Você está na página 1de 68

Melhorar a

prática para
acompanhar as
crianças nas
actividades
livres
(Avaliação
Integrada)

Nível 3
MÓDULO 16

1
Módulo 16 – Melhorar a prática para acompanhar as
crianças nas actividades livres (Avaliação Integrada)

Autores envolvidos na Informações adicionais


conceptualização do manual © Capa e Contracapa e todas as fotografias no guião:
Associação Punda Milea, Associação Nhapupwe.
Os autores envolvidos na concepção deste manual
são Svetlana K.-Drivdale, Gesine Grosse Ruse e Elaborado em Maputo, 2012
Judith Emelina Mapanzene da Associação
Nhapupwe e Kordula Mulhanga.

Harmonização, edição e revisão técnica da linguagem


e conceitos, e, design de Suzana Duarte.

Colaboração e apoio técnico de Prazeres Sena


Gonçalves e Kordula Mulhanga

Requisitos de inscrição no módulo:

A conclusão com êxito de todos os módulos anteriores do


certificado vocacional 3, menos o módulo de Experiência
de trabalho.

Progressão

A conclusão com êxito deste módulo é necessária para a


inscrição em todos os módulos do certificado vocacional
4 em educação de infância.

Outros módulos para melhor compreender os conceitos


neste módulo:

Todos os módulos

NÚMERO DE HORAS NORMATIVAS: 70 horas

NÚMERO DE CRÉDITOS: 7

2
Colecção dos guiões para a formação de Nível 3
Nota: Todos os guiões servem como referência e complementam o Programa Educativo
para crianças do 1º ao 5º ano produzido pelo Ministério da Mulher e da Acção Social

Módulo 1 - Observar crianças na instituição de Módulo 9 - Realizar os processos diários na


infância - Manuais VERDES para módulos sobre instituição de infância - Manuais VERDES para
processos pedagógicos módulos sobre processos pedagógicos

Módulo 2 - Explicar como a criança aprende (I) Módulo 10 - Lidar com comportamentos
– Manuais LARANJA para módulos de Base desviantes de crianças (I) - Manuais VERDES para
(abordagem chave) módulos sobre processos pedagógicos

Módulo 3 - Produzir e utilizar os materiais Módulo 11 - Estimular a linguagem oral na


pedagógicos - Manuais VERMELHOS para módulos criança - Manuais VERMELHOS para módulos sobre
sobre actividades que beneficiam o actividades que beneficiam o desenvolvimento da
desenvolvimento da criança criança

Módulo 4 - Demonstrar conhecimentos da Módulo 12 - Promover a expressão musical e


Educação Inclusiva e Centrada na Criança - dramática nas crianças - Manuais VERMELHOS
Manuais LARANJA para módulos de Base para módulos sobre actividades que beneficiam o
(abordagem chave) desenvolvimento da criança

Módulo 5 - Preparar ambiente estimulante Módulo 13 - Comunicar e colaborar com a


para actividades livres (I) - Manuais VERMELHOS família - Manuais VERDES para módulos sobre
para módulos sobre actividades que beneficiam o processos pedagógicos
desenvolvimento da criança
Módulo 14 - Explicar como a criança aprende -
Módulo 6 - Promover interacções respeitosas Manuais LARANJA para módulos de Base
e eficazes com e entre as crianças - Manuais (abordagem chave)
VERDES para módulos sobre processos pedagógicos
Módulo 15 – Levar a cabo uma experiência de
Módulo 7 - Preparar ambiente estimulante trabalho numa instituição de infância
para actividades livres (II) - Manuais VERMELHOS (Experiência de trabalho) - Manuais AZUIS para
para módulos sobre actividades que beneficiam o Experiência de trabalho e avaliação integrada
desenvolvimento da criança
Módulo 16 – Melhorar a prática para
Módulo 8 - Acompanhar crianças nas acompanhar as crianças nas actividades livres
actividades livres - Manuais VERDES para (Avaliação Integrada) - Manuais AZUIS para
módulos sobre processos pedagógicos Experiência de trabalho e avaliação integrada

3
Índice

Autores envolvidos na conceptualização do manual ..................................................................................... 2


Informações adicionais ................................................................................................................................. 2
Índice ........................................................................................................................................................... 4
Introdução ................................................................................................................................................... 7
Plano do módulo e avaliação ........................................................................................................................ 9
Instruções sobre os materiais para fotocopiar ............................................................................................ 10
TEMA I Preparar-se para a Avaliação Integrada ......................................................................................... 11
SUBTEMA 1. Revê as tarefas de educador durante as actividades livres ...................................................... 11
SUBTEMA 2. Faz a autoavaliação perante as tarefas de educador nas actividades livres, na base do seu
desempenho nos módulos “Acompanhar crianças nas actividades livres”, “Promover interacções
respeitosas e eficazes com e entre as crianças (I)”, e “Lidar com comportamentos desviantes nas crianças
(I)”. ............................................................................................................................................................. 11
SUBTEMA 3. Propõe metas pessoais para a AI na base da autoavaliação. ................................................... 11
SUBTEMA 4. Acorda sobre as tarefas e as metas identificadas, e sobre a sua implementação com o seu
supervisor na instituição de infância ........................................................................................................... 11
TEMA II Acompanhar adequadamente as crianças nas actividades livres, durante a Avaliação Integrada
(AI) ............................................................................................................................................................. 11
SUBTEMA 1. Deixa as crianças interagir livremente e permite e incentiva a escolha livre. ........................... 11
SUBTEMA 2. Encoraja e ajuda a criança a identificar as suas necessidades, interesses e capacidades e ajuda
também a criança a escolher a área e o material adequado. ....................................................................... 11
SUBTEMA 3. Diferencia as crianças que precisam e as que não precisam, de apoio..................................... 11
SUBTEMA 4. Apoia as crianças de maneira a capacita-las a agir com autonomia. ........................................ 11
SUBTEMA 5. Promove a aprendizagem da criança através da tentativa e erro, para ela conseguir ultrapassar
as suas dificuldades. ................................................................................................................................... 11
SUBTEMA 6. Cuida do cumprimento das regras básicas, comunica e interage de forma respeitosa com as
crianças e age como modelo para elas. ....................................................................................................... 11
TEMA III Avaliar o seu desempenho durante a Avaliação Integrada, definindo novas metas para si
próprio....................................................................................................................................................... 11
SUBTEMA 1. Faz autoavaliação do seu desempenho durante a AI em relação às tarefas e às metas pessoais
definidas .................................................................................................................................................... 11
SUBTEMA 2. Comenta de forma crítica o relatório do formador / avaliador. ............................................... 11
SUBTEMA 3. Revê o valor da aprendizagem ganha e define metas pessoais ligadas às tarefas de
acompanhamento. ..................................................................................................................................... 11
Materiais para fotocopiar......................................................................................................................... 11
Soluções ..................................................................................................................................................... 11

4
Bibliografia do Módulo 16 .......................................................................................................................... 11

5
6
 Melhorar a prática para acompanhar as crianças nas
actividades livres (Avaliação Integrada)

Introdução
Este módulo é essencial, porque aprofunda as capacidades dos formandos em saber
Módulo 16 acompanhar as crianças nas actividades livres. A brincar com diversos materiais duma
maneira livre, com colegas ou sozinho, é a forma principal como as crianças aprendem.
Contudo, para a aprendizagem acontecer, as crianças devem ter acesso a um leque de
materiais ricos de estímulos, que captam vários interesses, e beneficiar da orientação
adequada dum educador. Tal educador deve saber distinguir as crianças que precisam de
ajuda e aquelas que não precisam, deve saber ajudar as crianças de maneira a que
promova a autonomia delas, deve estimular as interacções positivas entre as crianças, e
deve ajudá-las a cumprir as regras. Esse conceito de ‘educador como facilitador’ é novo
na educação de infância em Moçambique, e por isso deve receber grande atenção
durante a formação de educadores.

Ao longo da formação, os formandos já começaram a explorar o papel de educador nas


actividades livres e nas interacções com crianças em geral, nos módulos “Acompanhar as
crianças nas actividades livres”, “Promover relações respeitosas e eficazes com e entre
as crianças (I)”, e “Lidar com comportamentos desviantes de crianças (I)”. Contudo,
nesse módulo em específico, os formandos irão aplicar essas habilidades duma maneira
integrada, acompanhando as actividades livres das crianças durante um período de cerca
de duas semanas no seu local de prática. Em resumo, este exercício regular permitirá os
formadores a avaliar até que ponto os formandos, ao chegar ao final do curso, possuem
habilidades necessárias para promover a aprendizagem nas crianças no contexto de
actividades livres.

