Você está na página 1de 21

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE ADMISSÃO DISCENTE

DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE ADMISSÃO DISCENTE PROCESSO SELETIVO 2011 SAIBA O QUE ESTUDAR LINGUAGENS E

PROCESSO SELETIVO 2011

SAIBA O QUE ESTUDAR

LINGUAGENS E CÓDIGOS E CIÊNCIAS SOCIAIS

LÍNGUA PORTUGUESA

I - Introdução Considerando-se que o aluno do ensino médio acumulou conhecimentos lingüísticos sistemáticos que lhe permitiram modificações em seu desempenho e competência; teve contato com a língua em suas diversas normas e tem a compreensão de que a língua como código possui leis internas que a regem e ao mesmo tempo expressa a cultura e a visão de mundo dos falantes que a utilizam, a prova de Língua Portuguesa visa verificar a capacidade de processar os conhecimentos adquiridos na compreensão de textos e verificar os conhecimentos gramaticais da língua portuguesa no emprego das formas adequadas em diversas situações de comunicação e em seu registro escrito.

II - Objetivos Avaliar a capacidade do aluno concluinte de Ensino Médio em reconhecer as possibilidades de utilização da linguagem em seu registro escrito, utilizando as formas adequadas da norma padrão ou formas adequadas a texto com outros níveis de linguagem; estabelecer elos entre as manifestações lingüísticas e a realidade histórica, cultural e social.

III - Conteúdo Programático -Serão utilizados textos de autores brasileiros contemporâneos, não necessariamente literários. No estudo de texto serão considerados a concordância, a ortografia, a

pontuação e a regência. Usos da linguagem: níveis de linguagem e variedades lingüísticas.

- Sentido literal e sentido figurado (denotação e conotação). Figuras de linguagem, figuras de estilo.

- Idéias principais do texto, natureza e especificidade de cada texto (narrativo, descritivo, dissertativo, poético, técnico, charges etc

- Sentido contextual de palavras, expressões e parágrafos.

-Análise crítica e coerente do texto, de sua respectiva estruturação e reconhecimento de elementos de composição (processos inferenciais, texto, contexto e intertexto etc

- Conhecimentos lingüísticos:

a) Ortografia

b) Acentuação gráfica

c) Crase

d) Pontuação

- Morfologia

a) classes das palavras

b) flexões das palavras

c) estrutura e formação das palavras

- Sintaxe

a) regência (nominal e verbal)

b) concordância (nominal e verbal)

c) colocação.

Sugestões Bibliográficas CUNHA, Celso; CINTRA, Lindley. Nova Gramática de Português Contemporâneo. 3.

ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001. INFANTE, Ulisses. Curso de gramática aplicada aos textos. 7. ed. São Paulo: Scipione,

2006.

NICOLA, José de. & INFANTE, Ulisses. Gramática contemporânea de Língua Portuguesa. São Paulo: Scipione, 2004. PASQUALE & ULISSES. Grámática da Língua Portuguesa. 2. ed. São Paulo: Scipione,

2003.

TERRA, Ernani & Nicola, José de. Curso Prático de Gramática. São Paulo: Scipione,

2007.

Práticas de Linguagem. São Paulo: Scipione, 2001.

REDAÇÃO

A redação tem como finalidade avaliar, por meio do discurso escrito, a capacidade de

produção do aluno, considerando o processo escolhido na elaboração do texto escrito, sua capacidade de organizar e utilizar a língua portuguesa como meio de expressão de seus conhecimentos sobre o mundo que o cerca e com o qual interage.

Serão considerados os seguintes aspectos na avaliação do texto produzido pelo

candidato:

DOMÍNIO DE LEITURA Pela capacidade de apreensão do tema sugerido pelos trechos selecionados. Pela capacidade de elaborar um texto de acordo com a orientação específica de cada alternativa. COERÊNCIA E COESÃO Pela relevância dos componentes textuais utilizados, objetivando a progressão textual, e a composição de uma linha argumentativa coerente. Pela adequação no uso dos fatores coesivos como referência, substituição, elipse, conjunção e coesão lexical. CRIATIVIDADE E ORIGINALIDADE Pela evidência de autoria no desenvolvimento do tema. Pela apresentação de soluções originais na análise do tema e no processo de elaboração do texto. VISÃO CRÍTICA Pela análise crítica apresentada sobre fatos e sobre o mundo em que vive. Pela utilização de argumentos que se afastam do consenso e, sobretudo, do senso comum. CORREÇÃO GRAMATICAL Pela evidência de domínio no emprego da norma padrão. Pela evidência de manejo da linguagem escrita. Pela pertinência e adequação contextual no uso de outros registros de fala. Qualquer redação, por mais bem feita que seja, terá nota zero se fugir aos temas propostos; se for cópia dos trechos apresentados na antologia; se for ilegível ou apresentar sério desconhecimento da norma padrão e manejo da modalidade escrita, acarretando total comprometimento do texto produzido.

A produção de texto escrito apresentará temas, acompanhados de uma coletânea com

reflexões sobre as possibilidades temáticas e diferentes pontos de vista. As propostas se

articularão em torno da teoria dos gêneros textuais, podendo apresentar diferentes propostas, como: artigo jornalístico, editorial, crônica, conto, ensaio etc.

O texto produzido deverá ter cerca de 25 linhas

O uso de outra variante lingüística será considerado de acordo com a adequação ao gênero textual solicitado.

(

).

Sugestões Bibliográficas BRASIL. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Secretaria de Educação Básica - SEB. Departamento de Políticas de Ensino Médio. Orientações curriculares do Ensino Médio. Brasília, DF, 2004. DIONÍSIO, Angela Paiva, MACHADO, Anna Rachel, BEZERRA, Maria Auxiliadora. (Orgs.) Gêneros textuais & ensino. Rio de Janeiro: Lucerna, 2002. BRANDÃO, Helena Nagamine (Coord.). Gêneros do discurso na escola: mito, conto, cordel, discurso político, divulgação científica. São Paulo: Cortez, 2003.

Literatura

I - Introdução A prova de Literatura Brasileira constará da análise das várias temáticas dos livros de leitura obrigatória, abordando o estudo dos gêneros literários, bem como os elementos que estruturam a ficção (foco narrativo, personagens, espaço, tempo), a lírica (construção do verso, as vanguardas, o eu lírico etc), o teatro e os estilos de época, os aspectos históricos e suas características. É importante ressaltar que a literatura aborda as questões mais essenciais do ser humano, visto em sua dimensão social, tendo, portanto, um caráter altamente significativo na elucidação da experiência humana.

II - Objetivos

a) Geral:

avaliar a capacidade de compreensão, de correlação e de identificação em contextos imediatos ou abrangentes, de aspectos relacionados aos temas e aos constituintes internos de cada gênero e dos estilos de época.

Específicos

b)

na prosa, serão avaliados o tema, o narrador, a linguagem, o tempo, o espaço, as

.

personagens, os aspectos mitológicos, a metaforização geral dos textos, tomando por

referência as obras indicadas para a leitura obrigatória.

. na lírica, serão avaliados o tema, a métrica, o ritmo, a melodia, o Eu lírico , os aspectos mitológicos e demais recursos ligados à estilística.

