Você está na página 1de 21

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DE PORTO VELHO1

Cláudio José Gomes Lôbo2 Sheila Regina do Nascimento Silva3

RESUMO Este artigo visa analisar, como a Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) é utilizada nas Micro e Pequenas Empresas na cidade de Porto Velho (MPE/PVH). Sabemos que a TIC faz parte da vida deste segmento de empresa, porém não como uma ferramenta capaz de auxiliar no processo de gestão estratégica e sim de forma meramente administrativa e operacional. Realizamos uma pesquisa com um grupo de 20 microempresários de Porto Velho, através de entrevista e um formulário de 33 questões com o objetivo de levantar: perfil do entrevistado, praticas de gestão, gestão de TIC e a infra-estrutura tecnológica. A partir das informações coletadas e da análise, confirmou-se a perspectiva de que nas MPE/PVH, a TIC é utilizada apenas como forma de agilizar suas atividades operacionais, não sendo atrelada a gestão estratégica do negócio. Constatou-se também que seus gestores consideram a TIC importante para gestão, porém, não a praticam de fato. Palavras-chave: Tecnologia da Informação e Comunicação. Gestão de TIC. Micro e Pequena Empresa. ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------“Ser pequeno é uma questão de tempo, planejamento e gestão, mesmo quando se é grande”. Cláudio J. G. Lôbo

1 INTRODUÇÃO A acirrada competição entre as empresas, no mundo tecnológico de hoje, destacam a Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), como um importante fator diferencial para o posicionamento estratégico e o sucesso empresarial. Essa visão deve permear as ações dos empresários objetivando obter da TIC a
1

2

3

Artigo elaborado como trabalho de conclusão do curso de MBA-TI da Faculdade São Lucas, orientado pelo Prof. Sidnei Feliciano da Silva em Porto Velho – RO – out./2010; sidnei@gmail.com Graduado em Sistemas Web na Faculdade de Tecnologia São Mateus - FATESM/RO em 2008, certificado Cobit Fundation em julho/2010 pela Information System Audit and Control Association ISACA, e-mail: cjlobo@gmail.com; Graduada em Analise de Sistemas na Faculdade São Francisco em Itatiba - SP em 1996, e-mail: sregina@mp.ro.gov.br

2

agregação de valor aos seus processos de negócio.

No segmento da Micro e

Pequena Empresa de Porto Velho (MPE/PVH), não se registra o conhecimento amplo de suas informações úteis, nem de suas fontes, quando utilizadas, são na sua maioria de forma empírica. É importante mapear essa utilização da TIC na MPE/PVH para ajudar além das micro e pequenas empresas, órgãos como FIERO, o SEBRAE e o SENAC a direcionar ações que instiguem nestas empresas a gestão estratégica, considerando a TIC como ferramenta fundamental em seu

desenvolvimento e no sucesso de seus empreendimentos. O artigo está estruturado da seguinte forma. A seção 2 apresenta um

referencial teórico explicando os principais conceitos. Na seção 3 apresenta-se a estrutura da pesquisa e na seção 4 a análise dos resultados obtidos. Por último, a seção 5 apresenta uma conclusão com os principais resultados bem como sugestões de trabalhos futuros. 2 REFERENCIAL TEÓRICO 2.1 CRITÉRIOS E CONCEITOS PARA CLASSIFICAÇÃO DE EMPRESAS A metodologia na definição da classificação das empresas teve como suporte a utilização de dados do SEBRAE. Os critérios que classificam o tamanho de uma empresa constituem um importante fator de apoio às micro e pequenas empresas, permitindo que estabelecimentos dentro dos limites instituídos possam usufruir os benefícios e incentivos previstos nas legislações. No Estatuto da Micro e Pequena Empresa de 1999, o critério adotado para conceituar micro e pequena empresa é a receita bruta anual, cujos valores foram atualizados pelo Decreto nº 5.028/2004, de 31 de março de 2004, são os seguintes: - Microempresa: receita bruta anual igual ou inferior a R$ 433.755,14 (quatrocentos e trinta e três mil, setecentos e cinquenta e cinco reais e quatorze centavos); - Empresa de Pequeno Porte: receita bruta anual superior a R$ 433.755,14 e igual ou inferior a R$ 2.133.222,00 (dois milhões, cento e trinta e três mil, duzentos e vinte e dois reais).

