Você está na página 1de 76

Introdução ao Conceito de Limite

J. Roberto S. Nascimento

e-mail: roberto.nascimento.ufpa@gmail.com

19 de Março de 2022

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 1 / 20


1 Definição

2 Exemplo

3 Limite e o domínio de uma função

4 Propriedades

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 2 / 20


Definição

1 Definição

2 Exemplo

3 Limite e o domínio de uma função

4 Propriedades

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 3 / 20


Definição

Definição de Limite

Dados uma função real f : R → R e números reais a e L, dizemos que

lim f (x) = L
x→a

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 4 / 20


Definição

Definição de Limite

Dados uma função real f : R → R e números reais a e L, dizemos que

lim f (x) = L,
x→a

se podemos fazer “f (x) tão próximo de L quanto se queira” sempre que “x está
próximo de a (mas não igual).”

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 4 / 20


Definição

Definição de Limite

Dados uma função real f : R → R e números reais a e L, dizemos que

lim f (x) = L,
x→a

se podemos fazer “f (x) tão próximo de L quanto se queira” sempre que “x está
próximo de a (mas não igual).”

Para medir “proximidade” entre dois valores reais a e b, precisamos medir a


distância entre dois pontos a e b na reta real:

d (a, b) = |a − b|

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 4 / 20


Definição

Definição de Limite

Dados uma função real f : R → R e números reais a e L, dizemos que

lim f (x) = L,
x→a

se podemos fazer “f (x) tão próximo de L quanto se queira” sempre que “x está
próximo de a (mas não igual).”

Para medir “proximidade” entre dois valores reais a e b, precisamos medir a


distância entre dois pontos a e b na reta real:

d (a, b) = |a − b|

Escolhido um número real, diga que a e b estão próximos se |a − b| for menor que
esse número real.

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 4 / 20


Definição

Definição de Limite

Dados uma função real f : R → R e números reais a e L, dizemos que

lim f (x) = L,
x→a

se podemos fazer “f (x) tão próximo de L quanto se queira” sempre que “x está
próximo de a (mas não igual).”

Para medir “proximidade” entre dois valores reais a e b, precisamos medir a


distância entre dois pontos a e b na reta real:

d (a, b) = |a − b|

Escolhido um número real, diga que a e b estão próximos se |a − b| for menor que
esse número real.
Para nossa definição de limite, precisaremos de dois números reais, que
chamaremos de  e δ

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 4 / 20


Definição

Dados uma função real f : R → R e números reais a e L, dizemos que

lim f (x) = L,
x→a

se. . .
. . . podemos fazer “f (x) tão próximo de L quanto se queira” sempre que “x está
próximo de a (mas não igual).”

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 5 / 20


Definição

Dados uma função real f : R → R e números reais a e L, dizemos que

lim f (x) = L,
x→a

se. . .
. . . podemos fazer “f (x) tão próximo de L quanto se queira” sempre que “x está
próximo de a (mas não igual).”
. . . “|f (x) − L| < ” sempre que “0 < |x − a| < δ.”

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 5 / 20


Definição

Dados uma função real f : R → R e números reais a e L, dizemos que

lim f (x) = L,
x→a

se. . .

. . . “|f (x) − L| < ” sempre que “0 < |x − a| < δ.”

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 5 / 20


Definição

Dados uma função real f : R → R e números reais a e L, dizemos que

lim f (x) = L,
x→a

se. . .

. . . “|f (x) − L| < ” sempre que “0 < |x − a| < δ.”


. . . 0 < |x − a| < δ ⇒ |f (x) − L| < 

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 5 / 20


Definição

Dados uma função real f : R → R e números reais a e L, dizemos que

lim f (x) = L,
x→a

se. . .

