Você está na página 1de 39

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO PARÁ

SIMULADO PREPARATÓRIO PARA CONCURSO PÚBLICO


PRAÇA

a
OC rov
PRAÇA

a A de p
Nome do Candidato Inscrição

P
Instruções

ato
1. Confira seu nome, o número do seu documento e o número
de sua inscrição na Folha de Respostas. Além disso, não se
esqueça de conferir seu Caderno de Questões quanto a falhas
de impressão e de numeração. Preencha os campos destina-
rm
dos à assinatura e ao número de inscrição. Qualquer divergên-
nc
cia, comunique ao fiscal.
a p no fo

Composição do Caderno 2. O único documento válido para avaliação é a Folha de Respos-


ba

tas. Só é permitido o uso de caneta esferográfica transparente


de cor azul ou preta para o preenchimento da Folha de Respos-
Língua Portuguesa 01 a 10 tas, que deve ser preenchida da seguinte maneira:
ela

Matemática 11 a 25 3. O prazo de realização da prova é de 4 (quatro) horas, incluindo


do

a marcação da Folha de Respostas. Após 60 (sessenta) minu-


Raciocínio Lógico 26 a 35 tos do início da prova, o candidato estará liberado para utilizar
o sanitário ou deixar definitivamente o local de aplicação, não
Química 36 a 50
�ap sea

podendo, no entanto, levar o Caderno de Questões e nenhum


Física 51 a 65 tipo de anotação de suas respostas.
ad

Biologia 66 a 75 4. Ao término de sua prova, comunique ao fiscal, devolvendo-lhe


Ba

a Folha de Respostas devidamente preenchida e assinada.


lic

Legislação Específica 76 a 90 O candidato poderá levar consigo o Caderno de Questões


somente se aguardar em sala até o término do prazo de reali-
zação da prova estabelecido em edital.

5. Os 3 (três) últimos candidatos só poderão retirar-se da sala


juntos, após assinatura do Termo de Fechamento do envelope
de retorno.

6. As provas e os gabaritos preliminares estarão disponíveis


no site do Instituto AOCP - www.institutoaocp.org.br, no dia
posterior à aplicação da prova.

7. O NÃO cumprimento a qualquer uma das determinações cons-


tantes em Edital, no presente Caderno ou na Folha de Respos-
tas incorrerá na eliminação do candidato.
Fraudar ou tentar fraudar Concursos Públicos é Crime!
Previsto no art. 311 - A do Código Penal
Língua Portuguesa 45 tamental que a posse e combinação desses
Roberto Gandulfo dados pode viabilizar a determinados agentes
de tratamento.
TEXTO 1  Comemorar o dia da proteção de dados,
mesmo com 41 anos de atraso, indica que o
Antes tarde do que nunca 50 Brasil passou a se atentar ao tema. A Autorida-
de Nacional de Proteção de Dados (ANPD) foi
1  Na última semana (28/01), comemoramos constituída e iniciou a conscientização social
o dia da proteção de dados. Para leigos, a acerca da matéria. É preciso que políticas pú-
data pode sugerir alguma relação com a Lei blicas, coordenadas pela ANPD, provoquem o
Geral de Proteção de Dados (LGPD) ou mes- 55 interesse dos cidadãos pela proteção de seus
5 mo com debates por ela gerados em diversos dados pessoais, assim como fomentem agen-
setores da sociedade brasileira. tes públicos e privados a cumprir o que se
 Assim, oportuno esclarecer que a data encontra estabelecido na LGPD. Não bastam
é referência a importante evento que se deu sanções administrativas. Impõe-se a adoção
na Europa em 1981. Nesse ano, o Conselho 60 de providências que despertem a sociedade
10 da Europa trouxe a público a Convenção 108 para tema de tamanha envergadura. Afinal, to-
para a proteção das pessoas naturais em re- dos somos titulares de dados pessoais.
lação ao tratamento automatizado de dados
ISTOÉ (https://istoe.com.br/antes-tarde-do-que-nunca/),
pessoais. Esse é, historicamente, um dos com adaptações, acesso em 22/03/2022
principais marcos jurídicos a respeito da pro-
15 teção de dados. 1. A partir das informações apresentadas
 Constatar tal fato implica reconhecer no texto, é possível interpretar que
que a Europa se preocupa com a proteção (A) o dia 28 de janeiro comemora o aniversá-
de dados pessoais há mais de quatro déca- rio da promulgação da Lei Geral de Prote-
das. No Brasil, contudo, a Lei Geral de Pro- ção de Dados.
20 teção de Dados só foi promulgada em 2018. (B) o Brasil esteve atrasado em relação à Euro-
Em 2021, o Congresso Nacional aprovou a pa em 40 no que tange à proteção de dados
Emenda Constitucional 17/2019, a fim de in- devido à ausência de motivo que levasse
cluir a proteção de dados no rol de direitos e essa preocupação, uma vez que não havia
25 garantias fundamentais do art. 5º da Consti- dados pessoais de brasileiros salvos na in-
tuição Federal. ternet nos anos 80.
 A legislação tardia nos impõe alguns de- (C) a LGPD representou uma evolução brasilei-
safios, especialmente quanto à transformação ra naquilo que se refere à proteção de da-
cultural voltada à efetividade da proteção de dos, mesmo que tardiamente.
dados. Tal proteção representa uma das ma- (D) não é necessária ou urgente a proteção de
30 neiras de garantir direitos individuais de liber- dados pessoais, já que ela só afeta aquelas
dade, sobretudo os que se relacionam com a pessoas que têm acesso à internet no país.
vida privada. (E) o texto sugere que a noção de proteção de
 A LGPD indica o início de um longo pro- dados já foi completamente dissipada pela
cesso no país. A proteção de dados ganha- sociedade, isto é, todos os cidadãos têm
35 rá importância na medida em que os titulares plena consciência de como podem manter
de dados pessoais compreenderem as im- seus dados totalmente protegidos.
plicações que o tratamento desses mesmos
dados pode acarretar às suas vidas. As no- Letra c.
vas tecnologias nos expõem cada vez mais. (A) Errada. De acordo com o texto, o dia 28 de
40 Redes sociais, bancos de dados, algoritmos, janeiro comemora a Convenção 108, na Europa.
acompanhamento de tendências e hábitos (B) Errada. Essa informação até poderia estar
de acesso a sites na internet, permitem que correta – apesar de sabermos que ela não está
nosso comportamento seja monitorado. Lem- –, mas, de todo modo, ela não está presente em
bremos, ainda, de eventual indução compor- nenhum trecho do texto. Ao que tudo indica, o
“atraso” brasileiro tem relação justamente com a Letra d.
falta de proteção que vinham sofrendo os dados Quando há uma relação de específico-genérico
dos brasileiros havia quatro décadas. entre duas palavras, dizemos que há uma rela-
(C) Certa. Apesar do foco no atraso de cerca ção hipônimo-hiperônimo. Por exemplo, “ave” é
de quatro décadas entre o Brasil e a Europa, um subgrupo de “animal”, então “animal” é hi-
o texto indica que a LGPD foi o primeiro passo perônimo para “ave”, e “ave” é hipônimo para
relevante para o tema da proteção de dados no “animal”. Analogamente, “proteção de dados” é
Brasil. Essa lei trouxe consequências positivas um tipo de “tema”, portanto “proteção de dados”
para a população. é hipônimo para “tema”, e “tema” é hiperônimo
(D) Errada. Pelo texto, já podemos concluir que para “proteção de dados”. Portanto, o gabarito
a proteção de dados pessoais é, sim, urgente, é a letra D.
devido ao risco em que as pessoas são coloca- Apenas a título de curiosidade, sinônimas são
das quando seus dados são expostos. No en- palavras com mesmo significado (por exemplo,
tanto, também é mentira que esse risco se apli- “prédio” e “edifício”), antônimas são palavras
que apenas a quem tem acesso à internet. Por com significados opostos (por exemplo, “bem”
exemplo, suponhamos que Sofia tem acesso à e “mal”) e oniônimas são palavras que repre-
internet, mas seu pai, Marcos, não o tem. Um sentam algum produto ou marca (por exem-
malfeitor pode chantagear Marcos, alegando plo, “doril”).
que, caso não lhe seja transferida uma quantia
em dinheiro, fotos íntimas de sua filha seriam 3. Assinale a alternativa em que o pronome
expostas na internet. Nesse caso, a chanta- destacado não retoma um elemento ex-
gem se aplicou a alguém que não tem acesso plícito no texto.
à internet. (A) “Para leigos, a data pode sugerir alguma
(E) Errada. O texto indica que a ANDP deve pro- relação com a Lei Geral de Proteção de
vocar o interesse do cidadão em proteger seus Dados (LGPD) ou mesmo com debates por
dados, porque, apesar de haver aparato político ela gerados em diversos setores da socie-
a favor da proteção de dados, o tema não é am- dade brasileira.”
plamente conhecido de todos os cidadãos, isto (B) “Assim, oportuno esclarecer que a data é re-
é, muitos ainda não sabem bem como podem ferência a importante evento que se deu na
manter seus dados pessoais mais seguros. Europa em 1981.”
(C) “A legislação tardia nos impõe alguns desa-
2. Analise o período abaixo: fios, especialmente quanto à transformação
cultural voltada à efetividade da proteção
"Comemorar o dia da proteção de dados, de dados.”
mesmo com 41 anos de atraso, indica que (D) “A proteção de dados ganhará importância
o Brasil passou a se atentar ao tema." na medida em que os titulares de dados pes-
soais compreenderem as implicações que
Para evitar-se a repetição da expressão o tratamento desses mesmos dados pode
“proteção de dados”, utilizou-se uma pa- acarretar às suas vidas.”
lavra de valor menos específico (tema), (E) “É preciso que políticas públicas, coordena-
que a retoma. Por isso, podemos afirmar das pela ANPD, provoquem o interesse dos
que a palavra “tema”, em relação a “pro- cidadãos pela proteção de seus dados pes-
teção de dados”, é classificada como soais, assim como fomentem agentes públi-
(A) hipônima. cos e privados a cumprir o que se encontra
(B) sinônima. estabelecido na LGPD.”
(C) antônima.
(D) hiperônima. Letra c.
(E) oniônima. Várias palavras podem fazer referência, princi-
palmente alguns pronomes e advérbios. Essas
palavras podem fazer referência a um elemento
interno ao texto ou a um elemento externo. O
primeiro caso é chamado de referência endo- (A) “semana” é, de fato, substantivo. Perce-
fórica; o segundo, de referência exofórica. O ba que o artigo “a” e o adjetivo “último” se re-
enunciado pede um pronome que não faça uma ferem a ele.
referência endofórica. (C) “contudo” é uma conjunção coordenativa ad-
(A) O pronome “ela” se refere à “Lei Geral de versativa, equivalente a “porém”, “entretanto”,
Proteção de Dados”. “no entanto”.
(B) O pronome relativo “que” se refere a “impor- (D) “especialmente” é um advérbio; todo adjeti-
tante evento”. vo derivado pelo sufixo -mente é naturalmente
(C) Nosso gabarito! O pronome “nos” não se um advérbio (especial > especialmente).
refere a um elemento explícito no texto. Ele se (E) “longo” é adjetivo, que se refere ao substan-
refere à sociedade no geral, aos leitores e ao tivo “processo”.
autor, ou seja, a “nós”. Dessa forma, ele faz uma
referência exofórica (e não endofórica). 5. Analise o período abaixo, retira-
(D) O pronome relativo “que” se refere a “as do do texto:
implicações”.
(E) Na alternativa, “seus” se refere a “os “Em 2021, o Congresso Nacional apro-
cidadãos”. vou a Emenda Constitucional 17/2019, a
fim de incluir a proteção de dados no rol
4. Em cada uma das alternativas abaixo, de direitos e garantias fundamentais do
foi destacada uma palavra de um trecho art. 5º da Constituição Federal.”
do texto e, sem seguida, entre parênte-
ses, foi indicada a classe gramatical a O elemento sublinhado pode ser substi-
que essa palavra pertence. Assinale a tuído, sem que seja necessária nenhuma
alternativa em que a indicação da clas- outra mudança no trecho e sem que haja
se gramatical da palavra foi feita de ma- alteração semântica, por
neira incorreta. (A) apesar de
(A) Na última semana (28/01), comemoramos o (B) para
dia da proteção de dados. (substantivo) (C) a ponto de
(B) Assim, oportuno esclarecer que a data é re- (D) até
ferência a importante evento que se deu na (E) a respeito de
Europa em 1981. (artigo)
(C) No Brasil, contudo, a Lei Geral de Prote- Letra b.
ção de Dados só foi promulgada em 2018. No enunciado, “a fim de” é uma locução prepo-
(preposição) sitiva com valor de finalidade.
(D) A legislação tardia nos impõe alguns desa- Na letra B, o “para” também é uma preposição
fios, especialmente quanto à transformação que indica finalidade. Por isso, podemos trocar
cultural voltada à efetividade da proteção de uma pela outra, sem que o sentido se altere ou
dados. (advérbio) que seja necessária outra mudança no trecho.
(E) A LGPD indica o início de um longo proces- Esse é o gabarito.
so no país. (adjetivo) As outras alternativas provocam alguma mu-
dança de sentido, porque as preposições ou
Letra b. locuções prepositivas indicam valor diferente
Na letra B, o elemento “a” é uma preposição, de finalidade.
e não um artigo. Todo artigo concorda com o (A) “apesar de” indica concessão.
substantivo a que ele se refere. O “a” não pode (C) “a ponto de” indica consequência.
ser artigo naquele caso, porque “evento” é pala- (D) “até” indica tempo.
vra masculina, logo, se ele fosse artigo, a forma (E) “a respeito de” indica assunto.
correta seria “o importante evento”. Na verdade,
aquele “a” é a preposição regida pelo substanti-
vo “referência”.
6. Analise o período abaixo, retira- Letra c.
do do texto: Essa é uma questão que envolve a morfossin-
taxe da palavra “que”. Na maioria dos casos, as
“A Autoridade Nacional de Proteção bancas trabalham duas classes para ela: con-
de Dados (ANPD) foi constituída e ini- junção integrante ou pronome relativo. O enun-
ciou a conscientização social acerca ciado pede um caso em que a palavra “que” re-
da matéria.” tome um elemento anterior a ele. Qual das duas
classes faz isso? A dos pronomes relativos, é
Em relação à predicação verbal, o verbo claro! Então, devemos achar um caso em que
destacado é classificado como o “que” seja pronome relativo. Uma dica inte-
(A) intransitivo. ressante é que, quando o “que” for conjunção
(B) transitivo direto. integrante, poderemos substituir toda a oração
(C) transitivo indireto. que ele introduz por isso.
(D) bitransitivo. (A) esclarecer que a data é referência = escla-
(E) de ligação. recer isso.
(B) reconhecer que a Europa se preocupa com
Letra b. a proteção de dados = reconhecer isso.
Na oração em que esse verbo aparece, ele é (D) permitem que nosso comportamento seja
transitivo direto. Percebemos que o sujeito dele monitorado = permitem isso.
é oculto (retoma “A Autoridade Nacional de Pro- (E) indica que o Brasil passou a se atentar ao
teção de Dados (ANPD)”) e ele pede um objeto tema = indica isso.
direto: o termo “a conscientização social acerca Na letra C, isso não é possível: as implicações
da matéria”. Esse complemento é um objeto di- que o tratamento pode acarretar = as implica-
reto porque a) ele não tem preposição e b) ele ções isso (?). Fica esquisito. Nesse caso, per-
está sujeito à passagem para a voz passiva: cebemos que o “que” é pronome relativo (e, por-
(ele) iniciou a conscientização social acerca da tanto, retoma “as implicações”) porque podemos
matéria = a conscientização social acerca da substituir o seu antecedente na oração adjetiva:
matéria foi iniciada (por ele). Portanto, o gabari- que o tratamento desses mesmos dados pode
to é a letra B. acarretar às suas vidas = o tratamento desses
mesmos dados pode acarretar as implicações
7. Assinale a alternativa em que o vocábulo às suas vidas.
“que” destacado retome algum outro ter-
mo anterior a ele. 8. Assinale a alternativa em que se nota um
(A) “Assim, oportuno esclarecer que a data é re- erro de pontuação retirado do texto.
ferência a importante evento que se deu na (A) “Nesse ano, o Conselho da Europa trouxe
Europa em 1981.” a público a Convenção 108 para a proteção
(B) “Constatar tal fato implica reconhecer que a das pessoas naturais em relação ao trata-
Europa se preocupa com a proteção de da- mento automatizado de dados pessoais.”
dos pessoais há mais de quatro décadas.” (B) “Esse é, historicamente, um dos principais
(C) “A proteção de dados ganhará importância marcos jurídicos a respeito da proteção
na medida em que os titulares de dados pes- de dados.”
soais compreenderem as implicações que (C) “Em 2021, o Congresso Nacional aprovou
o tratamento desses mesmos dados pode a Emenda Constitucional 17/2019, a fim de
acarretar às suas vidas.” incluir a proteção de dados no rol de direitos
(D) “Redes sociais, bancos de dados, algorit- e garantias fundamentais do art. 5º da Cons-
mos, acompanhamento de tendências e há- tituição Federal.”
bitos de acesso a sites na internet, permitem (D) “Redes sociais, bancos de dados, algorit-
que nosso comportamento seja monitorado.” mos, acompanhamento de tendências e há-
(E) “Comemorar o dia da proteção de dados, bitos de acesso a sites na internet, permitem
mesmo com 41 anos de atraso, indica que o que nosso comportamento seja monitorado.”
Brasil passou a se atentar ao tema.”
(E) “É preciso que políticas públicas, coordena- 9. Em relação à estruturação gramatical do
das pela ANPD, provoquem o interesse dos texto, é correto afirmar que
cidadãos pela proteção de seus dados pes- (A) em “Constatar tal fato implica reconhecer
soais, assim como fomentem agentes públi- que a Europa se preocupa com a prote-
cos e privados a cumprir o que se encontra ção de dados pessoais há mais de quatro
estabelecido na LGPD.” décadas”, o pronome “se” é classificado
como parte integrante do verbo, uma vez
Letra d. que o verbo “preocupar-se”, nessa frase,
(A) A vírgula separa o termo “Nesse ano”, que é é pronominal.
um adjunto adverbial de curta extensão. Quan- (B) em “A legislação tardia nos impõe alguns
do um adjunto adverbial é de curta extensão desafios, especialmente quanto à transfor-
(isto é, é formado por um ou dois elementos), a mação cultural voltada à efetividade da pro-
vírgula com ele será facultativa, independente- teção de dados”, o verbo “impõe” é classifi-
mente da posição em que ele apareça. Portan- cado como transitivo direto e indireto.
to, a pontuação neste caso está correta. (C) o período “Tal proteção representa uma das
(B) A vírgula separa o termo “historicamente”, maneiras de garantir direitos individuais de li-
que é um adjunto adverbial de curta extensão. berdade, sobretudo os que se relacionam com
Quando um adjunto adverbial é de curta exten- a vida privada” possui três orações e é classi-
são (isto é, é formado por um ou dois elemen- ficado como composto por subordinação.
tos), a vírgula com ele será facultativa, indepen- (D) o período “Lembremos, ainda, de eventual
dentemente da posição em que ele apareça. indução comportamental que a posse e com-
Portanto, a pontuação neste caso está correta. binação desses dados pode viabilizar a de-
(C) A primeira vírgula separa o termo “Em 2021”, terminados agentes de tratamento” está ade-
que é um adjunto adverbial curto. Quando um quado à norma-padrão da língua portuguesa.
adjunto adverbial é de curta extensão (isto é, é (E) em “Comemorar o dia da proteção de dados,
formado por um ou dois elementos), a vírgula mesmo com 41 anos de atraso, indica que o
com ele será facultativa, independentemente da Brasil passou a se atentar ao tema”, o termo
posição em que ele apareça. A segunda vírgula, isolado por vírgulas carrega valor concessivo.
por sua vez, está separando uma oração subor-
dinada adverbial. Quando a oração subordinada Letra d.
adverbial aparece em sua posição natural (isto
(A) Errada. A afirmativa está correta. O verbo
é, após a oração principal), a vírgula que a se-
“preocupar-se” naquele contexto é pronominal.
para é facultativa. Portanto, a vírgula no período
Verbos pronominais são aqueles que precisam
está adequada.
ser conjugados com um pronome oblíquo átono;
(D) Todas as vírgula estão separando elemen-
esse pronome é classificado como parte inte-
tos enumerados, exceto a última. Quando há
grante do verbo (PIV), uma vez que se conside-
vários elementos enumerados numa cadeia, a
ra que ele faça parte da estrutura do verbo.
vírgula que os separa é obrigatória. No entanto,
(B) Errada. A afirmativa está correta. O verbo
a última vírgula da sequência está separando
“impõe” possui dois complementos. O objeto
o sujeito do predicado. O sujeito da oração é
direto é “alguns desafios”, e o indireto é “nos”.
“Redes sociais, bancos de dados, algoritmos,
Podemos reescrever “A legislação tardia nos
acompanhamento de tendências e hábitos de
impõe alguns desafios” como “A legislação tar-
acesso a sites na internet”, e o restante é o pre-
dia impõe alguns desafios a nós”.
dicado. Portanto, a pontuação no período está
(C) Errada. A afirmativa está correta. Se oração
inadequada, porque não é permitido separar o
sujeito do predicado numa oração. é a estrutura sintática que se forma ao redor de
(E) As vírgulas estão separando uma oração su- um verbo ou de uma locução verbal, então o nú-
bordinada adjetiva explicativa (reduzida de parti- mero de verbos ou de locuções verbais de um
cípio). Todas as orações subordinadas adjetivas período é igual ao seu número de orações. No
explicativas devem ser separadas por pontua- período há três verbos: “representa”, “garantir”
ção (vírgula, travessão ou dois-pontos). Portan- e “se relacionam”; portanto, o período possui
to, a pontuação no período está adequada. três orações. Além disso, a oração “de garantir
direitos individuais” é classificada como oração ram construídos dois prédios (voz passiva). Na
subordinada substantiva completiva nominal re- voz ativa, “dois prédios” é objeto direto; na voz
duzida de infinitivo em relação à anterior, bem passiva, é sujeito.
como a oração “que se relacionam com a vida (C) Também há a locução ser + particípio (fo-
privada” é classificada como oração subordina- ram presos). Perceba a transposição de vozes:
da adjetiva restritiva em relação à anterior. Por- prenderam aqueles políticos (voz ativa) = aque-
tanto, o período é composto por subordinação. les políticos foram presos (voz passiva). Na voz
(D) Certa. A afirmativa está incorreta. Há um erro ativa, “aqueles políticos” é objeto direto; na voz
de regência no período. O verbo “lembrar” pode passiva, é sujeito.
ser transitivo direto e não pronominal ou tran- (D) Encontra-se o pronome “se” apassivador.
sitivo indireto e pronominal. Portanto, há duas Perceba a transposição de vozes: não viam
formas corretas para a regência desse verbo: algo (voz ativa) = algo não era visto (voz pas-
“Lembremos eventual indução” ou “Lembremo- siva analítica) = não se via algo (voz passiva
-nos de eventual indução”. sintética). Na voz ativa, “algo” é objeto direto; na
(E) Errada. A afirmativa está correta. Expres- voz passiva (analítica ou sintética), é sujeito.
sões com “mesmo” em geral carregam valor (E) Também há o pronome “se” apassivador.
concessivo: “mesmo com”, “mesmo sem”, “mes- Cuidado! Você deve notar que o “que” é o termo
mo que”. Perceba que podemos trocar “mesmo apassivado (ou seja, o objeto direto da voz ativa
com 41 anos de atraso” por “apesar de 41 anos que se torna sujeito na voz passiva). Perceba
de atraso”, comprovando o valor concessivo, a transposição de vozes: um fato que notam
uma vez que a locução “apesar de” carrega (voz ativa) = um fato que é notado (voz passiva
esse valor. analítica) = um fato que se nota (voz passiva
sintética). Na voz ativa, o “que” (que retoma “um
10. Assinale a alternativa em que não haja fato”) é objeto direto; na voz passiva (analítica
uma estrutura de voz passiva. ou sintética), é sujeito.
(A) No ano passado, aqueles alunos eram mais
estudiosos. Matemática
(B) Foram construídos dois prédios no meu bair- Marcelo Leite
ro no ano passado.
(C) Você acredita que aqueles políticos real- 11. Considere que a quantidade de chama-
mente foram presos? das recebidas até o mês x, pelo corpo de
(D) Não se via algo parecido há muito tempo. bombeiro do estado do Pará, foi modula-
(E) Esse é um fato que se nota com facilidade. da conforme a função exponencial n(x)
= 1.000.20,2.x, com x 1. A quantidade de
Letra a. chamadas atingirá 16.0000 no mês:
De acordo com a maioria dos gramáticos do (A) 10
português, existem apenas duas estruturas (B) 12
que geram voz passiva no português. A primei- (C) 15
ra – chamada de passiva analítica – é formada (D) 18
pela locução verbal ser + particípio. A segunda (E) 20
– chamada de passiva sintética ou de passiva
pronominal – é formada pelo pronome apassi- Letra e.
vador “se”. De todo modo, há alguns fatos sobre De acordo com o texto, tem-se:
todas as vozes passivas: a) salvo raríssimas n(x) = 1.000.20,2.x, onde n(x) representa a quanti-
exceções, apenas verbos transitivos diretos ou dade de chamadas recebidas até o mês x.
transitivos diretos e indiretos fazem voz passiva
e, b) na voz passiva, o antigo objeto direto (da O autor deseja saber em que mês a quantidade
voz ativa) se torna sujeito na voz passiva. de chamadas atingirá 16.000, para isso deve-
(B) Encontramos a locução ser + particípio (fo- mos igualar n(x) a 16.000. Assim, teremos:
ram construídos). Perceba a transposição de n(x) = 1.000.20,2.x
vozes: construíram dois prédios (voz ativa) = fo- 16.000 = 1.000.20,2.x
Dividindo ambos os membros por 1.000, teremos: Analisando a equação modular, teremos:
16 = 20,2.x |3x – 21| = 18
24 = 20,2.x 3x – 21 = 18
3x = 18 + 21
Cancelando as bases e igualando os expoen- 3.x = 39
tes, teremos:
4 = 0,2.x x=

