Você está na página 1de 95

Aula 01

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital)

Autor:
Equipe Português Estratégia
Concursos, Felipe Luccas

08 de Junho de 2022

07952045407 - PAULO KASSIO


Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

Índice
1) Noções Iniciais de Classes de Palavras I
..............................................................................................................................................................................................3

2) Classes variáveis e invariáveis


..............................................................................................................................................................................................4

3) Substantivo
..............................................................................................................................................................................................5

4) Adjetivo
..............................................................................................................................................................................................8

5) Expressões com Substantivo e Adjetivo


..............................................................................................................................................................................................
12

6) Pronome
..............................................................................................................................................................................................
16

7) Advérbio
..............................................................................................................................................................................................
24

8) Artigo
..............................................................................................................................................................................................
26

9) Numeral
..............................................................................................................................................................................................
28

10) Interjeição
..............................................................................................................................................................................................
29

11) Palavras especiais


..............................................................................................................................................................................................
30

12) Questões Comentadas - Substantivo - Cebraspe


..............................................................................................................................................................................................
33

13) Questões Comentadas - Adjetivo - Cebraspe


..............................................................................................................................................................................................
34

14) Questões Comentadas - Expressões com Substantivo e Adjetivo - Cebraspe


..............................................................................................................................................................................................
36

15) Questões Comentadas - Pronomes - Cebraspe


..............................................................................................................................................................................................
37

16) Questões Comentadas - Advérbio - Cebraspe


..............................................................................................................................................................................................
46

17) Questões Comentadas - Palavras especiais - Cebraspe


..............................................................................................................................................................................................
50

18) Lista de Questões - Substantivo - Cebraspe


..............................................................................................................................................................................................
51

19) Lista de Questões - Adjetivo - Cebraspe


..............................................................................................................................................................................................
52

20) Lista de Questões - Expressões com substantivo e adjetivo - Cebraspe


..............................................................................................................................................................................................
54

21) Lista de Questões - Pronomes - Cebraspe


..............................................................................................................................................................................................
55

22) Lista de Questões - Advérbio - Cebraspe


..............................................................................................................................................................................................
61

23) Lista de Questões - Palavras especiais - Cebraspe


..............................................................................................................................................................................................
65

24) Questões comentadas - Emprego das Classes de palavras I - Cebraspe


..............................................................................................................................................................................................
66

25) Lista de Questões - Emprego da Classes de Palavras I - Cebraspe


..............................................................................................................................................................................................
82

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 2


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

NOÇÕES INICIAIS
Olá, pessoal!
Vamos dar início ao estudo das Classes de Palavras.
Ressalto que essa aula é fundamental para entendermos análises sintáticas e semânticas mais elaboradas.
Se você não entende o uso das classes de palavras, fica muito mais difícil aprender Sintaxe e Interpretar
textos, por exemplo.
Atualmente, as palavras da Língua Portuguesa são classificadas dentro de dez classes gramaticais, conforme
reconhecidas pela maioria dos gramáticos: Substantivo, Adjetivo, Advérbio, Verbo, Conjunção, Interjeição,
Preposição, Artigo, Numeral e Pronome.
Uma palavra é enquadrada numa classe pelas suas características, embora existam muitas palavras que não
são enquadradas nas classes tradicionais, pois não funcionam exatamente como nenhuma delas. Um
exemplo são o que denominamos de "palavras denotativas": parecem advérbios, mas não fazem o que o
advérbio faz, isto é, não modificam verbo, adjetivos ou outro advérbio.
Há também uma estreita relação entre a classe da palavra e sua função sintática. Por exemplo, a palavra
“hoje” é um advérbio de tempo, da classe dos advérbios. Qual é sua função sintática? É expressão de uma
circunstância de tempo, um adjunto adverbial de tempo. Já a palavra “ele” pertence à classe dos pronomes,
mas pode ter várias funções sintáticas, dependendo do contexto.
Não se desespere! Traremos detalhes sobre isso e faremos muitas questões...
Grande abraço e ótimos estudos!

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 3


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

CLASSES VARIÁVEIS X CLASSES INVARIÁVEIS


Algumas classes são variáveis, seguem regras de concordância, ou seja, flexionam-se em número e gênero,
como o substantivo, o adjetivo, o pronome, o numeral e o verbo.
Outras classes permanecem invariáveis, sem flexão, sem concordância, como advérbios, conjunções e
preposições.
“João é bonito, Joana é feia e seus filhos são medianos”
“João anda apressadamente e Joana, lentamente”.
Na primeira sentença há concordância de gênero e número. Isso porque “bonito” é adjetivo, “seus” é
pronome e “filhos” é substantivo, todas classes variáveis. No segundo, o termo “lentamente” não varia,
porque é advérbio, uma classe invariável.
A diferença é simples, mas deve ser lembrada sempre que formos estudar cada uma das classes de palavras,
ok?!

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 4


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

SUBSTANTIVO
O substantivo é a classe que dá nome a seres, coisas, sentimentos, qualidades, ações (homem, gato, carro,
mesa, beleza, inteligência, estudo...).

CLASSIFICAÇÃO DOS SUBSTANTIVOS


Relembremos rapidamente as classificações dos substantivos.

CLASSIFICAÇÃO DEFINIÇÃO EXEMPLOS


PRIMITIVO Não se origina de outra palavra da pedra, mulher, felicidade
língua e, portanto, não traz afixos
(prefixo ou sufixo).
DERIVADO Deriva de uma palavra primitiva, pedreiro, mulherão, infelicidade
traz afixos.
SIMPLES É constituído por uma única homem, pombo, arco
palavra, possui apenas um
radical.
COMPOSTO É constituído por mais de uma homem-bomba, pombo-
palavra, possui mais de um correio, arco-íris
radical.
COMUM Designa uma espécie ou um ser mulher, cidade, cigarro
qualquer representativo de uma.
PRÓPRIO Designa um indivíduo específico Maria, Paris, Malboro
da espécie.
CONCRETO Designa um ser que existe por si pedra, menino, carro, Deus, fada
só, de existência autônoma e
concreta, seja material, espiritual,
real ou imaginário.
ABSTRATO Designa ação, estado, criação, coragem, liberalismo
sentimento, qualidade, conceito.
COLETIVOS Designa uma pluralidade de seres tropa (soldados), cardume
da mesma espécie. (peixes), alcateia (lobos, animais
ferozes), frota (veículos).

Os substantivos ainda podem ser classificados de acordo com a sua flexão de gênero (masculino/
feminino).

BIFORMES Mudam de forma para indicar lobo x loba / capitão x capitã


gêneros diferentes. ateu x ateia / boi x vaca

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 5


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

UNIFORMES São os que possuem apenas uma o estudante / a estudante


forma para indicar ambos os artista famoso/ artista famosa
gêneros.

Os substantivos uniformes ainda subdividem-se em:

EPICENOS Referem-se a animais que só têm A águia, A cobra, O gavião.


um gênero para designar tanto o A variação de gênero se dá com
masculino quanto o feminino. acréscimo de “macho/fêmea”: a
cobra macho, o gavião fêmea...
SOBRECOMUNS Referem-se a pessoas de ambos A criança, O cônjuge, O carrasco,
os sexos. ==119f8d==
A pessoa, O monstro, O algoz, A
vítima.
COMUNS DE DOIS GÊNEROS Apresentam uma forma única O chefe, A chefe, O cliente, A
para masculino e feminino e a cliente, O suicida, A suicida.
distinção é feita pelo “artigo” (ou
outro determinante, como
pronome, numeral...).

FLEXÃO DOS SUBSTANTIVOS


Como vimos, o substantivo é a palavra que se flexiona em gênero e número. Os substantivos podem ser
simples, formados por apenas uma palavra, ou, mais tecnicamente, um só radical; ou compostos, formados
por mais de uma palavra ou radical.

Os substantivos simples normalmente têm seu plural formado com mero acréscimo da letra S – Carro(s),
Menina(s), Pó(s)... Contudo, também podem ter outras terminações:

Reitores, Males, Xadrezes, Caracteres, Cônsules, Reais, Animais, Faróis, Fuzis, Répteis, Projéteis.
Palavras como “ônix” e “tórax” não vão ao plural. Outras palavras, por sua vez, só são usadas no plural:

NÚPCIAS FEZES FÉRIAS ARREDORES

De modo geral, palavras terminadas em “ão” basicamente recebem o S de plural (mãos, irmãos, órgãos) ou
fazem plural em “es” (capelães, capitães, escrivães, sacristães, tabeliães, catalães, alemães).

Contudo, há palavras que admitem duas e até três formas de plural:

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 6


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

Charlatão: charlatões — charlatães Vilão: vilãos — vilões — vilães


Corrimão: corrimãos — corrimões Aldeão: aldeãos — aldeões — aldeães
Cortesão: cortesãos — cortesões Ancião: anciãos — anciões — anciães

GRAU DO SUBSTANTIVO
O substantivo também pode variar em grau aumentativo e diminutivo e estes podem ter valores discursivos
de afetividade ou depreciação irônica.

Ex: Olha o cachorrinho que eu trouxe para você. (afetividade)


Ex: Que sujeitinho descarado esse! (pejorativo; depreciativo; irônico)
Ex: Então... O sabichão aí se enganou de novo? (ironia)
Ex: O Porsche é um carrão! (admiração)

O plural do diminutivo se faz apenas com o acréscimo de ZINHOS ou ZITOS ao plural da palavra, cortando-se
o S. Assim:
animalzinho = animais + zinhos > animaizinhos
coraçãozinho = corações + zinhos > coraçõezinhos
(SEDF / 2017)

O emprego do diminutivo no texto está relacionado à expressão de afeto e ao gênero textual: carta familiar.
Comentários:
O diminutivo, aqui formado pelo sufixo “-inha”, pode ter valor afetivo, subjetivo, carinhoso. Esse uso é
perfeitamente coerente com a linguagem familiar e cheia de afeto usada pela avó para falar com seu neto
numa carta. Questão correta!

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 7


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

ADJETIVO
O adjetivo é a classe variável que se refere ao substantivo ou termo de valor substantivo (como pronomes),
para atribuir a ele alguma qualificação, condição ou estado, restringindo ou especificando seu sentido.
Ex: homem mau, mulher simples, céu azul, casa arruinada.
O adjetivo pode também ser substantivado: “Céu azul” vira “O azul do céu”. É comum também substituir o
adjetivo por “locução” ou “oração” adjetiva:
“Cidadão inglês”x “Cidadão da Inglaterra” x “Cidadão que é nativo da Inglaterra”.

CLASSIFICAÇÃO DOS ADJETIVOS


CLASSIFICAÇÃO DEFINIÇÃO EXEMPLOS
SIMPLES Possui apenas um radical. Estilo literário.
COMPOSTO Possui mais de um radical. Estilo lítero-musical.
PRIMITIVO Forma original, não derivado de Homem bom.
outra palavra.
DERIVADO É formado a partir de outra Ele é bondoso.
palavra.
EXPLICATIVO Indica característica inerente e Homem mortal.
geral do ser.
RESTRITIVO Indica característica que não é Homem valente.
própria do ser.
GENTÍLICO Relativos a povos e raças. Israelita
PÁTRIO Relativos a cidades, estados, Israelense
países e continentes.

Vejamos alguns exemplos de adjetivos pátrios, atenção à formação. Vou destacar as terminações típicas dos
adjetivos que indicam origem.

português, inglês, goiano, americano, estadunidense, fluminense

Cuidado: esses adjetivos são grafados com letras minúsculas.


(TCE PB / 2018)
Maus hábitos cotidianos muitas vezes são, na verdade, práticas antiéticas e até ilegais, que devem, sim, ser
combatidas.
Os termos “antiéticas”, “ilegais” e “combatidas” qualificam a palavra “práticas”.
Comentários:

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 8


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

“antiéticas” e “ilegais” qualificam sim o substantivo “práticas”. Contudo, “combatidas” é um verbo numa
frase em voz passiva: “devem ser combatidas” (ver aula de verbos), não é um adjetivo. Questão incorreta.

LOCUÇÕES ADJETIVAS
Locuções são grupos de palavras que equivalem a uma só. As locuções adjetivas são formadas geralmente
de preposição+substantivo e substituem um adjetivo. Essas locuções funcionam como um adjetivo,
qualificam um substantivo, e desempenham normalmente uma função chamada adjunto adnominal.

Ex: Homem covarde = Homem sem coragem


Ex: Cara angelical = Cara de anjo

Alguns exemplos de outras locuções e seus adjetivos correspondentes:

de irmão fraternal de frente frontal


de paixão passional de ouro áureo
de trás traseiro de ovelha ovino
de lago lacustre de porco suíno ou porcino
de lebre leporino de prata argênteo ou argírico

GRAU DOS ADJETIVOS


Basicamente, qualidades podem ser comparadas e intensificadas pela via da flexão de grau comparativo
(mais belo, menos belo ou tão belo quanto) e superlativo (muito belo, tão belo, belíssimo).
Vejamos a divisão que cai em prova:

Comparativo:
O grau comparativo pode ser de superioridade, inferioridade ou igualdade.