Após a conclusão da Avaliação Integrada os formandos serão capazes de:

1. Analisar criticamente o seu desempenho antes e depois da tarefa


2. Acompanhar adequadamente as crianças nas actividades livres.

O processo de ensino – aprendizagem:

Durante a Avaliação Integrada, o formando deve ter a oportunidade de planificar e tomar


decisões, de mostrar iniciativa e independência, e de obter a colaboração necessária do
responsável pedagógico e dos colegas, no seu local de prática. Deve ser feita uma
introdução às tarefas para garantir que o formando tenha uma compreensão clara da
natureza e objectivos das tarefas que vai realizar.

7
ANTES DO CURSO, REALIZE UM ENCONTRO COM OS SUPERVISORES DOS LOCAIS DE PRÁTICA

NOTA: ANTES DO ENCONTRO, COPIA OS TEXTOS 1 e 2 PARA CADA SUPERVISOR. COPIA TAMBÉM OS TEXTOS 3 E 4 PARA
OS TRABALHOS EM GRUPOS PEQUENOS (1 CÓPIA PARA CADA 3-4 SUPERVISORES).

Antes de iniciar este módulo, o formador deve encontrar-se com os supervisores dos formandos nos locais de prática
para lhes explicar os objectivos de Avaliação Integrada e assegurar a sua colaboração.

(NOTA: Isso pode ser feito no mesmo encontro com os supervisores onde se discutem os objectivos do estágio
(Módulo: Experiência de trabalho).

O encontro deve ser bem planificado, para assegurar que todos os supervisores possam participar. É recomendado fazer
um encontro com todos os supervisores, no Centro de Formação. Se um dos supervisores não puder participar, o
formador deve organizar um encontro em separado com este supervisor.

Durante o encontro, o formador deve elucidar os supervisores dos formandos sobre os objectivos da Avaliação Integrada.
Para isto, pode distribuir as cópias do Texto 1, e realizar as seguintes actividades:

1. Discutir o que já conhecem sobre as actividades livres (que cantos os formandos já produziram, como os
educadores estão a acompanhar as crianças nesses locais, o que estão a notar sobre o desenvolvimento das
crianças). Devem também anotar no quadro os conceitos chave sobre as actividades livres (ambiente físico
preparado, educador como facilitador).
2. Explicar os objectivos de Avaliação Integrada (na base do Texto)
3. Explicar o tempo disponível para a prática, e como esse deve ser utilizado (veja Texto 1)
4. Discutir qual será o papel dos supervisores, em relação aos formandos (veja Texto 1).

Em seguida, o formador deve também distribuir aos supervisores os Textos 2, 3, e 4 (Tarefas do educador nas actividades
livres; Resumo sobre o formando; Ficha do encontro com o formando;), e analisar em grupos pequenos os seus
conteúdos, e como preencher o resumo e a ficha.

Alerte aos supervisores que irão receber os Textos 3 e 4 (para preencher por / para cada formando), sendo que os
formandos irão trazer as suas fichas para o seu encontro com os supervisores.

Em casos onde os formandos trabalhem numa escolinha ou com um grupo de crianças criado por eles próprios, o
formador deve ajudá-los a fazer a ligação com um director pedagógico dum centro de infância formal, ou com um técnico
de infância de serviços provinciais ou distritais, ou com responsável pelo programa de escolinhas comunitárias (duma
ONG), que poderia fazer tal supervisão. Esses responsáveis devem ser neste caso convidados para o encontro descrito
encima.

8
Plano do módulo e avaliação

Plano do módulo
Horas totais: 70h
Aulas teóricas: 13h; Prática (Estágio): 56h; Tempo de reserva: 1h.

Tema e subtema Horas Tipo de


avaliação
Tema I: Preparar-se para a Avaliação Integrada (AI). 7h
Subtema 1: Revê as tarefas de educador durante as actividades 1h 30 min Produto escrito
livres. (produzido na sala
de aulas)
Subtema 2: Faz a autoavaliação perante as tarefas de educador 4h
nas actividades livres, na base do seu desempenho nos módulos
‘Acompanhar crianças nas actividades livres”, ‘Promover
interacções respeitosas e eficazes com e entre as crianças (I)’, e
‘Lidar com comportamentos desviantes nas crianças (I) ‘.
Subtema 3: Propõe metas pessoais para a AI na base da
autoavaliação.
Subtema 4: Acorda sobre as tarefas e as metas identificadas, e 1h 30 min Desempenho no
sobre sua implementação, com o seu supervisor na instituição de local de trabalho
infância.
Tema II: Acompanhar adequadamente as crianças nas 56h
actividades livres, durante a AI.
Subtema 1: Deixa as crianças interagir livremente e permite e 56h Desempenho no
incentiva a escolha livre. local de trabalho
Subtema 2: Encoraja e ajuda a criança a identificar as suas
necessidades, interesses e capacidades e ajuda também a
criança a escolher a área e o material adequado.
Subtema 3: Diferencia as crianças que precisam e as que não
precisam, de apoio.
Subtema 4: Apoia as crianças de maneira a capacita-las a agir
com autonomia.
Subtema 5: Promove a aprendizagem da criança através da
tentativa e erro, para ela conseguir ultrapassar as suas
dificuldades.
Subtema 6: Cuida do cumprimento das regras básicas, comunica
e interage de forma respeitosa com as crianças e age como
modelo para elas.
Tema III: Avaliar o seu desempenho durante a AI, definindo 6h
novas metas para si próprio.
Subtema 1: Faz auto-avaliação do seu desempenho durante a AI 6h Produto escrito
em relação às tarefas e às metas pessoais definidas. (produzido na sala
Subtema 2: Comenta de forma crítica o relatório do formador de aulas)
/avaliador.
Subtema 3: Revê o valor da aprendizagem ganha e define novas
metas pessoais ligadas às tarefas de acompanhamento.

9
Avaliação
A avaliação neste módulo é realizada em 2 formatos: produtos escritos e demonstrações. As demonstrações são
realizadas no Centro de Prática do formando. A tabela em baixo resume todas as avaliações sumativas que devem ser
realizadas como parte deste módulo, indicando os conteúdos, a duração, e o momento indicado para cada avaliação. A
informação detalhada sobre essas avaliações encontra-se nos Instrumentos de Avaliação Sumativa deste módulo.

ATENÇÃO! Avise os formandos que algumas das avaliações serão realizadas pelo formador, e outras - pelo seu supervisor
no local de prática.

TIPO DE CONTEÚDOS DURAÇÃO MOMENTO INDICADO


AVALIAÇÃO DA AVALIAÇÃO DA AVALIAÇÃO PARA AVALIAÇÃO

1 Produto escrito Tema I; Subtema 60 min Depois do Subtema 3 (Tema I)


1,2,3

2 Desempenho no Tema I; Subtema 4 45 min No fim do Tema I


local de trabalho

3 Desempenho no Tema II; Subtema 1 90 min No fim do Tema II


local de trabalho a9

4 Produto escrito Tema III; Subtema 2 horas No fim do Tema III


1,2,3
2 horas

A avaliação de formandos com necessidades especiais


Para evitar que os formandos com necessidades especiais sejam prejudicados, podem ser produzidas as evidências
requeridas ou modificadas para a certificação destes candidatos. Contudo, para a modificação ocorrer, ela não deve diluir
a qualidade das especificações do módulo. Em todos os casos todas as modificações estão sujeitas a aprovação pelo
PIREP.

Instruções sobre os materiais para fotocopiar


No fim do módulo anterior, entregue aos formandos (ex., ao chefe de turma) 1 cópia do Texto 2, 3, e 4 dos Materiais para
fotocopiar deste módulo. Antes de iniciar o módulo em questão, os formandos devem organizar-se para tirar as cópias de
cada material, para o seu uso pessoal. A seguir devem arrumar todos os materiais na pasta do módulo, e trazê-los para
cada aula deste módulo.

10
Lembretes
Antes de iniciar as aulas o formador deve ter lido sobre o que vai ensinar, sobre se quer adicionar outros materiais de
aprendizagem para além dos sugeridos ou substituir em caso de falta e preparar todos os materiais de ensino –
aprendizagem. O Formador deve ter lido todo o manual para ter uma visão completa do que vai ensinar e poder fazer
ligações ou avisar sobre algum aspecto caso seja necessário. De seguida apresentamos uma explicação sobre a leitura do
manual.