. . . 0 < |x − a| < δ ⇒ |f (x) − L| < 

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 5 / 20


Definição

Dados uma função real f : R → R e números reais a e L, dizemos que

lim f (x) = L,
x→a

se para todo número real  > 0, existe algum número real δ > 0 tal que a
implicação abaixo é válida

0 < |x − a| < δ ⇒ |f (x) − L| < 

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 6 / 20


Definição

Dados uma função real f : R → R e números reais a e L, dizemos que

lim f (x) = L,
x→a

se para todo número real  > 0, existe algum número real δ > 0 tal que a
implicação abaixo é válida

0 < |x − a| < δ ⇒ |f (x) − L| < 

ATENÇÃO: cuidado com a interpretação das expressões “para todo” e “existe


algum.” Se ajudar, lembre dos símbolos usados em lógica (vistos em bases
matemáticas):
“para todo” = ∀
“existe algum” = ∃

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 6 / 20


Exemplo

1 Definição

2 Exemplo

3 Limite e o domínio de uma função

4 Propriedades

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 7 / 20


Exemplo

1 1
Exercício. Seja f (x) = x+1 . Demonstre que lim f (x) =
x→1 2

Primeiro, vamos explorar o valor de f (x) para x próximo de 1. (na lousa)

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 8 / 20


Exemplo

1 1
Exercício. Seja f (x) = x+1 . Demonstre que lim f (x) =
x→1 2

Primeiro, vamos explorar o valor de f (x) para x próximo de 1. (na lousa)

Depois, vamos usar a definição para demonstrar formalmente. Ir para solução.

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 8 / 20


Exemplo

1 1
Exercício. Seja f (x) = x+1 . Demonstre que lim f (x) =
x→1 2

Primeiro, vamos explorar o valor de f (x) para x próximo de 1. (na lousa)

Depois, vamos usar a definição para demonstrar formalmente. Ir para solução.

Observações:
a parte exploratória inicial não é necessária, mas às vezes ajuda com a
solução (e às vezes não).
a formalização da demonstração é obrigatória (neste caso, usando apenas a
definição, mas veremos outras técnicas formais para demonstrar o valor de
um limite)

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 8 / 20


Exemplo

1
Exercício. Seja f (x) = x+1 . Demonstre que lim f (x) não existe.
x→−1

Na lousa.

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 9 / 20


Exemplo

1
Exercício. Seja f (x) = x+1 . Demonstre que lim f (x) não existe.
x→−1

Na lousa.

Neste exercício, como no anterior, a parte exploratória é apenas para nos dar um
pouco de intuição, mas a parte da formalização é indispensável.

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 9 / 20


Limite e o domínio de uma função

1 Definição

2 Exemplo

3 Limite e o domínio de uma função

4 Propriedades

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 10 / 20


Limite e o domínio de uma função

Note que não necessariamente há relação entre o valor de lim f (x) (se estiver
x→a
definido) e o valor de f (a).

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 11 / 20


Limite e o domínio de uma função

Note que não necessariamente há relação entre o valor de lim f (x) (se estiver
x→a
definido) e o valor de f (a).
1
para f (x) = x+1 , temos lim f (x) = 1/2 e f (1) = 1/2
x→1

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 11 / 20


Limite e o domínio de uma função

Note que não necessariamente há relação entre o valor de lim f (x) (se estiver
x→a
definido) e o valor de f (a).
1
para f (x) = x+1 , temos lim f (x) = 1/2 e f (1) = 1/2
x→1
1
para f (x) = x+1 , temos lim f (x) é indefinido e f (−1) é indefinido
x→−1

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 11 / 20


Limite e o domínio de uma função

Note que não necessariamente há relação entre o valor de lim f (x) (se estiver
x→a
definido) e o valor de f (a).
1
para f (x) = x+1 , temos lim f (x) = 1/2 e f (1) = 1/2
x→1
1
para f (x) = x+1 , temos lim f (x) é indefinido e f (−1) é indefinido
x→−1

sen (x) se x 6= 0
para f (x) = , lim f (x) = 0 mas f (0) = 1 (demonstre
1 se x = 0 x→0
em casa)

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 11 / 20


Limite e o domínio de uma função

Note que não necessariamente há relação entre o valor de lim f (x) (se estiver
x→a
definido) e o valor de f (a).
1
para f (x) = x+1 , temos lim f (x) = 1/2 e f (1) = 1/2
x→1
1
para f (x) = x+1 , temos lim f (x) é indefinido e f (−1) é indefinido
x→−1

sen (x) se x 6= 0
para f (x) = , lim f (x) = 0 mas f (0) = 1 (demonstre
1 se x = 0 x→0
em casa)
sen (x)
para f (x) = , temos lim f (x) = 1 mas f (0) é indefinido
x x→0

