Você está na página 1de 3

INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL

DELEGAÇÃO REGIONAL DE LISBOA E VALE DO TEJO


CENTRO DE EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL DA AMADORA
SERVIÇO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DA AMADORA

BALANÇO FINAL DO MÓDULO

Formando/
a: Luis Fabio e Mello Xavier Rodrigues

Ação: EFA NSPRO – Técnico/a de Segurança de Trabalho 02

Módulo:  10332 Agentes Físicos- Avaliação e Controlo dos Riscos

Formador/a:  Maria Pilar Dias

Data de
entrega:

1. Resumo
No dia 5 de janeiro de 2021 teve início a UFCD 10332 Agentes Físicos- Avaliação e
Controlo dos Riscos, com a duração de 25 horas, lecionada pelo formador Maria Pilar
Dias, do curso TST 02 e concluída no dia 11 de março de 2022.
Este módulo teve como objetivo o conhecimento dos agentes Físicos, nos quais
aprendemos sobre; ambiente térmico (estudo do ambiente térmico nos locais de
trabalho) a Natureza dos riscos, conceitos, ambiente térmico e suas variáveis, Parâmetros
recomendáveis, Avaliação, Conforto térmico e stress térmico.
Vimos avaliação de riscos em ambientes quentes e respetivas medidas de prevenção,
assim como medidas de proteção individual como de vigilância medica.
Aprendemos o que são vibrações, tipo de vibrações, sua caracterização, origem, como é
medida a sua intensidade, bem como os seus efeitos.
Estudamos o comportamento do corpo humano do ponto de vista mecânico.
Vibrações mão/braço, riscos para saúde e seu limite de exposição.
Aprendemos sobre instrumentos de medição e avaliação dos seus riscos, medidas adotar
de prevenção, e o Decreto Lei n.º 46/2006, de 24 de fevereiro , transpõe a
Diretiva n.º 2002/44/CE, do Parlamento Europeu e do Conselho,
de 25 de junho, relativa às prescrições mínimas de proteção da
saúde e segurança dos trabalhadores em caso de exposição aos
riscos devidos às vibrações
elaboramos 2 trabalhos em Excel sobre como determinar a exposição pessoal diária e
semanal do trabalhador às vibrações do sistema mão-braço e do corpo inteiro, é de
salientar a forma como a formadora foi explicando de forma muito clara e paciente de
como poder resolve lo, apos a conclusão lemos um folheto bem estruturado sobre Lesões
das cervicais e dos membros superiores relacionadas ao trabalho.
Estudamos avaliação e controlo dos riscos, como aplicar métodos e técnicas de avaliação
e controlo da exposição aos agentes físicos e procedimentos de verificação dos
instrumentos de medição.
Conhecemos os tipos de agentes físicos; Ruído; vibração; iluminação; ambiente térmico
Enquadramento legal e normativo
INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL
DELEGAÇÃO REGIONAL DE LISBOA E VALE DO TEJO
CENTRO DE EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL DA AMADORA
SERVIÇO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DA AMADORA

Valores limite de exposição, valores de ação e valores de referência


Estudamos o Ruido sua Anatomia e medição

2. Reflexão
Infelizmente, é comum que trabalhadores com perda auditiva reproduzam os
valores do ambiente social que experienciaram, e assim, passam a aceitar a perda
auditiva como decorrência natural da sua ocupação, ou consideram-se culpados pela
doença adquirida, e/ou reagem buscando o auxílio dos serviços de saúde apenas com a
expectativa da compensação financeira. Essa conduta se constitui um ciclo de
desproteção à coletividade de trabalhadores na medida em que oculta as fontes externas
de risco, perpetuando a sua manutenção.
São questões que nos desafiam, como profissionais da Saúde do Trabalhador, na
busca de mudanças que promovam melhores condições de trabalho e saúde para a
população. Neste contexto, perspectivas positivas certamente acompanhariam uma
iniciativa do País em planejar e implementar um programa nacional de prevenção da
e de promoção da saúde auditiva do trabalhador.

Uma boa iluminação deve, necessariamente, ser adequada à tarefa a


desempenhar, tendo em vista o conforto visual do trabalhador. Uma
iluminação adequada atende, pois, a todas as exigências de quantidade e de
qualidade da iluminação (iluminância, luminância, uniformidade, contraste e
cor), requisitos que contribuem para determinar as condições de uma
adequada visibilidade.

3. Conclusão:
Por tudo que abordamos, entendo que

Apos esta UFCD sinto me capaz de identificar e analisar estas situações de risco

o meu agradecimento a formadora Sara Duarte pela forma leve e paciente com que passou
INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL
DELEGAÇÃO REGIONAL DE LISBOA E VALE DO TEJO
CENTRO DE EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL DA AMADORA
SERVIÇO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DA AMADORA

esta matéria bastante importante.

4. Palavras-Chave:

Você também pode gostar