Você está na página 1de 28

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2021

1 IDENTIFICAÇÃO DA ENTIDADE
Nome/ Razão Social:
ONG AMOR/AGENTES DO AMOR DIVINO
CNPJ: 13.506.855/0001-30 Atividade Principal: Assistência Social
Endereço: Rua Dona Elisa, nº 130, Vila Fátima CEP: 99020-120 Cidade: Passo Fundo/RS
Telefone: (54) 3313 - 6939 E-mail: amor@amor.org.br
Responsável pelo Relatório: Monique de Oliveira (CRESS 8561).

2 IDENTIFICAÇÃO DO REPRESENTANTE LEGAL


Nome: Milton Serpa Menezes Data de nascimento: 17/01/1959
Endereço: Rua Dona Eliza, nº 130/02, Vila Fátima, CEP: 99020-120, Passo Fundo, RS
Telefone: (54) 9982 7310
E-mail: milton1701@gmail.com
RG: 3010215154 CPF: 282.074.320/04 Cargo na Entidade: Presidente
Data do início e término do mandato: 17/01/2021 à 16/01/2026.

3 INSCRIÇÕES E CADASTROS DA ENTIDADE

INSCRIÇÃO / CADASTRO NÚMERO VALIDADE


Conselho Municipal de Assistência Social – CMAS 024/2014 31/08/2022
Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente -
060/2014 31/07/2022
COMDICA
Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social - Portaria nº
02/09/2023
CEBAS 93/2015
CRAS e CREAS de referência CRAS 02

Página 2
4 FINALIDADE ESTATUTÁRIA - DE ACORDO COM O ESTABELECIDO NO
ESTATUTO DA ENTIDADE
No seu Art. 1º o estatuto da entidade diz o seguinte: “A Agentes do Amor Divino... é uma
associação civil, com personalidade jurídica própria, de fins não lucrativos, beneficente,
educacional, cultural e de assistência social e a saúde, tendo como atividade preponderante
assistência social...”.
Já no seu Art. 2º apresenta o texto a seguir que define as finalidades da entidade:
“A Agentes do Amor Divino tem por finalidade desenvolver ações, projetos e programas,
altruísticos, assistenciais, educativos, culturais, artísticos, esportivos, sociais, conscientizadores e
espirituais que visem a elevação e a manutenção da qualidade de vida dos seres vivos e do meio
ambiente e a prestação de serviços intermediários de apoio a outras organizações sem fins lucrativos
e a órgãos do setor público que atuem em áreas afins.
§1º - Para a consecução de suas finalidades, a Agentes do Amor Divino poderá:
I - criar instrumentos de valorização, propagação e promoção do Bem e do Amor, visando a
melhoria da qualidade de vida em todos os aspectos e a nossa sociedade;
II - promover o desenvolvimento humano em todos os sentidos, ou seja, nos aspectos físico,
psicológico, emocional e espiritual;
III - promover ações com finalidade educativa, conscientizadora e informativa, visando a
construção de uma sociedade consciente, autossustentável, com os mais altos valores sociais e
éticos, onde todos vivam com dignidade e com qualidade de vida, de forma harmônica e em paz;
IV - desenvolver programas e atividades que visem à conscientização das pessoas com
relação ao verdadeiro sentido da vida e o papel que cada um exerce na transformação de nossa
sociedade para que reine o amor, a harmonia, a ética, os direitos humanos, a democracia, a paz e
outros valores universais, combatendo a ignorância, a intolerância, ao egoísmo, a injustiça, a
violência e a todo o tipo de preconceito;
V - promover assistência social as pessoas em situações de vulnerabilidade social,
desenvolvimento econômico e combate à pobreza;
VI - promover programas ou projetos que visem à melhoria na educação, saúde,
espiritualidade e combate ao consumo de drogas;
VII - estimular a preservação e o desenvolvimento sustentado e integrado do meio ambiente
e dos recursos naturais;
VIII - realizar e implantar projetos ou programas de trabalho voluntário e/ou estágios em
comunidades que tenham carência de serviços ou infraestrutura;
IX - promover os direitos das pessoas com necessidades especiais, da mulher, da criança e
do idoso, e assessoria jurídica gratuita e combate a todo o tipo de discriminação sexual, racial e
social, trabalho forçado e infantil, entre outros;
X - fomentar a integração social e profissional dos cidadãos;
XI - celebrar convênios, contratos, parcerias e acordos com organismos governamentais e
não governamentais nacionais e internacionais, visando a consecução de seus objetivos sociais, etc.

