Você está na página 1de 12

cartilha aids.

PDF 4/15/04 12:37 Page 1

Nessa
hora você
não vai
parar
para pensar
se sabe
tudo sobre
Aids

1
cartilha aids.PDF 4/15/04 12:37 Page 2
cartilha aids.PDF 4/15/04 12:37 Page 3

a Aids reduz a
imunidade
A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida
(Aids ou SIDA) não é a doença. Ela reduz a
imunidade devido à ação do vírus da imuno- A transmissão do vírus pode se dar pela via
deficiência humana (HIV), que diminui a sexual, pela via sangüínea e de mãe para filho,
capacidade de defesa e abre a guarda do durante a gestação e na amamentação.
organismo para a entrada de uma série de Qualquer tipo de sexo transmite o HIV: anal, oral,
doenças que, por isso, são chamadas de vaginal, entre homem e mulher, entre mulher e
oportunistas. mulher, entre homem e homem. Todas as secreções
A Aids não tem cura. O que se conseguiu sexuais masculinas e femininas podem conter o
até agora foi descobrir uma série de remé- vírus. Por isso, também não é necessário o ato da
dios, chamada de coquetel, que mantém penetração para que o HIV seja transmitido. “Brin-
relativamente sob controle o avanço do vírus. car” também transmite o vírus, já que a famosa
O coquetel é distribuído gratuitamente pelo “ralação” provoca microferimentos que entram em
Ministério da Saúde. A administração dos contato com as secreções sexuais. Por isso, a utili-
medicamentos exige muita disciplina, princi- zação da camisinha é fundamental, sempre.

o que é e como se dá o contágio


palmente em relação aos horários e à ali- Instrumentos perfurantes ou cortantes – como
mentação. agulhas, seringas, alicates, aparelhos de barbear –
É possível, felizmente cada vez mais, sobre- não esterilizados podem transmitir o vírus pela via
viver apesar do HIV. Mas é ingenuidade pen- sangüínea, se tiverem sido utilizados por alguém
sar que ele não mata. infectado. Como não há como adivinhar se alguém
foi ou não contagiado, o ideal é utilizar somente
produtos descartáveis ou que com certeza tenham
sido esterilizados. Também se deve exigir testagem
e procedência do sangue em casos de transfusões.
A mãe infectada pelo HIV pode transmitir o vírus
para o filho em três fases: enquanto o bebê ainda
está na barriga, na hora do parto e durante a ama-
mentação. Por isso é fundamental a realização de
é ingenuidade exames de sangue que detectem o contágio durante
pensar que o pré-natal. Se for o caso, a gestante pode tomar
medicamentos e diminuir a possibilidade de conta-
o HIV não mata giar seu bebê.
cartilha aids.PDF 4/15/04 12:37 Page 4
cartilha aids.PDF 4/15/04 12:37 Page 5

camisinha
sempre
Consciência: essa é a nha e até furá-la.
melhor forma de preven- Usar camisinha é a úni-
ção. Sabendo que não é ca forma de prevenir o
imune ao contágio e contágio pela via sexual.
adotando medidas de Pílulas anticoncepcionais,
segurança qualquer um diafragmas, DIU, esper-
pode se proteger do HIV. micidas são medidas que
Então, não marque ajudam a não engravidar,
bobeira! Use sempre mas que não servem con-
camisinha (masculina tra a transmissão do HIV.
ou feminina). Deixe a Por isso, mesmo que
timidez de lado: se tem você adote qualquer um
dificuldade em manu- desses métodos para evi-
seá-la, treine antes, mas tar a gravidez, não esque-
não abra mão da segu- ça de usar também a
rança. Não utilize a unha camisinha.
ou os dentes para lidar Os usuários de drogas
com a camisinha porque injetáveis não devem
ela pode furar. Lubrifi- compartilhar agulhas,
cantes, somente à base seringas ou qualquer
de água, nada de vaseli- outro objeto perfurante
na, por exemplo, que ou cortante, em hipótese
pode estragar a camisi- alguma.

prevenção
não compartilhe
seringas nem agulhas
cartilha aids.PDF 4/15/04 12:37 Page 6
cartilha aids.PDF 4/15/04 12:37 Page 7

não adianta
sair correndo
para fazer o teste
O primeiro passo para negativo ou não reagente co para tratamento.
saber se você foi exposto (pessoa que não é portado- Os portadores de HIV
ao HIV é fazer um exame ra de HIV ou está em podem ser assintomáticos.
para testar seu sangue. Os período de janela sorológi- Isso quer dizer que apesar
testes detectam se a pessoa ca); inconclusivo (situação de terem os anticorpos
entrou ou não em contato que indica necessidade de contra o vírus, não desen-
com o vírus. Através da outros exames comproba- volveram os sintomas da
coleta de uma pequena tórios, também aplicada à Aids. Quem já tem os sinto-
quantidade de sangue o janela sorológica); positivo mas da doença é chamado
teste detecta a presença de ou reagente (caracteriza de portador sintomático,
anticorpos que são produ- contágio pelo HIV, o porta- porque tem infecções
zidos em até três meses dor do vírus nem sempre oportunistas em função da
após a infecção pelo HIV. tem sinais ou sintomas da queda de resistência imu-
Esses três meses são o tem- Aids). nológica do organismo.
po que o organismo neces- Em crianças, o resultado Em qualquer caso, pro-
sita para gerar os anticor- positivo para o teste anti- cure um Centro de Saúde,
pos que podem ser detecta- HIV tem significado diferen- Hospital ou o Centro de
dos pelo teste Anti-HIV. te. Até os 18 meses de idade Testagem e Aconselhamen-
Esse período é chamado de o bebê carrega os anticor- to (CTA, antigo COAS
janela sorológica. Por isso, pos da mãe. Por isso, novo DST/AIDS) mais próximo
caso você viva uma situa- teste deve ser realizado após de sua casa. Informe-se
ção de risco, não adianta esse período: se permane- pelo disque-saúde:
sair correndo para fazer o cer positivo significa que a ☎ 0800-162550.
teste. Espere três meses e criança se infectou e deverá