Ex: Sou mais/menos ágil (do) que você (grau comparativo de superioridade/inferioridade).
Ex: Sou tão ágil quanto/como você (comparativo de igualdade).
Perceba que o elemento (do) é facultativo nessas estruturas comparativas.

Temos que conhecer também o grau superlativo, que expressa uma qualidade em grau muito elevado.
Divide-se em relativo e absoluto:

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 9


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

Superlativo relativo:
Ex.: Senna é o melhor do Brasil!
Gradua uma qualidade/característica (“bom”) em relação a outros seres que também têm ou podem ter
aquela qualidade, ou seja, em relação à totalidade (o mundo todo).

Superlativo absoluto:
Indica que um ser tem uma determinada qualidade em elevado grau. Não se relaciona ou compara a outro
ser. Pode ocorrer com uso de advérbios de intensidade (absoluto analítico): “sou muito esforçado” e de
sufixos (absoluto sintético): difícil>dificílimo; comum>comuníssimo; bom>ótimo.
==119f8d==

Assim sendo, quando as bancas falam em variação do adjetivo em grau, querem dizer que o adjetivo está
sofrendo algum processo de intensificação, ou seja, terá seu sentido intensificado, por um advérbio (tão
bonito), por um sufixo (caríssimo), por um substantivo (enxaqueca monstro), por exemplo.

Para esquematizar, vejamos um quadro resumo:

Normal Alto

Superioridade Mais alto

Comparativo Inferioridade Menos alto

GRAU DOS
Tão alto
ADJETIVOS Igualdade
quanto/como

Superioridade
o mais alto
Relativo
Inferioridade
o menos alto
Superlativo
Sintético
Altíssimo
Absoluto
Analítico
muito alto

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 10


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

(PGE-PE / Analista Judiciário de Procuradoria / 2019)


A própria palavra “crise” é bem mais a expressão de um movimento do espírito que de um juízo fundado em
argumentos extraídos da razão ou da experiência.
Os sentidos e a correção gramatical do texto seriam mantidos se fosse inserido o vocábulo do imediatamente
após a palavra “espírito”.
Comentários:
Sim, nas estruturas comparativas, o “do” é facultativo.
A própria palavra “crise” é bem mais a expressão de um movimento do espírito (do) que de um juízo fundado
em argumentos extraídos da razão ou da experiência. Questão correta.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 11


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

ORDEM DA EXPRESSÃO NOMINAL “SUBSTANTIVO +


ADJETIVO”
Agora veremos o efeito da troca de ordem em algumas palavras.
Uma expressão formada por substantivo + adjetivo é uma expressão nominal (ou sintagma nominal), porque
o núcleo é um nome (substantivo). A ordem “natural” do sintagma é essa. Quando trocamos essa ordem,
poderemos ter 3 casos:
1) Não muda nem a classe nem o sentido.
Ex: Cão bom x Bom cão
(Sub. + Adj.) (Adj. + Sub.)
2) Muda o sentido sem mudar as classes.
Ex: Candidato pobre x Pobre candidato
(Sub. + Adj.) (Adj. + Sub.)
Mudança no sentido: "pobre" é um adjetivo objetivo relativo a recursos financeiros. Na segunda expressão,
"pobre" significa coitado, digno de pena.
Vejam os pares principais que se encaixam nesse segundo caso.
simples questão (mera questão) único sabor (não há outro, só um)

questão simples (não complexa) sabor único (sabor inigualável)

grande homem (grandeza moral) alto funcionário (patente)

homem grande (grandeza física) funcionário alto (altura física)

3) Muda a classe, e muda necessariamente o sentido.


Ex: alemão comunista x comunista alemão
(Sub. + Adj.) (Sub. + Adj.)
Mudança no sentido: "Alemão", no segundo sintagma, se tornou característica, especificação, do
substantivo comunista, ou seja, um comunista nascido na Alemanha. No primeiro caso, temos um alemão
que é "comunista" (em oposição, por exemplo, a um alemão guitarrista, turista, generoso).

Sempre que houver essa alteração morfológica, ou seja, troca de classes, haverá mudança de
sentido, porque muda o foco, ainda que pareça coincidir bastante o sentido.

Esse critério salva sua pele em questões em que fica difícil enxergar a sutil mudança semântica
que ocorre.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 12


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

Lembre-se da famosa frase de Machado de Assis:


“não sou propriamente um autor defunto, mas um defunto autor”.
No primeiro caso, temos “um autor que veio a falecer”. No segundo, temos um “defunto que
passou a escrever”.

Em alguns casos, pode ser difícil detectar quem é o substantivo (Ex: sábio religioso), então a gramática nos
diz que a tendência lógica é considerar o primeiro termo substantivo e o segundo adjetivo.

Locuções Adjetivas
Como mencionei, locuções são grupos de palavras que equivalem a uma só.
As locuções adjetivas são formadas geralmente de preposição+substantivo e substituem um adjetivo.
==119f8d==

Essas locuções funcionam como um adjetivo, qualificam um substantivo, e desempenham normalmente uma
função chamada adjunto adnominal.
Ex: Homem covarde => Homem sem coragem
Cara angelical => Cara de anjo
Alguns exemplos de outras locuções e seus adjetivos correspondentes:
de irmão fraternal de frente frontal

de paixão passional de porco suíno ou porcino

de trás traseiro de terra telúrico, terrestre ou terreno

de lua lunar ou selênico de velho senil

de macaco simiesco, símio ou macacal de vento eólico

de mestre magistral de vidro vítreo ou hialino

de monge monacal de aluno discente

de neve níveo ou nival de visão óptico

Grau dos adjetivos


Basicamente, qualidades podem ser comparadas e intensificadas pela via da flexão de grau comparativo
(mais belo, menos belo ou tão belo quanto) e superlativo (muito belo, tão belo, belíssimo).
Vejamos a divisão que cai em prova:
Comparativo:
O grau comparativo pode ser de superioridade, inferioridade ou igualdade.
Ex: Sou mais/menos ágil (do) que você => grau comparativo de superioridade/inferioridade

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 13


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

Sou tão ágil quanto/como você. => comparativo de igualdade


Perceba que o elemento "do" é facultativo nas estruturas comparativas.
Algumas palavras têm sua forma comparativa terminada em /or/. No latim, essa terminação significava
“mais”, por essa razão o “mais” não aparece nessas formas: “melhor”, “pior”, “maior”, “menor”, “superior”.
Por suprimir essa palavra, a gramática o chama de comparativo sintético.
Temos que conhecer também o grau superlativo, que expressa uma qualidade em grau muito elevado.
Divide-se em relativo e absoluto:

Superlativo relativo:
Ex: Sou o melhor do mundo.
Senna é o melhor do Brasil!
Gradua uma qualidade/característica (“bom”) em relação a outros seres que também têm ou podem ter
aquela qualidade, ou seja, em relação à totalidade (o mundo todo).

Superlativo absoluto:
Indica que um ser tem uma determinada qualidade em elevado grau. Não se relaciona ou compara a outro
ser. Pode ocorrer com:
1. uso de advérbios de intensidade (absoluto analítico): “sou muito esforçado” e
2. de sufixos (absoluto sintético):
difícil => dificílimo; comum => comuníssimo;
bom => ótimo; magro => macérrimo.
Assim, quando as Bancas falam em variação do adjetivo em grau, querem dizer que o adjetivo está sofrendo
algum processo de intensificação, ou seja, terá seu sentido intensificado, por um advérbio (tão bonito), por
um sufixo (caríssimo) ou por um substantivo (enxaqueca monstro), por exemplo.
Para esquematizar, vejamos um quadro resumo:

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 14


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

Normal Alto

Superioridade Mais alto

GRAU DOS
Comparativo Inferioridade Menos alto
ADJETIVOS

Tão alto
Igualdade
quanto/como
Superioridade
o mais alto
Relativo
Inferioridade
o menos alto
Superlativo
Sintético
Altíssimo
Absoluto
Analítico
muito alto

(PGE-PE / ANALISTA JUDICIÁRIO / 2019)


A própria palavra “crise” é bem mais a expressão de um movimento do espírito que de um juízo fundado em
argumentos extraídos da razão ou da experiência.
Os sentidos e a correção gramatical do texto seriam mantidos se fosse inserido o vocábulo do imediatamente
após a palavra “espírito”.
Comentários:
Sim, nas estruturas comparativas, o “do” é facultativo.
A própria palavra “crise” é bem mais a expressão de um movimento do espírito (do) que de um juízo fundado
em argumentos extraídos da razão ou da experiência. Questão correta.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 15


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

PRONOMES
Os pronomes são palavras que representam (substituem) ou acompanham (determinam) um termo
substantivo. Esses pronomes vão poder indicar pessoas, relações de posse, indefinição, quantidade,
familiaridade, localização no tempo, no espaço e no texto, entre outras.
Vamos aos apontamentos principais sobre essa importante classe.

PRONOMES INTERROGATIVOS

Servem basicamente para fazer interrogativas diretas (com ponto de interrogação) ou indiretas (sem ponto
de interrogação), mas com “sentido/intenção de pergunta”.
São eles: “Que, Quem, Qual(is), Quantos”.
Ex: (O) que é aquilo? Quem é ele? (esse “o” é expletivo, pode ser retirado)
Ex: Qual a sua idade? Quantos anos você tem?
Nas interrogativas indiretas, não temos o (?), mas a frase tem uma intenção interrogativa e normalmente
envolve verbos com sentido de dúvida “perguntar, indagar, desconhecer, ignorar”...
Ex: Perguntei o que era aquilo. Indaguei quem era ele.
Ex: Não sei qual sua idade. Desconheço quantos anos você tem.
Obs: Na frase: “O que é que ele fez”, apenas o primeiro “que” é pronome interrogativo. Os termos
sublinhados são expletivos, com finalidade de realce.

PRONOMES INDEFINIDOS

Os pronomes indefinidos são classes variáveis que se referem à 3ª pessoa do discurso e indicam quantidade,
sempre de maneira vaga: ninguém, nenhum, alguém, algum, algo, todo, outro, tanto, quanto, muito,
bastante, certo, cada, vários, qualquer, tudo, qual, outrem, nada, menos, que, quem, um (quando em par
com “outro”)...
Ex: Recebi mais propostas e tantos elogios.
Ex: Vamos tentar mais dieta, menos doces.
Ex: Nada é por acaso, tudo estava escrito.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 16


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

(CGM-JOÃO PESSOA – 2018)


Os sentidos originais do texto seriam alterados caso, em “...hierarquias que colocam certas pessoas (negros,
pobres e mulheres) implacavelmente debaixo da lei.”, a palavra “certas” fosse deslocada para
imediatamente após “pessoas”.
Comentários:
Veja a mudança de sentido que ocorreria com a inversão:
Certas pessoas (Certas é pronome indefinido, indicando pessoas indefinidas, algumas pessoas, quaisquer
pessoas)
Pessoas certas (Certas é adjetivo, indicando pessoas específicas, exatas, corretas). Questão correta.

PRONOMES POSSESSIVOS
==119f8d==

Esses pronomes tem sentido de posse e geralmente aparecem em questões sobre ambiguidade ou
referência, pois podem se referir à primeira pessoa do discurso: meu(s), minha(s), nosso(s) nossa(s); à
segunda: teu(s), tua(s), vosso(s), vossa(s); ou à terceira: seu(s), sua(s).
Em suma, é importante saber que pronomes possessivos:

✓Delimitam o substantivo a que se referem.


✓Concordam com o substantivo que vem depois dele e não concorda com o referente.
✓O pronome possessivo vem junto ao substantivo, é acessório, tem função de adjunto adnominal.
Ex: Eu respeito o Português por sua importância na prova. (importância “do Português")
Observe que “sua” é adjunto adnominal, pois vem junto ao nome importância e concorda com ele no gênero
feminino, apesar seu referente ser “o Português”, palavra no masculino. Percebe-se também sua função
coesiva de retomar termos anteriores.

(IBGE–Supervisor – 2016 - Adaptada)


Em “A barriga dos pobres já não ronca. Seu vazio não tem o conforto da proximidade da próxima comida.”,
o pronome em destaque apresenta como referente a palavra
a) fome b) Deus c) nós d) refeições e) barriga
Comentários:
A banca pergunta quem é o referente, ou seja, a quem se refere ou retoma o pronome “seu”. Basta pensar:
o que está vazio? O que tem esse vazio? A barriga é o referente que está vazio. Gabarito letra E.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 17


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

PRONOMES DEMONSTRATIVOS

São pronomes demonstrativos: este(s), esta(s), esse(s), essa(s), aquele(s), aquela(s), aqueloutro(s),
aqueloutra(s), isto, isso, aquilo, o, a, os, as; mesmo(s), mesma(s), próprio(s), própria(s), tal, tais,
semelhante(s)...

