Você está na página 1de 9

Instituto Superior de Transportes e Comunicações

Departamento de Tecnologias da Informação e das Comunicações

Curso de: Licenciatura em Engenharia Informática de Telecomunicações

Disciplina: Eletrónica Analógica

Trabalho Laboratorial 02 (TL2)

Capacitores de acoplamento e desacoplamento no BJT

Discente: Docente:
Engº. J.V. Garzon
Nº. Leandro Guimarães Engº. S. Maposse

Maputo, maio de 2021


Índice

1. Introdução ................................................................................................................. 1

2. Análise analítica ........................................................................................................ 1

2.1. Capacitores de acoplamento:................................................................................. 1

2.2. Capacitor de desacoplamento: ............................................................................... 1

2.3. Ganho: ................................................................................................................... 3

3. Simulação:................................................................................................................. 3

3.1. Com capacitor de desacoplamento: ....................................................................... 3

3.2. Sem capacitor de desacoplamento: ....................................................................... 5

4. Conclusões ................................................................................................................ 7

Índice de Figuras

Figura 1. Sinal de entrada. ................................................................................................. 4

Figura 2. Sinal de saída. ..................................................................................................... 4

Figura 3. Inversão de fase. ................................................................................................. 5

Figura 4. Vermelho: sinal de entrada; Azul: sinal de saída. .............................................. 6


1. Introdução

Capacitores de acoplamento (ou capacitores de bloqueio CC) são usados para desacoplar
sinais CA e CC de modo a não perturbar o ponto quiescente do circuito quando os sinais CA são
injetados na entrada. Os capacitores de desacoplamento são usados para forçar as correntes de
sinal em torno dos elementos, fornecendo um caminho de baixa impedância na frequência.

2. Análise analítica
2.1. Capacitores de acoplamento:

𝑋𝐶1 ≤ 0.1𝑅𝐵

𝑅𝐵1 × 𝑅𝐵2 (5 𝑘Ω) × (3.3 𝑘Ω)


𝑅𝐵 = 𝑅𝑡ℎ = = ≅ 1987.95 Ω
𝑅𝐵1 + 𝑅𝐵2 5 𝑘Ω + 3.3 𝑘Ω

𝑋𝐶1 ≤ 0.1𝑅𝐵 = 0.1 × 1987.95Ω = 198.795 Ω

𝑋𝐶1 = 2𝜋𝑓𝐶1 ≤ 198.795 Ω


198.795 Ω
𝐶1 ≤ 2𝜋∙100 𝐻𝑧 = 0.3164 𝐹 ⸫ 𝐶1 ≤ 0.3164 𝐹

Seja 𝐶1 = 0.31 𝐹

𝑋𝐶2 ≤ 0.1𝑅𝐿

𝑋𝐶2 ≤ 0.1𝑅𝐿 = 0.1 × 100 𝑘Ω = 10 𝑘Ω

𝑋𝐶2 = 2𝜋𝑓𝐶2 ≤ 10000 Ω


10000
𝐶2 ≤ 2𝜋∙100 = 15.9 𝐹 ⸫ 𝐶2 ≤ 15.9 𝐹

Seja 𝐶2 = 15 𝐹

2.2. Capacitor de desacoplamento:

𝑋𝐶3 ≤ 0.1𝑅

Onde: 𝑅 = 𝑅𝐸 //[𝑟𝑒 + (𝑅𝐵1 //𝑅𝐵2 )]

1
Fazendo a análise CC para encontrar IE, temos:

𝑅𝐵2 3.3𝑘Ω
𝑉𝐵 = 𝑉𝑡ℎ = × 𝑉𝐶𝐶 = × 12𝑉 = 4.77 𝑉
𝑅𝐵1 + 𝑅𝐵2 5𝑘Ω + 3.3𝑘Ω

𝑉𝐵 − 𝑉𝐸 4.77𝑉 − 0.67𝑉
𝐼𝐸 = = = 4.1 mA
𝑅𝐸 1𝑘Ω

𝑉𝐴 26 mV
𝑟𝑒 = = = 6.34 Ω
𝐼𝐸 4.1 mA

𝑅𝐸 × (𝑟𝑒 + 𝑅𝐵 ) 1𝑘Ω × (6.34Ω + 1987.95Ω)


