Você está na página 1de 12

Noções de Intervalos

Curso de Harmonia Elienderson Pablo


Intervalo
Intervalo é o espaço, a altura, e a distância entre duas notas.

Este espaço gerado entre as notas é chamado de âmbito


intervalar. É responsável por nos fazer distinguir as diferentes
alturas das notas.

Antes de iniciar o estudo de intervalos, é necessário abordar


alguns conceitos:

Semitom (ou meio tom) é o menor intervalo entre duas notas da


música ocidental. Corresponde à diferença de altura entre duas
teclas adjacentes do piano (uma branca e a preta adjacente, ou
duas brancas quando não há uma preta entre elas).

Exemplo: Dó e Dó# ou Mi e Fá.

Tom é a soma de dois semitons. Sempre terá uma nota sendo


preta ou branca entre o intervalo de duas notas.

Exemplo: Dó e Ré. Se tocarmos as duas notas juntas, notaremos


uma nota preta do piano entre as duas notas.

Sustenido é representado pelo sinal ♯ elevará a nota em meio


tom.

Bemol é representado pelo sinal ♭ abaixará a nota em meio tom.

Dobrado Sustenido é representado pelo sinal 𝄪 elevará a nota


um tom.

Dobrado bemol é representado pelo sinal 𝄫 abaixará a nota um


tom.

Elienderson Pablo
Bequadro é representado pelo sinal ♮ anula a alteração voltando
a nota à sua origem.

Exemplo: a nota origem era um Dó, elevou-se um semitom a


nota passa a ser Dó#, se a nota recebe um ♮ esta nota volta a ser
Dó.

Tipos de Intervalos

Todas as vezes que referimos a intervalos, estamos falando entre


a distância de duas notas. Os intervalos podem ser melódicos ou
harmônicos, simples ou compostos.

Intervalo melódico é quando estamos analisando notas


executadas sucessivas. Ou seja, na horizontal melodicamente.

No exemplo, podemos comparar os intervalos de Mi e Si, sendo


que Mi será a primeira nota, e o Si, a segunda nota.

Intervalo Harmônico é quando estamos analisando notas


executadas simultâneas. Estas aparecerão na vertical
harmonicamente.

Sempre que analisarmos o intervalo harmônico que as notas


aparecem na vertical, a nota mais grave será a fundamental, ou
seja, a primeira nota. No exemplo acima, o Sol é a primeira e Mi
é a segunda.

Elienderson Pablo
Intervalo simples é o que está dentro da oitava.

Intervalo composto é o que ultrapassa a oitava.

Todo intervalo composto é também simples, porém ao invés de


chamarmos de intervalo de 12˚ (décimo segundo) classificamos
como intervalo de 5˚ composta (quinta composta).

Classificando intervalos

Para entendermos melhor a classificação de intervalos, vamos


usar a escala modelo de Dó maior separando por graus:

Dó Ré Mi Fá Sol Lá Si Dó
I II III IV V VI VII VIII

No exemplo, o Dó sempre será a primeira nota do intervalo. No


entanto, teremos:

De Dó para Ré um intervalo de 2ª
De Dó para Mi um intervalo de 3ª
De Dó para Fá um intervalo de 4ª
De Dó para Sol um intervalo de 5ª
De Dó para Lá um intervalo de 6ª
De Dó para Si um intervalo de 7ª
De Dó para Dó um intervalo de 8ª ou de “primeira composta”
(esta nomenclatura não é usual).

Elienderson Pablo
Se continuarmos a escala, teremos os compostos:

Dó Ré Mi Fá Sol Lá Si Dó Ré Mi Fá Sol Lá Si Dó
I II III IV V VI VII VIII IX X XI XII XIII XIV XV

* Sendo assim, não usaremos esta fórmula e voltamos a contar a


9ª como 2ª composta ficando o exemplo:

Dó Ré Mi Fá Sol Lá Si Dó Ré Mi Fá Sol Lá Si Dó
I II III IV V VI VII VIII IIc IIIcI Vc Vc VIc VIIc VIII

Em suma, os intervalos simples são de 2ª a 8ª, e os compostos de


9ª a 14ª. Porém, a 9ª passa a ser 2ª composta e assim por diante
até a 7ª composta que é a mesma que a 14ª.