Cada módulo está organizado para os resultados (temas e subtemas) que gostaríamos que os formandos aprendessem e
que do conhecimento traduzissem em acção.
Lembrar Delors, J.: Saber → saber conhecer → saber fazer → saber ser

Módulo 16 – Melhorar a prática para acompanhar as crianças nas actividades livres (Avaliação Integrada)
O formando aprende e saber colocar em prática os seguintes temas:

Tema I. Preparar-se para a Avaliação Integrada (AI);


Tema II. Acompanhar adequadamente as crianças nas actividades livres, durante a AI;
Tema III. Avaliar o seu desempenho durante a AI, definindo novas metas para si próprio.
Em cada subtema serão apresentados exercícios e actividades que são ferramentas para apoiar o futuro educador na sua
tarefa tão complexa.

O ensino deve ser ATRAVÉS DUM MÉTODO PARTICIPATIVO DO FORMANDO.

Os exercícios encontram-se em português, mas é importante usar a língua materna do formando para que o
conhecimento seja apropriado ao seu contexto sociocultural.

Dentro da ACTIVIDADE poderá encontrar símbolo - As soluções para as questões levantadas na ACTIVIDADE
encontram-se no capítulo das Soluções.

Preste atenção que em cada ACTIVIDADE encontrará na parte lateral esquerda algumas dicas específicas à ACTIVIDADES

o de metodologia [  - notas do formador,  - preparação da aula],


o recursos [ do tempo e  do material] e

o mensagens chave ou lembretes [  ].


Lembre-se que na falta de alguma das recomendações confie na sua criatividade, pois garantidamente terá a solução
mais viável para o local onde estiver a formar o futuro educador.

11
©Associação Nhapupwe

12
13
14
I Preparar-se para a Avaliação Integrada

Subtemas

1. Revê as tarefas de educador durante as actividades livres


2. Faz a auto-avaliação perante as tarefas de educador nas actividades
livres, na base do seu desempenho nos módulos “Acompanhar
crianças nas actividades livres”, “Promover interacções respeitosas e
eficazes com e entre as crianças (I)”, e “Lidar com comportamentos
desviantes nas crianças (I)”.
3. Propõe metas pessoais para a AI na base da auto-avaliação.
4. Acorda sobre as tarefas e as metas identificadas, e sobre sua
implementação, com o seu supervisor na instituição de infância.

Lembrete ao formador
Lembre que para o formando aprender melhor todos os conceitos ensinados é
importante começar cada uma das actividades com um resumo dos conceitos
Tema I

ensinados e aprendidos na aula anterior para apenas depois iniciar a actividade.


Igualmente importante, há que referir resumidamente no início da aula o que o
formando deve aprender [indicadores de resultado] nesta aula e a forma como vai
aprender [metodologia de ensino e avaliação]. Os formadores devem avisar os
formandos na aula anterior, sobre quais os recursos que devem trazer para a aula
seguinte e em cada módulo, o formador deve relembrar os formandos para:
 Copiar todos os materiais que são distribuídos;
 Guardar todos os materiais recebidos, pois podem ser pedidos para utilização e
revisão.

15
SUBTEMA 1. Revê as tarefas de educador durante as actividades livres

 Notas para o formador Actividade


 Se até ao momento não foi feito,
EXERCÍCIO EM PLENÁRIA
realize o encontro sobre a Avaliação
Integrada com os supervisores, para 1. Explique resumidamente os objectivos deste módulo aos formandos.
partilhar as informações e os
materiais descritos em cima (veja o 2. Peça aos formandos para se lembrarem sobre as tarefas do educador nas
actividades livres. Para isso convide-os a verbalizar cada uma das tarefas,
texto em caixa na pg.8)
e anotá-las no quadro.
 Assegure que durante este
Subtema, os formandos consolidam 3. Ajude os formandos a acrescentarem as tarefas que ainda não foram
os seus conhecimentos sobre as mencionadas, dando alguns exemplos de acções do educador (na base do
Texto 2) e pedindo aos formandos para dizerem de que tarefa se trata
tarefas do educador nas actividades
cada um dos exemplos citados.
livres.
4. Em seguida coloque no chão as 9 tarefas do educador, escritas no papel
 Tempo gigante e recortadas. Convide os formandos um a um, a ‘construir’ uma
tarefa. O formando lê a tarefa que ‘construiu’, e tenta dar um exemplo
concreto sobre essa tarefa. (Por exemplo, como exactamente o educador
1h 30 min
pode promover a aprendizagem através da tentativa e erro)

 Materiais 5. Coloque as tarefas ‘construídas’ num lugar visível, por exemplo, na


parede.
 Texto 2 (pg31) para o formador
 2-3 filmes sobre actividades livres 6. Se preparou alguns filmes sobre as tarefas do educador nas actividades
livres, mostre-lhes e argumente sobre os exemplos concretos das tarefas

 Preparação
de educador, apresentados nos filmes. Caso não haja filmes, demonstre
(simule) pelo menos 4 tarefas diferentes do educador (com o apoio
dalguns formandos que assumirão o papel de crianças), e peça-lhes para
 Reveja com atenção as tarefas do identificarem de que tarefas se tratam.
educador nas actividades livres
(Texto 2)
 Escreva cada uma das 9 tarefas num
papel gigante, em letras maiúsculas.
Depois recorte cada tarefa em 2-3
partes. Pratique a construção das
tarefas, com esses recortes.
 Prepare 2-3 filmes curtos dum
educador a acompanhar as crianças
nas actividades livres, para debater
com os formandos.
 Se não tiver filmes, prepare
simulações para pelo menos 4
tarefas diferentes dum educador
nas actividades livres, que acha
serem mais difíceis para os
formandos. Para isso prepare alguns
materiais típicos para um canto de
actividades livres, e peça a alguns
formandos para simularem ser
crianças a brincar neste canto. 16
TEMA I

SUBTEMA 2. Faz a autoavaliação perante as tarefas de educador nas actividades


livres, na base do seu desempenho nos módulos “Acompanhar crianças nas
actividades livres”, “Promover interacções respeitosas e eficazes com e entre as
crianças (I)”, e “Lidar com comportamentos desviantes nas crianças (I)”

SUBTEMA 3. Propõe metas pessoais para a AI na base da autoavaliação


Actividade 1
 Notas para o formador
SIMULAÇÕES
Assegure que durante este Subtema, os
1. Explique que neste módulo cada um dos formandos vai trabalhar para
formandos avaliam-se criticamente aperfeiçoar as suas capacidades de como acompanhar as crianças nas
perante as suas tarefas, e elaboram actividades livres.
detalhadamente as suas metas pessoais
2. Peça aos formandos para terem em mão o Texto 2 guardados nos seus
para a AI.
materiais. Leiam o Texto ponto a ponto, revendo as tarefas do educador
nas actividades livres, assim como as acções concretas dentro de cada
 Tempo uma das tarefas.

3. Divida a turma em 9 grupos, cada grupo responsável por cada uma das
4 horas tarefas do educador. Os grupos devem prepararem-se para simular
todas as acções referentes à sua tarefa. Peça aos formandos para não só
 Materiais utilizem o Texto 2 como referência mas também as suas próprias
experiências concretas referentes ao Módulo 8 (Acompanhar as crianças
 Cada formando deve ter sua cópia
nas actividades livres).
do Texto 2 (pg.31) e Texto 3 (pg.33)
 Caderno preparado para um diário 4. Os grupos demonstram as suas tarefas um a um, sem mencionar qual a
tarefa que estão a demonstrar. Os restantes formandos devem
 Preparação adivinhar a tarefa, e devem também reconhecer as acções concretas
que foram demonstradas, acrescentando exemplos doutras acções na
base das suas experiências.
 Pratique a realização da auto-avaliação
na base do Texto 2 (Tarefas do educador 5. No final revejam em conjunto o Texto 2 para assegurar que todas as
nas actividades livres) informações relevantes sobre as tarefas e acções do educador estejam
 Prepare um caderno no formato de claras.
um diário (veja os pontos alistados
Actividade 2
dentro da actividade). É
recomendado que o formador REFLEXÃO PESSOAL
pratique algumas notas no ‘diário de
1. Sugira aos formandos para reflectirem até que ponto cada um deles já
módulo’, para depois demonstrar e domina cada uma dessas tarefas.
explicar o processo aos formandos.
2. Para servir de exemplo, seja o primeiro a fazer tal reflexão. Escolha 2

 Lembrete
tarefas da lista (uma que domine bem, e outra que acha que tem
dificuldades), e reflicta em voz alta até que ponto você próprio é capaz
de realizar essas tarefas. Para isso utilize as suas experiências pessoais
Peça aos formandos para marcar o do seu trabalho numa instituição de infância.
encontro com o seu supervisor no local
de prática, de preferência para o dia
seguinte.

