Você está na página 1de 16

Heranças do Passado.

indd 1 12/01/2014 14:53:43


Heranças do Passado.indd 2 12/01/2014 14:53:43
Heranças do Passado.indd 3 12/01/2014 14:53:43
5ª Edição
Capa: Eurípedes Mendes
Diagramação: Josué Aguiar
Revisão editorial: Marcos de S. Borges

Nenhuma parte da edição deste livro deve


ser reproduzida de forma alguma sem a
autorização do autor, exceto em casos de
citações curtas em artigos críticos ou em
resenhas.

Dados Internacionais de
Catalogação na Publicação (CIP)

© Emerich, Alcione
Heranças do passado / Alcione
Emerich. Almirante Tamandaré PR:
Editora Jocum Brasil, 2014.
Editora Jocum Brasil
www.editorajocum.com.br 288 páginas; 13,5 x 20,5 cm
Fone: |55| 41 3657-2708
ISBN 978-85-60363-44-5
1. Bênção e maldição. 2. Bênção e
maldição na Bíblia 1. Título. . II. Título:
Como as iniquidades familiares podem
aprisionar sua vida e gerações
CDD 248.48

Índice para catálogo sistemático:


www.secrai.com.br
1. Ética cristã e Teologia devocional – 240
Fones:
(27) 3066-7152
(27) 3033-6667

Heranças do Passado.indd 4 12/01/2014 14:53:43


Sumário

Prefácio......................................................................................09
Introdução................................................................................11

PARTE 1
Maldições familiares: conceitos, desvios e termos no original

1. O legado de nossos pais......................................................19


2. Alguns desvios no ensino das maldições
familiares..............................................................................29
3. Teóricos versus práticos: com quem está a verdade?......43
4. Análise dos termos bênção e maldição no original........63

PARTE 2
Registros de maldição na bíblia

5. Os Reis de Israel e Judá: a bênção e a maldição


na linhagem..........................................................................75
6. Maldições proferidas...........................................................95
7. Os discípulos e a iniquidade familiar..............................101
8. Casos específicos de maldições........................................109

PARTE 3
Respondendo às críticas feitas ao ensino sobre as maldições

9. Causas e efeitos das maldições........................................121


10. Rompendo as maldições.................................................129
11. Como as maldições nos atingem?.................................151

Heranças do Passado.indd 5 12/01/2014 14:53:44


PARTE 4
As maldições no contexto prático

12. Maldições familiares.......................................................177


13. Maldições proferidas por terceiros................................193
14. Maldições autoimpostas..................................................203
15. Maldições em outras áreas.............................................207

PARTE 5
Como lidar com as maldições familiares

16. Rompendo as Maldições familiares..............................221


17. Rompendo as maldições de terceiros e as
autoimpostas....................................................................225
18. Rompendo maldições em outras áreas.........................227

Conclusão................................................................................231

Apêndice A. As maldições e o contexto histórico.............239

Apêndice B. “Bênção” e “maldição” no


antigo e novo testamento......................................................265

Obras Consultadas................................................................281

Heranças do Passado.indd 6 12/01/2014 14:53:44


“Ademais quis [Deus] exaltar para nós, de
passagem, a grandeza da Sua misericórdia, ao
estendê-la a mil gerações, quando somente quatro
determinou para a Sua vingança”.