Página 3
XII - publicar, promover, patrocinar, editar livros, revistas, artigos, folders e outras
publicações consonantes com seus objetivos gerais;

5 BREVE HISTÓRICO DA ENTIDADE


A ONG Amor foi idealizada e criada por iniciativa do engenheiro Milton Serpa Menezes,
que em 16 de janeiro de 2011 reuniu um grupo de amigos, 35 pessoas, e assinaram a Ata de Fundação
da organização. Foi constituída sob a forma de associação, pessoa jurídica de direito privado, sem
fins lucrativos.
É importante ressaltar que o idealizador e presidente da instituição renunciou a sua vida
pessoal e profissional para se dedicar exclusivamente ao trabalho altruístico, tendo doado todos os
seus bens na ocasião e vem atuando de modo integral ao trabalho voluntário na organização.
Em 2012 a instituição abriu as suas portas para a comunidade, tendo iniciado as atividades
comunitárias para o público em cinco de março de 2012, com o Projeto Crescer, atendendo crianças
de 1 a 6 anos. Logo na sequência, por demanda da comunidade, acabou iniciando o Projeto Pequeno
Cidadão para crianças de 6 a 16 anos.
A ONG Amor, cuja razão social é Agentes do Amor Divino, é uma Organização da Sociedade
Civil (OSC), filantrópica, que atua em Passo Fundo (RS), realiza ações visando promover o bem-
estar e a melhoria da qualidade de vida de pessoas que vivem em estado de vulnerabilidade social,
em especial crianças e adolescentes. Para isso, desenvolve programas de assistência social junto à
comunidade, prestando o serviço de convivência e fortalecimento de vínculos, conforme a
Tipificação Nacional de Serviços Socioassistenciais - Serviço de Proteção Social Básica: Serviço
de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (CNAS resolução no 109/2009).
Desde o início de suas atividades a instituição vem crescendo e ampliando os espaços, os
projetos e o número de atendimentos, ano a ano. Em dezembro de 2021 a instituição tinha
cadastradas 678 famílias assistidas, 147 crianças e adolescentes matriculados em atendimento de
caráter continuado em seus projetos, 20 idosos, 20 participantes de grupo intergeracional, 5
adolescentes do Jovem Aprendiz, totalizando 3.390 pessoas atendidas direta e indiretamente pela
instituição. Plano de ação é realizado anualmente, bem como relatório de atividades para prestação
de contas com a comunidade.
Visando a prestação de um serviço qualificado e eficaz a instituição conta com profissionais
capacitados: assistente social, psicóloga, pedagoga, oficineiros de música, artes, dança, esportes,
teatro e informática, além de recreacionistas.
A ONG Amor é uma instituição de referência, pelo seu trabalho sério e transparente, uma
vez que os assistidos procuram a instituição sempre que encontram alguma dificuldade, sejam elas
econômicas, sociais ou até mesmo afetivas. Tendo na coordenação administrativa-financeira o
próprio idealizador e presidente da entidade e na coordenação técnica uma profissional do serviço
social compromissados, além de uma equipe técnica comprometida, que realizam excelente trabalho
juntamente com a rede socioassistencial do município.

Página 4
6 OBJETIVOS DA ENTIDADE:

