Você está na página 1de 2

Vinnicyus Fornazza Costa - 120166437

Coeficientes de Atividade

Os cálculos teóricos dos coeficientes de atividade são baseados na Teoria de Debye-Hückel. Onde
assume-se que os íons em solução se comportam como cargas isoladas com um valor de constante
dielétrica igual ao do solvente em que se encontram, sendo assim, em soluções suficientemente diluídas e
eletrólitos dissociados a equação é dada por:

log γ=−A∨Zi∗Zj ∨√ I ; para Forças Iônicas < 0.01M


Mas para forças iônicas maiores que 0.001M, a equação deixa de ser válida e há a necessidade de
inclusão de um novo termo:

− A∨Zi∗Zj∨√ I
log γ= ; para Forças Iônicas < 0.1M
1+ aB √ I
Subsequentemente, Davies propôs um novo parâmetro para a equação anterior permitindo assim
coeficientes de atividades com forças iônicas da ordem de 0.5M:

− A∨Zi∗Zj∨√ I
log γ= +CI ; para Forças Iônicas <0.5M
1+ B √ I
Os coeficientes de atividade também podem ser atribuídos através de funções de excesso em misturas
binárias, alguma delas são:

a) Equação de Margules de dois sufixos:

gE= Ax1x2
E
∂ nT g
E A 2 A 2
Substituindo em RT ln γ =g =( ) originando em ln γ 1= x 2 e ln γ 2= x
∂ ni RT RT 1
b) Equações de Van Laar:

A' B'
ln γ 1= ln γ 2=

( ) ( )
2 2
A ' x1 B ' x1
1+ 1+
B ' x2 A ' x2

Sendo A’ e B’ parâmetros adimensionais.

c) Equação de Wilson:

Wilson relacionou energia livre de Gibbs de excesso com as frações molares, usando o conceito de
composição local.

ln γ 1=−ln ( x 1+ Ʌ12 x 2)+ x 2


[ Ʌ12

Ʌ 21
x 1 + Ʌ12 x 2 Ʌ21 x 1+ x2 ]
ln γ 2=−ln(x 2+ Ʌ21 x 1)−x1
[ Ʌ12

Ʌ21
x1 + Ʌ 12 x 2 Ʌ21 x 1 + x 2 ]
d) Equação NRTL (non-random, two-liquid)

Baseada no conceito de composição local, mas é aplicável em sistemas de miscibilidade parcial


diferente do modelo de Wilson.
[ ( ) ]
2
2 G 21 τ 12 G12
ln γ 1=x τ 21
2 +
x1 + x 2 G21 ( x2 + x 1 G12 )
2

[ ( ) ]
2
2 G12 τ 21 G21
ln γ 2=x 1 τ 12 +
x2 + x 1 G12 ( x1 + x 2 G21 )
2

Você também pode gostar