Você está na página 1de 8

17/04/2022, 12:54 Estudo Dirigido 13: “20 Estudos diários de arco em cordas soltas”: 13.

2 - Tarefas do Estudo Dirigido 13

Contrabaixo Online - Academia Arte de Toda


Gente
Painel / Meus cursos / Extensão / 2021 / Contrabaixo Online - Academia Arte de Toda Gente

/ Unidade 2: A Mão Direita no Contrabaixo (11/04 a 18/04) / Estudo Dirigido 13: “20 Estudos diários de arco em cordas soltas”

Estudo Dirigido 13: “20 Estudos diários de arco em cordas soltas”

 

13.2 - Tarefas do Estudo Dirigido 13


Estudo 1 do ED
13 - Compasso
3/4 com 1 mínima pontuada:  Para tocar
os Estudos em métrica ternária (como esse 3/4), divida a
vara do
arco acima da crina em 4 pontos com a mesma distância entre si. Depois, marque
com fita crepe esses quatro pontos na vara,
delimitando as três regiões do
arco: (1) talão, (2) meio, e (3) ponta. Estude primeiro
com o metrônomo mais lento (semínima = 60),
coincidindo as batidas dos tempos
1, 2 e 3 de cada compasso com as marcas do talão, meio e ponta
na vara do arco. Depois estude
com o metrônomo mais rápido (semínima = 120), também
coincidindo as batidas dos tempos 1, 2 e 3 de cada compasso com o
início das
regiões do talão, meio e ponta na vara do arco. Mantenha
constante: a velocidade do arco, a aderência da crina na corda, a
dinâmica e o
timbre do som. O desafio é manter esses parâmetros nos cruzamentos de
cordas, especialmente cordas mais distantes
entre si, como da Corda Sol para a
Corda Lá. Observe que, na repetição, o arco fica invertido e a dinâmica passa
de forte para piano.

Estudo 2 do ED
13 - Compasso
4/4 com 1 semibreve, crescendo e decrescendo: O Estudo 2 é muito semelhante ao Estudo
1
acima, mas como trata-se de uma métrica quaternária (como esse4/4), divida
a vara do arco acima da crina em 5 pontos com a
mesma distância entre si.
Depois, marque com fita crepe esses cinco pontos na vara, delimitando as quatro
regiões do arco: (1) talão,
(2) meio-talão, (3) meio-ponta
e (4) ponta. Estude coincidindo as batidas dos tempos 1, 2, 3 e 4 de
cada compasso com o início das
regiões do talão, meio-talão, meio-ponta
e ponta na vara do arco.

https://ambientevirtual.nce.ufrj.br/mod/book/view.php?id=373363&chapterid=31178 1/8
17/04/2022, 12:54 Estudo Dirigido 13: “20 Estudos diários de arco em cordas soltas”: 13.2 - Tarefas do Estudo Dirigido 13

Estudo 3 do ED 13 - Compasso 4/4 com 2 mínimas e dinâmicas alternantes f e p:


Esse Estudo visa a utilização de toda a crina do
arco com as
dinâmicas contrastantes forte e piano. Cada nota deve ser iniciada
em uma das extremidades do arco - talão ou ponta -
e terminar na outra
extremidade. Assim, a velocidade do arco será maior e aderência da
crina na corda será menor, especialmente no
andamento Allegro. Muita
atenção para garantir que as dinâmicas f
ou p sejam mantidas durante
toda a duração da nota.

Estudo 4 do ED 13 - Reposição de
arco com notas em detaché e staccato, e dinâmicas alternantes:
 Esse Estudo
em 4/4 deve ser
realizado na primeira metade da crina do arco. Ele visa praticar
a reposição do arco na arcada “para cima”, nos tempos 2 e 4 de cada
compasso, fazendo um sobrevoo com o arco após tocar a semínima em staccato
e voltar ao mesmo ponto de contato da crina com a
corda nas semínimas dos
tempos 1 e 3. A alternância entre as dinâmicas f e p facilita essa reposição
do arco.

