Você está na página 1de 16
a . \ VAMOS JUNTOS PELO BRASIL - COMPROMISSOS PARA A RECONSTRUGAO DO PAIS Mais do que nunca o Brasil precisa resgatar a esperanga na reconstrucdo de um pais devastado por um processo de destruigdo que nos trouxe de volta a fome, o desemprego, a inflagdo, 0 endividamento e o desalento das familias; que coloca em xeque a democracia e a soberania nacional, fulmina o investimento piblico e das empresas, aprofundando as desigualdades e condenando o pats ao atraso e ao isolamento internacional. A sociedade brasileira precisa voltar a acreditar na sua capacidade de mudar os rumos da Historia, para superar uma profunda crise social, politica e econémica. agravada por um governo negacionista, que negligenciou a pandemia, sendo © principal responsavel por centenas de milhares de mortes. O Brasil merece e pode mudar para muito melhor, pois nossa gente j4 provou do que é capaz. A polit ‘a econémica vigente é a principal responsavel pela decomposicao das condigdes de vida da populacdo, da instabilidade e dos retrocessos na produgSo e no consumo. O desemprego e a subutilizago da forga de trabalho seguem extremamente elevados, enquanto a precarizacao avanga e a industria definha. Setores estratégicos do patriménio puiblico sio desnacionalizados, bancos publicos e empresas de fomento ao desenvolvimento sao destruidos, num momento em que 0 quadro na infraestrutura é desolador. As politicas sociais, conquistas civilizatérias de mais de uma geracdo, esto sendo mutiladas. Mulheres, negros e jovens padecem com o desmonte de politicas ptiblicas, de modo a reforcar discriminacdes historicas. Populacdes indigenas, quilombolas, povos e comunidades tradicionais tem conquistas atacadas sem trégua. A satide, a assisténcia social ea previdéncia sofrem ataques e retrocessos. Educa¢ao, Ciéncia e Tecnologia e Cultura sofrem ameagas, cortes de investimentos e mudancas regressivas, so perseguidas e criminalizadas Diante desta situagdo, o primeiro e mais urgente compromisso que assumimos é com a restauracdo das condigdes de vida da populaco brasileira ~ sobretudo os que mais sofrem com a crise, a fome, o alto custo de vida, os que perderam 0 emprego, o lar e a vida em familia. So esses brasileiros e brasileiras que precisamos priorizar, tanto por meio de aces emergenciais quanto por meio de politicas estruturantes, desde o primeiro minuto de um governo que seré eleito para reconstruir 0 Brasil, superar a crise presente e resgatar a confianca no futuro. Temos inarredavel compromisso com defesa da democracia, da soberania e da paz, com o respeito a0 resultado das urnas, com a qualificagéo da representacao politica, a humanizac&o do governo, a a . \ ampliagio da representatividade, da participacdo popular e a reinsercdo do Brasil como protagonista global pela democracia, paz e desenvolvimento dos povos. Temos compromisso com o desenvolvimento _econémico sustentével_com estabilidade, para superar a crise e conter a inflacdo, assegurando 0 crescimento e a competitividade, 0 investimento produtivo e com sistema fiscal compativel com a responsabilidade social, num ambiente de justica tributdria e transparéncia na definicdo e execucaio dos orgamentos pliblicos, de forma a garantir a necessdria ampliacdo de politicas puiblicas e investimentos fundamentais para a retomada do crescimento econémico. Temos compromisso com a justia social e incluso com direitos, trabalho, renda e seguranca alimentar, para combater a fome, a pobreza, 0 desemprego, a precarizacdo do trabalho e a desigualdade, e enfrentar a concentragdo de renda e de riquezas. Temos compromisso com os direitos humanos, a cultura eo reconhecimento da diversidade, para proteger as pessoas de todas as formas de violéncia, opressdo, desigualdades,e discriminagées, garantir 0 direito a vida, a liberdade, 3 meméria e a verdade. Estamos comprometidos com a dignidade humana de todos os brasileiros e brasileiras e com a defesa da populacao historicamente privada de direitos no Brasil Temos compromisso com a sustentabilidade socioambiental e com o enfrentamento das mudancas climéticas. Isso requer cuidar de nossas riquezas naturals, fazer uso racional dos recursos, produzir consumir de forma sustentavel e mudar o padrdo de consumo de energia no pais, participando do esforgo mundial para combater a crise climatica. Somaremos esforcos na construgio de sistemas alimentares saudaveis e sustentaveis, no avango da transi¢ao ecoldgica e energética para garantir 0 futuro do planeta, apoiando o surgimento de uma economia baseada na biodiversidade de todos os biomas brasileiros. Brasil da esperanca exige compromisso com 0 povo brasileiro, que é nossa maior riqueza, em torno da superagdo do Estado neoliberal e da consolidac3o de um Estado de bem estar social. Somos milhées de cidadaos e cidadas criativos, compondo uma sociedade plural. Temos expressées, linguagens, ragas, etnias e culturas diversas, Temos um ambiente académico rico, um parque produtivo amplo e riquezas oriundas da biodiversidade, em um pais de dimenso continental Temos posigao e peso estratégicos na geopolitica e na geoeconomia mundiais. Temos credenciais 4 10. 