. no teatro, serão avaliados o tema, as personagens, o espaço, o tempo, a linguagem, os aspectos mitológicos e outros recursos ligados à constituição do drama.

III - Conteúdo Programático

1 - Período colonial: Literatura de informação e de viagem; Barroco e maneirismos; Arcardismo e pré-romantismo.

2 - Período romântico: Romantismo; Poesia; Prosa; Teatro.

3 - Período realista: Realismo; Naturalismo; Parnasianismo.

4- Período sincrético: Parnasianismo; Simbolismo; Pré-modernismo; Neo-realismo;

Neonaturalismo.

5 - Período Modernista: Advento Modernismo; Vanguardas européias; A Semana da

Arte Moderna; Modernismo: fases; Literatura goiana: origem, evolução e características.

IV - Sugestões Bibliográficas

BRANDÃO, Junito de Souza. Dicionário mítico etimológico. Petrópolis, 1993. v.1,2. CAMPEDELLI, Samira Youssef. Literatura: história & texto. São Paulo: Saraiva, 2005. CASTRO, Maria da Conceição. Língua & literatura. São Paulo: Saraiva, 1993. v. 1,2,3. CEREJA, William Roberto, MAGALHÃES, Thereza Amélia C. Português: linguagem. São

Paulo: Atual, 1994. v.1,2,3. ERNANI & NICOLA. Gramática, literatura & redação para o 2º grau. São Paulo:

Scipione, 1997. v. 1,2,3. FARACO & MOURA. Língua e literatura. São Paulo: Ática, 2003. v. 1,2,3. NICOLA, José de. Língua, literatura e redação. São Paulo: Scipione, 1999. v. 1,2,3. Literatura brasileira: das origens aos nossos dias. São Paulo: Scipione, 1998.

OBRAS LITERÁRIAS OBRIGATÓRIAS

FONSECA, Rubem. A grande arte. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.

LINS, Osman. Lisbela e o prisioneiro. São Paulo: Planeta, 2003. (teatro)

NASCIMENTO, Maria Teresinha Martins do. Rapto de memória. Goiânia: Ed. UCG,

2010.

PESSOA, Fernando. Mensagem. São Paulo: Martin Claret, 2009. (Coleção obra-prima de cada autor).

RAMOS, Graciliano. Vidas Secas. 100 ed. Rio de Janeiro: Record, 2006.

RODRIGUES, Maria Aparecida. Cinzas da paixão e outras estórias. Goiânia: Ed. UCG, 2007. (conto)

TELES, José Mendonça. A cidade do ócio. 4 ed. Goiânia:Kelps, 2010. (conto)

HISTÓRIA GERAL E DO BRASIL

I - Introdução Considerando-se que, ao longo do processo escolar, o aluno tenha assimilado conhecimentos históricos que o tornem participante da memória coletiva e lhe confiram identidade cultural, assumindo a sua cidadania, a prova de História pretende verificar as capacidades adquiridas, relacionando textos e contextos nos diversos períodos históricos.

II - Objetivos O concluinte do Ensino Médio deverá demonstrar o reconhecimento da História como disciplina preocupada com as ações dos homens, consubstanciada nos campos: político, econômico, social e cultural e ser capaz de estabelecer a inter-relação entre o conteúdo histórico e os das demais ciências e conhecimentos humanos.

III - Conteúdo Programático

1 - Antiguidade oriental e clássica: sociedade, cultura e legado.

2 - O mundo medieval: o feudalismo europeu; as civilizações bizantina e muçulmana.

3- Transição do feudalismo ao capitalismo: expansão comercial e marítima os descobrimentos; o Estado moderno e o absolutismo; o Renascimento; as reformas religiosas.

4 - A conquista e colonização da América: as sociedades indígenas pré-colombianas; a

cultura indígena brasileira; as colonizações: espanhola, inglesa e francesa; o sistema colonial no Brasil: administração, economia e sociedade; Goiás colonial.

5 - As revoluções burguesas e as Américas no século XIX: o liberalismo e a crise do

colonialismo; o iluminismo; a revolução industrial; a revolução francesa; a independência dos EUA e das colônias espanholas; a independência do Brasil o caso de Goiás; as idéias socialistas; a expansão imperialista; a América Latina independente; O Império

brasileiro: política, economia, sociedade e cultura; a economia agropastoril em Goiás; a crise da monarquia e a proclamação da república.

6 - Brasil republicano: a república oligárquica coronelismo o sistema oligárquico em

Goiás; os movimentos sociais, economia e finanças; os anos 20: tenentismo e movimento

modernista; a Revolução de 30 reflexos em Goiás; A era Vargas; o populismo e o

desenvolvimentismo; o golpe de 64 e os governos militares; cultura e participação social;

a república atual: democratização e cidadania; cultura, indústria cultural e sociedade de consumo.

7 - O mundo atual: a primeira guerra mundial e a hegemonia norte americana; a revolução

russa e a expansão socialista; a crise de 29 e a consolidação do nazi-fascismo; a segunda guerra mundial e o declínio do fascismo; as atividades internacionais e a guerra

fria reflexos na América Latina e no Brasil; a descolonização da África e da Ásia; apogeu e crise dos EUA e repercussão do capitalismo europeu; a URSS e as democracias populares na Europa; Socialismo: crises e perspectivas; a igreja no mundo atual; a cultura contemporânea e os meios de comunicação de massa; perspectivas e problemas do mundo atual.

Sugestões Bibliográficas

ARRUDA, José Jobson de; PILETTI, Nelson. Toda a História: Geral e do Brasil. São,

2002.

CAMPOS, Flávio de; CLARO, Regina. A Escrita da História. São Paulo: Escala Educacional, 2009. (edição atualizada inclusive com África). FARIA, Ricardo de Moura; MIRANDA, Mõnica Liz e CAMPOS, Helena Guimarães. Estudos de História. SP. FTD, 2009. FRANCO JÚNIOR, Hilário. Atlas de História Geral. São Paulo: Scipione. NETO, José; TASINAFO, Célio. História Geral e do Brasil. São Paulo, Harbra, 2009.

VICENTINO, Cláudio; DORIGO, Gianpaolo. Hístória para o ensino médio. História Geral

e do Brasil. SP. Scipione. 2009 (Edição atualizada inclusive com África).

FILOSOFIA

I Introdução As questões de Filosofia visam avaliar o conhecimento, a compreensão e a análise de temáticas consideradas próprias de um primeiro contato com a Filosofia. Não se pretende avaliar no candidato informações detalhadas sobre um assunto específico, mas apenas familiaridade com os conceitos e os problemas pertinentes ao domínio.

II Objetivos A prova de filosofia terá por objetivo avaliar a conhecimento e a compreensão do candidato dos conceitos e problemas filosóficos fundamentais, bem como o raciocínio lógico e a capacidade de análise.