Estudo 5 do ED 13 - Compasso 6/8


com 2 semínimas pontuadas e dinâmicas alternantes: O Estudo 5
é muito semelhante aos
Estudo 1 e 2 acima, mas como trata-se de uma métrica
binária composta (como nesse 6/8), divida a vara do arco acima da crina em 7
pontos com a mesma distância entre si. Depois, marque com fita crepe esses sete
pontos na vara, delimitando as duas regiões do
arco: (1) talão-meio
e (2) meio-ponta, cada qual subdividida em três regiões menores. Estude
coincidindo as batidas dos tempos 1 e
2 de cada compasso com o início das
regiões do talão-meio e meio-ponta na vara do arco.

https://ambientevirtual.nce.ufrj.br/mod/book/view.php?id=373363&chapterid=31178 2/8
17/04/2022, 12:54 Estudo Dirigido 13: “20 Estudos diários de arco em cordas soltas”: 13.2 - Tarefas do Estudo Dirigido 13

Estudo 6 do ED
13 - Reposição
de arco com 1 nota detaché e 2 notas staccato, e dinâmicas
alternantes:  Esse Estudo
em 3/4
deve ser realizado na primeira metade da crina do arco. Ele visa praticar
a reposição do arco com duas arcadas em staccato “para
cima”, nos
tempos 2 e 3 de cada compasso, fazendo dois sobrevoos para voltar ao mesmo
ponto de contato da crina com a corda na
semínima do tempo 1 de cada compasso.
A alternância entre as dinâmicas f e p facilita essa reposição
do arco.

Estudo 7 do ED
13 - Compasso
3/4 com 6 colcheias (divisão binária e ternária): Esse Estudo
visa desenvolver a habilidade de
sentir musicalmente o compasso ternário
3/4 tanto com a divisão ternária normal (3 tempos com 2 notas) quanto
com a divisão
binária que sugere o compasso 6/8 (2 tempos com 3 notas).
O desafio aqui é acentuar as notas com sinal de marcato nas arcadas
“para cima” com o mesmo ataque que nas arcadas “para baixo”.

Estudo 8 do ED
13 - Compasso
6/8 com 6 colcheias em divisão binária e ternária:  Esse Estudo
visa desenvolver a habilidade de
sentir musicalmente o compasso binário
composto 6/8 tanto com a divisão binária (2 tempos com 3 notas) quanto
com a divisão
ternária (3 tempos com 2 notas). O desafio aqui é acentuar
as notas com sinal de marcato nas arcadas “para cima” com o mesmo
ataque
que nas arcadas “para baixo”.

https://ambientevirtual.nce.ufrj.br/mod/book/view.php?id=373363&chapterid=31178 3/8
17/04/2022, 12:54 Estudo Dirigido 13: “20 Estudos diários de arco em cordas soltas”: 13.2 - Tarefas do Estudo Dirigido 13

Estudo 9 do ED
13 - Compasso
4/4 com 8 colcheias em detaché e spiccato, e dinâmicas
alternantes: Esse Estudo visa a prática
da coordenação
motora para se alternar entre o detaché (uma arcada “na corda”) e
o spiccato (uma arcada “fora da corda”). A
repetição de notas em
cada corda diminui um pouco o esforço cognitivo necessário para essa tarefa
complexa que envolve, a cada
grupo de quatro notas (1) retirar o arco da corda
e (2) pousar o arco na corda sem perturbar a qualidade do som.

Estudo 10 do
ED 13 - Compasso
4/4 com 16 semicolcheias em detaché e spiccato, e dinâmicas
alternantes:  Nesse Estudo, “na
corda” e “fora da corda”:  Esse
Estudo visa a prática de duas arcadas típicas de trechos com notas curtas: o staccato
e o spiccato. O
maior desafio aqui é obter, ao longo do Estudo, a
regularidade de todas as notas que caracteriza essas arcadas como sendo “na
corda” (o staccato) ou “fora da corda” (o spiccato). 

