Você está na página 1de 10

Manual do Mentor

Como mentor, você é o coração do Hackathon. Para que o programa de mentoria funcione da melhor
forma possível leia esse guia.

Este guia é focado na criação de um ambiente amigável e aberto a todos os “hackathoners”, mas
também para você: mentor. Queremos que todos se sintam à vontade, tenham uma experiência incrível
e um final de semana para aprender e se emocionar.

HACKING.RIO 2020 ON LINE será realizado numa plataforma própria 100% on line, interativa, para todo
o fluxo de comunicação, entregáveis e gestão da jornada do Hackathon. Todo o processo será integrado,
desde a inscrição dos participantes no site até a avaliação final do júri.

Hackathon, vem do termo “marathon”, maratona de desenvolvimento ágil de soluções digitais


inovadoras, baseado em desafios reais a serem lançados no início da competição.

A duração da maratona será de 48 horas seguidas, início na 6af e término no domingo, dividido por
equipes multidisciplinares de 3 à 5 integrantes no máximo, que atuam em diferentes tarefas ao longo da
jornada. Essa competição serve para estimular novos aprendizados, resolver problemas complexos do
mercado através de soluções simples e eficazes.

1. DAS DEFINIÇÕES:
Teremos dois tipos de mentores: mentores ​técnicos ​e ​especialistas​.

Mentores Técnicos: são desenvolvedores(as), programadores(as), designers, profissionais de TI, product


managers, especialistas em diferentes linguagens de softwares, hardwares, infraestrutura de redes,
makers, data scientists, engenheiro de sistemas, etc. que ajudarão as equipes durante o hackathon, sem
diferenciação de cluster. Também é indicado para fazer a avaliação técnica dos códigos gerados no
GITHUB dos projetos finalistas.

Mentores Especialistas: são profissionais de referência naquele setor ou cluster específico, especialistas
indicados pelas empresas desafiantes do cluster, professores e mestres. Possuem conhecimento do
mercado, clientes, processos, leis e regras que podem ajudar as equipes a serem mais assertivas em suas
soluções. Os mentores especialistas são “consultados” pelas equipes, quando estiverem disponíveis na
plataforma on line.

Dica: ESPECIALISTAS mesmo que não saibam programar, aproveitem e entrem no clima TECH e
descubram mais sobre “pensamento computacional”.

Mentores Professores: São mestres na área de tecnologia/ modelagem de negócios ou no segmento do


cluster, que receberão um treinamento prévio de ferramentas aplicadas a Hackathons e como fazer
mentorias para se revezarem nas orientações das equipes. Muitos deles já conhecem as equipes que
participantes das instituições de ensino que estão na competição.

A atividade na prática de um mentor é orientar as equipes nos possíveis caminhos de solução para
resolverem os desafios, ou seja, provocá-los para que abram hipóteses, pesquisem, corram atrás das
informações. O mentor pode sugerir uma ferramenta, framework ou library (biblioteca de códigos), que
pode ajudá-los a agilizar a jornada. Tentar antecipar possíveis problemas técnicos de alguma tomada de
decisão. Sempre use o “Por quê?”, ”Para quê?” e “Como?”.

Dica: MENTORES falem menos, ouçam mais e perguntem muito. Aproveitem o evento e divirtam-se!

Além dos mentores, teremos nos Hackathons:

Ativador(a) - promove a facilitação do cluster, fazendo sempre a conexão entre os desafios, o processo,
as equipes e a organização do evento. Pode tirar dúvidas e acompanhar a conduta das equipes, também
indicar mentores quando as equipes pedirem ajuda, e garantir a boa energia das equipes na competição.

Organizador(a) - Equipe de produção, comunicação e atendimento responsável pela organização geral,


desde a gestão dos ativadores, mentores, jurados, dinâmicas, cronograma de entregas, avaliação de
casos excepcionais, segundo regulamento e código de conduta.

Avaliador(a) técnico - especialista, indicados pela organização ou pelas empresas participantes, para
avaliação dos códigos e algoritmos de programação cadastrados no GITHUB. Pontuam e classificam para
a banca final de cada cluster.

Jurado(a) - líderes de referência de diferentes setores do mercado, indicados pela organização e pelas
empresas patrocinadoras, profissionais de referência, investidores, mestres, para garantir total isonomia
na avaliação do vencedor final de cada cluster do Hacking.Rio 2020.

