Você está na página 1de 5

Paper Científico

A CONTRIBUIÇÃO DA DIDÁTICA PARA A FORMAÇÃO DOCENTE:


OS DESAFIOS ENFRENTADOS EM SALA DE AULA

SUELEN SANTOS DE CARVALHO COUTO

RESUMO

O presente trabalho tem como objetivo, estudar as contribuições da didática para


superar os desafios existentes em sala de aula nos dias de hoje. Esse estudo
justifica-se pela falta de interesse da maioria dos alunos em aprender. Para tanto, foi
realizado um estudo bibliográfico sobre o tema, focado em mostrar que o devemos
estar sempre nos aprimorando, além de reconhecer as novas dimensões da prática
docente. Portanto, concluiu-se que todos os educadores e profissionais da área
precisam estar atentos aos elementos relacionados ao ensino que podem ajudar a
melhorar o ensino para melhorar a qualidade do ensino.
1

Palavras-chave: Professor. Ensino. Método.

1 INTRODUÇÃO

Muitas vezes ouvimos os alunos dizerem: “O método de ensino do


professor não é bom”, ou ainda: “O método de ensino deste professor é melhor que
os outros”. De modo geral, a didática é considerada como um conjunto de
conteúdo (como se fosse um manual) que ensinará a ensinar, porém, a didática vai
muito além disso e outras práticas de ensino desempenham um papel importante
na formação profissional da prática docente. Nós futuros professores, temos uma
enorme responsabilidade em fornecer um ensino de alta qualidade dentro do
ambiente escolar, partindo do pressuposto de que os educadores devem estar
sempre atualizados no sentido de inovação e, introduzimos diversas disciplinas em
sua grade curricular além de cursos de aperfeiçoamento ao próprio profissional,
mas também a participar da educação continuada.
O interesse por essa pesquisa surgiu a partir dos desafios que os
professores já enfrentam e que nós futuros professores iremos enfrentar e também
para responder alguns questionamentos, entre eles, de como uma didática de

Trabalho de Conclusão de Curso – Pedagogia


Atividade de Estudo Módulo 52/2022
Paper Científico

qualidade contribui na construção da identidade do professor. A construção da


identidade profissional é um processo de redefinição, ou seja, podemos dizer que
os professores constroem e reconstroem suas experiências a todo momento no
seu processo de formação e em sua trajetória profissional. Os futuros professores
devem vivenciar situações e experiências em seu futuro campo de trabalho durante
sua formação para estabelecer sua identidade.
As posturas que adota, os métodos, as técnicas de ensino, os métodos de
contato com os alunos, as ferramentas, sua relação com os alunos etc., fazem
parte do ensino do professor. A pedagogia do professor é estabelecida por ele, a
partir de sua prática docente, sempre baseada na teoria aprendida. Há uma série
de elementos que compõe a pedagogia do professor, e cada aula exigirá
exercícios diferentes. Os educadores devem usar a pedagogia como fator
intermediário em seu trabalho e armado com esse conhecimento, o professor pode
4
dominar vários métodos e conceitos que o ajudam a preparar planos e orientar o
ensino em sala de aula. É dever do professor atualizar-se constantemente para
melhorar a si mesmo como profissional prática em sala de aula. Em suma, é
preciso pensar na docência como um despertar teórico-científico do cotidiano do
trabalho docente, em que a ponte efetiva é o ensinar e o aprender que é
importante todos os dias. O processo de ensino, objeto de pesquisa do ensino, não
pode ser considerado limitado às atividades em sala de aula. Portanto, os
professores precisam compreender os métodos e as formas de organização do
ensino, bem como as diretrizes que regulam e orientam o processo de ensino e há
a necessidade de compreender e reconhecer as diferentes tecnologias e métodos
educacionais existentes que contribuem para a qualidade da educação.

2 FUNDAMENTOS TEÓRICOS

Na década 80, houve um movimento no campo da educação, que constitui


a luta dos professores em recuperar os direitos e obrigações de participar na
definição da política educacional e a restauração das escolas públicas. Nesta
mesma época, houve um movimento para discutir sobre a formação de
professores, didática e ensino baseados em uma pedagogia crítica e era
Trabalho de Conclusão de Curso – Pedagogia
Atividade de Estudo Módulo 52/2022
Paper Científico

empreendido por nobres educadores brasileiros, entre eles Candau, Libâneo,


Saviani, entre outros que contribuíram para a compreensão da didática nos dias de
hoje.
Supõe-se que o objeto de estudo da didática seja o processo de ensino-
aprendizagem (Candau, 2012), ou melhor, os processos, pois não existe um
modelo único de ensino ou aprendizagem. Entende-se, em primeira análise, que
não é possível conceber o ensino sem o aprender. A didática precisa buscar
alternativas para os problemas da prática pedagógica.
Segundo Libâneo (2015), a didática é a ciência profissional dos
educadores, pois é responsável por formular conhecimentos, tanto teóricos quanto
práticos, a serem mobilizados por meio da ação profissional docente. Ainda
segundo o autor:

A pedagogia articula a lógica do conhecimento a ser ensinado (a dimensão 5


epistemológica), a lógica do estilo de aprendizagem (dimensão
psicopedagógico) e a lógica da aprendizagem em relação entre a prática
sociocultural e o ensino (a dimensão sociocultural e sistema), o que exige
que ele se baseie na epistemologia da relação entre disciplina,
conteúdo/método/método de ensino, processo de aprendizagem e
desenvolvimento, interface com a prática cultura social. (LIBÂNEO 2015, p.
39-40)

Portanto, é óbvio que a busca pela unidade e a interdependência da


didática depende de uma compreensão da relação entre o conhecimento da
disciplina e o conhecimento pedagógico, com as ligações necessárias entre as
dimensões pedagógica e epistemológica do ensino sendo enfatizadas na formação
de professores.

