Você está na página 1de 3

CRISES, DITADURAS E DEMOCRACIA NA DÉCADA DE 30 2022

DIFICULDADES ECONÓMICAS DOS ANOS 30 Mundialização da Crise

Crise de superprodução Factores de propagação da crise:

Ao longo dos anos 20, a economia  EUA retiram os capitais investidos


americana tinha vindo a registar índices na Europa:
extraordinários de crescimento.
 dificuldades financeiras nas
No entanto, a partir de 1925, a Europa empresas europeias
começou a recuperar e, por isso, a precisar
 dificuldade de pagar as
cada vez menos de recorrer aos EUA. Com
indemnizações
consequência, o mercado interno
americano começou a estar saturado, o  Contracção do comercio
que acabou por conduzir à acumulação de mundial:
stocks.
 países dificultam as
Para tentarem escoar os produtos, muitas importações
empresas agrícolas e industriais baixaram
os preços, evidenciando sinais de uma crise  dificuldade em escoar
de superprodução. Para fazerem face à tanto os produtos
crise, algumas empresas reduziram a transformados como as
produção e desceram salários. matérias-primas.

Crash na bolsa de Nova Iorque Consequências sociais

A especulação financeira, que se traduzia  Desemprego


na compra e venda de acções na bolsa,  Miséria nas cidades e nos campos
conduziu ao crash da Bolsa de Nova Iorque,
nos finais de 1929 (a chamada “quinta-feira  Descontentamento e revolta entre
negra”). as populações

No dia 24 de Outubro de 1929, milhares de New Deal


acções foram postas à venda abaixo do seu Para resolver a crise, a maioria dos
valor real, sem, no entanto, conseguirem governos optou por politicas de
comprador, provocando o crash na Bolsa intervenção do Estado na economia. Nos
de Nova Iorque. Estados Unidos, o Presidente Roosevelt pôs
Os accionistas, incapazes de vender as em prática o New Deal.
acções, ficaram arruinados. Muitos bancos Entre as medidas tomadas pelo Governo de
abriram falência. Roosevelt, destacam-se as seguintes:
Em consequência, o desemprego alastrou,  regulamentação do sector
o que reduziu ainda mais o poder de industrial
compra, agravando-se assim a crise de
superprodução.  redução de áreas cultivadas e
pagamento de indemnização aos
agricultores que o fizessem

 realização de grandes obras


financiadas pelo Estado

 limitação da semana de trabalho


para 40 horas

Diana Costa Miranda nº7 9ªC


CRISES, DITADURAS E DEMOCRACIA NA DÉCADA DE 30 2022

 concessão de subsídios de 1929. O desemprego aumentou e o nível


desemprego de vida de grande parte da população
baixou e muitos atribuíram a
 estabelecimento do salário mínimo
responsabilidade aos governos
Os resultados do New Deal foram bastante parlamentares. Por outro lado, a burguesia
positivas. A economia americana conseguiu passou a apoiar os movimentos de
revitalizar-se apesar da depressão se ter extrema-direita para contrariar o avanço
feito sentir até aos finais dos anos 30. da esquerda, sobretudo após a revolução
soviética e as tentativas de revolução
As medidas para a recuperação europeia noutros países europeus.
Na Europa, praticamente todos os países  Meios utilizados
implementaram políticas económicas
proteccionistas e de carácter A violência, sob a forma de ameaças,
intervencionista. espancamentos ou destruições usadas,
sobretudo contra os partidos de esquerda
 Na França e sindicatos, através da imprensa, da rádio,
 Aumentos salariais; dos comícios e das manifestações.

 Semana de 40h de Fascismo Italiano


trabalhos; Líder:
 15 dias de férias pagas;  Benito Mussolini
 Nacionalização dos Como chegou ao poder:
caminhos-de-ferro e das
fábricas de armamento.  Por violência, uma marcha, e
pressão ao rei
 Na Inglaterra
Principais características dos regimes:
 Apoio às empresas
industriais;  Partido único

 Medidas proteccionistas,  Totalitarismo


como o apelo ao “buy
 Militarismo
british”.
 Ultra-nacionalismo
Regimes Ditatoriais
 Imperialismo
Avanço da extrema-direita na Europa
 Corporativismo
Compreender as causas da propagação de
regimes de extrema-direita na Europa  Anti-socialismo

Após a 1ª Guerra Mundial, por toda a  Valorização do chefe / Duce


parte, desenvolveram-se os movimentos
políticos de extrema-direita favoráveis ao
autoritarismo.

O crescimento destes movimentos deve-se


às dificuldades económicas que alguns
países atravessaram a seguir à 1ª Guerra
Mundial e, mais tarde devido à crise de

Diana Costa Miranda nº7 9ªC


CRISES, DITADURAS E DEMOCRACIA NA DÉCADA DE 30 2022

Nazismo Principais características dos regimes:

Líder:  Defesa e difusão de valores

 Adolf Hitler  Criação de organismos para


militares
Como chegou ao poder:
 Proibição dos partidos políticos e
 A partir de eleições
reforço da acção da União Nacional
Principais características dos regimes:
 Manutenção da censura e da
 Antissemitismo policia politica (PIDE)

 Racismo  Corporativismo

 Alargamento do espaço vital  Colonialismo

 A existência da policia politica (SA e


SS) – secção de assalto e secção de
segurança

 Partido Único (Nazi)

 Valorização do chefe / Chanceler /


Führer

 Repressão dos opositores

 Proibição de greves

 A existência de milícias armadas

Estado Novo

Lideres:

 General Óscar Carmona

 António de Oliveira Salazar

Como chegaram ao poder:

 General Óscar Carmona foi eleito


Presidente da República após o
golpe militar em 1928

 António de Oliveira Salazar foi


proposto para Ministro das
Finanças e em 1932, assumiu a
Presidência do Concelho de
Ministros

Diana Costa Miranda nº7 9ªC

Você também pode gostar