tratamento
então procure um profis- ter acompanhamento clíni-
sional de saúde especializa-
do ou um laboratório: só o portador do vírus
assim o exame apresentará
um resultado real.
nem sempre tem sinais
Os resultados podem ser: ou sintomas da Aids
cartilha aids.PDF 4/15/04 12:37 Page 8
cartilha aids.PDF 4/15/04 12:37 Page 9

qualquer um
está exposto
ao HIV
Quando surgiu, no preconceito e a desin- mação. Amor não é
início dos anos 80, a formação continuavam sinônimo de proteção.
Aids era chamada de a dar espaço para a Tempo de convivência
“peste gay”. Muitos doença. não é sinônimo de pre-
consideravam uma Por isso saber que venção. Confiança não
doença que punia os qualquer um está é sinônimo de preven-
que não agiam de exposto ao HIV é fun- ção. Usar camisinha e
acordo com os damental. E que a pro- não partilhar seringas
padrões sexuais dita- teção depende da infor- deve ser regra geral.
dos por uma visão reli-
giosa, por exemplo.
Tanto preconceito só
valeu para disseminar
Não há razão para

preconceito e solidariedade
mais rapidamente a
doença. que o convívio social
Passado um tempo,
e diante do evidente se altere em função da Aids
contágio de heterosse- Se por um lado temos que nos proteger do vírus, não há porque se proteger de seus
xuais, convencionou-se portadores. O HIV não muda ninguém. Um amigo, companheiro, colega de trabalho
determinar um grupo continua sendo um bom amigo, um bom companheiro e colega de trabalho e isso não
de risco: homosse- precisa ser alterado por causa do vírus. Beijo, abraço, aperto de mão e picadas de
xuais, bissexuais, pros- inseto não transmitem o HIV. Partilhar banheiro, talheres, copos, toalhas, freqüentar a
titutas, viciados em mesma piscina também não oferece nenhum risco de contágio.
drogas injetáveis e por- A doação de sangue é um ato que pode salvar inúmeras vidas e também não há risco
tadores de doenças do de contaminação pelo HIV. Todo o material utilizado é descartável.
sangue hereditárias, Não há razão para que o convívio social ou ações de solidariedade se alterem em
como a hemofilia. O função da Aids.
cartilha aids.PDF 4/15/04 12:37 Page 10
cartilha aids.PDF 4/15/04 12:37 Page 11

o tratamento aos
portadores do HIV
é gratuito no Brasil
Organizados, os portadores do que desenvolverem alguma doen-
HIV já conquistaram uma série ça incapacitante podem se apo-
de direitos, como o tratamento sentar por invalidez.
gratuito e universal. Também têm Cônjuge, companheiro ou com-
em legislação algumas garantias, panheira, filhos ou irmãos meno-
como o direito ao saque do Fun- res de 21 anos e não emancipa-
do de Garantia do Tempo de Ser- dos, pais têm direito a receber
viço (FGTS) e do PIS/PASEP. O pensão por morte de paciente de
portador também tem direito ao Aids, que corresponderá a 100%
auxílio-doença, mesmo que não do salário de benefício. Nesses
tenha completado 12 meses de casos, deve-se procurar o setor
contribuição ao INSS. Quem con- de benefícios do INSS.
trair a doença e estiver desem- A Constituição Federal proíbe
pregado há menos de 24 meses a dispensa arbitrária ou discri-
(ou 36 meses, se tiver mais de minatória de qualquer trabalha-
120 contribuições definitivas ao dor, inclusive o portador de HIV.
INSS) também terá direito ao Nesses casos cabe uma ação tra-
auxílio-doença. Os portadores balhista de reintegração.

Produzido em novembro de 2001 pelo Sindicato dos Bancários


de São Paulo - CUT. Presidente: João Vaccari Neto. Assessoria

direitos
técnica: Miguel Ângelo Bersani. Textos: Cláudia Motta. Projeto
gráfico e edição de imagens: Vander Fornazieri. Fotos: Tony
Stone Images (exceto contra-capa)
Apoio: Organização das Nações Unidas para a Educação, a
Coordenação Nacional DST e Aids Ciência e a Cultura (Unesco) e Ministério da Saúde.
cartilha aids.PDF 4/15/04 12:37 Page 12

Você sabe o que faz?


O ser humano, em geral, imagina-se inatingível.
Talvez por isso ignore, muitas vezes, regras básicas de
segurança. Apesar de conhecida há pelo menos 20 anos,
a Aids (ou SIDA, Síndrome da Imunodeficiência Adquirida)
ainda atinge, todos os anos, milhões de pessoas no mundo.
No Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde,
aproximadamente meio milhão de pessoas
são portadoras do vírus.
Prevenir o contágio da Aids depende da conscientização
dos riscos que corremos. Não adianta estar somente
informado. Todos sabem que relações sexuais só devem
acontecer com camisinha. Drogas injetáveis somente com
material descartável. Entretanto, na hora “H”, muita gente
não age como deveria. E abre a guarda para a entrada do
vírus. Não se julgue livre do contágio pelo vírus da
imunodeficiência humana. O HIV, causador da Aids, não
escolhe raça, sexo, idade, religião, classe social nem estado
civil. Ele pega quem não estiver prevenido, sempre.
Leia este manual, informe-se, mas,
principalmente, aprenda.