6.1 Objetivo Geral


Implementar ações na área de Assistência Social, a fim de promover o bem-estar e melhoria
da qualidade de vida das famílias assistidas, que vivem em estado de vulnerabilidade social,
procurando garantir a proteção social à família, à infância, à adolescência, bem como o amparo,
atendendo as suas necessidades.
6.2 Objetivos Específicos
• Promover atendimento as famílias, crianças e adolescentes através de acompanhamento,
promovendo o fortalecimento dos vínculos familiares, estimulando o sentimento de per-
tença e de identidade social e comunitária;
• Oferecer as crianças e aos adolescentes um ambiente alegre, de observação e socialização,
de recreação, arte, cultura e lazer, que desperte a curiosidade para que elas venham a viver
novas experiências, expressando facilmente suas ideias e sentimentos, propiciando desen-
volvimento, convívio familiar e comunitário;
• Promover grupo de pais e espaços para reflexão sobre o papel das famílias na proteção
das crianças e no processo de desenvolvimento infantil;
• Desenvolver oficinas pedagógicas, de artes, música, dança, teatro, atividades lúdicas e
esportivas, objetivando estimular a coordenação motora fina e ampla, trabalhar o desen-
volvimento cognitivo e integral da criança e do adolescente;
• Ofertar oportunidades fidedignas de desenvolvimento e promoção do jovem através da
formação de valores éticos e responsáveis, desenvolvendo disciplina, boas maneiras, pro-
tagonismo e autonomia, promovendo a convivência social, inclusive realizando encami-
nhamento ao mercado de trabalho.
• Desenvolver ações que visam garantir uma vida digna e os demais direitos para crianças,
adolescentes e suas famílias, assegurados pelo ECA (1.990) e Constituição (1.988).

7 RECURSOS FINANCEIROS E SUA ORIGEM:


Os recursos financeiros arrecadados durante o ano de 2021 totalizaram R$ 551.664,62, os quais
foram utilizados nos projetos da ONG, sendo a principal fonte as DOAÇÕES obtidas junto à
comunidade. A entidade possui um grupo de doadores mensais, pessoas físicas e jurídicas, que fazem
de forma recorrente. Alguns realizam através de plataforma de captação, além de doadores eventuais
em dinheiro, transferência ou depósito bancário. Também os recursos financeiros foram obtidos de
editais públicos e privados, através da realização de Eventos Beneficentes, Brechó e Bazar, Troco
Solidário, Pedágios, Sucatas, Nota Fiscal Gaúcha e Rendimentos Financeiros, conforma abaixo
discriminado.

Página 5
Origem do Recurso Fonte Valor
Assistência Social R$ 0,00
Educação R$ 0,00
MUNICIPAL
Saúde R$ 0,00
Outros (FUMDICA) R$ 75.000,00
Assistência Social R$ 0,00
Educação R$ 0,00
ESTADUAL
Saúde R$ 0,00
TJRS – VEC P. Fundo R$ 0,00
Outros (NFG) R$ 4.600,00
Assistência Social R$ 0,00
Educação R$ 0,00
FEDERAL
Saúde R$ 0,00
Outros R$ 0,00
Assistência Social R$ 0,00
Educação R$ 0,00
INTERNACIONAL
Saúde R$ 0,00
Outros (Citar) R$ 0,00
Doações Pessoas Físicas R$ 222.640,04
Doações Pessoas Jurídicas R$ 73.553,79
Brechó/Bazar R$ 82.001,33
Receitas de Eventos R$ 39.642,96
Pedágio R$ 19.706,72
PRÓPRIOS/OUTROS Sucatas R$ 5.932,23
Fundo Sociais Privados R$ 6.850,00
Troco Solidário R$ 14.552,55
Receitas Financeiras R$ 4.852,51
Patrocínio de eventos R$ 2.000,00
Outros R$ 332,49
TOTAL R$ 551.664,62

Página 6
8 INFRAESTRUTURA DA ENTIDADE:
A instituição desenvolve suas atividades em sede própria, cedida através de comodato, até
o ano de 2028. Propriedade que possui um terreno com cerca de 2.000 m² de área, sendo este
bastante arborizado, com grama, calçadas, parquinho de brinquedos. Além disso, é utilizado um
conjunto de edificações com uma área construída de mais 700 m², composto de 4 salas de atividades
ou convivência, sala do soninho, biblioteca, sala de informática, sala de recepção, sala da
coordenação Administrativa, 2 salas de atendimento psicossocial, refeitório, cozinha, seis
banheiros, salas de apoio, 4 depósitos, casa do bazar/brechó, além de pavilhão utilizado para
atividades esportivas, teatro, festas, dança, reuniões e outras dinâmicas com grandes grupos. A
interação com a comunidade é natural e continuada, pois fica em um dos bairros que já foi no
passado dos mais carentes e violentos do município.