17
Seja crítico e honesto! Estas são as atitudes internas que promovem a aprendizagem e a
mudança de comportamento quando se trabalha com as crianças. Por exemplo, pode dizer algo
deste tipo: ‘Acho que consigo diferenciar as crianças que precisam e as que não precisam de
apoio, mas as vezes para mim é difícil de assegurar que as crianças sigam as regras básicas.
Muitas vezes as crianças saem dos cantos sem arrumar, porque esqueci de lhes lembrar esta
regra. Também ainda não percebo bem que tipo de consequências posso utilizar nos casos em
que as crianças não seguem as regras estabelecidas.’

Pode dar mais 2 – 3 exemplos concretos deste tipo.

3. Em seguida conclua: Esta análise que fez, indica-me que neste módulo tenho que melhorar as seguintes
capacidades (aliste aqui). No fim diga: essas serão as minhas metas pessoais para este módulo.

4. Peça aos formandos para procurarem o Texto 3 dentro dos seus materiais.

5. Familiarize os formandos à Ficha oferecida neste Texto, lendo cada uma das tarefas e argumentando o que deve
ser feito. Alerte aos formandos que esta ficha é semelhante à ficha que já preencheram no módulo de Experiência
de trabalho, embora os conteúdos sejam diferentes.

6. Informe aos formandos que para preencher esta Ficha, eles devem reflectir sobre as suas experiências práticas
que tiveram nos módulos “Acompanhar crianças nas actividades livres”, “Promover interacções respeitosas e
eficazes com e entre as crianças (I)”, e “Lidar com comportamentos desviantes nas crianças (I)”. Anote os nomes
destes módulos no quadro.

7. Dê aos formandos o tempo necessário (por volta de 40 minutos) para preencherem individualmente as partes 1 e
2 da ficha:

a. Auto-avaliação em relação às tarefas do educador nas actividades livres;

b. Metas pessoais e acções concretas para a prática.

8. Em seguida peça aos formandos para formarem os pares e partilharem a sua auto-avaliação assim como as metas
com o colega. Os colegas devem ouvir com atenção e levantar questões pertinentes para desafiar o parceiro a
pensar de maneira mais aprofundada sobre as suas capacidades e as metas para este módulo.

9. Os formandos devem melhorar as suas metas, caso surjam novas ideias na base do diálogo que tiveram com o
colega.

10. Em seguida e de forma aleatória, deve chamar alguns dos formandos para partilharem as suas ideias, simulando
uma conversa de formando - supervisor.

11. Recolha as Fichas preenchidas (Texto 3), para tirar cópias para a avaliação. Assegure que consegue devolver as
Fichas aos formandos, antes de eles irem para os seus locais de prática.

18
TEMA I

SUBTEMA 2. e 3. (Cont.)

Actividade 3
DEMONSTRAÇÃO E EXERCÍCIO INDIVIDUAL
1. Explique aos formandos que durante o estágio devem preencher diariamente um diário de actividades. A melhor
altura de preencher o diário é no final do dia de trabalho. Neste diário, devem anotar o seguinte:

i. Data

ii. Descrição das actividades – o que fez hoje. Alistar as actividades e citar alguns detalhes
importantes/relevantes.

iii. Pequena avaliação/reflexão: o que correu e não correu bem, porquê e como pode
melhorar. Deve argumentar e demonstrar com um pensamento crítico sobre o seu
próprio trabalho, e as suas metas.

iv. Notas de planificação ou de preparação para o dia seguinte (o que irá fazer; materiais que
quer produzir; métodos de acompanhamento que vai tentar utilizar com as crianças, etc.).
Essas notas devem estar ligadas aos pontos levantados na avaliação, assim como as suas
metas.

2. Pegue um caderno (o seu ‘diário’) e mostre como anotar cada um dos pontos, dando alguns exemplos concretos.
(Seria bom utilizar alguns exemplos seus experimentados antes da aula para anotá-los.)

3. Peça aos formandos para tirarem uma folha, e imaginar que já estão a fazer a prática, e chegou a altura de
preencher o seu diário no fim do dia. Peça-lhes para praticarem a anotar um dia imaginário do seu trabalho, no
diário, seguindo os 4 pontos referidos encima na tabela (e anotados no quadro).

4. Circule e observe o trabalho dos formandos. Escolha 2 a 3 formandos que estão a fazer um bom trabalho.

5. Em seguida convide os escolhidos para lerem as suas notas. Depois da leitura, peça aos outros formandos para
comentarem, podendo opinar sobre se as notas foram feitas ou não como deve de ser. No fim, resuma as
características dum bom diário:

 Todos 3 pontos devem estar respondidos

 As descrições têm detalhe relevante e suficiente

 Os Resultados da avaliação estão reflectidos com propostas para o dia seguinte

 As anotações estão ligadas às metas do estágio

19
TEMA I.

SUBTEMA 4. Acorda sobre as tarefas e as metas identificadas, e sobre a sua


implementação com o seu supervisor na instituição de infância

 Notas para o formador Actividade


 Prepare os envelopes para cada um ORIENTAÇÃO PARA A PRÁTICA
dos formandos, para eles
entregarem aos seus supervisores, 1. Verifique se todos os formandos já marcaram o encontro com o seu
com os seguintes materiais: supervisor no local de prática, e encoraje-os a marcarem rapidamente,
especialmente aqueles que ainda não o fizeram.
o Texto 5 (Ficha do encontro
com formando) 2. Revejam em conjunto as tarefas a realizar dentro do encontro com o
o Texto 6 (Resumo do supervisor supervisor (no Texto 4), discutindo cada uma das tarefas, uma a uma, na
base das experiências do módulo de Experiência de Trabalho. Se
sobre as competências do
algumas tarefas ainda não estiverem claras, criem um momento de
formando) simulação junto aos formandos para melhor perceberem o que se
 Se ainda não o fez, devolva aos espera deles.
formandos as Fichas de auto-
3. Reserve cerca de 10-15 minutos para os formandos individualmente
avaliação (Texto 3). tomarem os seus apontamentos no Texto 4, para sua preparação para o
encontro com o supervisor.
 Tempo 4. Lembre aos formandos que…

30 minutos – sala de aulas a. Depois do encontro com o supervisor podem iniciar


1 hora – local de prática (pode ser no imediatamente a prática;
dia seguinte)
b. A duração da prática (em AI) é de 56 horas ou 7 dias de trabalho.
Neste tempo os formandos devem participar em todos os
momentos de actividades livres com as crianças, incluindo os
 Materiais tempos de chegada e de saída, brincadeiras livres dentro da sala
nos cantos assim como fora no jardim, etc.
 Textos 5 (pg.39) e 6 (pg.41) para
colocar nos envelopes dos c. Os formandos devem voltar para a sala de aulas no dia X (indique
formandos o dia).
 Cada formando deve ter a sua ficha
preenchida (Texto 3), mais a cópia d. Devem adquirir os cadernos para servir como diários do seu
trabalho, e preenchê-los no final de cada dia de trabalho. (NOTA:
do Texto 4 (p.38) Podem continuar a utilizar os mesmos cadernos que utilizaram na
Experiência de trabalho).

Lembrete PRÁTICA (ENCONTRO COM O SUPERVISOR)


Contacte os supervisores durante essa O formando marca o encontro com o seu supervisor, e apresenta os
semana e verifique se os encontros objectivos da Avaliação Integrada, as suas metas pessoais. O formando e
com os formandos foram realizados, e o supervisor concordam sobre o plano de trabalho e sobre como o
lembre aos supervisores sobre como supervisor irá realizar a monitoria contínua do formando. O tempo para
preencher a Textos 5 e 6 sobre cada o encontro é de 1 hora.
formando. As cópias dessas fichas
devem ser recolhidas e avaliadas pelos
formadores nos dias seguintes.

20
21
II Acompanhar adequadamente as crianças nas actividades livres,
durante a Avaliação Integrada (AI)

Subtemas
1. Deixa as crianças interagir livremente e permite e incentiva a escolha
livre.
2. Encoraja e ajuda a criança a identificar as suas necessidades,
interesses e capacidades e ajuda também a criança a escolher a área
e o material adequado.
3. Diferencia as crianças que precisam e as que não precisam, de apoio.
4. Apoia as crianças de maneira a capacita-las a agir com autonomia.
5. Promove a aprendizagem da criança através da tentativa e erro, para
ela conseguir ultrapassar as suas dificuldades.
6. Cuida do cumprimento das regras básicas, comunica e interage de
forma respeitosa com as crianças e age como modelo para elas.

