Você está na página 1de 4

O papel dos encarregados de educação no

processo de ensino e aprendizagem dos alunos:


Introdução
A participação dos encarregados de educação na escola é um direito consignado na lei. Tal
direito está contextualizado em diferentes normativos legais, nomeadamente, no n.º 3 do art.º
26.º da Declaração Universal dos Direitos Humanos, no qual pode ler-se que “aos pais pertence a
prioridade do direito de escolher o género de educação a dar aos filhos”.

A relação entre escola família vem passando por grandes transformações e constituindo-se temas
de inúmeras pesquisas e discussões, usualmente a família tem sido apontada como parte do
sucesso ou fracasso escolar. É de suma importância que exista harmonia entre escola e família
para que possa haver uma interação dos pais com os professores, focando a formação de um
indivíduo autônomo.
Portanto, o presente trabalho de pesquisa visa apresenta uma abordagem sobre o papel dos
encarregados de educação no processo de ensino e aprendizagem dos alunos.
A escola e a família são instituições que como advento da modernidade surgem destinando ao
cuidado e educação de crianças e jovens. Enfocar neste contexto a questão dos pais na mediação
da aprendizagem de seus filhos é procurar trabalhá-los para este fim, fazendo-os com que
percebam a importância da família junto à escola, fazendo-os perceber que a sua contribuição
afetará de forma positiva no desenvolvimento do seu filho.
A educação familiar é um fator bastante importante na formação da personalidade do indivíduo,
salientando a importância de refletir o quanto a educação e os costumes transmitidos pela
família, influenciam a conduta e o comportamento apresentado pelo indivíduo em qualquer local.
Deste modo é oportuno fazer as atribuições pertinentes à família para que a mesma não tente
transferir a sua responsabilidade para a escola. 

Delimitação do tema

A pesquisa do presente trabalho será realizada na cidade de Tete, no Bairro Chingodzi na Escola
Primária completa Gungunhana.

Justificativa

A razão da escolha do tema surgiu no âmbito das actividades desenvolvidas durante as práticas e
estágios pedagógicos na Escola Primária completa Gungunhana. Onde foi possível constatar
que, há pouca afluência dos encarregados de educação na vida escolar dos seus educandos.
Problematização

A Educação constitui um elemento na construção individual e social do indivíduo e no


desenvolvimento da sociedade. A complexidade deste processo educativo leva a necessidade de
consolidação de esforços de todos os intervenientes educativos: professores, pais e encarregados,
para que todos possam beneficiar da riqueza e estabilidade do ambiente educativo gerado à sua
volta. Neste contexto a cooperação entre a família e a escola é necessária pois, segundo
Formosinho (1997, p.127).

Com este trabalho pretendemos responder a uma problemática que constatamos desde o primeiro
contato com o contexto educacional do 2ºciclo de Ensino Básico na Escola Primaria Completa
Gungunhana, aquando a realização da PPIII. Período em que verificamos que os encarregados de
educação não participam efetiva-me no acompanhamento pedagógico dos seus educandos no
processo de ensino e aprendizagem.

Segundo (Marques, 1997), o envolvimento parental traz inúmeras vantagens para o desempenho
da criança. Isto no que concerne ao comportamento dos alunos, muitas vezes os educandos por
falta de um envolvimento directo dos seus pais e ou encarregados de educação no processo
educativo, muitas vezes gera nas crianças a falta de responsabilidade e nos seus estudos, a falta
do cumprimento nos deveres escolares, trabalhos para casa (TPC), a falta de pontualidade e
assiduidade e começam a manifestar outros tipos de comportamento desviantes frutos de
influência de certos comportamentos que vem no percurso casa-escola e vice-versa.

Segundo (Nerci,1988), que as principais causas do fracasso escolar parecem localizar-se no


aluno, no lar, na sociedade, no professor e na escola. Sendo a família o primeiro agente de
socialização, cabe a ela não só, a tarefa de fazer o acompanhamento dos seus membros no
segundo agente socializador que é a escola. E diante deste fenômeno em estudo coloca se a
seguinte questão de pesquisa:
Qual é o papel dos encarregados de educação no progresso processo de ensino e aprendizagem dos
alunos?

Hipóteses
Lakatos (2003: 126), firma que podemos considerar a hipótese como um enunciado geral de
relações entre (factores e fenómenos): formulado como solução provisória para um determinado
problema.

Neste trabalho de campo temos as seguintes hipóteses:

 Por falta de um envolvimento directo dos encarregados de educação no processo


educativo, muitas vezes gera nas crianças a falta de responsabilidade e nos seus estudos, a
falta do cumprimento nos deveres escolares;
 Falat de interrese dos enarregdos;
 Falta de tempo dos encarregados.

Objectivo Geral

 Analisar o papel dos encarregados de educação no processo de ensino e aprendizagem


dos alunos fazendo uma relação com desempenho académico.

Objectivos Específicos

 Identificar as formas de envolvimento que os pais estabelecem na vida escolar;


 Descrever a importância da participação dos pais as actividades da escola para o sucesso
da aprendizagem das crianças;
 Caracterizar envolvimento dos pais e encarregados na escola através da opinião dos
directores e dos professores;

 Formosinho, J. (1997). Legislação, Lisboa, Gabinete para a Expansão e Desenvolvimento


da Educação. Marques, R. (1997). Dicionário Breve de pedagogia, Lisboa.
 Nerci, G. (1991). Introdução à didáctica geral, 16ª Edição, S. Paulo, Editora Atlas.
 https://www.publico.pt/2018/12/12/politica/opiniao/declaracao-universal-direitos-
homem-constituicao-portuguesa-1854353
 https://www.stj.pt/wp-content/uploads/2018/01/mocambique_constituicao.pdf

Você também pode gostar