IMPORTANTE: Mentor não pode ser jurado!!! E jurado não pode participar como mentor durante a
maratona do hackathon, para que não seja indiretamente influenciado por conhecer a equipe antes da
final.

2. DOS PROCEDIMENTOS:
Os mentores técnicos ou especialistas indicados pela organização, pelos ativadores ou pelas empresas
desafiantes, recebem um link de inscrição por email para completar seu cadastro e depois poder acessar
a plataforma on line.
IMPORTANTE: PARA ACESSO A PLATAFORMA TEM QUE SER EMAIL G SUITE OU GMAIL.

As inscrições dos hackathoners será direto pelo nosso site ​www.hackingrio.com de acordo com o
cluster setorial ou tema escolhido, seja individual ou equipe. Esse ano teremos 2 categorias STANDARD E
MASTERS. Para quem se inscrever individualmente, a organização depois fará um “match” para formar a
equipe e comunicará aos participantes.
Para efetuar as inscrições e receber a confirmação, o inscrito deverá ter lido e aceito o REGULAMENTO E
CÓDIGO DE CONDUTA.
Caso o participantes seja menor de 18 anos, deve também ter documento de autorização assinado pelo
responsável legal.

3. DA JORNADA DE ENTREGÁVEIS - 5 FASES

I. FASE IDEAÇÃO: definição do desafio escolhido, resumo da solução a ser desenvolvida,


confirmação dos participantes por equipe, nome da equipe e instituição que representará na
competição.

A. Ferramentas sugeridas: Brainstorming, Business Model Canvas, Modelo Problema-


solução, Design Thinking, etc..
B. Webinar Hacking.Rio: Video Problema Solução, Marcelo Macedo ​[​linkedin​]
C. Entregável: ficha ou formulário preenchido com a escolha do desafio e descrição sucinta
(“twitter 140 caracteres”)

II. FASE VALIDAÇÃO: desenho esquemático da solução, wireframe, para que possa ser validado
junto ao público-alvo ou persona. Pode ser também uma validação das diferentes hipóteses de
solução a ser desenvolvida.

A. Ferramentas sugeridas: metodologia ágil, scrum, sprint google, metodologia lean startup
(Eric Ries), Canvas…
B. Webinar Hacking.Rio: Video Dica “A importância da validação da experiência do usuário”
do Robert Jansen ​[​linkedin​]​.
C. Entregável: Canvas pronto ou wireframe ou slide com desenho do fluxo da solução +
evidência da validação.

III. FASE PROGRAMAÇÃO: início do registro para acesso ao GITHUB GLOBAL (repositório de
códigos), aonde o programador irá depositar seu código. Na equipe o designer ou UX ajuda na
criação da interface, enquanto o programador desenvolve, e restante da equipe prepara
apresentação, argumentação, modelagem do produto final validado.

A. Webinar “Codando sem ser Programador” da Embaixadora Hacking.Rio Yasmim Romi


[linkedin]​.
B. Entregável: check in por equipe no GITHUB (repositório).

IV. FASE PROTOTIPAÇÃO / MVP (Mínimo Produto Viável): desenvolvimento e finalização do


protótipo funcional, ou seja, a solução em funcionamento de pelo menos 1 aplicação do usuário
validada. Nesse momento é importante que parte da equipe já inicie a formatação da
apresentação final para a banca de júri.
ESSE DECK DEVE CONTER TODAS AS INFORMAÇÕES DO PRODUTO FINAL, ou do PITCH que a
equipe vai defender na banca de júri. O DESAFIO OU PROBLEMA, O MERCADO OU TAMANHO
DA “DOR”, A SOLUÇÃO (como funciona), VALIDAÇÃO (público-alvo ou personas), modelo de
negócio ou de execução, diferenciação ou concorrentes próximos, slogan final.
a. Entregável: deck de apresentação em pdf;
b. Webinars: Bernard de Luna - Produto Prototipagem e POC;
c. Validação do MVP - Amanda Graciano [​linkedin​];

V. FASE PITCH: preparação do pitch final, apresentação da banca, e do vídeo demo do MVP
funcional, ou seja, da aplicação criada em funcionamento.