1. 12. 13. 14. a . \ internacionais decorrentes de um histérico de cooperacéo multilateral, em defesa da autodeterminacao dos povos e da nao intervengdo em nacées soberanas. Juntos, podemos fazer um grande pais, socialmente justo, soberano e democratic, desenvolvido de forma sustentavel, para esta geracdo e para os que virdo depois. DESENVOLVIMENTO SOCIAL E GARANTIA DE DIREITOS Colocar 0 povo no orgamento foi, durante os governos do PT e dos partidos aliados, uma deciséo e uma pratica politica inovadora e coerente com a transformagdo que aconteceu no Brasil. Disputas foram arbitradas democraticamente em favor dos interesses e das demandas da populaco brasileira, criando condigdes para o proceso de crescente materialidade e acesso a direitos associados as politicas inclusivas previstas pela Constituicdo de 1988. Retomaremos esta estratégia, jinda mais. avangando 0 trabalho estard no centro de nosso projeto de desenvolvimento. Defendemos a revogacio da reforma trabalhista feita no governo Temer e a construcdo de uma nova legisla¢o trabalhista, a partir da negociac3o tripartite, que proteja os trabalhadores, recomponha dir 0, fortaleca os sindicatos sem a volta do imposto sindical, construa um novo sistema de negociac3o coletiva e dé especial atenc3o aos trabalhadores informais e de aplicativos Brasil precisa criar oportunidades de trabalho e emprego. Para isso, propomos a retomada dos investimentos em infraestrutura, a reindustrializagao nacional em novas bases tecnolégicas e ambientais, e 0 estimulo & economia solidéria, 8 economia criativa e a economia baseada na biodiversidade bem como ao apoio ao cooperat mo, empreendedorismo e as micro e pequenas empresas. Retomaremos a politica de valorizacdo do salério minimo visando a recuperacéo do poder de compra de trabalhadores e dos beneficidrios de politicas previdenciérias e assistenciais, essencial para dinamizar a economia, em especial dos pequenos municipios Buscaremos um modelo previdencidrio que concilie o aumento da cobertura com o financiamento sustentavel. A protecdo previdenciéria voltard a ser um direito de todos e de todas. Frente aos milhares de trabalhadores e trabalhadoras hoje excluidos, a incluso previdencidria sera central para o resgate, a longo prazo, da sustentabilidade financeira do regime geral de previdéncia social. a . \ 15. E estratégica a retomada da centralidade e da urgéncia no enfrentamento da fome e da pobreza, assim_como_a garantia dos direitos 4 seguranca alimentar e nutricional e a assisténcia social Produzimos comida em quantidade para garantir alimenta¢do de qualidade para todos. No entanto, a fome voltou ao nosso pais. Além de uma questdo de soberania, o enfrentamento contra a fome exigird mais empregos e renda para os mais pobres e sera prioridade em nosso governo. Trabalharemos de forma incansavel, até que todos os brasileiros e as brasileiras tenham novamente direito a0 menos a trés refeicdes de qualidade por dia. 16. imperativa a reconstrugdo e o fortalecimento do Sistema Unico de Assisténcia Social (SUAS) e a garantia de acesso a acdes de incluso produtiva no campo e nas cidades, em todos os territérios brasileiros, aliando escala e respeito as diversidades regionais. 17. Um Bolsa Familia renovado e ampliado precisa ser implantado com urgéncia para garantir renda compativel com as atuais necessidades da populago. Um programa que recupere as principais caracteristicas do projeto que se tornou referéncia mundial, e que inove ainda mais na ampliaco da garantia de cidadania para os mais vulnerdveis. Um programa que, orientado por principios de cobertura crescente, baseados em patamares adequados de renda, viabilizara a transi¢0 por etapas, no rumo de um sistema universal e uma renda basica de cidadania. 18. O pais voltara a investir em educaco de qualidade, no direito ao conhecimento e no fortalecimento do ensino da creche a pés-graduac30, coordenando ages articuladas e sistémicas entre a Unido, Estados, Distrito Federal e Municipios, retomando as metas do Plano Nacional de Educaggo e revertendo os desmontes do atual governo. Educagdo é investimento essencial para fazer do Brasil um pais desenvolvido, independente e igualitério, mais criativo e feliz 19. O nosso objetivo é resgatar e fortalecer os principios do projeto democrético de educacdo, que foi desmontado e aviltado. Para participarmos da sociedade do conhecimento, é fundamental o resgate de um projeto de educaco que dialogue com o projeto de desenvolvimento nacional. Para isso, é preciso fortalecer a educaco publica universal, democratica, gratuita, de qualidade, socialmente referenciada e inclusiva, com valorizagio e reconhecimento piblico dos trabalhadores e trabalhadoras da educacao. 