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 11 / 20


Limite e o domínio de uma função

Note que não necessariamente há relação entre o valor de lim f (x) (se estiver
x→a
definido) e o valor de f (a).
1
para f (x) = x+1 , temos lim f (x) = 1/2 e f (1) = 1/2
x→1
1
para f (x) = x+1 , temos lim f (x) é indefinido e f (−1) é indefinido
x→−1

sen (x) se x 6= 0
para f (x) = , lim f (x) = 0 mas f (0) = 1 (demonstre
1 se x = 0 x→0
em casa)
sen (x)
para f (x) = , temos lim f (x) = 1 mas f (0) é indefinido
x x→0
para f (x) = bxc, temos lim f (x) indefinido mas f (3) = 3 definido
x→3

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 11 / 20


Limite e o domínio de uma função

Note que não necessariamente há relação entre o valor de lim f (x) (se estiver
x→a
definido) e o valor de f (a).
1
para f (x) = x+1 , temos lim f (x) = 1/2 e f (1) = 1/2
x→1
1
para f (x) = x+1 , temos lim f (x) é indefinido e f (−1) é indefinido
x→−1

sen (x) se x 6= 0
para f (x) = , lim f (x) = 0 mas f (0) = 1 (demonstre
1 se x = 0 x→0
em casa)
sen (x)
para f (x) = , temos lim f (x) = 1 mas f (0) é indefinido
x x→0
para f (x) = bxc, temos lim f (x) indefinido mas f (3) = 3 definido
x→3

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 11 / 20


Limite e o domínio de uma função

Note que não necessariamente há relação entre o valor de lim f (x) (se estiver
x→a
definido) e o valor de f (a).
1
para f (x) = x+1 , temos lim f (x) = 1/2 e f (1) = 1/2
x→1
1
para f (x) = x+1 , temos lim f (x) é indefinido e f (−1) é indefinido
x→−1

sen (x) se x 6= 0
para f (x) = , lim f (x) = 0 mas f (0) = 1 (demonstre
1 se x = 0 x→0
em casa)
sen (x)
para f (x) = , temos lim f (x) = 1 mas f (0) é indefinido
x x→0
para f (x) = bxc, temos lim f (x) indefinido mas f (3) = 3 definido
x→3
Funções onde há relação entre limite e valor da função no mesmo ponto serão
estudadas em mais detalhes adiante.

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 11 / 20


Propriedades

1 Definição

2 Exemplo

3 Limite e o domínio de uma função

4 Propriedades

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 12 / 20


Propriedades

Teorema. (Unicidade do limite) Se o limite lim f (x) existir, ele é único.


x→a

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 13 / 20


Propriedades

Teorema. (Unicidade do limite) Se o limite lim f (x) existir, ele é único.


x→a

Demonstração. (Por redução ao absurdo) Sejam L1 6= L2 números reais tais que


limx→a f (x) = L1 e limx→a f (x) = L2 .

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 13 / 20


Propriedades

Teorema. (Unicidade do limite) Se o limite lim f (x) existir, ele é único.


x→a

Demonstração. (Por redução ao absurdo) Sejam L1 6= L2 números reais tais que


limx→a f (x) = L1 e limx→a f (x) = L2 . Isto quer dizer que, para todo  > 0,
existem δ1 > 0 e δ2 > 0 tais que:
0 < |x − a| < δ1 ⇒ |f (x) − L1 | < 
0 < |x − a| < δ2 ⇒ |f (x) − L2 | < 

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 13 / 20


Propriedades

Teorema. (Unicidade do limite) Se o limite lim f (x) existir, ele é único.


x→a

Demonstração. (Por redução ao absurdo) Sejam L1 6= L2 números reais tais que


limx→a f (x) = L1 e limx→a f (x) = L2 . Isto quer dizer que, para todo  > 0,
existem δ1 > 0 e δ2 > 0 tais que:
0 < |x − a| < δ1 ⇒ |f (x) − L1 | < 
0 < |x − a| < δ2 ⇒ |f (x) − L2 | < 
Seja δ = min{δ1 , δ2 }, logo para todo  > 0 existe δ > 0 tal que, quando
0 < |x − a| < δ, então |f (x) − L1 | <  e |f (x) − L2 | < .

