Você está na página 1de 3

Sobre Nobreak Os estabilizadores e nobreaks sms podem permanecer ligados 24 horas por dia?

Resposta:

Sim. Porém, caso os equipamentos conectados às suas tomadas de saída não estejam ligados, recomenda-se desligar também o estabilizador ou nobreak, para que não fique ligado desnecessariamente.

Como escolher o nobreak correto?

Resposta:

Dimensione a capacidade certa.

A unidade de medida utilizada para determinar a capacidade dos nobreaks é o

Volt-Ampère (VA). Como os equipamentos, em geral, têm seu consumo medido em Watts, a maioria dos usuários tem dificuldade em dimensionar o nobreak adequado

para seu micro e periféricos. Para resolver esta dúvida, há uma regra muito simples. Consulte no manual de seus equipamentos o consumo em Watts de cada um deles. Some todos esses valores e acrescente 20% sobre o total para chegar à capacidade do nobreak adequada. Verifique se existe um Estabilizador e um Filtro de Linha embutidos.

Qualquer que seja o modelo escolhido, o usuário deve verificar se o equipamento

é estabilizado e filtrado, isto é, se existe um estabilizador e um filtro de

linha embutidos, ou se é do tipo Line Interactive. Só com o estabilizador, o

micro fica livre de problemas, como oscilações e picos de energia e, só com o filtro de linha pode eliminar ruídos provenientes de radiointerferência e interferências eletromagnéticas. Com estabilizador e filtro de linha, é garantida ao usuário uma energia pura, estabilizada e isenta de ruídos. Além da falta de energia, existem outras causas que podem travar o sistema, como pequenas oscilações e distúrbios na corrente elétrica, que podem ser interferências ou ausências, não sendo percebidas, na maioria dos casos. Esses distúrbios elétricos são responsáveis por danos irreparáveis, como parada de processamento, troca de dados, desaparecimento de arquivos e até danificar o Hard-Disk. Nobreaks inteligentes são ideais para redes. Os Nobreaks podem ser convencionais (só com dispositivos eletrônicos) ou inteligentes, isto é, com um processador embutido (chip). Os convencionais resolvem perfeitamente o problema dos usuários de micros isolados, mas para usuários de rede, o ideal é um nobreak com processador. Além de cumprir todas as funções normais de um nobreak, os equipamentos microprocessados, trabalhando em conjunto com um software, realizam o fechamento automático de todas as tarefas em andamento no servidor da rede antes do esgotamento total da carga das baterias. Com isto, só eles podem garantir segurança máxima para o chamado processamento compartilhado. Os mais indicados são os Nobreaks bivolt. Os equipamentos bivoltagem são os mais indicados, pois, podem trabalhar indistintamente, com voltagens de 110, 127 e 220 V. No caso do Brasil isto é muito importante, pois essas diferentes tensões nominais convivem, muitas vezes, num mesmo bairro e até num mesmo prédio. Maior tempo de autonomia desejável. Alguns Nobreaks podem receber a adição de baterias externas. Esta é uma grande vantagem, pois com isto, o usuário consegue aumentar em até cinco vezes o tempo de autonomia.

É necessária uma Assistência Técnica na sua cidade.

Finalmente, é interessante o usuário se informar com amigos e revendas, para verificar se, determinada marca de nobreak já foi efetivamente testada no mercado. Seja como for, ele deve procurar equipamentos de fabricantes que possuam rede de assistência técnica em todo o território nacional e, em especial, próxima de seu domicílio. Se o equipamento estiver acoplado a um sistema protetivo adequado, as chances de queima da fonte chegam a cair para zero, o mesmo valendo para os periféricos. Na mesma linha de raciocínio, alguns fabricantes de Nobreaks e estabilizadores estimam que os micros desprotegidos tenham mais de 60% de chances de queima de componentes e 90% de chance de travamento em caso de chuva forte. Se em épocas de tempo bom os micros já são prejudicados pela má qualidade da rede elétrica, no período de chuva os riscos são ainda maiores.

