo objectivo é a reflexão, ordenação, a sistematização e a crítica do
processo educativo.

4
Pedagogia
A palavra Pedagogia traduzida do grego, significa arte de educar a criança. A raiz desta palavra
pode ser encontrada noutros vocábulos gregos da época: por exemplo, em Esparta chamava-se
“paidónomo” ao encarregado do governo das crianças; e em Atenas deu-se o nome de
“pedagogo” ao escravo que conduzia as crianças à escola. Na idade média, vamos encontrar a
palavra “pedagogo” servindo para significar os estudantes pobres que serviam de preceptores dos
filhos dos nobres. Mais tarde, o significado deste termo adquiriu outro valor; assim começou-se a
chamar às pessoas que se dedicavam a educação das crianças e, para isso, tinham uma preparação
especial. Dessa maneira, surgiu a Pedagogia como ciência da educação das novas gerações. Hoje,
pedagogo é o especialista em assuntos educacionais. (Pedagogia Geral, 2019).

Origem etimológica
A palavra Pedagogia vem do grego “pais” ou “pai dós”, que quer dizer “criança; menino” e “ago”
ou “agogé”, que quer dizer “conduzo ou conduzir” respectivamente. Portanto, o termo Pedagogia,
literalmente, significa “condução de meninos”. Só no século XIV, a palavra “Pedagogia” começa
a ser empregada com o sentido de “ciência ou arte da educação”. Tendo sido vulgarizado a partir
do século XIX. A importância da Pedagogia é cada vez maior, ocupando na actualidade um dos
primeiros lugares dentro do sistema de ciências pedagógicas.

As obras de Comenius, Rousseau, Kant, Hegel, Herbart, Chemischevski, Pestalozzi, Diesterweg e


Ushinski, entre outros intelectuais, ajudaram a independência da Pedagogia como ciência
particular.

Os clássicos do Materialismo Histórico e Dialéctico, Marx e Engels, elaboraram os fundamentos


que permitiram sustentar a cientificidade desta.

Definição
A Pedagogia inclui no seu conceito tanto a acção educativa como a teoria dessa mesma
acção; tanto a intuição e a imaginação educativas como o conhecimento dos princípios e
técnicas pedagógicas. Por isso mesmo, ao dizer-se que uma determinada pessoa “é um
grande pedagogo”, tanto podemos significar com essa afirmação que “possui muitos
conhecimentos sobre a educação” (pedagogia – ciência), como que “sabe educar bem, que tem
5
muito jeito para educar” (pedagogia – arte). Ambos são necessários para se ser um bom
pedagogo: ciência e arte.

É precisamente por isso que se define a Pedagogia como ciência e arte de educar.

É ciência, porque constitui um conjunto de conhecimentos teóricos sobre a prática educativa, ou


seja, possui um objecto de estudo específico, tem objectivos e tarefas bem definidos, utiliza
métodos científicos no seu tratamento e rege-se por princípios, normas e leis. É arte, porque
estabelece preceitos e regras de acção prática, o que exige do educador certas competências e
condições de artista como habilidades, destreza e capacidades criadoras.

É a ciência que tem como objecto de estudo o processo educativo, em sua acepção mais geral.
Não é uma ciência exacta, senão de natureza social; se desenvolve no plano dos sujeitos e suas
inter – relações.

A Pedagogia resume todos os tipos de processos que se desenvolvem no indivíduo durante a sua
educação, sendo um deles o que se encarrega a Didáctica.

Existem outras definições de Pedagogia que reflectem a essência dessa ciência da educação,
como dizer-se que “é a ciência que explica as leis que regem o desenvolvimento físico e psíquico
do indivíduo” ou “é a filosofia, a ciência e a técnica da educação.

Objecto de estudo da pedagogia


A educação do homem como um processo conscientemente organizado, sistematizado e dirigido,
constitui o objecto de estudo da Pedagogia.
É o aspecto educacional que dá alma e unidade a todos os elementos que entram na estruturação
desta ciência. A educação deve ser percebida a partir de dois sentidos (amplo e restrito):
No sentido amplo, entende-se como um conjunto de influências que exerce toda a sociedade
sobre o indivíduo. É a acção exercida pelas gerações adultas sobre as gerações que não se
encontram ainda preparadas para a vida social; tem por objectivo suscitar e desenvolver no
indivíduo certo número de estados físicos, intelectuais e morais, reclamados pela sociedade.

