Você está na página 1de 9

IT 001 – PROCEDIMENTO PADRÃO

1. OBJETIVO

Estabelecer Procedimento Padrão com o intuito de designar os deveres e


responsabilidades de cada setor, afim de permitir fluidez o processo.

2. APLICAÇÃO

Este procedimento é aplicado a todos os setores da GRH

3. DEFINIÇÕES

 IT – Instrução de Trabalho;
 NR – Normas Regulamentadoras;
 O.S – Ordem de Serviço;
 Integração – Etapa na qual os colaboradores recém-contratados são obrigados a realizar
pra que fique apto a exercerem suas atividades;
 Contrato Temporário – Contrato no qual existe período estabelecido de vínculo entre as
partes;
 Contrato Indeterminado – Contrato no qual só existe data de início de vínculo e não de
término;
 RH – Relações Humanas;
 SESMT – Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho;
 EPI – Equipamento de Proteção Individual;
 CAT – Comunicado de Acidente de Trabalho;
 IT – Instrução de Trabalho;
 B.O. – Boletim de Ocorrência;
 Acidente de Trajeto – É aquele que ocorre durante percurso da residência para o local de
trabalho e vice-versa;
 Acidente Sem Afastamento – É aquele que ocorre durante atividade laboral, porém os
danos causado não impossibilita que o colaborador retorne as suas atividades;
 Acidente Com Afastamento – É aquele que ocorre durante atividade laboral e seus danos
impossibilitam momentaneamente o retorno do colaborador as suas atividades;
 SLA – Service Level Agreement (Nível de Acordo de Serviço) – Prazo pré - acordado que
os setores possuem para atenderem as solicitações recebidas

Elaborado por: Título: Revisão: Página:


Leandro Cesar IT 001 – Procedimento Padrão 00 1
IT 001 – PROCEDIMENTO PADRÃO

4. RESPONSABILIDADES

4.1 – Comercial

Este setor tem por responsabilidade, realizar interface com cliente, entendendo suas necessidades
para que possa prover soluções atendendo na plenitude a demanda.

4.2 – Recrutamento e Seleção

Este setor tem por responsabilidade, analisar as necessidades dos clientes repassada pelo setor
Comercial e assim determinar quais os perfis que os candidatos devem possuir para serem
convidados a participarem do processo de contratação. Gerencia ainda todas as etapas do processo
de contratação.

4.3 – RH

Este setor tem por responsabilidade, auxiliar o setor de Recrutamento e Seleção no processo de
contratação e abertura de CAT, caso ocorra algum acidente

4.4 – SESMT

Este setor tem por responsabilidade, analisar o cargo e localidade ao qual será lotado afim de
determinar quais os treinamentos pertinente a função e EPI deverão ser entregues ao colaborador,
salvaguardando assim sua Saúde e Integridade Física, realizar visitas regulares as plantas
atendidas pela GRH, também investigar acidente, caso ocorra determinando causa raiz e plano de
ação para mitigar o risco e elaborar os documentos legais em consonância as legislações vigentes.

5. DESCRIÇÃO

5.1 – Quando o setor Comercial reportar ao setor de Recrutamento e Seleção que um cliente
solicitou trabalhador para determinada vaga, deverá informar entre outros se a vaga é para Contrato
Temporário ou Indeterminado.
Essa informação é vital para início de captação a postulantes da vaga, pois se a mesma for para
Contrato Temporário, obrigatoriamente deverá ser preenchida por alguém que já possua
qualificações (treinamentos) pertinentes a Segurança do Trabalho, restando apenas treinamentos de
reciclagem, otimizando o processo de integração. Se não for encontrado ninguém que preencha o
perfil, em caso excepcional um colaborador sem as devidas qualificações será contrato.
Caso seja Contrato Indeterminado a preferência por alguém qualificado deverá ser adotado, porém
não é obrigatório, visto que este receberá os treinamentos adequados.

Elaborado por: Título: Revisão: Página:


Leandro Cesar IT 001 – Procedimento Padrão 00 2
IT 001 – PROCEDIMENTO PADRÃO

5.2 – Após criação da vaga, o setor de RH deverá comunicar ao SESMT sobre a vaga em um SLA
de até 3 (três) dias, para que esse setor possa se programar com os treinamentos exigíveis, Ordem
de Serviço e indicação dos EPI’s necessários

5.3 – Depois que o vaga for preenchida, caberá ao setor de Recrutamento e Seleção, informar que o
colaborador deverá baixar o aplicativo Zoom para que seja treinado pelo SESMT nas diversas NR
cabíveis a função. Deverá ainda fornecer a este o vídeo institucional de integração.