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 13 / 20


Propriedades

Teorema. (Unicidade do limite) Se o limite lim f (x) existir, ele é único.


x→a

Demonstração. (Por redução ao absurdo) Sejam L1 6= L2 números reais tais que


limx→a f (x) = L1 e limx→a f (x) = L2 . Isto quer dizer que, para todo  > 0,
existem δ1 > 0 e δ2 > 0 tais que:
0 < |x − a| < δ1 ⇒ |f (x) − L1 | < 
0 < |x − a| < δ2 ⇒ |f (x) − L2 | < 
Seja δ = min{δ1 , δ2 }, logo para todo  > 0 existe δ > 0 tal que, quando
0 < |x − a| < δ, então |f (x) − L1 | <  e |f (x) − L2 | < . Veja que:

|L1 − f (x)| + |f (x) − L2 | < 2

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 13 / 20


Propriedades

Teorema. (Unicidade do limite) Se o limite lim f (x) existir, ele é único.


x→a

Demonstração. (Por redução ao absurdo) Sejam L1 6= L2 números reais tais que


limx→a f (x) = L1 e limx→a f (x) = L2 . Isto quer dizer que, para todo  > 0,
existem δ1 > 0 e δ2 > 0 tais que:
0 < |x − a| < δ1 ⇒ |f (x) − L1 | < 
0 < |x − a| < δ2 ⇒ |f (x) − L2 | < 
Seja δ = min{δ1 , δ2 }, logo para todo  > 0 existe δ > 0 tal que, quando
0 < |x − a| < δ, então |f (x) − L1 | <  e |f (x) − L2 | < . Veja que:

|L1 − f (x) + f (x) − L2 | ≤ |L1 − f (x)| + |f (x) − L2 | < 2

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 13 / 20


Propriedades

Teorema. (Unicidade do limite) Se o limite lim f (x) existir, ele é único.


x→a

Demonstração. (Por redução ao absurdo) Sejam L1 6= L2 números reais tais que


limx→a f (x) = L1 e limx→a f (x) = L2 . Isto quer dizer que, para todo  > 0,
existem δ1 > 0 e δ2 > 0 tais que:
0 < |x − a| < δ1 ⇒ |f (x) − L1 | < 
0 < |x − a| < δ2 ⇒ |f (x) − L2 | < 
Seja δ = min{δ1 , δ2 }, logo para todo  > 0 existe δ > 0 tal que, quando
0 < |x − a| < δ, então |f (x) − L1 | <  e |f (x) − L2 | < . Veja que:

|L1 − L2 | ≤ |L1 − f (x) + f (x) − L2 | ≤ |L1 − f (x)| + |f (x) − L2 | < 2

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 13 / 20


Propriedades

Teorema. (Unicidade do limite) Se o limite lim f (x) existir, ele é único.


x→a

Demonstração. (Por redução ao absurdo) Sejam L1 6= L2 números reais tais que


limx→a f (x) = L1 e limx→a f (x) = L2 . Isto quer dizer que, para todo  > 0,
existem δ1 > 0 e δ2 > 0 tais que:
0 < |x − a| < δ1 ⇒ |f (x) − L1 | < 
0 < |x − a| < δ2 ⇒ |f (x) − L2 | < 
Seja δ = min{δ1 , δ2 }, logo para todo  > 0 existe δ > 0 tal que, quando
0 < |x − a| < δ, então |f (x) − L1 | <  e |f (x) − L2 | < . Veja que:

|L1 − L2 | ≤ |L1 − f (x) + f (x) − L2 | ≤ |L1 − f (x)| + |f (x) − L2 | < 2

Ou seja, |L1 − L2 | < 2 para todo  > 0.