*Quando falarmos exclusivamente de forma teórica. Na prática utilizamos muito a


cifragem com 11 ª e 13 ª. Veremos exemplos no decorrer do curso.

Elienderson Pablo
Vamos praticar!

1. Classifique os Intervalos:

Dó - Ré __2ª. Mi - Mi ____.
Fá - Sol ____. Dó - Re# ____.
Fá - Ré ____. Mi - Fá ____.
La - Dó ____. Dó - Dó#____.
La - Mi ____. Dó - Re♭___.
Fá - Mi ____.
Sol - Dó ____.

Responda:

1. Qual é a nona de La? _Si_ como seria o intervalo composto? 2ª


composta.
2. Qual é a terça de Ré? ______.
3. Qual é a décima de Ré? _____. Como seria o intervalo
composto? _________.
4. Qual é a quinta de Sol? _____.
5. Qual é a décima terceira de Mi? _____. Como seria o intervalo
composto? _________.
6. Qual é a sétima de Fá? _____.

7. Diferencie tom e semitom:

Dó - Re Tom____ Re - Dó# ______


Dó - Dó# _______ Si - Dó _____
La - Si _______ Lab - La ______
Fá - Fá#________

Elienderson Pablo
Qualificação dos Intervalos

Os intervalos podem ser qualificados em cinco tipos:

Os graus 2ª, 3ª, 6ª e 7ª podem ser Maior (M) ou menor (m).

Os graus 1ª, 4ª, 5ª e 8ª podem ser justos (J), aumentados (aum)


ou diminutos (dim).

Podem ter casos que teremos mais duas variações: o mais que
aumentado (+ aum) e o mais que diminuto (+ dim).

Para entendermos melhor, voltaremos a usar a escala de Dó


maior:

Dó Ré Mi Fá Sol Lá Si Dó
I II III IV V VI VII VIII

No exemplo, o Dó sempre será a primeira nota do intervalo. No


entanto, teremos:

De Dó para Ré um intervalo de 2ª Maior


De Dó para Mi um intervalo de 3ª Maior
De Dó para Fá um intervalo de 4ª Justa
De Dó para Sol um intervalo de 5ª Justa
De Dó para Lá um intervalo de 6ªMaior
De Dó para Si um intervalo de 7ª Maior
De Dó para Dó um intervalo de 8ª Justa

Elienderson Pablo
Classificando os intervalos por graus

Começaremos a estudar os intervalos isolados por cada grau da


escala.

Todos os exemplos continuam tendo o Dó como exemplo.

Primeiro grau:

Dó a Dó teremos um intervalo de 1ª justa.

Se alterarmos a 2ª nota elevando-a meio tom, aumentará o


âmbito intervalar (espaço entre as notas).

Dó. Dó #

Âmbito intervalar

Sendo assim, o Dó passará a ter um intervalo de meio tom,


sendo qualificado como 1ª aumentada.

Na prática, não se qualifica o intervalo de 1ª diminuto, pois se


pensarmos assim teríamos que ter um Dó e um Dó bemol, sendo
inviável. Portanto, este intervalo só existiria se fosse de 8ª
diminuta que mais pra frente veremos que é um intervalo de
7M.

Segundo grau:

O intervalo de 2ª poderá ser qualificado como maior ou menor.

Maior, quando tivermos um tom de âmbito intervalar.


Exemplo: Dó Ré
Chamamos de 2ª maior.

Elienderson Pablo
Menor, quando tivermos um semitom de âmbito intervalar.
Exemplo: Dó Ré ♭
Note que o âmbito intervalar foi reduzido.
Chamamos de 2ª menor.

Terceiro grau:

O intervalo de 3ª poderá ser qualificado como maior ou menor.

Maior, quando tivermos 2 tons de âmbito intervalar.