20. A satide, o dir vida e 0 SUS tém sido tratados com descaso pelo atual governo. Faltam investimentos, aces preventivas, profissionais de satide, consultas, exames e medicamentos. & 21. 22. 23. 24, a . \ urgente dar condigdes ao SUS para retomar 0 atendimento as demandas que foram represadas durante a pandemia, atender as pessoas com sequelas da COVID-19 e retomar o reconhecido programa nacional de vacinagao. Nao fossem 0 SUS e os corajosos trabalhadores e trabalhadoras da satide, a irresponsabilidade do atual governo na pandemia teria custado ainda mais vidas. Nos governos do PT e dos partidos aliados, a satide foi tratada como uma politica publica central, como um direito de todos os brasileiros e brasileiras e como um investimento estratégico para um Brasil soberano. Reafirmamos 0 nosso compromisso com o fortalecimento do SUS piiblico e universal, 0 aprimoramento da sua gestdo, a valorizagdo e formagao de profissionais de sade, a retomada de politicas como o Mais Médicos e o Farmacia Popular, bem como a reconstrucio e fomento ao Complexo Econémico e Industrial da Satide. 0 pais precisa de uma nova politica sobre drogas que combata 0 poderoso niicleo financeiro das organizacées criminosas, os poderes locais armados, o trafico e as milicias e que dé a devida atencdo de satide publica ao tema, com medidas educativas, de prevengSo e apoio as familias. Teremos uma seguranca publica cidada para a protecdo da vida. A legitima e crescente demanda dos brasileiros e das brasileiras por maior seguranga publica sera respondida com um conjunto consistente de politicas integradas para a redugo da violéncia e da criminalidade, enfrentamento eficaz ao tréfico de drogas e armas, ao crime organizado e as milicias. Prevenco da violéncia e atengdo as vitimas sero feitas com a integrago das politicas de seguranca publica, com especial atengZo ao direito das mulheres e da juventude negra a uma vida livre de violéncia. A integraco com governos estaduais e municipais, 0 foco na priorizaggo da vida, no controle de armas, em intelig€ncia policial, em tecnologia de ponta e na valorizaco profissional dos policiais nortearéo nossas acées, que enfrentarao a violencia, a corrupgao, a lavagem de dinheiro, as movimentagdes financeiras e a rede de negécios ilegais dos grupos armados organizados. A cultura é uma dimensdo estratégica do processo de reconstrug3o democritica do pais. Defendemos amplo direito a cultura com a qualificacio, ampliacdo e criacio de novas politicas culturais, dinamizando a economia da cultura, potencializando processos criativos, fortalecendo a memédria e a diversidade, construindo espagos comuns de convivéncia e qualificando as relaces sociais por meio de valores civilizatérios e democraticos. a . \ 25. A democratizaco do acesso ao esporte e ao lazer constréi cidadania. O fomento ao esporte e lazer em suas varias dimensdes, a ampliacdo do apoio a atletas, incluindo as pessoas com deficiéncia, € sua valorizacao na gesto do sistema esportivo serao reinseridos na agenda de politicas publicas nacionais, valorizando 0 esporte de alto rendimento, para a integragao social e sade. 26. Nas cidades brasileiras, vivem 85% da nossa populagao. Retomaremos as politicas de garantia do direito a cidade combatendo desigualdades territoriais, reduzindo as desigualdades sécio territoriais e promovendo a transicdo ecolégica das cidades, por meio de investimentos integrados em infraestrutura de transporte publico, mobilidade, habitagdo, saneamento basico e equipamentos sociais. 27.Voltaremos a ter um amplo programa de acesso 4 moradia, com mecanismos de financiamento adequados a cada tipo de publico, garantindo a prioridade da propriedade as mulheres. Porque ter uma moradia digna, protecdo primeira da familia, 6 um direito de todos e todas e um requisito para um Brasil desenvolvido e soberano. 28.0 Brasil nao serd o pais que queremos enquanto mulheres continuarem a ser discriminadas e submetidas a violéncia pelo fato de serem mulheres. Precisamos ampliar as politicas publicas que garantam as mulheres a protecdo a vida e 0 combate a0 machismo e ao sexismo. Reafirmamos o compromisso com o protagonismo das mulheres no novo ciclo de desenvolvimento, promovendo a autonomia econdmica, a igualdade de oportunidades e de tratamento e o acesso a direitos universais. O Estado deve coordenar uma politica piiblica de cuidados e assegurar as mulheres o exercicio de seus direitos sexuais e reprodu /05, politicas essenciais para a construg3o de uma sociedade mais igual. 