=x x = 13

20 meses = x ou

Assim, serão atingidas 16.000 chamadas 3x – 21 = -18


após 20 meses. 3.x = -18 + 21
3.x = 3
12. Considere a e b números reais positivos,
diferentes de 1. Se log a = 3 e log b = 5, o x=
valor de log(a.b3) é igual a:
(A) 18 x=1
(B) 20
(C) 22 Assim, o conjunto solução da citada equação
(D) 24 modular será representado por {1, 13}.
(E) 26
O autor deseja a soma (P) das soluções, as-
Letra a. sim teremos:
Antes de iniciar a resolução, iremos fazer uma P = 1 + 13 = 14
revisão das propriedades do logaritmo.
Log (a x b) = Log a + Log b 14. Considere que o lucro de uma empresa,
Log (a : b) = Log a – Log b em milhares, é dado pela lei L(x) = -x2 +
Log ab = b x Log a 12.x, em que x representa a quantidade
de unidades vendidas em milhares. Com
Aplicando as propriedades, teremos: base nessas informações, é correto con-
log(a.b3) = log a + log b3 = log a + 3.log b = 3 + cluir que o valor do lucro máximo em re-
3(5) = 3 + 15 = 18 ais será igual a:
(A) R$ 6.000,00.
13. A soma de todos os números reais que (B) R$ 36.000,00.
satisfazem a equação modular |3x – 21| (C) R$ 30.000,00.
= 18 é um número P. Então, o valor de P (D) R$ 8.000,00.
é igual a: (E) R$ 10.000,00.
(A) 13
(B) 13,5 Letra b.
(C) 14 O lucro será máximo quando L(x) for igual ao Y
(D) 15 do vértice(Yv), cuja fórmula é dada por:
(E) 17,2
Yv =
Letra c.
Lembrando que: Assim, teremos:
L(x) = -x2 + 12.x
a = -1; b = 12; c = 0

Calculando o delta ( )
= b2 – 4.a.c = (12)2 – 4.(-1).(0) = 144 – 0 = 144 Agora sim, iremos classificar as variáveis cita-
das na questão:
Agora é só calcular o Yv, assim teremos: - Número de filhos: quantitativa discreta;
- Grau de instrução: qualitativa ordinal;
Yv = = 36. - Altura: quantitativa contínua;
- Naturalidade: qualitativa nominal.
Como o lucro está expresso em milhares, en-
tão teremos: 16. A seguir são apresentadas as notas de
Lucro máximo = 36 milhares = R$ 36.000,00 nove alunos do curso de formação de
praça do CBM/PA.
15. A seguir é mostrada algumas variáveis
que irão fazer parte de um questionário 67, 89, 91, 45, 72, 99, 67, 75, 99
socioeconômico.
A mediana dessas notas é igual a:
Número de filhos – Grau de instrução – (A) 72
Altura – Naturalidade (B) 45
(C) 99
Essas variáveis são classificadas respec- (D) 75
tivamente por: (E) 67
(A) quantitativa discreta, qualitativa ordinal,
quantitativa contínua, qualitativa nominal. Letra d.
(B) quantitativa contínua, qualitativa ordinal, Para encontrar a mediana, inicialmente, deve-
quantitativa discreta, qualitativa nominal. mos organizar os dados em ordem crescente.
(C) quantitativa discreta, qualitativa nominal,
quantitativa contínua, qualitativa ordinal. 45, 67, 67, 72, 75, 89, 91, 99, 99
(D) qualitativa nominal, qualitativa ordinal, quan-
titativa contínua, quantitativa discreta. A mediana é o valor que divide a série em duas
(E) quantitativa discreta, quantitativa contínua, partes iguais. Para encontrar a posição da me-
qualitativa ordinal, qualitativa nominal. diana, basta usar a fórmula.