Pronomes demonstrativos apontam, demonstram a posição dos elementos a que se referem em relação às
pessoas do discurso (1ª – que fala/ 2ª – que ouve e a 3ª , de quem se fala), no tempo, no espaço e no texto.

Vejamos o uso dos demonstrativos indicando “tempo/espaço”:

Tempo:

✓este(s), esta (s), isto: indicam tempo presente:


Ex: Este domingo tem jogo do Barcelona.

Ex: Neste verão viajarei para o Caribe.

✓esse(s), essa (s), isso: indicam passado recente ou futuro próximo:


Ex: Esse domingo houve jogo do Barcelona.

Ex: Nesse verão sofreremos demais com o calor.

✓aquele(s), aquela (s), aquilo: indicam passado ou futuro distante:


Ex: Aquela década de 70 foi completamente perdida.

Ex: Aquele intercâmbio que faremos em 10 anos será caríssimo.

Espaço:

✓este(s), esta (s), isto: apontam para referente perto do falante:


Ex: Este violão aqui na minha mão é de madeira maciça.

Ex: Estes meus cabelos estão uma verdadeira palha.

✓esse(s), essa (s), isso: apontam para perto do ouvinte:


Ex: Esse violão aí na sua mão é de madeira maciça.

Ex: Isso é roupa que se vista num casamento?

✓aquele(s), aquela (s), aquilo: apontam para longe do falante/ouvinte:

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 18


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

Ex: Aquela pintura lá em cima é um afresco.

Ex: Aquilo não é um pássaro, nem um avião; é só um balão caindo.

Em suma, podemos pensar: (este>>aqui); (esse>>aí); (aquele>>lá).

Nesses casos acima, como a referência é feita no espaço e no tempo, fora do texto, dizemos que esses
pronomes estão sendo utilizados com função exofórica (fora) ou dêitica (deixis).

(DPE-SC–Analista Técnico – 2018)


Sobre os mecanismos de coesão no texto, avalie a afirmação abaixo:
A mobilidade é um aspecto-chave da qualidade de vida das pessoas mais velhas. “No geral, embora seja
provável que vivamos mais anos com alguma deficiência, isso se dará com uma deficiência leve e moderada,
e não com uma deficiência grave”
No trecho acima, o pronome demonstrativo isso retoma informação já veiculada.
Comentários:
O pronome ISSO tem a peculiaridade de retomar não um termo específico, mas um grupo de informações
maior, normalmente a oração anterior. No caso, ele retoma a informação previamente mencionada contida
na oração “embora seja provável que vivamos mais anos com alguma deficiência”. Então, “viver alguns com
alguma deficiência” é justamente o que ocorrerá apenas com uma deficiência leve, não com uma grave.
Questão correta.

PRONOMES RELATIVOS

Os principais são: que, o qual, cujo, quem, onde. Esses pronomes retomam substantivos antecedentes, coisa
ou pessoa, e, por isso, têm função coesiva (retomar ou anunciar informação) e se prestam a evitar repetição.
Podem ser variáveis, quando se flexionam (gênero, número), ou invariáveis, quando trazem forma única.
Vejamos:

VARIÁVEIS INVARIÁVEIS

MASCULINOS FEMININOS Quem


o qual (os quais) a qual (as quais) que
cujo (cujos) cuja (cujas) onde
quanto (quantos) quanta (quantas)

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 19


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

Como disse, são ferramentas para evitar a repetição. Vejamos um parágrafo escrito num mundo sem
pronomes relativos:
O aluno foi aprovado. O aluno é primo de João. João tem mãe. A mãe de joão é professora. A mãe do
João foi professora da menina. A menina roubava livros. Os livros eram caríssimos. Os livros foram
comprados numa loja distante. Havia muitos enfeites na loja. Perguntaram a várias pessoas a
localização da loja. As pessoas não souberam responder.
Vejam que tortura, o texto não está articulado, não usa elementos de coesão.
Agora vamos usar pronomes relativos para retomar os antecedentes e evitar toda essa repetição de termos:
O aluno que foi aprovado é primo de João, cuja mãe foi professora daquela menina que roubava livros, os
quais eram caríssimos e foram compradas numa loja onde havia muitos enfeites. As pessoas a quem
perguntaram a localização da loja não souberam responder.

(TRT 3ªREGIÃO–Analista – 2015)


É adequado o seguinte comentário:
Em "A orientadora do grupo, a qual é excelente, faltou hoje", emprega-se o que está em destaque para evitar
o duplo sentido que o emprego da palavra "que", em seu lugar, originaria.
Comentários:
Exato. O pronome “a qual” varia em gênero e número para concordar com seu referente “a orientadora”. Se
houvesse um pronome invariável “que”, a palavra excelente poderia se referir tanto a “orientadora” quanto
a “grupo”. Questão correta.

PRONOMES DE TRATAMENTO

Os pronomes de tratamento são formas de cortesia e reverência no trato com determinadas autoridades. A
cobrança normalmente se baseia no pronome adequado a cada autoridade ou aspectos de concordância
com as formas de tratamento.
Abaixo, registro os principais pronomes de tratamento, com suas abreviaturas. Normalmente o plural da
abreviatura é feito com acréscimo de um “s”. Se quiser estudar esse tema a fundo e ler as dezenas de outros
pronomes, recomendo consultar o Manual de Redação da PUC RS. Aqui, focaremos nos mais incidentes em
prova:

Vossa Senhoria (V. S.a ou V. S.as): usado para pessoas com um grau de prestígio maior. Usualmente,
os empregamos em textos escritos, como: correspondências, ofícios, requerimentos etc.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 20


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

Vossa Excelência (V. Ex.a V. Ex.as): Usado para grandes autoridades:


Presidente da República, Senadores, Deputados, Embaixadores, Oficiais de Patente Superior à de
Coronel, Juízes de Direito, Ministros, Chefes de Poder.
Vossa Santidade (V.S.): usado para o Papa.
Vossa Magnificência (V. Mag.a V. Mag.as): usado para Reitores de universidades, acompanhado
pelo vocativo: Magnífico Reitor.

Embora os pronomes de tratamento se refiram à segunda pessoa gramatical (pessoa com quem se fala: vós),
a concordância é feita com a terceira pessoa, ou seja, com o núcleo sintático. Por essa razão, não usamos
pronome possessivo “vossa” com Vossa Excelência, usamos apenas o possessivo “seu” ou “sua”, por
exemplo.
O macete é pensar na concordância com o pronome “Você”.
Vejamos o exemplo do próprio manual de redação da Presidência: Vossa senhoria nomeará seu substituto.
(E não Vosso ou Vossa. Concordância com senhoria, o núcleo da expressão.)
Os Adjetivos e Locuções de voz passiva concordam com o sexo da pessoa a que se refere, não com a o
substantivo que compõe a locução (Excelência, Senhoria). Ou seja, “os adjetivos referidos aos pronomes de
tratamento concordam com o gênero do interlocutor”.
Ex: Maria, Vossa Excelência está muito cansada.

PRONOMES PESSOAIS

Vamos às principais informações relevantes:

Pessoas do discurso Pronomes Retos Pronomes Oblíquos

1ª pessoa do singular Eu me, mim, comigo


2ª pessoa do singular Tu te, ti, contigo
3ª pessoa do singular Ele/Ela se, si, o, a, lhe, consigo

1ª pessoa do plural Nós nos, conosco


2ª pessoa do plural Vós vos, convosco
3ª pessoa do plural Eles/Elas se, si, os, as, lhes, consigo

Pronomes pessoais retos (eu, tu, ele, nós, vós, eles) costumam substituir sujeito:
Ex: João é magro > Ele é magro.
Pronomes pessoais oblíquos átonos (me, te, se, lhe, o, a, nos, vos) substituem complementos verbais: o, a,
os, as substituem somente objetos diretos (complemento sem preposição); me, te, se, nos, vos podem ser

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 21


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

objetos diretos ou indiretos (complemento com preposição), a depender da regência do verbo. Já o


pronome –lhe (s) tem função somente de objeto indireto.

Ex: Já lhe disse tudo. (disse a ele)


Ex: Informei-o de tudo. (informei a pessoa)
Ex: Você me agradou, mas não me convenceu. (agradou a mim)

Os pronomes OBLÍQUOS TÔNICOS são pronunciados com força e precedidos de preposição. Costumam ter
função de complemento.
São eles:

1a pessoa: mim, comigo (singular); nós, conosco (plural).

2a pessoa: ti, contigo (singular); vós, convosco (plural).

3a pessoa: si, consigo (singular ou plural); ele(a/s) (singular ou plural).

Ex: Fiquei preocupado contigo porque você deu a ele todo seu dinheiro.

Após a preposição “entre” em estrutura de reciprocidade, devemos usar pronomes


oblíquos tônicos, não retos.
Ex: Entre mim e ela não há segredos.
Se o pronome for sujeito, podemos usar pronome reto:
Ex: Entre eu sair e você ficar, prefiro sair.
Após preposições acidentais e palavras denotativas, podemos também usar pronome reto:
Ex: Com raiva, minha mãe maltrata até eu. (até: palavra denotativa de inclusão)

Regras para a união de pronomes oblíquos


Como substituem substantivos, os pronomes oblíquos poderão ser usados como complementos. Ao unir o
pronome ao verbo por hífen, há alterações na grafia:
Quando os verbos são terminados em R, S, Z + o, os, a, as, teremos: lo, los, la, las.
✓ Não pude dissuadir a menina. (dissuadir + a > dissuadi-la)

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 22


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

✓ Felicitamos as aprovadas. (felicitamos + as > Felicitamo-las)


✓ Fiz isso porque quis fazer isso (fiz + o > Fi-lo porque o quis.)
✓ Vamos pôr o menino de castigo (pôr + o > pô-lo de castigo)

Quando os verbos são terminados em som nasal, como m, ão, aos, õe, ões + o, os, a, as, teremos simples
acréscimo de no, nos, na, nas.
Ex: Viram a barata e mataram-na / A mesa é cara, mas compraram-na na promoção.

Um adendo: após verbos na primeira pessoa do plural (nós: amamos, bebemos, cantamos), seguidos do
pronome -nos, corta-se o S final:
Ex: Alistamo-nos no quartel. Animemo-nos!

(SEDUC-SP–Oficial Administrativo – 2019)


Considere as frases do texto:
• Tenho amigos que não leem e não frequentam livrarias.
• Lá dentro, ninguém nos obriga a comprar um livro.
Assinale a alternativa em que os pronomes que substituem as expressões destacadas estão empregados em
conformidade com a norma-padrão da língua.
a) não as frequentam / comprá-lo.
b) não as frequentam / comprar-lhe.
c) não lhes frequentam / comprá-lo.
d) não frequentam elas / comprar-lhe.
e) não lhes frequentam / comprar ele.
Comentários:
Como ambos os termos sublinhados estão sem preposição, não caberia “lhe” (elimine B, C, D e E). Serão
usados: “as”: as frequentam e “o”: comprá-lo (se o verbo termina em R, S ou Z, corta-se essa última letra e
acrescenta-se L). Gabarito letra A.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 23


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

ADVÉRBIO
O advérbio é termo invariável que se refere a verbo, adjetivo e advérbio. Quando se refere a verbo, traz a
“circunstância” daquela ação (“tempo, lugar, modo...”). Quando ligado a adjetivo (você é muito linda) e
advérbio (você dança extremamente mal), funciona como intensificador.

(SEDF / 2017)
...Ver você me deu muito prazer/...A menina está muito engraçadinha.
Como modificadora das palavras “prazer” e “engraçadinha”, a palavra “muito” que as acompanha é, do
ponto de vista morfossintático, um advérbio.
Comentários: ==119f8d==

Observe: “muito prazer”. Aqui “muito” se refere a substantivo, é pronome indefinido, indica quantidade
vaga, imprecisa. Já em “muito engraçadinha”, “muito” se refere ao adjetivo “engraçadinha”. O advérbio é a
única classe que modifica adjetivo. Portanto, somente nesta segunda ocorrência temos advérbio. Questão
incorreta.

AS CIRCUNSTÂNCIAS ADVERBIAIS (VALOR SEMÂNTICO)


Quando uma ação for praticada, ou melhor, quando um verbo for conjugado, podemos perguntar como,
onde, quando, por que aquele verbo foi praticado.
As respostas serão circunstâncias adverbiais, que podem ser expressas por advérbios.

