Você está na página 1de 18

Preparação para as

Equipes de Trabalho
1ª Etapa
“O sentido do serviço”
OBJETIVOS

Refletir sobre:
• a missão a que Cristo nos
chamou

• o sentido do serviço
assumido pelo “SIM” dado
ao trabalho do ECC;

• a integração da comunidade
de casais que trabalharão
no Encontro

• a fraternidade, o espírito de
trabalho e doação
(individual, familiar e
comunitária)
A que o ECC
se propõe?
Ser um meio,
uma etapa, uma
passagem, uma
ponte.
O ECC é um
serviço às
famílias.
É feito por
casais e para
casais e visa o
engajamento
pastoral e a
transformação
da sociedade.
Contudo, quais serão os desafios?
A meta não é o ECC, mas o Reino de Deus
Finalidades do ECC em sua 1ª ETAPA:

Despertar para:
a)Sacramento do
Matrimônio
b)Diálogo de casal e de
equipe
c)Espiritualidade de
casal e de equipe
d)Engajamento do
casal na Paróquia
Espiritualidade do ECC
Cinco pontos
básicos do Valores da vida
ECC: cristã:

a)Doação a)Fraternidade
b)Pobreza b)Gratuidade
c)Simplicidade c)Missionariedade
d)Alegria
e)Oração

O ECC é Cristocêntrico
Equipes de Trabalho

Casal Coordenador
Geral

“Eu vim para servir e


não para ser servido”
(Mt 20,28)

Liderança
Confiança
Dinamismo
Humildade
Espiritualidade
Equipes de Trabalho

EQUIPE DE SALA:
Casal Apresentador

Casal Boa Vontade

Casal Recepção de
Palestrante

Casal Som e projeção

Casal Canto
Equipes de Trabalho

Equipe de Círculos:
05 a 06 casais;
Equipe de Compras:
01 a 02 casais;
Equipe de Café e
Minimercado:
04 a 08 casais;
Equipe de Ordem e
Limpeza:
04 a 08 casais;
Equipes de Trabalho
Equipe de Liturgia e Vigília:
03 a 07 casais;

Equipe de Secretaria:
04 a 06 casais;

Equipe de Cozinha:
08 a 10 casais;

Equipe de Visitação:
07 a 11 casais;

Equipe de Acolhida:
05 a 07 casais
Recomendações aos
Coordenadores de Equipes:

a) Saber acolher e orientar sua


equipe, desde o início até a
apresentação final;

b) Coordenar sem se tornar


chefe ou dono, sempre em
harmonia com o CCG;

c) Entregar “Ficha-relatório” da
equipe devidamente preenchida;

d) Fazer reuniões com sua equipe


antes e durante o encontro

e) Manter o clima e momentos de


espiritualidade e comunhão
Normas Gerais:
a) Evitar inovações ou
comparação com outros
encontros (DN cap III, 5.10.3);
b) Usar os cantos específicos da
Etapa (DN cap III, 5.10.4);
c) Seguir as orientações da
pasta (Manual de Instruções)
d) Manter concordância com as
normas do DN sobre a 1ª
etapa (cap III pag 52 a 54)
Recomendações Gerais:
1.Buscar e manter-se em
estado de graça;

2.Estar disposto a trabalhar


com humildade e espírito de
renúncia;

3. Ter compreensão com quem


trabalha pela primeira vez;

4. Permanecer em sua sala e


mantê-la sempre limpa e
arrumada;

5. Não levar crianças,


aparelhos eletrônicos ou o
celular ativo.
Devemos evitar:
1.Falta do Santíssimo
2.Ausência de pessoas no SS
3.Equipe dirigente no
Encontro
4.Fotos nos quadrantes ou em
quaisquer materiais
5.Uso de instrumentos
musicais nos deslocamentos
6.Clima de “Oba-oba”
7.Circular entre as equipes
8.Perda da unidade
9.Trabalhar somente o marido
ou a mulher
Para a apresentação final:
1.As equipes deverão aguardar a chamada do CCG para a fila de
entrada, que deve ser feita em silêncio;
2. Demonstrar amor e respeito aos casais que vivenciam o ECC;
3.Evitar exageros, auto-exaltação, piadas ou o “oba-oba”, pois tudo
isto prejudica a espiritualidade do Encontro;
4. Deixar clara a ideia de conjunto, a simplicidade e a humildade no
trabalho de doação
5. Apresentar-se primeiro o marido, somente nome, anos de casados e
número de filhos
CONSIDERAÇÕES FINAIS:
O ECC por meio de
suas reflexões
(palestras),
atividades em grupo
(círculos), liturgia e
espiritualidade e por
sua dinâmica está
sempre em
UNIDADE com a
SANTA IGREJA
CATÓLICA – Mãe e
Mestra, corpo místico
e esposa do Cordeiro
de Deus.
É preciso descer do Tabor
para anunciar o Cristo

Você também pode gostar