III - Conteúdo Programático

1 Gênese e natureza da Filosofia

1.1. Origem da filosofia

1.2. Mito e filosofia

1.3. Conceitos e problemas fundamentais

2

- Noções de Lógica

1.2. Distião entre premissas e conclusão

1.3. Verdade e validade

1.4. Raciocínio dedutivo e raciocínio indutivo

3 - Filosofia e conhecimento

1.1. O racionalismo e o empirismo

1.2. O positivismo

1.3. A crise da razão

1.4. Ciência e senso comum

1.5. Conhecimento sensível e conhecimento inteligível

1.6. Ceticismo e dogmatismo

1.7. Razão é fé na filosofia medieval

1.8. O humanismo renascentista

4 Ética

1.1. Sócrates e os sofistas

1.2. Virtude e felicidade em Aristóteles

1.3. Ser e dever ser

1.4. Liberdade e determinismo

1.5. Vontade e responsabilidade

5 - Política

1.1. As relações humanas e o poder

1.2. O homem como ser político

1.3. Cidadania

1.4. Democracia e totalitarismo

1.5. Ética e política

1.6. Jusnaturalismo e contrato social

1.7. Teorias e formas de governo

6 Estética e Filosofia da arte

1.1. Distinção entre filosofia e arte

1.2. O belo, o gosto e a arte

1.3. Arte e sociedade

1.4. Arte e comunicação de massa

Sugestões Bibliográficas ABBAGNANO, Nicola. Dicionário de Filosofia. São Paulo : Martins Fontes, 2007. CHAUÍ, Marilena. Convite à filosofia. São Paulo : Ática, 2003. Filosofia Série Brasil. São Paulo : Ática, 2002. CHALITA, Gabriel. Vivendo a filosofia. São Paulo : Ática, 2005. GARVEY, James. Introdução aos vinte melhores livros de filosofia. Trad. de Rogério Bettoni. São Paulo : Rosari, 2009. KANT, I. O que é o esclarecimento? In: Textos Seletos. Petrópolis : Vozes, 2005. MARCONDES, Danilo. Iniciação à História da Filosofia. Rio de Janeiro : Zahar, 1997. Textos básicos de Filosofia. Rio de Janeiro : Zahar, 2005. NAGEL, Thomas. Uma breve introdução à filosofia. São Paulo : Martins Fontes, 2007.

GEOGRAFIA

I Introdução As questões de Geografia visam avaliar o grau de integração que o aluno realiza entre os conteúdos apreendidos na disciplina e o mundo que o cerca, nos aspectos políticos, econômicos, sociais e ambientais deste espaço em escalas locais, nacionais e internacionais.

II Objetivos

a) Geral: Avaliar a capacidade do vestibulando na análise, interpretação e compreensão

dos processos e formas de produção e organização dos espaços mundial, brasileiro e goiano, no contexto da globalização da economia.

b) Específicos: explicar o processo evolutivo da atividade industrial e suas marcas na

organização do espaço, o grau de avanço tecnológico e as contradições sócio econômicas no espaço mundial e brasileiro; explicar as transformações no espaço urbano e rural, suas relações sociais, políticas e econômicas; analisar criticamente a relação homem/natureza e as transformações ambientais no Brasil e no mundo.

III Conteúdo Programático

1 - Configuração político-ideológico mundial:

Sistemas socio-econômicos características, evolução e perspectivas; a nova ordem

mundial; globalização e fragmentação do espaço.

2 - As desigualdades econômicas e sociais Mundiais:

Características do mundo desenvolvido e não-desenvolvido; interdependência no cenário mundial; principais pontos de conflitos.

3 - A dinâmica populacional mundial e brasileira:

Estrutura demográfica, aumento da população mundial, a urbanização no mundo contemporâneo, a metropolização; a migração; conflitos; a dinâmica populacional no

Estado de Goiás.

4 - A indústria:

Evolução no mundo e no Brasil; as marcas espaciais e a atividade industrial no contexto da globalização; mercado de consumo; a atividade industrial no Estado de Goiás.

5 - Espaço geográfico brasileiro:

Organização e características atuais do espaço brasileiro; organização do espaço geográfico goiano; Brasil nas relações internacionais.

6 - A questão agrária e agrícola:

Uso da terra e estrutura fundiária no Brasil e em Goiás; impactos das inovações tecnológicas nas atividades agropecuárias e os problemas sócio ambientais decorrentes.

7 - Meio ambiente e paisagem natural:

Relação homem-natureza; interação dos elementos da paisagem natural; processos interativos homem e meio ambiente; causas e consequências da degradação ambiental

em escala mundial; semelhanças e diferenças do problema ambiental no mundo rico e pobre; a questão ambiental no Brasil e em Goiás; o cerrado brasileiro.

Sugestões Bibliográficas BARBOSA, Altair Sales et al. Geografia: Goiás e Tocantins. Goiânia: Editora da UFG,

2004.

JAMES & MENDES. Geografia Geral e do Brasil: Estudos para a compreensão do espaço. São Paulo, FTD. Vol. único. Lúcia Marina & Tércio. Fronteiras da Globalização: Geografia Geral e do Brasil. São Paulo, Ática. MAGNOLI, Demétrio, et al. Projeto para o ensino de Geografia: Geografia Geral. São Paulo, Moderna. MAGNOLI, Demétrio, et al. Projeto para o ensino de Geografia: Geografia do Brasil.

São Paulo, Moderna. SENE, Eustáquio de, et al. Geografia Geral e do Brasil: Espaço Geográfico e Globalização. São Paulo: Scipione. SIMIELLI, Maria Elena. Geoatlas. São Paulo, Ática, 2004. VISENTINI, J. William. Sociedade & Espaço: Geografia Geral e do Brasil. São Paulo, Ática. Periódicos atuais: jornais, revistas etc.

LÍNGUA ESTRANGEIRA

I - Introdução

O conhecimento de uma língua estrangeira tem se tornado essencial nos dias atuais,

principalmente como instrumento que auxilie na compreensão da realidade e na ampliação dos horizontes sócioculturais, possibilitando, dessa forma, uma maior interlocução com o mundo.

II - Objetivos Específicos

- Ler textos escritos em língua estrangeira, interpretando-os a partir do estabelecimento de relações com a realidade histórica, cultural e social.

-

Identificar, analisar e aplicar os conteúdos específicos de língua estrangeira presentes

na

base comum nacional de educação básica.

III - Conteúdo Programático

- Estratégias de leitura geral e específica em uma abordagem instrumental.

- Elementos linguísticos lexicais e gramaticais da língua estrangeira em suas funções discursivas.

- Indicação de leitura: textos, de gêneros e tipos variados, originalmente escritos em

língua estrangeira, provenientes de fontes diversas, tais como jornais, revistas, charges,

sites e outros, que tratam de temas atuais e relativos aos conteúdos das disciplinas da base comum nacional de de educação básica.

Sugestões Bibliográficas - Inglês

BRASIL. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Parâmetros Curriculares Nacionais: 3ª e 4ª ciclos do Ensino Fundamental. Brasília, DF, Brasil, 1998.

BRASIL. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Secretaria de Educação Básica - SEB. Departamento de Políticas de Ensino Médio. Orientações curriculares do Ensino

Médio. Brasília, DF, Brasil, 2004. DIAS, Reinildes. Reading Critically in English. 3 ed. rev.e ampl. Belo Horizonte: Ed. da UFMG, 2002. DIONÍSIO, Angela Paiva, MACHADO, Anna Rachel, BEZERRA, Maria Auxiliadora. (Orgs.) Gêneros textuais & ensino. Rio de Janeiro: Lucerna, 2002. GOIÂNIA. SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO. Proposta Político Pedagógica para a Educação da Infância e da Adolescência. Goiânia, Brasil, 2004. MARQUES, A. Inglês: volume único, ensino médio. Coleção Novo Ensino Médio. São Paulo: Ática, 2006. MUNHOZ, Rosângela. Inglês Instrumental: estratégias de leitura, Módulos I e II. São Paulo: Textonovo, 2001. MURPHY, R. Essential English Grammar in Use: a self-study reference and practice book for elementary students of English (third edition with answers). Cambridge:

Cambridge University Press, 2007. SIMON, Clarke. Macmillan English Grammar in Context Essential, Student s book Oxford: Macmillan Publishers, 2008. SOUZA, A. G. F. et al. Leitura em Língua Inglesa: uma abordagem instrumental. São Paulo: Disal, 2005.