Estudo 11 do ED 13 - Reposição de
arco em 3/4 no talão e na ponta: Esse
Estudo de reposição de arco em métrica ternária (em
3/4) deve ser
realizado na primeira metade da crina do arco. A mínima com o sinal de marcato
deve ser tocada com mais aderência e
a semínima com o sinal de staccato
no meio do arco deve ser curta e, logo após ser tocada, a crina do arco deve
sobrevoar muito
próxima à corda e pousar cuidadosamente (sem produzir ruídos)
no mesmo ponto inicial da mínima no talão para realizar o próximo
compasso.

https://ambientevirtual.nce.ufrj.br/mod/book/view.php?id=373363&chapterid=31178 4/8
17/04/2022, 12:54 Estudo Dirigido 13: “20 Estudos diários de arco em cordas soltas”: 13.2 - Tarefas do Estudo Dirigido 13

Estudo 12 do ED 13 - Compasso 3/4 com


reposição de arco no talão e na ponta:  Esse
Estudo de reposição de arco em métrica
quaternária (um 4/4) deve ser
realizado com toda a extensão do arco. A mínima pontuada com o sinal de marcato
deve ser tocada
com mais aderência e a semínima com o sinal de staccato
na ponta do arco deve ser curta e, logo após ser tocada, a crina do arco
deve
sobrevoar muito próxima à corda e pousar cuidadosamente (sem produzir ruídos)
no mesmo ponto inicial da mínima pontuada
no talão para realizar o próximo
compasso. 

Estudo 13 do ED 13 - Reposição de arco em 6/8 no mesmo ponto do talão e da


ponta: Esse estudo visa praticar a retomada de
arco na crina rente ao
talão do arco com dinâmica f e, na repetição do Estudo, a retomada
de arco na crina rente à ponta do arco
com dinâmica p. Uma pegada
mais firme dos dedos da mão direita no talão facilita realizar o pouso da crina
nas cordas com mais
controle, sem produzir sons irregulares ou indesejáveis,
principalmente na região da ponta.  

Estudo 14 do ED 13 - Staccato e staccato


volante nas 3 regiões
do arco (t - m - p): Esse Estudo visa a prática de dois
tipos de
arcada “na corda”: (1) o staccato (que produz notas curtas
com mudanças de direção do arco); e (2) o staccato volante (que
produz
notas curtas na mesma direção do arco). Na arcada staccato, as
semicolcheias permanecem na região do talão, e a semínima leva o
arco somente
até o seu meio. Já na arcada staccato volante, as semicolcheias levam
o arco até o seu meio, e a semínima leva o arco
até a ponta.

https://ambientevirtual.nce.ufrj.br/mod/book/view.php?id=373363&chapterid=31178 5/8
17/04/2022, 12:54 Estudo Dirigido 13: “20 Estudos diários de arco em cordas soltas”: 13.2 - Tarefas do Estudo Dirigido 13

Estudo 15 do ED 13 - Spiccato e portato nas 4 regiões do arco (t - mt  - mp - p): Esse


Estudo visa a prática de três tipos de
arcada:  o spiccato (“fora da corda”), o detaché
(“na corda”) e o portato (“na corda”). 
No spiccato (que produz notas curtas com
mudanças de
direção do arco), as semicolcheias mantêm o arco na região do talão e,
em seguida, a semínima em detaché leva o arco
até o seu meio
apenas. Na repetição do exercício, o portato (que produz notas quase
legato na mesma direção do arco), as
semicolcheias levam o arco até o
seu meio, e a semínima em detaché leva o arco até a sua ponta.