29. € imprescindivel a implementagdo de um amplo conjunto de politicas publicas de promocio da igualdade racial e de combate ao racismo estrutural, indissocidveis do enfrentamento da pobreza, da fome e das desigualdades, que garantam agées afirmativas para a populagao negra e o seu desenvolvimento integral nas mais diversas areas. Construiremos politicas que enfrentem o genocidio e a perseguicao a juventude negra, com o superencarceramento, e que combatam as violéncias policial, contra as mulheres negras, contra a juventude negra e contra os povos e comunidades tradicionais de matriz africana e de terreiro. Asseguraremos a continuidade das politicas de cotas sociais e raciais na educaco superior e nos concursos piiblicos federais, bem como sua ampliagao para outras politicas publicas. 30. Estamos comprometidos com a protecio dos direitos dos povos indigenas, quilombolas e populagées tradicionais. Temos o dever de assegurar a posse de suas terras, impedindo atividades predatérias, que aviltem seus direitos. £ fundamental implementar politicas que Ihes assegurem vida digna e cidadania, respeitando e valorizando sua cultura, tradigées, modo de vida e conhecimentos tradicionais. 31,Ndo havera democracia plena no Brasil enquanto brasileiras e brasileiros continuarem a ser agredidos, moral ¢ fisicamente, ou até mesmo mortos por conta de sua orientacdo sexual. Propomos politicas que garantam os direitos, o combate a discriminacdo e o respeito a cidadania LGBTOIAs. 32. No processo de reconstrugao do Brasil, a juventude demanda politicas transversais. Queremos um projeto de pais que viabilize novas e mais oportunidades para a juventude e que assegure a todos o direito 4 vida com dignidade e liberdade. 33. Um Brasil inclusivo exige compromisso com o pleno desenvolvimento, a geracdo de oportunidades a autonomia das pessoas com deficiéncia. Vamos assegurar politicas para plena insercdo das pessoas com deficiéncia na sociedade e adotar medidas para eliminar a discriminagdo baseada em deficiéncia e 0 capacitismo. 34. E necessdrio que se promova a defesa das familias com protegdo e cuidado prioritério com as criangas e suas infancias, por meio do combate a pobreza na infancia, da garantia de acesso integral s politicas puiblicas e do direito ao brincar. 35. Atuaremos para construir politicas que assegurem os direitos dos idosos com envelhecimento ativo, saudével e participativo. 36. Nosso compromisso com a afirmacao de direitos é amplo e inclui a proteco e garantia dos direitos dos animais. 37, 38, 39. 40. 41. a . \ DESENVOLVIMENTO ECONOMICO E SUSTENTABILIDADE SOCIOAMBIENTAL E CLIMATICA A retomada do crescimento, dos empregos, da renda e a busca pela estabilidade de precos sero tarefa prioritdria em nosso governo. € necessério restabelecer um ambiente de estabilidade politica, econdmica e institucional que proporcione confianca e seguranca aos investimentos que interessam ao desenvolvimento do pais. Vamos adotar um projeto nacional de desenvolvimento justo, solidario, soberano e sustentavel, superando 0 modelo neoliberal, que levou o pais ao atraso. Os investimentos na infraestrutura urbana, de comunicagdes e de mudangas dos padrées de consumo e produgéo de energia abre enormes possibilidades de novos tipos de industrias e servigos e de oportunidades de insercao ‘ocupacional, Para tanto, vamos mobilizar de maneira virtuosa as potencialidades da economia brasileira e suas principais frentes de expansdo: 0 mercado interno com potencial de producao e consumo em massa, as capacidades estatais com potencial de gasto social e investimento puiblico, as infraestruturas econémicas, urbanas e sociais, além do uso ambientalmente sustentdvel de recursos naturais estratégicos com inovacbes industriais e proteger os bens de uso comum. |. Vamos recolocar os pobres e os trabalhadores no orcamento. Para isso, é preciso revogar o teto de gastos e rever o atual regime fiscal brasileiro, que é disfuncional e perdeu totalmente sua credibilidade. Construiremos um novo regime fiscal que disponha de credibilidade, previsibilidade sustentabilidade, que possua flexibilidade e garanta a atuacdo anticiclica, que promova a transpar€ncia e 0 acompanhamento da relacdo custo-beneficio das politicas puiblicas, que fortaleca © planejamento e a articulagio entre investimentos publicos e privados, que reconheca a importancia do investimento social, dos investimentos em infraestrutura e que esteja vinculado a criacdo de uma estrutura tributaria mais simples e progressiva. Vamos colocar pobre outra vez no Orcamento e os super ricos pagando impostos. Proporemos uma reforma tributéria solidéria, justa e sustentével, que simplifique tributos e distribua renda, Essa reforma ser construida na perspectiva do desenvolvimento, “simplificando” reduzindo a tributacéio do consumo, corrigindo a injustica tributéria ao elevar a taxagdo de renda sobre os muito ricos, preservando o financiamento do Estado de bem-estar social, restaurando 0 10 42. 