Você está na página 1de 13

Índice

1. Introdução....................................................................................................................................2

1.1. Objectivos.................................................................................................................................2

1.1.1. Objectivo geral.......................................................................................................................2

1.1.2. Objectivos Específicos...........................................................................................................2

1.2. Metodologia..............................................................................................................................2

2. As etapas do processo administrativo..........................................................................................3

2.1. As etapas do processo administrativo.......................................................................................4

2.1.1. Planejamento e tomada de decisão........................................................................................4

2.1.2. Organização...........................................................................................................................5

2.1.3. Direcção e liderança..............................................................................................................6

2.1.4. Controlar................................................................................................................................7

3. Conclusão....................................................................................................................................9

4. Referencias Bibliográficas.........................................................................................................10
1. Introdução

O presente trabalho aborda sobre etapas do processo Administrativo, de salientar que A etapa do
processo administrativo que normalmente exige mais tempo é o planejamento, pois é um
processo sistemático e constante de tomada de decisões. O resultado final do processo de
planejamento, normalmente é o plano, sendo que este deve ser desenvolvido “pela’’
empresa/propriedade e não “para’’ a empresa/propriedade. Se não for respeitado esse aspecto,
têm-se planos inadequados para a situação encontrada, bem como níveis de resistência e de
descrédito efectivos para sua implantação. Todos os planos têm um propósito comum: a
previsão, a programação e a coordenação de uma sequência lógica de eventos, os quais deverão
conduzir ao alcance dos objectivos que os comandam, envolvendo tomada de decisões.

1.1. Objectivos

1.1.1. Objectivo geral

Conhecer as etapas do processo administrativo

1.1.2. Objectivos Específicos

 Definir o processo administrativo


 Identificar as etapas do processo administrativo
 Descrever as etapas do processo administrativo

1.2. Metodologia

A Pesquisa beneficiou-se do método bibliográfico que Segundo Lakatos e Marconi (1991) é


aquele que se baseia em levantamento de informações e conhecimentos acerca do tema a partir
de diferentes materiais bibliográficos já publicados, colocando em diálogo diferentes autores e
dados.

2
2. As etapas do processo administrativo

Segundo Andrade (1996), as etapas do processo administrativo são planejamento, organização,


implementação ou gerenciamento e controle. Os gerentes geralmente desempenham as principais
funções, mas, dependendo das habilidades e posições no nível organizacional, o tempo e o
trabalho gastos em cada função podem ser diferentes.

O processo administrativo é sobre o relacionamento entre uma série de processos, que fluem
contínua e dinamicamente. Embora existam várias distinções em termos desses processos, todos
têm o objectivo final de realizar todos os objectivos que surgem em uma organização.

O processo administrativo refere-se aos procedimentos utilizados perante os órgãos


administrativos. Processos administrativos são as tarefas necessárias para manter uma empresa
funcionando correctamente. (ANDRADE 1996)

Basicamente, qualquer coisa que envolva o gerenciamento de informações que dão suporte a um
negócio é um processo administrativo. Esses processos administrativos são um sistema de regras
pelas quais os processos necessários para gerenciar uma organização são governados.

As etapas básicas do processo administrativo devem servir como uma maneira sistemática de
alcançar os objectivos. Esses procedimentos administrativos devem estabelecer eficiência,
perseverança, responsabilidade e prestação de contas. (ANDRADE 1996)

Em um projecto, deve-se enfatizar que todos os administradores, independentemente de suas


atitudes ou habilidades, se envolvem em algumas funções inter-relacionadas, a fim de alcançar
os objectivos desejados.

De acordo com Andrade (1996), todas as etapas do processo administrativo devem estar
relacionadas e nenhuma pode ser ignorada. Essas etapas são projectadas para manter um
ambiente em que a equipe, trabalhando em grupos, possa realizar com eficiência as tarefas
seleccionadas.

3
2.1. As etapas do processo administrativo

2.1.1. Planejamento e tomada de decisão

O planejamento envolve a determinação dos seguintes cursos de ação. Olhar para o futuro e
prever possíveis tendências ou ocorrências que possam influenciar a situação de trabalho é a
principal qualidade. (CHIAVENATO, 2001)

Para Cunha (2013), Planejar significa definir uma meta organizacional e decidir a melhor
maneira de alcançá-la. O planejamento envolve a tomada de decisões, independentemente dos
objectivos e do possível curso de acção futuro de um conjunto de alternativas.

O plano ajuda a manter a eficácia do gerenciamento, pois funciona como um guia para a equipe
realizar actividades futuras. A selecção dos objectivos, bem como a melhor maneira de alcançá-
los, é o que envolve o planejamento. (CHIAVENATO, 2001)

Em resumo, planejar significa determinar a posição da organização e qual deve ser a situação em
algum momento no futuro; bem como decidir como é a melhor maneira de lidar com a situação.