Sugestões Bibliográficas - Espanhol MARTINS, Ivan Rodrigues. Espanhol: série Brasil. São Paulo: Ática, 2003. Hacia el español. São Paulo: Saraiva, 2004. Mucho. Madrid: SGEL, 2003. Español sin fronteras. Madrid. SGEL, 2003. MATTE BON, F. Gramática comunicativa del español. Madrid: Edelsa, 1995. MILAGROS, Juste Nuñez. Español para brasileños: gramática práctica. Rio de Janeiro:

Ao Livro Técnico, 2004. Gramática para brasileños. São Paulo: Saraiva, 2004.

FÍSICA

I- Introdução

De acordo com as orientações dos Parâmetros Curriculares Nacionais do Ensino Médio - (PCNEM), o estudo das disciplinas não mais se baseia em conteúdos estanques, desvinculados da vida cotidiana e da realidade dos estudantes. Assim os conteúdos da Física são básicos e pretendem estimular o raciocínio, levando à compreensão dos fenômenos da natureza, com habilidades em descrever quantitativamente as leis e princípios que os regem, valorizando a aplicação destes nas situações encontradas no dia-a-dia. Será então privilegiado o pensamento reflexivo onde os conteúdos são articulados com as habilidades específicas que são fundamentais para a consolidação da formação geral do estudante do Ensino Médio, cuja meta é a formação de jovens cidadãos críticos e conscientes de seu papel no mundo.

II Objetivos

As questões de Física visam avaliar as habilidades e competências em conjunto e de forma articulada a partir da compreensão de conceitos físicos básicos relacionados com vida cotidiana.

a) Competências e habilidades (de acordo com a Matriz de Referência para o ENEM

2009):

1. Conhecer e utilizar conceitos físicos. Relacionar grandezas, quantificar, identificar

parâmetros relevantes. Compreender e utilizar leis e teorias físicas.

2. Compreender enunciados que envolvam códigos e símbolos físicos. Compreender

manuais de instalação e utilização de aparelhos que envolvem conhecimentos físicos.

3. Utilizar e compreender tabelas, gráficos e relações matemáticas gráficas para a

expressão do saber físico. Ser capaz de discriminar e traduzir as linguagens matemática e

discursiva entre si.

4. Expressar-se corretamente, utilizando a linguagem física adequada e elementos de sua

representação simbólica. Apresentar de forma clara e objetiva o conhecimento

apreendido, através de tal linguagem.

5. Conhecer fontes de informações e formas de obter informações relevantes, sabendo

interpretar notícias científicas.

6. Elaborar sínteses ou esquemas estruturados dos temas físicos trabalhados.

7. Desenvolver a capacidade de investigação física. Classificar, organizar, sistematizar.

Identificar regularidades. Observar, estimar ordens de grandeza, compreender o conceito

de medir, fazer hipóteses, testar. Saber medir utilizando instrumentos analógicos e digitais. Saber aplicar o método científico de experimentação.

8. Perceber, identificar, aplicar e compreender os fenômenos físicos presentes em nossa

volta no mundo real que são utilizados em aparelhos, ferramentas, equipamentos e

procedimentos tecnológicos. Descobrir o como funciona de aparelhos.

9. Apropriar-se de conhecimentos da Física para, em situações problema, interpretar,

avaliar ou planejar intervenções científico-tecnológicas, ou seja, construir e investigar situações-problema, identificar a situação física, utilizar modelos físicos, generalizar de

uma a outra situação, prever, avaliar, analisar previsões.

10. Articular o conhecimento físico com conhecimentos de outras ciências.

11. Reconhecer a Física enquanto construção humana, aspectos de sua história e

relações com o contexto cultural, social, político e econômico.

12. Reconhecer o papel da Física no sistema produtivo, compreendendo a evolução dos

meios tecnológicos e sua relação dinâmica com a evolução do conhecimento científico.

13. Dimensionar a capacidade crescente do homem propiciada pela tecnologia.

14. Estabelecer relações entre o conhecimento físico e outras formas de expressão da cultura humana. 15. Ser capaz de emitir juízos de valor em relação a situações sociais que envolvam aspectos físicos e/ou tecnológicos relevantes.

III Conteúdo Programático

1 - Mecânica:

a) Conhecimentos básicos e fundamentais (Introdução à Física) - Noções de ordem

de grandeza. Notação Científica. Sistema Internacional de Unidades. Metodologia de investigação: a procura de regularidades e de sinais na interpretação física do mundo. Observações e mensurações: representação de grandezas físicas como grandezas mensuráveis. Ferramentas básicas: gráficos e vetores. Conceituação de grandezas vetoriais e escalares. Operações básicas com vetores.

b) O movimento, o equilíbrio e a descoberta de leis físicas Grandezas fundamentais

da mecânica: tempo, espaço, velocidade e aceleração. Relação histórica entre força e movimento. Descrições do movimento e sua interpretação: quantificação do movimento e

sua descrição matemática e gráfica. Casos especiais de movimentos e suas regularidades observáveis. Conceito de inércia. Noção de sistemas de referência inerciais e não inerciais. Noção dinâmica de massa e quantidade de movimento (momento linear). Força e variação da quantidade de movimento. Leis de Newton. Centro de massa e a idéia de ponto material. Conceito de forças externas e internas. Lei da conservação da quantidade de movimento (momento linear) e teorema do impulso. Momento de uma força (torque). Condições de equilíbrio estático de ponto material e de corpos rígidos. Força de atrito, força peso, força normal de contato e tração. Diagramas de forças. Identificação das forças que atuam nos movimentos circulares. Noção de força centrípeta e sua quantificação. A hidrostática: aspectos históricos e variáveis relevantes. Empuxo. Princípios de Pascal, Arquimedes e Stevin: condições de flutuação, relação entre diferença de nível e pressão hidrostática.

c) Energia, trabalho e potência - Conceituação de trabalho, energia e potência. Conceito

de energia potencial e de energia cinética. Conservação de energia mecânica e dissipação de energia. Trabalho da força gravitacional e energia potencial gravitacional. Forças conservativas e dissipativas.

d) A Mecânica e o funcionamento do Universo - Força peso. Aceleração gravitacional.

Lei da Gravitação Universal. Leis de Kepler. Movimentos de corpos celestes. Influência na Terra: marés e variações climáticas. Concepções históricas sobre a origem do universo e

sua evolução.

