Você está na página 1de 7

Agora vamos para a fase de execução do projeto.

Portanto, convido você a ficar atento (a), para


colher bons resultados.

A fase de execução consiste em colocar em prática todas as tarefas planejadas, nas condições de
qualidade, custos, prazos e de forma a alcançar os objetivos das partes interessadas. Essa fase
caracteriza-se por um intenso trabalho em equipe, sob a coordenação geral de uma pessoa
responsável pelo projeto.

Fase de Controle

Controle

• Compara o efetivo feito e o planejado.

• Mantém os trabalhos no rumo dos objetivos, dentro dos prazos e custos.

A fase de controle segue os passos da execução, podendo dar origem a diversos retoques e
ajustes no planejamento inicial, mantendo-se, porém, o escopo do projeto.

O principal ingrediente do processo de controle ou monitoramento é a obtenção de informações


sobre as três variáveis do projeto.

1 – Escopo do projeto e do produto: especificações a serem atingidas pelo produto principal e


produtos ou resultados associados.

Controle do Escopo

Verificação do impacto nos custos, prazos e alocação de recursos;

• Formalização da mudança após replanejamento;

• Lições Aprendidas.

Mudanças ocorrem por:

• Evento externo;

• Erro no planejamento;

• Ocorrência de um assunto de risco.

2 – Tempo: duração prevista do projeto, datas previstas para o início e conclusão de fases, datas
previstas para a entrega de produtos.

Controle do cronograma

• Verificação de andamento do projeto;


• Medição da perfomance;

• Atualizações do cronograma;

• Ações corretivas;

• Lições aprendidas.

3 – Custo: custos previstos, cronograma de desembolsos previstos, cronograma previsto de


liberação de recursos.

Controle dos custos

• Revisões das estimativas de custos;

• Estimativas para conclusão;

• Ações corretivas;

• Lições aprendidas.

Quando o projeto depender de fornecimentos, deve-se manter um registro das entregas que
devem ser feitas: natureza dos produtos e serviços contratados, quantidade encomendada, data e
local de entrega. Com esse registro, o Gerente e a equipe podem fazer o controle e garantir a
continuidade do “programa” de trabalho do projeto.

Visão Geral
O gerente de projeto deve coordenar os recursos para realizar o que foi planejado e
controlar toda variação ocorrida. As variações são identificadas através da comparação do
realizado com as linhas de base de prazo, custo e escopo salvas no planejamento.
O gerente de projeto certifica-se que as entregas estejam em alinhamento com o escopo
do projeto, defende o escopo de mudanças e confirma o nível previsto da qualidade do
trabalho que está sendo executado.
Finalmente, a equipe do projeto informará ao gerente de projeto o progresso de suas
atividades, que por sua vez, irá relatar o progresso do projeto ao patrocinador de projeto, e
aos principais stakeholders do projeto conforme definido na estratégia de comunicação.

4.2Pré-requisitos
 Clara definição dos objetivos do projeto;
 Plano de projeto detalhado e aprovado;
 Comprometimento da equipe do projeto em relação as entregas e seus marcos.

4.3Fatores críticos de sucesso:


 Executar, monitorar e controlar conforme definido no plano de projeto;
 Fazer o Status Report periodicamente conforme definido no plano de projeto;
 Quando mudanças forem solicitadas, seguir o processo de aprovação e caso
aprovado, atualizar o planejamento e documentos afetados.
 Participação do cliente;
 Processo pró-ativo de governança do projeto;
 Comprometimento dos membros da equipe com suas entregas e marcos;
 Execução dos checkpoints especificados para validação das entregas do projeto;
 Documentação dos problemas identificados no Issues Log.
 Gestão dos riscos e implementação das atividades de respostas a riscos

4.4Passos

6-Engajar as partes interessadas


Guia:

 Mobilizar a equipe do projeto


 Desenvolver a equipe do projeto
 Gerenciar a equipe do projeto
 Gerenciar o engajamento das partes interessadas
 Controlar o engajamento das partes interessadas

A finalidade do processo é fornecer um mecanismo para organizar, manter e acompanhar


a resolução de problemas e gerenciar o engajamento das partes interessadas.
O processo padrão de resolução de problemas do PMO é formado pelos seguintes
passos:

 Membros da equipe do projeto informam o gerente de projeto dos problemas do


projeto;
 Gerente de Projeto deve entender e descrever o problema, identificar alternativas
para resolvê-lo com a equipe do projeto;
 Definir a melhor alternativa a ser adotada com os reponsáveis pela decisão
detalhando ações requeridas, responsável e data prevista para cada ação;
 Comunicar os responsáveis e acompanhar a resolução do problema.
 Todos os problemas necessitam ser revistos periodicamente.
 Gerente de Projeto é responsável por armazenar todos os problemas e seu
histórico em um Log de Problemas.
 Quando o problema for resolvido e verificado, o Gerente de projeto registra quando
o problema foi resolvido e fecha o problema.

Checklist
Issues Log criado e atualizado.
Membros da equipe do projeto sabem como submeter um problema.
Problemas identificados e encaminhados.
Problemas revisados periodicamente até que sejam resolvidos.
Problemas atualizados com a resolução e status.
Processos e os documentos impactados com a resolução do problema atualizados.
Saída: Issues Log
7-Orientar e Executar o que foi
planejado
Guia:

 Orientar e gerenciar o trabalho do projeto


 Gerenciar o conhecimento do projeto
 Gerenciar a qualidade

Baseado no cronograma (Passo 4), você deve coordenar os responsáveis para realizar o
que foi planejado.
Na execução, começam a aparecer os primeiros desvios e a pressão e o pânico começam
a surgir com maior frequência. Você deve usar suas ferramentas e habilidades de modo a:

 Conectar as partes interessadas para atingir o objetivo do projeto;


 Manter a equipe motivada;
 Lidar com os conflitos;
 Agilizar a tomada de decisão;
 Identificar as causas de desvios e problemas;
 Garantir os níveis de serviço contratados tanto da equipe interna quanto dos
fornecedores;
 E principalmente, saber a dose certa de pressão.