Letra a. Pme = , onde n representa o número de ter-


Variável é o objeto de interesse e essa pode ser mos na série. Na questão teremos n = 9.
classificada como:
Quantitativa discreta: representada somente Pme = = 5º termo.
por número inteiro.
Por exemplo: quantidade de carros, quantidade Então, na série o 5º termo é igual a 75.
de filhos, quantidade de alunos. Assim, a mediana (me) será igual a 75.
Quantitativa contínua: representada por nú-
mero inteiro ou decimal. 17. Em uma empresa, o desvio padrão dos
Por exemplo: altura dos alunos, comprimen- salários dos funcionários é igual a R$
to da mesa. 200,00. Considere que a todos os fun-
Qualitativa ordinal: representada por um atri- cionários da citada empresa foi conce-
buto que possui uma ordem. dido um aumento de 10%, então o des-
Por exemplo: grau de instrução (Fundamen- vio padrão dos novos salários, em reais,
tal, Médio, Superior), patente militar (soldado, será igual a:
cabo, sargento). (A) 200
Qualitativa nominal: representada por um atri- (B) 220
buto que NÃO possui uma ordem. (C) 232
Por exemplo: cor dos olhos, sexo, naturalidade. (D) 216
(E) 218
Letra b.
Vesfera = . .R3 = . .(9)3 = . .729 =
De acordo com o texto, será concedido um au-
mento de 10% e, para obter o valor do salário . = 972.
com o aumento, basta multiplicar o salário inicial
por (1 + 10%), isto é, 1,10. Assim, todos os novos 20. Em certa sala, foi pendurado uma foto da
salários foram multiplicados por 1,10. De acordo 1ª turma de praças do corpo de bombeiro
com a propriedade do desvio padrão, teremos: militar do estado do Pará. Essa foto tem
- Ao multiplicar todos os elementos de uma sé- o formato de um triângulo retângulo, cujo
rie por K, o novo desvio padrão será o desvio maior lado é cm e cm representa
padrão original multiplicado por K. outro lado do triângulo. Com base nessas
Assim, teremos: informações, é correto afirmar que a área
Desvio padrão original: R$ 200 dessa foto, em cm2, é igual a:
Todos os valores foram multiplicados por 1,1. (A) 2,5
Novo desvio padrão: 200 x 1,1 = R$ 220,00 (B) 2,7
Assim, o novo desvio padrão será igual a (C) 2,9
R$ 220,00. (D) 3,2
(E) 3,5
18. Na entrada de certo batalhão, existe uma
esfera maciça com raio igual a 5 cm, en- Letra a.
tão a área desse sólido é igual a: De acordo com o texto, tem-se:
(A) 70. cm2. A foto, citado no texto, possui a forma de um tri-
(B) 82. cm2. ângulo retângulo, cujo lado maior, isto é, hipote-
(C) 90. cm2. nusa, é igual a cm e um dos catetos é igual
(D) 97. cm2. a cm. Fazendo o desenho da foto, teremos:
(E) 100. cm2.

Letra e.
A área da esfera é dada por Aesfera = 4. .R2, onde
R representa o raio da esfera.
Como o raio é igual a 5 cm, teremos:
Aesfera = 4. .R2 = 4. .(5)2 = 4. .25 = 100. cm2.

19. Em cima da estante do comandante de Aplicando o Teorema de Pitágoras, teremos:


certo Batalhão do corpo de bombeiro,
há uma esfera maciça com 9 cm de raio. Hipotenusa2 = 1º cateto2 + 2º cateto2
O volume da referida esfera, em cm3, ( )2 = ( )2 + X2
é igual a: 10 = 5 + X2
(A) 950. 10 – 5 = X2
(B) 965. 5 = X2
(C) 972. X2 = 5
(D) 976. X=
(E) 980.
O autor deseja a área da foto, assim teremos:
Letra c.
O volume da esfera com raio R é dada
pela fórmula:

Vesfera = . .R3

De acordo com o texto, o raio da esfera é igual


a 9 cm. Assim, teremos:
S9 =
ÁreaTriângulo =
= 2,5 cm2. S9 =

21. Numa P.A. crescente, os dois primeiros S9 = = 22.9 = 198


termos são as raízes da equação:
X2 – 9.X + 14 = 0
Sabe-se que o número de termos des- 22. Em dez caixas vazias, será colocada cer-
sa P.A é igual a soma dessas raízes, en- ta quantidade de feijão, de modo que,
tão a soma de termos dessa progressão na primeira caixa, será colocado apenas
é igual a: 1 grão de feijão; as demais caixas terão
(A) 190 sempre o dobro da quantidade de feijão
(B) 192 colocada na caixa anterior, isto é, na 2ª
(C) 194 caixa será colocado dois grãos, na 3ª cai-
(D) 196 xa será colocado quatro grãos e assim
(E) 198 por diante, até a 10ª caixa. Então, ao co-
locar os últimos feijões na 10ª caixa, será
Letra e. utilizado o total de:
Inicialmente iremos encontrar as raízes des- (A) 1.008 feijões.
sa equação: (B) 1.012 feijões.
X2 – 9.X + 14 = 0 (C) 1.018 feijões.
a = 1; c = -9; c =14 (D) 1.023 feijões.
= b2 – 4 a.c = (-9)2 – 4.(1).(14) = 81 – 56 = 25 (E) 1.024 feijões.

X= Letra d.
De acordo com o texto, tem-se:
X1 = =7 A sequência formada pela quantidade de fei-
jões em cada caixa forma uma Progressão
X2 = =2 Geométrica:
(1, 2, 4, ..., a10) PG
Assim, 2 e 7 representam os dois primeiros ter- a1 = 1
mos da P.A e o número de termos dessa P.A Razão(q): 2
será igual a soma 2 + 7 = 9 termos.
Assim, teremos: O autor deseja a soma dos dez primeiros ter-
(2, 7, ..., a9)P.A. mos da sequência, para isso iremos utilizar a
a 1= 2 fórmula que relaciona a soma dos n primeiros
Razão(R) = 7 – 2= 5 termos da P.G.

Calculando o a9 através da fórmula do Sn =


termo geral:
an = a1 + (n-1).R S10 = = 1024 – 1= 1023
a9 = a1 + (9 – 1).5
a9 = 2 + 8.5
a9 = 2 + 40
a9 = 42

Agora iremos calcular a soma dos 9 primeiros


termos da P.A, utilizando a fórmula.

Sn =
23. Marcos trabalha todos os dias ininterrup- 25. Considere que o estacionamento do ba-
tamente das 8 horas e 45 minutos até 11 talhão possui formato retangular, com
horas e 10 minutos. Júlio foi contratado comprimento igual a 23 hm e largura igual
para ser auxiliar de Marcos e deverá tra- 1.900 metros. O perímetro desse estacio-
balhar 2/5 do tempo trabalhado por Mar- namento, em dam, é igual a:
cos. Assim, a carga horária que Júlio de- (A) 800
verá cumprir diariamente será igual a: (B) 820
(A) 58 minutos. (C) 840
(B) 59 minutos. (D) 870
(C) 1 hora 02 minutos. (E) 930
(D) 1 hora 10 minutos.
(E) 1 hora 15 minutos. Letra c.
De acordo com o texto, tem-se:
Letra a.
Inicialmente iremos calcular o tempo trabalhado
por Marcos diariamente:
11 horas 10 minutos – 8 horas 45 minutos = 2
horas 25 minutos = 145 minutos
De acordo com o autor, Júlio irá trabalhar dia-
riamente 2/5 do tempo trabalhado por Marcos. Como o perímetro é a soma dos lados, en-
Assim, teremos: tão teremos:
Perímetro = 230 dam + 190 dam + 230 dam +
Júlio = x 145 minutos = 58 minutos. 190 dam = 840 dam.

Raciocínio Lógico
24. A viatura Auto Tanque (AT) possui reser- Diego Ribeiro
vatório para 27.000 litros d’água. Conside-
re que nesse reservatório existem 19,6 m3 26. Considerando não verdadeira a seguin-
de água. Com base nessas afirmações, é te proposição P: “Se corro, então sou
correto concluir que o volume necessário bombeiro ou sou atleta.”, é correto con-
para preencher totalmente o reservatório cluir que ele:
dessa viatura, em litros, é igual a: (A) Corro e não sou atleta ou sou bombeiro.
(A) 7.000 (B) Não corro e não sou atleta e não
(B) 7.100 sou bombeiro.
(C) 7.200 (C) Corro e sou atleta ou sou bombeiro.
(D) 7.300 (D) Corro e não sou atleta nem sou bombeiro.
(E) 7.400 (E) Corro ou não sou atleta e sou bombeiro.

Letra e. Letra d.
De acordo com o texto, no reservatório existem P: corro
19,6 m3. Como cada m3 corresponde a 1.000 li- Q: sou bombeiro
tros, assim esses 19,6 m3 correspondem a 19,6 R: sou atleta
x 1.000 litros = 19.600 litros. Se corro, então sou bombeiro ou sou atleta =
Falta preencher = 27.000 litros – 19.600 litros = (P -> Q v R)
7.400 litros Quando nego uma proposição FALSA, encontro
uma verdadeira.
~ (P -> Q v R) = P ^ ~Q ^ ~R
P ^ ~Q ^ ~R = Corro e não sou atleta e não
sou bombeiro = Corro e não sou atleta nem
sou bombeiro
27. Das alternativas abaixo, assinale a única 29. Paula fez quatro afirmações verdadeiras
que não é proposição simples: sobre algumas de suas atividades diárias:
(A) Amo RLM. ▪ Próximo mês, ou viajo ou fico em casa.
(B) João estuda RLM antes do sol se pôr na ▪ Almoço ou treino.
bela Salvador. ▪ Durmo ou não almoço.
(C) Quando estudo, passo. ▪ Fico em casa ou não treino.
(D) Ana dorme cedo. No mês seguinte, Paula viajou.
(E) Choveu.
É correto concluir que Paula
Letra c. (A) almoçou e treinou.
(A) Amo RLM – Proposição simples (B) dormiu e não treinou.
(B) João estuda RLM antes do sol se pôr na (C) não treinou e não almoçou.
bela Salvador. – Proposição simples (D) almoçou e não dormiu.
(C) Quando estudo, passo. = Se estudo, então (E) não treinou e não almoçou.
passo (condicional)
(D) Ana dorme cedo. – Proposição simples Letra b.
(E) Choveu. – Proposição simples P1: V(V) v F(F)(V)
P2: A(V) v T(F)(V)
28. Uma proposição logicamente equivalente P3: D(V) v ~A(F)(V)
à negação da proposição “Ou estudo RLM P4: F(F) v ~T(V) (V)
ou estudo Direito Penal” é a proposição P5: V(V)(V)
(A) “Não estudo RLM e não estudo Direito Penal”.
(B) “Ou não estudo RLM ou não estudo Di- Conhecendo as tabelas-verdade das operações
reito Penal”. lógicas e considerando as 5 afirmações verda-
(C) “Não estudo RLM se somente se estudo Di- deiras, descobrimos que são verdadeiras as
reito Penal”. proposições:
(D) “Ou estudo RLM ou não estudo Direito Penal”. V = viajou
(E) “Estudo RLM se somente se não estudo Di- A = almoçou
reito Penal”. D = dormiu
~T = não treinou
Letra d.
Negação da disjunção exclusiva. Assim:
(A) almoçou e treinou. V e F = F
~(p v q): (B) dormiu e não treinou. V e V = V
1. p ↔ q (C) não treinou e não almoçou. V e F = F
2. ~p ↔ ~q (D) almoçou e não dormiu. V e F = F
3. ~p v q (E) não treinou e não almoçou. V e F = F
4. p v ~q = Ou estudo RLM ou não estudo
Direito Penal 30. Considere a sentença: “Se estudo, en-
tão eu sou aprovado”. A sentença logi-
camente equivalente à negação da sen-
tença dada é:
(A) Se não estudo, então eu sou aprovado.
(B) Se estudo, então eu não sou aprovado.
(C) Estudo e eu não sou aprovado.
(D) Se sou aprovado, então eu estudo.
(E) Não estudo e eu sou aprovado.

Letra c.
P: estudo
Q: sou aprovado
Se estudo, então eu sou aprovado = P -> Q Assim o número de anagramas é dado por P7,2
Negação da condicional. = 7!/2! = 5.040/2 = 2.520.
Regra do MANÉ (Mantém a primeira, troca “se
então” por “e” e nega a segunda) 34. A equivalência lógica de “nenhum militar
~ (P -> Q) = P ^ ~Q = Estudo e eu não é preguiçoso” é:
sou aprovado (A) Algum militar é preguiçoso.
(B) Não há militar que não é preguiçoso.
31. Considere que um grupo de 7 soldados (C) Algum militar não é preguiçoso.
tenha sido escolhido para simular a en- (D) Todo militar é preguiçoso.
trada em uma residência em chamas e (E) Todo militar não é preguiçoso.
que todos deverão entrar um de cada vez.
O número de maneiras distintas que essa Letra e.
simulação poderá ser realizada é: Equivalência do “NENHUM É” = “TO-
(A) 720 DOS NÃO SÃO”
(B) 5.040 Nenhum militar é preguiçoso = Todo militar
(C) 1.120 não é preguiçoso
(D) 210
(E) 2.070 35. Em uma urna, foram colocadas 20 bolas,
cada uma com um número de 1 a 20. A
Letra b. probabilidade de retirarmos uma bola
Como a ordem importa e serão utilizados todos e ela estar com um número que é múlti-
os militares, trata-se de Permutação. plo de 4 é de
Permutação de 7 = P7 = 7! = 5.040 (A) 50%
(B) 25%
32. A quantidade de linhas da tabela-verdade (C) 40%
da proposição composta P → Q ˅ R, em (D) 30%
que P, Q e R são proposições simples e (E) 20%
independentes entre si, é igual a:
(A) 1 Letra b.
(B) 2 PROBABILIDADE = QUERO/TENHO
(C) 8 Quero = múltiplo de 8 / Tenho = 40 bolas
(D) 4 Para saber quantos números são múltiplos de 4
(E) 5 de 1 a 20, basta dividir 20 por 4: 20/4 = 5

Letra c. Logo:
Número de linhas da tabela verdade é dada por 2n PROBABILIDADE = QUERO/TENHO
n = número de proposições simples = 3 P = 5/20 = 1/4 = 0,25 = 25%
23 = 8

33. Um anagrama de uma palavra é um reor-


denamento de todas as suas letras. O nú-
mero de anagramas da palavra MILITAR é:
(A) 2.520
(B) 5.040
(C) 1.200
(D) 1.600
(E) 10.080

Letra a.
MILITAR tem 7 letras, sendo duas repetidas (I).
Química
Eduardo Ulisses

36. A primeira evidência quanto à existência de partículas subatômicas surgiu a partir de estudos
sobre a condução de eletricidade em gases a baixas pressões. Quando o tubo é parcialmente
evacuado e conectado a um filamento incandescente, há um fluxo de corrente elétrica atra-
vés do tubo. Associados a este fluxo, aparecem raios coloridos de luz, emanados do eletrodo
negativo (cátodo). As propriedades destes raios catódicos foram estudadas nas últimas três
décadas do século XIX. Estes raios eram defletidos por campos elétricos e magnéticos. A partir
de um cuidadoso estudo desta deflexão, J. J. Thomson demonstrou, em 1897, que estes raios
consistiam em uma corrente de partículas carregadas negativamente.