5.4 – Caberá ao SESMT designar quais os EPI’s deverão ser entregues ao colaborador, levando em
conta função e localidade que o mesmo será lotado, e ainda se o Contrato de Trabalho é
Temporário ou Indeterminado.
A entrega dos EPI’s deverá ser realizada no momento da integração, pelo RH, conforme análise
realizada anteriormente pelo SESMT, e a ficha de entrega de EPI deverá ser assinada.

5.5 -

Elaborado por: Título: Revisão: Página:


Leandro Cesar IT 001 – Procedimento Padrão 00 3
IT 001 – PROCEDIMENTO PADRÃO

6 - ACIDENTES DE TRABALHO

5.7.1 –Todos os empregados da GRH deverão estar inscritos no INSS, devidamente segurados
contra acidentes de trabalho;

5.7.2 - No caso de ocorrência de acidente com empregado, o SEMST da Tomadora ao qual o


colaborador está lotado deverá comunicar o RH da GRH no menor tempo possível para que seja
aberta a CAT no prazo de 24 (vinte e quatro) horas após ocorrência. Após abertura da CAT, esse
setor deverá repassar cópia do documento ao SESMT da empresa que colherá maiores informações
e assim realizará o Laudo de Investigação do acidente, identificando as causas deste e as medidas
propostas para que se evitem ocorrências semelhantes. O modelo de laudo de investigação
constará: descrição da causa raiz, método de investigação utilizado (5 Porquês, Ishikawa, etc) e
plano de ação

5.7.3 – Para ser caracterizado como Acidente de Trajeto, o acidentado deverá abrir um B.O. seja na
Delegacia ou via Internet e entregar cópia ao RH da GRH.

5.7.4 – Quando ocorrer Acidente de Trabalho, seja Com ou Sem Afastamento, obrigatoriamente
deverá ser informado uma testemunha, possibilitando assim veracidade ao ocorrido, pois durante
Investigação do Acidente, a testemunha será ouvida para que explane sobre o fato de acordo com
sua ótica.

Elaborado por: Título: Revisão: Página:


Leandro Cesar IT 001 – Procedimento Padrão 00 4
IT 001 – PROCEDIMENTO PADRÃO

7 . PROCEDIMENTOS

1. Trabalho em Altura.
 Atestado de Saúde Ocupacional (ASO), com a observação “Apto
Documentação para Trabalho em Altura”. Os exames complementares para tornar
o colaborador APTO para trabalhar em altura, fica a critério do
médico coordenador;
 Elaboração da PT – Permissão de Trabalho
 Certificado de NR 35 Trabalho em Altura.
Equipamento de  Capacete de Segurança com Carneira e Jugular;
Proteção Individual
 Cinto de Segurança Tipo Paraquedista;
 Talabarte Duplo;
 Calçado de Segurança;
Equipamento de  Cones
Proteção Coletiva
 Fita Zebrada
 Tapumes
 Placa de Sinalização

2. Movimentação de Carga
 Atestado de Saúde Ocupacional (ASO)
Documentação
 Cópia do Certificado de operação do Equipamento a ser utilizado
(ex. Munck, Empilhadeira, Guindaste);
 Elaboração da PT – Permissão de Trabalho
Equipamento de  Capacete de Segurança com Carneira e Jugular;
Proteção Individual
 Calçado de Segurança com Biqueira de Aço ou Composite;
 Protetor auditivo;
 Óculos de segurança;
Equipamento de  Cones
Proteção Coletiva
 Fita Zebrada
 Tapumes
 Placa de Sinalização

Elaborado por: Título: Revisão: Página:


Leandro Cesar IT 001 – Procedimento Padrão 00 5
IT 001 – PROCEDIMENTO PADRÃO

3. Utilização de Produtos Químicos


 Atestado de Saúde Ocupacional (ASO);
Documentação
 Apresentação do PPR ( Programa de Proteção Respiratória) e Fit
Test ( Teste de Vedação);
 Elaboração da PT – Permissão de Trabalho
 FISPQ do produto a ser utilizado
Equipamento de  Respirador Semi Facial com Fator de Proteção PFF2;
Proteção Individual
 Luva de Látex ou PVC;
 Calçado de Segurança;
 Óculos de Segurança
 Macacão de Poli Propileno
Equipamento de  Cones
Proteção Coletiva
 Fita Zebrada
 Tapumes
 Placa de Sinalização
 Exaustores