2 - Oscilações, ondas e óptica - Feixes e frentes de ondas. Fenômenos ópticos de

reflexão, refração e interferência; Óptica geométrica: lentes e espelhos. Formação de imagens. Instrumentos ópticos simples. Fenômenos ondulatórios. Movimento harmônico simples: conceitos e aplicações; Ondas: conceitos e classificações; Ondas sonoras:

características e propriedades. Pulsos e ondas. Período, frequência, ciclo. Propagação:

relação entre velocidade, frequência e comprimento de onda. Ondas em diferentes meios de propagação.

3 - O calor e os fenômenos térmicos - Conceitos de calor e de temperatura. Escalas

termométricas. Transferência de calor e equilíbrio térmico. Capacidade calorífica e calor específico. Propagação do calor: condução, convecção e radiação do calor. Dilatação térmica. Mudanças de estado físico e calor latente de transformação. Comportamento de Gases ideais. Máquinas térmicas. Ciclo de Carnot. Leis da Termodinâmica. Aplicações e fenômenos térmicos de uso cotidiano. Compreensão de fenômenos climáticos relacionados ao ciclo da água.

4 - Fenômenos Elétricos e Magnéticos - Carga elétrica e corrente elétrica. Lei de

Coulomb. Campo elétrico e potencial elétrico. Linhas de campo. Superfícies equipotenciais. Poder das pontas. Blindagem. Capacitores. Efeito Joule. Lei de Ohm. Resistência elétrica e resistividade. Relações entre grandezas elétricas: tensão, corrente, potência e energia. Circuitos elétricos simples. Correntes contínua e alternada. Medidores elétricos. Representação gráfica de circuitos. Símbolos convencionais. Potência e consumo de energia em dispositivos elétricos. Campo magnético e força magnética; Indução magnética. Imãs permanentes. Linhas de campo magnético. Campo magnético terrestre.

5

-

Ondas

eletromagnéticas:

Espectro

eletromagnético:

micro-ondas,

radiações

infravermelhas,

ultravioletas,

raios

X

e

raios

gama.

Propagação

das

radiações

eletromagnéticas.

6 - Física Moderna: O efeito fotoelétrico; Modelos atômicos de Thomson e Bohr.

IV - Sugestões Bibliográficas

ALVARENGA, Beatriz; MÁXIMO, Antonio R. L. Curso de Física. São Paulo: Scipione,

1999. V. 1,2,3 e v. único.

AMALDI, Ugo; Imagens da Física: Curso completo. São Paulo: Editora Scipione, 1995.

CALÇADA, Caio Sergio. Física Clássica. São Paulo: Atual, 2001, v. 1, 2,3.

DOCA, Ricardo Helou; BICUOLA, Gualter José; VILAS BÔAS, Newton. Tópicos de

Física. 20 ed

FREIRE JUNIOR, O. ; CARVALHO NETO, R. A. de; O Universo dos Quanta. Uma breve

história da Física Moderna. São Paulo: Editora FTD, 1997. GUIMARÃES, Luiz Alberto; FONTE BOA, Marcelo. Física para o 2º Grau. São Paulo, Editora Harbra, 1998. GASPAR, Alberto. Eletromagnetismo Física moderna. São Paulo: Editora Ática, 2002. v. 3. GONÇALVES, Dalton. Física. 3. ed. Rio de Janeiro: Ao livro Técnico, 1979. Reimpressões 1987/88. v. 1,2,3. KAZUHITO-FUKE, Carlos; Os alicerces da Física. II ed. São Paulo: Saraiva, 1997. V.

1,2,3.

RAMALHO; NICOLAU; TOLEDO. Os fundamentos da Física. 6 ed. São Paulo: Moderna,

1993. v. 1,2,3.

SAMPAIO, José Luiz e CALÇADA, Caio Sérgio. Universo da Física. 2 ed. São Paulo, Atual Editora, 2005. v. 1, 2 e 3.

São Paulo, Editora Saraiva, 2007. v. 1, 2 e 3.

QUÍMICA

I Introdução Com a crescente demanda por água pura, por melhor controle dos alimentos e por ambientes menos poluídos e degradados, a química tem um papel cada vez mais importante na sociedade moderna. Das matérias-primas aos produtos finais dos processos de fabricação, tudo é submetido a controle de qualidade para garantir que os componentes principais estejam dentro de determinadas faixas de composição e que as eventuais impurezas não excedam determinados limites. Dessa forma, faz-se necessário que o vestibulando tenha conhecimento fundamental de química, a fim de compreender processos que farão parte de sua vida profissional.

II Objetivos

a) Geral: avaliar a compreensão de conceitos fundamentais da química, por meio da

análise, do relacionamento, da interpretação e da resolução de problemas referentes aos

conteúdos de química e sua inter-relação com o cotidiano.

b) Específicos: avaliar os conhecimentos existentes entre a matéria, sua constituição, bem

como os processos de formação e reações que ocorrem entre as substâncias, levando

em consideração os conhecimentos dos principais compostos inorgânicos e as

quantidades estequiométricas de suas reações; avaliar o conhecimento da relação entre o soluto e o solvente e suas implicações nas propriedades das soluções; avaliar o conhecimento dos fatores termoquímicos e cinéticos na formação dos compostos e a influência de fatores externos e internos nas reações; avaliar o conhecimento dos compostos orgânicos, por meio das relações de suas características, cadeias, fórmulas, nomenclatura, isomeria e reações, observando ainda, a importância dos polímeros, petróleo e produtos naturais.

Os conteúdos de Química visam selecionar candidatos com a habilidade de aplicar os seus conhecimentos e relacioná-los com o desenvolvimento tecnológico, na busca de melhorias nas condições ambientais e da vida.

III - Conteúdo Programático

QUÍMICA GERAL 1- Constituição da matéria e suas propriedades, destacando a densidade. Substâncias puras, misturas, processos de separação de misturas, transformações físicas e químicas. 2- Sistemas gasosos: Lei dos gases. Equação geral dos gases ideais, princípio de Avogadro, conceito de molécula; massa molar, volume molar dos gases. Teoria cinética dos gases. Misturas gasosas. 3- Modelos corpuscular da matéria - modelo atômico de Dalton. Natureza elétrica da matéria: Modelo Atômico de Thomson, Rutherford, Rutherford-Bohr. Átomos e sua estrutura. Número atômico, número de massa, isótopos, massa atômica. Elementos químicos. 4- Tabela periódica - níveis de energia e distribuição eletrônica, classificação periódica, propriedades periódicas e aperiódicas. 5- Reações químicas - conceitos e noções básicas, representação, classificação das reações, balanceamento de equações, Leis ponderais: Dalton, Lavoisier e Proust, Lei volumétrica de Gay-Lussac, e suas conseqüências, cálculo estequiométrico. 6- Ligações químicas - ligação iônica, covalente e metálica, interação intermolecular (força intermolecular), estrutura molecular. 7- Número de oxidação - conceito de oxidação e redução, cálculo do Nox. 8- Funções inorgânicas: ácidos, bases, sais e óxidos: conceitos e noções básicas, notação e nomenclatura. 9- Geometria molecular: alotropia, polaridade das ligações e das moléculas.

FÍSICO-QUÍMICA

1 - Dispersões: definição, classificação, concentrações, diluições, titulometria, noções de propriedades coligativas.

2 - Termoquímica: energia interna e entalpia, princípio da conservação da energia,

equações termoquímicas; Lei de Hess, Potenciais padrão de redução. Pilha. Eletrólise. Leis de Faraday.