Ex: Eles jogam bem. (bem – advérbio de modo)


Ex: Minha família chega amanhã. (amanhã – advérbio de tempo)
Ex: Não vou ao cinema. (não – advérbio de negação)

Vejamos algumas muito cobradas:

Dúvida: talvez, porventura, possivelmente, provavelmente, quiçá, casualmente, mesmo,


por certo.
Intensidade: muito, demais, pouco, tão, bastante, mais, menos, demasiado, quanto, quão,
tanto, assaz, que (= quão), tudo, nada, todo, quase, extremamente, intensamente,
grandemente, bem...
Negação: não, nem, nunca, jamais, de modo algum, de forma nenhuma, tampouco, de jeito
nenhum.
Afirmação: sim, certamente, realmente, decerto, efetivamente, certo, decididamente,
deveras, indubitavelmente, com certeza.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 24


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

Lugar: aqui, dentro, ali, adiante, fora, acolá, atrás, além, lá, detrás, cá, acima, onde, perto,
aí, abaixo, a distância, à distância de, de longe, em cima, à direita, à esquerda.
Tempo: hoje, logo, primeiro, ontem, tarde, amanhã, depois, ainda, antigamente, antes,
nunca, então, ora, jamais, agora, sempre, já, primeiramente, às vezes, à tarde, à noite.
Modo: bem, mal, assim, adrede (de propósito), melhor, pior, depressa, acinte (de
propósito), debalde (em vão), devagar, propositadamente, pacientemente.
às pressas, às claras, às cegas, à toa, às escondidas, aos poucos, desse jeito, dessa maneira,
em geral...

Essa lista é apenas ilustrativa, mas não há como decorar o valor de cada advérbio, pois só o contexto dirá
seu valor semântico.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 25


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

ARTIGO
O artigo é classe variável em gênero e número que acompanha substantivos, indicando se o substantivo é
masculino ou feminino, singular ou plural, definido ou indefinido. Por sempre estar modificando um
substantivo, sempre exerce a função de adjunto adnominal. Pode ocorrer aglutinado com preposições (em
e de): “no”, “na”, “dos”, “das”.

ARTIGOS ARTIGOS
DEFINIDOS INDEFINIDOS
O, A, OS , AS UM, UMA,
==119f8d==

UNS, UMAS

O artigo definido se refere a um substantivo de forma precisa, familiar: “o carro”, “a casa”, nesse caso,
indicando que aquele “carro” ou aquela “casa” são conhecidas ou já foram mencionadas no texto.

Ex: Na porta havia um policial parado. Assim que me viu, o policial sacou sua arma.

Observe que na segunda referência ao policial, ele já é conhecido, já foi mencionado, é aquele que estava
parado na porta. Isso justifica o uso do artigo definido, no sentido de familiaridade.

Quando tratamos de um nome em sentido geral, sem especificar, não deve haver artigo e,
consequentemente, não haverá crase (artigo “a” + preposição “a”).
Observe:

Estou em casa (sem artigo).


Estou na casa de mamãe (a casa é determinada, então deve ter artigo definido).

Por sua vez, o artigo indefinido se refere ao substantivo de forma vaga, inespecificada; “um carro qualquer”,
“uma casa entre aquelas”. Também expressa intensificação: “ela tem uma força!” ou aproximação: “ela deve
ter uns 57 anos”. Assim como os definidos, também pode ocorrer aglutinado com preposições (em e de):
“duns”, “dumas”, “nuns”, “numas”.

Por outro lado, o artigo, ao lado de substantivo comum no singular, também pode ser usado para
universalizar uma espécie, no sentido de “todo”: “o (todo) homem é criativo”, “o (todo) brasileiro é passivo”.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 26


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

O artigo definido, na linguagem mais moderna, também é um recurso de adjetivação, por meio de um realce
na entoação de um termo que não é tônico:

Ex: Esse não é um médico, esse é o médico.

O sentido é que não se trata de um médico qualquer, mas sim um grande médico, o melhor. Este é o chamado
“artigo de notoriedade”.

(PREF. DE COROADOS (SP) / 2019)


Assinale a alternativa que o artigo grifado NÃO seja definido.
A) O menino dormiu cedo.
B) As meninas cresceram saudáveis.
C) Uns amigos foram ver a luta.
D) Nenhuma das alternativas.
Comentários:
A única alternativa que não traz um artigo definido é a Letra C. "Uns" é artigo indefinido plural. Gabarito:
Letra C.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 27


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

NUMERAL
O numeral é mais um termo variável que se refere ao substantivo, indicando quantidade, ordem, sequência
e posição.

Os numerais são classificados em:


Ordinais: primeiro lugar, segunda comunhão, terceiras intenções... septuagésimo quarto,
sexagésimo quinto...
Cardinais: um cão, duas alunas, três pessoas...
Fracionários: um terço, dois terços, quatro vinte avos...
Multiplicativos: o dobro, o triplo, cabine dupla, duplo carpado...

(PREF. PIRPIRITUBA (PB) / 2019)


Do ponto de vista da classificação gramatical, das palavras que formam a oração interrogativa “Perdeu a
carteira?”, a sequência que apresenta a CORRETA classificação é
A) verbo – numeral – substantivo.
B) advérbio – adjetivo – conjunção.
C) conjunção – artigo – verbo.
D) substantivo – artigo – substantivo.
E) verbo – artigo – substantivo.
Comentários:
Vejamos cada uma das palavras:
"Perdeu": verbo "perder", flexionado na 3ª pessoa do singular do Pretérito Perfeito do Indicativo.
"a": artigo definido masculino singular.
"carteira": substantivo simples, comum, concreto e derivado. Gabarito: Letra E.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 28


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

INTERJEIÇÃO
Interjeição é classe gramatical invariável que expressa emoções e estados de espírito. Servem também para
fazer convencimento e normalmente sintetizam uma frase exclamatória (Puxa!) ou apelativa (Cuidado!):

Ex: Olá! Oba! Nossa! Cruzes! Ai! Ui! Ah! Putz! Oxalá! Tomara! Pudera! Tchau!

Dependendo do contexto, o valor semântico da interjeição pode variar:


Ex: Psiu, venha aqui! (convite) Ex: Psiu, faça silêncio! (ordem)

As locuções interjetivas são grupos de palavras que equivalem a uma interjeição, como: Meu Deus! Ora
bolas! Valha-me Deus!

Entenda o seguinte: qualquer expressão exclamativa que expresse uma emoção, numa frase independente,
com inflexão de apelo, pode funcionar como interjeição. Lembre-se dos palavrões, que são interjeições por
excelência e variam de sentido em cada contexto.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 29


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

PALAVRAS ESPECIAIS
Como vimos ao longo dessa aula, certas palavras podem apresentar mais de uma classificação morfológica
ou sentido. Sistematizaremos aqui as principais funções de algumas delas, muito cobradas em prova.

O a é uma vogal.
Substantivo O o é uma letra redonda.

A menina comeu as balas.


O menino comeu os bolos.
Artigo
definido João não ama Maria. Ele a odeia!
João não ama Mário. Ele o odeia!

Pronome *Entre as camisas, comprei a que estava mais barata.


oblíquo átono
*Entre as camisas, comprei a de menor preço.
O, A, Os, As
*Entre os ternos, comprei o que estava mais barato.
Pronome *Entre os ternos, comprei o de menor preço.
demonstrativo
Fui reprovado algumas vezes, o que me fez valorizar a
aprovação.
João finge que é generoso, mas não o é!
Preposição Ele se referiu a João.
Você está disposto a sacrifícios?
Faz compras a prazo.

Advérbio: Você só reclama.


modifica verbo Só bebe vinho fino. (exclusão/restrição)

Palavra Só você reclama.



denotativa (exclusão/restrição)

Estou só/estamos sós.


Adjetivo
(=sozinho)

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 30


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

Fui até a última parte.


Preposição
(limite tempo/espaço)

Palavra Até o padre riu de mim.


Até
denotativa (inclusão/reforço)

Ele até riu de mim.


Advérbio
(inclusão/reforço)

Sentido de tempo Depois de tanto tempo, você ainda não entendeu.


==119f8d==

Valor enfático Cheguei ainda agora.

Sentido de adição Ela cuida de sete filhos e ainda faz faculdade de


Ainda medicina.
= (Além disso)
Sentido de ressalva Ele vive atrasado, se ainda fosse competente, não o
= (Ao menos) demitiria.

Sentido de oposição
Seu filho só faz bobagem e você ainda o recompensa.
= (Apesar disso)

(PREF. PIRACICABA-SP / PROFESSOR / 2020)


Os termos destacados na frase “A rede pública carece de profissionais satisfatoriamente qualificados até
para o mais básico, como o ensino de ciências; o que dizer então de alunos com gama tão variada de
dificuldades.” expressam, respectivamente, circunstância de
a) dúvida e de afirmação. b) tempo e de modo.
c) inclusão e de intensidade. d) intensidade e de modo.
e) inclusão e de negação.
Comentário
"até/inclusive" para o mais básico (sentido de inclusão); "mais básico" - aqui "mais" intensifica o adjetivo
"básico". Gabarito letra C.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 31


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

Eu mesma cozinho. (reforçativo=própria, em pessoa)

Pronome Elas falam do mesmo modo (comparativo =exata, duas


demonstrativo entidades, duas coisas iguais)

Somos da mesma cidade. (especificativo=aquela/tal


cidade; há apenas uma entidade)
Palavra
Todos morreram, mesmo a mãe. (inclusão)
denotativa

Mesmo
Advérbio de
Ele canta mesmo! (=de fato)
afirmação

Preposição
Mesmo cansado, não desisto. (sentido concessivo)
acidental

Locução Mesmo que eu falhe, não desanimarei.


concessiva (sentido concessivo)

Evite usar “o mesmo” retomando pessoas/objetos, como se fosse “ele”, em construções como:
Ex: O suspeito chegou ao local. O mesmo fugiu dos policiais sem que os mesmos pudessem
perceber. (troque por “ele” e “eles”)
Contudo, é correto usar “o mesmo”, invariável, quando significa “a mesma coisa/o mesmo fato”.
Ex: Todos têm dificuldade com essa matéria, o mesmo ocorrerá com você. (a mesma coisa
ocorrerá com você, isso também ocorrerá com você)

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 32


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

QUESTÕES COMENTADAS - SUBSTANTIVO - CEBRASPE


1. (CEBRASPE / SEDF / 2017)
Eu seria o último dos mortais a duvidar que os bons escritores foram abençoados com uma
dose inata de fluência mais sintaxe e memória para as palavras. Ninguém nasceu com
competência para redigir.
A palavra “último” foi empregada com valor de substantivo.
Comentários:
Exato. Observe que está precedido de artigo e não se refere a nenhum substantivo. Faz papel
de núcleo do sujeito “o último dos mortais”.
A questão trabalha o fato de que “último” também pode ter valor adjetivo, quando modifica
==119f8d==

um substantivo: fiquei em último lugar. Não foi o caso aqui. Questão correta.

2. (CEBRASPE / TRT 1ª Região / ANALISTA / 2008)


A flexão de plural da palavra "mão de obra" corresponde a mãos de obras, ou seja, utiliza-se o
mesmo processo de flexão de plural utilizado no substantivo "boias-frias".
Comentários:
Em palavras compostas formadas de “substantivo + preposição + substantivo" apenas o
último substantivo é flexionado, o plural é apenas “mãos de obra”. Já em “boias-frias” temos
substantivo + adjetivo, então ambos se flexionam pela regra geral do plural dos compostos.
Questão incorreta.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 33


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

QUESTÕES COMENTADAS - ADJETIVO - CEBRASPE


1. (CEBRASPE / SLU-DF / 2019)
"Logo atrás de mim, uma senhora furiosa levantou-se".
A respeito dos sentidos e dos aspectos linguísticos do texto CB1A1-III, julgue o item
subsecutivo.
O deslocamento do termo “furiosa” (ℓ.8) para imediatamente após a forma verbal
“levantou-se” (ℓ.9) manteria a coerência do texto.
Comentários:
Primeiramente, é preciso entender o que significa manter a coerência do texto. Dizemos que
um texto é coerente quando suas palavras, frases e parágrafos estão articulados de forma
lógica e que faça sentido para o leitor.
A partir disso, vamos trocar a posição do termo “furiosa” e analisar se o texto continua
coerente:
Trecho original: “Logo atrás de mim, uma senhora furiosa levantou-se”.
Proposta de reescrita: “Logo atrás de mim, uma senhora levantou-se furiosa”.
Observem que essa alteração não torna o texto incoerente, haja vista que “Logo atrás de mim,
uma senhora levantou-se furiosa” continua apresentando uma articulação lógica entre as
ideias. Por essa razão, o item está correto. Questão correta.