Exemplo: Dó Mi
Chamamos de 3ª maior.

Menor, quando tivermos um tom e um semitom de âmbito


intervalar.
Exemplo: Dó Mi ♭
Note que o âmbito intervalar foi reduzido.
Chamamos de 3ª menor.

Quarto grau

O intervalo de 4ª poderá ser qualificado como justo, aumentado


ou diminuto.

Justo, quando tivermos 2 tons e 1 semitom de âmbito intervalar.


Exemplo: Do Fá
Chamamos de 4ª Justa.

Aumentado, quando tivermos 3 tons de âmbito intervalar.


Exemplo: Do Fá#
Chamamos de 4ª Aumentada.
Note que o âmbito intervalar foi aumentado.

Elienderson Pablo
Diminuto, quando tivermos 2 tons de âmbito intervalar.
Exemplo: Dó Fa♭
Note que o âmbito intervalar foi reduzido.
Chamamos de 4ª diminuta. (Quase não usado, na prática se
torna um intervalo de 3ª maior).

Quinto grau

O intervalo de 5ª poderá ser qualificado como justo, aumentado


ou diminuto.

Justo, quando tivermos 3 tons e 1 semitom de âmbito intervalar.


Exemplo: Dó Sol
Chamamos de 5ª Justa.

Aumentado, quando tivermos 4 tons de âmbito intervalar.


Exemplo: Dó Sol#
Chamamos de 5ª Aumentada.
Note que o âmbito intervalar foi aumentado.

Diminuto, quando tivermos 3 tons de âmbito intervalar.


Exemplo: Dó Sol♭
Note que o âmbito intervalar foi reduzido.
Chamamos de 5ª diminuta.

Sexto grau

O intervalo de 6ª poderá ser qualificado como maior ou menor.

Maior, quando tivermos 4 tons e 1 semitom de âmbito


intervalar.
Exemplo: Dó La
Chamamos de 6ª maior.

Elienderson Pablo
Menor, quando tivermos 4 tons de âmbito intervalar.
Exemplo: Dó La♭
Note que o âmbito intervalar foi reduzido.
Chamamos de 6ª menor.

Sétimo grau

O intervalo de 7ª poderá ser qualificado como maior ou menor.

Maior, quando tivermos 5 tons e 1 semitom de âmbito


intervalar.
Exemplo: Dó Si
Chamamos de 7ª maior.

Menor, quando tivermos 5 tons de âmbito intervalar.


Exemplo: Dó Si♭
Note que o âmbito intervalar foi reduzido.
Chamamos então de 7ª menor.

Lembrando que os intervalos justos podem sofrer as variações:


Mais que aumentado (+ aum) e o mais que diminuto (+ dim).

Exemplo 5 ª mais que aumentada:


Dó Sol 𝄪
Note que o âmbito intervalar foi aumentado.
Chamamos de 5ª mais que Aumentada.

Exemplo 5 ª mais que diminuta:


Exemplo: Dó Sol♭
Note que o âmbito intervalar foi reduzido.
Chamamos de 5ª mais que diminuta.

Elienderson Pablo
Exercícios

1. Classifique e qualifique os intervalos:

Dó---- Re 2ª maior
Si---- Fá# _________
La----Si__________
Dó----Mi♭______
Si----Dó__________
Fá#----Dó__________
Re--- Si__________
Mi---Dó ________
Sol----Si♭_____
Re--- La__________
Dó--Si♭_____
Dó--- Sol#__________
Dó--- Sol𝄪 __________

2. Qual é a décima primeira aumentada de Dó?


__________________

3. Qual é a décima terceira menor de Dó?


__________________

4. Qual é a sexta maior de Sol?


__________________

5. Qual é a nona menor de Ré?


__________________

6. Uma composição está em tonalidade de Fá Maior, sabendo


que após o segundo refrão, varia-se a tonalidade para uma terça
menor a cima. Para qual tonalidade foi a música? _______.

Elienderson Pablo

Você também pode gostar