3 - Cinética química: conceitos, fatores que influenciam na velocidade das reações,

energia de ativação, reação exotérmica e endotérmica, ordem e molecularidade de uma reação, gráfico energia x caminho da reação, catalisador.

4 - Equilíbrio químico: sistemas em equilíbrio, constantes de equilíbrio, princípio de Le

Chatelier, pH e pOH de soluções aquosas de ácidos e bases, hidrólise de sais, equilíbrio de solubilidade. Fatores que alteram o sistema em equilíbrio. Aplicação da velocidade e

do equilíbrio químico no cotidiano.

5 - Eletroquímica: conceitos, potencial de oxidação e redução, células eletroquímicas (componentes e funcionamento). Eletrólise (ÍGNEA e AQUOSA).

- Radiatividade: Histórico, natureza das emissões radiativas, leis da radiatividade, meia vida, fissão e fusão nuclear, desintegração radioativa e radioisótopos.

6

QUÍMICA ORGÂNICA

1 - Estudo do elemento carbono: Características, cadeias carbônicas, fórmula molecular e estrutural, hibridação e geometria molecular.

2 - Caracterização e nomenclatura das funções orgânicas: hidrocarbonetos, algumas

funções oxigenadas: álcool, fenol, enol, aldeído, cetona, éter, éster e ácido carboxílico e derivados, algumas funções nitrogenadas: amina, imina, amida, algumas funções sulfuradas função sulfuradas: ácido sulfônico e seus sais, derivados halogenados. Caracterização de funções mistas.

3 - Isomeria de compostos orgânicos: constitucional ou plana (cadeia, posição, função, metameria, tautomeria), espacial (geométrica ou cis e trans, óptica).

4 - Reatividade de compostos orgânicos: polaridade das ligações e das moléculas

estrutura e propriedades físicas (ponto de fusão, ponto de ebulição e solubilidade), caráter ácido e básico dos compostos orgânicos, efeitos eletrônicos nas moléculas, identificação dos principais mecanismos de reações orgânicas (heterólise e homólise), tipos de reações orgânicas: hidrogenação, halogenação, nitração, sulfonação, alquilação, acilação, desidratação, hidratação, hidrólise, oxidação, redução, entre outras.

5 - Conceito e importância de: polímeros, petróleo, biomoléculas (glicídios, aminoácidos, proteínas, lipídios, ácidos nucleicos).

Relações da Química com as Tecnologias, a Sociedade e o Meio Ambiente - Química no cotidiano. Química na agricultura e na saúde. Química nos alimentos. Química e ambiente. Aspectos científico-tecnológicos, socioeconômicos e ambientais associados à obtenção ou produção de substâncias químicas. Energias Químicas no Cotidiano - Petróleo, gás natural e carvão. Madeira e hulha. Biomassa. Biocombustíveis. Impactos ambientais de combustíveis fósseis. Energia nuclear. Lixo atômico. Vantagens e desvantagens do uso de energia.

Sugestões Bibliográficas

FELTRE, Ricardo. Química. São Paulo: Moderna, v. 1, 2, 3 CARVALHO, Geraldo Camargo. Química moderna. São Paulo: Scipione, 2004. v. 1, 2, 3. FONSECA, Martha Reis Marques da. Química Integral. São Paulo: FTD. v. 1, 2, 3. NOVAIS, Vera L. D. de. Química. São Paulo: Atual, 2002. v. 1, 2, 3. SALVADOR, Usberco. Química. São Paulo: Saraiva, 2006. v. 1, 2, 3. SANTOS e outros. Química & Sociedade. São Paulo: Nova Geração, 2005 SARDELLA, A. Química. São Paulo: Ática, 2005. v. único. SILVA, Eduardo R.; NÓBREGA, Olímpio S.; SILVA, Ruth H. da. Química. São Paulo:

Ática, 2001. TITO; CANTO. Química na abordagem do cotidiano. São Paulo: Moderna, 2005. v. 1, 2, 3.

BIOLOGIA

I Introdução

A avaliação de Biologia será baseada no conjunto de conteúdos relacionados à ciência da vida, interpretando situações problema e conduzindo também a reflexões sobre a ação humana e seus impactos sobre o ambiente.

II Objetivos

a) Geral: avaliar a capacidade de compreensão de conceitos científicos fundamentais, por

intermédio da análise reflexiva e da capacidade de estabelecer inter-relações entre as unidades do programa.

b) Específicos: compreender os processos relacionados à formação, ao desenvol vimento

e à evolução dos seres vivos dentro de uma abordagem biológica; Compreender a morfofisiologia básica dos sistemas vitais dos diferentes grupos de seres vivos e suas relações filogenéticas; relacionar as diferentes áreas e aspectos da biologia, desde a célula às comunidades e ecossistemas; compreender o funcionamento celular em nível gênico e sua manifestação em nível de organismo; estabelecer e compreender as relações entre os seres vivos e o impacto que esses seres têm no ambiente; compreender as transformações provocadas pelo homem nos diferentes ecossistemas da biosfera; estabelecer as relações evolutivas e de desenvolvimento entre os diferentes filos e suas espécies.

III - Conteúdo Programático

1 - Origem da vida: Ambiente primitivo; Primeiros compostos orgânicos; Célula primitiva; Hipóteses autotróficas e heterotróficas; Evolução dos seres vivos através dos tempos; Mecanismos de evolução; Mutação e seleção natural.

2 - Características dos seres vivos: Conceitos básicos; Ciclo vital; Nutrição; Respiração; Formas de vida.

3 - Citologia: Tipos de células; Caracteres morfológicos dos grandes grupos animais e

vegetais; Funções dos componentes celulares; Diferenças entre células animais e vegetais; Célula enquanto unidade morfo-fisiológica do organismo; Principais fenômenos biológicos intracelulares; Importância da síntese proteica e de outras substâncias para a homeostase; Divisão celular.

4 - Genética e embriologia: DNA, Cromossomos e Genes; Hereditariedade; Leis de

Mendel; Homozigose e heterozigose; Linkage e Crossing Over; Dominância e recessividade; Grupos sanguíneos e polialelia; Interações gênicas; Mutações gênicas; Herança ligada ao sexo e determinação do sexo; Fecundação; Desenvolvimento embrionário; Anexos embrionários.

5 - Ecologia: Conceitos; Indivíduo - população - comunidade e ecossistema; Relações

ecológicas; Ação dos agentes físicos, químicos e biológicos; Estrutura e funcionamento dos ecossistemas; Características e problemas ecológicos dos principais biomas brasileiros, em particular o cerrado ; Impactos ambientais (ação do homem sobre o meio); Fluxo de energia; Sucessões ecológicas.

6

- Programa de saúde: Saúde pública; Binômio saúde/doenças; Indicadores de saúde

em uma comunidade; Nutrição x desnutrição (indivíduo suscetível); Gêneses das doenças (teorias); Doenças infecto-contagiosas; Doenças crônico-degenerativas; Abastecimento de água; Tratamento das águas de esgotos; Abastecimento de alimentos; Afastamento do lixo e dejetos; Doenças veiculadas pelo lixo e esgoto.