3 É importante ressaltar que o regime simplificado de tributação .SIMPLES.00 (duzentos e quarenta mil reais).000.00 (duzentos e quarenta mil reais) e igual ou inferior a R$ 2.2 GESTÃO DA INFORMAÇÃO A complexidade do contexto atual obriga que as organizações deixem de tratar a TIC como um problema tecnológico e passem a administrá-la como uma oportunidade para responder aos constantes desafios impostos pelo mercado (BEAL. o SEBRAE utiliza ainda o conceito de número de funcionários nas empresas. .400. Além do critério adotado no Estatuto da Micro e Pequena Empresa. Nos levantamentos que têm como fonte de dados o IBGE. são: . Os limites. conforme disposto na Medida Provisória 275/05.Microempresa: receita bruta anual igual ou inferior a R$ 240. principalmente nos estudos e levantamentos sobre a presença da micro e pequena empresa na economia brasileira e que também será considerado nesta pesquisa. que é uma lei de cunho estritamente tributário.Microempresa: I) na indústria e construção: até 19 funcionários II) no comércio e serviços. adota um critério diferente para enquadrar micro e pequena empresa.Pequena empresa: I) na indústria e construção: de 20 a 99 funcionários II) no comércio e serviços.00 (dois milhões e quatrocentos mil reais). 2000). 2. . . as estatísticas sobre micro e pequenas empresas divulgadas pelo SEBRAE utilizam o critério acima. de 10 a 49 funcionários.000.Empresa de Pequeno Porte: receita bruta anual superior a R$ 240.000. até 09 funcionários. conforme os seguintes números: .

Por um lado. utilizar a informação significa interferir no processo de gestão com a possibilidade de provocar uma mudança organizacional. 2002). a maior parte dos gerentes e empresários ainda não se deram conta do potencial da TIC. não basta apenas coletar e armazenar dados. O sucesso e a viabilidade de seu emprego. É essencial transformá-los em informações relevantes ao processo de gestão estratégica. Segundo Beuren (2000). considerando que adotá-la é apenas uma variável de decisão estratégica. e tampouco iniciaram o necessário movimento em direção do reconhecimento do seu papel fundamental para a gestão em nível estratégico (BEAL. significa o uso da informação com fins estratégicos para obter vantagem competitiva (LESCA e ALMEIDA. É preciso também. e ter consciência de que os benefícios realmente significativos virão a médio e longo prazo (SILVA e FISCHMANN. depende da utilização de uma ferramenta que forneça respostas rápidas aos usuários finais da maneira mais simples e econômica possível. resultam da implementação de TIC através do uso de computadores e da telecomunicação (BALARINE. O pouco uso da TIC em micro e pequenas empresas deve-se possivelmente ao fato de a maior parte das pesquisas sobre sua utilização ser realizada em . portanto. 1994) 2. Os gestores cada vez mais gastam recursos com a tecnologia da informação e comunicação e se envolvem na sua gestão. 2002). integrá-la a outras ferramentas de gestão. 2000). Para a autora.3 TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO A tecnologia da informação e comunicação abrange uma gama de produtos de hardware e software destinados a criar sistemas de informações que. por sua vez. Gestão estratégica da informação. os recursos tecnológicos estão se tornando cada vez mais sofisticados e menos onerosos. a informação é fundamental porque possibilita um maior controle das operações empresariais.4 Acredita-se que nenhuma empresa pode escapar aos efeitos da revolução causada pela informação. por outro lado. principalmente no ambiente das micro e pequenas empresas. Apesar de sua notória importância.