2. (CEBRASPE / SEFAZ-RS / 2019)


"Em um concerto em Paris, Franz Liszt tocou uma peça do (hoje) desconhecido compositor,
junto com outra, do admirável, maravilhoso e extraordinário Beethoven (os adjetivos aqui
podem ser verdadeiros, mas - como se verá - relativos). A plateia, formada por um público
refinado, culto e um pouco bovino, como são, sempre, os homens em ajuntamentos, esperava
com impaciência".
No segundo parágrafo do texto 1A11-I, o termo “adjetivos” remete às palavras
a) “verdadeiros” e “relativos”.
b) “refinado”, “culto” e “bovino”.
c) “admirável”, “maravilhoso” e “extraordinário”.
d) “desconhecido” e “compositor”.
e) “hoje” e “sempre”.
Comentários:
As palavras “admirável”, “maravilhoso” e “extraordinário” antecedem o termo "adjetivos" e
são retomadas por este que as resume, evitando repetições desnecessárias. Gabarito letra C.

3. (CEBRASPE / SEDF / 2017)

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 34


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

As duas questões mais profundas sobre a mente são: “O que possibilita a inteligência?” e “O
que possibilita a consciência?”. Com o advento da ciência cognitiva, a inteligência tornou-se
inteligível...
No texto, tanto a palavra “inteligível” quanto a palavra “impenetrável” têm sentido negativo.
Comentários:
A palavra “impenetrável” está sendo formada por um prefixo –IN, que tem sentido de
negação (impossível, injusto, infiel). Porém, na palavra “inteligível”, esse “in” faz parte do
radical da palavra (lembre-se de inteligente); logo, não é um prefixo. Tanto isso é verdade, que
podemos inserir o “in” com sentido de negação: ininteligível (aquilo que não se pode
entender ou ler). Questão incorreta.

4. (CEBRASPE/ CÂMARA DOS DEPUTADOS/ ANALISTA / 2012)


No trecho “monoteísmo judaico-cristão nas ciências”, o adjetivo é grafado na sua forma mais
==119f8d==

conhecida, embora também estejam corretas as formas judaicocristão e judaico cristão.


Comentários:
Apenas “judaico-cristão” está correta, pois segue a regra de usar hífen no adjetivo composto.
Se pedisse o plural, apenas a segunda parte se flexionaria: monoteísmos judaico-cristãos.
Questão incorreta pela regra geral do plural dos compostos.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 35


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

QUESTÕES COMENTADAS - EXPRESSÕES COM SUBSTANTIVO E


ADJETIVO - CEBRASPE

1. (CEBRASPE / SEFAZ-RS / AUDITOR FISCAL / 2019 - Adaptada)


Cada uma das opções a seguir apresenta trecho do texto 1A11-I seguido de uma proposta de
reescrita. Assinale a opção cuja proposta altera os sentidos do texto e suas relações coesivas.
A) “distante ano” (L.1): ano distante
B) “desconhecido compositor” (L.3 e 4): compositor desconhecido
C) “público refinado” (L.6): refinado público
D) “músico menor” (L.11): menor músico
E) “desprezo coletivo” (L.9): coletivo desprezo
Comentários:
Exceto na D, todos os pares preservam o sentido. A mudança de sentido está em:
músico menor x menor músico
Em “músico menor”, “músico” é substantivo e “menor” é adjetivo, no sentido de músico
inferior, de pouca qualidade.
Em “menor músico”, “menor” é substantivo e “músico” é adjetivo indicativo de uma
profissão, no sentido de uma pessoa “menor de idade” que tem a característica de ser músico,
um menor que é músico, e não um menor que é pedreiro ou pintor, por exemplo.
Nos demais pares, a mudança de ordem não causa qualquer mudança de sentido.
Gabarito letra D.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 36


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

QUESTÕES COMENTADAS - PRONOMES - CEBRASPE


1. (CEBRASPE / MINISTÉRIO DA ECONOMIA / 2020)
Algumas das primeiras incursões pelos mundos paralelos ocorreram na década de 50 do
século passado, graças ao trabalho de pesquisadores interessados em certos aspectos da
mecânica quântica — teoria desenvolvida para explicar os fenômenos que ocorrem no reino
microscópico dos átomos e das partículas subatômicas. A mecânica quântica quebrou o molde
da mecânica clássica, que a antecedeu, ao firmar o conceito de que as previsões científicas são
necessariamente probabilísticas. Podemos prever a probabilidade de alcançar determinado
resultado ou outro, mas em geral não podemos prever qual deles acontecerá. Essa quebra de
rumo com relação a centenas de anos de pensamento científico já é suficientemente chocante,
mas há outro aspecto da teoria quântica que nos confunde ainda mais, embora desperte
menos atenção. Depois de anos de criterioso estudo da mecânica quântica, e depois da
acumulação de uma pletora de dados que confirmam suas previsões probabilísticas, ninguém
até hoje soube explicar por que razão apenas uma das muitas resoluções possíveis de
qualquer situação que se estude torna-se real. Quando fazemos experimentos, quando
examinamos o mundo, todos estamos de acordo com o fato de que deparamos com uma
realidade única e definida. Contudo, mais de um século depois do início da revolução
quântica, não há consenso entre os físicos quanto à razão e à forma de compatibilizar esse fato
básico com a expressão matemática da teoria.
Brian Greene. A realidade oculta: universos paralelos e as leis profundas do cosmo. José Viegas Jr. (Trad.) São
Paulo: Cia das Letras, 2012, p. 15-16 (com adaptações).
Com relação aos aspectos linguísticos do texto CG1A1-I, julgue o item a seguir.
No trecho “por que razão”, no quinto período, o vocábulo “que” poderia ser substituído
por qual, sem prejuízo da correção gramatical do texto.
Comentários:
Vamos analisar o trecho em questão:
"ninguém até hoje soube explicar por que razão apenas uma das muitas resoluções possíveis
de qualquer situação que se estude torna-se real".
O pronome "que", nesse caso, não é relativo, uma vez que não está retomando um termo
anterior. É, na verdade, um pronome interrogativo, já que está introduzindo uma pergunta
indireta (sem ponto de interrogação). Logo, pode ser substituído por "qual" sem prejuízo da
correção gramatical.
Proposta de reescrita: "ninguém até hoje soube explicar por qual razão apenas uma das muitas
resoluções possíveis de qualquer situação que se estude torna-se real". Portanto, questão
correta.

2. (CEBRASPE / MPE-CE/ 2020)

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 37


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

Com relação aos aspectos linguísticos e aos sentidos do texto precedente, julgue o item a
seguir.
As formas pronominais “os quais” (l.9) e “a qual” (l.16) referem-se, respectivamente, a
“portadores físicos” (l.8) e “situação” (l.15).
Comentários:
O pronome relativo "a qual", de fato, refere-se ao termo "situação". No entanto, "os quais"
não se refere a "portadores físicos", mas a "objetos". Questão incorreta.

3. (CEBRASPE / MP-CE / CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR / 2020)


Nas Américas, estima-se que 77 milhões de pessoas sofram um episódio de doenças
transmitidas por alimentos a cada ano — metade delas são crianças com menos de 5 anos de
idade. Os dados disponíveis indicam que as doenças transmitidas por alimentos geram de US$
700 mil a US$ 19 milhões em custos anuais de saúde nos países do Caribe e mais de US$ 77
milhões nos Estados Unidos da América.
A substituição da expressão “metade delas” por cuja metade manteria a correção gramatical e
a coesão do texto.
Comentários:
Por regra, o pronome “cujo” deve vir entre substantivos, ligando possuidor e coisa possuída;
então, não pode ficar “solto” no texto, sem ligar esses dois elementos. Em “cuja metade”, fica
a dúvida: metade do quê? Metade de quem? Então, o pronome não está bem utilizado.
Poderia haver a leitura: metade do ano, metade dos alimentos, metade dos milhões…
Questão incorreta.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 38


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

4. (CEBRASPE / TJ-PA / ANALISTA JUDICIÁRIO / 2020)


Observa-se que a solidez dos lugares ocupados por cada uma das pessoas, nos moldes da
família nuclear, não se adéqua à realidade social do momento, em que as relações são
caracterizadas por sua dinamicidade e pluralidade. De acordo com o médico e psicanalista
Jurandir Freire Costa, “família nem é mais um modo de transmissão do patrimônio material;
nem de perpetuação de nomes de linhagens; nem da tradição moral ou religiosa; tampouco é
a instituição que garante a estabilidade do lugar em que são educadas as crianças”.
Seria mantida a correção gramatical do texto CG1A1-I se o segmento “em que”, nas linhas 2 e
5, fosse substituído, respectivamente, por
A) onde e onde.
B) onde e que.
C) a qual e o qual.
D) no qual e onde.
E) que e no qual.
Comentários:
L.2: Observa-se que a solidez dos lugares ocupados por cada uma das pessoas, nos moldes da
família nuclear, não se adéqua à realidade social do momento, em que/no qual (retoma
“momento”) as relações são caracterizadas por sua dinamicidade e pluralidade.
L.5: … tampouco é a instituição que garante a estabilidade do lugar em que/onde (retoma
lugar físico) são educadas as crianças. Gabarito letra D.

5. (CEBRASPE / TCE-RO / AUDITOR / 2019)


Na Grécia antiga, por exemplo, teria sido impossível pensar em uma distribuição equitativa
dos bens materiais, 22 porque a técnica ainda não permitia superar as formas brutais de
exploração do homem, nem criar abundância para todos. Em nosso tempo, é possível pensar
nisso, mas o fazemos 25 relativamente pouco. Essa insensibilidade nega uma das linhas mais
promissoras da história do homem ocidental, aquela que se nutriu das ideias amadurecidas no
correr 28 dos séculos XVIII e XIX.
No texto CB1A1-I, a forma pronominal presente na contração “nisso” (l.24) refere-se a
A) “uma distribuição equitativa dos bens materiais” (I.21).
B) “superar as formas brutais de exploração do homem” (I. 22 e 23).
C) “criar abundância para todos” (l.23).
D) “Essa insensibilidade” (l.25).
E) “ideias amadurecidas no correr dos séculos XVIII e XIX” (l. 27 e 28).
Comentários:
Retomando o texto, temos que:
… Na Grécia antiga, por exemplo, teria sido impossível pensar em uma distribuição equitativa
dos bens materiais (…) Em nosso tempo, é possível pensar nisso.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 39


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

Note que "nisso" está retomando a ideia de "distribuição equitativa dos bens". Portanto,
Gabarito: Letra A.

6. (CEBRASPE / TJ-AM/ 2019)

Com relação aos aspectos linguísticos e aos sentidos do texto CB3A1-I, julgue o item a seguir.
O vocábulo “que” (l.29) poderia ser substituído por o qual, sem alteração dos sentidos e da
correção gramatical do texto.
Comentários:
Notem que o pronome "que" está retomando dois termos anteriores "Lei da Ação Civil
Pública" e o "Código de Defesa do Consumidor", logo poderia ser substituído por "os quais"
(no plural) e não por "o qual" (no singular). Questão incorreta.

7. (CEBRASPE / PREF. DE SÃO CRISTÓVÃO (SE) / 2019)

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 40


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

Acerca das ideias, dos sentidos e das propriedades linguísticas do texto anterior, julgue o item
a seguir.
A substituição de “a que” (l.5) por onde manteria a correção gramatical e os sentidos originais
do texto.
Comentários:
Vamos analisar o trecho: "...de saber que as palavras a que falta a corporeidade do exemplo
pouco ou nada valem."
Observem que "a que" está retomando o termo "palavras" que não é um lugar físico. Logo, a
substituição por "onde" prejudicaria a correção gramatical do texto. Questão incorreta.

8. (CEBRASPE / IPHAN / CARGOS DE NÍVEL MÉDIO / 2018)


Há de se pensar em sistemas mais ágeis de governança urbana, em que os cidadãos sejam
chamados a participar das decisões para ações de pequena ou grande escala.
Sem prejuízo da correção gramatical do texto, o termo “em que” (ℓ.1) poderia ser substituído
por na qual.
Comentários:
Vejam que a banca apenas se referiu a ‘prejuízo da correção gramatical’, não falou nada sobre
sentido ou coerência do texto. Todos sabem que o CEBRASPE divide muito bem essas duas
análises em seus itens. Então vejam:
Há de se pensar em sistemas mais ágeis de governança urbana, em que os cidadãos sejam
chamados a participar das decisões para ações de pequena ou grande escala.
O antecedente é “sistemas mais ágeis de governança urbana”. Os cidadãos são chamados
nesses sistemas.
Há de se pensar em sistemas mais ágeis de governança urbana, na qual os cidadãos sejam
chamados a participar das decisões para ações de pequena ou grande escala.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 41


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

O antecedente é “governança urbana”. Os cidadãos são chamados nessa governança urbana.