Página 1

Sobre Nobreak

Como determinar a potência de um nobreak, necessária para proteger equipamentos de informática?

Resposta:

Siga os passos abaixo ou acesse a ferramenta Como Escolher e conheça o nobreak ideal para seus equipamentos. Quando a potência estiver expressa em "VA" (volt-ampère) ou não indicada:

1º Passo: Verificar na parte traseira de cada equipamento que será conectado ao nobreak o valor da tensão que é seguido da letra "V" ou da palavra "Volts" e da corrente elétrica, indicado pela letra "A", ou pela palavra "Ampères"; Exemplo:

Equipamento A possui as indicações: 110 V e 5 A ou 110 Volts e 5 Ampères; Equipamento B possui as indicações: 110 V e 2 A ou 110 Volts e 2 Ampères;

2º Passo: Multiplicar os valores de tensão e corrente, obtendo o valor de potência em "VA"; Exemplo:

Potência equipamento A = 110 x 5 = 550 VA; Potência equipamento B = 110 x 2 = 220 VA;

3º Passo: Repetir o 1º e 2º passo para cada um dos equipamentos que serão ligados ao nobreak; Exemplo:

Potência equipamento A = 110 x 5 = 550 VA; Potência equipamento B = 110 x 2 = 220 VA;

4º Passo: Somar as potências em "VA" encontradas, para obter a potência total; Exemplo:

Potência Total = Equipamento A + B = 550 + 220 = 770 VA;

5º Passo: Adquirir um nobreak que forneça potência superior à total do 4º passo. Colocar uma margem de segurança de, no mínimo 30%, isto é, adquirir um nobreak, cuja potência seja no mínimo 30% superior à soma das potências dos equipamentos que neles serão conectados. Exemplo:

Multiplique o valor encontrado no 4º passo pelo 3º passo para adicionar 30% de segurança na potência do nobreak a ser adquirido. Potência total com margem de segurança = 770VA x 1.3 = 1001 Obs: A letra "K" representa o valor 1000, assim 1 KVA equivale a 1000 VA. Quando a potência estiver expressa em "W" (watts):

1 Passo: Verificar na parte traseira de cada equipamento que será conectado ao nobreak o valor da potência ou consumo em W (watts); Exemplo:

Equipamento A possui a indicação: 200W; Equipamento B possui a indicação: 100W;

2º Passo: Multiplicar o valor de consumo em W por 1.52 para obter o mesmo valor em VA; Exemplo:

Potência equipamento A = 200 x 1.52 = 304 VA; Potência equipamento B = 100 x 1.52 = 152 VA;

3º Passo: Repetir o 1º e 2º passo para cada um dos equipamentos que serão ligados ao nobreak; Exemplo:

Potência equipamento A = 200 x 1.52 = 304 VA; Potência equipamento B = 100 x 1.52 = 152 VA;

4º Passo: Somar as potências em "VA" encontradas, para obter a potência total; Exemplo:

Potência Total = Equipamento A + B = 304 + 152 = 456 VA;

5º Passo: Adquirir um nobreak que forneça potência superior à total do 4º passo. Colocar uma margem de segurança de, no mínimo 30%, isto é, adquirir um nobreak, cuja potência seja no mínimo 30% superior à soma das potências dos equipamentos Página 2

Sobre Nobreak

que neles serão conectados. Exemplo:

Multiplique o valor encontrado no 4º passo pelo 3º passo para adicionar 30% de segurança na potência do nobreak a ser adquirido. Potência total com margem de segurança = 456VA x 1.3 = 592VA. Adquira, por exemplo, um nobreak de 650 VA, ou seja, 0,65 KVA. Obs: A letra "K" representa o valor 1000, assim 1 KVA equivale a 1000 VA.

Página 3