João Calvino – Institutas da Religião Cristã II

Heranças do Passado.indd 7 12/01/2014 14:53:44


Heranças do Passado.indd 8 12/01/2014 14:53:44
Prefácio

O Pr. alcione Emerich lança neste livro “Heranças do


Passado” a mais séria apresentação, que eu conheço, da posi-
ção que, de fato, existem maldições familiares e que estas de-
vem ser renunciadas. Este estudo profundo e cuidadoso evita
exageros e extremismos. Argumenta que a Bíblia sustenta o
conceito de maldições que afligem pessoas cujos ascenden-
tes provocaram a ira de Deus pelos seus pecados hediondos
ou pelo envolvimento com demônios. Acredito que nenhum
estudioso deste assunto no futuro deverá desconhecer esta
rica fonte de pesquisa na Bíblia, no judaísmo, e em alguns
dos escritores mais importantes da história da igreja. O livro
oferece ilustrações de casos específicos.
Não quero dizer com isto que o tema está esgotado e que
ninguém mais terá motivo para continuar o debate. O leitor
perceberá a importância que o antigo Testamento tem neste
livro para fundamentar a solidariedade entre os ancestrais e
as futuras gerações. O ponto nevrálgico continuará sendo o
que acontece na vida dos regenerados pela “renovação” do
Espírito Santo (Tt 3:5). As aparentes marcas de maldição que
continuam na vida dos filhos de Deus seriam psicológicas ou
seriam maldições visitadas por Deus sobre filhos e netos, tal
como deparamos nos frequentes textos do antigo Testamen-
to? Estas marcas seriam os açoites de um Pai amoroso que
procura disciplinar seus filhos para produzirem os frutos da
justiça (Hb 12:11)?
Os casos citados pelo Pr. Alcione são persuasivos. As
pessoas aflitas por tendências e inclinações maléficas, bem
explicadas pelas práticas e palavras de pais ruins, podem ser
restauradas pela fé e renúncia na oração. Mesmo assim, al-

Heranças do Passado.indd 9 12/01/2014 14:53:44


10 | Heranças do Passado – Alcione Emerich

guns explicarão esses casos como efeitos psicológicos, e não


maldições familiares.
O grande valor deste livro, na minha opinião, está no fato
de que agora temos uma obra bastante equilibrada, bem pes-
quisada, segundo a qual uma possível “maldição” não significa
que a situação da vítima é determinada por Deus. Pela graça
de Deus, sempre há possibilidades de a pessoa vencer o poder
do maligno e do pecado na corrida para a santidade. Salienta-
-se a responsabilidade da decisão livre do indivíduo que crê e
confia no poder de Deus, que liberta e abençoa os que real-
mente esperam Ele.
Russell P. Shedd
a Deus toda a glória!

Quanto ao livro, Heranças do Passado, li a obra, aplaudi


e fui grandemente beneficiado com sua leitura. Ainda que
existam várias correntes que focalizem o tema e que eu di-
virja em alguns pontos, quero saudar esse livro que enfren-
tou o controvertido assunto, de modo erudito, profundo e
com exegeses convincentes. Destaco, entre outros, o capítulo
10: O argumento é sério, claro e que nos leva a pensar no
tema com profundidade. O autor esgotou os textos bíblicos
que provam existir “bênção” e “maldição”. Do ponto de vista
exegético, com base no hebraico e no grego, no assunto, não
conheço obra igual. Dou graças a Deus pela inspiração que o
Senhor deu ao Pr. alcione na produção desse trabalho. Reco-
mendo a leitura deste precioso e mais controvertido assunto
de nossos dias.
Enéas Tognini
Convenção Batista Nacional – CBN

Heranças do Passado.indd 10 12/01/2014 14:53:44


Introdução

Estou ciente de que o tema que me proponho abor-


dar é muito polêmico e difícil. Isso se deve ao fato de
ser um assunto atual, bíblico e importante para alguns,
mas antiquado, antibíblico e desnecessário para outros.
É também complexo e carregado de dificuldades, pois
muitos dos que lidam diretamente com a área de acon-
selhamento espiritual, em diversas partes do mundo,
percebem que a questão da iniquidade (ou maldição)
na linhagem é uma vívida realidade na vida de muitas
famílias, embora não consigam discernir meios eficazes
de resolver o problema e nem mesmo conseguem res-
paldo bíblico suficiente para o que estão verificando no
campo prático.
Na verdade, este é também um tema que desperta
grande oposição por parte do reino das trevas, pois um
dos objetivos centrais do diabo é destruir as famílias e
também deixar-nos alheios quanto aos nossos direitos
legítimos através da obra vicária de Cristo na cruz.
Desde o episódio de Mateus 4, aprendemos que o
principal alvo de Satanás era desviar Cristo da cruz.1 Na
cruz, os principados e as potestades foram despojados,
ou seja, “perderam a armadura, a vestimenta e toda au-
toridade”.2 Também, na cruz, Cristo levou todos os nos-