Há algum erro gramatical em alguma das estruturas? Nenhum. Apenas há mudança de
referente e, portanto, de sentido. CONTUDO, a banca apenas se referiu a ‘prejuízo da
correção gramatical’. LOGO, NÃO HÁ PREJUÍZO À CORREÇÃO GRAMATICAL. Em várias
questões o próprio CEBRASPE pede essa mudança de referente na concordância. Aqui, fica o
precedente de que ele queria apenas a análise gramatical. Se você pensasse que o único
referente possível era “sistemas”, só poderia ser “nos quais” mesmo e, por essa ótica, o
gabarito da banca só poderia mesmo ser esse.
Questão correta. Gabarito oficial: Questão incorreta.

9. (CEBRASPE / CGM JOÃO PESSOA / 2018)


Os sentidos originais do texto seriam alterados caso, em “...hierarquias que colocam certas
pessoas (negros, pobres e mulheres) implacavelmente debaixo da lei.”, a palavra “certas”
fosse deslocada para imediatamente após “pessoas”.
Comentários:
Veja a mudança de sentido que ocorreria com a inversão:
Certas pessoas (Certas é pronome indefinido, indicando pessoas indefinidas, algumas pessoas,
quaisquer pessoas).
Pessoas certas (Certas é adjetivo, indicando pessoas específicas, exatas, corretas). Questão
correta.

10. (CEBRASPE / SEFAZ-RS / AUDITOR DO ESTADO / 2018)


Mesmo agora, quando já diviso a brumosa porta da casa dos setenta, um convite à viagem
tem ainda o poder de incendiar-me a fantasia.
Com relação ao trecho “incendiar-me a fantasia”, é correto interpretar a partícula “me” como
o possuidor de “fantasia”.
Comentários:
Aqui, temos exemplo clássico de pronome pessoal com sentido possessivo:
Incendiar-me a fantasia equivale a “incendiar minha fantasia”. Questão correta.

11. (CEBRASPE / STM / ANALISTA JUDICIÁRIO / 2018)


Aqui, neste escritório onde a verdade não pode ser mais do que uma cara sobreposta às
infinitas máscaras variantes, estão os costumados dicionários da língua e vocabulários, os
Morais e Aurélios, os Morenos e Torrinhas, algumas gramáticas, o Manual do Perfeito Revisor,
vademeco de ofício [...].
Na linha 1, o emprego de “neste” decorre da presença do vocábulo “Aqui”, de modo que sua
substituição por nesse resultaria em incorreção gramatical.
Comentários:

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 42


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

O autor fala em primeira pessoa, em referência ao próprio escritório em que está, o escritório
próximo. Então, a forma correta é “neste”. O pronome “nesse” faria referência a um escritório
próximo de quem ouve. Questão correta.

12. (CEBRASPE / TCE-PB / Auditor / 2018)


No trecho “O que faz com que a memória se torne seletiva não é o mundo atual,
informatizado, rápido e denso em informações. Ela o é por definição, já que sua porta de
entrada é um funil poderoso”, o termo “o” — em “Ela o é por definição” — remete ao
elemento
A) “a memória”.
B) “seletiva”.
C) “um funil poderoso”.
D) “O que faz com que a memória se torne seletiva”.
E) “o mundo atual”.
Comentários:
Aqui, temos o “o” como pronome demonstrativo, retomando o adjetivo “seletiva”:
Ela o é por definição => Ela é seletiva por definição. Gabarito letra B.

13. (CEBRASPE / SEDUC-AL / 2018)


No dia seguinte, estando na repartição, recebeu Camilo este bilhete de Vilela: “Vem já, já,
à nossa casa; preciso falar-te sem demora”. Era mais de meio-dia. Camilo saiu logo; na rua,
advertiu que teria sido mais natural chamá-lo ao escritório; por que em casa?(...)
A cartomante foi à cômoda, sobre a qual estava um prato com passas, tirou um cacho
destas, começou a despencá-las e comê-las, mostrando duas fileiras de dentes que
desmentiam as unhas. (...)
Tanto em “recebeu Camilo este bilhete de Vilela” (ℓ. 1) quanto em “tirou um cacho destas”
(ℓ.4), os pronomes demonstrativos foram empregados para retomar termos antecedentes.
Comentários:
O pronome demonstrativo “este” foi usado com valor catafórico, para apontar algo que viria
adiante no texto, tanto que logo em seguida vem o teor do bilhete, entre aspas.
“Destas” possui valor anafórico, pois se refere a “passas”, elemento mencionado antes.
Então, a banca pode cobrar de duas formas. 1) A teoria clássica que prega o uso “anafórico”
para “esse(a)(s)/isso” e catafórico para “este(a)(s)/isso”; 2) ou pode cobrar o uso prático
contextual, em que “este(a)(s)/isso” poderá ser anafórico, bastando que de fato seu referente
seja uma informação anteriormente mencionada. Questão incorreta.

14. (CEBRASPE / SEDF / 2017)


Qualquer língua, escrita ou não, tem uma gramática que é complexa. Do ponto de vista
naturalista, não faz sentido afirmar que há gramáticas melhores e gramáticas piores.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 43


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

A palavra “Qualquer” foi empregada no texto no sentido de toda.


Comentários:
Exato. O pronome indefinido “todo” antes de um substantivo, sem artigo, tem sentido geral,
de “qualquer”.
Se inseríssemos um artigo, teríamos sentido de “completude”, “inteireza”: Toda a língua tem
uma gramática complexa. (a língua inteira, por completo, tem uma gramática complexa).
Questão correta.

15. (CEBRASPE / SEDF / 2017 /Adaptada)


Botelho conhecia as faltas de Estela como as palmas das próprias mãos. O Miranda mesmo,
que o via em conta de amigo fiel, muitas e muitas vezes lhas confiara em ocasiões
desesperadas de desabafo, declarando francamente o quanto no íntimo a desprezava e a
razão por que não a punha na rua aos pontapés. E o Botelho dava-lhe toda a razão: entendia
==119f8d==

também que os sérios interesses comerciais estavam acima de tudo....


A forma pronominal “lhas” (ℓ.2) retoma “faltas” (ℓ.1) e “Botelho” (ℓ.1), de modo que se conclui
do texto que o Miranda havia confiado as faltas de Estela a Botelho.
Comentários:
Retomando o trecho, temos que
Botelho conhecia as faltas de Estela como as palmas da própria mão. O Miranda mesmo, que
o via em conta de amigo fiel, muitas e muitas vezes lhas confiara em ocasiões desesperadas de
desabafo
Note que, de fato, "lhas" é a contração de "lhe" e "as", "lhe" retoma Botelho e "as", faltas.
Portanto, questão correta.

16. (CEBRASPE / TCE-SC / 2016 - Adaptada)

Com relação às estruturas linguísticas do texto, julgue o item a seguir.


As formas pronominais “lo”, em suas duas ocorrências — “aprimorá-lo” e “torná-lo” —, e
“seu” referem-se a “Estado”.
Comentários:
Ao unir o pronome ao verbo, há alterações na grafia:
Quando os verbos são terminados em /r/, /s/, /z/ + o, os, a, as, teremos: lo, los, la, las.
Quando os verbos são terminados em som nasal, como /m/, /ão/, /aos/, /õe/, /ões/ + o, os, a,
as, teremos: no, nos, na, nas.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 44


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

No texto:
Aprimorar o Estado: aprimorá-lo; tornar o Estado: torná-lo. O pronome “seu” é possessivo e
delimita o substantivo “funcionamento”. Quem funciona é o Estado, então este é o referente
do pronome possessivo. Questão correta.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 45


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

QUESTÕES COMENTADAS - ADVÉRBIO - CEBRASPE


1. (CEBRASPE / EMAP / CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR / 2018)
Primeiro fazia uma cara de indecisão, depois um sorriso triste contrabalançado por um olhar
heroicamente exultante, até que esse exame de consciência era cortado pela voz do
interlocutor, que começava a falar chãmente em outras coisas, que, aliás, o Juca não estava
ouvindo...
Caso o advérbio “heroicamente” (L.2) fosse deslocado para logo após “contrabalançado”
(L.1), haveria alteração de sentido do texto, embora fosse preservada sua correção gramatical.
Comentários:
O advérbio é a única classe que modifica um adjetivo. Na redação original, modifica
“exultante”; se for deslocado, passará a modificar “contrabalançado”, o que não causa erro,
mas muda sim o sentido.
Questão correta.

2. (CEBRASPE / FUB / 2018)

Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto antecedente, julgue o item
seguinte.
O emprego do advérbio “precisamente” (ℓ.25) enfatiza o nexo causal entre o avanço da
qualidade da tradução feita por computadores e a percepção de seus desenvolvedores de que
uma língua não é feita apenas de conjuntos de palavras.
Comentários:
Há uma relação de causa e consequência expressa no último parágrafo.
Primeiro temos a consequência

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 46


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

"O espantoso avanço das máquinas sobre o engenho humano nessa área só começou"
e depois a causa
"quando seus desenvolvedores perceberam que a linguagem humana transcende o nível
lexical...".
Observem que o advérbio "precisamente" aparece no texto para enfatizar essa causa: foi
precisamente/exatamente quando seus desenvolvedores perceberam que a linguagem
humana transcende o nível lexical que começou o espantoso avanço das máquinas sobre o
engenho humano nessa área. Questão correta.

3. (CEBRASPE / BNB / 2018)

==119f8d==

Julgue o próximo item, relativos aos sentidos e a aspectos linguísticos do texto 2A1-I.
Na linha 30, a palavra ‘apenas’ foi empregada para dar ênfase ao sentido do verbo ‘detectar’,
mas sua exclusão não alteraria os sentidos originais do período como um todo.
Comentários:
Vamos analisar o trecho em que "apenas" aparece.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 47


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

Texto original: "Se a prepararmos apenas para detectar casos de não fraude, podemos
aumentar os riscos de fraudes que passam".
Observem que, neste contexto, o termo "apenas" foi empregado com sentido de exclusão:
detectar somente casos de não fraudes.
Proposta de reescrita: "Se a prepararmos para detectar casos de não fraude, podemos
aumentar os riscos de fraudes que passam".
Notem que agora perdemos o sentido mais específico trazido pelo "apenas". Podemos
prepará-la para detectar casos de não fraudes, mas os de fraude podem ainda ser detectados.
Logo, a retirada dessa palavra alteraria o sentido original. Questão incorreta.

4. (CEBRASPE / PF / 2018)

Com relação aos sentidos do texto 14A15AAA, julgue o próximo item.


Para conferir um tom menos categórico ao trecho “Teorias científicas jamais serão a verdade
final” (l.9), poderia utilizar-se a expressão em tempo nenhum no lugar de “jamais”.
Comentários:
Tanto o termo "jamais" quanto a expressão "em tempo nenhum" conferem um tom categórico
(indiscutível ou que não admite dúvidas) ao trecho.
Texto original: Teorias científicas jamais serão a verdade final.
Proposta de reescrita: Teorias científicas em tempo nenhum serão a verdade final.
Logo, o item está incorreto. Questão incorreta.

5. (CEBRASPE / MRE / DIPLOMATA / 2018)

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 48


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

A respeito dos aspectos linguísticos do texto IX, julgue (C ou E) o item que se segue.
O advérbio “melhor” (l.19) foi empregado pelo autor para retificar conteúdo já enunciado.
Comentários:
Vamos analisar o trecho em que o termo "melhor" aparece:
"Desde Gandavo e, melhor, desde Pero Vaz de Caminha até, pelo menos, Frei Vicente do
Salvador, é uma curiosidade relativamente temperada...".
Vejam que o termo "melhor" aparece aqui assumindo uma função diferente daquelas já
conhecidas, como a comparativa. Exemplo: Ela cozinha melhor do que eu.
No texto em questão, "melhor" possui a função de reformular ou retificar aquilo que já foi
escrito (Desde Gandavo e, melhor(quer dizer), desde Pero Vaz de Caminha...). Ou seja, não foi
desde Gandavo, mas desde Pero Vaz de Caminha...
Questão correta.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 49


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

QUESTÕES COMENTADAS - PALAVRAS ESPECIAIS - CEBRASPE


1. (CEBRASPE / PGE-PE / CONHECIMENTOS BÁSICOS 1, 2, 3 E 4 / 2019)
Nesse contexto, a Lei Maria da Penha teria o papel de assegurar o reconhecimento das
mulheres em situação de violências (incluída a psicológica) pelo direito; afinal, é constatando
as obrigações que temos diante do direito alheio que chegamos a uma compreensão de cada
um(a) de nós como sujeitos de direitos.
Sem prejuízo da correção gramatical do texto, os vocábulos “é” e “que” poderiam ser
suprimidos, desde que fosse inserida uma vírgula imediatamente após a palavra “alheio”.
Comentários:
Sim. A expressão “é que” é expletiva e pode ser retirada sem qualquer prejuízo. Veja como
não faz falta:
porque é pelo respeito mútuo de suas pretensões legítimas que as pessoas conseguem se
relacionar socialmente.
porque pelo respeito mútuo de suas pretensões legítimas, as pessoas conseguem se relacionar
socialmente.
Foi inserida a vírgula para separar o adjunto. Questão correta.
OBS: Essa é uma questão clássica, caiu igualzinho em uma questão de Diplomata resolvida em
nosso curso. Agora, rigorosamente, para estar certa de fato, deveria haver uma vírgula
também antes de “pelo”, isolando o adjunto, que está intercalado:
Porque, pelo respeito mútuo de suas pretensões legítimas, as pessoas conseguem se
relacionar socialmente.
Não é uma questão perfeita, mas o aluno conseguiria acertar conhecendo a banca. Questão
correta.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 50


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

LISTA DE QUESTÕES - SUBSTANTIVO - CEBRASPE


1. (CEBRASPE / SEDF / 2017)
Eu seria o último dos mortais a duvidar que os bons escritores foram abençoados com uma
dose inata de fluência mais sintaxe e memória para as palavras. Ninguém nasceu com
competência para redigir.
A palavra “último” foi empregada com valor de substantivo.