Princípios de Química, Ed. LTC, 6ª Edição, 1990.

Acerca do assunto modelos atômicos, marque a alternativa correta.


(A) O estudo de espectros atômicos demonstrou que no átomo os elétrons estão incrustados em uma
massa de prótons, como propôs Thomson.
(B) O estudo do espalhamento da radiação alfa emitida por átomos de polônio, após atravessar uma
lâmina de ouro, levou Rutherford a concluir que os elétrons estão na região que ocupa a menor par-
te do átomo.
(C) Segundo Bohr, a emissão de luz por um átomo indica que seus elétrons estão transitando para níveis
de energia mais altos.
(D) A radiação emitida por átomos radioativos corresponde a radiações eletromagnéticas de diversas
frequências.
(E) A identificação da natureza da radiação de partículas alfa é uma evidência de que os átomos são
divisíveis.

Letra e.
(A) Errado. O experimento de Thomson se baseava em descarga elétrica em gases rarefeitos. Ele não
trabalhou com espectros atômicos.
(B) Errado. Os elétrons se encontram na eletrosfera. Essa corresponde a maior parte do átomo.
(C) Errado. A emissão de luz pelo átomo corresponde ao retorno dos elétrons a níveis de energia
mais baixos.
(D) Errado. Materiais radioativos emitem partículas e radiação gama, que se trata de onda eletromagnéti-
ca de frequência específica.
(E) Certo. As partículas alfa são emitidas por núcleos radioativos que se desintegram.
37. No organismo humano, alguns dos elementos químicos presentes existem na forma de íons.
Esses íons têm papel importantíssimo em vários processos vitais, participando de reações
químicas que mantêm o indivíduo vivo. A tabela a seguir mostra o papel de quatro desses íons,
os problemas causados por sua deficiência e alguns exemplos de alimentos ricos nesses íons.

Íon Função ligada a Deficiência pode causar Alimentos ricos nesses íons
Raquitismo, Leite e seus derivados, folhas
Ca2+ Coagulação sanguínea.
porosidade óssea. verdes, grãos.
Problemas ligados Sal de cozinha, carne, leite,
Equilíbrio eletroquímico
Na+ ao controle da ovos, cenoura, beterraba,
no corpo.
perda de água. espinafre.
Problemas ligados
Grãos inteiros, carne, frutas,
K+ Equilíbrio eletroquímico. ao controle da
vegetais, legumes.
perda de água.
Funcionamento Tremores musculares, Leite e derivados, farinha,
Mg2+
dos nervos. problemas cardíacos. cereais, feijão, ervilha.

Tito e Canto, Química na abordagem do cotidiano, volume 1, 3ª edição, 2003.

Dados: Z(Na) = 11, Z(Mg) = 12, Z(K) = 19 e Z(Ca) = 20

Com relação a esse assunto, marque a alternativa correta.


(A) Os íons citados na tabela são isoeletrônicos entre si.
(B) O íon cálcio possui distribuição eletrônica semelhante ao gás nobre neônio.
(C) O modelo de Sommerfeld descreve a disposição das partículas subatômicas de forma exata
para o átomo.
(D) Pelo modelo de Bohr é possível descrever o átomo de magnésio com três camadas eletrônicas, em
que a última estará parcialmente preenchida.
(E) Segundo o modelo atômico de Bohr, esses átomos possuem a massa espalhada nas camadas
eletrônicas.

Letra d.
(A) Errado. Os íons citados não possuem nenhuma semelhança com relação a quantidade de subpartícu-
las atômicas.
(B) Errado. A distribuição eletrônica do íon cálcio se assemelha a distribuição do gás nobre argônio.
(C) Errado. Nenhum modelo atômico descreve o átomo de forma exata.
(D) Certo. O átomo de magnésio possui a seguinte distribuição: 1s2, 2s2, 2p6, 3s2. A sua última camada é
a terceira e essa possui apenas 2 elétrons.
(E) Errado. A massa do átomo está concentrada no núcleo.

38. Conforme a estrutura do átomo atualmente aceita, marque a alternativa correta a seguir.
(A) Átomos que possuem o mesmo número de prótons são iguais.
(B) O número de prótons de um átomo é denominado número quântico.
(C) Átomos que possuem o mesmo número atômico constituem um elemento químico.
(D) Atribuíram-se nomes às diferentes partículas constituintes dos átomos: as positivas foram chamadas
de elétrons; as negativas, prótons.
(E) A porção do átomo conhecida como eletrosfera está segmentada em regiões onde os elétrons se en-
contram sem movimentação.

Letra c.
(A) Errado. Átomos que possuem o mesmo número de prótons são isótopos.
(B) Errado. O número de prótons em um átomo 40. No início de 1869, Mendeleiev havia con-
também é conhecido como número atômico. cluído o primeiro volume dos dois pro-
(C) Certo. Elemento químico é um conjunto de jetados para Os princípios da química.
átomos com o mesmo número atômico, levando Os elementos, e seus compostos, eram
em consideração suas proporções na natureza. tratados em grupos com propriedades
(D) Errado. Os elétrons são as partículas de car- similares, um decorrendo do outro. Por
ga negativa e os prótons de carga positiva. exemplo, o final do primeiro volume co-
(E) Errado. Os elétrons estão em constante mo- bria o grupo halogênios, composto de
vimento em suas camadas estacionárias. flúor, cloro, bromo e iodo. Cada elemento
do grupo halogênios se combinava com
39. A lei periódica pode ser assim enuncia- sódio para produzir sais que tinham pro-
da: “As propriedades dos elementos são priedades muito semelhantes.
funções periódicas de seus números
Paul Strathern, O sonho de Mendeleiev – A verdadeira
atômicos”. Sobre a tabela periódica e história da Química. Ed. Zahar, 2002, p.170.
elementos químicos, marque a alternati-
va correta. Tendo como referência o texto acima,
(A) As colunas e as linhas são assim chamadas marque a alternativa correta a respeito de
período e grupos/famílias, respectivamente. assuntos da tabela periódica.
(B) A propriedade conhecida como eletronega- (A) Elementos de transição externa são aque-
tividade se intensifica com a diminuição do les que possuem o seu elétron mais ener-
raio atômico. gético no penúltimo nível de energia e os
(C) O caráter metálico dos elementos cresce de de transição interna no antepenúltimo nível
baixo para cima na direção vertical e da es- de energia.
querda para a direita na direção horizontal. (B) Os elementos que se localizam depois do
(D) Os elementos da coluna 0 (18 ou VIIIA) pos- urânio são conhecidos como cisurânicos.
suem menos quatro elétrons na camada (C) Os elementos Cromo, Manganês e Ferro
de valência. possuem propriedades semelhantes, visto
(E) Os elementos constituintes do grupo 1 da que possuem o mesmo número de elétrons
tabela periódica possuem como íon mais na última camada.
comum um cátion divalente. (D) Mendeleiev organizou os elementos em sua
tabela levando em consideração a carga nu-
Letra b. clear crescente.
(A) Errado. As colunas são os grupos ou famí- (E) Os gases nobres são elementos que não
lias, já as linhas são os períodos. possuem eletronegatividade.
(B) Certo. A eletronegatividade é a tendência
que o átomo possui de atrair elétrons. Quanto Letra a.
menor for o raio atômico, maior será a interação (A) Certo. Os elementos de transição externa fi-
entre núcleo (+) e eletrosfera (-). nalizam a distribuição eletrônica em (n – 1)d1 a 10
(C) Errado. O caráter metálico cresce em senti- e os de transição interna em (n – 2)f1 a 14.
do oposto ao citado no item. (B) Errado. Os elementos que se localizam após
(D) Errado. Os elementos do grupo 18 são os o urânio são conhecidos como transurânicos.
gases nobres. Esses, na camada de valência, (C) Errado. Para possuírem propriedades seme-
possuem 8 elétrons. lhantes os elementos devem fazer parte de um
(E) Errado. Por possuírem apenas 1 elétron na mesmo grupo.
camada de valência, o cátion mais comum dos (D) Errado. Mendeleiev organizou os elementos
elementos do grupo 1 é monovalente. em ordem crescente de massa atômica.
(E) Errado. Alguns gases nobres possuem ele-
tronegatividade desprezível, porém possuem
essa propriedade.
41. Algumas substâncias químicas são co- 42. Na atualidade, muitos são os materiais
nhecidas por nomes populares. Assim te- existentes no nosso cotidiano que reali-
mos, por exemplo, sublimado corrosivo zam mudanças na percepção dos senti-
(HgCl2), cal viva (CaO), potassa cáustica dos humanos (visão, audição, paladar...).
(KOH) e espírito do sal (HCl). A respeito Entre esses materiais, encontram-se
desses materiais e suas propriedades, os compostos inorgânicos conhecidos
marque a alternativa correta. como ácidos e bases. Exemplos simples
(A) A reação entre o cloreto de mercúrio II e o hi- desses materiais e suas aplicações são:
dróxido de potássio irá gerar um precipitado. o ácido fosfórico é usado como acidu-
(B) O sublimado corrosivo é corretamente clas- lantes em refrigerantes, balas e goma de
sificado como um sal de caráter neutro. mascar, o hidróxido de magnésio é usa-
(C) A cal viva, quando dissolvida em água, dá do para tratamento de acidez estomacal
origem a uma solução com pH abaixo de 7. e laxante.
(D) Quando utilizado o indicador fenolftaleína Tendo como referência o texto anterior,
em uma solução contendo o espírito do sal, marque a alternativa correta.
esse ficará com a coloração rósea. (A) A reação entre o ácido e a base citados no
(E) A potassa cáustica possui em sua estrutural texto ocorrerá na proporção de 1:1.
ligação metálica. (B) O ácido fosfórico é corretamente classifica-
do como triácido.
Letra a. (C) O hidróxido de magnésio é uma base forte.
(A) Certo. A reação descrita corresponde a uma (D) A reação entre o ácido fosfórico e o hidróxi-
dupla troca: HgCl2 + 2 KOH → 2 KCl + Hg(OH)2. do de magnésio pode ser classificada corre-
O hidróxido de mercúrio II é uma base insolúvel. tamente como uma reação de simples troca.
(B) Errado. O cloreto de mercúrio II é um sal de (E) O hidróxido de magnésio é corretamente
caráter ácido, visto que é produzido por um áci- classificado como composto molecular.
do forte e uma base fraca.
(C) Errado. A cal viva é um óxido básico, logo, Letra b.
quando dissolvido em água, irá dar origem a (A) Errado. A reação entre o ácido e a base, cor-
uma solução com pH acima de 7. retamente balanceada, será descrita da seguin-
(D) Errado. O espírito do sal é um ácido, sendo te forma: 2 H3PO4 + 3 Mg(OH)2 → 1 Mg3(PO4)2
assim na presença de fenolftaleína ficará incolor. + 6 H2O. Logo, a proporção entre ácido e
(E) Errado. A ligação metálica ocorre quando base é 2:3.
um metal se liga a outro metal. (B) Certo. O ácido fosfórico possui 3 hidrogê-
nios ionizáveis, logo é corretamente classificado
como triácido.
(C) Errado. O hidróxido de magnésio é correta-
mente classificado como base moderada.
(D) Errado. A reação entre o ácido e a base é
uma reação de neutralização, podendo ser clas-
sificada também como reação de dupla troca.
(E) Errado. O hidróxido de magnésio é um com-
posto iônico, visto que realiza ligação iônica.
43. Os objetivos de uma fralda são simples: Massa molar da água = 18 g/mol
absorver a urina e evitar o contato des- 1 mol → 18 g
ta com a pele. As fraldas tradicionais, de X mol → 7520 g
pano, não cumprem esta última função: X = 417,77 mol
elas ficam molhadas, e acabam irritando
a pele do bebê. Algumas fraldas descartá- 44. Em 1604, o cientista italiano Ângelo Sala
veis, entretanto, continuam “sequinhas”, observa que um certo composto de pra-
mesmo após absorver uma grande quan- ta se escurecia quando exposto ao sol.
tidade de urina. O segredo destas fraldas Acreditava-se que o calor era responsá-
reside em um produto químico: o polia- vel. Porém, em 1727, o professor de ana-
crilato de sódio, um polieletrólito. tomia Johann Heirich Schulze, notou que
O poliacrilato de sódio seco, quando mis- um vidro que continha ácido nítrico, prata
turado com a água, forma um gel: pon- e gesso se escurecia quando exposto à
tes de hidrogênio entre a água e o polí- luz proveniente da janela. Por eliminação,
mero permitem o poliacrilato de sódio ele demonstrou que os cristais de prata
“aprisionar” cerca de 800 vezes o seu halogenada ao receberem a luz, se trans-
peso em água. formavam em prata metálica negra.
(A) As moléculas de ácido nítrico possuem li-
n(CH2=CH–CO2Na) –CH2–CH gações covalentes comuns e iônicas em
acrilato CO2Na n sua estrutura.
de sódio (B) As moléculas de ácido nítrico realizam inte-
poliacrilato de sódio
rações do tipo Van der Waals.
De acordo com o texto, responda à ques- (C) Ácido nítrico, prata e gesso (carbonato de
tão abaixo. cálcio) possuem ligações químicas de mes-
Considerando o número de repetições (n) ma natureza.
da molécula de poliacrilato de sódio igual (D) No gesso (carbonato de cálcio) ocorrem tan-
a 6 x 1022, determine o número de mols de to ligações iônicas como covalentes.
água que essa quantidade de poliacrilato (E) A “prata halogenada” citada no texto reali-
de sódio pode “aprisionar”? Para marca- zam ligações onde são formadas moléculas.
ção na folha de resposta despreze a parte
fracionária, caso exista. Letra d.
Dados: massa molar (g/mol); H = 1, C = (A) Errado. As moléculas de ácido nítrico não
12, O = 16 e Na = 23 realizam ligação iônica, visto que, para realizar
Número de Avogadro = 6 x 1023 ligação iônica, devem existir elementos classifi-
(A) 217 cados como metais na estrutura.
(B) 317 (B) Errado. As moléculas de ácido nítrico são
(C) 417 polares. Forças de Van der Waals ocorrem em
(D) 517 moléculas apolares.
(E) 617 (C) Errado. O carbonato de cálcio realiza liga-
ções iônicas, a prata ligações metálicas e o áci-
Letra c. do nítrico ligações covalentes.
Massa de 1 mol (6,0 x 1023) de poliacrilato de (D) Certo. Há, em sua estrutura, elementos clas-
sódio = 94 g. sificados como metal e ametal. Os ametais rea-
6,0 x 1023 moléculas → 94 g. lizam ligação covalente. Já o metal se unindo ao
6,0 x 1022 moléculas → X g. ametal realiza ligação iônica.
X = 9,4 g (E) Errado. A ligação química entre a prata (me-
tal) e um halogênio (ametal) é corretamente
O texto informa que é possível aprisionar 800 classificada como iônica.
vezes o peso do polímero em água, logo:
9,4 g x 800 = 7520 g de água
45. Muitos compostos fisiologicamente ativos devem sua atividade à presença de grupos amino.
Alguns exemplos simples são remédios bem conhecidos, controlados ou ilegais, como a adre-
nalina, o Benzedrex, a urotropina, a anfetamina, a mescalina e o Prozac. Um padrão presente
em muitos destes compostos é a unidade 2-fenil-etanamina, um nitrogênio ligado por uma
cadeia de dois carbonos a um núcleo fenila. Esta característica estrutural parece ser determi-
nante na ligação com os sítios receptores no cérebro responsáveis pela ação neurotransmis-
sora em certos terminais nervosos. Estas aminas podem alterar muitos comportamentos, do
controle do apetite e da atividade muscular à criação de estímulos eufóricos potencialmente
viciantes. A seguir estão algumas estruturas destes compostos.

