Você está na página 1de 2

Orientações Técnicas Contábeis

OFÍCIO n. : 001-03/2011

Prezado(a) cliente,

A Amorim Contabilidade visando atender seus clientes, a legislação e suas


obrigatoriedades, vem por meio deste orientá-lo (a):

1) - ECF – EMISSOR DE CUPOM FISCAL


É obrigatório por Lei que todos os ECF´s e Máquinas de Cartões de Créditos (todos os tipos)
estejam com o cadastro regular na SEF – Secretaria de Estado da Fazenda. Caso possua
máquinas ou qualquer meio eletrônico dentro do estabelecimento, comunique a Amorim
Contabilidade, para nos certificarmos que seu equipamento está regular perante o fisco.

2) - MANUTENÇÃO DA ESCRITA CONTÁBIL REGULAR


Encaminhe para a contabilidade todos os documentos de despesas e movimentação financeira da
empresa, incluindo movimento bancário (extratos mensais, cópias de cheques, borderôs, avisos
de bancos, etc...), mensalmente, para registro em livros pertinentes (diário e razão) - É obrigatório
por Lei a manutenção da escrita contábil regular. Código Civil Brasileiro – Artigo 1179 e outras
Leis.

3) - EMISSÃO DE NOTAS FISCAIS


Acaba a figura do contribuinte desobrigado à emissão de notas fiscais / documento fiscal. Na
verdade, queremos esclarecer e lembrar quanto a obrigatoriedade da emissão de notas
fiscais/Cupons Fiscais, para todas as vendas que promover, e ainda, comprovar efetivamente
suas receitas e acobertar o acompanhamento das mercadorias em trânsito.

4) – INVENTÁRIO DE MERCADORIAS EM ESTOQUE (BALANÇO DE FINAL DE ANO)


Todas as empresas (comércio e indústria de uma forma geral) que mantêm mercadorias em
estoque, devem realizar um balanço (Inventário de Mercadorias) com o saldo das mercadorias
existentes em estoque em 31/12 de cada ano. A mesma orientação serve para anos anteriores,
caso não tenha feito o inventário, faça, precisamos atualizar o livro de registro de inventário de
sua empresa, é obrigatório por Lei.

5) – CARTAZES DE EXPOSIÇÃO OBRIGATÓRIA


Seu alvará de localização, o livro de registro de empregados, o livro inspeção do trabalho, o livro
RUDFTO, sua caderneta de inspeção sanitária (quando se tratar de alimentos e perecíveis), e o
quadro de horários de funcionários (empresas com mais de 10 empregados), deverão ficar em
local de destaque, à disposição da fiscalização e dos clientes, incluindo um exemplar do Código
de Defesa do Consumidor que pode ser adquirido em papelarias, ao preço de R$ 20,00. Dos
documentos que devem ficar de fácil acesso ao fisco, destacamos:
• Alvará de Localização e Funcionamento;
• Cartão de CNPJ;
• FIC – Ficha de Inscrição Cadastral da Prefeitura;
• Quadro de Horário de Trabalho atualizado;
• Quadro de Horário de Trabalho de menores atualizado;
• Escala de revezamento de serviços para folgas, atualizadas;
• Livro de Registro de Empregados Atualizados;
• Cartaz Optantes pelo Simples – Quando for o caso;
• Cartaz Procon;
• Placa em tamanho padrão com um dos dizeres, conforme o caso:
“Este estabelecimento é obrigado a emitir Notas Fiscais”

6) – ENVIAR MENSALMENTE PARA A CONTABILIDADE:


.

