Você está na página 1de 5

FISIOTERAPIA

Projeto: Saúde Funcional e qualidade de vida

Professores: Colegiado de Fisioterapia

Nome: Mauricio Comin Amboni

Atividade: Instrumento de avaliação da dor.


Observação:
Avaliação de um paciente real.

1. Descrição da atividade:
Você deve avaliar um paciente real. Você como fisioterapeuta pode conduzir seu roteiro
avaliativo, porém os seguintes itens devem estar presentes:

● Queixa principal: Dores na Lombar


● Idade: 37 anos Profissão: Motorista de Aplicativo
● História da moléstia atual

Paciente J.V.A, 37 anos, trabalhando atualmente como motorista de aplicativo, queixa-


se de fortes dores na lombar, normalmente aparece no final da tarde, começo da noite,
quando ele encerra sua jornada de trabalho, relatou que as dores começaram a
aparecer há cerca de 8 meses.

Aspectos da dor:

● Localização: Lombar
● Frequência: Durante todo o dia
● Período do dia - maior intensidade: Final da tarde, começo da noite
● Movimento que piora o quadro doloroso: Começo da noite
● Movimento que alivia o quadro doloroso: Quando acorda
● Intensidade (EVA): 7
● Tratamentos realizados devido ao quadro: Nenhum, apenas uso de medicamentos
● Qualidade do sono: Ruim
● Comorbidades anteriores: Nenhuma
● Medicações utilizadas: Anti inflamatórios

Histórico social:

Não pratica atividades físicas, faz uso contínuo de bebidas alcoólicas, não faz uso de
tabagismo.
Quais atividades ou Hobby a sua dor está limitando de realizar?

Como o paciente não faz a prática de atividades físicas, relatou apenas que sente fortes dores
durante a sua jornada de trabalho, movimento de sentar e levantar.

Exame físico:

Sinais Vitais:

PA: 120/80

FR: 16

FC: 88bpm

Temperatura: 37.2

Testes? (Quais aplicaria?)

Teste de Resistência das costas de Sorenson

Teste Side Bridge

Escalas a serem aplicadas e resultado:

✔ MCGILL
✔ Inventário Breve de dor:

Plano terapêutico:

Objetivos: Promover o alívio da dor, melhorar a amplitude de movimento e fortalecimento


muscular.

Alongamento: focando nos músculos dos grupos musculares, inclinadores e extensores de


cervical, abdutores de escápula e tronco, cerca de 15 a 30 segundo por exercícios de
alongamento.

Agachamento: com o paciente em pé , abrir os pés na mesma linha dos ombros, vai abaixar
elevando o quadril para trás como se fosse sentar numa cadeira, deixando os joelhos numa
posição de 90 graus, voltando para a posição inicial.

Elevação de braços e pés: deitado em decúbito ventral, elevar os braços e as pernas o máximo
que conseguir mantendo o tronco no chão.

Ponte: paciente em decúbito ventral, apoiar os pés, cotovelos e mãos apoiados no chão e vai
elevar o tronco.

Elevação pélvica: deitar em decúbito dorsal, apoiando os pés, vai elevar o quadril ficando na
posição por 30 segundos e vai retornar à posição inicial.

Você também pode gostar