Você está na página 1de 4

GLOBO RURAL - Notícias sobre agronegócios, agricultura, pecuária, meio ambiente e o mundo do c

Página 1 de 4

Imprimir

Como Fazer / tijolo sem queima

Tijolo sem queima

Método milenar de produção de adobe é ecologicamente correto e mais barato que o do tijolo convencional

Texto Gustavo Laredo | Ilustração Filipe Borin

Uma técnica de mais de cinco mil anos usada na fabricação de tijolos de barro vem trazendo bons resultados para quem quer fazer construções ecológicas e com conforto térmico. Os adobes, como são chamados, foram empregados em vários monumentos do Egito e até na igreja mais antiga de São Paulo, a Capela de São Miguel, erguida em 1622. Segundo o arquiteto César Augusto da Costa, da empresa Espiralando Arquitetura, os adobes, diferentemente dos outros tijolos, não são queimados e, portanto, não emitem o gás carbônico responsável pelo aquecimento global. Além disso, a matéria-prima do adobe é a terra, cuja extração não causa impactos ambientais. “Ele é perfeito para habitações humanas, porque também proporciona conforto térmico”, explica César.

Cada tijolo custa entre 25 e 80 centavos de real, dependendo do material usado e da mão de obra. O tijolo convencional custa em média 28 centavos, mas o adobe é quatro vezes maior. Sem contar que, com ele, pode-se fazer de tudo: construir uma casa inteira, pilares de uma varanda, fogão de lenha e até um curral.

O importante é não utilizar somente o adobe como estrutura principal. Para construir uma parede, por exemplo, o alicerce deve ser feito de material convencional, como pilares de eucalipto tratado, postes de madeira ou dormentes previamente impermeabilizados e a 20 centímetros acima do solo. A primeira fiada de adobes deve ser assentada com argamassa comum, e as demais podem ser fixadas com o próprio barro usado na fabricação dos tijolos.

Antes de fazer o assentamento, porém, mergulhe totalmente o adobe num balde com água para evitar a secagem abrupta do barro, o que pode gerar trincas. A massa de barro entre os adobes não pode ultrapassar dois centímetros de espessura. E, como em qualquer parede, deve-se observar prumo, alinhamento e nível.

MATERIAIS

Para a forma >>> Sarrafo de 120 cm x 10 cm com 2 cm de espessura >>> 50 cm de adesivo de vinil >>> 8 parafusos inoxidáveis e autoatarrachantes >>> Estilete ou tesoura >>> Furadeira >>> Chave de fenda ou parafusadeira >>> Serrote ou serra circular

Para o tijolo >>>2 m3 de terra

http://revistagloborural.globo.com/Revista/Common/0,,ERT152913-18295,00.html

13/04/2011

GLOBO RURAL - Notícias sobre agronegócios, agricultura, pecuária, meio ambiente e o mundo do c

Página 2 de 4

>>> 0,5 m3 de areia >>> 0,25 m3 de esterco >>> 2 fardos de feno >>> Lona grossa de 2 m x 2 m >>> Pá >>> Enxada >>> Peneira >>> Facão ou picadeira >>> Balde de 15 litros >>> Água

PASSO A PASSO

http://revistagloborural.globo.com/Revista/Common/0,,ERT152913-18295,00.html

13/04/2011

GLOBO RURAL - Notícias sobre agronegócios, agricultura, pecuária, meio ambiente e o mundo do c

Página 3 de 4

pecuária, meio ambiente e o mundo do c Página 3 de 4

http://revistagloborural.globo.com/Revista/Common/0,,ERT152913-18295,00.html

13/04/2011

GLOBO RURAL - Notícias sobre agronegócios, agricultura, pecuária, meio ambiente e o mundo do c

Página 4 de 4

MAIS INFORMAÇÕES: Espiralando Arquitetura, tel. (11) 2864-4504 – www.espiralando.com.br contato@espiralando.com.br

Imprimir Fechar
Imprimir
Fechar

http://revistagloborural.globo.com/Revista/Common/0,,ERT152913-18295,00.html

13/04/2011