Acerca dos assuntos envolvidos, julgue os itens a seguir.


(A) A anfetamina e a efedrina realizam interações do tipo Van der Waals.
(B) O composto que possui fórmula C11H15NO3 é isômero da mescalina.
(C) O composto 2-fenil-etanamina possui isômero de posição.
(D) Na estrutura da epinefrina não existe carbono terciário.
(E) Na estrutura da urotropina está presente amina terciária.

Letra e.
(A) Errado. Por possuírem os grupos amino e hidroxila em suas estruturas esses compostos realizam a
interação do tipo ligação de hidrogênio.
(B) Errado. A mescalina possui fórmula molecular C11H17NO3, logo, os isômeros devem também possuir a
mesma fórmula molecular.
(C) Errado. Para que um composto aromático possua isomeria de posição é necessário que ele seja di-
-substituído.
(D) Errado. Há carbono terciário na estrutura. Ele se encontra na união da cadeia aromática com a cadeia
alifática.
(E) Certo. Aminas terciárias são aquelas que possuem 3 radicais orgânicos ligadas ao nitrogênio.

46. Ácidos e bases são encontrados em quase todo o lugar. No interior de cada célula viva, existe
uma fábrica que produz os ácidos e as bases e suportam a vida e controlam a composição de
nosso sangue e fluidos celulares. Ácidos e bases afetam o sabor, a qualidade e a digestão de
nossa comida. A leitura de qualquer jornal nos alerta para o papel da chuva ácida no ambiente.
Quase todos os produtos de consumo que nos rodeiam fizeram uso de ácidos e bases no de-
correr de sua fabricação. No laboratório, muitas reações que os químicos realizam para estudar
as propriedades dos materiais envolvem ácidos e bases.
Acerca dos conceitos envolvendo a Química, marque a alternativa correta.
(A) As chuvas ácidas são precipitações que, apesar do nome, não causam tantos problemas ambientais.
(B) O dióxido de enxofre proveniente das caldeiras e fornos das indústrias possui caráter básico.
(C) A água da chuva que apresenta pH igual a 2 não é considerada chuva ácida.
(D) A concentração de dióxido de carbono na atmosfera não influi no pH da chuva.
(E) Uma forma de amenizar os problemas causados pelas chuvas ácidas seria o uso de uma solução de
cal (CaO).

Letra e.
(A) Errado. As chuvas ácidas destroem monumentos, acidifica o solo e os rios e lagos, causando diversos
problemas ambientais.
(B) Errado. O dióxido de enxofre é um composto molecular e possui caráter ácido.
(C) Errado. Chuva ácida são precipitações que possuem pH menor que 4,5.
(D) Errado. Por se tratar de um óxido ácido, sua concentração na atmosfera irá influenciar decisivamente
na acidez das chuvas.
(E) Certo. A cal (CaO) é um óxido de caráter básico. Logo, neutralizaria a acidez da chuva ácida.

47. Apesar das ironias vigentes durante a Segunda Guerra mundial de que o nylon – o material com
que eram feitos os pára-quedas norte-americanos – era a sigla para now you, lousy old nippons,
o nome não significa absolutamente nada. O verdadeiro ícone da modernidade na virada 30/40,
o náilon provocou polvorosa no mercado norte-americano – em especial entre as consumidoras
– sob a forma de meias. Que não amassavam, secavam rápido e eram mais baratas que as de
seda. De 1938 a 1939, 64 milhões de pares de meias foram vendidos nos Estados Unidos.

Folha de São Paulo, 1º Janeiro. 1988, p. A14

Sabe-se que o Náilon foi inventado por um cientista das empresas DuPont chamado Carothers
e que, para esse processo, ele realizou a seguinte reação,

cujo nome ficou conhecido como reação de policondensação.

Acerca desses conceitos, marque a alternativa correta.


(A) O produto orgânico formado possui a função amina e cetona em sua estrutura.
(B) O sistema reacional formado pelos materiais acima citados será bifásico, pois a interação entre os
reagentes não é favorecida pela interação molecular.

PRAÇA 46
(C) Em solução aquosa ácida, o reagente nitrogenado apresenta-se como cátion monovalente, produzin-
do campo elétrico resultante.
(D) O nome do ácido presente nos reagentes é ácido 1,6 – hexanodióco.
(E) Na reação mencionada, a diamina comporta-se como uma ácido.

Letra d.
(A) Errado. O composto orgânico formado possui a função amida em sua estrutura.
(B) Errado. Por se tratar de compostos orgânicos di-funcionalizados, há uma grande interação entre
eles, resultando em um sistema monofásico.
(C) Errado. O reagente nitrogenado em meio ácido será protonado nas extremidades, formando um cátion
divalente.
(D) Certo. A nomenclatura refere-se à posição dos grupos funcionais e a quantidade de carbonos na ca-
deia carbônica.
(E) Errado. Por se tratar de um composto nitrogenado, a diamina se comporta como uma base na reação
em apreço.

48. As polimerizações iniciadas por bases fortes, como alquil-lítios, amidas, alcóxidos e hidróxi-
dos, podem formar compostos bastante surpreendentes, é o caso das Supercolas. O 2-ciano-
-propenoato de metila, por exemplo, polimeriza-se rapidamente na presença de traços de hi-
dróxido. Quando expandido entre duas superfícies, forma um filme sólido duro que cimenta as
duas superfícies...

Polimerização da Supercola

Química orgânica, Estrutura e Função, p. 450.

PRAÇA 47
Com o auxílio das informações contidas 49. O fanatismo pode envolver qualquer so-
no enunciado e da representação de po- ciedade moderna, até mesmo aquelas
limerização, marque a alternativa corre- que estão acima de qualquer suspeita. O
ta a seguir. mundo foi abalado a algum tempo com
(A) O reagente iniciante da reação possui o gru- o noticiário japonês, por meio do qual
po funcional cetona. se informava que um grupo de fanáticos
(B) Na estrutura final da representação da rea- ameaçava matar muita gente, fazendo es-
ção de polimerização, há átomos de carbo- palhar gases venenosos nas estações do
no que não obedecem a regra do octeto. metrô em Tókio. Um dos gases usados
(C) Os alquil-lítios são compostos organome- pelos fanáticos era o gás sarim, de fór-
tálicos onde os carbonos realizam ligações mula C4H10O2FP. A dose letal desse gás é
covalentes. de 70 mg/m3 de ar. Sabendo disso, calcu-
(D) A união de duas superfícies ocasionada pela le o número de moléculas do gás sarim
Supercola se deve ao fato de que o com- existentes em 1 litro de ar suficiente para
posto obtido possui uma quantidade muito ocasionar a morte de uma pessoa. Divida
grande de ligações duplas, que são ligações o valor encontrado por 1016 e despreze a
fortes, isto é difícil de quebrar, logo mantém parte fracionária, caso exista.
as superfícies unidas. Dados: M(H) = 1g/mol; M(O) = 16g/mol;
(E) A ligação que ocorre entre átomos de carbo- MC) = 12,0 g/mol; M(F) = 19 g/mol; M(P) =
no e nitrogênio são ligações onde os elétrons 31 g/mol, n. de Avogadro = 6,0 x 1023.
estão deslocalizados, logo esses materiais (A) 20
são excelentes condutores de eletricidade. (B) 30
(C) 40
Letra c. (D) 50
(A) Errado. O reagente iniciante possui a função (E) 60
éster e nitrila em sua estrutura.
(B) Errado. Todos os átomos de carbono na Letra b.
estrutura final possuem 8 elétrons na camada Massa molar do sarim = 140 g/mol
de valência.
(C) Certo. Os compostos organometálicos pos- 1000 L (1m3) → 70 x 10–3 g
suem todas as ligações feitas por carbono sen- 1 litro → X
do compartilhamento de elétrons. X = 70 x 10–6 g
(D) Errado. As fortes interações de superfícies
realizadas pelas supercolas devem-se às forças 6,0 x 1023 moléculas (1mol) → 140 g
de interação causadas pelos grupos funcionais X moléculas → 70 x 10–6 g
e não pelas duplas ligações. X = 3,0 x 1017 moléculas
(E) Errado. Compostos moleculares não são Dividindo por 1016 = 30
bons condutores de eletricidade.
50. A substância tetra-hidro-canabinol (THC) é o principal componente ativo da maconha, conheci-
da também como “marijuana”, cujo uso frequente e continuado tem sido responsável por gra-
ves problemas sociais. O uso da maconha provoca uma secura acentuada e produz distorções
auditivas e visuais no indivíduo consumidor.
Auxiliado por esse relato e utilizando da estrutura do THC abaixo, marque a alternativa corre-
ta a seguir.

(A) Através da análise da estrutura do TCH, é correto afirmar que o composto possui característica apolar.
(B) O THC apresenta cadeia cíclica alicíclica.
(C) É possível evidenciar a função álcool no THC.
(D) Estão presentes na estrutura os grupos metil e etil.
(E) O THC pode sofrer reação de adição no anel ligado ao grupo hidroxila.

Letra a.
(A) Certo. A estrutura da cadeia carbônica é extensa. Sendo assim, os grupos funcionais presentes não
sobrepõem suas características (polar) sobre a característica da cadeia carbônica (apolar).
(B) Errado. A cadeia carbônica do THC é aromática.
(C) Errado. Estão presentes a função éter e fenol na estrutura do THC.
(D) Errado. Não há a presença do grupo etil na estrutura.
(E) Errado. Anéis aromáticos não sofrem reação de adição, mas de substituição.

PRAÇA 49
Física
Kitéria Karol

Para responder às questões 51, 52, 53, 54 e 55,


considere a imagem e o texto a seguir:

52. A função horária para os carrinhos, antes


da emergência, é:
(A) S = 20.t para os dois.
(B) S = 1,5 +20.t para o carrinho 2.
(C) S = 1 + 20.t para o carrinho 1.
(D) S = 20.t apenas para o carrinho 1.
A imagem mostra dois carrinhos (pontos mate-
(E) S = 20.1,5 para o carrinho 2.
riais) a serem usados em testes para a medição
de deslocamento em relação ao tempo de reação
Letra a.
que um motorista pode ter, até parar, diante de
Ambos partem da posição inicial zero e com ve-
alguma emergência no trânsito ou não. Ambos
locidade constante de 20 m/s, então a função
os carrinhos iniciam o movimento com 20 m/s e o
será igual para os dois. Por ser um M.R.U, a
mantém ao longo da pista até que, no tempo mar-
função será:
cado, passam a imprimir uma aceleração de 1m/s²
em módulo até parar. Os tempos simulam quando
a reação de cada motorista aconteceu diante da
mesma emergência, porém o segundo carrinho
demora 0,5 segundos para reagir.
53. O gráfico que melhor representa o movi-
Diante do exposto, analise as afirmativas abaixo: mento de ambos é o:

51. Quanto de pista o carro 1 e o carro 2 se (A)


deslocaram antes da emergência.
(A) Ambos acima de 40 metros.
(B) Ambos menos de 15 metros.
(C) O carrinho 1 foi menos de 20 metros e o 2
menos de 30 metros.
(D) O carrinho 1 foi 20 metros e o 2 de 30 metros.
(E) O carrinho 1 foi mais de 20 metros e o 2
mais de 30 metros.

Letra d.
(B)
Dados:
V = 20 m/s
t1 = 1 s
t2 = 1,5 s

Carro 1:
(C) 54. Considere agora que os deslocamentos
já encontrados aconteceram devido a
existência de uma força constante de 2
KN, o trabalho de cada um será respec-
tivamente de
(A) 40000 J e 60000 J.
(B) 40000 J e 50000 J.
(C) 50000 J e 50000 J.
(D) 20000 J e 40000 J.
(E) 60000 J e 40000 J.

(D)
Letra a.
F = 2 KN = 2000 N
d1 = 20 m
d2 = 30 m

(E)
55. Dentre as maneiras como o trabalho
se relaciona com algumas grandezas,
uma delas é
(A) o produto entre a massa e a aceleração.
(B) a razão entre o deslocamento e o tempo.
(C) a variação da quantidade de movimento.
(D) a variação da energia cinética.
(E) a variação da energia sobre o tempo.

Letra b. Letra d.
Os deslocamentos dos carrinhos 1 e 2 são res- Na fórmula a seguir, temos justamente uma das
pectivamente 20 m e 30 m, como foi calculado maneiras de como calcular o trabalho, consi-
anteriormente nos tempos 1 s e 1,5 s. Por ser derando esse como sendo a variação da ener-
um M.R.U, o gráfico que melhor representa é gia cinética:
uma reta crescente para os dois, com os eixos
posição (m) versus tempo (s).
Considere o texto abaixo para responder às 57. Uma máquina que executa um ciclo de
questões que se seguem (56, 57, 58, 59 e 60). Carnot recebe 800 J de energia e pos-
sui um rendimento de 80%, desperdiçará
Nicolás Leonard Sadi Carnot para fonte fria:
(A) 150 J.
(B) 160 J.
(C) 170 J.
(D) 180 J.
(E) 190 J.

Letra b.
n = 80% = 0,8
Q1 = 800 J
Q2 = ?
Considerado o pai da termodinâmica e respon-
sável pelo primeiro esquema de uma máquina
térmica ideal, Carnot contribuiu para o mundo
quando fez seus estudos nas relações existentes
entre calor, temperatura e gases.

