Você está na página 1de 9

Apostila 

de Avaliação Nutricional   NUT/UFS  2010 

CAPÍTULO 4

AVALIAÇÃO NUTRICIONAL
EM
IDOSOS

Profa. Dra. Danielle Góes    Profa. Dra. Raquel Simões 
AVALIAÇÃO NUTRICIONAL EM IDOSOS
A avaliação antropométrica em idosos não diferencia muito dos adultos. São utilizados
praticamente os mesmos indicadores, no entanto, deve-se considerar a limitação na aferição
de várias medidas (peso, estatura e dobras cutâneas). Utilizam-se padrões de referências
específicos para esta idade (>60 anos).
Indicadores para avaliação nutricional preconizados em idosos

„ IMC
„ Relação cintura / quadril (RCQ) – idem adultos
„ Circunferência da cintura – idem adultos
„ CP (Circunferência da Panturrilha)
„ CB (circunferência do braço)
„ DCT (Dobra Cutânea Triciptal)
„ CMB (circunferência muscular do braço)

1) AVALIAÇÃO PONDERAL e ESTATURAL

a) Estimativa indireta do peso e estatura

O envelhecimento ocasiona alterações estruturais e morfológicas no indivíduo, assim, alguns


idosos podem apresentar limitações em ficar em pé ou mesmo de se locomover. As aferições
de medidas como peso e estatura podem ser comprometidas. Caso o idoso apresente estas
limitações para realização das aferições diretas do peso e estatura indica-se, nestes casos, a
utilização das equações preditivas de CHUMLEA et al. (1989) para estimativa indireta do peso
e CHUMLEA et al. (1998) para estimativa indireta da estatura.

• Consultar equações nos Quadros 9 e 11 da apostila de adultos

b) Índice de Massa Corporal (IMC)


Não há consenso sobre a definição do que seja um IMC elevado ou baixo para o indivíduo
idoso. Apesar da OMS sugerir para avaliação do idoso a utilização dos pontos de corte
propostos para o adulto jovem (IMC<18,5kg/m2=magreza; IMC≥30kg/m2=obesidade), supõe-
se que valores superiores sejam mais adequados, já que o idoso necessita de uma reserva
maior no sentido de prevenir a desnutrição. Em pesquisas populacionais, a maioria dos
estudos utiliza o IMC médio interno de suas amostras. Seguem a classificação sugerida pela
OPAS (2003) e por LIPSCHITZ (1994).
Tabela 1 – Classificação do IMC segundo a Organização Panamericana de Saúde
(OPAS, 2002)
IMC CLASSIFICAÇÃO
< 23 Baixo Peso
23 - 28 Adequado ou Eutrófico
28 - 30 Sobrepeso
> 30 Obesidade
Fonte: SABE – Saúde, Bem-estar e Envelhecimento – O Projeto Sabe no município de São Paulo: uma abordagem inicial / Maria Lúcia
Lebrão, Yeda A. de Oliveira Duarte. – Brasília: Organização Pan-Americana da Saúde, 2003. 256p. Disponível em
http://www.opas.org.br/publicac.cfm Acesso em 25 de março de 2004.

Tabela 2 – Classificação do IMC sugerido pelo Ministério da Saúde – SISVAN (2004).


IMC CLASSIFICAÇÃO
< 22 Baixo peso
22 - 27 Adequado ou Eutrófico
> 27 Sobrepeso
Fonte: LIPSCHITZ, D. A. Screening for nutritional status in the elderly. Primary Care, 21 (1): 55-67, 1994.

2) CP (Circunferência da Panturrilha)

Tem sido sugerido que a circunferência da panturrilha seja considerado uma medida mais
sensível da massa muscular em idosos.

Pontos de Corte adotados:


> 31 cm : eutrofia
< 31 cm : marcador de desnutrição
3) CB, DCT e CMB

Atualmente, a OMS recomenda para a avaliação nutricional do indivíduo idoso, inclusive nas
nações em desenvolvimento, a utilização dos dados de referência do NHANES III (Tabelas 3 e
4), tendo em vista que este estudo foi construído a partir de uma amostra de 5700 idosos
norte-americanos não institucionalizados, sem limite superior de idade (60 e mais) e com
metodologia padronizada. As Tabelas 3 e 4 apresentam dados para avaliação da CB, DCT, e
CMB. No entanto, a OMS não indica pontos de corte para classificação do estado nutricional.
Assim, sugere-se nesta apostila a adoção dos seguintes pontos de corte:

< p10 Déficit nutricional


p 10 – p25 Risco nutricional

a) Circunferência do Braço – Correlaciona-se bem com conteúdo de gordura


corporal.
b) Dobra Cutânea Triciptal - Quanto ao tecido adiposo, apesar das limitações,
recomenda-se a utilização da dobra cutânea triciptal (DCT).
c) Circunferência Muscular do Braço (CMB) - A circunferência muscular do braço é
outro indicador que pode ser utilizado para estimativa do conteudo muscular.
Correlaciona bem a desnutrição protéico-calórica.
Tabela 3 – Circunferência do braço, dobra cutânea triciptal, circunferência muscular do braço
e índice de massa corporal para homens de 60 anos ou mais, avaliados no Third National
Health and Nutrition Examination Survey – NHANES III (1988-1994)

Variáveis e grupo n Media ± EP² Percentis


de idade¹ 10 15 25 50 75 85 90

CB(cm)
60-69 1126 32,8 ± 0,15 28,4 29,2 30,6 32,7 35,2 36,2 37,0
70-79 832 31,5 ± 0,17 27,5 28,2 29,3 31,3 33,4 35,1 36,1
≥80 642 29,5 ± 0,19 25,5 26,2 27,3 29,5 31,5 32,6 33,3
DCT(mm)
60-69 1122 14,2 ± 0,25 7,7 8,5 10,1 12,7 17,1 20,2 23,1
70-79 825 13,4 ± 0,28 7,3 7,8 9,0 12,4 16,0 18,8 20,6
≥80 641 12,0 ± 0,28 6,6 7,6 8,7 11,2 13,8 16,2 18,0
CMB(cm)
60-69 1119 28,3 ± 0,13 24,9 25,6 26,7 28,4 30,0 30,9 31,4
70-79 824 27,3 ± 0,14 24,4 24,8 25,6 27,2 28,9 30,0 30,5
≥80 639 25,7 ± 0,16 22,6 23,2 24,0 25,7 27,5 28,2 28,8
(1) Todos os grupos étnicos; (2) Erro-padrão. Fonte: Kuczmarski et al.(2000).
Tabela 4 – Circunferência do braço, dobra cutânea triciptal, circunferência muscular do braço
e índice de massa corporal para mulheres de 60 anos ou mais, avaliados no Third National
Health and Nutrition Examination Survey – NHANES III (1988-1994)

Variáveis e grupo n Media ± EP² Percentis


de idade¹ 10 15 25 50 75 85 90

CB(cm)
60-69 1122 31,7 ± 0,21 26,2 26,9 28,3 31,2 34,3 36,5 38,3
70-79 914 30,5 ± 0,23 25,4 26,1 27,4 30,1 33,1 35,1 36,7
≥80 712 28,5 ± 0,25 23,0 23,8 25,5 28,4 31,5 33,2 34,0
DCT(mm)
60-69 1090 24,2 ± 0,37 14,5 15,9 18,2 24,1 29,7 32,9 34,9
70-79 902 22,3 ± 0,39 12,5 14,0 16,4 21,8 27,7 30,6 32,1
≥80 705 18,6 ± 0,42 9,3 11,1 13,1 18,1 23,3 26,4 28,9
CMB(cm)
60-69 190 23,8 ± 0,12 20,6 21,1 21,9 23,5 25,4 26,6 27,4
70-79 898 23,4 ± 0,14 20,3 20,8 21,6 23,0 24,8 26,3 27,0
≥80 703 22,7 ± 0,16 19,3 20,0 20,9 22,6 24,5 25,4 26,0
(1) Todos os grupos étnicos; (2) Erro-padrão. Fonte: Kuczmarski et al.(2000).
4) Avaliação subjetiva do estado nutricional

a) Miniavalição Nutricional (MAN)

• Desenvolvida para avaliar o risco de desnutrição em idosos e identificar aqueles que


possam se beneficiar de intervenção precoce

Consultar Quadro 1
(Fonte: GUIGOZ et al, 1994)
Orientações:
Responda à secção “triagem” (de “1” até “6”), preenchendo as caixas com os números
adequados. Some os números da secção “triagem”. Se a pontuação obtida for igual ou menor
que 11, continue o preenchimento do questionário para obter o escore indicador de
desnutrição.

b) Nutrition Screening Iniciative (NSI)


• Avalia os sinais de risco para desnutrição em idosos: também conhecido por
DETERMINE.
• Consultar Quadro 2
(Fonte: WHITE et al, 1992)
Quadro 1 - Mini Avaliação Nutricional.
MINI AVALIAÇÃO NUTRICIONAL (MAN)
Nome: Sexo: Data:
Idade: Peso (kg): Altura (cm): Altura do joelho (cm):

