Você está na página 1de 4

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO

CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS


FACULDADE DE EDUCAÇÃO
DEPARTAMENTO DE DIDÁTICA – Prática de Ensino de Filosofia – EDDU 13

LICENCIANDO: Patricia de Castro Martins

INSTITUIÇÃO: IFCS

PROFESOR REGENTE :

TURMA:
CARGA HORÁRIA SEMANA:

Análise-crítica de atividade do estágio em modo remoto.

Resumo

O presente relatório tem por objetivo descrever o processo de estágio supervisionado, de


forma remota, realizado no colégio Pedro II, unidade São Cristóvão, nas turmas do
Ensino Médio, primeiro e terceiro anos, ministradas pela professora Lethícia, no período
das manhãs, nos dias de quarta e sexta da semana. Os critérios de avaliação, definidos
pela disciplina Didática I, dizem respeito à observação realizada nos encontros de forma
virtual (devido ao caráter excepcional imposto pela pandemia da Covid), reflexão sobre
como o estagiário entende que deve ser o ensino de filosofia e o diálogo/articulação que
o estagiário faz entre o ensino da filosofia e o pensamento de um filósofo o corresponda.
O Estágio escolar é uma exigência da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (nº
9394/96), possibilitando uma oportunidade ao profissional em formação associar teoria a
prática docente.

I) INTRODUÇÃO

O estágio supervisionado se apresenta como um momento de concretude no processo de


formação do discente, ensejando uma vivência singular, pois cada apreensão de
conhecimento é uma experiência única para cada pessoa. Aquilo que foi ensinado na
Universidade vai ser somado à prática que o professor regente incentivará em sala de
aula, permitindo que o estagiário participe das atividades com os alunos, assim como
troque vivências e diálogos com os mesmos. De acordo com Pimenta (1995), faz-se
necessária a inserção do aluno na realidade do cotidiano escolar para aprender com a
prática dos profissionais da docência. Significa dizer que não basta apreender conteúdos
que devem ser transmitidos aos alunos de acordo com as diretrizes escolares; é preciso
interagir e sentir tal experiência, que acontece de forma singular, em que cada aula
representa uma vivência única a ser acrescida em nosso currículo acadêmico.

As estapas do presente relatório , realizadas em caráter de excepcionalidade na forma


remota, consistem na elaboração do que diz respeito a observação em sala de aula
realizada pelo estagiário, na reflexão do que o estagiário compreendeu sobre como deve
ser o ensino de filosofia e na articulação do ensino de filosofia ao pensamento de um
filósofo que corresponda aos seus anseios.

II) DESENVOLVIMENTO DO ESTÁGIO

1. A OBSERVAÇÃO

Primeiramente, gostaria de relatar que minha experiência, desde 2019, em pré-


vestibulares comunitários, auxiliou muito para que eu me sentisse à vontade com a
professora regente e os alunos da primeira e terceira séries do Ensino Médio do colégio
Pedro II. Atuei nestes pré-vestiulares, tanto de forma presencial quanto virtual, porém,
ressalvo que, em se tratando de lecionar, cada dia de aula corresponde a uma nova
experiência, rica de troca de conteúdos e, ao mesmo tempo, desafiadora por apresentar
sempre novidades e problemas a serem dirimidos.

Meu ingresso para estagiar na turma se deu na primeira semana de outubro, ressaltando
que o semestre já havia se iniciado e muitas tarefas já tinham sido realizadas; contudo,
pude aproveitar bastante as aulas remanescentes e tirar proveito de cada "grão" de
conhecimento passado, tanto pela docente, quanto pelos estudantes.

O maior desafio que pude notar, durante a apresentação virtual dos alunos, que consistia
em elaborar livremente textos ou poemas ou poesias, a partir de uma análise do filme
“Dias de Nietzsche em Turim”, do diretor Júlio Bressane - que reflete o momento
intelectual do filósofo alemão Friedrich Nietzsche (1844-1900), em sua estada na cidade
italiana de Turim) - foi justamente fazer com que os alunos "rompessem" com a timidez
ao exporem seus trabalhos. Observei que tal fato é muito comum quando ocorre de forma
presencial, porém não fazia ideia de quanto poderia também ser dificultoso para os
discentes no sistema online. Isso me fez pensar o quanto temos que refletir para que
nossas emoções possam ser trabalhadas, tanto ao ministrar um conteúdo quanto fazer os
alunos imergirem nos temas propostos.

Outro ponto examinado sobre a apresentação tem relação aos aspectos ressaltados pelos
alunos quanto à percepção estética do filme. Muitos conseguiram captar meticulosamente
os sons e as imagens que se diferenciavam em cada cena, como por exemplo, a música
que fazia Nietzsche se enebriar em seus pensamentos , a escuridão de certas cenas que
davam o tom do obscurantismo pretendido etc.

Em relação à professora regente, Letícia, algumas colocações precisam ser mencionadas.


Fui recepcionada com tanto carinho e atenção, que me senti à vontade e contente, com o
sentimento de pertencimento ao local e a certeza de que meu caminho "realmente" havia
se iniciado. Compreendo que seja fundamental a integração, tanto entre o professor e os
alunos, quanto do professor e estagiário, e claro, não sendo menos importante, do
estagiário para com os alunos. É uma cadeia cíclica em que os afetos do amor e do
cuidado sempre devem participar.

A didática que a professora Letícia ministra, por sua vez, tem o condão de transmitir os
conteúdos filosóficos de forma leve, objetiva e despojada, fazendo com que os alunos
fiquem mais à vontade para expor suas opiniões e dúvidas. Pela questão da timidez dos
mesmos, já levantada anteriormente, a dinâmica de aula se desenvolve mais
vagarosamente, podendo se pensar em novos caminhos para uma maior abertura de
comunicação e exposição de ideias.

2. A REFLEXÃO

3. DIÁLOGO

Dentre todos os filósofos que pude estudar no período acadêmico até então, poderia citar
vários, cujos conceitos e pensamentos bem condizem com com o ideal de uma educação
integrativa, participativa e criadora; porém, Nietzsche foi um dos filósofios que me fez
pensar a educação com um outro olhar, mas não pelos seus pensamentos concebidos
diretamente à questão da educação, mas sim, com relação aos seus conceitos filosóficos
mais importantes de sua filosofia, como o eterno retorno, a transvalorização de todos os
valores, a valorização da vida enquanto vida terrena, e não metafísica. E assim vou expor
melhor.

Você também pode gostar