VI. WEBINAR: Como fazer um Pitch - Luiz Felipe Grossi ​[​linkedin​]​.

VII. ENTREGÁVEIS: código final da programação no GITHUB, deck em pdf slides e video demo.
Uploads:
A. Vídeo Pitch máximo 3 minutos (YouTube)
B. Deck de Apresentação em pdf
C. Código no GitHub

VIII. AVALIAÇÃO BANCA TÉCNICA E AVALIAÇÃO JURADOS ESPECIALISTAS.


JORNADA HR-HACKATHON
10/10 11/10 12/10 13/10
09/10
SEXTA-FEIRA SÁBADO DOMINGO SEGUNDA-FEIRA TERÇA-FEIRA
ENVIO DOS PROJETOS PARA CHECK POINT RESULTADOS
8H00 MEDIDITAÇÃO
BANCA FINAL JURADOS

8H30

9H00
CHECKPOINT - ALERTA AVISO
9H30
ENTREGA [CANVAS] MENTORIA FINAL +
INÍCIO DA FASE 3 - PROGRAMAÇÃO TREINAMENTO PITCH
10H00 - VÍDEO COMO CADASTRAR NO
GITHUB
10H30 CHECK IN NO GITHUB
WEBINAR: CODANDO SEM SER
11H00 PROGRAMADOR COM YASMIM
ROMI

11H30 INÍCIO FASE - PROTOTIPAÇÃO / MVP

WEBINAR: PRODUTO ENTREGA NOTAS JURADOS


12H00 CHECK IN - CÓDIGO FINAL
PROTOTIPAGEM E POC COM BANCA FINAL
ONBOARDING (ACESSO, [CÓDIGO NO GITHUB]
12H30 AMBIENTAÇÃO DA BERNARD DE LUNA
PLATAFORMA E VÍDEO
13H00 TUTORIAL)
13H30
CHECK IN FINAL - [SUBMISSÃO
14H00 DJ VICTOR JUNQUEIRA AO VÍDEO PITCH (APRESENTAÇÃO E
14H30 VIVO NO YOUTUBE DEMONSTRAÇÃO DO MVP
FUNCIONAL) + DECK
WEBINAR: VALIDAÇÃO DO MVP COM APRESENTAÇÃO]
15H00
KICK OFF HR-HACKATHON AMANDA GRACIANO
15H30
DIVULGAÇÃO RESULTADOS FINAIS
16H00 TALK INSPIRACIONAL (20´)
- MENÇÃO DO PATROCINADOR
16H30
CHECKPOINT - FASE 4 -
17H00 FASE 1 - IDEAÇÃO - DEFINIÇÃO PROTOTIPAÇÃO E MODELO DE CELEBRATION
DO DESAFIO (O QUE?) NEGÓCIO
WEBINAR: COMO FAZER UM PITCH -
17H30
LUIZ FELIPE GROSSI
CHECKPOINT - ALERTA AVISO
18H00 ENTREGA [INSCRIÇÃO FASE 5 - PITCH
PROJETO]
WEBINAR: PROBLEMA E
18H30 SOLUÇÃO COM MARCELO
MACEDO
INÍCIO DA FASE 2 - VALIDAÇÃO ENTREGA RESULTADO JÚRI
19H00 E HIPÓTESES DE CAMINHOS DE TÉCNICO - CLASSIFICATÓRIA
SOLUÇÃO (COMO?) PARA BANCA FINAL

WEBINAR: A IMPORTÂNCIA DA
19H00 VALIDAÇÃO DA EXPERIÊNCIA
DO USUÁRIO - ROBERT JANSSEN
4. DAS AVALIAÇÕES:
Teremos 2 avaliacoes até chegarmos no grande vencedor do Hacking.Rio 2020.
● AT = Avaliação Técnica
● AE = Avaliação Especializada

AVALIAÇÃO TÉCNICA: ​As equipes terão seus códigos/ programação avaliados com nota de 1-5 por
especialistas técnicos indicados pela organização, no domingo, entrega será de 11 às 13h. E os jurados
terão até às 19h para entregarem suas notas. As 10 melhores notas serão classificadas para a banca
final.

Critérios de pontuação técnico:


1 - Não houve desenvolvimento relevante no projeto ao longo do evento, ou a demo não funcionou.
2 - O desenvolvimento foi bastante reduzido, por limitações técnicas ou de processo de seus membros,
afetando a demo.
3 - O desenvolvimento foi realizado pelo time, apresentando algumas falhas técnicas, de fluxo na demo,
sem ser bloqueante para a apresentação.
4 - O desenvolvimento foi satisfatório, apresentando uma demo consistente, podem ser realizadas
algumas pequenas melhorias.
5 - O desenvolvimento foi surpreendente, resultando em uma ótima demo, que poderia virar um
excelente produto.