9 CARACTERÍSTICA DA ENTIDADE QUANTO AOS SERVIÇOS


SOCIASSISTENCIAIS:
( X ) Atendimento conforme Tipificação Nacional dos Serviços ( ) Assessoramento, Defesa e
Socioassistenciais. Garantia de Direitos.
( ) Habilitação e Reabilitação de Pessoas com Deficiência. ( ) Esporte
( ) Programas de Aprendizagem de Adolescentes, Jovens ou ( ) Cultura
Pessoas com Deficiência. ( ) Educação
( ) Acolhimento Institucional Provisório Durante Tratamento de ( )........ VER OUTROS
Saúde.

10 IDENTIFICAÇÃO DOS SERVIÇOS, PROGRAMAS, PROJETOS, E BENEFÍCIOS


SOCIOASSISTENCIAIS A SEREM EXECUTADOS:
10.1 NOME DO SERVIÇO SOCIOASSISTENCIAL:
SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS
PROGRAMA CRESCENDO E TRANSFORMANDO
Endereço: Rua Dona Eliza, nº130 – Vila Fátima
Cidade/ UF: Passo Fundo/RS
Telefone: (54) 3313 - 6939
E-mail: amor@amor.org.br
Responsável pelo serviço, programa, projeto ou benefício socioassistencial:
Monique de Oliveira - Assistente Social (CRESS 8561)
10.1.1 Público Alvo:
O público alvo do programa são famílias, bem como crianças e adolescentes, que vivem em