43. 44, 45. 46. 47. 48. equilibrio federativo, contemplando a transigdo para uma economia ecologicamente sustentavel e aperfeicoando a tributagdo sobre 0 comércio internacional. Queremos também corrigir um mecanismo que historicamente transfere renda das camadas mais pobres para as camadas de maior renda da sociedade: a sonega¢o de impostos. E tarefa prioritéria combater a inflacdo e enfrentar a carestia, em particular a dos alimentos e a dos combustiveis e eletricidade. Vamos recuperar instrumentos importantes no combate @ inflago, além de politicas setori indutoras do aumento da producdo de bens criticos. No caso dos precos dos combustiveis e tarifas de energia elétrica 6 necessdrio implementar politicas que envolvam a consideracao dos custos de producao no Brasil, os efeitos sobre os orcamentos dos consumidores e a expansio da capacidade produtiva setorial. Vamos reconstruir a politica de estoques reguladores e ampliar as politicas de financiamento & producao de alimentos. Reduzir a volatilidade da moeda brasileira por meio da politica cambial também é uma forma de amenizar os impactos inflacionarios de mudancas no cenério externo. A orientacao passiva para a politica cambial dos tltimos anos acentuou a volatilidade da moeda brasileira em relagao ao délar com consequéncias perversas para o indice de presos. Como a renda familiar dos brasileiros e brasileiras desabou e o endividamento das familias explodiu, vamos promover a renegociagao das dividas das familias e das pequenas e médias empresas por meio dos bancos piblicos e de incentivos as cooperativas de crédito e aos bancos privados para oferecer condigées adequadas de negociago com os devedores. Avancaremos na regulacdo e incentivaremos medidas para ampliar a oferta e reduzir o custo do crédito, ampliando a concorréncia no sistema bancério. E preciso fortalecer e modernizar_a_estrutura produtiva por meio da reindustrializacdo, do fortalecimento da producio agricola e do estimulo a setores e projetos inovadores. Vamos reverter 0 processo de desindustrializacao e promover a reindustrializacao de amplos e novos setores e daqueles associados a transi¢ao para a economia digital e verde. E imperativo elevar a taxa de investimentos pliblicos e privados e reduzir 0 custo do crédito a fim de avan¢ar com uma 11 49. 50. 51. 52 reindustrializagao nacional de novo tipo, acoplada com os novos desenvolvimentos da ciéncia e da tecnologia. Faz parte desse esfor¢o o desafio de reverter a desnacionalizacdo do nosso parque produtivo e modernizé-lo. A principal missao da politica industrial seré promover o engajamento da industria na transicao tecnolégica, ambiental e social. Para isso, a politica industrial deve manter 0 foco nas prioridades do pais e se voltard para o fomento a inovagdo. Seré também estimulada pelo poder de compra governamental em complexos industriais estratégicos como satide, energia, alimentos e defesa. Estamos comprometidos com a soberania alimentar, com 0 avanco da reforma agraria e com a elevacio da produtividade de alimentos. Daremos apoio a pequena e média propriedade agricola, em especial 4 agricultura familiar. Politicas de compras publicas podem servir de incentivo & produao de alimentos sauddveis e de qualidade, que tém tido sua rea plantada reduzida nos ltimos anos por falta de apoio do Estado e de estimulo 4 ampliacao das relacées diretas dos pequenos produtores e consumidores no entorno das cidades. 0 fortalecimento da agricultura familiar e camponesa é imperativo para repensar o padrao de produco e consumo e a matriz produtiva nacional com vistas a oferecer alimentagao saudavel para a populaco. A experiéncia brasileira j4 demonstrou que este é 0 caminho para superar a crise alimentar e ampliar a produgo de alimentacao adequada e saudavel, por meio de medidas que reduzam os custos de produgio e o preco de comercializagao de alimentos frescos e de boa qualidade, fomentem a produgdo organica e agroecoldgica e incentive sistemas alimentares de bases saudaveis e sustentaveis obtidas com pardmetros de sustentabilidade, de respeito aos territérios e de simetria na posse e uso da terra, A Embrapa seré fortalecida para assegurar mais avangos tecnolégicos no campo, essenciais para a competitividade e sustentabilidade tanto dos pequenos quanto dos grandes produtores. A produgao agricola e pecudria é decisiva para a seguranca alimentar e para a economia brasileira, sendo um setor estratégico para a nossa balanca comercial. Precisamos avancar rumo a uma agricultura e uma pecudria comprometidas com a sustentabilidade ambiental e social. Sem isso, perderemos espaco no mercado externo e ndo contribuiremos para superar a fome e 0 acesso a alimentos saudéveis dentro e fora das nossas fronteiras. Ademais, é imprescindivel agregar valor a 2 53. 