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 13 / 20


Propriedades

Teorema. (Unicidade do limite) Se o limite lim f (x) existir, ele é único.


x→a

Demonstração. (Por redução ao absurdo) Sejam L1 6= L2 números reais tais que


limx→a f (x) = L1 e limx→a f (x) = L2 . Isto quer dizer que, para todo  > 0,
existem δ1 > 0 e δ2 > 0 tais que:
0 < |x − a| < δ1 ⇒ |f (x) − L1 | < 
0 < |x − a| < δ2 ⇒ |f (x) − L2 | < 
Seja δ = min{δ1 , δ2 }, logo para todo  > 0 existe δ > 0 tal que, quando
0 < |x − a| < δ, então |f (x) − L1 | <  e |f (x) − L2 | < . Veja que:

|L1 − L2 | ≤ |L1 − f (x) + f (x) − L2 | ≤ |L1 − f (x)| + |f (x) − L2 | < 2

Ou seja, |L1 − L2 | < 2 para todo  > 0. Como L1 6= L2 , a diferença entre eles
não pode ser menor do que qualquer número real positivo, uma contradição!

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 13 / 20


Propriedades

Teorema. (Unicidade do limite) Se o limite lim f (x) existir, ele é único.


x→a

Demonstração. (Por redução ao absurdo) Sejam L1 6= L2 números reais tais que


limx→a f (x) = L1 e limx→a f (x) = L2 . Isto quer dizer que, para todo  > 0,
existem δ1 > 0 e δ2 > 0 tais que:
0 < |x − a| < δ1 ⇒ |f (x) − L1 | < 
0 < |x − a| < δ2 ⇒ |f (x) − L2 | < 
Seja δ = min{δ1 , δ2 }, logo para todo  > 0 existe δ > 0 tal que, quando
0 < |x − a| < δ, então |f (x) − L1 | <  e |f (x) − L2 | < . Veja que:

|L1 − L2 | ≤ |L1 − f (x) + f (x) − L2 | ≤ |L1 − f (x)| + |f (x) − L2 | < 2

Ou seja, |L1 − L2 | < 2 para todo  > 0. Como L1 6= L2 , a diferença entre eles
não pode ser menor do que qualquer número real positivo, uma contradição! Isto
quer dizer que L1 = L2 . 

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 13 / 20


Propriedades

Teorema. Seja f (x) = c uma função constante. Então lim f (x) = c.


x→a

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 14 / 20


Propriedades

Teorema. Seja f (x) = c uma função constante. Então lim f (x) = c.


x→a

Demonstração. Dado  > 0, escolha δ = 1 (qualquer número real positivo


serve).

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 14 / 20


Propriedades

Teorema. Seja f (x) = c uma função constante. Então lim f (x) = c.


x→a

Demonstração. Dado  > 0, escolha δ = 1 (qualquer número real positivo


serve).Veja que |f (x) − c| = 0

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 14 / 20


Propriedades

Teorema. Seja f (x) = c uma função constante. Então lim f (x) = c.


x→a

Demonstração. Dado  > 0, escolha δ = 1 (qualquer número real positivo


serve).Veja que |f (x) − c| = 0 < 

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 14 / 20


Propriedades

Teorema. Seja f (x) = c uma função constante. Então lim f (x) = c.


x→a

Demonstração. Dado  > 0, escolha δ = 1 (qualquer número real positivo


serve).Veja que |f (x) − c| = 0 < , logo vale a implicação
0 < |x − a| < δ ⇒ |f (x) − c| < . 

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 14 / 20


Propriedades

Teorema. Seja f (x) = c uma função constante. Então lim f (x) = c.


x→a

Demonstração. Dado  > 0, escolha δ = 1 (qualquer número real positivo


serve).Veja que |f (x) − c| = 0 < , logo vale a implicação
0 < |x − a| < δ ⇒ |f (x) − c| < . 

Teorema. Seja f (x) = x a função identidade. Então lim f (x) = a.


x→a

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 14 / 20


Propriedades

Teorema. Seja f (x) = c uma função constante. Então lim f (x) = c.


x→a

Demonstração. Dado  > 0, escolha δ = 1 (qualquer número real positivo


serve).Veja que |f (x) − c| = 0 < , logo vale a implicação
0 < |x − a| < δ ⇒ |f (x) − c| < . 

Teorema. Seja f (x) = x a função identidade. Então lim f (x) = a.


x→a

Demonstração. Dado  > 0, escolha δ = . Sendo


0 < |x − a| < δ ⇒ |f (x) − a| < .

