Você está na página 1de 3

TORRES DE RESFRIAMENTO

INSTITUTO POLITÉCNICO – UNA


Engenharia Química
Professor:
Alunos: Adolfo, Aline Matos Guimarães e Ralph Henrique

RESUMO As torres de resfriamento fazem um tipo especial de


trocadores de calor, no qual são equipamentos
utilizados na transferência de calor de um sistema
1. INTRODUÇÃO para a vizinhança ou entre partes de um sistema,
Alguns processos industriais, sistemas de através de uma área de contato que separa dois ou
refrigeração e ar condicionado geram-se calor mais fluidos à temperaturas diferentes. . A
indesejável, que deve ser eliminado, geralmente pelo quantidade de calor trocada aumenta com o aumento
uso de água, devido às suas características físicas, da área de troca.
entre as quais uma alta condutividade térmica, baixa
Na torre de resfriamento, o contato direto entre água
viscosidade, alta densidade e um alto calor
e ar produz duas parcelas de troca de calor: a
específico.
sensível devido ao aumento de temperatura do ar e a
Sendo assim, as torres de resfriamento são latente devido a evaporação. E nas torres ideais não
equipamentos utilizados no processo de evaporação há troca de calor através das paredes e o ar evapora o
e transferência de calor para resfriar a água, ou seja, máximo possível de água, isto é, na saída ele tem a
são destinados ao recondicionamento de temperatura máxima quantidade de vapor d’água que se pode
da água da circulação utilizada num processo conter, significando que está saturado. E nas torres
industrial, através do resfriamento contínuo da água reais, o ar na saída não está 100% saturado, uma
de retorno, por processo de evaporação, pelo contato parte da água é arrastada em forma de gotículas, isto
desta com o ar ou outro meio de transferência de é, não é evaporada.
calor. Logo, a torre de refrigeração é essencialmente
A transferência de calor por evaporação da água no
uma coluna de transferência de massa e calor,
ar é mais eficiente quando a temperatura é alta e o
projetada de forma a permitir uma grande área de
resfriamento se faz mais necessário. E as vazões
contato entre as duas correntes.
mais altas de ar e água provocam, até um
Além disso, a evaporação da água - transferência de determinado limite, uma convecção mais intensa,
massa da fase (liquida) para a fase gasosa (ar) - elevando os coeficientes globais de transferência de
causa o abaixamento da temperatura da água que calor e massa, pois o aumento das vazões de ar e
escoa ao longo da torre de resfriamento, pois a água água causam um aumento da turbulência o que
para evaporar precisa de calor latente, e esse calor é favorece a transferência de calor e massa. Logo, o
retirado da própria água que escoa pela torre. E a desempenho e a quantidade de resfriamento que se
transferência de massa da água para o ar é devido ao pode obter de uma torre variam conforme a pressão
equilíbrio que as duas fases tendem a entrar. A barométrica, temperatura do ar ambiente, umidade
diferença de temperatura entre o ar e a água é do ar, temperatura do bulbo úmido, ou seja, com o
responsável por 20% do resfriamento e a evaporação clima.
de parte da água é responsável por aproximadamente
Sendo assim, a mínima temperatura de água
80% do resfriamento.
resfriada que se pode conseguir com a torre de
Portanto, algumas vantagens no emprego de sistema resfriamento é função direta das condições
de resfriamento são de ordem econômica, pois, climáticas / ambientes. A variável mais importante é
diminuem-se os custos operacionais e o consumo de a temperatura do bulbo úmido, pois essa
água requerido, e minimizam-se problemas de característica influi diretamente no tamanho da torre
poluição térmica. a ser selecionada. E, pode-se afirmar que a
temperatura do bulbo indica a quantidade de calor
2. DEFINIÇÃO DE TORRES DE que o ar pode retirar de certa massa de água a ele
exposta, ou seja, a menor temperatura que a água
RESFRIAMENTO
resfriada pode ter é a temperatura de bulbo úmido do
ar de entrada.

4.1 Variáveis do processo


- O range de uma torre é definido como sendo a
diferença de temperatura entre a águia quente
(alimentação da torre) e água fria (saída da torre).

3. ESTRUTURA - O approach de uma torre de resfriamento é


definido como sendo a diferença de temperatura da
O esquema abaixo demonstra os principais água fria (saída da torre) e do bulbo úmido do ar na
componentes de uma torre de resfriamento. entrada da torre.

- A vazão de água de resfriamento que recircula na


torre, o range e approach, são as variáveis
necessárias para o dimensionamento de uma torres
de resfriamento.

5. TIPOS DE TORRES
As torres de resfriamento podem ser classificadas
em dois tipos: torres naturais e torres mecânicas.

As torres naturais, o suprimento de ar é feito por


convecção natural.
Esquema 1 Componentes principais da torre de resfriamento
E nas torres mecânicas, o ar é suprido através de
ventiladores, porém esse tipo de torre é classificado
pela direção do fluxo de ar e água, sendo o fluxo
Enchimento: é responsável pelo aumento da cruzado ou contracorrente. Ressalta-se que cada
superfície de contato com a água.
fluxo tem suas vantagens e desvantagens, sendo
Venezianas: orientam o caminho de entrada de ar e assim, a sua seleção depende das condições de
evitam respingos. instalação e da capacidade da torre.

Eliminadores de gotas: retém as gotículas de água


arrastadas como ar saturado de saída que passa pelo
enchimento. É constituído basicamente por aletas
que retém a água do ar saturado.

4. FUNCIONAMENTO
A água aquecida que sai do processo é alimentada e
distribuída no topo da torre. Sendo essa torre
constituída de um ‘enchimento’ interno para melhor
espalhar a água.

A água desce em contracorrente com o ar onde


ocorre a evaporação.

A principal contribuição para o resfriamento é dada


pela evaporação de parte da água que recircula a 5. APLICAÇÃO: AR CONDICIONADO
torre.
A torre de resfriamento também é usada em prédios
com sistema central de ar condicionado, como
shopping. A finalidade do ar condicionado é extrair
o calor de uma fonte quente, transferindo-o para uma
fonte fria.

Capacidade de resfriamento:

A capacidade de resfriamento de uma torre é


dada pela equação:

Ptorre = ρágua . Qágua .CP + (Te - Ts)

Onde:

ρágua é a densidade da água

Qágua é a vazão da água circulada pela torre

Cp é o calor especifico da água

Te é a temperatura de entrada da na torre

Ts é a temperatura de saída da água.