Recursos e capacidade restritos. cujas habilidades e informações necessárias ao planejamento estratégico adequado são com frequência insuficientes. não serem delegadas. o que favorece uma presença maior de argumentos não racionais no processo de tomada das decisões estratégicas importantes.5 QUESTIONAMENTOS O uso da TIC nas PME/PVH certamente cresceu devido às facilidades de obtenção de equipamentos e sistemas. No caso de as competências decisórias ficarem a cargo do proprietário. 1995). Membros da administração ou colaboradores são em geral pessoas formadas na prática do trabalho quotidiano. Embora o custo da tecnologia já seja mais acessível e os resultados das investigações apontem para o seu emprego em empresas de qualquer porte.5 grandes empresas. As características principais com relação a gestão das micro e pequenas empresas são: Cargos administrativos e algumas atividades em geral sob a responsabilidade de membros da família do fundador da empresa. isto é. bem como às necessidades de se tornarem competitivas. de forma que os dirigentes estabelecem a estratégia confiando em informações e experiências armazenadas em sua memória. surgem os seguintes questionamentos: Como este aparato tecnológico vem sendo utilizado pelas MPE/PVH? Qual a visão destes administradores sobre a TIC aliada a gestão estratégica dos negócios? Quem são . acredita-se que estes resultados não se apliquem às necessidades e à realidade das micro e pequenas empresas. tudo fica sob o peso de sua gestão centralizada e de sua própria avaliação (GONÇALVES e KOPROVWSKI. especialmente quanto ao capital e à formação daqueles que atuam na administração e assessoria. 2. 2. Neste cenário.4 GESTÃO DE MICRO E PEQUENAS EMPRESAS A micro e pequena empresa é uma organização que pode ser administrada ou dirigida por uma única pessoa.

agrupadas conforme o objetivo da investigação (Quadro 1). foi utilizado o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC). para cada questão o entrevistado aplica um conceito do grau de concordância com a afirmativa proposta. utilizando. 12 A aplicação da pesquisa foi feita de forma presencial durante as entrevistas com os microempresários. Quadro 1 Conjunto de variáveis do instrumento de pesquisa.6 os responsáveis pela implantação da TIC nestas empresas? instalado nas MPE/PVH? 3 METODOLOGIA Qual é o parque Objetivando responder a estes questionamentos e obter dados para avaliar a TIC nas MPE/PVH. que por falta de cadastro e estatísticas destes órgãos sobre as MPE/PVH. a seguinte escala: . onde conseguimos elencar o grupo necessário para aplicação da pesquisa. Grupo de variáveis O que se pretende investigar Nr Questões 4 5 4 8 Perfil do entrevistado Levantar o perfil do profissional responsável pela gestão da organização Práticas de TIC Problemas de TIC Infraestrutura tecnológica Uso da TIC em gestão Levantar as práticas de TIC implementadas pelos gestores na organização Levantar os problemas que a organização enfrenta relacionada ao uso da TIC Levantamento do parque computacional da organização quanto a hardware e software e a adequação destas estruturas a organização Verificar como os gestores veêm a aplicabilidade da TIC. portanto. optamos por entrevistar um grupo de 20 microempresários de Porto Velho e aplicar um questionário de 33 questões. objetivando dirimir dúvidas sobre o aspecto técnico e evitar erros de interpretação que pudessem influenciar no resultado da coleta. Dois critérios foram utilizados para elaboração das respostas ao questionário: o primeiro critério o entrevistado seleciona um conjunto de itens que mais se adéquam a sua resposta a questão. Para a seleção deste grupo de microempresários procuramos o SEBRAE/RO e a FIERO. No segundo critério.

com uma frequência de 57% contra 43% do feminino.7 5 – Concorda integralmente com a afirmação 4 – Concorda com a afirmação 3 – Discorda da afirmação 2 – Discorda integralmente da afirmação 1 – Não tem uma convicção sobre o assunto A pesquisa foi aplicada entre 20 de setembro de 2010 a 15 de outubro de 2010. grau de instrução e frequência de utilização do computador. Tabela 1 . avaliados e exibidos em tabelas e gráficos como forma de facilitar a interpretação e o entendimento da tabulação efetuada. os demais não demonstraram interesse em participar ou alegaram falta de tempo disponível. apenas 14 foram efetivamente entrevistados. faixa etária. Dos 20 microempresários contatados por telefone. apresentamos a análise dos dados coletados. objetivamos levantar o perfil dos entrevistados. 4.1 Gênero A Tabela 1 demonstra que o gênero masculino ainda predomina entre os gestores de empresas. quanto ao seu gênero. 4 ANÁLISE DE DADOS Nesta seção. 4.1 GRUPO PERFIL DO ENTREVISTADO Neste grupo composto de 4 questões.1.Distribuição dos participantes da amostra por gênero Gênero Frequência Absoluta Masculino Feminino Total 8 6 14 Percentual 57 43 100 .