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 14 / 20


Propriedades

Teorema. Sejam f , g funções tais que lim f (x) = L e lim f (x) = M. Então:
x→a x→a
• lim (f (x) + g (x)) = L + M
x→a

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 15 / 20


Propriedades

Teorema. Sejam f , g funções tais que lim f (x) = L e lim f (x) = M. Então:
x→a x→a
• lim (f (x) + g (x)) = L + M
x→a
• lim (f (x) · g (x)) = L · M
x→a

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 15 / 20


Propriedades

Teorema. Sejam f , g funções tais que lim f (x) = L e lim f (x) = M. Então:
x→a x→a
• lim (f (x) + g (x)) = L + M
x→a
• lim (f (x) · g (x)) = L · M
x→a
f (x) L
• Se M 6= 0, lim =
x→a g (x) M

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 15 / 20


Propriedades

Teorema. Sejam f , g funções tais que lim f (x) = L e lim f (x) = M. Então:
x→a x→a
• lim (f (x) + g (x)) = L + M
x→a
• lim (f (x) · g (x)) = L · M
x→a
f (x) L
• Se M 6= 0, lim =
x→a g (x) M
• lim (f (x))n = Ln
x→a

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 15 / 20


Propriedades

Teorema. Sejam f , g funções tais que lim f (x) = L e lim f (x) = M. Então:
x→a x→a
• lim (f (x) + g (x)) = L + M
x→a
• lim (f (x) · g (x)) = L · M
x→a
f (x) L
• Se M 6= 0, lim =
x→a g (x) M
• lim (f (x))n = Ln
x→a
p
n

n
• Se n é ímpar, lim f (x) = L
x→a

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 15 / 20


Propriedades

Teorema. Sejam f , g funções tais que lim f (x) = L e lim f (x) = M. Então:
x→a x→a
• lim (f (x) + g (x)) = L + M
x→a
• lim (f (x) · g (x)) = L · M
x→a
f (x) L
• Se M 6= 0, lim =
x→a g (x) M
• lim (f (x))n = Ln
x→a
p
n

n
• Se n é ímpar, lim f (x) = L
x→a
p √
n
• Se n é par e L ≥ 0, lim n f (x) = L
x→a

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 15 / 20


Propriedades

Teorema. Sejam f , g funções tais que lim f (x) = L e lim f (x) = M. Então:
x→a x→a
• lim (f (x) + g (x)) = L + M
x→a
• lim (f (x) · g (x)) = L · M
x→a
f (x) L
• Se M 6= 0, lim =
x→a g (x) M
• lim (f (x))n = Ln
x→a
p
n

n
• Se n é ímpar, lim f (x) = L
x→a
p √
n
• Se n é par e L ≥ 0, lim n f (x) = L
x→a

ATENÇÃO! Cuidado com as condições! Ambos os limites tem que estar


definidos no ponto a! Algumas regras precisam de condições adicionais!

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 15 / 20


Propriedades

x2 + 1
Exercício. Demonstre que lim = 2.
x→1 x
Solução na lousa.

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 16 / 20


Propriedades

x2 + 1
Exercício. Demonstre que lim = 2.
x→1 x
Solução na lousa.

Exercício. Demonstre que, se lim f (x) = L, então lim |f (x)| = |L|.


x→a x→a

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 16 / 20


Propriedades

x2 + 1
Exercício. Demonstre que lim = 2.
x→1 x
Solução na lousa.

Exercício. Demonstre que, se lim f (x) = L, então lim |f (x)| = |L|.


x→a x→a
p
Solução. Note que |f (x)| = (f (x))2 e use regras algébricas.

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 16 / 20


Propriedades

x2 + 1
Exercício. Demonstre que lim = 2.
x→1 x
Solução na lousa.

Exercício. Demonstre que, se lim f (x) = L, então lim |f (x)| = |L|.


x→a x→a
p
Solução. Note que |f (x)| = (f (x))2 e use regras algébricas.

Exercício. Tente usar apenas as regras algébricas para demonstrar que


x2 − 9
lim = 3.
x→3 2x − 6

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 16 / 20


Propriedades

x2 + 1
Exercício. Demonstre que lim = 2.
x→1 x
Solução na lousa.

