Você está na página 1de 4

INFORME TÉCNICO: DESEMBARGO DE ÁREAS

A instrução normativa MMA nº 001/2008 regulamentou os procedimentos


administrativos das entidades vinculadas ao Ministério do Meio Ambiente em relação
ao embargo. De acordo com o Decreto 6.514/2008, o embargo ocorre quando há a
supressão sem autorização de vegetação nativa (art. 49,50 ou 52), supressão de
vegetação natural localizada em área de preservação permanente (art. 43 e 44) ou em
reserva legal (art. 51), exploração de floresta nativa sem a aprovação prévia (art. 53),
uso de fogo em áreas agropastoris sem autorização (art. 58) e pelo exercício de atividade
sem licença (art. 66).

Conforme a Lei 12.651/2012, art. 51, § 1º, o embargo restringe-se aos locais
onde efetivamente ocorreu o desmatamento ilegal, não alcançando as atividades de
subsistência ou as demais atividades realizadas no imóvel não relacionadas com a
infração.

O embargo poderá ser levantado mediante decisão administrativa


fundamentada, a pedido do interessado ou de ofício nas seguintes hipóteses, segundo
o art.10 da mencionada Instrução Normativa:

I - verificação da nulidade do embargo;

II - aprovação de plano de recuperação de área degrada, averbação da reserva


legal e apresentação de certidão de regularização ambiental emitida pelos órgãos
ambientais competentes, e no caso de situar-se a área embargada em município,
conforme estabelecido no art. 2º do Decreto no 6.321, de 2007, a comprovação de
recadastramento junto ao Sistema Nacional de Cadastro Rural, nos termos do referido
decreto; e

III - comprovação da ausência de responsabilidade direta ou indireta do titular


ou responsável legal pelo imóvel em relação aos danos ocorridos, no caso de floresta
sob manejo florestal devidamente aprovado pelo órgão ambiental competente.
1. DESEMBARGO DE ÁREAS JUNTO AO IBAMA

Para desembargar a área, o interessado ou seu representante legal deverá


apresentar defesa administrativa junto ao IBAMA.

1.1 EMBARGOS FUNDAMENTADOS NOS ARTIGOS 43, 44, 49, 50, 51, 52 E 53 DO
DECRETO 6.514/2008.
a) Cadastro Ambiental Rural - CAR;
b) Termo de Compromisso de adesão ao Programa de Regularização Ambiental.
1.2 EMBARGOS FUNDAMENTADOS NOS ARTIGOS 58 E 66 DO DECRETO 6.514/2008.
a) Licença da atividade rural – LAR (Regular)
b) cópia do documento pessoal do autuado ou seu representante;
c) cópia legível do auto de infração;
d) documentos do imóvel e quaisquer meios de prova ou documentos para
embasar sua defesa ou impugnação, tais como a respectiva autorização
de supressão ou exploração de vegetação nativa regularmente emitida
por órgão ambiental competente.
2. DESEMBARGO DE ÁREAS JUNTO À SEMAS/PA

No caso dos embargos lavrados pela SEMAS/PA, o pedido de exclusão ou


suspensão da inscrição na Lista do Desmatamento Ilegal - LDI poderá ser formulado pelo
interessado, a qualquer tempo, nas seguintes hipóteses:

I. Comprovação da legalidade da supressão de vegetação na área onde foi


constatado o desmatamento, mediante a apresentação da licença ou
autorização em vigor na época dos fatos.

II. Comprovação da inexistência do dano ambiental.

III. Ter o desmatamento, que deu origem ao embargo, ocorrido antes de 22 de


julho de 2008.

IV. Mediante a recuperação do dano ambiental causado pelo desmatamento


ilegal.
No caso dos itens II, III e IV, as alegações devem ser acompanhadas de laudo
técnico ambiental, contendo a Anotação de Responsabilidade Técnica – ART do
profissional responsável por sua emissão.

3. AÇÃO DA CNA

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), a Associação Brasileira


de Frigoríficos (ABRAFRIGO) e a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de
Carnes (ABIEC) assinaram um Memorando de Entendimento que reavaliou a aplicação
dos Termos de Ajustamento de Conduta (TACs), instrumentos do programa “Carne
Legal” no bioma amazônico.

Segundo o comunicado, o Memorando é um instrumento cooperativo que


reconhece o direito de comercialização de gado bovino proveniente de propriedades
rurais parcialmente embargadas, mediante comprovação da origem dos animais
comercializados.

A CNA reforça que o memorando de entendimento não legaliza áreas de passivo


ambiental, nem tampouco regulariza áreas embargadas e eventuais autuações
incidentes sob pena de aplicação da Lei de Crimes Ambientais, incluindo novas multas e
apreensão dos animais.

Orienta os produtores rurais com áreas embargadas que busquem a adequação


ambiental do seu imóvel.

4. CONSULTA PÚBLICA DE ÁREAS EMBARGADAS NO PARÁ

Para a consulta de áreas embargadas acesse os links:


https://servicos.ibama.gov.br/ctf/publico/areasembargadas/ConsultaPublicaAreasEmb
argadas.php

https://monitoramento.semas.pa.gov.br/ldi/consultaMapa/mapa.
5. REFERÊNCIAS

- BRASIL. DECRETO Nº 6.514, DE 22 DE JULHO DE 2008. Dispõe sobre as infrações e


sanções administrativas ao meio ambiente, estabelece o processo administrativo federal
para apuração destas infrações, e dá outras providências, Brasília, DF, jul 2008. Disponível
em: <http://www.planalto.gov.br/>. Acesso em: 15 abr. 2020.

- BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Instrução Normativa n. 01 de 29 de fevereiro


de 2008. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 05 mar. 2008.
Disponível em:< https://www.legisweb.com.br/legislacao/>. Acesso em: 15 abr. 2020.

- BRASIL. Lei n. 12.651, de 25 de maio de 2012. Dispõe sobre a proteção da vegetação


nativa; altera as Leis nos 6.938, de 31 de agosto de 1981, 9.393, de 19 de dezembro de
1996, e 11.428, de 22 de dezembro de 2006; revoga as Leis nos 4.771, de 15 de setembro
de 1965, e 7.754, de 14 de abril de 1989, e a Medida Provisória no 2.166-67, de 24 de
agosto de 2001; e dá outras providências. 2012. Diário Oficial da União, Brasília, DF, Ano
CXLIX, n. 102, 28 maio 2012. Seção 1, p.1. Disponível em < http://www.planalto.gov.br/
>. Acesso em: 15 abr. 2020.

- Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil. CNA. Reintegração da cadeia de


pecuária de corte no bioma amazônico no âmbito do programa Carne Legal. Comunicado
técnico, ed. 22, 2019. Disponível em <
https://www.cnabrasil.org.br/assets/arquivos/artigostecnicos/Comunicado-Te%CC%81cnico-
22.ed-29julho.pdf> Acesso em: 15 abr. 2020.

Renata Matos
Assessora Técnica
(91) 4008 5394

Você também pode gostar