𝑅= = ≅ 666 Ω
𝑅𝐸 + 𝑟𝑒 + 𝑅𝐵 1𝑘Ω + 6.34Ω + 1987.95Ω

𝑋𝐶3 ≤ 0.1 × 666 Ω = 66.6 Ω

𝑋𝐶3 = 2𝜋𝑓𝐶3 ≤ 66.6 Ω


66.6
𝐶3 ≤ 2𝜋∙100 = 0.106 𝐹 ⸫ 𝐶3 ≤ 0.106 𝐹

Seja 𝐶3 = 0.1 𝜇𝐹

VCC
12V
I(dc): 4.08 mA
A
IC

RB1 RC
5kΩ 1.5kΩ

V(dc): 4.77 V I(dc): 27.1 uA

V A Q1
VB IB
2N2222A*

RB2 RE
3.36kΩ 1kΩ

A
IE
I(dc): 4.10 mA

2
2.3. Ganho:
𝑉𝑜 𝑟𝑐
𝐴𝑉 = =−
𝑉𝑖 𝑟𝑒
Onde:
𝑟𝑐 = 𝑅𝐶 //𝑅𝐿
1.5𝑘Ω × 100𝑘Ω
𝑟𝑐 = = 1.48 𝑘Ω
1.5𝑘Ω + 100𝑘Ω
𝑟𝑐 1.48 𝑘Ω
𝐴𝑉 = − =− ≅ −233.1
𝑟𝑒 6.34 Ω

3. Simulação:
3.1. Com capacitor de desacoplamento:
XSC1

Ext Trig
+
_
A B
+ _ + _

VCC
12V
I(dc): 4.08 mA
A
IC

RB1 RC
V(rms): 421 mV
5kΩ 1.5kΩ V(f req): 100 Hz
C2 V
V(rms): 2.00 mV
Vo
V(f req): 100 Hz I(dc): 27.1 uA
V(dc): 4.77 V

C1 15F
V V A Q1 RL
Vi VB IB
2N2222A* 100kΩ
Rs 0.31F
C3

RB2 0.1F
Vs
3.36kΩ
2mVrms RE
100Hz 1kΩ

A
IE
I(dc): 4.10 mA

3
O sinal de entrada é apresentado a seguir:

Figura 1. Sinal de entrada.

O sinal de saída do amplificador é:

Figura 2. Sinal de saída.

Representando os sinais no mesmo eixo podemos verificar a desfasagem e a diferença na


amplitude os mesmos.

4
Figura 3. Inversão de fase.

Podemos verificar o ganho pelo valor máximo da tensão de saída e o da entrada:

𝑉𝑜 421 mV
𝐴𝑉 = =− ≅ −210.5
𝑉𝑖 2 mV

Cujo o valor é muito próximo do obtido através da análise teórica.

3.2. Sem capacitor de desacoplamento:


Agora, efetuando a medição sem o capacitor de desacoplamento, temos:
VCC
12V
I(dc): 4.08 mA
A
IC

RB1 RC
V(rms): 2.91 mV
5kΩ 1.5kΩ V(f req): 100 Hz
C2 V
V(rms): 2.00 mV
Vo
V(f req): 100 Hz I(dc): 27.1 uA
V(dc): 4.77 V

C1 15F
V V A Q1 RL
Vi VB IB
2N2222A* 100kΩ
Rs 0.31F

RB2
Vs
3.36kΩ
2mVrms RE
100Hz 1kΩ

A
IE
I(dc): 4.10 mA

5
O sinal de entrada e saída é apresentado a seguir:

Figura 4. Vermelho: sinal de entrada; Azul: sinal de saída.

Podemos verificar que não há muita diferença entre as amplitudes dos dois sinais.

Nesse caso, ganho passa a ser:


𝑉𝑜 2.91 mV
𝐴𝑉 = =− ≅ −1.455
𝑉𝑖 2 mV
Ganho reduzido em relação ao anterior caso.

6
4. Conclusões

No presente trabalho, feita a análise CC do circuito, pode-se concluir que os valores


obtidos através de cálculos analíticos, tal como correntes, tensões de entrada e saída, foram os
mesmos que se puderam verificar na simulação.

Verificamos que capacitores de desacoplamento são usados para isolar ou desacoplar dois
circuitos diferentes ou um circuito local de um circuito externo, em outras palavras, o capacitor
de desacoplamento é usado para desacoplar sinais AC de sinais DC ou vice-versa.

Pôde-se verificar também, que considerando um amplificador Emissor Comum (EC) com
uma resistência de emissor, se um capacitor de desacoplamento for conectado em paralelo com
uma resistência de emissor, o ganho de tensão do amplificador CE aumenta e se o capacitor for
removido degeneração extrema é desenvolvida no circuito do amplificador e o ganho de tensão
será reduzido.

É de salientar, que em operação, o capacitor causa curto-circuito em qualquer tipo de


sinal CA à terra, de forma que o ruído CA num sinal CC seja removido, resultando num sinal CC
mais limpo e puro.

Desta forma, foram concluídos com sucesso os objetivos traçados para esse trabalho
laboratorial.

Você também pode gostar