7 - Zoologia (organização e fisiologia dos grupos animais): Sistemática e nomenclatura

(classificação e regras); Características e representantes dos filos: Porifera, Coelenterata,

Platyhelminthes, Aschelminthes, Echinodermata, Mollusca, Annelida, Arthropoda e Chordata; Evolução dos sistemas fisiológicos: transporte - digestão - respiração - excreção - sustentação e locomoção; Filogenese do sistema de coordenação neural e endócrina; Anatomia e fisiologia dos diversos sistemas fisiológicos do corpo humano.

8 Botânica (organização e fisiologia dos grupos vegetais) Sistemática dos diferentes

grupos vegetais; citologia; Histologia; morfologia vegetal: interna e externa; fisiologia:

nutrição vegetal: absorção, condução, fotossíntese, transpiração e gutação; Crescimento e desenvolvimento: hormônios vegetais e fatores ambientais.

Sugestões Bibliográficas AMABIS, J. M.; MARTHO, G. R. Biologia das Células. São Paulo: Moderna, 2004. Biologia dos Organismos. São Paulo: Moderna, 2004. Biologia das populações. São Paulo: Moderna, 2004. FONSECA, A. Biologia. São Paulo: Ática, 1991. GOWDAK, D; MATTOS, N. S. de. Biologia. São Paulo: FTD, 1991. LINHARES, S.; GEWANDSZNAJDER, F. Biologia hoje: citologia, histologia, origem da vida. Vol 1, 14ª ed. São Paulo: Editora Ática, 2003. 400p. LINHARES, S.; GEWANDSZNAJDER, F. Biologia hoje: os seres vivos. Vol 2, 11ª ed.

São Paulo: Editora Ática, 2003. 536p. LOPES, S. G. B. C. Introdução à Biologia e origem da vida: citologia, embriologia e histologia. 14 ed. São Paulo: Saraiva, 1994. Seres vivos. 12 ed., São Paulo, Saraiva, 1994. v. 2. Genética, evolução e ecologia. 12 ed. São Paulo: Saraiva, 1994. v. 3. MARCONDES, A. C.; LAMMOGLIA, D. A. Ciência da vida: genética, evolução e ecologia. São Paulo: Atual, 1994. v.2. Ciência da vida: citologia, histologia e embriologia. São Paulo: Atual, 1994. Ciência da vida: seres vivos. São Paulo: Atual, 1994. PAULINO, W. R. Biologia atual. São Paulo: Ática, 1995. v. 1,2,3. PORTO, D. P.; MARQUES, J. de L. Ciências: o solo, a água e o ar. São Paulo: Scipione, [s.d.]. Ciências: os seres vivos. São Paulo: Scipione, [s.d.]. SOARES, J. L. Biologia: seres vivos, evolução e ecologia. São Paulo: Scipione, 1996. v.3. 504 p. UZUNIAN, A.; BIRNER, E. Biologia 1. 3 ed. São Paulo: Harbra, 2005. 558p.

Biologia

Biologia

2. 3 ed. São Paulo: Harbra, 2005. 897 p. 3. 3 ed. São Paulo: Harbra, 2005. 590 p.

VASCONCELOS, L. J. Programa de saúde. São Paulo: Ática, [s.d]. Revistas e jornais.

MATEMÁTICA

I Introdução

A matemática, de modo geral, faz parte da vida cotidiana de todos nós. Estamos sempre

calculando o aumento percentual do salário, as taxas de juros, os preços e acompanhamos as estimativas feitas pelos institutos de pesquisa que são publicados pelos meios de comunicação. Se não participarmos destes processos, precisamos, no mínimo, de ter noção de como eles são elaborados para que tenhamos uma visão crítica destes, para então podermos lutar pela construção de um mundo mais justo.

II Objetivos Avaliar a capacidade do vestibulando de:

1. Estabelecer relações entre conteúdos do currículo da escola básica, que em geral são abordados de forma desconexa.

2. Organizar, relacionar, interpretar dados e informações disponibilizadas de diferentes formas, para tomar decisões e enfrentar situações-problema.

3. Buscar o relacionamento da matemática escolar com as aplicações da Matemática

às outras ciências e no cotidiano; 4. Analisar e compreender a natureza determinística ou aleatória de processos naturais e sociais e utilizar ferramentas para mesurar e interpretar as medidas ou tendências do fenômeno.

III - Conteúdo Programático

1- Conjuntos: Noções e notações; Subconjuntos; Intersecção, reunião e diferença.

2- Conjuntos numéricos: Operações: adição, subtração, multiplicação, divisão,

potenciação e radiciação; Intervalos; Valor absoluto; Critérios de divisibilidade; MDC e

MMC em Z.

3 - Razão e proporção: Grandezas proporcionais; Regra de três simples e composta;

Juros e porcentagens.

4 - Unidade de medida: Comprimento; Área; Volume.

5- Expressões algébricas: Operações: adição, subtração, multiplicação, divisão, potenciação e radiciação.

6 - Funções: Definição e notação; Domínio, contradomínio e conjunto-imagem; Gráficos;

Funções crescentes e decrescentes; Funções injetoras, sobrejetoras e bijetoras; Funções inversas; Função par e ímpar; Funções do 1º grau; Funções do 2º grau; Funções compostas; Funções definidas por várias sentenças; Função modular; Funções exponenciais; Funções logarítmicas; Propriedades dos logaritmos; Logaritmos decimais.

7 - Equações, inequações e sistemas de equações lineares: Definições; Soluções e

discussões; Aplicações; Representação gráfica.

8 - Progressões: Seqüências; Progressões aritméticas; Conceitos; Soma dos termos;

Progressões geométricas; Conceitos; Soma dos termos de PG finita e infinita; Soma dos termos de PG finita; Aplicações.

Arranjos;

Permutações; Binômio de Newton.

9 -

Análise

combinatória:

Princípios

de

contagem;

Combinações;

10 - Probabilidade: Experimentos determinísticos e aleatórios; Espaço amostral; Evento;

Cálculo de probabilidades; Probabilidade condicional; Independência.

11- Noções básicas de Estatística: Termos de uma pesquisa estatística; Representação gráfica; medidas de tendência central; medidas de dispersão.

12 - Números complexos: Definição; Módulo e argumento; Forma polar; Representação;

Operações: adição, subtração, multiplicação, divisão, potenciação e radiciação. 13 - Polinômios e equações algébricas: Definições; Valor numérico; Fatoração;

Divisibilidade; Teorema do resto; Decomposição de uma fração racional; Teorema fundamental da álgebra; Decomposição em fatores binominais; Raízes complexas; Raízes racionais.

14 - Matrizes, determinantes e sistemas lineares: Tipos de matrizes; Operações com

matrizes; Matrizes inversas; Propriedades dos determinantes e algorítmos de soluções; Resolução e discussão de um sistema linear.

15 - Geometria plana e euclidiana: Elementos fundamentais (ponto, reta e plano); Semi-

reta, segmento de reta, medida e congruência de segmentos e razão entre duas medidas; Lugar geométrico, paralelismo e perpendicularismo de retas; Ângulos e suas classificações; Triângulos; Definição e elementos principais; Congruência; Relações entre

lados e ângulos; Semelhanças; Relações métricas em triângulos retângulos e quaisquer; Quadriláteros; Definição, classificação e elementos principais; Circunferência; Definição e elementos principais; Posições relativas entre retas e circunferência; Relações métricas no círculo; Inscrição e circunscrição de polígonos regulares na circunferência; Propriedades dos polígonos regulares; Áreas das principais figuras planas.