De acordo com Chiavenato (2001), o planejamento é feito daquela parte responsável por ver
como algo será feito. Ou seja, responda a perguntas como:

 O que queremos alcançar?


 O que temos que fazer para alcançar nosso objectivo?
 Quem será o responsável por cada parte do processo para atingir o objectivo?
 Quando e em que termos cada acção será realizada?
 De quais recursos precisamos?
 Onde podemos obter os recursos?
 Qual é o custo desses recursos?
 Que tipo de contratempos podemos ter e como vamos resolvê-los se surgirem?
 O que fazemos quando nos deparamos com um revés que não havíamos previsto?

4
Em suma, é tudo o que devemos decidir antes de começar. Sem planejamento, correremos sem
rumo. E como sabemos, não importa correr muito rápido se não temos um plano.
(CHIAVENATO, 2001)

2.1.2. Organização

A organização pode ser definida como o processo no qual os planos estabelecidos avançam para
a realização. O planejamento envolve a coordenação de actividades e recursos.

Uma vez que o gerente tenha declarado as metas e os planos de desenvolvimento, sua próxima
função é organizar o capital humano e outros recursos identificados como necessários, de acordo
com o plano para alcançar o objectivo.

A organização envolve determinar como as actividades e os recursos devem ser reunidos e


coordenados. A organização também pode ser definida como uma estrutura intencionalmente
formalizada de cargos ou funções que as pessoas podem preencher em uma organização.

A organização produz uma estrutura de relacionamentos e é através desses relacionamentos


estruturados que os planos futuros são perseguidos. Por esse motivo, a organização é a parte do
gerenciamento que envolve o estabelecimento de uma estrutura de função intencional para que as
pessoas possam preenchê-las.

Deve-se garantir que as tarefas necessárias para alcançar os objectivos sejam atribuídas às
pessoas que possam realizá-los da melhor maneira possível.

O objectivo de uma organização estrutural é criar um ambiente para o melhor desempenho


humano. Em resumo, a organização está decidindo onde as decisões serão tomadas, quem
executará certos trabalhos e tarefas, quem trabalhará para quem e como os recursos serão
distribuídos.

Depois de fazer um planejamento, é hora de organizar. Isso é, colocado de forma muito simples,
distribuir as tarefas. De alguma forma, dê sentido a todas as perguntas que tentamos responder
no estágio de planejamento. Algumas questões a resolver nesta fase do processo administrativo
são:

5
 Em que ordem vamos cuidar das tarefas?
 Quem será o responsável por cada tarefa?
 Vamos realizar as tarefas juntos ou cada um ficará encarregado de uma coisa?
 Ao tomar decisões, vamos tomá-las democraticamente?
 A hierarquia será horizontal ou vertical?

Embora essas perguntas possam parecer parte do planejamento, o foco aqui é transmitir o
conceito. Ou seja, é uma parte que estabelece como tudo está organizado. Ou seja, quando está
funcionando, quais princípios organizacionais são seguidos.

2.1.3. Direcção e liderança

A capacidade de influenciar as pessoas para um propósito específico é chamada liderança. A


liderança é considerada o elemento mais importante e difícil de todos os processos
administrativos.

Ser director implica influenciar ou incentivar um membro da organização a trabalhar em


conjunto com o interesse da organização.

A criação de uma atitude positiva em relação ao trabalho e às metas entre os membros da


organização também se enquadra nessa categoria. É necessário, pois ajuda a atender aos
objectivos de eficiência e eficácia, alterando o comportamento dos funcionários; O
gerenciamento envolve vários processos adiados.

As funções de dirigir, motivar, comunicar e coordenar são consideradas parte do sistema ou


processo de gestão ou liderança. A motivação também é uma qualidade essencial da liderança;
Gerentes eficientes precisam ser líderes eficazes.

A coordenação é essencial nesta fase. Uma boa habilidade de coordenação é a essência de um


bom gerente, uma vez que a harmonia pode ser alcançada entre os esforços individuais para
alcançar os objectivos do grupo.

6
A gestão, ao contrário do que muitos pensam, não precisa ficar a cargo de uma única pessoa.
Também pode ser administrado por um grupo de direcção. No entanto, a gestão é responsável
por ajudar, intervir, apoiar ou motivar o trabalho que está sendo realizado.

Assim, por exemplo, cabe aos directores influenciar os integrantes do projecto. Seja ajudando,
dando alternativas ou evitando conflitos entre diferentes partes da organização.

2.1.4. Controlar

Para Santos, (2007), o controle envolve actividades de monitoramento e avaliação. O


monitoramento do progresso organizacional para alcançar uma meta é chamado controlo. O
monitoramento do progresso é essencial para garantir a consecução de uma meta organizacional.