1 Cf. Mateus 16:21-23.


2 Cf. Colossenses 2:14-15.

Heranças do Passado.indd 11 12/01/2014 14:53:44


12 | Heranças do Passado – Alcione Emerich

sos pecados e, ainda mais, as consequências deles de-


correntes, como enfermidades, maldições, a condena-
ção eterna e muitas outras. É por isso que o Evangelho
de Paulo era o “Evangelho da cruz”.3 Paulo não queria
afastar-se da cruz, pois sabia do seu real significado nas
regiões celestiais.
Assim como o nosso arqui-inimigo quis desviar
Cristo da cruz, ele também quer que nós tiremos os
olhos dela. Mas por quê? Porque assim deixaremos de
usufruir dos seus benefícios, ou seja, do perdão dos
nossos pecados, da salvação de nossa alma, da cura de
nossas enfermidades físicas e emocionais, e também da
liberação dos pecados das gerações.
No ministério cristão, infelizmente, temos percebi-
do que o diabo não tem cegado somente os incrédulos,4
mas também muitos cristãos. Alguns, na verdade, per-
manecem na mais completa ignorância quanto às pro-
messas de Deus para a sua vida e quanto à posição que
têm nas regiões celestiais.5 Não conhecem o verdadeiro
significado da cruz! E, como já disse um pastor, o anal-
fabetismo bíblico é hoje um grande entrave na vida de
muitos de nossos irmãos.
Este livro nasceu de uma preocupação pessoal
em consolidar, biblicamente, o ensino acerca das ini-
quidades ou maldições familiares. Na verdade, muito
frequentemente nas Escrituras temos referências ao que
chamamos de “maldições na família”. O que entendo

4 Cf. II Coríntios 4:4.


5 Cf. Efésios 1:3.

Heranças do Passado.indd 12 12/01/2014 14:53:44


Introdução | 13

hoje é que o pecado é a causa, e a maldição é o resulta-


do, que pode se manifestar tanto na vida pessoal, fami-
liar como em outras áreas. Deixo aqui esclarecido que
quando usar a palavra “maldição”, o que estou focando
é a consequência do pecado nos mais diferentes contex-
tos, sobretudo na vida familiar, que é o foco maior deste
livro. Dado o preconceito hoje vigente acerca do assun-
to, tentei até evitar o termo, mas o fato é que a palavra
“maldição” aparece nos mais diferentes contextos das
Escrituras. Não podemos excluir o termo, pois o mesmo
é bíblico. Deus estabeleceu a “bênção” e a “maldição”.
Em nossos dias, o assunto tem sido tremendamente
rebatido e combatido por muitos. Há até colegas meus
que outrora criam na existência das iniquidades fami-
liares (maldições) e usavam esse conhecimento nas prá-
ticas de aconselhamento, mas, diante das críticas que
receberam, viram-se pouco apoiados biblicamente para
continuar crendo e ministrando sobre o assunto. Acre-
dito que, se tivessem um pouco mais de tempo e ousa-
dia para fazerem uma pesquisa séria sobre o tema, não
teriam retrocedido. Infelizmente, porém, não se propu-
seram a isso.
Bem, sabendo da importância do tema em nossos
aconselhamentos e seminários, e do êxito alcançado ao
solucionar diversos problemas na vida de muitas pes-
soas, famílias e até igrejas, senti-me na obrigação de
procurar dar uma justificativa plausível, sob diferentes
perspectivas, aos colegas pastores – e aos crentes de ma-
neira geral – que atualmente refutam ou não conside-
ram a importância do assunto.