Fonte: termodfisica.wordpress.com/tercer-corte/biografias/nicolas-
-leonard-sadi-carnot

Em vistas de tais pesquisas, analise as seguin-


58. Sobre a máquina citada no item anterior,
tes afirmativas:
o trabalho dela será de
56. O ciclo proposto pelo cientista contém: (A) 600 J.
(A) duas isobáricas intercaladas com duas (B) 610 J.
adiabáticas. (C) 620 J.
(B) duas isotermas intercaladas com duas (D) 630 J.
isobáricas. (E) 640 J.
(C) duas isotermas intercaladas com uma
adiabática. Letra e.
(D) duas isocóricas intercaladas com duas n = 80% = 0,8
isobáricas. Q1 = 800 J
(E) duas isotermas intercaladas com duas Trabalho = ?
adiabáticas.

Letra e.
O ciclo proposto, conhecido como ciclo de Car-
not, é composto por duas transformações iso-
térmicas intercalas por duas transformações
adiabáticas.
59. Considerando o mesmo rendimento, se • Contração adiabática: aumenta temperatu-
tal máquina tem uma temperatura de 100 ra, diminui volume, aumenta pressão.
°C na fonte fria, a temperatura da fonte
quente será dê A respeito de assuntos elétricos, verifique os
(A) 1550 K. seguintes itens.
(B) 1865 K.
(C) 2100 K. 61. Em relação a base da eletrodinâ-
(D) 4000 K. mica, temos:
(E) 3570 K. (A) A corrente elétrica ocorre quando é ofereci-
do ao circuito dois potenciais elétricos iguais
Letra b. representados por polos.
n = 80% = 0,8 (B) A corrente elétrica flui naturalmente do po-
T2 = 100 °C = 373 K tencial positivo ao negativo.
T1 = ? (C) A resistência elétrica é a responsável pela
conversão inevitável de energia elétri-
ca em calor.
(D) Quanto maior o fio menor será a resistência.
(E) Resistência e corrente são diretamente pro-
porcionais.

Letra c.
Esse fenômeno é conhecido como efeito Joule.

62. Em relação aos equipamentos que po-


dem ser ligados ao circuito, temos:
60. Nesse tipo de máquina hipotética, nas
(A) O resistor que tem como potência dissipa-
etapas que configuram cada transforma-
da como sendo o produto entre resistência
ção, podemos verificar, por exemplo:
e corrente.
(A) Na expansão isotérmica, observa-se um au-
(B) O receptor que tem como potência total o
mento de temperatura juntamente com au-
produto entre a d.d.p nos seus terminais e
mento de volume.
a corrente.
(B) Na expansão adiabática, observa-se um au-
(C) O gerador que tem como potência total sen-
mento de volume juntamente com diminui-
do a razão entre o quadrado da d.d.p e a
ção de número de mols.
resistência.
(C) Na contração isotérmica, observa-se um au-
(D) O capacitor que funciona como um aumen-
mento de pressão juntamente com aumento
tador de potencial elétrico.
de volume.
(E) Todas as alternativas estão erradas.
(D) Na contração adiabática, observa-se um au-
mento de temperatura juntamente com dimi-
Letra b.
nuição de volume.
As potencias de um receptor são:
(E) Na expansão isovolumétrica, observa-se um
PotTOTAL = U.i
aumento de temperatura juntamente com
PotÚTIL = E’.i
aumento de volume.
PotDISSIPADA = r’.i
Letra d.
No ciclo de Carnot, as etapas são:
• Expansão isotérmica: mesma temperatura,
aumenta volume, diminui pressão.
• Expansão adiabática: diminui temperatura,
aumenta volume, diminui pressão.
• Contração isotérmica: mesma temperatura,
diminui volume, aumenta pressão.
63. Em um circuito elétrico, deseja-se inves- R=?
tigar valores de corrente elétrica e a d.d.p
em equipamentos instalados nele, a ma-
neira que isso deve ser feito é
(A) instalar um amperímetro nos terminais dos
equipamentos.
(B) instalar voltímetros nos terminais dos
equipamentos.
(C) instalar amperímetros em série e voltímetros
em paralelo nos equipamentos.
Biologia
(D) instalar amperímetros e voltímetros em pa-
Ariadne Branco
ralelo nos equipamentos.
(E) instalar amperímetros em paralelo e voltíme-
66. O sistema tegumentar é constituído pela
tros em série nos equipamentos.
pele e seus anexos: pelos, unhas, glân-
dulas sebáceas, sudoríparas e mamárias.
Letra c.
Com relação à pele, é correto afirmar:
A única possibilidade para instalação de am-
(A) É formada pela camada mais externa, deno-
perímetros é em série, e de voltímetros é
minada derme, e mais interna, a epiderme.
em paralelo.
(B) A derme forma a camada subcutânea da
pele e é responsável por armazenar energia
64. Considerando a grandeza resistência elé-
e isolar termicamente o corpo.
trica, é correto afirmar:
(C) A pele protege ao corpo contra o atrito, a
(A) É inversamente proporcional ao comprimen-
perda de água, a invasão de micro-organis-
to do fio condutor.
mos e a radiação ultravioleta.
(B) É diretamente proporcional ao quadrado
(D) A epiderme é rica em vasos sanguíneos que
grossura do fio.
nutrem a derme por difusão.
(C) É medido a àmperes.
(E) Os pelos se desenvolvem a partir da derme
(D) É inversamente proporcional a d.d.p.
e invaginação da derme.
(E) É inversamente proporcional a área de sec-
ção transversal do fio.
Letra c.
(a) Errada. A camada mais externa da pele é a
Letra e.
epiderme, há ainda uma camada mais interna
Verificando a 2° Lei de Ohm, é perceptível
denominada hipoderme.
que Resistência e Área são inversamente pro-
(b) Errada. A hipoderme forma a camada subcu-
porcionais:
tânea e é rica em células adiposas que armaze-
nam energia na forma de gordura.
(c) Certa. Todas as funções destacadas são
atribuídas à pele.
(d) Errada. A epiderme é formada por tecido
65. Em um fio atravessado por uma corrente
avascular e a sua nutrição fica a cargo da derme.
de 3 µA submetido a uma d.d.p de 90 V, a
(e) Errada. Os pelos desenvolvem-se dos folí-
resistência elétrica encontrada é de
culos pilosos, invaginações da epiderme na der-
(A) 30 KΩ.
me e na hipoderme.
(B) 40 KΩ.
(C) 50 KΩ.
(D) 60 KΩ.
(E) 70 KΩ.

Letra a.
i = 3 µA = 3.10-3 A
U = 90 V
67. A respiração celular ocorre em três eta- Letra a.
pas básicas: a glicólise, o ciclo de Kre- Sequência correta: F – V – V – V.
bs e a fosforilação oxidativa. Estas eta- FALSA. As biomembranas são fluidos bidimen-
pas acontecem respectivamente nos(as) sionais, e não estáticas, constituídas por uma
(A) cristas mitocondriais, citoplasma e matriz bicamada lipídica e proteínas associadas.
mitocondrial.
(B) citoplasma, matriz mitocondrial e cristas mi- VERDADEIRA. As faces são assimétricas de-
tocondriais. vido as diferentes elementos que compõem as
(C) matriz mitocondrial, citoplasma e cristas mi- faces, como a presença de proteínas e carboi-
tocondriais dratos em faces diferentes da membrana.
(D) lisossomos, matriz mitocondrial e citoplasma.
(E) citoplasma, matriz mitocondrial e cristas mi- VERDADEIRA. As membranas são lipoprotei-
tocondriais. cas, mas também possuem carboidratos na sua
composição.
Letra e.
(a) Errada. Glicólise é uma etapa anaeróbia da VERDADEIRA. Apresentam tanto um caráter
respiração celular que ocorre no citosol, após a hidrofílico (afinidade pela água – caráter po-
glicólise, inicia-se uma etapa aeróbia, a qual in- lar) quanto hidrofóbico (aversão à água – cará-
clui o ciclo de Krebs na matriz mitocondrial. A úl- ter apolar).
tima etapa da respiração celular também ocorre
no interior das mitocôndrias, mais precisamente 69. Das várias diferenças existentes entre
nas cristas mitocondriais. as células procariontes e as eucarion-
(b) Errada. A sequência está invertida. tes, a principal relaciona-se à presença
(c) Errada. A sequência está invertida. ou à ausência de núcleo definido. São
(d) Errada. Os lisossomos são responsáveis características comuns a essas células a
pela digestão intracelular e não participam da presença de
respiração celular. (A) mitocôndrias.
(e) Certa. Glicólise no citoplasma, ciclo de Kre- (B) nucleoide.
bs na matriz mitocondrial e fosforilação nas cris- (C) retículo endoplasmático rugoso.
tas mitocondriais. (D) ribossomos.
(E) plasmídeos.
68. No que tange à membrana celular e trans-
portes, informe se é verdadeiro (V) ou fal- Letra d.
so (F) o que se afirma a seguir e assinale (a) Errada. Não há organelas membranosas nas
a alternativa com a sequência correta. células procariontes, incluindo as mitocôndrias.
 ( ) As biomembranas são estáticas e cons- (b) Errada. Nucleoide é o nome da região onde
tituídas por uma bicamada lipídica e pro- está concentrado o DNA das células proca-
teínas associadas. riontes, mas não estando envolto por membra-
 ( ) As bicamadas lipídicas são assimétri- na nuclear.
cas, apresentando uma composição di- (c) Errada. Não há organelas membranosas
ferente entre as duas faces. nas células procariontes, incluindo o retículo
 ( ) As biomembranas são constituídas por endoplasmático rugoso.
lipídeos, proteínas e carboidratos. (d) Certa. Os ribossomos são organelas res-
( )
 Os lipídeos que constituem a membranas ponsáveis pela síntese de proteínas e está pre-
biológicas são moléculas anfipáticas. sente tanto nas células eucariontes como nas
células procariontes.
(A) F – V – V – V. (e) Errada. Os plasmídeos são DNA circular ex-
(B) V – F – F – V. tracromossômico de células procariontes.
(C) V – V – V – F.
(D) F – V – F – V.
(E) V – F – V – V.
70. O experimento de Meselson e Stahl ti- Letra b.
nham por objetivo marcar as duas ca- (a) Errada. São funções da actina  a manuten-
deias de DNA, podendo assim monitorar ção, bem como a alteração da forma da célula,
o destino dessas cadeias após a sua repli- movimentação da célula.
cação. Para isso marcaram o DNA por in- (b) Certa. Os microtúbulos são responsáveis
corporação de nitrogênio pesado. Como pela formação do fuso mitótico, formação e mo-
resultado, observaram que surgiram dois vimentação de cílios e flagelos e o movimento
lados, uma hélice com densidade maior das organelas celulares e dos cromossomos
formada pelo nitrogênio marcado e outra durante o processo de divisão celular.
hélice sem a marcação. A partir de tal ex- (c) Errada. Os filamentos intermediários estão
perimento foi possível concluir que relacionados com a manutenção da forma da
(A) a replicação do DNA requer a participação célula, formação da lâmina nuclear e ancoragem
de enzimas diversas. de diversas organelas no citoplasma da célula.
(B) a molécula de DNA é formada por duas fitas (d) Errada. Queratina é proteína dos tecidos da
que se complementam. epiteliais, cabelo e unhas.
(C) o DNA é formado por uma fita dupla em for- (e) Errada. Os centríolos são responsáveis por
ma de espiral. formar os fusos e são constituídos pelos mi-
(D) o DNA  se forma com o pareamento dos crotúbulos.
nucleotídeos que compõem as duas ca-
deias antiparalelas. 72. O sistema cardiovascular é composto
(E) a replicação do DNA é semiconservativa. por dois circuitos, o primeiro é o circuito
pulmonar, já o segundo é o circuito sistê-
Letra e. mico. Assinale a alternativa que apresen-
(a) Errada. O experimento não evidencia a ativi- ta, de maneira resumida, esses circuitos.
dade das diversas enzimas que atuam na repli- (A) No circuito o sangue venoso chega pelas
cação do DNA. veias cavas no átrio direito, passa pelo ven-
(b) Errada. A afirmativa está correta, mas não foi trículo direito e é levado aos pulmões pelas
objeto de análise e conclusão do experimento. artérias pulmonares.
(c) Errada. O experimento não analisa a estru- (B) O sangue venoso entra no coração pelo átrio
tura do DNA mas sim a replicação. esquerdo, passando pelo ventrículo esquer-
(d) Errada. Apenar da fita ser antiparalela, do seguindo para os demais sistemas pela
não é possível determinar pela análise do artéria aorta.
experimento. (C) No circuito o sangue arterial chega pelas
(e) Certa. A replicação do DNA é semiconserva- veias cavas no átrio direito, passa pelo ven-
tiva, pois cada fita na dupla hélice atua como trículo direito e é levado aos pulmões pelas
modelo para a síntese de uma nova fita comple- artérias pulmonares.
mentar, por isso como resultado há a presença (D) O sangue venoso entra no coração pelo
de uma fita marcada e outra não. átrio direito, passando pelo ventrículo es-
querdo seguindo para os demais sistemas
71. O citoesqueleto apresenta inúmeras fun- pela artéria pulmonar.
ções dentro da célula. Assinale a alterna- (E) O sangue arterial chega ao coração no átrio
tiva que apresenta a estrutura proteica de esquerdo pelas artérias pulmonares, seguin-
citoesqueleto responsável pela formação do para o ventrículo esquerdo e os demais
dos fusos mitóticos na divisão celular. sistemas pela artéria aorta.
(A) Actina.
(B) Microtúbulos. Letra a.
(C) Filamentos intermediários. (a) Certo. O sangue venoso retorna ao coração
(D) Queratina. pelas veias cavas superior e inferior no átrio di-
(E) Centríolos. reito, passa pelo ventrículo direito seguindo pe-
las artérias pulmonares para os pulmões onde
será oxigenado.
(b) Errada. O sangue arterial que é enviado pe- 74. Uma das características mais marcantes
las veias pulmonares para o átrio esquerdo. das biomembranas é a sua permeabilida-
(c) Errada. É o sangue venoso que retorna ao de seletiva. Com relação ao transporte
coração pelas veias cavas superior e inferior. através das membranas, é correto afirmar:
(d) Errada. Sangue venoso entra no coração (A) No transporte passivo, há gasto de energia,
pelo átrio direito, passando pelo ventrículo direi- uma vez que as moléculas são transporta-
to seguindo para os pulmões pela artéria aorta. das do compartimento de maior concentra-
(e) Errada. Sangue arterial chega ao coração ção para o de menor concentração.
no átrio esquerdo pelas veias pulmonares, se- (B) O transporte por difusão simples pode ser
guindo para o ventrículo esquerdo e os demais mediado por proteínas da membrana.
sistemas pela artéria aorta. (C) No transporte ativo, as moléculas ou íons
são transportados contra o seu gradiente
73. Os vírus são seres que não possuem cé- de concentração.
lulas, são constituídos por ácido nuclei- (D) Os canais iônicos são lipídios envolvidos no
co, que pode ser DNA ou RNA, envolvido transporte de íons através das biomembranas.
por um invólucro proteico denominado (E) O tamanho da molécula, bem como a so-
capsídeo. Diante desta afirmação, é con- lubilidade, não interfere na velocidade do
siderada uma doença viral: transporte.
(A) Malária.
(B) Febre amarela. Letra c.
(C) Esquistossomose. (a) Errada. O transporte passivo é caracteriza-
(D) Leptospirose. do por não haver gasto energético por ser a fa-
(E) Doença de Chagas. vor do gradiente de concentração.
(b) Errada. Quando o transporte é mediado por
Letra b. proteínas é denominado difusão facilitada.
(a) Errada. A malária é causada por um protozo- (c) Certa. Nesse transporte há o gasto
ário (Plasmodium sp.) energético.
(b) Certa. A febre amarela é uma doença viral (d) Errada. Os canais iônicos são proteínas.
transmitida por infectados. (e) Errada. As taxas de difusão variam depen-
(c) Errada. Trata-se de uma verminose causada dendo de seu tamanho e de suas característi-
pelo Schistosoma mansoni. cas de solubilidade.
(d) Errada. Trata-se de uma doença causada
por bactéria (Leptospira). 75. O controle homeostático do corpo, bem
(e) Errada. Doença causada por um protozoário como do Sistema Nervoso Autônomo,
(Trypanosoma cruzi). temperatura corporal, fome e sede são
funções exercidas pelo
(A) cerebelo.
(B) bulbo.
(C) hipófise.
(D) hipotálamo.
(E) córtex cerebral.