16 Geometria espacial: Retas e planos; Noções gerais; Paralelismo; Perpendicularismo;

Intersecções; Prismas, pirâmides, cilindros e cones; Definições; Classificações;

Propriedades; Troncos; Áreas e volumes; Área de superfície esférica e suas partes; Volume da esfera e de suas partes; Poliedros; Conceituação e propriedades; Poliedros regulares.

17 Geometria analítica: Sistema de coordenadas no plano; Distância entre dois pontos;

Coordenadas do ponto que divide um segmento numa razão; Coeficiente angular de uma reta; Equação de reta; Ângulo entre duas retas; Retas concorrentes; Retas paralelas; Retas perpendiculares; Distância de um ponto a uma reta; Circunferência; Equação geral; Posição relativa entre uma reta e uma circunferência; Posição relativa entre duas circunferências; Cônicos: elipse, hipérbole e parábola; Elementos principais; Equações. 18 Trigonometria: Arcos e ângulos; Funções trigonométricas; Conceituação; Propriedades; Relações fundamentais entre funções de um mesmo arco; Mudança de quadrantes; Identidades trigonométricas; Arcos notáveis da forma K (K racional); Funções trigonométricas inversas; Funções trigonométricas da soma e da diferença de dois arcos; Duplicação de bisseção de arcos; Transformação em produto; Leis dos senos e dos cossenos; Resolução de triângulos; Equações trigonométricas.

Sugestões Bibliográficas

1. DANTE,L.R. Matemática, contexto e aplicações. Editora Ática 2005. v. 1, 2, 3.

2. IEZZI et al. Matemática. São Paulo: Atual, 2005. v. único.

3. GIOVANNI, J.R, Bonjorno,J.R. Matemática. São Paulo: FTD, 2002. v. único.

4. POLYA,G. A arte de resolver problemas. Rio de Janeiro, Interciência , 1986.

5. TAHAN, Malba. Matemática Divertida e Curiosa. Ed. Record, 2005.

6. TAHAN, Malba. O Homem que Calculava. Ed. Record. 2005.

HABILITAÇÕES

Urbanismo)

ESPECÍFICAS

(Arquitetura

e

1- geometria

paralelas,

e

semelhança de figuras.

- Planos, retas no plano, planos paralelos e concorrentes, posições relativas entre retas e planos, prisma, pirâmide, cone, cilindro e esfera.

2 - geometria descritiva

- Ponto:

perspectivo); projeção ortogonal do ponto, posições no triedro (planos de projeção, linha de terra, diedros e planos bissetores), simetria de ponto.

- Reta: pertinência de ponto a reta, posições relativas da reta no triedro, visibilidade, traços nos planos de projeção e planos bissetores, posições relativas de duas retas (paralelas, concorrentes e reversas), figuras planas poligonais.

- Plano: elementos geométricos que determinam um plano, traços nos planos de projeção,

posições do plano no triedro, pertinência de ponto, reta e figura a plano, retas de máximo

declive e de máxima inclinação, interseção de planos, furo de reta em plano, paralelismo

e perpen dicularismo de reta a plano e plano a plano.

oblíquo, cônico ou

- Pontos,

concorrentes

retas, planos, segmentos

e

reversas,

polígonos

de

reta, razão

de

segmento, retas

retângulo,

regulares,

triângulo,

congruência

sistema

de

projeção

(cilíndrico

ortogonal,

cilíndrico

- Sólido: projeção de sólidos geométricos, cubo, tetraedro, prisma, pirâmide, cilindro e cone, com base apoiada no PH ou PV no primeiro diedro, seção no sólido (planos projetantes e paralelo a LT).

-

Exercícios de visualização espacial

3

- desenho geométrico

-

Construções fundamentais: perpendiculares, paralelas etc.

-

Lugares geométricos: mediatriz, bissetriz, circunferência, arco capaz, par de paralelas.

- Linhas: reta, semi-reta, segmento de reta (divisão proporcional, divisão em partes iguais), suporte de um segmento, linhas compostas, linhas quebradas.

- Escala: numérica e gráfica.

- Ângulos: classificação, construção, transporte e operações com ângulos, divisão de ângulos (duas, três, e n partes iguais).

- Polígonos regulares: construção.

- Triângulos: classificação, elementos, propriedades e construção.

- Tangência: reta, arco e arco, arco.

- Concordância: reta, reta e reta, arco e arco, arco.

- Circunferência: posições relativas, traçado, elementos, retificação, divisão em partes

iguais

regulares, ângulos na circunferência.

e circunscrição de polígonos

(processos

particulares

e

de

Bion),

inscrição

-

Círculo: superfície do círculo.

-

Arcos: elementos, tipos, construção e divisão.

4

- desenho a mão livre

-

Desenho de croquis e desenhos elaborados.

-

Capacidade de observação, síntese, proporção, perspectiva e representação do modelo

-

Luz e sombra.

-

Desenho de memória e interpretação de temas.

-

Composição formal: cor, figura e fundo.

-

Desenho a lápis e a tinta (esferográfica), preto e branco e a cores.

Sugestões Bibliográficas

ARNHEIM, Rudolf. Arte e percepção visual: uma psicologia da visão criadora. São Paulo: Pioneira, 1998. BONSIEPE, Gui. Design do material ao digital. São Paulo: Fiesp/Senai/IEL, 1997. FONTOURA, Ives. De-composição da forma. Curitiba. Itaipu, 1982. GIONGO, Afonso Rocha. Curso de desenho geométrico. São Paulo: Nobel, 1979. GOLUBOV, Jayme Kerbel. Estudos de geometria descritiva. Brasília: UnB, 1978. HSUAN-AN, Tai. Desenho e organização bi e tridimensional da forma. Goiânia: Ed. da UCG, 1997. LEAL, Joice. Artesanato e design: um processo contínuo. São Paulo: NDIFIESP, 1998.

MUNARI, Bruno. Design e comunicação visual. São Paulo: Martins Fontes, 1997. PENTEADO NETO, Onofre. Desenho estrutural. São Paulo: Perspectiva, 1976. PRÍNCIPE JUNIOR, Alfredo dos Reis. Geometria descritiva. São Paulo: Nobel, 1972.v.1

e 2.

PUTNOKI, José Carlos Jota . Elementos de geometria e desenho geométrico. São Paulo: Scipione, 1989.v.1 e 2 SCHULMANN, Denis. Desenho industrial. São Paulo: Papirus, 1994. SCOTT, Rober Cillian. Fundamentos del diseno. Buenos Aires: Victor Leru, 1976. VINCENS, Francis. Arte abstrata e arte figurativa. Rio de Janeiro: Salvat do Brasil, 1979.(Biblioteca Salvat de Grandes Temas). WILLIAM, Robin. Design para quem não é designer. São Paulo: Callis, 1995.

MATERIAIS DE RESPONSABILIDADE DO ALUNO PARA A PROVA DE HABILITAÇÃO ESPECÍFICA

o candidato deverá trazer para a prova específica:

régua graduada ou escala, esquadros, compasso, lápis 6B, lapiseira com grafite, caneta esferográfica, borracha e caixa de lápis de cor (pequena).