22
TEMA II.

SUBTEMA 1. Deixa as crianças interagir livremente e permite e incentiva a


escolha livre

SUBTEMA 2. Encoraja e ajuda a criança a identificar as suas necessidades,


interesses e capacidades e ajuda também a criança a escolher a área e o
material adequado

SUBTEMA 3. Diferencia as crianças que precisam e as que não precisam, de


apoio

SUBTEMA 4. Apoia as crianças de maneira a capacita-las a agir com autonomia

SUBTEMA 5. Promove a aprendizagem da criança através da tentativa e erro,


para ela conseguir ultrapassar as suas dificuldades

SUBTEMA 6. Cuida do cumprimento das regras básicas, comunica e interage de


forma respeitosa com as crianças e age como modelo para elas

Actividade – PRÁTICA (AVALIAÇÃO INTEGRADA)


O formando acompanha as crianças nas actividades livres no seu local de prática, durante as 56 horas (7
dias completos), de acordo com as metas pessoais e as tarefas estabelecidas.

Neste período, as tarefas do formador são as seguintes:


1) Avaliar o desempenho do formando no encontro com o supervisor (baseando-se na Ficha 1 do Texto 5)

2) Assegurar o acompanhamento regular ao formando. O acompanhamento pode ser feito através de pelo menos
2 visitas do formador ou seus assistentes aos locais de prática de cada um dos formandos. Neste
acompanhamento, o formador deve:

o Observar o desempenho do formando no momento das actividades livres;

o Discutir os sucessos e os desafios até ao momento;

o Dar apoio ao formando, demonstrando sobre algumas práticas ou simplesmente colocando questões
que ajudem o formando a reflectir sobre possíveis soluções;

o Rever o diário do formando, e dar um feedback (retorno) construtivo.

3) Verificar se o formando já teve o encontro com o colega e com o supervisor, para discutir e demonstrar as suas
actividades, e receber conselhos e apoio. Caso não, apoiar o formando a organizar-se para realizar esses
encontros.
4) Avaliar o desempenho do formando no acompanhamento das crianças nas actividades livres, no último dia de
prática. Para isso, deve preencher a Ficha 2 de verificação de desempenho (veja Soluções, pg.54, ou
Instrumentos de Avaliação Sumativa).

23
24
III Avaliar o seu desempenho durante a Avaliação Integrada,
definindo novas metas para si próprio.

Subtemas

1. Faz autoavaliação do seu desempenho durante a AI em relação às


tarefas e às metas pessoais definidas.
2. Comenta de forma crítica o relatório do formador /avaliador.
3. Revê o valor da aprendizagem ganha e define novas metas pessoais
ligadas às tarefas de acompanhamento.

Lembrete ao formador
Lembre que para o formando memorizar melhor todos os conceitos ensinados é
importante começar cada uma das actividades com um resumo dos conceitos
ensinados e aprendidos na aula anterior para apenas depois iniciar a actividade.
Igualmente importante, há que referir resumidamente no início da aula o que o
formando deve aprender [indicadores de resultado] nesta aula e a forma como vai
aprender [metodologia de ensino e avaliação]. Os formadores devem avisar os
formandos na aula anterior, sobre quais os recursos que devem trazer para a aula
seguinte e em cada módulo, o formador deve relembrar os formandos para:
 Copiar todos os materiais que são distribuídos;
 Guardar todos os materiais recebidos, pois podem ser pedidos para utilização e
revisão.

25
TEMA III

SUBTEMA 1. Faz autoavaliação do seu desempenho durante a AI em relação às


tarefas e às metas pessoais definidas

SUBTEMA 2. Comenta de forma crítica o relatório do formador / avaliador

SUBTEMA 3. Revê o valor da aprendizagem ganha e define metas pessoais


ligadas às tarefas de acompanhamento

 Notas para o formador Actividade1 (TEMPO ESTIMADO: 2 horas e 30 minutos)


Neste tema é importante assegurar que
o formando reflicta com profundidade ORIENTAÇÕES PARA O RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO
sobre o seu estágio, identificando as INTEGRADA
suas forças e fraquezas, e planificando
realizar continuamente o seu (Estimativa: 30 minutos)
aperfeiçoamento profissional.
1. Distribua a cada formando, a cópia do Relatório (Texto 7) e da sua Ficha

 Tempo
2 de verificação preenchida pelo formador.

2. Explique que este é o formato do Relatório de Avaliação Integrada onde


6 horas deverão registar as suas experiências.

3. Indique as 3 partes do Relatório, cada qual incluindo o seu objectivo:


 Materiais
PARTE 1: Avaliar o progresso e as forças, e as fraquezas ainda existentes
Faça 2 cópias do Texto 7 (Relatório)
para cada formando. (Pg43) rumo às metas pessoais definidas para a Avaliação Integrada;
Copie todas as fichas de verificação de PARTE 2: Comentar de forma crítica o relatório do formador;
AI que preencheu para os formandos
nos locais de prática. PARTE 3: Rever a aprendizagem ganha e definir algumas metas pessoais
Cada formando deve trazer a sua cópia futuras.
do Texto 2.
Tenha prontas as cópias da Matriz para 4. Explique, com exemplos concretos como preencher o relatório. Note
que o formato é quase idêntico ao relatório que foi utilizado no módulo
avaliação de relatório para cada de Experiência de trabalho.
formando (pg 61)
5. Entregue a cada formando a cópia do relatório (fichas) do formador /
avaliador. As fichas são necessárias para preencher a Parte 2 do
relatório.

6. Informe aos formandos que têm no máximo 2 horas para produzir o


relatório, no centro de formação.

PRODUÇÃO DO 1º RELATÓRIO (2 horas)


Os formandos trabalham com os seus relatórios durante 2 horas. Depois de
acabar o relatório, devem entregá-lo ao formador.

26
AVALIAÇÃO DO 1º RELATÓRIO (Fora do tempo de aulas)

Usando a Matriz de avaliação de relatório (veja Soluções), reveja e critique cada relatório, de preferência com o
apoio de 2 assistentes. Faça a cópia da matriz para cada formando, e anote os seus comentários na matriz, acerca
dos pontos relevantes.

Actividade 2 (TEMPO ESTIMADO: 3 horas e 30 minutos)


PRODUÇÃO DO 2º RELATÓRIO DE ESTÁGIO ( 2 horas)
1. Entregue aos formandos os relatórios rectificados e as matrizes com comentários, e peça para retrabalharem na
base dos comentários recebidos, durante as próximas 2 horas. Distribua as novas fichas de relatório para o
efeito.
2. Os formandos trabalham no 2º relatório durante 2 horas. Depois de finalizar o trabalho devem entregar ao
formador.

REFLEXÃO SOBRE AVALIAÃO INTEGRADA ( 1 hora e 30 minutos)


1. Gere uma discussão aberta em grande grupo, pedindo aos formandos para partilharem as suas experiências
durante a Avaliação Integrada. Para estimular a discussão questione:
a. O que aprenderam de novo?
b. Que sucessos consideram mais especiais?
c. Que desafios enfrentaram?
d. Como lidaram com os desafios?

2. No fim peça a cada pessoa para olhar para o Texto 2 (tarefas do educador nas actividades livres), e argumentar
em pares, até que ponto estão a sentir que dominam essas tarefas, e em que ponto, das suas capacidades,
ainda necessitam de melhorar.
3. Convide alguns formandos a partilharem as suas reflexões (realizados no passo 2).

AVALIAÇÕES FINAIS (fora do tempo de aulas)


 Avaliação do 2º relatório (mesmo procedimento em relação ao relatório 1, veja actividade anterior)
 Avaliação do desempenho dos formandos durante a Avaliação Integrada, na base das fichas preenchidas pelo
supervisor.

[ SOLUÇÕES] Da Matriz de avaliação de relatório (Pg61)

27
28

Materiais para fotocopiar Materiais para fotocopiar

29
TEXTO 1.
INFORMAÇÃO PARA O SUPERVISOR SOBRE O MÓDULO DE AVALIAÇÃO INTEGRADA

OBJECTIVOS DA PRÁTICA DENTRO DO MÓDULO DE AVALIAÇÃO INTEGRADA:

1. Analisar criticamente o seu desempenho e colocar metas concretas para melhorar, antes e
depois da prática

2. Aperfeiçoar as suas acções durante o acompanhamento das crianças nas actividades livres

TAREFAS DO SUPERVISOR:

1. Realizar um encontro no início da prática com o formando, e preencher a Ficha 1 relativa ao


encontro. (Entregar a cópia da ficha ao formador.)

2. Assegurar que o formando participa nas actividades livres das crianças em todos os momentos do
dia quando essas acontecem, durante 7 dias.