Página 7
estado de vulnerabilidade social, moradores da cidade de Passo Fundo, sobretudo moradores da
comunidade próxima à instituição, tais como: Victor Issler, Vila Fátima, Annes, Dona Eliza e Vera
Cruz, podendo também estender seu atendimento a outros bairros do município.
10.1.2 Objetivo Geral:
Implementar ações, na área de Assistência Social, voltadas ao atendimento de famílias em
estado de vulnerabilidade social, em especial crianças e adolescentes, através do Serviço de
Convivência e Fortalecimento de Vínculos, realizando atividades que desenvolvam o protagonismo
e a autonomia dos usuários, por meio de experiências lúdicas, artísticas, pedagógicas, educativas,
culturais e esportivas.
10.1.3 Objetivos Específicos:
• Trabalhar no sentido de resgatar a cidadania daqueles que vivem à margem da socie-
dade, visando oferecer oportunidade de desenvolvimento para que venham a ter prota-
gonismo e autonomia;
• Complementar as ações da família, escola e comunidade na proteção e desenvolvimento
de crianças e adolescentes, que vivem em estado de vulnerabilidade social, e no forta-
lecimento dos vínculos familiares e sociais;
• Assegurar espaços em ambientes adequados, alegres e protegidos, de socialização, re-
creação, arte, cultura e lazer, de referência para o convívio grupal, comunitário e social
e o desenvolvimento de relações de afetividade, solidariedade e respeito mútuo, visando
desenvolver o sentimento de pertença e de identidade de atividades e dinâmicas em
grupos;
• Possibilitar o desenvolvimento biológico, afetivo, emocional, motor, psicomotor, cognitivo e
social das crianças e adolescentes, bem como estimular a formação de valores éticos e respon-
sáveis, desenvolvendo disciplina, honestidade, boas maneiras, responsabilidade e respeito;
• Fazer parte da rede socioassistencial do município, agindo, orientando e realizando en-
caminhamentos e ações que visam garantir uma vida digna, direitos sociais, civis e polí-
ticos dos usuários;
• Estimular a cultura da Paz, a prática da não violência;
• Desenvolver ações que visam garantir uma vida digna e os demais direitos para crianças,
adolescentes e suas famílias, assegurados pelo ECA (1.990) e Constituição (1.988).
• Contribuir para a inserção, reinserção e permanência da criança/adolescente no sistema
educacional, bem como, contribuir para a melhora da frequência e do rendimento escolar.
10.1.4 Breve descrição das atividades/ações que integraram o serviço:
A instituição atua na esfera da Assistência Social, propondo suas ações com crianças,
adolescentes e idosos cujas famílias estão expostas a situação de vulnerabilidade social.
O Projeto se desenvolveu em seis dias por semana, voltado a Proteção Social Básica, com
atuação no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, o qual prevê a realização de
serviços desenvolvidos através de grupos pensado e organizado a fim de assegurar “aquisições
progressivas aos seus usuários, de acordo com o seu ciclo de vida, a fim de complementar o
trabalho social com famílias e prevenir a ocorrência de situações de risco social” (Resolução nº
Página 8
109, de 11 de novembro de 2009, da Tipificação Nacional dos Serviços Socioassistenciais, 204,
P. 16).
A atuação da entidade de segunda a sábado se deu por faixa etária, sendo um composto por
crianças de 2 a 6 anos, de ambos os sexos. Já o Grupo de 6 a 17 anos, composto por crianças e
adolescentes de ambos os sexos, que participarão no turno inverso da escola, manhã ou tarde. O
grupo de idosos acima de 60 anos têm encontros quinzenais, onde podem participar o idoso
cadastrado junto a instituição, bem como os componentes familiares, sendo estes filhos e/ou
netos.
Assim, o projeto se desenvolveu levando em conta os eixos estabelecidos nos Cadernos de
Orientação para os SCFV emitidos pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à
Fome – MDS:
- Eixo convivência social: as ações e atividades objetivam estimular o convívio social e
familiar, aspectos relacionados ao sentimento de pertença, à formação da identidade, à construção
de processos de sociabilidade, aos laços sociais, às relações de cidadania, etc.
- Eixo direito de ser: atividades que visam estimular o exercício da infância e da
adolescência, de forma que promovam experiências que potencializem a vivência desses ciclos
etários em toda a sua pluralidade.
- Eixo participação: atividades que tem como foco estimular a participação dos usuários
nas diversas esferas da vida pública, a começar pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento
de Vínculos, passando pela família, comunidade e escola, tendo em mente o seu desenvolvimento
como sujeito de direitos e deveres.
Dentro do contexto institucional os projetos contemplaram as seguintes ações propostas:
1) Desenvolvimento de atividades pautadas no Serviço de Convivência e Fortalecimento de
Vínculos, realizado através de oficinas de música, desenvolvimento artístico, teatro, dança e
esportes. Este atendimento será prestado a crianças e adolescente com inscrição ativa junto
a instituição, com carga horaria de 8h semanais de cada facilitador de oficina.
2) Foi proporcionado aos usuários com cadastro ativo junto a ONG Amor atendimento especi-
alizado através da Equipe Técnica, composta por Assistente Social, Psicóloga e Educadoras
Sociais. Este atendimento diário é desenvolvido de segunda-feira a sábado, com atendimento
psicossocial, para realizar uma intervenção mais efetiva e resolutiva, com base na demanda,
bem como, para encaminhamentos a Rede Socioassistencial do Município;
3) Promoveu-se encontros sistemáticos de grupos de pais e pais e filhos, com espaços de refle-
xão sobre o papel da família na proteção das crianças e adolescentes no processo de desen-
volvimento, abordando limites, sexualidade, drogas, violência, bullying, etc.
4) Realizou-se o acompanhamento da vida das crianças e adolescentes com objetivo de contri-
buir para que acessem aos direitos fundamentais ao seu desenvolvimento, bem como ao que
dispõe sobre a proteção integral, definidos pelo Estatuto da Criança e do Adolescente.
5) Manteve-se ambientes alegres, instrumentalizados, dinâmicos e protegidos para que as cri-
anças e adolescentes se sintam à vontade, socializem e desenvolvam as suas potencialidades
e autonomia.

