Você está na página 1de 2

Apresentação: 16/05/2022 15:25 - CFFC

REQ n.34/2022
CÂMARA DOS DEPUTADOS

REQUERIMENTO Nº , DE 2022
(Do Sr. ELIAS VAZ)

Requer a convocação do Advogado-Geral da União, a


fim de prestar esclarecimentos a respeito da AGU
estar patrocinando a defesa da ex-funcionaria
fantasma do Presidente Bolsonaro, conhecida como
Wal do Açai.

Senhor Presidente,

Requeiro, nos termos do art. 50 da Constituição Federal e na forma do art. 219, do


Regimento Interno da Câmara dos Deputados, a CONVOCAÇÃO do Excelentíssimo
Senhor Advogado-Geral da União, Bruno Bianco, para comparecer à Comissão de
Fiscalização Financeira e Controle – CFFC, a fim de prestar esclarecimentos a respeito da
AGU estar patrocinando a defesa da ex-funcionaria fantasma do Presidente Bolsonaro,
conhecida como Wal do Açai.

JUSTIFICAÇÃO

Nos termos do art. 50, da Constituição, a Câmara dos Deputados e o Senado


Federal, ou qualquer de suas Comissões, poderão convocar Ministro de Estado ou
quaisquer titulares de órgãos diretamente subordinados à Presidência da República para
prestarem, pessoalmente, informações sobre assunto previamente determinado,
importando crime de responsabilidade a ausência sem justificação adequada.
*CD222005844000*

A Advocacia-Geral da União (AGU) assumiu a defesa de Wal do Açaí, ex-


funcionária do presidente Jair Bolsonaro (PL), denunciada pelo Ministério Público
Federal (MPF) por improbidade administrativa diante da suspeita de ser funcionária
fantasma.

Assinado eletronicamente pelo(a) Dep. Elias Vaz


Para verificar a assinatura, acesse https://infoleg-autenticidade-assinatura.camara.leg.br/CD222005844000
Apresentação: 16/05/2022 15:25 - CFFC

REQ n.34/2022
CÂMARA DOS DEPUTADOS

Walderice Santos da Conceição, conhecida como “Wal do Açaí”, é ex-secretária


parlamentar da Câmara dos Deputados. Ela trabalhou com o atual presidente do Brasil
quando ele ainda era deputado federal. Ao mesmo tempo, tinha como principal atividade
um comércio em Angra dos Reis (RJ), chamado “Wal Açaí”, além de prestar serviços
particulares na casa de Bolsonaro.
Na ação em que a AGU defende Wal do Açaí, o MPF pede que ela e Bolsonaro
sejam condenados por improbidade administrativa, e efetuem o ressarcimento dos
recursos públicos indevidamente desviados. A análise das contas bancárias de Walderice
revelou uma movimentação atípica, já que 83,77% da remuneração recebida nesse
período foi sacada em espécie. Em determinados períodos, o percentual de saques supera
95% dos rendimentos.
O MPF apontou também que o então Deputado Jair Bolsonaro tinha
conhecimento de que Walderice não prestava os serviços correspondentes ao cargo e,
mesmo assim, atestou falsamente a frequência dela ao trabalho em seu gabinete para
comprovar a jornada laboral exigida pela Câmara dos Deputados
Ante ao exposto, é fundamental o comparecimento do Advogado-Geral da União,
à Comissão de Fiscalização e Controle – CFFC, na Câmara dos Deputados, para prestar
os devidos esclarecimentos com a maior brevidade possível.

Sala das Sessões, em de maio de 2022.

ELIAS VAZ
Deputado Federal – PSB/GO
*CD222005844000*

Assinado eletronicamente pelo(a) Dep. Elias Vaz


Para verificar a assinatura, acesse https://infoleg-autenticidade-assinatura.camara.leg.br/CD222005844000

Você também pode gostar