4. Serviços com Eletricidade


 Atestado de Saúde Ocupacional (ASO);
Documentação
 Apresentação do Certificado de Eletricista, Certificado de NR 10 e
Certificado de SEP (se a atividade for em Alta Tensão);
 Certificado de NR 35 (se ocorrer em Altura)
 Elaboração da PT – Permissão de Trabalho
Equipamento de  Capacete de Segurança com Carneira e Jugular;
Proteção Individual
 Luva de Borracha para Eletricidade;
 Uniforme de NR 10;
 Calçado de Segurança com Bico de Composite;
 Viseira de Segurança
Equipamento de  Cones
Proteção Coletiva
 Fita Zebrada
 Tapumes
 Placa de Sinalização

Elaborado por: Título: Revisão: Página:


Leandro Cesar IT 001 – Procedimento Padrão 00 6
IT 001 – PROCEDIMENTO PADRÃO

5. Obras Civis
 Atestado de Saúde Ocupacional (ASO);
Documentação
 Apresentação do Certificado de Eletricista, Certificado de NR 10 e
Certificado de SEP (se a atividade for em Alta Tensão) e houver
Eletricidade;
 Certificado de NR 35 (se ocorrer em Altura);
 Elaboração da PT – Permissão de Trabalho
Equipamento de  Capacete de Segurança com Carneira e Jugular;
Proteção Individual
 Luva de Raspa ou Vaqueta;
 Luva de Látex ou Nitrílica
 Respirador Semi Facial com Fator de Proteção PFF2 ;
 Calçado de Segurança com Bico de Composite ou Aço;
 Óculos de Segurança;
 Protetor Auricular
Equipamento de  Cones
Proteção Coletiva
 Fita Zebrada
 Tapumes
 Placa de Sinalização

6. Manutenções em Máquinas e Equipamentos


 Atestado de Saúde Ocupacional (ASO);
Documentação
 Apresentação do Certificado de Eletricista, Certificado de NR 10 se
houver Eletricidade;
 Certificado de NR 35 (se ocorrer em Altura);
 Elaboração da PT – Permissão de Trabalho
Equipamento de  Luva de Raspa ou Vaqueta;
Proteção Individual
 Luva de Látex ou Nitrílica
 Calçado de Segurança com Bico de Composite ou Aço;
 Óculos de Segurança;
 Protetor Auricular
Equipamento de  Cones
Proteção Coletiva

Elaborado por: Título: Revisão: Página:


Leandro Cesar IT 001 – Procedimento Padrão 00 7
IT 001 – PROCEDIMENTO PADRÃO

 Fita Zebrada
 Tapumes
 Placa de Sinalização
7. Serviços a Quente
 Atestado de Saúde Ocupacional (ASO);
Documentação
 Certificado de NR 34 Solda;
 Certificado de NR 35 (se ocorrer em Altura);
 Elaboração da PT – Permissão de Trabalho
Equipamento de  Luva de Raspa ou Vaqueta;
Proteção Individual
 Mangote de Raspa;
 Avental de Raspa;
 Perneira de Raspa;
 Máscara de Soldador;
 Calçado de Segurança com Bico de Composite ou Aço;
 Óculos de Segurança;
 Protetor Auricular
Equipamento de  Cones
Proteção Coletiva
 Fita Zebrada
 Tapumes
 Placa de Sinalização

8. Espaços Confinados
 Atestado de Saúde Ocupacional (ASO);
Documentação
 Certificado de NR 33 – Espaços Confinados (Trabalhador, Vigia e
Supervisor de Espaços Confinados);
 Certificado de NR 35 (se ocorrer em Altura);
 Fit Test
 Elaboração da PT – Permissão de Trabalho
Equipamento de  Respirador Semi Facial com Fator de Proteção PFF2;
Proteção Individual
 Capacete de Segurança com Carneira e Jugular
 Calçado de Segurança com Bico de Composite ou Aço;
 Óculos de Segurança;

Elaborado por: Título: Revisão: Página:


Leandro Cesar IT 001 – Procedimento Padrão 00 8
IT 001 – PROCEDIMENTO PADRÃO

Equipamento de  Cones
Proteção Coletiva
 Fita Zebrada
 Tapumes
 Placa de Sinalização

Elaborado por: Título: Revisão: Página:


Leandro Cesar IT 001 – Procedimento Padrão 00 9

Você também pode gostar