por pessoas jovens na faixa de até 30 anos.6% para nível superior incompleto. sendo que destes 28. 4.1.3 Grau de instrução A Tabela 3 aponta um resultado de 35.5 21.2 100 Gráfico 1 – Demonstrativo da faixa etária dos entrevistados.Distribuição dos participantes da amostra por faixa etária Faixa etária (anos) Frequência Absoluta 26 a 30 25 31 a 40 41 a 50 Total 5 4 3 2 14 Percentual 35.1.7% para especializados e graduados e 28.8 4. . num percentual relativo 35.2 Faixa etária Na Tabela 2 observa-se que os microempresários são constituídos.29%.8 28. Este resultado é condizente com a faixa etária jovem dos entrevistados.57% possuem até 25 anos e de 26 até 30 anos.5 14.72% acumulado de 64. na sua maioria. Tabela 2 .

procura-se enquadrar as empresas segundo sua constituição e porte. além de determinar que práticas de TIC são utilizadas e qual a percepção estratégica dos seus gestores.7 35.Distribuição dos participantes da amostra por grau de instrução Grau de instrução Frequência Absoluta Especialização Nível Superior (completo) Nível Superior (incompleto) Total 5 5 4 14 Percentual 35.2.Uso de computadores por gestores das organizações Frequência de utilização Frequência do computador Absoluta Percentual Frequentemente Esporadicamente Não Total 14 0 0 14 100 0 0 100 4.2 GRUPO PRÁTICAS DE TIC Neste grupo com 5 questões.6 100 4. Tabela 4 .4 Freqüência de utilização do computador Na Tabela 4 os resultados demonstram que 100% dos entrevistados utilizam o computador de forma frequente em seu dia a dia. 4.7 28. com um total de 71.9 Tabela 3 .5% contra 28. . como esperado.1.5% de empresas não familiar.1 Tipo de empresa quanto sua constituição A Tabela 5 demonstra. que a maioria das micro e pequenas empresas dos entrevistados possuem constituição familiar.

.3 7.2 21.6%.10 Tabela 5 .1 100 4. seguida de 35.7% de forma rotineira. automatizando tarefas e apenas 14. ou seja.4% enquadradas como pequenas empresas perfazendo um relativo acumulado de 78.3 De que forma TIC é utilizada pela empresa A Tabela 7 apresenta os resultados comprovando que na sua maioria. utilizam o computador como uma maquina de escrever ou como um meio de comunicação. 50% das MPE/PVH utilizam a TIC de forma operacional. sendo 57.2 Classificação da empresa A Tabela 6 demonstra o direcionamento da pesquisa para as micro e pequenas empresas.2% enquadradas como microempresas e 21.Distribuição das empresas segundo sua constituição Tipo de empresa quanto Frequência sua constituição Absoluta Percentual Familiar Não familiar Total 10 4 14 71.5 28. conforme o objetivo pretendido.4 14.2.5 100 4.2.3% utilizam de forma estratégica. Tabela 6 – Distribuição das empresas segundo seu porte A empresa possui: Até 9 empregados De 10 a 49 empregados De 50 a 99 empregados Acima 99 empregados Total Frequência Absoluta 8 3 2 1 14 Percentual 57.

7 14. Isso nos permite deduzir.5 Nível de dependência da TIC Na Tabela 9. os resultados apontam para um alto grau de dependência da TIC.Distribuição de como a TIC é utilizada na empresa Forma de utilização Frequência Absoluta Operacional Rotineira Estratégica Total 7 5 2 14 Percentual 50 35. 64% e 36% considerado como dependência média.2.Distribuição de como a TIC influência as empresas Forma influência da TIC Frequência Absoluta Alta Media Total 7 7 14 Percentual 50 50 100 4.Distribuição da dependência da TIC Frequência Absoluta 9 5 14 Percentual 64 36 100 . que os microempresários reconhecem a importância estratégica.4 Influência da TIC nas definições estratégicas de negócios da empresa A Tabela 8 demonstra que a TIC possui 50% de alta influência e 50% de média influência sobre a estratégia do negócio.2. porém não a praticam. comprovando novamente que os microempresários percebem a TIC como fator importante em suas empresas. Dependência Alta Media Total Tabela 9 . Tabela 8 . baseado na questão anterior sobre a utilização da TIC.3 100 4.11 Tabela 7 .

