Você está na página 1de 2

RELATÓRIO DE LEITURA (SÍNTESE) 2

Nome do texto: LIBÂNEO, José Carlos. Pedagogia e pedagogos para quê? 12ª ed. São
Paulo: Cortez, Capítulo 1 - O campo do conhecimento pedagógico e a identidade
profissional do pedagogo, p. 25-42, dez. 2010.

1. Quais são as principais idéias do texto?

a. O Pedagogo assume um papel importante como profissional da educação pela


relevância política e social que comporta, pois seu objetivo é pautado no
desenvolvimento da formação humana. Sua identidade está relacionada a diversas
limitações, bem como a diferentes possibilidades. Este trabalho teve como objetivo
discutir a identidade do profissional pedagogo, no que tange sua atuação
contemporânea, pelo reconhecimento do seu papel, funções, e transformações no
decorrer do tempo.

b. O Texto visa discutir a identidade do pedagogo, no que tange sua atuação


contemporânea, pelo reconhecimento do seu papel, funções, e transformações no
decorrer do tempo. Consideramos pertinente levantar o percurso histórico do curso
de pedagogia, já que os dois assuntos – formação e atuação - encontram-se
interligados.

2. A partir do texto lido haveria algum aspecto que você se identifica no em seu
processo formativo inicial como pedagogo (a)? Comente.

Conforme estabelecido no interior do respectivo do texto, a atuação do pedagogo está


para além das rotinas laborativas ligadas ao contexto escolar, sendo que a
necessidade de conhecimentos pedagógicos abre um “leque” de campos de atuação,
na qual está pesquisa se fecha na condição do desenvolvimento profissional
proporcionado pelos espaços sociais da educação não-formal.
Com isso levando em consideração a atuação do pedagogo no âmbito social, o
trabalho desenvolvido pelos mesmos tem caráter de construção de ações
direcionadas para um público considerado vulnerável na qual são criadas
intervenções com um sentido de incluir socialmente as famílias, idosos, crianças
enfim para o público alvo das políticas com as quais serão trabalhadas por este
profissional, sendo orientadas nos contextos sociais não-formais.

Assim nota-se também que existe um problema quanto a não abordagem das práticas
que podem ser desenvolvidas no âmbito social em decorrência dos cursos de
pedagogia ainda abordarem o trabalho do pedagogo nos meios escolares,
esquecendo das mais variadas possibilidades de atuação e inserção profissional que
dão a formação e graduação em pedagogia.

Nesse sentido, abordando como referência a problemática de formação profissional


para além da docência, mais precisamente nos ambientes e espaços de educação
não-formal, o pedagogo tem um papel fundamental na construção de propostas e
medidas de prevenção, visto que sua prática é essencial no incentivo em busca de
um projeto de transformação social, segundo um programa de níveis e
complexidades de proteção social (básica e especial).

Você também pode gostar