Você está na página 1de 15

Módulo 5

AULA 1 - O que é e para que serve o aterramento elétrico


Olá meu querido, bem vindo a mais uma aula do curso de eletricista profissional da Engehall!

Na aula anterior falamos sobre o encerramento do módulo, demos uma revisada básica em tudo que vimos
neste módulo de quadros, falamos mais sobre o segundo selo que você acabou de adquirir ao concluir todas as aulas e
mostrei também as aulas que você acabou de liberar chegando até aqui, combinado?

Na aula de hoje o caldo vai engrossar, rsrsr.


Nesse módulo então vamos falar sobre aterramento, terror de muitos e por esse motivo é negligenciado por
milhares nas instalações, seja por falta de conhecimento ou por preguiça mesmo em procurar se especializar.

Vai se preparando que vou mostrar um passo a passo teórico e prático para que você aprenda sobre aterramento
sem o risco de cometer erros, preparei um MINI CURSO DE ATERRAMENTO exclusivo para nosso curso, é um módulo
inteiro de aulas sobre o assunto.
Iremos começar com os conceitos básicos que Nesse caso o melhor caminho será a terra que
necessitamos ter para dar andamento no nosso tem um potencial próximo de zero.
aprendizado, ao qual é um item obrigatório nas instalações
elétricas. Assim o aterramento elétrico tem a função de
deixar em um mesmo potencial toda a instalação
Segundo a ABNT ( Associação Brasileira de Normas elétrica.
Técnicas ), ATERRAR significa :

Fazendo isso, em caso de uma fuga de corrente, a Oferecendo um caminho mais fácil para as
eletricidade tende a ir para o menor potencial, ou seja, ela correntes induzidas a terra.
sempre procura o caminho mais fácil, com menor resistência.
Assim temos duas normas que tratam ( abordam sobre aterramento );

- NBR-5419 SISTEMA DE PROTEÇÕES CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS ( SPDA )


- NBR-5410 iNSTALAÇÕES ELÉTRICAS EM BAIXA TENSÃO

Apesar da NBR-5419 sugerir a obrigatoriedade da instalação do sistema de SPDA apenas se os limites mínimos já
estipulados por ela mesmo forem ultrapassados, onde requer uma avaliação de risco da instalação.

A NBR-5410 diz que:

Então é a NBR-5410 que OBRIGA um sistema de aterramento em


qualquer tipo de edificação.

E na prática André….
O QUE É SISTEMA DE ATERRAMENTO ??

Resumidamente, o sistema de aterramento , é a


interligação das hastes de aterramento ao barramento de
terra localizado no QDC através de condutores de
aterramento em cobre nú, aterrados na terra.

Mas temos um detalhe, esse seria um item mais


como, mas temos um item na NBR-5410 que determina toda
edificação deve dispor de uma estrutura de aterramento,
denominada ELETRODO DE ATERRAMENTO.

Sendo admitida as seguintes opções, vejam só os


itens grifados em círculo ( preto ) e no quadrado em
vermelho;
Muito das vezes pegamos reforma elétrica para fazermos, onde é inviável descobrir a fundação do prédio, da casa
para fazermos um sistema de aterramento lá.
Nesse caso adotamos o uso de hastes de aterramento, fazendo o sistema de aterramento com novas hastes , criando um
barramento de equipotencialização ( BEP ) e se tiver algum ponto que dê para interligar fundação ( ótimo ) onde iremos
abordar isso mais a frente no nosso treinamento.

Assim, podemos deduzir que existem QUATRO tipos de eletrodo de aterramento ;

Ao qual consiste na utilização dos próprios ferros da armadura da


edificação, colocado junto ao solo no interior do concreto das fundações.

SOMENTE É PERMITIDO TAL USO, se for feito junto as fundações


da edificação, não sendo permitido quebrar pilar, viga para deixar
expostos as ferragens para se fazer posteriormente a concretagem deles.

1° Eletrodo de Fundação
2° Fitas, barras e ou cabos metálicos
3° malhas metálicas

Malhas metálicas enterradas no nível da fundação quando a


impossibilidade de se usar fitas, barras ou eletrodos na
Fitas, barras e cabos metálicos, que são elementos fundação, pode se usar um gradil em cobre em toda a área
adicionados imersos no concreto da fundação formando um da edificação.
anel em todo o perímetro da edificação.
4° Eletrodo (haste) de aterramento

É importante salientar que o item que a gente falou da norma, ela cita
que;

Outra dúvida muito comum, é em relação aos CONDUTORES DE


ATERRAMENTO, e aí, eles podem serem de cobre nú,podem serem
encapados, qual a seção mínima, eles podem serem enterrados direto
no solo, tem de estar dentro de um eletroduto ? Calma, aos poucos
iremos tirar todas essas dúvidas que você tem ou que possa aparecer
Geralmente é uma haste de seção durante esse treinamento.
circular que pode ser de cobre ou revestida
em cobre, zincada a quente ou inoxidável Pois primeiro devemos saber o que é condutor de aterramento, o
quando for em aço, e ela deve ser que é eletrodo de aterramento, o que é condutor de proteção
enterrada no solo e protegida por uma para ai sim estarmos aprofundando no assunto.
caixa de inspeção.
Nessas FOTOS temos três hastes de terra fincadas no chão interligadas por um cabo de cobre nu, esse conjunto é
chamado de eletrodo de aterramento.