AVALIAÇÃO ESPECIALIZADA: ​As equipes entregam o video pitch e deck de apresentação em pdf. De 13
às 15h no domingo. E após seleção da banca de avaliação técnica as 10 equipes melhores pontuadas
serão enviadas para a banca de avaliação de especialistas e indicados dos patrocinadores e da
organização do evento. As equipes serão avaliadas pelo apresentação pitch e vídeo gerados, com nota
de 1-5.

Critérios de pontuação da banca de jurados especialistas:


1. Grau de Inovação
2. Capacidade de execução e validação da solução
3. Impacto no Mercado e Sustentabilidade do modelo de negócios.
4. Pitch - apresentação, design, argumentação
5. Equipe perfil dos participantes

A banca de jurados será formada por no mínimo 3 até 5 ou mais especialistas. As notas da AT e AE serão
somadas e gerado um ranking para dar nota final a cada equipe e definir o VENCEDOR DO CLUSTER.Em
caso de empate, o ativador e os mentores do cluster poderão ter voto de minerva.

Observação:
Caso nenhum grupo receba nota suficiente para passar para a próxima fase, o cluster entrará em regime
de exceção que será tratado pela organização, podendo receber mais tempo para terminar o
desenvolvimento.

CASO ALGUMA EQUIPE NÃO ENTREGUE NO PRAZO COMUNICADO PELA ORGANIZAÇÃO, SERÁ
DESCLASSIFICADO PARA A FINAL. Poderá até permanecer na jornada como aprendizado, mas não
poderá entregar sua apresentação final a banca de jurados e concorrer ao prêmio do cluster.

5. AGENDA GERAL DO(A) MENTOR(A):


Todos os mentores devem preencher na ficha de inscrição quais turnos poderão estar disponíveis para
mentoria na plataforma.

09/10 (sexta-feira) - Credenciamento na plataforma para equipes e mentores abrirá às 12h da manhã
(onboarding e vídeo tutorial da plataforma). Todos mentores estão convidados para a abertura e
explicação das regras a partir das 15 horas.
11/10 (domingo) - Presença obrigatória da maioria dos mentores nos checkpoints e na pré avaliação.
Encerramento maratona domingo às 15h.

JORNADA DO MENTOR POR TURNOS:


São 48 horas seguidas de jornada, divididos em turnos para os mentores, de sexta a domingo.

Turno 1 - Momento de ajuda na definição de desafios e caminhos de soluções:


- Sexta-feira - 15h às 19h BR / 7pm às 11 pm PT
- Sexta-feira - 19h às 23h BR

Turno 2 - Momento de validação, prototipagem e ajuste do desenho da solução final:


- Sábado - 9h às 13h BR / 1 pm às 5 pm PT
- Sábado - 13h às 17h BR / 5 pm às 9 pm PT

Turno 3 - Momento de tensão, de não deixar cair a energia, foco na programação código:
- Sábado - 17h às 21h BR / 9 pm às 12 pm PT
- Sábado - após 21h BR / após 12 pm PT (opcional)

Turno 4 - Momento de concluir, preparação do pitch, e entrega final da banca:


- Domingo – 9h às 13h BR / 1 pm às 5 pm PT

Observação: caso o mentor necessite alterar qualquer turno escolhido, é só avisar ao ativador. Só fica
visível aos participantes, quando o mentor estiver logado na plataforma.

COMUNICAÇÃO:
Durante todo o hackathon, na plataforma tem alertas e avisos, para reforçar as entregas de cada fase.
6. DA FILOSOFIA:

a) O Mentor - O mentor não é um professor, nem um consultor, no sentido de que o mentor NÃO
está a frente, realizando uma aula ou dizendo o que precisa ser feito​. E sim, incentivando que as
equipes busquem os seus próprios caminhos.
○ O mentor fica disponível na plataforma e poderá ser consultado quando necessário;
○ Está focado em motivar os participantes e demonstra empatia, pois sabe a dificuldade e
complexidade dessa maratona;
○ Incentiva as equipes a irem mais longe, sempre mostrando os avanços possíveis;
○ E garante que se divirtam fazendo isso, criando um ambiente amigável e colaborativo,
mesmo no virtual.