E por esse motivo, você se preparou para esse momento (Passo 6).
Saída: Entregas aceitas e processos aperfeiçoados.

8-Monitorar prazo e custo e Gerar


Status Report
Guia:

 Monitorar e controlar o trabalho do projeto


 Controlar o Cronograma
 Controlar os custos

O processo tem como objetivo:

 Determinar se existem desvios em relação a linha de base de prazo e custo;


 Influenciar os fatores que causam esses desvios.
 Gerenciar as mudanças quando ocorrerem.

Composto por:

 Coleta das informações de desempenho das atividades.


 Atualização do cronograma.
 Identificação das variações de prazo e custo e de suas causas.

CheckList
Assegurar que o trabalho relatado descreve exatamente o trabalho realizado.
Monitorar o andamento das atividades de todos integrantes da equipe do projeto e
sempre que houver desvios do planejado, identificar alternativas e executar a
alternativa selecionada.
Notificar o PMO dos desvios e pedir aconselhamento quando julgar necessário.
Acompanhar o número de vezes de desvios no projeto por recurso para apresentar
mensalmente no comitê.
Quando não for mais possível cumprir com o planejado, solicitar aprovação do PMO para
salvar uma nova linha de base.
Armazenar todas as mudanças na linha de base.
Informar stakeholders sobre mudanças aprovadas.
Variações são compreendidas e controladas.
Saída: Cronograma do projeto atualizado.

9-Controlar Mudanças no Escopo


Guia:

 Controlar o escopo
 Realizar o controle integrado de mudanças

A gestão do escopo do projeto tem como objetivo:

 Assegurar que o projeto inclua todo o trabalho requerido, e somente o trabalho


requerido, para terminar o projeto com sucesso.

 Identificar todos os elementos que solicitam mudanças no escopo do projeto e


influenciá-los para assegurar que as mudanças sejam benéficas;
 Planejar a execução das mudanças aprovadas atualizando os documentos
necessários e alocando os recursos necessários.

Uma mudança de escopo impacta nos custos e prazos do projeto. O pedido de mudança
deve ser encaminhado de acordo com o controle integrado de mudanças definido no plano
de projeto.
Além disso, a mudança de escopo impactará nos processos de planejamento e seus
respectivos documentos. As mudanças do escopo serão comunicadas de forma clara à
equipe do projeto pelo gerente de projeto.
CheckList
Assegurar que a mudança do escopo seja benéfica.
Avaliar o impacto da mudança de escopo.
Seguir o processo da aprovação definido no controle integrado de mudanças definido no
plano de projeto.
Comunicar claramente a cada integrante do projeto as mudanças de escopo e as
implicações nas atividades de sua responsabilidade;
Atualizar o plano de projeto e documentos auxiliares com as mudanças de escopo
aprovadas.
Saída: Registro das mudanças

4.5Saída

4.5.1Status Report
Os relatórios de status detalham a seguinte informação:

 Atividades Concluídas no período


 Atividades em andamento
 Atividades iniciando no próximo período
 Pontos de Atenção

Os seguintes documentos podem ser anexados ao Status Report:

 Planos de recuperação para atividades com atraso;


 Planos de ação corretiva para problemas esperados;

 Resolução para itens de ação associados;


 Issues Log

Status Report em Word


Status Report em PowerPoint

4.5.2Documentos de
planejamento atualizados
Entregas neste estágio incluem documentos de planejamento consistentes e atualizados
tais como o cronograma do projeto, o plano de trabalho, a estratégia de comunicação, etc..
Deve haver um processo formal da revisão e de aprovação para a atualização dos
documentos de planejamento.

4.5.3Entregas específicas do
projeto
Estas entregas dependem da natureza do projeto e do ciclo de vida do desenvolvimento
de sistemas. A maioria destes entregas são identificadas durante o estágio de
planejamento.
Alguns exemplos destas entregas: planos de testes, plano de treinamento, matriz de
rastreabilidade dos requisitos.

4.5.4Mudanças solicitadas
Incluem os seguintes campos:

 Descrição da mudança proposta,


 Razões,
 Impacto de não executar a mudança proposta,
 Alternativas
 Análise inicial do impacto.

As mudanças que ampliam ou limitam o escopo do projeto devem ser autorizadas e


documentadas.
Podem modificar políticas, planos de gerenciamento de projetos, procedimentos, custos ou
orçamentos, ou revisar cronogramas.

4.5.5Outros documentos de
comunicação
 Issues Log;
 Ata de reunião.

Referências bibliográficas
MONTES, Eduardo. Introdução ao Gerenciamento de Projetos: Como gerenciar projetos
pode fazer a diferença na sua vida, 1ª Ed. São Paulo; 2017.
MONTES, Eduardo; PATZ, Fatima. Gerenciamento das partes interessadas: Como engajar
as pessoas em seus projetos, 1ª Ed. São Paulo; 2017.
MONTES, Eduardo. Gerenciamento das Aquisições: O melhor custo x benefício das suas
compras, 1ª Ed. São Paulo; 2018.
PMI - PROJECT MANAGEMENT INSTITUTE. Guia PMBOK®: Um Guia para o Conjunto
de Conhecimentos em Gerenciamento de Projetos, Sexta edição, Pennsylvania: PMI,
2017.

Você também pode gostar