NOTA: O tempo total dessa prática é de 56 horas ou 7 dias de 8 horas cada. Durante
esses dias, o formando deve participar em todos os momentos quando acontecem as
actividades livres (como na chegada e saída, nas actividades livres organizadas dentro
das salas, no tempo no parque infantil / jardim, etc.). É estimado que o formando irá
participar pelo menos 4 horas diárias para acompanhar as crianças nessas actividades
livres. O resto do tempo pode ser utilizado para:

1) Melhorar os cantos de acordo com as necessidades, capacidades, e


interesses observadas nas crianças, produzindo novos materiais pedagógicos
(com os colegas);

2) Colaborar com os colegas para melhorar as actividades livres;

3) Preencher o diário no final de cada dia.

3. Observar regularmente o formando durante a prática, dando subsídios e estímulos relevantes


sempre que necessário, tendo como base a lista de tarefas do educador nas actividades livres.

4. Encorajar a comunicação e colaboração regular durante a prática entre o formando e si próprio,


assim como entre o formando e os colegas.

5. Preencher um pequeno resumo (Texto 3) sobre o trabalho do formando nas actividades livres,
marcando as tarefas que acha que o formando já consegue realizar favoravelmente assim como
outras que ainda te dificuldades, apresentando comentários construtivos ao lado.

30
TEXTO 2.
TAREFAS DO EDUCADOR DURANTE AS ACTIVIDADES LIVRES

1. Deixar as crianças interagirem livremente e, permitir e incentivar a escolha livre (da


área, dos materiais, do tempo e dos parceiros):
a) Deixar as crianças escolherem as áreas e os materiais que elas querem
b) Estimularas crianças decidirem por si próprios, se vão trabalhar sozinhos ou com alguém
c) Deixar as crianças usarem o tempo que precisam para a sua actividade, e não interromper o
seu trabalho

2. Promover a aprendizagem através da tentativa e erro:


a) Não se rir sobre uma criança que faz algo de errado e não permitir que outras crianças se
riam dela
b) Deixar a criança ter a possibilidade de errar e não intervir de imediato para a criança
compreender a sua acção, e não mostrar o erro de forma negativa, mas sim de forma
construtiva e positiva deixando a criança decidir o tempo que precisa para se corrigir
c) Não mostrar o erro de forma negativa mas mostrar a forma correcta de fazer sem exigir a
correcção do erro por parte da criança
d) Encorajar a criança a tentar de novo se a criança parece desistir por embaraço

3. Encorajar e ajudar a criança a identificar as suas necessidades, interesses e capacidades


e ajudar também a criança a escolher a área e o material adequado:
a) Conversar com criança sobre o que quer/gosta de fazer, convidá-la a expressar os seus
interesses
b) Conversar com criança sobre as capacidades e os desafios que tem, o que pode exercitar
ainda mais
c) Verificar se a actividade é apropriada para as capacidades e necessidades da criança, e caso
não, ajudar a criança a encontrar a área/materiais adequados para a sua fase de maturidade

4. Diferenciar as crianças que precisam e as que não precisam de apoio:


Só apoiar crianças que…

1. Pedem ajuda e realmente não conseguem realizar algo;


2. Usam o material de maneira não adequada (ex. viram duma maneira incorrecta, saltam os
passos necessários, etc.);
3. Têm grandes problemas numa actividade, e não conseguem resolvê-los sozinhas.

5. Apoiar as crianças de maneira a estimulá-las a agir com autonomia:


a) Dialogar com a criança, para se aperceber se ela aceita ou não o seu apoio
b) Demonstrar ao invés de explicar, e ao invés de fazer pela criança
c) Não fazer pela criança o que ela já consegue fazer sozinha

31
6. Estimular as crianças de forma adequada:
a) Verificar um interesse/ necessidade /capacidade na criança e preparar /fornecer um material
que o favorece/ajuda
b) Fazer /produzir algo novo, que pode servir de modelo para as crianças
c) Contar as experiências e observações interessantes e relevantes à tarefa
d) Demonstrar o seu interesse pelo que a criança faz (dando um olhar, interagindo, etc.)
e) Proteger a criança que está a realizar uma actividade (ex. exigir que outras crianças
perguntem se podem ou não participar na actividade da colega antes de intervir, etc.).
f) Reconhecer o que a criança fez (elogiar, apresentar os trabalhos no círculo, agradecer se
recebe um trabalho como presente e colocar na parede etc.).

7. Avisar as crianças 5-10 minutos antes do início duma outra actividade:


Por exemplo:
a) Avisar em contacto pessoal e com voz calma, passando de um grupinho de crianças para o
outro o tempo para terminar a actividade
b) Avisar a todos através dum sinal estabelecido e reconhecido por todos (uma canção, a bater
palmas etc.)

8. Garantir o cumprimento das regras básicas:


a) Lembrar as crianças sobre as regras
b) Avisar sobre a consequência de não cumprir com a regra
c) Implementar a consequência lógica e adequada, ou deixar sentir, a consequência natural.
d) Ser consequente (se avisar, deve implementar a consequência!).

9. Comunicar e interagir respeitosamente com as crianças e agir como um modelo para


com elas:
a) Agachar-se à altura da criança e manter uma postura calma
b) Falar com voz calma, usando uma linguagem pessoalizada
c) Falar duma maneira encorajadora (ex. anota algo positivo que a criança fez)
d) Assegurar o tratamento de igualdade entre e para todas as crianças
e) Não comparar uma criança com a outra
f) Tocar a criança / tratar o seu corpo com respeito

32
TEXTO 3.
FICHA DE AUTOAVALIAÇÃO E METAS PESSOAIS PARA AI

NOME DO FORMANDO: ___________________________________ DATA: _______________

PARTE 1:

Na base do seu desempenho nos módulos de “Acompanhar crianças nas actividades livres”,
“Promover interacções respeitosas e eficazes com e entre as crianças (I)”, e “Lidar com
comportamentos desviantes nas crianças (I)”, avalie realísticamente as suas capacidades de
realizar as tarefas de acompanhar crianças nas actividades livres (alistadas em baixo). Em
relação a cada tarefa avalie e descreva, duma maneira resumida, 1) o que acha que faz bem
(com facilidade), e 2) onde acha que pode ainda melhorar.

TAREFAS CHAVE DO EDUCADOR NAS ACTIVIDADES LIVRES

1. Deixar as crianças interagirem livremente e permitir assim como incentivar a escolha livre
(da área, dos materiais, do tempo e dos parceiros).

1) O que acha que faz bem?

________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

2) Onde pensa ainda poder melhorar?

________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

2. Promover a aprendizagem através da tentativa e erro

1) O que acha que faz bem?

________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

2) Onde pensa ainda poder melhorar?

________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

33
3. Encorajar e ajudar a criança a identificar as suas necessidades, interesses e
capacidades assim como ajudar a criança a saber escolher a área e o material
adequado

1) O que acha que faz bem?

________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

2) Onde pensa ainda poder melhorar?

________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

4. Diferenciar as crianças que precisam de apoio das que não precisam

1) O que acha que faz bem?

________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

2) Onde pensa ainda poder melhorar?

________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

5. Apoiar as crianças de maneira a estimulá-las a agir com autonomia

1) O que acha que faz bem?

________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

2) Onde pensa ainda poder melhorar?

________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

6. Estimular as crianças de forma adequada

1) O que acha que faz bem?

________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

34
2) Onde pensa ainda poder melhorar?

________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

7. Avisar atempadamente as crianças sobre o início duma outra actividade

1) O que acha que faz bem?

________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

2) Onde pensa ainda poder melhorar?

________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

8. Garantir o cumprimento das regras básicas

1) O que acha que faz bem?

________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

2) Onde pensa ainda poder melhorar?

________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

9. Comunicar e interagir respeitosamente com as crianças e agir como um modelo para


elas

1) O que acha que faz bem?

________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

2) Onde pensa ainda poder melhorar?

________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

Nota: Se só anotou 3 ou menos aspectos a melhorar no seu comportamento, indique e anote no


espaço em baixo 2 desafios pessoais dentro do contexto das actividades livres com as crianças:

35
PARTE 2:

Proponha 4 tarefas para serem as suas metas pessoais - de como acompanhar as crianças para
a Avaliação Integrada, na base da autoavaliação realizada encima: (ex., melhorar como garante
o cumprimento das regras básicas…)

META 1:

______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________

META 2:

______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________

META 3:

______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________

META 4:

______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________

A seguir, e para cada meta, identifique 2 acções concretas que deve aperfeiçoar, durante a
Avaliação Integrada. Por exemplo, se quer melhorar como garante o cumprimento das regras, o
que exactamente vai fazer?