A didática permite-nos estudar os métodos, formas e componentes que


orientam a aprendizagem dos professores. A prática educativa se dá para que ele
seja também um profissional qualificado e crítico, capaz de intervir no
comportamento de seus alunos. Com isso, os alunos poderão agir de forma crítica,
potencialmente vendo a realidade e mudando-a para melhorá-la para as gerações
futuras. Além disso, segundo Silva et al. (2015), a didática desempenha um papel
de extrema importância nos cursos de formação de professores como disciplina,
dando aos alunos uma perspectiva mais ampla sobre como agir e como direcionar
sua própria prática, com importantes implicações para os futuros educadores.

Trabalho de Conclusão de Curso – Pedagogia


Atividade de Estudo Módulo 52/2022
Paper Científico

Um outro fator muito importante a serem estudados, são os elementos que


compõem a prática docente, e segundo Damis (2012) são eles: professores,
alunos, conhecimentos utilizados, procedimentos, recursos e técnicas. Mudar a
relação entre os componentes que compõem a prática docente é uma das
questões que os programas de formação do comportamento docente dos
profissionais da educação abordam. Damis (2012) acredita que o objeto de
pesquisa da pedagogia é a arte de ensinar. Incentivar e permitir que os alunos
participem ativamente de experiências de aprendizagem que enfatizem a
construção do conhecimento, desenvolvendo currículos que se aproveitam aos
interesses dos alunos, da comunidade escolar e da sociedade, do uso das novas
tecnologias de comunicação e informação e da organização do trabalho
interdisciplinar e coletivo são dimensões que algumas escolas enfatizam. Ensino
de conteúdo que visa transformar a prática educativa para o desenvolvimento
4
escolar.

3 CONSIDERAÇÕES FINAIS

Durante o estudo sobre a contribuição da didática na formação de


docentes, notou-se sua importância relevante na contribuição para o trabalho dos
profissionais da educação, além de fornecer uma importante contribuição teórica e
prática para a formação de professores, pois ilumina os condicionantes da
docência e do processo de ensino, ao mesmo tempo em que subsidia a execução
das tarefas docentes. Este trabalho visa ajudar os professores a reformular sua
prática a partir dos desafios enfrentados em sala de aula e sobre os elementos que
contribuem para a melhoria do desempenho docente. A compreensão e a
consciência do uso da didática na prática docente, aliadas à situação real da
escola e dos alunos, tornarão a aprendizagem verdadeiramente significativa para
todos os envolvidos no processo de ensino.
Nesse sentido, constatamos que os fundamentos teóricos que influenciam a
prática estão intrinsecamente ligados à formação da identidade profissional dos
professores. Ressaltamos a importância dos fundamentos teóricos para uma prática
docente transformadora, ou seja, podemos compreender que a teoria e a prática
Trabalho de Conclusão de Curso – Pedagogia
Atividade de Estudo Módulo 52/2022
Paper Científico

favorecem a construção do saber docente, auxiliam o educador a pensar a prática


e o tornam um profissional reflexivo. Nesse caso, o professor reflete sobre seu
comportamento docente e, assim, modifica seu comportamento para melhorar sua
prática docente. No entanto, acreditamos ser necessário buscar uma pedagogia
que valorize todos os envolvidos no processo educativo.
Por fim, devemos defender a necessidade de priorizar novas didáticas no
processo de formação inicial e continuada de professores que contribuam
verdadeiramente para a prática pedagógica e os professores precisam entender
que o conhecimento é constante progresso e renovação, ele é responsável por
liderar a maioria das tarefas no desenvolvimento do aluno e criar habilidades que
os façam perceber a importância da educação sua vida. Isso possibilita a
construção de novos conhecimentos de forma significativa para eles no ensino,
libertando-os dos conceitos tradicionais usados em sala de aula, para que os
5
alunos possam se afastar de noções ingênuas de aprendizagem e se tornarem
conscientes, ou melhor, ser um sujeito critico que sabe que pode modificar a si
mesmo e ao seu entorno.

REFERÊNCIAS

CANDAU, Vera Maria. A didática e a formação de educadores – da exaltação à


negação: a busca da relevância. In: CANDAU, Vera Maria (org.). A didática em
questão. 33. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012. p. 13-24.

DAMIS, Olga Teixeira. Planejamento escolar: expressão técnico-político de


sociedade. In: VEIGA, Ilma Passos Alencastro et al. (org.). Didática: o ensino e suas
relações. 18. ed. Campinas: Papirus, 2012. p. 171-183.

LIBÂNEO, José Carlos. Formação de professores e didática para o desenvolvimento


humano. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 40, n. 2, p. 629-650, abr./jun.
2015.

SILVA, Jaqueline Santos Pequeno da; DAMIÃO, Alisson Lima; COSTA, Ademárcia
Lopes de Oliveira; WALKER, Maristela Rosso. Planejamento e avaliação no contexto
da didática: uma experiência acreana. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO
– EDUCERE, 12., 2015, Curitiba. Anais [...]. Curitiba: PUCPR, 2015. p. 42072-
42083. Disponível em: https://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2015/16122_9317.pdf.
Acesso em: 26 abr. 2022.

Trabalho de Conclusão de Curso – Pedagogia


Atividade de Estudo Módulo 52/2022

Você também pode gostar