54. 55. 56. 57, 58. 59. produgao agricola, com a constituiggo de uma agroindustria de primeira linha, de alta competitividade mundial. E preciso garantir a modernizaco e a ampliacdo da infraestrutura de logistica de transporte, social urbana. Vamos assegurar a imediata retomada do investimento em infraestrutura, fundamental para a volta do crescimento e decisivo para reduzir os custos de producio. Retomaremos os investimentos publicos. O investimento privado também serd parte fundante da reconstrugao do Brasil e seré estimulado por meio de créditos, concessées, parcerias e garantias. Tais investimentos estar3o comprometidos com missées socioambientais e orientados para garantir maior eficiéncia na producao e na circulagdo de mercadorias, assim como para o aumento do bem-estar da populago e para a construcdo de cidades mais inclusivas, seguras, justas, resilientes e sustentaveis. Retomaremos obras importantes que foram paralisadas pelo atual governo, que nao faz, mas tenta se apropriar de obras que recebeu praticamente concluidas. € imprescindivel garantir a soberania e a seguranca energética do pais, com ampliacdo da oferta de energia, aprofundando a diversificacio da matriz, com expansao de fontes renovaveis a precos compativeis com a realidade brasileira. Além disso, é necessario expandir a capacidade de producdo de derivados no Brasil, aproveitando-se da grande riqueza do pré-sal com precos que levem em conta os custos de producao no Brasil. Serd necessario proteger o patriménio do pais e recompor o papel indutor e coordenador do Estado e-das empresas estatais para que cumpram, com agilidade e dinamismo, seu papel no processo de desenvolvimento econdmico e progresso social do pals, Nos opomos fortemente a privatizacao em curso da Petrobras e da Pré-Sal Petrdleo S.A - PSA. A Petrobras serd colocada de novo a servico do povo brasileiro e ndo dos grandes acionistas estrangeiros, ampliando nossa capacidade de produzir os derivados de petrdleo necessdrios para 0 povo brasileiro, expandindo a oferta de gas natural e a integraco com a petroquimica, fertilizantes e biocombustiveis. pré-sal serd novamente um passaporte para 0 futuro. Suas potencialidades podem voltar a servir para financiar grandes transformagées na nossa sociedade com recursos para a educagao, satide e 23 outros fins sociais, ampliando uma cadeia de producio, criando oportunidades de trabalho no Brasil, integrando as atividades de produgdo para ajudar o desenvolvimento brasileiro e a transi¢do energética, tanto no desenvolvimento tecnolégico como nos préprios projetos de expansio de fontes renovaveis de energia 60. Nos opomos a privatizacao da Eletrobras, maior empresa de geracao de energia elétrica da América Latina, responsavel por metade das linhas de transmissao do pais. Seré mantida como patriménio do povo, preservando nossa soberania energética, e viabilizando programas como o Luz para Todos, que terd continuidade, e uma politica sustentavel de modicidade tariféria. 61. Nos apomos a privatiza¢ao dos Correios, uma empresa com importante funcao social, logistica e capilaridade em todo 0 territério nacional 62. Fortaleceremos também os bancos ptiblicos - como BB, CEF, BNDES, BNB, BASA e a FINEP—em sua misséo de fomento ao desenvolvimento econémico, social e ambiental e na oferta de crédito a longo prazo e garantias em projetos estruturantes, compromissados com a sustentabilidade financeira dessas operacdes. 63. Afirmamos nosso compromisso com o papel estratégico da pesquisa cientifica e tecnoldgica e com a defesa e promocio do Sistema Nacional de CT&i, articulando e mobilizando 0 poder publico, a comunidade cientifica e tecnoldgica, 0 empresariado e a sociedade civil para gerar conhecimento, inovagio e desenvolvimento. € necessdrio internalizar as tecnologias essenciais e, ao mesmo tempo, assegurar a prioridade de sua fungao de produtora de direitos. 64. Iniciaremos um grande processo de transformacio digital no_pais, assegurando internet de qualidade em todo territério e para todos e todas e o direito & inclusdo no ambiente da conectividade. 65. Voltaremos a estimular a industria do turismo, grande fonte de geracdo de empregos, por meio da valorizacao da cultura, do patriménio histérico e da biodiversidade brasileiras. Retomaremos os investimentos em infraestrutura turistica, capacitaco e qualificacdo dos trabalhadores e das empresas do segmento e a promocao do Brasil no mercado interno e externo. 66. Em um pais continental como o Brasil, é necessdrio combater_as_desigualdades_regionais, fortalecendo o desenvolvimento das regides e estimulando novas experiéncias de cooperacio e 14 67. 68, 69. 70. 71. a . \ organizacéo territorial. 