META 1:

Acção 1:

______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________

Acção 2:

______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________

META 2:

Acção 1:

______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________

36
Acção 2:

______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________

META 3:

Acção 1:

______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________

Acção 2:

______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________

META 4:

Acção 1:

______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________

Acção 2:

______________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________

37
TEXTO 4.

ENCONTRO COM O SUPERVISOR NO LOCAL DE PRÁTICA

1. Entregar o pacote de materiais.

2. Explicar os objectivos do módulo de Avaliação Integrada.

3. Informar sobre a duração da prática: 56 horas ou 7 dias (de 8h cada).

4. Explicar as suas tarefas definidas para a prática, e as acções concretas a


realizar.

5. Concordar sobre como o supervisor irá monitorar o trabalho do formando


durante a prática.

38
TEXTO 5.
FICHA 1 DE VERIFICAÇÃO DO DESEMPENHO NO TRABALHO

(AVALIAÇÃO INTEGRADA)

(A ser preenchida pelo supervisor, durante ou depois do encontro com o formando no local de prática)

NOME DO FORMANDO: _______________________________________DATA:______________

PREENCHEU:___________________________________

Marque se os seguintes aspectos foram ou não realizados pelo formando…

1. Marcou o encontro com o seu supervisor no local de prática. SIM NÃO

2. Apresentou o enfoque de AI: Melhorar as suas capacidades de acompanhar as crianças


nas actividades livres.

3. Apresentou as suas 4 metas pessoais para AI (tarefas que quer aperfeiçoar).

(Anota as metas de forma resumida)

Meta (tarefa) 1:
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

Meta (tarefa) 2:

________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

Meta (tarefa) 3:

________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

Meta (tarefa) 4:

________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

39
4. Apresentou 2 acções específicas dentro de cada tarefa definida.

Acções para a Tarefa 1:

________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

Acções para a Tarefa 2:

________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

Acções para a Tarefa 3:

________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

Acções para a Tarefa 4:

________________________________________________________________________
________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

5. Concordou com o supervisor sobre o horário da prática: SIM NÃO

6. Concordou com o supervisor como será monitorado.

(A monitoria da AI é não - formal e pode acontecer em qualquer momento desde que


combinado entre o estudante e o supervisor. O supervisor monitorará o progresso do
aluno em termos de metas e tarefas de AI.)

SIM NÃO OBSERVAÇÕES:

________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

40
TEXTO 6.
RESUMO DO SUPERVISOR: A ACÇÃO DO FORMANDO DURANTE AS ACTIVIDADES LIVRES

NOME DO FORMANDO:____________________________________DATA:________________

PREENCHEU:___________________________________

O FORMANDO…

1. Deixa as crianças interagirem livremente e, permite e incentiva a escolha livre:

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________

2. Promove aprendizagem através da tentativa e erro:

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________

3. Encoraja e ajuda a criança a identificar as suas necessidades, interesses e capacidades e


ajuda também a criança a escolher a área e o material adequado:

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________

4. Diferencia as crianças que precisam e as que não precisam de apoio:

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________

41
5. Apoia as crianças de maneira a estimulá-las a agir com autonomia:

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________

6. Estimula as crianças de forma adequada:

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________

7. Avisa as crianças 5-10 minutos antes do início duma outra actividade:

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________

8. Cuida do cumprimento das regras básicas:

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________

9. Comunica e interage respeitosamente com as crianças e age como um modelo para com
elas:

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

____________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________

42
TEXTO 7.

RELATÓRIO DA AVALIAÇÃO INTEGRADA (AI)

NOME DO FORMANDO:____________________________ DATA: _____________

Relatório Nº1 / Nº2 (circule um deles).

PARTE 1.

INSTRUÇÕES: Faça a autoavaliação do seu desempenho durante a AI em relação


às 4 tarefas de educador nas actividades livres definidas assim como as metas
pessoais. O tempo para este relatório é de 2 horas.
1. Tarefa do educador / meta pessoal 1 (Escreva aqui):

a) Avalie com um número (na caixa), até que ponto atingiu essa tarefa, na escala de 1 a 5,
em que 1 significa que ‘quase nunca atingiu’, 2 – ‘atingiu de vez em quando’, 3 – ‘atingiu
na metade do tempo’, 4 – ‘atingiu na maior parte das vezes’, e 5 – ‘atingiu quase sempre’.

b) Explique a sua resposta, ilustrando com pelo menos 2 exemplos concretos

_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________

43
2. Tarefa do educador / meta pessoal 2 (Escreva aqui):

a) Avalie com um número, até que ponto atingiu essa tarefa, na escala de 1 a 5, em que 1
significa que ‘quase nunca atingiu’, 2 – ‘atingiu de vez em quando’, 3 – ‘atingiu na metade
do tempo’, 4 – ‘atingiu na maior parte das vezes’, e 5 – ‘atingiu quase sempre’.

b) Explique a sua resposta, ilustrando com pelo menos 2 exemplos concretos

_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________

3. Tarefa do educador / Meta pessoal 3 (Escreva aqui):

a) Avalie com um número, até que ponto atingiu essa tarefa, na escala de 1 a 5, em que 1 significa que
‘quase nunca atingiu’, 2 – ‘atingiu de vez em quando’, 3 – ‘atingiu na metade do tempo’, 4
– ‘atingiu na maior parte das vezes’, e 5 – ‘atingiu quase sempre’.

b) Explique a sua resposta, ilustrando com pelo menos 2 exemplos concretos

_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________

44
4. Tarefa do educador / Meta pessoal 4 (Escreva aqui):

a) Avalie com um número, até que ponto atingiu essa tarefa, na escala de 1 a 5, em que 1
significa que ‘quase nunca atingiu’, 2 – ‘atingiu de vez em quando’, 3 – ‘atingiu na metade
do tempo’, 4 – ‘atingiu na maior parte das vezes’, e 5 – ‘atingiu quase sempre’.

b) Explique a sua resposta, ilustrando com pelo menos 2 exemplos concretos

_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________

PARTE 2.

1. Leia o relatório do formador / avaliador, anexado a esta ficha.

2. Anote os seus pontos fortes, na óptica do formador / avaliador.


__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________

3. Anote os seus pontos fracos, na óptica do formador / avaliador. Enumere cada um dos pontos.
Circule 4 pontos fracos que acha mais relevantes.
_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________

45
4. Na tabela em baixo, anote os números para cada um dos 4 pontos fracos que circulou, na primeira coluna. Sobre cada ponto fraco, a) escreva se
concorda ou não com avaliação do formador; b) explique a sua resposta, com exemplos concretos, e c) sugira como se poderia melhorar.

N° do a)
ponto Concorda b) Explicação (na base de exemplos concretos) c) Como poderia melhorar?
fraco ou não?

46
a)
N° do Concorda b) Explicação (na base de exemplos concretos) c) Como poderia melhorar?
ponto ou não?
fraco

47
a)
N° do Concorda b) Explicação (na base de exemplos concretos) c) Como poderia melhorar?
ponto ou não?
fraco

48
a)
N° do Concorda b) Explicação (na base de exemplos concretos) c) Como poderia melhorar?
ponto ou não?
fraco

49
PARTE 3.

1. Descreva 2-3 lições que aprendeu durante a Avaliação Integrada (algo que foi valioso para
si):

_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________

2. Defina 2-3 novas metas pessoais ligadas às tarefas do educador nas actividades livres:

_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________

50
©Associação Punda Milea

51
52
 Soluções
Soluções

53
FICHA 2 DE VERIFICAÇÃO DO DESEMPENHO NO TRABALHO

(ACOMPANHAR AS CRIANÇAS NAS ACTIVIDADES LIVRES)

(A ser preenchida pelo formador no local da prática, no final da AI)

NOME DO FORMANDO: ____________________________________________DATA:______________

PREENCHEU:___________________________________

PARTE 1: OBSERVAÇÃO

1. O formando deixa as crianças interagirem livremente e, permite e incentiva a escolha


livre:

(a) Deixa as crianças escolherem as áreas e os materiais que elas querem

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

(b) Estimula as crianças a decidirem por si próprios, se vão trabalhar sozinhas ou com alguém

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

(c) Deixa as crianças usarem o tempo que precisam para sua actividade, sendo que o educador
não interrompe o seu trabalho

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:


_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

2) O formando promove a aprendizagem através da tentativa e erro:

(a) Não se ri sobre uma criança que faz algo de errado e não permite outras crianças a rirem dela

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

_____________________________________________________________________________
_________________________________________________________________

54
(b) Deixa a criança errar sem logo intervir, para permitir que a própria criança perceba a sua
acção. Mostra como fazer correctamente sem exigir da criança a correcção do erro.