Página 9
6) Realizou-se atividades e ações que estimulem a formação de valores éticos e responsáveis,
a cultura da Paz, desenvolvendo disciplina, honestidade, boas maneiras, protagonismo e au-
tonomia.
7) Desenvolveu-se atividades para idosos, proporcionando momentos de convivência social,
melhoria da qualidade de vida, desenvolver intervenção social e experimentações artísticas,
culturais, esportivas e de lazer e a valorização das experiências vividas;
8) Possibilitou-se a realização de ações em ambiente externo à entidade, transportando os usu-
ários para passeios, eventos culturais, atividades recreativas, pedagógicos, esportivos, histó-
ricas, turísticas e ambientais, junto a parceiros, eventos e instituições.
9) Acompanhou-se a vida escolar dos usuários visando contribuir para a melhora da frequência
e do rendimento escolar.
10) Foi realizado o atendimento às famílias que estão em situação de maiores dificuldades, assim
são encaminhados para a rede socioassistencial, para empregos além de recebem itens bási-
cos de primeira necessidade, tipo cestas básicas, roupas, calçados, eletrodomésticos, móveis,
materiais de construção e etc.
No final de 2021 a instituição possuia cadastradas 678 famílias assistidas, 147 crianças e
adolescentes matriculados em atendimento de caráter continuado em seus projetos, 20 idosos, 20
participantes de grupo intergeracional, 5 adolescentes do Jovem Aprendiz, totalizando 3.390 pessoas
atendidas direta e indiretamente pela instituição. É realizado anualmente o Plano de Ação, bem como
relatório de atividades para prestação de contas com a comunidade.
10.1.5 Recursos Humanos
Função Carga Horária Vínculo Empregatício
Coordenação Técnica /Assistente Social 40h/semanais CLT
Assistente Social 20h/semanais CLT
Auxiliar Administrativo 44h/semanais CLT
Coordenador Administrativo Financeiro 44h/semanais Voluntário
Cozinha e Serviços Gerais 44h/semanais CLT
Educadoras Sociais (3) 44h/semanais CLT
Estagiário de Psicologia 04h/semanais Contrato de Estágio
Estagiário Auxil. Administrativo 20h/semanais Contrato CIE-E
Oficineiro Artes 08hs/semanais Contrato MEI
Oficineiro de Futsal 11hs/semanais CLT
Oficineiro de Música 08hs/semanais Contrato MEI
Oficineiro de Teatro 08hs/semanais CLT
Oficineiro Dança 08hs/semanais CLT
Prestadores de Serviços Comunitários (5) 07h/semanais Encaminhamento Justiça
Psicóloga 30h/semanais CLT
Recreacionista (1) 44/semanais CLT

Página 10
Serviços Gerais (2) 30h/semanais PAC - PMPF
Além da equipe técnica, estagiários e demais funcionários contratados, listados acima, a
instituição conta também com o auxílio de voluntários (conforme a Lei do Voluntariado, nº 9.608,
de 18/02/98). Atualmente a instituição conta com cerca de 60 voluntários cadastrados e que atuam
de forma colaborativa.
10.1.6 Elaboração, Execução, Monitoramento e Avaliação
Demonstração da forma de como a entidade ou organização de Assistência Social fomentou,
incentivou ou qualificou a participação dos usuários e/ou estratégias que foram utilizadas em todas
as etapas: elaboração, execução, monitoramento e avaliação:
Elaboração:
As atividades e ações propostas pelo Programa foram elaboradas e pensadas pela equipe
técnica da instituição com o suporte de Leis e Resoluções próprias a Política de Assistência Social,
bem como, com a participação do usuário, levando em consideração a opinião do usuário tanto na
elaboração, quanto na avaliação dos resultados.
Execução:
Buscando atender os objetivos previstos no Programa, as atividades desenvolvidas foram
previamente planejadas e, sempre que necessário, foram adequadas às características do grupo.
Entre as atividades desenvolvidas destacam-se:
• Atividade Física: recreacional, funcional e esportiva;
• Atividade Lúdica: confecção de trabalhos, organização de peças de teatro, dança, leitura,
filmes e comunicação (expressão verbal e gestual em dinâmicas de grupo);
• Atividades Sociais e Comunitárias: atividades para desenvolvimento de consciência de
cidadania, formação de valores, participação em passeios, feira do livro, cinema e
participação na Conferência dos Direitos da Criança e do Adolescente (Municipal).
• Atividades e dinâmicas com grupos ligados ao Serviço de Convivência e Fortalecimento
de Vínculos envolvendo pais.
• O programa foi elaborado e proposto partindo da convivência diária que, possibilitou a
troca de experiências e vivencias. Os grupos contam com atendimento individual e
orientação de profissionais habilitados para trabalhar com crianças e adolescentes.
• As oficinas foram desenvolvidas de forma continuada, sendo realizadas uma vez por
semana manhã e tarde.
Monitoramento:
O monitoramento foi realizado de forma contínua, sendo que foram realizadas reuniões
semanais da equipe técnica, análise de relatórios de atividade, bem como de atendimento. O
monitoramento se monstra como instrumento importante, uma vez que trará dados relevantes para
o bom andamento das ações propostas.