0 desenvolvimento regional passa pela inovacio, pelo conhecimento, por investimentos, pela articula¢do de politicas puiblicas e pelo compartilhamento de boas praticas. Precisamos criar um ambiente em que empreendedores individuais, sociais e cooperativados contem com um mosaico de oportunidades que assegure crédito facilitado, assisténcia técnica e em gesto, acesso a tecnologia, prioridades em compras piblicas e superacao de burocracia Vamos estimular a economia solidéria, a economia criativa e o empreendedorismo social, que t’m elevado potencial de incluséo produtiva, geragdo de renda e inovagdo social. Construiremos politicas de fomento e fortalecimento de redes e cadeias produtivas e outras iniciativas de cooperativismo, de facilitagao do acesso a mercados e ao crédito e de estimulo a inovacao. Brasil precisa construir sua trajetéria de transic&o ecoldgica. A emergéncia climatica se impde ea ciéncia n3o deixa margem para duivida: 0 aquecimento global é inequivoco e seus resultados catastréficos. Os custos de nao enfrentarmos o problema climatico so inaceitaveis, com projecdes de forte reducdo do PIB, perdas expressivas na produ¢do nacional no médio prazo, e principalmente © sofrimento humano, somado as constantes tragédias ambientais. Nosso compromisso seré cumprir as metas de redugdo de emissdo de carbono que o pais assumiu na Conferéncia de 2015 em Paris e ir além, garantindo a transi¢ao energética; a mudanca das atividades produtivas para um padréo ambientalmente sustentdvel; a recuperagio de terras degradadas por atividades predatérias; reflorestamento das dreas devastadas; e um amplo processo de preservac3o da biodiversidade e dos biomas. 0 Governo Federal deve ser protagonista dessa transformacao, liderando e induzindo a construcao de novas capacidades da estrutura produtiva nacional na fronteira do conhecimento e gerando dade brasil tecnologia e inovacgo em conjunto com a so Deve também dirigir os beneficios sociais dos investimentos para as populagdes indigenas, quilombolas, tradicionais, vulnerdveis e marginalizadas, tanto no contexto urbano quanto no campo. E imperativo defender a Amazénia da politica de devastaco posta em pratica pelo atual governo. Nos nossos governos, reduzimos em quase 80% o desmatamento da Amaz6nia, a maior contribuic&o id realizada por um pais para a mitigaco das mudangas climéticas entre 2004 e 2012. J4 nos comprometemos com o futuro do planeta, sem qualquer obrigacao legal, e faremos novamente. Combateremos 0 crime ambiental promovido por milicias, grileiros, madeireiros e qualquer 15 72. 23. 7A, 7. 16. 77. a . \ organizago econémica que haja ao arrepio da lei. Nosso compromisso é com a reconstrucao e preservacao dos biomas e areas degradadas do pais. © Brasil tem a maior biodiversidade do planeta. £ nosso dever conservar o cerrado, a mata atlantica, a caatinga, 0 pantanal e os outros biomas atualmente em risco por um modelo predatério de exploracao e producao e pela total omissio do atual governo. DEFESA DA DEMOCRACIA E RECONSTRUCAO DO ESTADO E DA SOBERANIA. Nossa Constituicao enumera os fundamentos do Estado Democratico de Direito. No entanto, nossa soberania e nossa democracia vém sendo constantemente atacadas pela politica irresponsavel e criminosa do atual governo. © grave momento que o pais atravessa nos obriga a superar eventuais divergéncias para construirmos juntos uma via alternativa a incompeténcia e ao autoritarismo que nos governam Defendemos os direitos civis, garantias e liberdades individuais, entre os quais 0 respeito & liberdade religiosa e de culto e 0 combate a intolerdncia religiosa, que se tornaram ainda mais urgentes para a democracia brasileira. Vamos enfrentar e vencer a ameaca totalitéria, 0 ddio, a violéncia, a discriminagdo, a exclusao que pesam sobre 0 nosso pais, em um amplo movimento em defesa da nossa democracia. Defender nossa soberania exige recuperar a politica externa ativa e altiva que nos algou condi¢go de protagonista global. 0 Brasil era um pais soberano, respeitado no mundo inteiro. Ao mesmo tempo, contribufa para o desenvolvimento dos paises pobres, por meio de cooperacio, investimento e transferéncia de tecnologia. Reconstruiremos a coopera¢do internacional Sul-Sul com América Latina e Africa, Defender a nossa soberania é defender a integragdo da América do Sul, da América Latina e do Caribe, com vistas a manter a seguranga regional. E fortalecer novamente o Mercosul, a UNASUL, a CELAC e os BRICS. E estabelecer livremente as parcerias que forem melhores para o pais, sem submissio a quem quer que seja. € trabalhar pela construgdo de uma nova governanca global comprometida com o multilateralismo, a paz, a incluso social e a sustentabilidade ambiental que contemple as necessidades e os interesses dos pafses em desenvolvimento, com novas diretrizes para o comércio exterior, a integraco comercial e as parcerias internacionais. 