Letra d.
(a) Errada. As funções do cerebelo estão asso-
ciadas ao equilíbrio e ao controle das ativida-
des motoras.
(b) Errada. O bulbo possui um centro respirató-
rio responsável pelo controle da respiração.
(c) Errada. A hipófise é a principal glândula do
sistema endócrino, responsável por regular di-
versas glândulas do corpo humano com tireoi-
de, gônadas e suprarrenais.
(d) Certa. As funções descritas no enunciado poderão exercer Comando, Chefia ou Direção
correspondem às funções do hipotálamo. sobre os Oficiais possuidores do Curso de For-
(e) Errada. O córtex tem funções associadas ao mação de Oficiais.
cognitivo como pensamento, memória, raciocí- (E) Certo. Art. 21. Cargo de Policial-Militar é um
nio e linguagem. conjunto de deveres e responsabilidades ine-
rentes ao Policial Militar em serviço ativo.
Legislação Específica
Ricardo Blanco 77. Assinale a opção incorreta em relação a
Lei n. 5.251, de 31 de julho de 1985.
76. Assinale a opção incorreta segundo a (A) A hierarquia e a disciplina são a base institu-
Lei n. 5.251/1985 e suas alterações, Lei n. cional da Polícia Militar, crescendo a autori-
6.049 de 11 de junho de 1997. dade e responsabilidade com a elevação do
(A) O ingresso no Quadro de Oficiais será por grau hierárquico.
promoção do aspirante-a-oficial PM/BM para (B) A hierarquia Policial-Militar é a ordenação
o Quadro de Oficiais e Combatentes e, me- da autoridade, em níveis diferentes, dentro
diante concurso entre diplomados por Facul- da estrutura da Polícia Militar, por postos ou
dades reconhecidas pelo Governo Federal, graduações. Dentro de um mesmo posto ou
para o Quadros que exijam este requisito. graduação, a ordenação faz-se pela antigui-
(B) O ingresso no Quadro de Oficiais especia- dade nestes, sendo o respeito à hierarquia
listas e de administração, será regulado por consubstanciado no espírito de acatamento
legislação específica. à sequência da autoridade.
(C) Em caso de igualdade de posto, os oficiais (C) Disciplina é a rigorosa observância e acata-
que possuírem o Curso de Formação de Ofi- mento integral da legislação que fundamen-
ciais terão precedência sobre os demais. ta o organismo Policial-Militar e coordena
(D) Os oficiais de Quadro Técnico, no exercício seu funcionamento regular e harmônico,
de cargo privativo de sua especialidade, não traduzindo-se pelo perfeito cumprimento do
poderão exercer Comando, Chefia ou Dire- dever por parte de todos e de cada um dos
ção sobre os Oficiais possuidores do Curso componentes desse organismo.
de Formação de Oficiais, sem exceção. (D) A disciplina e o respeito à hierarquia devem
(E) Cargo de Policial-Militar é um conjunto de ser mantidos em todas as circunstâncias pe-
deveres e responsabilidades inerentes ao los Policiais Militares em atividade, porém
Policial Militar em serviço ativo. não existe essa obrigatoriedade para os po-
liciais da inatividade.
Letra d. (E) Círculos hierárquicos são âmbitos de convi-
(A) Certo. Art. 20. O ingresso no Quadro de Ofi- vência entre os Policiais-Militares da mesma
ciais será por promoção do aspirante-a-oficial categoria e têm a finalidade de desenvolver
PM/BM para o Quadro de Oficiais e Combaten- o espírito de camaradagem, em ambiente
tes e, mediante concurso entre diplomados por de estima e confiança, sem prejuízo do res-
Faculdades reconhecidas pelo Governo Fede- peito mútuo.
ral, para o Quadros que exijam este requisito.
(B) Certo. Art. 20, § 1º O ingresso no Quadro de Letra d.
Oficiais especialistas e de administração, será (A) Certo. Art. 13. A hierarquia e a disciplina são
regulado por legislação específica. a base institucional da Polícia Militar, crescendo
(C) Certo. Art. 20, § 2º Em caso de igualdade a autoridade e responsabilidade com a eleva-
de posto os oficiais que possuírem o Curso de ção do grau hierárquico
Formação de Oficiais terão precedência sobre (B) Certo. Art. 13, § 1º A hierarquia Policial-Mili-
os demais. tar é a ordenação da autoridade, em níveis dife-
(D) Errado. Art. 20, § 3º Excetuados os oficiais rentes, dentro da estrutura da Polícia Militar, por
de Quadro Técnico, no exercício de cargo pri- postos ou graduações. Dentro de um mesmo
vativo de sua especialidade, e respeitadas as posto ou graduação, a ordenação faz-se pela
restrições do artigo 16, os demais oficiais não
antiguidade nestes, sendo o respeito à hierar- (C) Certo. III – PRAÇA ESPECIAL: denomina-
quia consubstanciado no espírito de acatamen- ção atribuída aos Aspirantes-a-Oficial e aos alu-
to à sequência da autoridade. nos dos Cursos de Formação de Policial Militar;
(C) Certo. Art. 13, § 2º Disciplina é a rigorosa (D) Certo. IV – INSCRIÇÃO: ato pelo qual o can-
observância e acatamento integral da legislação didato é relacionado para se submeter a concur-
que fundamenta o organismo Policial-Militar e so público;
coordena seu funcionamento regular e harmô- (E) Certo. V – MATRÍCULA: ato concomitante à
nico, traduzindo-se pelo perfeito cumprimento incorporação, no qual o candidato aprovado e
do dever por parte de todos e de cada um dos classificado no concurso público fica vinculado
componentes desse organismo. à sua escola de formação ou adaptação;
(D) Errado. Art. 13, § 3º A disciplina e o respeito
à hierarquia devem ser mantidos em todas as 79. Segundo a Lei n. 6.626, de 3 de fevereiro
circunstâncias pelos Policiais Militares em ativi- de 2004, são requisitos para a inscrição
dade ou na inatividade. ao concurso, exceto:
(E) Certo. Art. 14. Círculos hierárquicos são (A) ser brasileiro.
âmbitos de convivência entre os Policiais-Mi- (B) ter idade compreendida entre 18 e 40 anos
litares da mesma categoria e tem a finalidade para o concurso ao Curso de Formação de
de desenvolver o espírito de camaradagem, em Oficiais e ao Curso de Formação de Praças.
ambiente de estima e confiança sem prejuízo do (C) ter até 35 (trinta e cinco) anos para o concur-
respeito mútuo. so ao Curso de Adaptação de Oficiais.
(D) provar o cumprimento das obrigações eleito-
78. Assinale a opção incorreta em relação a rais e militares.
Lei n. 6.626, de 3 de fevereiro de 2004. Para (E) estar em pleno exercício dos direitos
efeito desta Lei, são estabelecidos os se- políticos.
guintes conceitos e definições, exceto:
(A) CANDIDATO: homem ou mulher brasileiro(a) Letra b.
que se apresente voluntariamente para in- Art. 3º, § 2º São requisitos para a inscrição
gressar na PMPA. ao concurso:
(B) PRAÇA: policial militar que ocupa gradua- (a) Certo. Ser brasileiro.
ção situada na escala hierárquica de Solda- (b) Errado. Ter idade compreendida entre 18
do até Tenente. (dezoito) e 30 (trinta) anos para o concurso
(C) PRAÇA ESPECIAL: denominação atribuída ao Curso de Formação de Oficiais e ao Curso
aos Aspirantes-a-Oficial e aos alunos dos de Formação de Praças; (alterada pela Lei n.
Cursos de Formação de Policial Militar. 8.971, de 13 de janeiro de 2020)
(D) INSCRIÇÃO: ato pelo qual o candidato é (c) Certo. Ter até 35 (trinta e cinco) anos para
relacionado para se submeter a concur- o concurso ao Curso de Adaptação de Oficiais;
so público. (alterada pela Lei n. 8.971, de 13 de janei-
(E) MATRÍCULA: ato concomitante à incorpora- ro de 2020)
ção, no qual o candidato aprovado e classi- (d) Certo. Provar o cumprimento das obrigações
ficado no concurso público fica vinculado à eleitorais e militares.
sua escola de formação ou adaptação. (e) Certo. Estar em pleno exercício dos direitos
políticos.
Letra b.
Art. 2° Para efeito desta Lei, são estabelecidos
os seguintes conceitos e definições:
(A) Certo. I – CANDIDATO: homem ou mulher
brasileiro(a) que se apresente voluntariamente
para ingressar na PMPA;
(B) Errado. II – PRAÇA: policial militar que ocu-
pa graduação situada na escala hierárquica de
Soldado até Subtenente;
80. Segundo a Lei n. 6.626, de 3 de fevereiro (E) Certo. Art. 18. O candidato apto na avalia-
de 2004, assinale a opção incorreta: ção de saúde submeter-se-á ao exame de apti-
(A) O concurso público para admissão de poli- dão física individual, denominado teste de ava-
ciais militares ficará sob a responsabilidade liação física.
de uma comissão organizadora nomeada
pelo Comandante-Geral da Corporação. 81. Segundo a Lei n. 8.388, de 22 de setem-
(B) A Polícia Militar poderá contratar instituições bro de 2016, as promoções na Polícia Mi-
ou profissionais habilitados para elaborar, litar do Pará dar-se-ão de acordo com os
aplicar e corrigir os exames necessários à seguintes critérios, exceto:
realização do certame, ficando a comissão (A) antiguidade.
organizadora responsável pelo acompanha- (B) merecimento.
mento, monitoramento e fiscalização das (C) agressividade moderada.
etapas do concurso. (D) tempo de serviço.
(C) A avaliação psicológica, de caráter classifi- (E) “post-mortem”.
catório, será aplicada pelo Setor de Psico-
logia da PMPA, por meio de uma comissão Letra c.
de Oficiais Psicólogos PM, ressalvadas as Art. 6º As promoções na Polícia Militar do Pará
hipóteses dos §§ 1º e 2º do art. 4º desta Lei. dar-se-ão de acordo com os seguintes critérios:
(D) A avaliação psicológica tem como objetivo (A) Certo. I – antiguidade;
analisar se as características do candidato (B) Certo. II – merecimento;
estão de acordo com o perfil exigido para (C) Errado. III – bravura;
frequentar os cursos de formação ou de (D) Certo. IV – tempo de serviço;
adaptação para o cargo a ser exercido. (E) Certo. V – “post-mortem”.
(E) O candidato apto na avaliação de saúde
submeter-se-á ao exame de aptidão físi- 82. Segundo a Lei n. 8.388, de 22 de setem-
ca individual, denominado teste de avalia- bro de 2016, assinale a opção incorreta:
ção física. (A) A promoção pelo critério de antiguidade é
aquela que se baseia no conjunto de qualida-
Letra c. des e atributos que distingue o Oficial entre
(A) Certo. Art. 4º. O concurso público para ad- seus pares e que, uma vez quantificados nas
missão de policiais militares ficará sob a respon- fichas de avaliação de desempenho profis-
sabilidade de uma comissão organizadora no- sional, de potencial e experiência profissional
meada pelo Comandante-Geral da Corporação. e pelo conceito proferido pela Comissão de
(B) Certo. Art. 4º, § 1º A Polícia Militar poderá Promoção de Oficiais, passam a traduzir sua
contratar instituições ou profissionais habilita- capacidade para ascender hierarquicamente.
dos para elaborar, aplicar e corrigir os exames (B) As fichas de avaliação de desempenho pro-
necessários à realização do certame, ficando a fissional, de potencial e experiência profis-
comissão organizadora responsável pelo acom- sional e o conceito proferido pela Comissão
panhamento, monitoramento e fiscalização das de Promoção de Oficiais serão tratadas no
etapas do concurso. regulamento desta Lei.
(C) Errado. Art. 8°. A avaliação psicológica, de (C) A promoção por bravura é efetivada em ra-
caráter eliminatório, será aplicada pelo Setor de zão de ato de caráter extraordinário e com-
Psicologia da PMPA, por meio de uma comis- provada atitude de extrema coragem e au-
são de Oficiais Psicólogos PM, ressalvadas as dácia que ultrapassem os limites normais do
hipóteses dos §§ 1º e 2º do art. 4º desta Lei. cumprimento dos deveres naturais do poli-
(D) Certo. Art. 9º. A avaliação psicológica tem cial militar e que sejam úteis ao conceito da
como objetivo analisar se as características do Corporação pelo exemplo positivo.
candidato estão de acordo com o perfil exigido (D) A promoção de que trata este artigo é da
para frequentar os cursos de formação ou de competência do Governador do Estado por
adaptação para o cargo a ser exercido. proposta do Comandante-Geral e será retro-
ativa à data do ato de bravura.
(E) A comprovação do ato de bravura será re- 83. Segundo a Lei n. 9.387/2021, a Gratifica-
alizada por meio de apuração por um Con- ção de Representação por Graduação
selho Especial composto de três Oficiais será devida ao policial militar em razão
PM, para este fim designados pelo Coman- do seu grau hierárquico, posto, gradu-
dante-Geral. ação e condição, nos percentuais a se-
guir, exceto:
Letra a. (A) Comandante-Geral: 80% (oitenta por cen-
(A) Errado. Art. 8º. A promoção pelo critério de to) do soldo.
merecimento é aquela que se baseia no con- (B) Oficial Superior: 60% (sessenta por cen-
junto de qualidades e atributos que distingue o to) do soldo.
Oficial entre seus pares e que, uma vez quanti- (C) Oficial Intermediário: 50% (cinquenta por
ficados nas fichas de avaliação de desempenho cento) do soldo.
profissional; de potencial e experiência profis- (D) Oficial Subalterno: 45% (quarenta e cinco
sional e pelo conceito proferido pela Comissão por cento) do soldo.
de Promoção de Oficiais, passam a traduzir sua (E) Aspirante a Oficial: 30% (trinta por cen-
capacidade para ascender hierarquicamente. to) do soldo.
(B) Certo. Art. 8º, parágrafo único. As fichas
de avaliação de desempenho profissional; de Letra e.
potencial e experiência profissional e o conceito Art. 29-B. A Gratificação de Representação por
proferido pela Comissão de Promoção de Ofi- Graduação será devida ao policial militar em ra-
ciais serão tratadas no regulamento desta Lei. zão do seu grau hierárquico, posto, graduação
(C) Certo. Art. 9º. A promoção por bravura é efe- e condição, nos percentuais a seguir:
tivada em razão de ato de caráter extraordiná- (a) Certo. Comandante-Geral: 80% (oitenta por
rio e comprovada atitude de extrema coragem cento) do soldo;
e audácia que ultrapassem os limites normais (b) Certo. Oficial Superior: 60% (sessenta por
do cumprimento dos deveres naturais do policial cento) do soldo;
militar e que sejam úteis ao conceito da Corpo- (c) Certo. Oficial Intermediário: 50% (cinquenta
ração pelo exemplo positivo. por cento) do soldo;
(D) Certo. Art. 9º, § 1°. A promoção de que tra- (d) Certo. Oficial Subalterno: 45% (quarenta e
ta este artigo é da competência do Governador cinco por cento) do soldo;
do Estado por proposta do Comandante-Geral e (e) Errado. Aspirante a Oficial: 40% (quarenta
será retroativa à data do ato de bravura. por cento) do soldo;
(E) Certo. Art. 9º, § 2°. A comprovação do ato
de bravura será realizada por meio de apura- 84. Segundo a Lei n. 9.207, de 13 de janeiro
ção por um Conselho Especial composto de de 2021, são diretrizes da Política Estadu-
três Oficiais PM, para este fim designados pelo al de Proteção e Defesa Civil, exceto:
Comandante-Geral. (A) atuação articulada entre o Estado e seus
Municípios para redução de desastres e
apoio às comunidades atingidas.
(B) abordagem sistêmica das ações de pre-
venção, mitigação, preparação, resposta e
recuperação.
(C) prioridade às ações repressivas relaciona-
das à minimização de desastres.
(D) adoção da bacia hidrográfica do Estado
como unidade de análise das ações de pre-
venção de desastres relacionados a cor-
pos d'água.
(E) planejamento com base em pesquisas e es-
tudos sobre áreas de risco e incidência de
desastres no Estado do Pará.
Letra c. (D) Certo. IV – estabelecer medidas preventivas
Art. 4º. São diretrizes da Política Estadual de de segurança contra desastres em escolas e
Proteção e Defesa Civil; hospitais situados em áreas de risco;
(A) Certo. I – atuação articulada entre o Estado (E) Certo. V – oferecer capacitação de recur-
e seus Municípios para redução de desastres e sos humanos para as ações de proteção e de-
apoio às comunidades atingidas; fesa civil;
(B) Certo. II – abordagem sistêmica das ações
de prevenção, mitigação, preparação, resposta 86. Segundo a Lei n. 9.207, de 13 de janeiro
e recuperação; de 2021, O Conselho Estadual de Prote-
(C) Errado. III – prioridade às ações preventivas ção e Defesa Civil, órgão de assessora-
relacionadas à minimização de desastres; mento colegiado integrante da Casa Civil,
(D) Certo. IV – adoção da bacia hidrográfica do terá por finalidades, exceto:
Estado como unidade de análise das ações de (A) auxiliar na formulação, implementação e
prevenção de desastres relacionados a cor- execução do Plano Estadual de Proteção e
pos d'água; Defesa Civil.
(E) Certo. V – planejamento com base em pes- (B) propor normas para implementação e exe-
quisas e estudos sobre áreas de risco e incidên- cução da Política Estadual de Proteção e
cia de desastres no Estado do Pará; e Defesa Civil.
(C) expedir procedimentos para implementação,
85. Segundo a Lei n. 9.207, de 13 de janeiro execução e monitoramento da Política Esta-
de 2021, compete ao Estado do Pará e dual de Proteção e Defesa Civil, observado
aos Municípios, exceto: o disposto nesta Lei e em seu regulamento.
(A) desenvolver cultura estadual de prevenção (D) propor procedimentos para atendimento
de desastres, destinada ao desenvolvimen- apenas para as crianças, adolescentes e
to da consciência estadual acerca dos riscos gestantes em situação de desastre, obser-
de desastre, apenas no Estado do Pará. vada a legislação aplicável.
(B) estimular comportamentos de prevenção ca- (E) acompanhar o cumprimento das disposi-
pazes de evitar ou minimizar a ocorrência de ções legais e regulamentares de proteção e
desastres. defesa civil.
(C) estimular a reorganização do setor produti-
vo e a reestruturação econômica das áreas Letra d.
atingidas por desastres. Art. 11. O Conselho Estadual de Proteção e De-
(D) estabelecer medidas preventivas de segu- fesa Civil, órgão de assessoramento colegiado
rança contra desastres em escolas e hospi- integrante da Casa Civil terá por finalidades:
tais situados em áreas de risco. (A) Certo. I – auxiliar na formulação, implemen-
(E) oferecer capacitação de recursos humanos tação e execução do Plano Estadual de Prote-
para as ações de proteção e defesa civil. ção e Defesa Civil;
(B) Certo. II – propor normas para implementa-
Letra a. ção e execução da Política Estadual de Prote-
Art. 8º. Compete ao Estado do Pará e aos ção e Defesa Civil;
Municípios: (C) Certo. III – expedir procedimentos para im-
(A) Errado. I – desenvolver cultura estadual de plementação, execução e monitoramento da Po-
prevenção de desastres, destinada ao desenvolvi- lítica Estadual de Proteção e Defesa Civil, obser-
mento da consciência estadual acerca dos riscos vado o disposto nesta Lei e em seu regulamento;
de desastre no Estado do Pará e nos Municípios; (D) Errado. IV – propor procedimentos para aten-
(B) Certo. II – estimular comportamentos de pre- dimento a crianças, adolescentes, gestantes,
venção capazes de evitar ou minimizar a ocor- idosos e pessoas com deficiência em situação
rência de desastres; de desastre, observada a legislação aplicável;
(C) Certo. III – estimular a reorganização do se- (E) Certo. V – acompanhar o cumprimento das
tor produtivo e a reestruturação econômica das disposições legais e regulamentares de prote-
áreas atingidas por desastres; ção e defesa civil; 
87. Segundo a Lei n. 9.207, de 13 de janeiro priorizar a relocação de comunidades de áreas
de 2021, assinale a opção incorreta: afetadas pelo desastre e de moradores de áre-
(A) Fica autorizada a criação de sistema de in- as de risco.
formações de monitoramento de desastres, (C) Certo. Art. 14. Em situações de iminência ou
em ambiente informatizado, que atuará por ocorrência de desastre, ficam os órgãos com-
meio de base de dados compartilhada en- petentes autorizados a transferir bens apreen-
tre os integrantes do Sistema Estadual de didos em operações de combate e repressão a
Proteção e Defesa Civil visando ao ofereci- crimes para os órgãos de proteção e defesa civil
mento de informações atualizadas para pre- do Estado do Pará e dos Municípios, desde que
venção, mitigação, alerta, resposta e recu- se destinem a ações de restabelecimento dos
peração em situações de desastre em todo serviços essenciais ou de recuperação de áreas
o território estadual. atingidas.
(B) Os programas habitacionais do Estado do (D) Certo. Art. 15. Para fins do disposto nesta
Pará e dos Municípios devem priorizar a Lei, consideram-se agentes de proteção e de-
relocação de comunidades de áreas afeta- fesa civil: I – os agentes políticos do Estado do
das pelo desastre e de moradores de áre- Pará e dos Municípios responsáveis pela dire-
as de risco. ção superior dos órgãos do Sistema Estadual
(C) Em situações de iminência ou ocorrência de de Proteção e Defesa Civil;
desastre, ficam os órgãos competentes au- (E) Errado. Art. 15. Para fins do disposto nesta
torizados a transferir bens apreendidos em Lei, consideram-se agentes de proteção e de-
operações de combate e repressão a crimes fesa civil: II – os agentes públicos responsáveis
para os órgãos de proteção e defesa civil do pela coordenação e direção de órgãos ou en-
Estado do Pará e dos Municípios, desde que tidades públicas prestadores dos serviços de
se destinem a ações de restabelecimento proteção e defesa civil;
dos serviços essenciais ou de recuperação
de áreas atingidas. 88. Segundo a Lei n. 9.161, de 13 de janeiro
(D) Para fins do disposto nesta Lei, consideram- de 2021, assinale a opção incorreta:
-se agentes de proteção e defesa civil os (A) Estão sujeitos a esta Lei os apenas os bom-
agentes políticos do Estado do Pará e dos beiros militares ativos, nos termos da legis-
Municípios responsáveis pela direção supe- lação vigente.
rior dos órgãos do Sistema Estadual de Pro- (B) Para efeito deste código, são Organiza-
teção e Defesa Civil. ções Bombeiro-Militares (OBM) o Quartel do
(E) Para fins do disposto nesta Lei, consideram- Comando-Geral, Comandos Operacionais
-se agentes de proteção e defesa civil os Intermediários, Diretorias, Corpo Militar de
agentes públicos responsáveis pela coorde- Saúde, Unidades Operacionais, Unidades
nação, exceto de direção de órgãos ou enti- de Apoio e áreas de instrução e exercício.
dades públicas prestadores dos serviços de (C) Para efeito deste código, os comandantes,
proteção, e defesa civil. diretores ou chefes de OBM, subunidades
e pelotões destacados serão denominados
Letra e. “COMANDANTES”.
(A) Certo. Art. 12. Fica autorizada a criação de (D) A hierarquia bombeiro-militar é a ordenação
sistema de informações de monitoramento de progressiva da autoridade, em níveis dife-
desastres, em ambiente informatizado, que atu- rentes, decorrente da obediência dentro da
ará por meio de base de dados compartilhada estrutura do Corpo de Bombeiros Militar, al-
entre os integrantes do Sistema Estadual de cançando seu grau máximo no Governador
Proteção e Defesa Civil visando ao oferecimento do Estado, que é o Comandante Supremo
de informações atualizadas para prevenção, mi- da Corporação.
tigação, alerta, resposta e recuperação em situ- (E) A ordenação da autoridade se faz por postos
ações de desastre em todo o território estadual. e graduações, de acordo com o escalona-
(B) Certo. Art. 13. Os programas habitacionais mento hierárquico, a antiguidade e a prece-
do Estado do Pará e dos Municípios devem dência funcional.
Letra a. Letra c.
(A) Errado. Art. 2º. Estão sujeitos a esta Lei os (A) Certo. Art. 5º. A hierarquia bombeiro-militar
bombeiros militares ativos e inativos, nos ter- é a ordenação progressiva da autoridade, em
mos da legislação vigente. níveis diferentes, decorrente da obediência den-
(B) Certo. Art. 4º. Para efeito deste código, tro da estrutura do Corpo de Bombeiros Militar,
são Organizações Bombeiro-Militares (OBM) o alcançando seu grau máximo no Governador
Quartel do Comando-Geral, Comandos Opera- do Estado, que é o Comandante Supremo da
cionais Intermediários, Diretorias, Corpo Militar Corporação.
de Saúde, Unidades Operacionais, Unidades de (B) Certo. Art. 5º, § 1º A ordenação da autorida-
Apoio e áreas de instrução e exercício. de se faz por postos e graduações, de acordo
(C) Certo. Art. 4º, parágrafo único. Para efei- com o escalonamento hierárquico, a antiguida-
to deste código, os comandantes, diretores ou de e a precedência funcional.
chefes de OBM, subunidades e pelotões desta- (C) Errado. Art. 5º, § 2º Posto é o grau hierár-
cados serão denominados “COMANDANTES”. quico dos oficiais, correspondente ao respectivo
(D) Certo. Art. 5º. A hierarquia bombeiro-militar cargo, conferido por ato do Governador do Esta-
é a ordenação progressiva da autoridade, em do e atestado em Carta Patente.
níveis diferentes, decorrente da obediência (D) Certo. Art. 5º, § 3º Graduação é o grau hie-
dentro da estrutura do Corpo de Bombeiros Mi- rárquico dos praças, correspondente ao respec-
litar, alcançando seu grau máximo no Governa- tivo cargo, conferido pelo Comandante-Geral do
dor do Estado, que é o Comandante Supremo Corpo de Bombeiros Militar.
da Corporação. (E) Certo. Art. 5º, § 4º Nos casos de declaração
(E) Certo. Art. 5º, § 1º A ordenação da autorida- a aspirante-a-oficial, incorporação e promoção
de se faz por postos e graduações, de acordo por conclusão de curso de formação prevale-
com o escalonamento hierárquico, a antiguida- cerá, para efeito de antiguidade, a ordem de
de e a precedência funcional. classificação obtida nos respectivos cursos ou
concursos.
89. Segundo a Lei n. 9.161, de 13 de janeiro
de 2021, assinale a opção incorreta: 90. Assinale a opção que não correspon-
(A) A hierarquia bombeiro-militar é a ordenação de a uma gratificação segundo a Lei n.
progressiva da autoridade, em níveis dife- 9.387/2021.
rentes, decorrente da obediência dentro da (A) Gratificação de tempo de serviço.
estrutura do Corpo de Bombeiros Militar, al- (B) Gratificação de habilitação militar.
cançando seu grau máximo no Governador (C) Gratificação de serviço inativo.
do Estado, que é o Comandante Supremo (D) Gratificação de risco de vida.
da Corporação. (E) Gratificação de tropa.
(B) A ordenação da autoridade se faz por postos
e graduações, de acordo com o escalona- Letra c.
mento hierárquico, a antiguidade e a prece- Art. 13 da Lei n. 9.387/2021.
dência funcional. I – Gratificação de Tempo de Serviço;
(C) Posto é o grau hierárquico dos oficiais, cor- II – Gratificação de Habilitação Militar;
respondente ao respectivo cargo, conferido III – Gratificação de Serviço Ativo;
por ato do Secretário do Estado e atestado IV – Gratificação de Localidade Especial;
em Carta Patente. V – Gratificação de Risco de Vida;
(D) Graduação é o grau hierárquico dos praças, VI – Gratificação de Representação por
correspondente ao respectivo cargo, confe- Graduação; e
rido pelo Comandante-Geral do Corpo de VII – Gratificação de Tropa.
Bombeiros Militar.
(E) Nos casos de declaração a aspirante-a-ofi-
cial, incorporação e promoção por conclusão
de curso de formação prevalecerá, para efei-
to de antiguidade, a ordem de classificação
obtida nos respectivos cursos ou concursos.

Você também pode gostar