2. (CEBRASPE / TRT 1ª Região / ANALISTA / 2008)


A flexão de plural da palavra "mão de obra" corresponde a mãos de obras, ou seja, utiliza-se o
mesmo processo de flexão de plural utilizado no substantivo "boias-frias".

GABARITO
1. CORRETA
2. INCORRETA

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 51


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

LISTA DE QUESTÕES - ADJETIVO - CEBRASPE


1. (CEBRASPE / SLU-DF / 2019)
"Logo atrás de mim, uma senhora furiosa levantou-se".
A respeito dos sentidos e dos aspectos linguísticos do texto CB1A1-III, julgue o item
subsecutivo.
O deslocamento do termo “furiosa” (ℓ.8) para imediatamente após a forma verbal
“levantou-se” (ℓ.9) manteria a coerência do texto.

2. (CEBRASPE / SEFAZ-RS / 2019)


"Em um concerto em Paris, Franz Liszt tocou uma peça do (hoje) desconhecido compositor,
==119f8d==

junto com outra, do admirável, maravilhoso e extraordinário Beethoven (os adjetivos aqui
podem ser verdadeiros, mas - como se verá - relativos). A plateia, formada por um público
refinado, culto e um pouco bovino, como são, sempre, os homens em ajuntamentos, esperava
com impaciência".
No segundo parágrafo do texto 1A11-I, o termo “adjetivos” remete às palavras
a) “verdadeiros” e “relativos”.
b) “refinado”, “culto” e “bovino”.
c) “admirável”, “maravilhoso” e “extraordinário”.
d) “desconhecido” e “compositor”.
e) “hoje” e “sempre”.

3. (CEBRASPE / SEDF / 2017)


As duas questões mais profundas sobre a mente são: “O que possibilita a inteligência?” e “O
que possibilita a consciência?”. Com o advento da ciência cognitiva, a inteligência tornou-se
inteligível...
No texto, tanto a palavra “inteligível” quanto a palavra “impenetrável” têm sentido negativo.

4. (CEBRASPE/ CÂMARA DOS DEPUTADOS/ ANALISTA / 2012)


No trecho “monoteísmo judaico-cristão nas ciências”, o adjetivo é grafado na sua forma mais
conhecida, embora também estejam corretas as formas judaicocristão e judaico cristão.

GABARITO
1. CORRETA
2. LETRA C

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 52


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

3. INCORRETA
4. INCORRETA

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 53


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

LISTA DE QUESTÕES - EXPRESSÕES COM SUBSTANTIVO E


ADJETIVO - CEBRASPE

1. (CEBRASPE / SEFAZ-RS / AUDITOR FISCAL / 2019 - Adaptada)


Cada uma das opções a seguir apresenta trecho do texto 1A11-I seguido de uma proposta de
reescrita. Assinale a opção cuja proposta altera os sentidos do texto e suas relações coesivas.
A) “distante ano” (L.1): ano distante
B) “desconhecido compositor” (L.3 e 4): compositor desconhecido
C) “público refinado” (L.6): refinado público
D) “músico menor” (L.11): menor músico
E) “desprezo coletivo” (L.9): coletivo desprezo

GABARITO
1. LETRA D

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 54


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

LISTA DE QUESTÕES - PRONOMES - CEBRASPE


1. (CEBRASPE / MINISTÉRIO DA ECONOMIA / 2020)
Algumas das primeiras incursões pelos mundos paralelos ocorreram na década de 50 do
século passado, graças ao trabalho de pesquisadores interessados em certos aspectos da
mecânica quântica — teoria desenvolvida para explicar os fenômenos que ocorrem no reino
microscópico dos átomos e das partículas subatômicas. A mecânica quântica quebrou o molde
da mecânica clássica, que a antecedeu, ao firmar o conceito de que as previsões científicas são
necessariamente probabilísticas. Podemos prever a probabilidade de alcançar determinado
resultado ou outro, mas em geral não podemos prever qual deles acontecerá. Essa quebra de
rumo com relação a centenas de anos de pensamento científico já é suficientemente chocante,
mas há outro aspecto da teoria quântica que nos confunde ainda mais, embora desperte
menos atenção. Depois de anos de criterioso estudo da mecânica quântica, e depois da
acumulação de uma pletora de dados que confirmam suas previsões probabilísticas, ninguém
até hoje soube explicar por que razão apenas uma das muitas resoluções possíveis de
qualquer situação que se estude torna-se real. Quando fazemos experimentos, quando
examinamos o mundo, todos estamos de acordo com o fato de que deparamos com uma
realidade única e definida. Contudo, mais de um século depois do início da revolução
quântica, não há consenso entre os físicos quanto à razão e à forma de compatibilizar esse fato
básico com a expressão matemática da teoria.
Brian Greene. A realidade oculta: universos paralelos e as leis profundas do cosmo. José Viegas Jr. (Trad.) São
Paulo: Cia das Letras, 2012, p. 15-16 (com adaptações).
Com relação aos aspectos linguísticos do texto CG1A1-I, julgue o item a seguir.
No trecho “por que razão”, no quinto período, o vocábulo “que” poderia ser substituído
por qual, sem prejuízo da correção gramatical do texto.

2. (CEBRASPE / MPE-CE/ 2020)

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 55


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

Com relação aos aspectos linguísticos e aos sentidos do texto precedente, julgue o item a
seguir.
As formas pronominais “os quais” (l.9) e “a qual” (l.16) referem-se, respectivamente, a
“portadores físicos” (l.8) e “situação” (l.15).

3. (CEBRASPE / MP-CE / CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR / 2020)


Nas Américas, estima-se que 77 milhões de pessoas sofram um episódio de doenças
transmitidas por alimentos a cada ano — metade delas são crianças com menos de 5 anos de
idade. Os dados disponíveis indicam que as doenças transmitidas por alimentos geram de US$
700 mil a US$ 19 milhões em custos anuais de saúde nos países do Caribe e mais de US$ 77
milhões nos Estados Unidos da América.
A substituição da expressão “metade delas” por cuja metade manteria a correção gramatical e
a coesão do texto. ==119f8d==

4. (CEBRASPE / TJ-PA / ANALISTA JUDICIÁRIO / 2020)


Observa-se que a solidez dos lugares ocupados por cada uma das pessoas, nos moldes da
família nuclear, não se adéqua à realidade social do momento, em que as relações são
caracterizadas por sua dinamicidade e pluralidade. De acordo com o médico e psicanalista
Jurandir Freire Costa, “família nem é mais um modo de transmissão do patrimônio material;
nem de perpetuação de nomes de linhagens; nem da tradição moral ou religiosa; tampouco é
a instituição que garante a estabilidade do lugar em que são educadas as crianças”.
Seria mantida a correção gramatical do texto CG1A1-I se o segmento “em que”, nas linhas 2 e
5, fosse substituído, respectivamente, por
A) onde e onde.
B) onde e que.
C) a qual e o qual.
D) no qual e onde.
E) que e no qual.

5. (CEBRASPE / TCE-RO / AUDITOR / 2019)


Na Grécia antiga, por exemplo, teria sido impossível pensar em uma distribuição equitativa
dos bens materiais, 22 porque a técnica ainda não permitia superar as formas brutais de
exploração do homem, nem criar abundância para todos. Em nosso tempo, é possível pensar
nisso, mas o fazemos 25 relativamente pouco. Essa insensibilidade nega uma das linhas mais
promissoras da história do homem ocidental, aquela que se nutriu das ideias amadurecidas no
correr 28 dos séculos XVIII e XIX.
No texto CB1A1-I, a forma pronominal presente na contração “nisso” (l.24) refere-se a
A) “uma distribuição equitativa dos bens materiais” (I.21).
B) “superar as formas brutais de exploração do homem” (I. 22 e 23).

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 56


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

C) “criar abundância para todos” (l.23).


D) “Essa insensibilidade” (l.25).
E) “ideias amadurecidas no correr dos séculos XVIII e XIX” (l. 27 e 28).

6. (CEBRASPE / TJ-AM/ 2019)

Com relação aos aspectos linguísticos e aos sentidos do texto CB3A1-I, julgue o item a seguir.
O vocábulo “que” (l.29) poderia ser substituído por o qual, sem alteração dos sentidos e da
correção gramatical do texto.

7. (CEBRASPE / PREF. DE SÃO CRISTÓVÃO (SE) / 2019)

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 57


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

Acerca das ideias, dos sentidos e das propriedades linguísticas do texto anterior, julgue o item
a seguir.
A substituição de “a que” (l.5) por onde manteria a correção gramatical e os sentidos originais
do texto.

8. (CEBRASPE / IPHAN / CARGOS DE NÍVEL MÉDIO / 2018)


Há de se pensar em sistemas mais ágeis de governança urbana, em que os cidadãos sejam
chamados a participar das decisões para ações de pequena ou grande escala.
Sem prejuízo da correção gramatical do texto, o termo “em que” (ℓ.1) poderia ser substituído
por na qual.

9. (CEBRASPE / CGM JOÃO PESSOA / 2018)


Os sentidos originais do texto seriam alterados caso, em “...hierarquias que colocam certas
pessoas (negros, pobres e mulheres) implacavelmente debaixo da lei.”, a palavra “certas”
fosse deslocada para imediatamente após “pessoas”.

10. (CEBRASPE / SEFAZ-RS / AUDITOR DO ESTADO / 2018)


Mesmo agora, quando já diviso a brumosa porta da casa dos setenta, um convite à viagem
tem ainda o poder de incendiar-me a fantasia.
Com relação ao trecho “incendiar-me a fantasia”, é correto interpretar a partícula “me” como
o possuidor de “fantasia”.

11. (CEBRASPE / STM / ANALISTA JUDICIÁRIO / 2018)

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 58


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

Aqui, neste escritório onde a verdade não pode ser mais do que uma cara sobreposta às
infinitas máscaras variantes, estão os costumados dicionários da língua e vocabulários, os
Morais e Aurélios, os Morenos e Torrinhas, algumas gramáticas, o Manual do Perfeito Revisor,
vademeco de ofício [...].
Na linha 1, o emprego de “neste” decorre da presença do vocábulo “Aqui”, de modo que sua
substituição por nesse resultaria em incorreção gramatical.

12. (CEBRASPE / TCE-PB / Auditor / 2018)


No trecho “O que faz com que a memória se torne seletiva não é o mundo atual,
informatizado, rápido e denso em informações. Ela o é por definição, já que sua porta de
entrada é um funil poderoso”, o termo “o” — em “Ela o é por definição” — remete ao
elemento
A) “a memória”.
B) “seletiva”.
C) “um funil poderoso”.
D) “O que faz com que a memória se torne seletiva”.
E) “o mundo atual”.

13. (CEBRASPE / SEDUC-AL / 2018)


No dia seguinte, estando na repartição, recebeu Camilo este bilhete de Vilela: “Vem já, já,
à nossa casa; preciso falar-te sem demora”. Era mais de meio-dia. Camilo saiu logo; na rua,
advertiu que teria sido mais natural chamá-lo ao escritório; por que em casa?(...)
A cartomante foi à cômoda, sobre a qual estava um prato com passas, tirou um cacho
destas, começou a despencá-las e comê-las, mostrando duas fileiras de dentes que
desmentiam as unhas. (...)
Tanto em “recebeu Camilo este bilhete de Vilela” (ℓ. 1) quanto em “tirou um cacho destas”
(ℓ.4), os pronomes demonstrativos foram empregados para retomar termos antecedentes.