Estudo 16 do ED 13 - Alternância entre arco e pizzicato na


mesma nota: Esse estudo visa desenvolver a coordenação motora
para
realizar a alternância de se tocar com o arco e com o pizzicato
(sem o arco, apenas com os dedos da mão direita). As notas repetidas
(Sol-Sol,
Ré-Ré etc.) tem a articulação staccato e, por isso, devem durar
apenas a metade de seu tempo. Isso permite o tempo
necessário para se praticar essa
técnica com calma, em que é importante antecipar os movimentos para
fazer e desfazer a pegada da
mão direita no talão do arco.

Estudo 17 do ED 13 - Alternância entre arco e pizzicato em notas


diferentes: O Estudo 18 dá um passo além do Estudo 17,
pois
inclui a alternância entre arco e pizzicato em notas
diferente (Sol-Ré e Mi-Lá). Outro desafio é o contraste de dinâmicas mais sutil,
entre o piano e o pianíssimo.

https://ambientevirtual.nce.ufrj.br/mod/book/view.php?id=373363&chapterid=31178 6/8
17/04/2022, 12:54 Estudo Dirigido 13: “20 Estudos diários de arco em cordas soltas”: 13.2 - Tarefas do Estudo Dirigido 13

Estudo 18 do ED 13 - Cruzamento de cordas (bariolage) em semínimas legato,


com dinâmicas súbitas: Esse Estudo visa
desenvolver a
arcada bariolage (o cruzamento de cordas repetido) em grupos de duas
notas legato em cordas vizinhas (Sol-Ré, Mi-Lá
e Lá-Ré). Os acentos
no início de cada grupo são importantes para gerar os impulsos e a
continuidade que dá a sensação de moto
perpetuo dessa arcada. Uma
atenção especial deve ser dada às cordas mais graves Mi e Lá, cuja precisão no
ataque e qualidade
sonora exigem mais cuidado na aderência da crina nas
cordas. Para realizar as dinâmicas subitamente contrastantes, é necessário
experimentar
a região do arco mais propícia: (1) entre o meio e a ponta para a dinâmica p
e (2) entre o meio e o talão para a
dinâmica f.

Estudo 19 do ED 13 - Cruzamento de cordas (bariolage) em colcheias legato com crescendo e decrescendo: O Estudo
19 dá um
passo adiante em relação ao Estudo 18 em relação a três novidades: (1)
inclui o cruzamento de cordas legato entre duas cordas não-
adjacentes
(não-vizinhas) Sol-Lá, Sol-Mi, Mi-Ré e Mi-Sol; (2) inclui duas dinâmicas de
pico graduais: o crescendo-decrescendo e seu
oposto,
o decrescendo-crescendo, ambas dinâmicas cadenciadas
ao final com uma mudança de andamento (um molto rallentando);
(3)
o agrupamento de três notas em legato que causa a sensação de
síncopa.

Estudo 20 do ED 13 - Cruzamento de cordas (bariolage) com


semicolcheias legato, agrupadas de 2a2, 3a3 e 4a4: O Estudo 20
dá um passo adiante em relação ao Estudo 19 em relação a duas novidades: (1) traz
como seu ritmo básico as semicolcheias, o que o
torna mais virtuosístico;
(2) inclui grupamento de notas em legato que sugerem as métricas
binária (ligadas 2 a 2), ternária (ligadas 3
a 3) e quaternária
(ligadas 4 a 4)

https://ambientevirtual.nce.ufrj.br/mod/book/view.php?id=373363&chapterid=31178 7/8
17/04/2022, 12:54 Estudo Dirigido 13: “20 Estudos diários de arco em cordas soltas”: 13.2 - Tarefas do Estudo Dirigido 13

 

Índice
13.1 - Introdução
13.2 - Tarefas do Estudo Dirigido 13

◄ Estudo Dirigido 12: Detaché (arcada “na corda”) e spiccato (arcada “fora da corda”)

Seguir para...

Quiz - Unidade 2 - tarefa de verificação de aprendizagem/frequência da Unidade ►

https://ambientevirtual.nce.ufrj.br/mod/book/view.php?id=373363&chapterid=31178 8/8

Você também pode gostar