No sentido restrito, a educação é considerada como uma actividade voluntária, objectivamente


organizada, tendo em vista a formar personalidades aptas para promoverem o próprio

6
aperfeiçoamento e o do meio social em que viverem de uma maneira organizada, sistemática,
activa e consciente.
A Pedagogia estuda as leis da direcção da educação, determina os fundamentos teóricos do
conteúdo e dos métodos da educação, da instrução e do ensino. Proporciona ao pedagogo o
domínio dos métodos e procedimentos modernos no campo da educação e ensino e a completa
arte e influência pedagógica sobre o educando.

Objectivos
a) Objectivo geral:
 Contribuir para a formação de futuros professores, a partir de um conjunto de pontos de
vista sobre a educação, capacitando-os para a prática educativa de forma sistemática e
orientada e consciencializando-o moralmente perante a profissão e ao sentimento do dever
de contribuir para a formação e o desenvolvimento da personalidade.
b) Objectivos específicos:
 Fundamentar cientificamente o processo docente – educativo, na base dos conhecimentos
pedagógicos, estabelecendo as características e relações da Pedagogia e a educação, desde
uma análise sócio – histórico e estrutural da Pedagogia como ciência.
 Conhecer a essência da Pedagogia, seu campo de acção, seus propósitos, estabelecendo o
seu posicionamento no campo das ciências pedagógicas.
 Conhecer os conceitos básicos da Pedagogia, seus propósitos e suas relações, que a
sustentam, valorizando-a como ciência.
 Conhecer a divisão da Pedagogia, estabelecendo o posicionamento da Pedagogia no seio
das outras ciências.
 Relacionar a Pedagogia geral com o processo de formação e desenvolvimento humano no
decurso da sua história, na base de conhecimentos pedagógicos mais actualizados na
crítica das teorias menos aceitáveis sobre a educação.
 Compreender a personalidade do aluno, realçando os aspectos que intervêm na sua
formação e desenvolvimento

7
O papel do pedagogo
Sabe-se que o pedagogo era, na Grécia antiga, o primeiro dos escravos; aquele que tinha a
confiança do mestre, já que deveria cumprir uma missão particularmente delicada: acompanhar a
criança à escola. Mas ele não agia somente para decidir o itinerário para levar à classe (as classes
não existiam ainda, ao menos tal como nós as conhecemos - elas não têm mais que dois séculos!).
Sua responsabilidade era de outra importância, porque o pedagogo devia escolher as disciplinas a
serem ensinadas à criança (esgrima ou matemática? Natação ou poesia?), assim como os
preceptores encarregados de ensinar. Na realidade, de acordo com seus mestres, ele decidia o tipo
de homem que se queria formar, o equilíbrio dos saberes que deveriam ser ensinados, bem como
os métodos e pessoas que lhe convinham melhor.

O Pedagogo é um profissional especialista em educação, que atua dentro da escola nos processos
ligados ao ensino e aprendizagem. É um trabalho de apoio educacional que fortalece a construção
do conhecimento e está relacionado directamente às actividades do professor.
São funções do Pedagogo:
 Participar da organização das turmas e distribuição das aulas;
 Participar da elaboração do calendário escolar, do planejamento de ensino e da elaboração
do horário escolar;
 Organizar e coordenar os conselhos de classe;
 Desenvolver e coordenar projectos de educação básica;
 Coordenar reuniões pedagógicas com pais de alunos;
 Coordenar reformas curriculares;
 Acompanhar a qualidade de ensino;
 Orientar professores e alunos;
 Aplicar avaliações educacionais;
 Implementar directrizes curriculares;
 Coordenar o planejamento e aquisição de materiais didácticos.
Assim, o Pedagogo é o responsável por organizar e acompanhar o trabalho pedagógico, levando
em consideração a dinâmica e a cultura de cada instituição de ensino. O Pedagogo também deve
fazer a articulação entre a equipe pedagógica e os alunos.

