Você está na página 1de 5

Leader and Professional Coach

Genialidade e Liderança.
Act
COACHINGwww.actcoaching.com.br

MÚLTIPLAS INTELIGÊNCIAS

1.NUNCA 2.RARAMENTE 3.ÀS VEZES 4.QUASE SEMPRE 5.SEMPRE

Copyright© 2013 - Act Coaching Internacional and Escola Superior de Coaching. Todos os direitos reservados – www.actcoaching.com.br
Leader and Professional Coach
Genialidade e Liderança.
Act
COACHINGwww.actcoaching.com.br

Copyright© 2013 - Act Coaching Internacional and Escola Superior de Coaching. Todos os direitos reservados – www.actcoaching.com.br
Leader and Professional Coach
Genialidade e Liderança.
Act
COACHINGwww.actcoaching.com.br

Copyright© 2013 - Act Coaching Internacional and Escola Superior de Coaching. Todos os direitos reservados – www.actcoaching.com.br
Leader and Professional Coach
Genialidade e Liderança.
Act
COACHINGwww.actcoaching.com.br

Copyright© 2013 - Act Coaching Internacional and Escola Superior de Coaching. Todos os direitos reservados – www.actcoaching.com.br
Leader and Professional Coach
Genialidade e Liderança.
Act
COACHINGwww.actcoaching.com.br

Denominam-se inteligências múltiplas à teoria desenvolvida a partir da década de 1980 por uma equipe de
investigadores da Universidade de Harvard, liderada pelo psicólogo Howard Gardner, buscando analisar e descrever
melhor o conceito de inteligência.
Gardner afirmou que o conceito de inteligência, como tradicionalmente definido em psicometria (testes de QI)
não era suficiente para descrever a grande variedade de habilidades cognitivas humanas. Desse modo, a teoria afirma
que uma criança que aprende a multiplicar números facilmente não é necessariamente mais inteligente do que outra
que tenha habilidades mais fortes em outro tipo de inteligência. A criança que leva mais tempo para dominar uma
multiplicação simples, (a) pode aprender melhor a multiplicar através de uma abordagem diferente; (b) pode ser
excelente em um campo fora da matemática; ou (c) pode até estar a olhar e compreender o processo de multiplicação
em um nível profundo. Neste último exemplo, uma compreensão mais profunda pode resultar em lentidão que parece (e
pode) esconder uma inteligência matemática potencialmente maior do que a de uma criança que rapidamente memoriza
a tabuada, apesar de uma compreensão menos detalhada do processo de multiplicação.
À época, a teoria foi recebida com reações mistas pela comunidade académica. Muitos psicólogos consideraram
que existe uma diferença entre o conceito de inteligência que não é suportado pelo prova empírica, mas muitos
educadores apoiaram o valor prático das abordagens sugeridas pela teoria.

1. Lógico-matemática – Tem grande gosto pelos desafios. Habilidade para raciocínio dedutivo e para solucionar
problemas matemáticos. Possuem esta caracaterística: matemáticos, cientistas e filósofos como Stanislaw
Ulam, Alfred North Whitehead, Henri Poincaré, Albert Einstein, Marie Curie, entre outros. Alguns profissionais
associados: cientistas, matemáticos, engenheiros, físicos, programadores e analistas de sistemas.

2. Linguística – Manifesta-se pela capacidade de comunicação – seja em situações mais sérias e complexas,
como debates e explicações de conceitos, seja em situações mais descontraídas, como contar piadas. As
pessoas tem bom vocabulário e são reconhecidas pela capacidade para escrever documentos e por serem
convincentes. Alguns profissionais associados: publicitários, profissionais de rádio e TV, diplomatas,
professores, jornalistas, escritores, poetas e advogados.

3. Musical – Caracterizada pela audição aguçada, a inteligência emoconal manifesta-se nas pessoas que tem
sensibilidade aos ritmos, timbres, tons e sons no geral. Há uma relação forte com a harmonização e
organização, principalmente de temas e composições. Pode estar associada a outras inteligências, como a
lingüística, espacial ou corporal-cinestésica. É predominante em compositores, maestros, músicos, críticos de
música como por exemplo, Ludwig van Beethoven, Leonard Bernstein, Midori, John Coltrane, Mozart, Maria
Callas.

4. Espacial – Intimamente ligada ao equilíbrio e à transformação. Desenhos, fotografias, projetos, maquetes e


quebra-cabeças são estímulos para a pessoa que tem boa orientação espacial. Estabelece facilmente relações
e padrôes visuais e é atenta aos desenhos e cores. Alguns profissionais associados: artistas visuais, arquitetos
e urbanistas, designers, fotógrafos, engenheiros e cartógrafos.

5. Corporal(física)-cinestésica – Manifesta-se por uma ligação forte com o teatro, a dança, a


coreografia,trabalhos manuais, etc. O momento, o controle e o ritmo do corpo são extremamente importantes e
manifestam uma consciência e sensibilidade em relação ao “eu” físico. Alguns profissionais associados:
artistas visuais (performers), artesãos, desportistas, jogadores, bailarinos, modelos, atores..

6. Intrapessoal – Manifesta-se pela relação com sentimentos, sonhos, reflexão e idéias. As experiências
pessoais têm muito valor e há uma facilidade em identificar os próprios sentimentos. Há tendência à
introspecção, mas também uma abertura às mudanças. A ética é extremamente impo rtante. Alguns
profissionais associados: escritores, psicoterapeutas, teólogos, teóricos, filósofos, detetives e conselheiros,
como por exemplo, Sigmund Freud.

7. Interpessoal – Pessoas que se comprometem com o grupo, motivam aqueles ao seu redor e percebem suas
intenções. Por isso oferecem respostas adequadas para as diferentes situações e conseguem mediar conflitos
com facilidade. São também pessoas sensíveis às diferenças culturals. Alguns profissionais associados:
relações públicas, diplomatas, professores, psicólogos, médicos e políticos.

8. Naturalista - traduz-se na sensibilidade para compreender e organizar os objetos, fenômenos e padrões da


natureza, como reconhecer e classificar plantas, animais, minerais, incluindo rochas e gramíneas e toda a
variedade de fauna, flora, meio-ambiente e seus componentes. É característica de biólogos, geólogos
mateiros, arqueólogos, paisagistas. São exemplos deste tipo de inteligência Charles Darwin, Rachel Carson
John James Audubon, Thomas Henry Huxley.

Copyright© 2013 - Act Coaching Internacional and Escola Superior de Coaching. Todos os direitos reservados – www.actcoaching.com.br

Você também pode gostar