Avaliação:
A Avaliação vem configurando-se como um processo constante adotado pela instituição,
sendo que se mostra essencial para garantir a qualidade do trabalho, pois possibilita reflexões sobre
Página 11
dados significativos, visando prover mudanças para a superação das dificuldades.
Sendo assim, a avaliação deve ocorrer em várias dimensões: com as crianças e adolescentes
assistidos, com famílias assistidas, com funcionários e equipe técnica atuantes no programa, bem
como voluntários e diretoria.
A avaliação foi realizada através de pesquisa de satisfação dos usuários comtemplados pelo
serviço, avaliação realizada periodicamente.
Os pais, responsáveis ou avós, no questionário de avaliação de todos os serviços (onde foram
avaliados 29 itens), responderam à questão “Você se sente satisfeito com relação a....”, obtendo-se
o seguinte resultado:
Respostas Percentual
Concordo Totalmente 93,2%
Concordo Parcialmente 5,0%
Não Concordo/Nem discordo 1,8%
Discordo Parcialmente 0,0%
Discordo Totalmente 0,0%
Analisando-se os resultados da avaliação dos pais e responsáveis, verifica-se um Feedback
excelente, onde praticamente todos estão satisfeitos com os serviços prestados pela instituição.
Junto às crianças e adolescentes, em outro questionário de avaliação da rotina, espaços,
serviços e atividades (onde foram avaliados 26 itens), responderam à questão “Você se sente
satisfeito com relação a....”, obtendo-se o seguinte resultado:
Respostas Percentual
Concordo Totalmente 77,0%
Concordo Parcialmente 9,9%
Não Concordo/Nem discordo 9,6%
Discordo Parcialmente 0,8%
Discordo Totalmente 2,6%
Através da análise dos resultados da avaliação das crianças e adolescentes, verifica-se um
Feedback muito bom, onde apenas 3,4 % em média, de todos os itens avaliados, apresentam alguma
insatisfação parcial ou total.

10.1.7 Quais mecanismos de incentivo para a participação dos usuários foram utilizados pela
entidade
Convidou as(os) usuárias(os) para as reuniões de planejamento das ações da entidade. ( X ) Sim ( ) Não
Estimulou a participação de usuárias(os) nos Conselhos de Assistência Social e/ou Conselho de Direitos ( X )
Sim ( ) Não
Existência dos usuários da entidade junto aos Conselhos? ( ) Sim ( X ) Não
Quais: ____________________________________________________________
Existência de representante de usuárias(os) na gestão da entidade. ( ) Sim ( X ) Não
Existência de estímulo para a formação de coletivo/comitê de usuárias(os) ( X ) Sim ( ) Não

Página 12
Realizou questionário de satisfação/pesquisa de opinião (inclui urna de sugestões) ( X ) Sim ( ) Não
Realizou reuniões/entrevistas específicas a fim de coletar sugestões das(os) usuárias(os) para as ações a serem
desenvolvidas. ( X ) Sim ( ) Não
As(os) usuárias(os) escolhem os temas que foram trabalhados nas ações coletivas desenvolvidas pela entidade.
( X ) Sim ( ) Não ( ) Outros. Quais __________________________________________________

Passo Fundo, 15 de março de 2022.

________________________________________
Milton Serpa Menezes - Presidente
Representante Legal da Instituição

______________________________________
Monique de Oliveira – Coordenadora Técnica
Assistente Social
CRESS 8561

Página 13
ANEXOS
Alguns registros de atividades realizadas no ano de 2020

Página 14
A. Grupos de Pais

B. Oficina de Artes

Página 15
C. Oficina de Teatro

D. Oficina Dança

Página 16
E. Oficinas de Música:

Página 17
F. Oficinas de Esportes:

G. Oficinas de Capoeira

Página 18
I. Atividades Pedagógicas e Psicológicas

Página 19
J. Atividades externas, passeios diversos

Página 20
K. Atividades diversas

Página 21
L. Grupo AMA

M. Distribuição de cestas de alimentos não perecíveis

Página 22
N. Distribuição de alimentos perecíveis

O. Apoio psicológico

Página 23
P. Distribuição de roupas, calçados, cobertores e enxovais de bebê

Página 24
Q. Doação de móveis e eletrodomésticos recebidos

Página 25
S. Doação de brinquedos, jogos e livros

Página 26
T. Atividades em datas Comemorativas – Dia das Crianças e Natal

Página 27
V. Parcerias e Doações

Página 28

Você também pode gostar