Nele temos as hastes e o cabo que interliga


elas, tudo isso faz parte de um conjunto, e a tabela
da norma que fala das seções mínimas para os
eletrodos de aterramento é a tabela 51.
Na primeira parte dela temos a haste que é de aço Já na segunda parte da tabela, fala do cabo de
revestida com cobre, e fala pra gente que o diâmetro aterramento de cobre nu, indicando uma seção mínima
mínimo da haste é 15mm². de 50mm²
Aí vem uma questão que eu mesmo errava na norma por interpretar de forma diferente. Antes eu seguia outra tabela,
usava cabo 16mm² nu para interligar as hastes, porque eu achava que o cabo que interligava as hastes era condutor de
aterramento, depois que entendi que o cabo que vai enterrado interligando as hastes não é condutor de aterramento e sim faz
é parte do conjunto eletrodo de aterramento, aí sim passei a usar condutor de 50mm² para ligar as hastes entre si.

Agora para ligar da haste no barramento de terra do qdc ou barramento de equipotencialização, aí é outra tabela, a
tabela 52, que era a que eu consultava antigamente.
Agora vamos conectar nosso conjunto eletrodo de
aterramento ao BEP ou diretamente no QDC, depende do que
você preferir. Nesse momento aí sim temos os condutores de
aterramento, usei até a cor roxa para simbolizar esse cabo, ele
sim é utilizado para conectar a haste de aterramento ao BEP que
é o barramento de equipotencialização principal.

Esse cabo roxo aí sim podemos chamar de


condutor de aterramento, ele também pode ser
enterrados e a tabela que fala dele é a 52 ( que
mostramos anteriormente ), nela fala que
obrigatoriamente esse cabo quando não protegido
contra danos mecânicos, ou seja direto no solo deve
ser em cobre nu e com seção mínima de 16mm².
Esse cabo deve ser na cor verde, ou verde com
risco amarelo para proteção dos circuitos e equipamentos
e deve ter a mesma bitola ( seção) dos condutores de
fase do circuito respeitando a tabela 58, que diz;

Pronto agora sim deu pra entender melhor sobre um sistema de aterramento correto conforme a norma, para ligar
as hastes no mínimo cabo 50mm² nu, e para ligar da haste no BEP ou direto no barramento de terra do QDC, no mínimo
cabo 16mm².
Mas continuando nosso raciocínio para interligar todo sistema até o equipamento teremos então um cabo saindo do
BEP chamado condutor de proteção, interligado ao barramento de terra no QDC e posteriormente aterrando os
equipamentos. Esse cabo deve ser protegido, de preferência nas cores verde ou verde-amarelo, e deve possuir a mesma
bitola dos condutores de fase, respeitando a tabela 58 que fala o seguinte:

- Quando os condutores de fase forem até 16mm², o aterramento terá a mesma bitola das fases.
- Quando os condutores de fase estiverem entre 16mm² e 35mm² o aterramento terá 16mm².
- E quando os condutores de fase forem maior do que 35mm², o cabo de aterramento terá a metade da bitola dos
condutores de fase, exemplo: se a fase for 50mm², a proteção deve ser 25mm².

Perfeito até aqui então pessoal? Mas não acabou por aí não, temos ainda duas dúvidas rápidas para tirar ainda,
vamos lá:

Bom turma é isso então, ficamos por aqui com essa aula do nosso mini curso de aterramento, vimos nessa aula
sobre O que é e para que serve o aterramento elétrico, onde não é complicado,. Nas próximas aulas iremos aprender a
diferenciar os tipos de aterramentos previstos na NBR-5410, iremos falar também das, vantagens, desvantagens, riscos e
aplicações de cada um deles separadamente, espero que aproveitem bastante desse conteúdo exclusivo.

Na próxima aula vamos falar sobre Tipos de aterramento de acordo com a NBR-5410, inclusive mostrando trechos
da norma, para que você possa vir a entender o que ele determina. Qualquer dúvida a mais, entre em contato
com nosso suporte técnico através dos comentários, Grande abraço e até já

Você também pode gostar