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

(c) Encoraja a criança a tentar de novo se parece que quer desistir pelo seu embaraço

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:


_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

3. O formando encoraja e ajuda a criança a identificar as suas necessidades, interesses e


capacidades e ajuda-a também a escolher a área e o material adequado:
a) Conversa com criança sobre o que quer/gosta de fazer, e, convida-a a expressar os seus
interesses

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

b) Conversa com criança sobre as capacidades e os desafios que tem, o que pode exercitar ainda
mais

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

c) Verifica se a actividade é apropriada à criança, e no caso contrário ajuda-a a encontrar a


área/materiais adequados ao seu nível de maturidade

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

_____________________________________________________________________________
_________________________________________________________________

55
4. Diferencia as crianças que precisam e as que não precisam de apoio:
(Só apoia crianças que pedem ajuda e que realmente não conseguem realizar algo; crianças que
usam o material de maneira não adequada; crianças que têm grandes problemas numa actividade,
e não conseguem resolvê-los sozinhas)

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

5. Apoia as crianças de maneira a estimulá-las a agir com autonomia:


a) Dialoga com a criança, para se aperceber se ela aceita ou não o seu apoio

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

b) Demonstra ao invés de explicar, e ao invés de fazer pela criança

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

c) Não faz pela criança, o que ela já consegue fazer sozinha

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

6. Estimula as crianças adequadamente:


a) Verifica um interesse/ necessidade /capacidade na criança e prepara /fornece um material que
a favoreca/ajuda

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

b) Faz /produz algo novo, que pode servir de modelo para as crianças

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

_____________________________________________________________________________
_________________________________________________________________

56
c) Conta as experiências e observações interessantes / relevantes à tarefa das crianças

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

d) Demonstra o seu interesse no que a criança faz (dando um olhar, interagindo, etc.)

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

e) Protege a criança que está a realizar uma actividade (ex., exige o respeito pelas regras levando
outras crianças a perguntarem de podem ou não participar na actividade da colega antes de
participarem na actividade dessa criança em questão, etc.).

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

f) Reconhece o que a criança fez (elogiando, apresentando os trabalhos no círculo, agradecendo


se recebe um trabalho como presente e coloca na parede etc.).

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

7. Avisa as crianças antes do início duma outra actividade (em contacto pessoal e com voz
calma, passando de um grupinho de crianças para o outro)

8. Garante o cumprimento das regras básicas:


a) Lembra a crianças da regra

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

b) Avisa sobre a consequência de não cumprir com a regra

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

57
c) Implementa a consequência lógica e adequada, ou deixa sentir, a consequência natural.

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

d) É consequente (avisa e em seguida implementa a consequência!).

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

9. Comunica e interage respeitosamente com as crianças e age como um modelo para com
elas
a) Agacha-se à altura da criança e mantém uma postura calma

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

b) Fala em voz calma, usando uma linguagem pessoalizada

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

c) Fala duma maneira encorajadora (ex., anota algo positivo que a criança fez)

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

d) Trata todas as crianças de maneira igual (não mostra preferência a uma dada criança)

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

_____________________________________________________________________________
_________________________________________________________________

58
e) Não compara uma criança com a outra

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

f) Toca a criança / trata o corpo dela com respeito

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

________________________________________________________________________
________________________________________________________________________

59
PARTE 2: DIÁRIO

1. O estagiário preencheu o diário diariamente, durante a Avaliação Integrada


(existem notas para cada dia da AI):
SIM NÃO OBSERVAÇÕES:
__________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________

2. No diário estão descritas concretamenta as acções que realizou, especificamente sobre:


(a) O que fez, como acompanhou as crianças nas actividades livres (acções concretas)

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

(b) Reacções que observou nas crianças, depois de interagir

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

3. No diário estão descritas as reflexões do formando, especificamente sobre:

a) O que acha que conseguiu realizar bem nesse dia, porque acha assim

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

b) Onde teve dificuldades naquele dia

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

c) Que recomendações concretas, tem para si próprio, para o dia seguinte

SIM ÀS VEZES NÃO OBSERVAÇÕES:

_______________________________________________________________________
_______________________________________________________________________

60
Matriz Para Avaliação
Do Relatório De Avaliação Integrada
MARQUE SIM OU NÃO, PARA CADA UM DOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO.

PARTE 1.

Meta pessoal 1 (Escreva aqui a sua meta pessoal Nº 1):

Nº Critério Sim? Comentários

1 O Formando avaliou-se na escala de 1 a 5

2 O Formando referiu pelo menos 2 exemplos


concretos e suficientemente detalhados que
justificam a sua resposta no ponto (a)

Meta pessoal 2 (escreva aqui a sua meta pessoal Nº2):

Nº Critério Sim? Comentários

1 Formando avaliou-se na escala de 1 a 5

2 O Formando deu pelo menos 2 exemplos


concretos e suficientemente detalhados que
justificam a resposta no ponto (a).

Meta pessoal 3 (Escreva aqui a sua meta pessoal Nº3):

Nº Critério Sim? Comentários

1 Formando avaliou-se na escala de 1 a 5

2 O Formando deu pelo menos 2 exemplos


concretos e suficientemente detalhados que
justificam a resposta no ponto (a).

Meta pessoal 4 (Escreva aqui a sua meta pessoal Nº4):

61
Nº Critério Sim? Comentários

1 Formando avaliou-se na escala de 1 a 5

2 O Formando deu pelo menos 2 exemplos


concretos e suficientemente detalhados que
justificam a resposta no ponto (a).

PARTE 2.

Nº Critério Sim? Comentários

1 O Formando alistou todos ou quase todos


os pontos fortes sobre o seu desempenho
que encontrou no relatório do formador.

2 O Formando alistou todos ou quase todos


os pontos fracos sobre o seu desempenho
que encontrou no relatório do formador.

3 O Formando circulou 4 pontos fracos que


achou mais importante.

4 Para cada um dos 4 pontos fracos que


circulou, o formando anotou se concorda
ou não.

5 O Formando deu pelo menos 2 exemplos


concretos que justificam a sua resposta (se
concorda ou não com avaliação do
formador), para cada ponto fraco.

6 O Formando sugeriu pelo menos 1 acção


concreta para melhorar o seu desempenho
em relação a cada ponto fraco.

62
PARTE 3.

Nº Critério Sim? Comentários

1 O Formando descreveu com algum detalhe


e com uma atitude crítica pelo menos 2
lições aprendidas durante a Avaliação
Integrada.

2 O Formando definiu pelo menos 2 novas


metas pessoais ligadas às tarefas de
educador nas actividades livres.

63
©Associação Punda Milea

64
65
66
Bibliografia do Módulo 16

Referências Bibliográficas
1. HOHMANN, MARY & WEIKART, DAVID P. Educar a Criança - Fundação
Calouste Gulbenkian. Portugal, Lisboa (1997).

2. MINISTÉRIO DA MULHER E DA ACÇÃO SOCIAL. Programa Educativo para


crianças do 1º ao 5º ano. Maputo, Moçambique. (in press).

67
Manuais de apoio ao formador centrado na
acção para o nível 3 do curso técnico
profissional de educadores de infância
aprovado pelo PIREP

Manuais LARANJA para módulos de Base


(abordagem chave):

Módulo 2 - Explicar como a criança aprende (I)


Módulo 4 - Demonstrar conhecimentos da
Educação Inclusiva e Centrada na
Criança
Módulo 14 - Explicar como a criança aprende

Manuais VERDES para módulos sobre


processos pedagógicos:

Módulo 1 - Observar crianças na instituição de


infância
Módulo 6 - Promover interacções respeitosas e
eficazes com e entre as crianças
Módulo 8 - Acompanhar crianças nas actividades
livres
Módulo 9 - Realizar os processos diários na
instituição de infância
Módulo 10 - Lidar com comportamentos
desviantes de crianças (I)
Módulo 13 - Comunicar e colaborar com a família

Manuais VERMELHOS para módulos sobre


actividades que beneficiam o
desenvolvimento da criança:

Módulo 3 - Produzir e utilizar os materiais


pedagógicos
Módulo 5 - Preparar ambiente estimulante para
actividades livres (I)
Módulo 7 - Preparar ambiente estimulante para
actividades livres (II)
Módulo 11 - Estimular a linguagem oral na criança
Módulo 12 - Promover a expressão musical e
dramática nas crianças

Manuais AZUIS para Experiência de trabalho e


avaliação integrada

Módulo 15 – Levar a cabo uma experiência de


trabalho numa instituição de infância
(Experiência de trabalho)
Módulo 16 – Melhorar a prática para a
acompanhar as crianças nas
actividades livres (Avaliação
Integrada)

68

Você também pode gostar