Estes resultados apontam para falta de conhecimento e da utilização de um modelo de gestão em TIC como COBIT ou ITIL.3.7% das respostas é o fator mais impactante na implantação de um projeto de TIC.Dificuldade(s) para implementar projeto ou programa de gestão de TIC Dificuldade de implantação do projeto/programa de Frequência TIC Absoluta Percentual Restrições de tempo e/ou de orçamento Falta de apoio da gerência Complexidade dos processos de TIC Medir os resultados Alta rotatividade de pessoal de TIC Manter a tecnologia relevante atualizada Total 6 2 2 2 1 1 14 42.7 14. seguido de falta de apoio da gerência.1 7.2 14.2%. complexidade dos processos e dificuldade em medir resultados. procurou-se estabelecer quais foram as dificuldades relacionadas a TIC encontradas. 4.2 14.12 4.3 PROBLEMAS DE TIC Neste grupo composto de 4 questões.1 100 Gráfico 2 – Problemas de implantação de TIC .2 7. Tabela 10 .1 Dificuldades de implantação A Tabela 10 demonstra que a restrição de tempo e/ou orçamento com 42. empatados com 14.

2 100 . Porém.3 Participantes do projeto de TIC A Tabela 12 demonstra que a definição de projetos de TIC parte da direção da empresa. Tabela 11-Considerações sobre o projeto de TIC na empresa Considerações sobre o projeto de TIC Frequência Absoluta Adequado para a realidade da empresa Modesto para a realidade da empresa Não sabe como avaliar Adequado para uma instituição pública Total 7 4 2 1 14 Percentual 50 28.3. Fator típico de empresa familiar onde um integrante da família é o responsável na área de informática.3 sobre as formas de utilização da TIC.3 7.3.5 14.2 Considerações sobre o projeto de TIC A Tabela 11 demonstra que 50% dos entrevistados.7 28.13 4. a adequação se refere a aplicação operacional e não de forma estratégica na gestão. consideram seu projeto de TIC adequado a realidade da empresa. com uma apuração de 35.5%.7 14.7% e que utilizam na sua elaboração colaboradores internos com conhecimentos em informática num total de 28. considerando o item 2.2 7. Tabela 12-Participante do projeto de TIC Participante do projeto de TIC Frequência Absoluta Direção/gerência da empresa Especialista em informática da própria empresa Empresa especializada em informática Especialista em informática especialmente contratado Empresa especializada em consultorias na área Total 5 4 2 2 1 14 Percentual 35.3 14.1 100 4.

Novamente vale ressaltar o enfoque operacional em detrimento da gestão estratégica.4. 4. num percentual de 50% e em todas as salas 43% indicando que elas encontram-se equipadas. as micro e pequenas empresas estão informatizadas com equipamentos na maioria das salas. objetiva levantar o parque computacional das MPE/PVH quanto aos seus equipamentos e sistemas e a adequação destas estruturas. com 43%. Apenas 14% consideraram seus projetos adequados..14 4. que na sua maioria. Tabela 13.3. apresentam resultados com algumas falhas que não chegam a comprometê-lo.5 14 100 4.1 Distribuição dos computadores A Tabela 14 demonstra que em nível de estrutura.4 Desempenho do projeto de TIC A Tabela 13 reporta o resultado da avaliação de desempenho do projeto de TIC.A distribuição dos computadores nas micro e pequenas empresas A empresa tem computadores Na maioria das salas Em todas as salas Na sala de chefes de setor Total Frequência Absoluta 7 6 1 14 Percentual 50 43 7 100 .5 21. Tabela 14.Desempenho do projeto de TIC Desempenho do projeto de TIC Frequência Absoluta Com algumas falhas que não chegam a comprometê-lo Com algumas falhas que podem comprometê-lo Não tem elementos para avaliar De maneira adequada Total 6 3 3 2 14 Percentual 43 21.4 INFRAESTRUTURA TECNOLÓGICA Este grupo composto por 8 questões.