Heranças do Passado.indd 13 12/01/2014 14:53:44


14 | Heranças do Passado – Alcione Emerich

Antes de considerar minha análise sobre o tema


“maldições familiares” quero esclarecer que eu, particu-
larmente, não concordo com determinadas coisas que
estão sendo ditas e ensinadas sobre o assunto. Algumas
ideias representam verdadeiros extremos e até mesmo
falsificações acerca deste ensinamento bíblico. Nem to-
dos os que acreditam na biblicidade das maldições de-
vem ser colocados num mesmo “pacote”. É preciso buscar
o sentido e a orientação escriturística sobre o assunto.
Finalmente, diante de tais debates, percebem-se
duas tendências: os teóricos e os práticos. O terceiro
capítulo será dedicado a essa análise, mas, de antemão,
acho conveniente dizer que ambos os lados represen-
tam pensamentos extremos e desequilibrados. Gos-
taria, então, neste momento, de fazer três sugestões a
você que está com este livro em mãos. Primeiramente,
peça a direção ao Espírito Santo para que Ele o guie
durante a leitura, dando-lhe todo o esclarecimento so-
bre o assunto. Ele é Aquele que nos guiaria a toda ver-
dade, segundo as Escrituras6.
Em segundo lugar, esteja aberto à possibilidade de
mudança de ideias, a consertar algumas de suas propo-
sições ou até mesmo confirmar alguns dos seus concei-
tos já existentes. Em outras palavras, não se envergo-
nhe da possibilidade de rever ideias, pois Deus exalta
os humildes.7 Com isso, não quero dizer que terá de
concordar comigo em tudo, mas que, pelo menos, você

6 Cf. João 16:13.


7 Cf. Tiago 4:6.

Heranças do Passado.indd 14 12/01/2014 14:53:44


Introdução | 15

se coloque diante de Deus admitindo que Ele poderá


tocá-lo e mudar a sua visão. Não somos donos de todo
o saber e, para dizer a verdade, quão pouco conhece-
mos da Palavra de Deus, não é mesmo? A Bíblia é uma
fonte inesgotável.
Em último lugar, procure despir-se de seus pre-
conceitos acerca do assunto. Preconceito, ou seja,
pré-conceito quer dizer “antes do conceito”, isto é,
“um conceito que se forma antes do conhecimento”.
Infelizmente, muitas de nossas teologias são precon-
ceituosas e não estão fundamentadas na pesquisa bí-
blica. Às vezes conhecemos algo ou posicionamo-nos
a respeito de um assunto com grande veemência, não
porque pesquisamos ou estudamos a respeito, mas
porque ouvimos falar, ou “todo mundo crê assim”.
Somos pouco originais em nossas ideias.
Os temas “bênção” e “maldição” são frequentemente
comentados nas Escrituras. Há grandes lições a serem
aprendidas através destes dois princípios espirituais, vis-
tos tanto no Antigo como no Novo Testamento, sendo
os mesmos estabelecidos pelo próprio Deus. Aqui tam-
bém estarei relatando diversas experiências que podem
confirmar o que nos será ensinado pelas Escrituras.
Minha proposta neste livro será de explorar o ensi-
no sobre as maldições familiares a partir de diferentes
perspectivas: bíblica (registros bíblicos sobre o assun-
to), analisando termos no original (em teologia chama-
-se isto de exegese), vendo os argumentos favoráveis ao
assunto, observando igualmente a opinião dos grandes
teólogos da história da igreja (isto constará no apêndi-

Heranças do Passado.indd 15 12/01/2014 14:53:44


16 | Heranças do Passado – Alcione Emerich

ce) e, finalmente, mencionando diversos casos práticos


de libertação, vivenciados por nosso ministério.
Oro para que o Senhor torne esta leitura empolgante
e faça deste livro um guia prático para que pessoas en-
contrem sua completa libertação em Cristo. Pois todos
os que pertencem a Ele foram resgatados da maldição.

Heranças do Passado.indd 16 12/01/2014 14:53:44

Você também pode gostar