16 78. 79. 80. 81. 82. 83. 84, a . \ Cumprindo estritamente 0 que esta definido pela Constitui¢go, as Forgas Armadas atuarao na defesa do territdrio nacional, do espaco aéreo e do mar territorial. A partir de diretrizes dos Poderes da Republica, colaborardo na cooperagao com organismos multilaterais e na modernizagio do complexo industrial e tecnoldgico da defesa. E preciso superar o autoritarismo e as ameacas antidemocraticas. Para sair da crise e voltar a crescer ease desenvolver, o Brasil precisa de normalidade e respeito institucional, com observancia integral & Constituigao Federal, que estabelece os direitos e obrigagdes de cada poder, de cada instituicao, de cada um de nds. Nosso compromisso democratico pressupde o didlogo permanente e respeitoso entre os poderes da Republica e entre os entes da Federacao. Repudiamos qualquer espécie de ameaca ou tutela sobre as instituigées representativas do voto popular e que expressam a Constitui¢ao do Brasil. Estamos comprometidos com a retomada do didlogo com todos os movimentos sociais, organizacées da sociedade civil e representacdes populares, compreendendo-os como importantes protagonistas na reconstrugdo do Brasil. Precisamos de uma reforma politica que fortalega as instituices da democracia representativa e a0 mesmo tempo amplie os instrumentos da democracia participativa. Queremos fortalecer a democracia brasileira, o que exige a abertura de um amplo debate nacional Precisamos retomar o proceso coletivo e participativo de construgo de politicas puiblicas por meio da restaurac3o_de todas as instdncias de participaco social extintas pelo atual governo, aprimorando sua composi¢go e fortalecendo sua institucionalidade. Constituiremos novas instdncias para assegurar ainda maior participago social, inclu /e na elaboracéo do orcamento federal, incorporando os recursos di is para democratizar 0 acesso a informa¢ao. Retomaremos as parcerias com entidades da sociedade civil para o fomento a atividades de interesse social e também para a execuco de politicas puiblicas. Estamos comprometidos com o respeito e o fortalecimento do pacto federativo. £ impossivel garantir direitos e politicas publicas desconsiderando Estados e 0s 5.570 municipios. Queremos resgatar a construcdo fraterna, respeitosa e republicana, baseada em critérios objetivos e na garantia de direitos e justica social, na relacdo com Estados e municipios. 7 a . \ 85. Os governos do PT e partidos aliados instituiram, de forma inédita no Brasil, uma politica de Estado de prevencdo e combate a corrupcio e de promocio da transparéncia e da integridade publica Criamos a Controladoria-Geral da Unido, a Estratégia Nacional de Combate Corrupcioe a Lavagem de Dinheiro (ENCCLA) e fortalecemos a Policia Federal, o COAF, a Receita Federal e diversos érgaos e carreiras de auditoria e fiscalizago. 0 nosso Governo vai assegurar que os instrumentos de combate & corrupgo sejam restabelecidos, respeitando o devido processo legal, de modo a impedir a violag3o dos direitos e garantias fundamentais e a manipulaco politica. Faremos com que o combate & corrupgdo se destine aquilo que deve ser: instrumento de controle das politicas publicas para que os servigos e recursos ptiblicos cheguem aonde precisam chegar. 86. Vamos reabrir o governo, resgatar a transparéncia, e garantir o cumprimento da Lei de Acesso Informagio. 87. E preciso uma reforma do Estado, que traga mais transparéncia aos processos decisérios, no trato da coisa publica de modo geral, direcionando a esfera publica e a ago governamental para as entregas publicas que realizem os direitos constitu nas. 88. Reafirmamos 0 nosso respeito e compromisso com as instituigdes federais, que foram desrespeitadas e sucateadas; e com a retomada das politicas de valorizagao dos servidores publicos. 89. O sistema de justica, em todos os seus niveis, deve ser aperfeicoado, com a participagao de todos 0s poderes da Republica e da sociedade, para promogao da cidadania, observando a prevaléncia da soberania democratica, a partir de um amplo debate nacional. 90.0 direito de acesso informacéo e aos meios de comunicacao é essencial numa sociedade democratica, orientada pelos direitos humanos e para a soberania. A liberdade de expressdo ndo pode ser um privilégio de alguns setores, mas um direito de todos, dentro dos marcos legais previstos na Constituicao, que até hoje nao foram regulamentados, de modo a garantir principios como a pluralidade e a diversidade. Paralelamente, é dever do Estado universalizar 0 acesso & internet e atuar junto as plataformas digitais no sentido de efetivar a neutralidade, garantir protecdo de dados e coil ir a propagacdo de mentiras e mensagens antidemocraticas ou de édio, 18

Você também pode gostar