2 Tipos de processadores. na sua maioria. os aplicativos mais utilizados são os já consagrados e básicos editores de texto e antivírus ambos com 16% de referencia.5% dos computadores. utilizam Frequência processadores tipo Absoluta Intel Pentium / Core 2 / Quad Core i3 / i5 / i7 outros Não sabe Total 12 2 14 Percentual 86 14 100 Tabela 16. .Modelos de computadores utilizados Quais os modelos de computadores utilizados Frequência (permitido até 2 respostas na questão) Absoluta Desktop Notebook Total 12 10 22 Percentual 55 45 100 Tabela 17 – Sistemas operacionais utilizados Qual o sistema operacional da maioria dos computadores Windows XP / Vista / Seven Linux Total Frequência Absoluta 12 2 14 Percentual 85. correio eletrônico e aplicativo de apresentação.8 14.15 4. demonstram que a tecnologia dos equipamentos esta baseada em processadores Intel. com 86% das respostas. seguidos por planilha eletrônica. possuem o sistema operacional Windows e apenas 12.4. modelos e sistemas operacionais A Tabela 15.2 100 4.4.5% utilizam o Linux.3 Aplicativos instalados Conforme demonstra a Tabela 18. Quanto ao modelo notase um equilíbrio entre os modelos de mesa (desktop) com 55% e os portáteis (notebook) com 45% conforme demonstra a tabela 16. 16 e 17. Tabela 15 – Tipos de computadores nas MPE/PVH Os computadores. Observa-se também que na sua maioria 87.

7 100 4.Demonstrativo dos aplicativos utilizados nas MPE/PVH Quais os tipos de programas instalados na maioria dos Frequência computadores (permitido até 5 respostas na questão) Absoluta Percentual Editor de texto Programa antivírus Aplicativo para correio eletrônico (Outolook ou similar) Planilha eletrônica Programa de apresentação (Power Point ou similar) Browser para Internet Banco de dados Aplicativo de desenho (Photoshop ou similar) Aplicativo para multimídia (Cantasia ou similar) Programas de comunicação (fax modem ou similar) Programas correção ortográfica.4.16 todos com 13. indica que as três maiores utilizações estão direcionadas ao e-mail com 17% dos resultados.5%. conforme Tabela 19.5 11 5.5% de seus funcionários utilizam o computador na empresa. entretanto. Já a forma de utilização dos computadores.7 2. A utilização de planilhas também apresenta um resultado significativo com 10% das referencias.7 2.5%. 71. seguido por 14% de acesso a internet para trabalho e por 12% para edição de textos. do que a realmente esperada. com certeza. conforme tabela 20. dicionários Total 12 12 10 10 10 8 4 2 2 2 2 74 16 16 13. que denota uma discrepância no resultado uma vez que. . excetuando-se pelo navegador de internet com 11%. que o uso para trabalhos pessoais e conversas eletrônicas (chat e redes sociais) possui uma referencia menor. Os demais demonstram uma participação pouco significativa.5 13. Tabela 18 . cem por cento dos equipamentos o possuem instalado e são utilizados pelos entrevistados.4 Utilização dos computadores por funcionários Segundo os entrevistados.4 3 2.5 13. Observa-se. com 5.