b) Crie a Atmosfera:
○ Sorria;
○ Faça contato com os olhos;
○ Admita quando não souber algo;
○ Seja gentil e amigável;
○ Diga aos Hackathoners que tudo bem cometer erros;
○ E faça pausas quando ficar frustrante.

c) Comunicação positiva:
○ Suponha que está falando com pessoas com zero conhecimento, porém com grande
potencial;
○ Certifique-se de que o Hackathoners entendeu o que você disse;
○ Explique de novo de forma diferente, caso perceba que o Hackathoners não entendeu o
que disse;
○ Incentive-os a ter visão crítica sobre a orientação dos mentores, e decidirem sozinhos
quais caminhos de solução vão desenvolver;

d) Dúvidas:
○ Observe se alguém estiver com problemas. Eles podem ter medo de perguntar;
○ De vez em quando, pergunte: “Ei, como está indo? Alguma coisa que eu possa te
ajudar?" Esta é uma ferramenta muito poderosa: ajuda hackers tímidos, constrói
rapport ​e aumenta o engajamento;
○ Não entre nas salas sem ser convidado pelas equipes. Deixe que eles peçam ajuda.

e) Perguntas:
○ Deixe as pessoas confortáveis ​fazendo perguntas;
○ Enfatize que não há perguntas "burras";
○ Dê aos outros hackers da equipe a chance de tentar responder a essa pergunta;
○ Codificação é colaboração - certifique-se de que os hackers entendam isso.
f) Respondendo as perguntas: Como você responde?
○ Positivamente:
○ "Estou feliz que você tenha perguntado isso."
○ "Que pergunta interessante!"
○ "Ótima pergunta!"
○ "Hum, não tenho certeza ... Vamos procurar na internet ou perguntar a outra pessoa."
○ “Sua interpretação do material pode ser diferente da nossa!”

g) Ritmo: A ação não pode parar, o tempo é curto. Ajude os times a dividirem tempo, tarefas e
decisões.

h) Seja encorajador:
○ Parabenize as pessoas por suas realizações; por tentar e mesmo que erre, ajustar e
seguir em frente;
○ Incentive os hackers a mostrar o seu trabalho para os outros: convide-os a apresentar a
outros participantes durante o evento.
○ Os participantes não devem ter medo de “alguém roubar sua idéia”, pois o que mais
conta no final é a capacidade de execução;

i) O que não fazer:


- Nós não batemos em ninguém ou fazemos observações sexualmente sugestivas;
- Nós não reviramos nossos olhos nem rimos de perguntas;
- Nós não usamos o tempo para anunciar nossas próprias empresas / empregos / nós mesmos;
- Nós não escolhemos ou tiramos sarro de ninguém ou nada;
- Nós não discutimos quais linguagens de programação, métodos ou tecnologias são "melhores";
- Nós não criticamos o tipo de equipamentos que os hackers usam, pois muitos podem estar em
situação restritiva em suas casas.

j) Respeite as diferenças:
- Não interrompa nenhum membro da equipe enquanto estiver explicando algo;
- Aproveite o momento de sua fala para se dirigir de forma generosa a todos da equipe,
principalmente para as pessoas mais tímidas e que representem minorias ou inexperientes;
- Em nenhum momento faça uma piada que possa embaraçar algum dos membros da equipe,
principalmente sobre imagem, estilo, raça, cor, gênero, etc.;
- Tente criar cenários usando o termo pessoas e não "o cara, o homem, o programador", isso
ajudará a trazer uma melhor experiência para todos os participantes;
- Respeite o código de conduta, você é uma referência e tem um grande poder de inspiração.
Caso queira se preparar antes do hackathon, vamos disponibilizar essa sequência de webinars pelo
youtube do Hacking.Rio. link acesso [playlist]

Todos os mentores receberão ao final da maratona o CERTIFICADO DE PARTICIPAÇÃO.


Os mentores estão também concorrendo ao PRÊMIO DE MELHOR MENTOR HR20, no valor de
R$ 5.000,00 (cinco mil reais), pela votação das equipes após término da maratona no domingo.
Normalmente a referência é de quem fez mentorias durante a maratona e o grau de qualidade dessa
dedicação.

Obrigado por ser um mentor ou mentora do Hacking.Rio 2020!

Você também pode gostar