Exercício. Demonstre que, se lim f (x) = L, então lim |f (x)| = |L|.


x→a x→a
p
Solução. Note que |f (x)| = (f (x))2 e use regras algébricas.

Exercício. Tente usar apenas as regras algébricas para demonstrar que


x2 − 9
lim = 3.
x→3 2x − 6

Aqui esbarramos num problema: o limite do denominador é nulo, logo não


podemos aplicar a regra do quociente. Felizmente, uma nova regra pode nos
ajudar.

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 16 / 20


Propriedades

Teorema. Sejam f , g funções reais tais que f (x) = g (x) para todo x 6= a. Se
lim f (x) = L, então lim g (x) = L.
x→a x→a

Demonstração. trivial.

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 17 / 20


Propriedades

Teorema. Sejam f , g funções reais tais que f (x) = g (x) para todo x 6= a. Se
lim f (x) = L, então lim g (x) = L.
x→a x→a

Demonstração. trivial.

x2 − 9
Exercício. Demonstre que lim = 3.
x→3 x − 3

x2 − 9 (x − 3)(x + 3)
Solução. seja g (x) = = .
2x − 6 2(x − 3)

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 17 / 20


Propriedades

Teorema. Sejam f , g funções reais tais que f (x) = g (x) para todo x 6= a. Se
lim f (x) = L, então lim g (x) = L.
x→a x→a

Demonstração. trivial.

x2 − 9
Exercício. Demonstre que lim = 3.
x→3 x − 3

x2 − 9 (x − 3)(x + 3)
Solução. seja g (x) = = .Note que g (x) é igual a
2x − 6 2(x − 3)
x +3
f (x) = a menos que x = 3 (neste ponto, f (3) = 3, mas g (3) é indefinido
2
pois há divisão por zero).

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 17 / 20


Propriedades

Teorema. Sejam f , g funções reais tais que f (x) = g (x) para todo x 6= a. Se
lim f (x) = L, então lim g (x) = L.
x→a x→a

Demonstração. trivial.

x2 − 9
Exercício. Demonstre que lim = 3.
x→3 x − 3

x2 − 9 (x − 3)(x + 3)
Solução. seja g (x) = = .Note que g (x) é igual a
2x − 6 2(x − 3)
x +3
f (x) = a menos que x = 3 (neste ponto, f (3) = 3, mas g (3) é indefinido
2
pois há divisão por zero).
Podemos demonstrar lim f (x) = 3 por regras algébricas, e usar o teorema anterior
x→3
para concluir que lim g (x) = 3. 
x→3

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 17 / 20


Propriedades

Mais um Exemplo


x −1
Exercício. Calcule lim .
x→1 x −1

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 18 / 20


Propriedades

Mais um Exemplo


x −1
Exercício. Calcule lim .
x→1 x −1

Dica: multiplique e divida pelo conjugado.


√ √ √ √
O conjugado de a− b é a + b, e vice-versa.

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 18 / 20


Propriedades

Mais um Exemplo


x −1
Exercício. Calcule lim .
x→1 x −1

Dica: multiplique e divida pelo conjugado.


√ √ √ √
O conjugado de a− b é a + b, e vice-versa.

A resposta tem que ser 12 .

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 18 / 20


Propriedades

1 1
Voltar Solução. Seja f (x) = x+1 . Demonstre que lim f (x) =
x→1 2

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 19 / 20


Propriedades

1 1
Voltar Solução. Seja f (x) = x+1 . Demonstre que lim f (x) =
x→1 2
Queremos demonstrar: dado  > 0, existe δ > 0 tal que

1 1
0 < |x − 1| < δ ⇒ − <
x + 1 2

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 19 / 20


Propriedades

1 1
Voltar Solução. Seja f (x) = x+1 . Demonstre que lim f (x) =
x→1 2
Queremos demonstrar: dado  > 0, existe δ > 0 tal que

1 1
0 < |x − 1| < δ ⇒ − <
x + 1 2


1 1
Quando é verdade que
− < ?
x + 1 2

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 19 / 20


Propriedades

1 1
Voltar Solução. Seja f (x) = x+1 . Demonstre que lim f (x) =
x→1 2
Queremos demonstrar: dado  > 0, existe δ > 0 tal que