8
O Pedagogo tem um papel fundamental na formação técnica e humana de crianças e adolescentes
que serão os profissionais do futuro.

Ramos da pedagogia
A Pedagogia contemporânea  se divide em dois ramos: pedagogia escolar e pedagogia não
escolar.
Pedagogia escolar: Tem o olhar para o processo formativo-educativo de ensino e aprendizagem
na Instituição de Ensino Formal, as escolas, onde o processo ensino e aprendizagem é curricular,
ainda que complementado por actividades extracurriculares e transversalidade de tema, voltado
para a formação educativa do cidadão e do ser humano produtivo ao mundo do trabalho.

Pedagogia não escolar: Tem o olhar para dois processos formativos-educativos de ensino e


aprendizagem: a educação referencial-afectiva que deve ser construída pela família, no viés da
ancestralidade, da consanguinidade e/ou da afinidade parental, e onde o pedagogo tem papel de
assessoria, consultoria, atendimento clínico individual ou em grupo, e onde as Escolas de País
tem sido uma constante, na busca da formação básica didáctico-pedagógica de pais e
responsáveis para bem conduzir suas funções educativo-formativas junto aos seus filhos ou
pupilos.

Pedagogia empresarial: Se ocupa de conhecimentos e competências necessárias à melhoria da


produtividade dos colaboradores. As habilidades são na qualificação, requalificação, treinamento
e desenvolvimento dentro da empresa, nas actividades como coordenar equipes
multidisciplinares, gerar mudanças culturais e acompanhar o desempenho do funcionário, sempre
o motivando e na busca de melhorias no ambiente de trabalho.

Áreas de actuações de um pedagogo


Pedagogo social ou sócio educador: Que atua junto a organizações sociocomunitárias ou soco
assistenciais, tendo, inclusive, o pedagogo sido reconhecido como Trabalhador da Assistência
Social (S.U.A.S.) pelo CNAS - Conselho Nacional de Assistência Social na área de gestão e
operacional. O pedagogo social ou socioeducador cuida da socialização do sujeito, em situações
normalizadas ou especiais. Implica o conhecimento e a acção sobre os seres humanos, em

9
actividades como crianças abandonadas, orientação profissional e atenção aos direitos da terceira
idade.

Pedagogo hospitalar:  Atende às necessidades educacionais de criança hospitalizada. Requer


trabalho dos processos afectivos de construção cognitiva. Envolve actividades como promover a
qualidade de vida de crianças hospitalizadas, propiciar uma rotina próxima ao período antes da
internação e acesso à educação.

Pedagogo multimeios: área em franco crescimento e que requer o trabalho formativo-educativa


de pessoas para o ensino e aprendizagem da informática, das tecnologias, das mídias em geral.

Pedagogo cultural ou arte educador: Que oportuniza o acesso a educação em arte propiciando


o desenvolvimento do pensamento artístico e da percepção estética, que caracterizam um modo
próprio de ordenar e dar sentido à experiência humana, levando o educando a protagonizar o
desenvolvimento de sua sensibilidade, percepção e imaginação, tanto ao realizar formas artísticas
quanto na acção de apreciar e conhecer as formas produzidas por ele e pelos colegas, pela
natureza e nas diferentes culturas.

Há ainda espaços não-escolares para a actuação profissional do pedagogo na área de educação


para o trânsito, para a saúde, ambiental ou para o meio-ambiente, educação fiscal,
educação cívica e política, desportiva, para e pelo trabalho, etc.

Métodos
O método é a forma racional, objectiva e social de desenvolver uma actividade que estabelece o
caminho, através de técnicas, e passos com marcado nível de probabilidade de verificação para
atingir um objectivo definido.

A observação é o método de recompilação de informações educacionais primárias mediante a


percepção directa dos elementos do objecto estudado ou pesquisado. Consiste no registo
sistemático, válido e confiável de comportamentos ou condutas manifestas.

A experimentação é o método onde se cria uma situação no laboratório, no contexto escolar, na


sociedade ou natureza com a finalidade de observar, sob controlo.

10
A sondagem é também, conhecida como levantamento é o método onde a informação requerida
procura-se através de respostas e perguntas orais, escritas no momento de pesquisa ou já
recolhida com anterioridade. Existem três técnicas deste método: o uso de
fontes bibliográficas, o questionário e da entrevista.