• Notas fiscais de serviços prestados e/ou vendas de mercadorias;


• Até o dia 28 de cada mês, informar o ponto da folha de pagamentos, faltas, horas extras, atestado, etc.
• Notas fiscais de compra de mercadorias, despesas diversas e ativos imobilizados;
• Enviar todas as notas fiscais no Maximo ate o 5º dia útil do mês;
• Contribuições trabalhistas quitados (FGTS, CONTR. SINDICAL, INSS e Outros);
• Guias de impostos e contribuições pagas, IPTU, DARF e SIMPLES NACIONAL;
• Comprovante de recibos de salários, devidamente datados e assinados;
• Comprovante de pagamento do PIS – Quando for o caso;
• Comprovante de pagamento da COFINS – Quando for o caso;
• Comprovante de pagamento do IRPJ e CSLL – Quando for o caso;
• Comprovante de pagamento do IRRF – Quando for o caso;
• Comprovante de pagamento de retenções PIS / COFINS / CSLL / INSS – Se for o caso;
• Recibos de Honorários contábeis;
• Recibos de alugueis;
• Extratos bancários: conta corrente, aplicação e cartões de crédito;
• Duplicatas de fornecedores quitadas;
• Despesas de assistência médica – Quando for o caso;
• Demais documentos de todas as despesas realizadas durante o mês, tais como: água, luz, telefone,
correios, fretes, condomínios, vales transportes, etc.;
• Os impostos não pagos deverão retornar a contabilidade para ser feito o recalculo. Todos os impostos
recalculados terão a cobrança de uma taxa de serviço.

7) – REGISTRO DE FUNCIONÁRIOS / EMPREGADOS


Mantenha funcionários devidamente registrados, mesmo que no período de experiência, não corra
o risco, as penalidades (multas) do MTPS são caríssimas pela desobediência à Legislação Trabalhista.
Todos os registros serão efetivados apenas com a apresentação da documentação completa:
• Xerox de documentos pessoais( CPF, RG, Titulo de Eleitor, Certidão de Nascimento);
• Xerox de certidão de casamento, se houver;
• Xerox da certidão de nascimento dos filhos, se houver;
• Xerox de cartão de vacina ou declaração escolar dos filhos, se houver;
• Xerox de comprovante de residência atualizado;
• Caso haja pagamento de pensão alimentícia, copia da decisão judicial;
• Caso haja a tutela de criança por determinação judicial, copia da decisão judicial;
• 1 foto 3x4 recente.
Obs.: Toda a admissão ou demissão deverá ser feita apenas após a data do exame medico, sendo que
avisos prévios deverão ser comunicados com antecedência de 30 dias.

8) – PPRA – OBRIGATORIEDADE
Programa de Prevenção de Riscos Ambientais
De acordo com o Item 9.1.1 da Norma Regulamentadora nº. 09, estabelece-se a obrigatoriedade da
elaboração e implementação, por parte de todos os empregadores e instituições que admitam
trabalhadores como empregados, do Programa de Prevenção de Riscos Ambientais – PPRA, visando
à preservação da saúde e da integridade dos trabalhadores, através da antecipação, reconhecimento,
avaliação e conseqüente controle da ocorrência de riscos ambientais existentes ou que venham a
existir no ambiente de trabalho, tendo em consideração a proteção do meio ambiente e dos recursos
naturais. Estes documentos deverão ser mantidos por um período mínimo de 20 (vinte) anos. O não
cumprimento desta Norma acarreta multa de no mínimo R$ 1.345,17. (Vr da multa em 03/2011).

9) PCMSO – OBRIGATORIEDADE
Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional

Todas as empresas e instituições, estão obrigadas a elaborar e implementar o Programa de Controle


Médico de Saúde Ocupacional -PCMSO, com o objetivo de promoção da saúde do conjunto dos
seus trabalhadores, zelando pela sua eficácia. O não cumprimento desta Norma acarreta multa de no
mínimo R$ 807,10. (Vr da multa em 03/2011).

NÃO DEIXE DE CUMPRIR AS OBRIGAÇÕES FISCAIS. ESTAMOS A SEU DISPOR PARA


ESCLARECIMENTOS QUE SE FIZEREM NECESSÁRIOS, NÃO CORRA O RISCO !

Qualquer dúvida, faça contato com a Contabilidade


A
MORIM CONTABILIDADE (3891-5500 ou 3891-2433)