1 1
0 < |x − 1| < δ ⇒ − <
x + 1 2


1 1
Quando é verdade que
− < ?
x + 1 2
Em casa, divida nos casos: i) 0 <  < 1/2; ii)  = 1/2; e iii)  > 1/2.
1 − 2 1 + 2 1 − 2
Soluções: i) <x < ; ii) x > 0; e iii) x >
2 + 1 1 − 2 2 + 1

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 19 / 20


Propriedades

1 1
Voltar Solução. Seja f (x) = x+1 . Demonstre que lim f (x) =
x→1 2
Queremos demonstrar: dado  > 0, existe δ > 0 tal que

1 1
0 < |x − 1| < δ ⇒ − <
x + 1 2


1 1
Quando é verdade que
− < ?
x + 1 2
Em casa, divida nos casos: i) 0 <  < 1/2; ii)  = 1/2; e iii)  > 1/2.
1 − 2 1 + 2 1 − 2
Soluções: i) <x < ; ii) x > 0; e iii) x >
2 + 1 1 − 2 2 + 1
Note que queremos falar algo sobre x − 1, então:
−4 4 −3
i) <x −1< ; ii) x − 1 > −1; e iii) x >
1 + 2 1 − 2 2 + 1
Para os três casos, será verdade que |f (x) − 1/2| < 

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 19 / 20


Propriedades

Para os casos 1) 0 <  < 1/2; 2)  = 1/2; e 3)  > 1/2; as desigualdades


−4 4 −3
i) <x −1< ; ii) x − 1 > −1; e iii) x >
1 + 2 1 − 2 2 + 1
equivalem a |f (x) − 1/2| < 

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 20 / 20


Propriedades

Para os casos 1) 0 <  < 1/2; 2)  = 1/2; e 3)  > 1/2; as desigualdades


−4 4 −3
i) <x −1< ; ii) x − 1 > −1; e iii) x >
1 + 2 1 − 2 2 + 1
equivalem a |f (x) − 1/2| < 
Precisamos determinar δ > 0 tal que 0 < |x − 1| < δ ⇒ |f (x) − 1/2| < .
−4 4 −3 −4
Note que, dos números 1+2 , 1−2 , −1 e 2+1 , o mais próximo de zero é 1+2 .

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 20 / 20


Propriedades

Para os casos 1) 0 <  < 1/2; 2)  = 1/2; e 3)  > 1/2; as desigualdades


−4 4 −3
i) <x −1< ; ii) x − 1 > −1; e iii) x >
1 + 2 1 − 2 2 + 1
equivalem a |f (x) − 1/2| < 
Precisamos determinar δ > 0 tal que 0 < |x − 1| < δ ⇒ |f (x) − 1/2| < .
−4 4 −3 −4
Note que, dos números 1+2 , 1−2 , −1 e 2+1 , o mais próximo de zero é 1+2 .

4
Dado  > 0, tome δ = 1+2 e observe que 0 < |x − 1| < δ implica que (i), (ii) e
(iii) são verdade,

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 20 / 20


Propriedades

Para os casos 1) 0 <  < 1/2; 2)  = 1/2; e 3)  > 1/2; as desigualdades


−4 4 −3
i) <x −1< ; ii) x − 1 > −1; e iii) x >
1 + 2 1 − 2 2 + 1
equivalem a |f (x) − 1/2| < 
Precisamos determinar δ > 0 tal que 0 < |x − 1| < δ ⇒ |f (x) − 1/2| < .
−4 4 −3 −4
Note que, dos números 1+2 , 1−2 , −1 e 2+1 , o mais próximo de zero é 1+2 .

4
Dado  > 0, tome δ = 1+2 e observe que 0 < |x − 1| < δ implica que (i), (ii) e
(iii) são verdade, logo 0 < |x − 1| < δ ⇒ |f (x) − 1/2| <  e o limite está
provado. 
Voltar

J. Roberto Nascimento (UFPA-DEPMAT) 19 de Março de 2022 20 / 20

Você também pode gostar