5 3 3 3 100 .Demonstrativo da forma de utilização dos computadores Os funcionários usam o computador na empresa Frequência principalmente para (permitido até 5 respostas) Absoluta Percentual Acessar Internet para correio eletrônico (e-mail) Acessar Internet como fonte de material para trabalhos da empresa Usar editores de textos para trabalhos da empresa Usar planilhas eletrônicas para trabalhos da empresa Preparar apresentações (Power Point ou similar) para trabalhos profissionais/pessoais Usar banco de dados para trabalhos da empresa Acessar Internet como fonte de material para outros trabalhos profissionais/pessoais Acessar Internet para conversa (chat) Consultar enciclopédias ou similares para trabalhos da empresa Usar planilhas para outros trabalhos profissionais/pessoais Acessar Internet como telefone Usar banco de dados para outros trabalhos profissionais/pessoais Usar editores de textos para outros trabalhos profissionais/pessoais Total 12 10 9 7 6 6 4 4 4 4 2 2 2 72 17 14 12 10 8 8 5.5 28.5 5.5 100 Tabela 20 .5 5. todos os funcionários utilizam Frequência computador na empresa Absoluta Percentual Sim Não Total 10 4 14 71.5 5.17 Tabela 19 .Demonstrativo do uso dos computadores por funcionários Atualmente.

4 4.8 7.5 Utilização do computador pelos gestores A cinco maiores aplicações apontadas pelos gestores.18 4. acesso a internet para trabalho.4. com 7% e elaboração de planilhas e apresentações com 5%.4 2. Tabela 21.Demonstrativo de utilização do computador pelos gestores Na empresa.9 2. acesso a internet para assuntos pessoais. com 15%. Isto demonstra que os gestores utilizam o computador mais para comunicação e menos como ferramenta de gestão de informação.9 4.6 14.4 2. você utiliza o computador principalmente para Frequência (permitido até 5 respostas para questão) Absoluta Percentual Acessar Internet para correio eletrônico (e-mail) Usar banco de dados para trabalhos da empresa Acessar Internet para conversa (chat) Usar editores de textos para trabalhos da empresa Acessar Internet como fonte de material para trabalhos da empresa Acessar Internet como fonte de material para outros trabalhos profissionais/pessoais Consultar enciclopédias ou similares para trabalhos da empresa Preparar apresentações (Power Point ou similar) para trabalhos profissionais/pessoais Usar planilhas eletrônicas para trabalhos da empresa Usar planilhas eletrônicas para outros trabalhos profissionais/pessoais Acessar Internet como telefone Consultar enciclopédias ou similares para outros trabalhos profissionais/pessoais Preparar apresentações (Power Point ou similar) para outros trabalhos Usar editores de textos para outros trabalhos profissionais/pessoais Outro Total 12 12 9 9 8 6 4 4 4 4 2 2 2 2 2 82 14. conforme Tabela 21. com 10%.6 11 11 9.9 4.4 100 . foram: e-mail e banco de dados.4 2.4 2.9 4. editores de texto e conversas eletrônicas (chat) com 11%.

Indica também que 42.5 57.5 0 33. Demonstra também que 57.8% concordam que é imprescindível o uso dos computadores nas empresas e que 57.5% dos gestores concordam com a melhoria na qualidade dos serviços proporcionada pela gestão da TIC. Por fim.2 14.1 14.Avaliação da percepção do uso da TIC em gestão Quesito Percepção sobre o uso de tecnologias de informação em gestão 22 A empresa tem obrigação de preparar todos os seus funcionários para a sociedade informatizada A tecnologia reduz o custo dos processos e diminui o retrabalho O uso do computador na empresa melhora a qualidade dos processos internos Nos dias de hoje.5. 2 para discordância absoluta e 1 para os casos de não haver convicção sobre o assunto. 3 para discordância.19 4.2 0 28. procuram avaliar a percepção sobre o uso da TIC em gestão.2 Total 100 23 24 25 26 27 14. A cada questão foram atribuídos conceitos de acordo com o grau de concordância.2 15.2 14.8% concordam com a necessidade de treinar seus funcionários.5 42.5 USO DA TIC EM GESTÃO Neste grupo de 12 questões.1 Percepção sobre o uso da TIC em gestão Os resultados da tabulação das questões de números 22 a 33 são apresentados na Tabela 22.3 0 100 100 100 100 100 . 45.8 5 14. Os resultados da tabela indicam que 61.1% concordam integralmente sobre a melhoria da qualidade dos processos com seu uso.8 28. objetivou-se verificar como os gestores vêem a aplicabilidade da TIC e quais objetivos esperam alcançar.1% concordam que a gestão de TIC proporciona o alinhamento estratégico dos negócios. 42.6 14. só haverá qualidade no trabalho se a empresa usar computadores A gestão de TIC traz melhoria na qualidade dos serviços internos e externos O modelo de gestão de TIC na empresa é uma moda que logo vai passar 1 14.2 23.2 3 14.2 25 0 0 0 0 41. 4 para concordância.2 2 14.2 4 42.8 61. sendo 5 para concordância absoluta. Entretanto. 4.8% não são capazes de determinar se a gestão de TIC trará retorno aos investimentos.3 42.4% dos gestores julgam a segurança da informação fator importante e 42.5 0 28. Tabela 22.