TRIAGEM
1. Nos últimos três meses houve 11. O que o indivíduo consome
diminuição da ingestão alimentar devido • Pelo menos uma porção de leite ou
a perda de apetite, problemas digestivos derivados por dia?
ou dificuldade para mastigar ou Sim Não
deglutir? • Duas ou mais porções de ovos ou
0 = diminuição severa da ingestão leguminosas por semana?
1 = diminuição moderada da ingestão Sim Não
2 = sem diminuição da ingestão • Carne, peixe ou aves todos os dias?
2. Perda de peso nos últimos 3 meses Sim Não
0= superior a três quilos 0,0= nenhuma ou uma resposta “sim”
1= não sabe informar 0,5= duas respostas “sim”
2=entre um e três quilos 1,0= três respostas “sim”
3= não perdeu peso 12. Consome duas ou mais porções de
3. Mobilidade frutas ou vegetais por dia?
0= restrito ao leito ou à cadeira de rodas 0= não
1= deambula, mas não é capaz de sair de 1= Sim
casa
13. Quantos copos de líquidos (água,
2= deambula normalmente suco, café, chá, bebidas..) ingere por
4. Teve algum estresse psicológico ou dia?
doença aguda nos últimos três meses? 0,0= menos de 3 copos
0= sim 0,5= três a cinco copos
2= não 1,0= mais do que cinco copos
5. Problemas neuropsicológicos 14. Modo de se alimentar
0= demência ou depressão graves 0= não é capaz de se alimentar sozinho
1= demência leve 1= alimenta-se sozinho com alguma dificuldade
2= sem problemas psicológicos 2= alimenta-se sozinho sem dificuldade
6. ÍMC (peso/altura2), em Kg/m2 15. O paciente acredita que tem algum
0= IMC < 19 problema nutricional?
1= 19 ≤ IMC < 21 0= desnutrição
2= 21 ≤ IMC < 23 1=não sabe responder
3= IMC ≥ 23 2= não tem problema nutricional
Escore de triagem (subtotal, Max. 14 16. Em comparação com pessoas da mesma
pontos) idade, como o indivíduo avalia a sua saúde?
12 pontos ou mais: normal; desnecessário 0,0= não muito boa
continuar a avaliação 0,5= não sabe responder
11 pontos ou menos: possibilidade de 1,0= boa
desnutrição; continuar a avaliação 2,0= melhor
AVALIAÇÃO GLOBAL 17. Circunferência do Braço(CB), em cm
7. Reside em domicílio próprio? 0,0= CB > 21
0= não
0,5= 21 ≤ CB ≤ 22
1= sim
1,0= CB >22
8. Utiliza mais de 3 medicamentos por
18. Circunferência da Panturrilha (CP), em
dia?
cm
0= sim
0= CP > 31
1= não
1= CP ≥ 31
9. Lesões de pele ou escaras
TOTAL (MÁXIMO 30 PONTOS):
0= sim
1= não
10. Quantas refeições faz por dia? ESCORE:
0= uma refeição ≥ 24 pontos: bem nutrido
1= duas refeições 17 a 23,5 pontos: risco de desnutrição
2= três refeições < 17 pontos: desnutrido
Apostila de Avaliação Nutricional   NUT/UFS  2010 

Quadro 2 - Lista de Auto-Avaliação: Determine sua Saúde Nutricional


Circule o número na coluna SIM para aquelas afirmativas que se aplicam a
você.
SIM
Tenho uma doença que me fez mudar o tipo e/ou a quantidade de 2
alimentos que ingeria habitualmente
Faço menos de 2 refeições por dia 3
Como poucas frutas ou vegetais ou produtos lácteos 2
Bebo 3 ou mais copos de cerveja, licor ou vinho diariamente 2
Tenho problemas na boca ou nos dentes que causam dificuldades para 2
comer
Nem sempre tenho dinheiro para comprar os alimentos de que necessito 4
Como sozinho na maioria das vezes 1
Tomo 3 ou mais medicamentos por dia, prescritos pelo médico ou 1
comprados para automedicação
Perdi ou ganhei 5 Kg ou mais nos últimos 6 meses, involuntariamente 2
Nem sempre sou capaz fisicamente de comprar, cozinhar, ou alimentar- 2
me sozinho
Total
Se o total é de:
0 -2 BOM. Volte a avaliar a sua pontuação nutricional num prazo de 6
meses.
3-5 RISCO NUTRICIONAL MODERADO. Verifique o que você pode fazer
para melhorar seus hábitos alimentares e seu estilo de vida. Volte a
avaliar a sua pontuação nutricional num prazo de 3 meses.
6 ou mais ALTO RISCO NUTRICIONAL. Leve essa lista na próxima vez que for ao
seu médico ou nutricionista ou outro profissional de saúde ou
social. Fale dos seus problemas e solicite ajuda para melhorar sua
saúde nutricional.

Profa. Dra. Danielle Góes    Profa. Dra. Raquel Simões 

Você também pode gostar