Os métodos mais usados são:

 Métodos analíticos - a analisam e um procedimento teórico mediante o qual um todo


complexo se decompõe nas suas diversas partes ou elementos;
 Método sintético - estabelece mentalmente, a união entre as partes, previamente
analisadas e possibilita descobrir as relações essenciais e características gerais entre elas.
 Método abstracto - é um método mediante o qual se destaca a propriedade ou relação
das coisas e fenómenos a partir de uma a perspectiva subjectiva.
 Método concreto é a síntese de muitos conceitos e por seguinte das partes. As definições
abstractas conduzem á reprodução do concreto por meio do pensamento. O concreto do
pensamento é conhecido mais profundamente e de maior conteúdo essencial.
 Método indutivo: a indução é um procedimento mediante o qual a partir dos factores
particulares se passa a proposições gerais. Este método sempre esta unido ao processo
mental dedução, ambos são momentos do conhecimento dialéctico da realidade
condicionados entre si.
 Método dedutivo: a dedução é um procedimento que se apoia nas asseverações
generalizadoras a partir das quais se realizam demonstrações ou inferências particulares.
 Método histórico: onde se vincula ao conhecimento das distintas etapas dos objectos em
sua sucessão cronológica. E o estudo diacrónico dos fenómenos educacionais.
 Método moderativo: a modelagem opera em forma teórica e prática, com o objecto, não
directamente mas através de um sistema auxiliar. Existe no procedimento deste método
uma estrita relação entre a realidade educacional e o modelo ideado para substituir na
pesquisa, essa realidade.
 Método sistémico: procura revelar o sistema existente a partir da estrutura e as funções
dos seus componentes.
 Método comparativo: consiste naquele método aonde se vão seguindo determinados
padrões ou princípios comuns a dois ou mais elementos. Ex. Comparar os resultados de
11
aproveitamento escolar duma escola rural com uma outra situada numa cidade, mas
tratando os mesmos indicadores:- numero e percentagem de desistências, reprovações,
frequência por turma, etc.

12
Conclusão
Terminado o trabalho conclui-se que, A Pedagogia como ciência, tem uma longa história. Os seus
primeiros estudos emergiram, com a origem e o desenvolvimento da própria civilização, como
aliás aconteceu com outras ciências. A Pedagogia teve os seus primeiros grandes estudos nas
obras dos clássicos da antiguidade: Platão (427-347); Aristóteles (384-322); entre outros. Seu
surgimento sustenta-se a partir da definição de seu objecto de estudo a educação.

O progresso da educação não poderia se fundamentar só com a experiência do dia-a-dia e


conjecturas de pensadores. Era necessário o surgimento de uma ciência que desse a esse objecto
de estudo uma sustentação científica e tecnológica.

As obras de Comenius, Rousseau, Kant, Hegel, Herbart, Chemischevski, Pestalozzi, Diesterweg e


Ushinski, entre outros intelectuais, ajudaram a independência da Pedagogia como ciência
particular.

O pedagogo era designado o individuo que se dedicava a acompanhar crianças na escola.

Ramos da pedagogia são vários mas neste trabalho aborda-se alguns deles, nomeadamente:
pedagogia escolar e não escolar, empresarial, hospitalar, cultural, e outros.

Métodos da pedagogia existem diferentes tipos de métodos pedagógicos, mas aqui destaca-se
alguns: observação, experimentação, sondagem e Os métodos mais usados são: Métodos
analíticos; método sintético; método abstracto; método concreto; método indutivo; método
dedutivo; método histórico método moderativo; método sistémico e método comparativo.

13
Bibliografia
RACHIDE, Fernando. Manual ii de fundamentos da pedagogia, faculdade de ciências de
educação e psicologia licenciatura/bacharelato em ensino básico, UP-Maputo, 2015.

PEDAGOGIA DA FLOR, disponível em 25 de Junho de 2013, no site:


http://pt.wikipedia.org/wiki/Pedagogia#Ramos_da_Pedagogia.

Pedagogia Geral, Pedagogia como ciência, 2019.

14

Você também pode gostar