8 16. Vydia Tecnologia. F. Porém.20 28 29 30 31 32 33 A gestão de TIC aumentará o retorno do investimento A empresa tem problemas mais sérios e urgentes para tratar A gestão de TIC alinha as estratégias de TIC com as estratégias do negócio Os funcionários compartilham o conhecimento entre si Os funcionários são conscientes do significado e da importância da gestão de TIC A segurança da informação é importante no contexto da gestão de TIC 42. São Paulo. 43%. correio eletrônico e aplicativos para agilização de rotinas. são os responsáveis. não ameniza a falta de gestão estratégica por seus gestores.4 28. O.6 33. que conforme demonstrado. v. Manual de Gestão de Tecnologia da Informação. como visto nos resultados da pesquisa. investimento e retornos proporcionados pela TIC.5 0 14.5 0 57. 2002.6 33. Este estudo é apenas uma amostra do que existe em Tecnologia de Informação e Comunicação nas MPE/PVH e qual a visão dos seus gestores.3 0 28.1. está voltado para aplicações básicas e operacionais como edição de textos. navegação na internet.3 45.6 28. podendo ser utilizado como ponto de partida para uma avaliação mais aprofundada onde se trataria as empresas de forma segmentada e sobre suas perspectivas econômicas. O reconhecimento estratégico da TIC.2 16. Todo o aparato tecnológico disponível.1 0 0 0 0 33. BEAL.3 100 100 100 100 100 100 5 CONSIDERAÇÕES FINAIS O levantamento efetuado demonstrou que as MPE/PVH possuem estrutura tecnológica e que seus gestores compreendem a importância da TIC como uma ferramenta no processo de gestão e na melhoria da qualidade dos serviços. REFERÊNCIAS Obras citadas BALARINE. jan/jun. 2000. O.1 66.3 0 0 83. .6 0 36. Gestão da informação: tecnologia da informação como vantagem competitiva. n. com 37% dos resultados. de riscos. Adriana. não é capaz de opinar sobre o retorno do investimento.3 0 16. pela implantação da TIC.1. Revista de Administração de Empresas – eletrônica.5 0 0 18.

GAMA. FISCHMANN. de. Elaboração de Trabalhos Acadêmicos com Formatação no Microsoft Word../set. Relatório de Pesquisa. F. São Paulo: SEBRAE/SP. Revista de Administração. LESCA. S. Revista de Administração. M. FARIAS. Gerenciamento da informação: um recurso estratégico no processo de gestão empresarial.29.. Ângela Freitag. 1995. p. A.6-16. Governança de Tecnologia da Informação: Um Estudo em Empresas Brasileiras. F. SEBRAE. KOPROWSKI. ed. 2007. 2003. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado: Editora da Universidade de São Paulo. MARTINELLO. M. São Paulo: Atlas. 1994. GONÇALVES. abr. n. Goiabeiras: FUCAP. p. Obras consultadas BRODBECK.37. O../jun.66-75.3. A. Tese (Doutorado em Administração) Universidade Federal do Rio Grande do Sul. 2. L. H. Administração estratégica da informação. Porto Alegre.2. 2002. Pequena empresa no Brasil.. C.21 BEUREN. A Informática nas MPEs paulistas. 2001. . Porto Velho: SENAC (RO). 2000. 2006. São Paulo: v. Alinhamento Estratégico entre os Planos de Negócio e de Tecnologia de Informação: Um Modelo Operacional para a Implementação. SILVA. ALMEIDA. I. Marco Antonio A. v. A. São Paulo. n. A. A. A adoção de tecnologia de informação em canais de distribuição. jul.