Controle significa medir, comparar, encontrar desvios e corrigir todas as actividades


organizacionais executadas para atingir as metas ou objectivos.

O controlo consiste em actividades como: medir o desempenho, comparar os padrões existentes e


encontrar alguns desvios e corrigir esses desvios. As actividades de controlo geralmente se
relacionam com a medição e avaliação de resultados ou o progresso das acções que foram
tomadas para atingir a meta. (SANTOS, 2007)

Algumas formas de controlo, como orçamento de despesas, recursos de inspecção e registo de


horas perdidas de trabalho são geralmente comuns. Cada medida também mostra se os planos
estão funcionando.

Se as referências persistirem, as coerções apropriadas devem ser aplicadas. Se forem encontrados


resultados diferentes da acção planejada, as pessoas responsáveis devem ser identificadas para
executar as acções necessárias que melhoram o desempenho.

Dessa maneira, o resultado é controlado pelo controle do que as pessoas fazem. O controlo é a
última etapa do processo administrativo, mas não é o menos importante. Você pode dizer que o
planeamento descontrolado é inútil. Graças ao controle, você pode alcançar uma meta. (Santos,
2007)

7
Depois de fazer um planeamento, é hora de organizar. Isso é, colocado de forma muito simples,
distribuir as tarefas. De alguma forma, dê sentido a todas as perguntas que tentamos responder
no estágio de planeamento. Segundo Santos (2007), algumas questões a resolver nesta fase do
processo administrativo são:

 Em que ordem vamos cuidar das tarefas?


 Quem será o responsável por cada tarefa?
 Vamos realizar as tarefas juntos ou cada um ficará encarregado de uma coisa?
 Ao tomar decisões, vamos tomá-las democraticamente?
 A hierarquia será horizontal ou vertical?

Embora essas perguntas possam parecer parte do planejamento, o foco aqui é transmitir o
conceito. Ou seja, é uma parte que estabelece como tudo está organizado. Ou seja, quando está
funcionando, quais princípios organizacionais são seguidos.

8
3. Conclusão

Após feito o trabalho conclui-se que a tarefa da administração é interpretar os objectivos


propostos pela organização e transformá-los em acções organizacionais por meio do
planejamento, organização, direcção e controle em todas as áreas e níveis da organização, a fim
de alcançar tais objectivos de maneira eficaz. Esta sequência de Planejar, Organizar, Dirigir e
Controlar, também chamada de “funções do administrador”, forma o ciclo administrativo, ou
processo administrativo. Se um "administrador de fazendas" não faz estas funções na prática, ele
é um "tomador de contas", mas administrador não. Na realidade, as funções do administrador que
formam o processo administrativo são mais do que uma sequência cíclica, pois elas estão
intimamente relacionadas em uma interacção dinâmica. Resumidamente, o processo (ou ciclo)
administrativo possui quatro etapas básicas

9
4. Referencias Bibliográficas

 ANDRADE, J. G. Introdução à administração rural. Lavras: UFLA/FAEPE, 1996.


 CHIAVENATO, Idalberto. Teoria Geral da Administração. Vol. I, Editora Campus, 6ª.
Ed., Rio de Janeiro/RJ, 2001.
 CUNHA, L. F.P. da. O método PDCA como ferramenta de melhoria contínua dos
processos e suporte para a elaboração do planejamento estratégico das empresas. Revista
UNIABEU: V.6, n. 14, 2013.
 OLIVEIRA, DJALMA DE PINHO REBOUÇAS DE. Planejamento estratégico:
conceitos, metodologia e práticas, 31ª edição. São Paulo: Atlas, 2013.
 SANTOS, Marcos Veiga dos; FONSECA, Luís Fernando Laranja da. Estratégias para
Controle de Mastite e Melhoria da Qualidade do Leite. Editora: Manole, 2007.

10
INSTITUTO POLITÉCNICO GLOBO NZERO MBAWIRI

CURSO: GESTÃO FINANCEIRA E PATRIMONIAL

Modulo: Identificar e classificar as organizacoes e suas funcoes internas

CV3

Tema: Como apoiar a elaborar e modificar contractos de trabalho

Discentes:

Lenady Marcelino L. Camponda

Chimoio, Maio de 2022


INSTITUTO POLITÉCNICO GLOBO NZERO MBAWIRI

CURSO: GESTÃO FINANCEIRA E PATRIMONIAL

Modulo: Identificar e classificar as organizacoes e suas funcoes internas

CV3

Tema: Como apoiar a elaborar e modificar contractos de trabalho

Discentes:

Lenady Marcelino L. Camponda

Docente: dr. Irineu Nhamposse

12
Chimoio, Maio de 2022

13

Você também pode gostar