14. (CEBRASPE / SEDF / 2017)


Qualquer língua, escrita ou não, tem uma gramática que é complexa. Do ponto de vista
naturalista, não faz sentido afirmar que há gramáticas melhores e gramáticas piores.
A palavra “Qualquer” foi empregada no texto no sentido de toda.

15. (CEBRASPE / SEDF / 2017 /Adaptada)


Botelho conhecia as faltas de Estela como as palmas das próprias mãos. O Miranda mesmo,
que o via em conta de amigo fiel, muitas e muitas vezes lhas confiara em ocasiões
desesperadas de desabafo, declarando francamente o quanto no íntimo a desprezava e a
razão por que não a punha na rua aos pontapés. E o Botelho dava-lhe toda a razão: entendia
também que os sérios interesses comerciais estavam acima de tudo....

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 59


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

A forma pronominal “lhas” (ℓ.2) retoma “faltas” (ℓ.1) e “Botelho” (ℓ.1), de modo que se conclui
do texto que o Miranda havia confiado as faltas de Estela a Botelho.

16. (CEBRASPE / TCE-SC / 2016 - Adaptada)

Com relação às estruturas linguísticas do texto, julgue o item a seguir.


As formas pronominais “lo”, em suas duas ocorrências — “aprimorá-lo” e “torná-lo” —, e
“seu” referem-se a “Estado”.

GABARITO
4. LETRA D 9. CORRETA 14. CORRETA
5. LETRA A 10. CORRETA 15. CORRETA
1. CORRETA 6. INCORRETA 11. CORRETA 16. CORRETA
2. INCORRETA 7. INCORRETA 12. LETRA B
3. INCORRETA 8. INCORRETA 13. INCORRETA

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 60


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

LISTA DE QUESTÕES - ADVÉRBIO - CEBRASPE


1. (CEBRASPE / EMAP / CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR / 2018)
Primeiro fazia uma cara de indecisão, depois um sorriso triste contrabalançado por um olhar
heroicamente exultante, até que esse exame de consciência era cortado pela voz do
interlocutor, que começava a falar chãmente em outras coisas, que, aliás, o Juca não estava
ouvindo...
Caso o advérbio “heroicamente” (L.2) fosse deslocado para logo após “contrabalançado”
(L.1), haveria alteração de sentido do texto, embora fosse preservada sua correção gramatical.

2. (CEBRASPE / FUB / 2018)

Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto antecedente, julgue o item
seguinte.
O emprego do advérbio “precisamente” (ℓ.25) enfatiza o nexo causal entre o avanço da
qualidade da tradução feita por computadores e a percepção de seus desenvolvedores de que
uma língua não é feita apenas de conjuntos de palavras.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 61


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

3. (CEBRASPE / BNB / 2018)

Julgue o próximo item, relativos aos sentidos e a aspectos linguísticos do texto 2A1-I.
Na linha 30, a palavra ‘apenas’ foi empregada para dar ênfase ao sentido do verbo ‘detectar’,
mas sua exclusão não alteraria os sentidos originais do período como um todo.

4. (CEBRASPE / PF / 2018)

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 62


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

Com relação aos sentidos do texto 14A15AAA, julgue o próximo item.


==119f8d==

Para conferir um tom menos categórico ao trecho “Teorias científicas jamais serão a verdade
final” (l.9), poderia utilizar-se a expressão em tempo nenhum no lugar de “jamais”.

5. (CEBRASPE / MRE / DIPLOMATA / 2018)

A respeito dos aspectos linguísticos do texto IX, julgue (C ou E) o item que se segue.
O advérbio “melhor” (l.19) foi empregado pelo autor para retificar conteúdo já enunciado.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 63


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

GABARITO
1. CORRETA
2. CORRETA
3. INCORRETA
4. INCORRETA
5. CORRETA

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 64


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

LISTA DE QUESTÕES - PALAVRAS ESPECIAIS - CEBRASPE


1. (CEBRASPE / PGE-PE / CONHECIMENTOS BÁSICOS 1, 2, 3 E 4 / 2019)
Nesse contexto, a Lei Maria da Penha teria o papel de assegurar o reconhecimento das
mulheres em situação de violências (incluída a psicológica) pelo direito; afinal, é constatando
as obrigações que temos diante do direito alheio que chegamos a uma compreensão de cada
um(a) de nós como sujeitos de direitos.
Sem prejuízo da correção gramatical do texto, os vocábulos “é” e “que” poderiam ser
suprimidos, desde que fosse inserida uma vírgula imediatamente após a palavra “alheio”.

GABARITO
1. CORRETA

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 65


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

QUESTÕES COMENTADAS – EMPREGO DAS CLASSES DE


PALAVRAS I - CEBRASPE
1. (CEBRASPE / MINISTÉRIO DA ECONOMIA / 2020)
Ele entrou tarde no restaurante. Poderia ter uns sessenta anos, era alto, corpulento, de cabelos brancos,
sobrancelhas espessas e mãos potentes. Num dedo o anel de sua força. Sentou-se amplo e sólido.
Perdi-o de vista e enquanto comia observei de novo a mulher magra de chapéu. Ela ria com a boca cheia
e rebrilhava os olhos escuros.
No momento em que eu levava o garfo à boca, olhei-o. Ei-lo de olhos fechados mastigando pão com vigor
e mecanismo, os dois punhos cerrados sobre a mesa. Continuei comendo e olhando. O garçom dispunha
os pratos sobre a toalha. Mas o velho mantinha os olhos fechados. A um gesto mais vivo do criado ele os
abriu com tal brusquidão que este mesmo movimento se comunicou às grandes mãos e um garfo caiu. O
garçom sussurrou palavras amáveis abaixando-se para apanhá-lo; ele não respondia. Porque agora
desperto, virava subitamente a carne de um lado e de outro, examinava-a com veemência, a ponta da
língua aparecendo — apalpava o bife com as costas do garfo, quase o cheirava, mexendo a boca de
antemão. E começava a cortá-lo com um movimento inútil de vigor de todo o corpo. Olhei para o meu
prato. Quando fitei-o de novo, ele estava em plena glória do jantar, mastigando de boca aberta, passando
a língua pelos dentes, com o olhar fixo na luz do teto.
Clarice Lispector. O jantar. In: Laços de família: contos. Rio de Janeiro: Rocco, 1998 (com adaptações).

Julgue o item que se segue, relativos às ideias e aos aspectos linguísticos do texto precedente.
No oitavo período do terceiro parágrafo do texto, a forma pronominal “lo”, em “cortá-lo”, refere-se ao
vocábulo “bife”, no período anterior.
Comentários:
Vamos analisar o trecho em questão "apalpava o bife com as costas do garfo, quase o cheirava, mexendo
a boca de antemão. E começava a cortá-lo com um movimento inútil de vigor de todo o corpo".
É importante lembrar que os pronomes "o, a, os, as" substituem objeto direto. Cortar o quê? O bife!
Ao unir o pronome ao verbo, há alterações na grafia:
Quando os verbos são terminados em R, S, Z + o, os, a, as, teremos: lo, los, la, las. Questão correta!
2. (CEBRASPE / MINISTÉRIO DA ECONOMIA / 2020)
Algumas das primeiras incursões pelos mundos paralelos ocorreram na década de 50 do século
passado, graças ao trabalho de pesquisadores interessados em certos aspectos da mecânica quântica —
teoria desenvolvida para explicar os fenômenos que ocorrem no reino microscópico dos átomos e das
partículas subatômicas. A mecânica quântica quebrou o molde da mecânica clássica, que a antecedeu, ao
firmar o conceito de que as previsões científicas são necessariamente probabilísticas. Podemos prever a
probabilidade de alcançar determinado resultado ou outro, mas em geral não podemos prever qual deles
acontecerá. Essa quebra de rumo com relação a centenas de anos de pensamento científico já é
suficientemente chocante, mas há outro aspecto da teoria quântica que nos confunde ainda mais, embora
desperte menos atenção. Depois de anos de criterioso estudo da mecânica quântica, e depois da
acumulação de uma pletora de dados que confirmam suas previsões probabilísticas, ninguém até hoje
soube explicar por que razão apenas uma das muitas resoluções possíveis de qualquer situação que se

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 66


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

estude torna-se real. Quando fazemos experimentos, quando examinamos o mundo, todos estamos de
acordo com o fato de que deparamos com uma realidade única e definida. Contudo, mais de um século
depois do início da revolução quântica, não há consenso entre os físicos quanto à razão e à forma de
compatibilizar esse fato básico com a expressão matemática da teoria.
Brian Greene. A realidade oculta: universos paralelos e as leis profundas do cosmo. José Viegas Jr. (Trad.) São Paulo: Cia das
Letras, 2012, p. 15-16 (com adaptações).

Com relação aos aspectos linguísticos do texto CG1A1-I, julgue o item a seguir.
No trecho “por que razão”, no quinto período, o vocábulo “que” poderia ser substituído por qual, sem
prejuízo da correção gramatical do texto.
Comentários:
Vamos analisar o trecho em questão:
"ninguém até hoje soube explicar por que razão apenas uma das muitas resoluções possíveis de qualquer
situação que se estude torna-se real".
O pronome "que", nesse caso, não é relativo, uma vez que não está retomando um termo anterior. É, na
verdade, um pronome interrogativo, já que está introduzindo uma pergunta indireta (sem ponto de
interrogação). Logo, pode ser substituído por "qual" sem prejuízo da correção gramatical.
Proposta de reescrita: "ninguém até hoje soube explicar por qual razão apenas uma das muitas resoluções
possíveis de qualquer situação que se estude torna-se real". Portanto, questão correta.
3. (CEBRASPE / MPE-CE/ 2020)

Com relação aos aspectos linguísticos e aos sentidos do texto precedente, julgue o item a seguir.
As formas pronominais “os quais” (l.9) e “a qual” (l.16) referem-se, respectivamente, a “portadores
físicos” (l.8) e “situação” (l.15).
Comentários:

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 67


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

O pronome relativo "a qual", de fato, refere-se ao termo "situação". No entanto, "os quais" não se refere
a "portadores físicos", mas a "objetos". Questão incorreta.
4. (CEBRASPE / MPE-CE/ 2020)

Acerca das ideias, dos sentidos e dos aspectos linguísticos do texto precedente, julgue o item seguinte.
A expressão “suas relações” (l.22) refere-se às relações da “democracia ateniense” (l.21).
Comentários:
Trata-se de uma questão que exige conhecimento a respeito de termos anafóricos (como é o caso dos
pronomes possessivos) e interpretação textual.
A função dos termos anafóricos é retomar uma palavra ou expressão que já apareceu no texto (termos
ANafóricos retomam termos ANteriores) e são muito importantes para garantir a coesão (encadeamento
lógico das ideias) e evitar a repetição excessiva das palavras.
Vamos analisar o texto:
“Desde os alvores da democracia ateniense, são sobejamente conhecidas as suas relações com a
argumentação e com a retórica”.
Observem que o pronome possessivo anafórico “suas” acompanha o nome “relações”, mas, ao mesmo
tempo, retoma um termo que já apareceu e é exatamente essa a cobrança do enunciado.
Agora que já sabemos o que é um termo anafórico e que o pronome “suas” está se referindo a um termo
antecedente, vamos partir para a interpretação de texto. Notem que o texto menciona que desde os
alvores (amanhecer/ início) da democracia ateniense são sobejamente (muito/ de forma excessiva)
conhecidas as relações com a argumentação e a retórica, ou seja, a argumentação e a retórica se
relacionam com a ideia de democracia, no caso, a democracia ateniense. Questão correta!
5. (CEBRASPE / TJ-PA/ 2020)

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 68


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

No terceiro parágrafo do texto CG1A1-I, a forma pronominal “o”, em “o lançam” (l. 29), faz referência a
A) “esforço” (l.25).
B) “homem” (l.26)
C) “outro” (l.27).
D) “espaço” (l.28).
E) “interior” (l. 28).
Comentários:
Vamos analisar o trecho em questão:

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 69


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

"Se não é fácil definir a família, é legítimo o esforço de tentar decifrar quem é o homem pós-moderno e
quais as necessidades emergentes que o impulsionam ao encontro com o outro, seja no espaço social, seja
no interior da família, produzindo significados e razões que o lançam na busca de realização”.

Observem que é o homem que está na busca de realização. Logo, o pronome "o" está retomando
"homem". Gabarito letra B.
6. (CEBRASPE / SEFAZ-DF/ 2020)
Considerando os aspectos linguísticos do texto CG1A1-I, julgue o item a seguir.
No trecho “os investidores reconhecem cada vez mais o impacto, para a sociedade, das empresas nas
quais investem” (l. 35 a 37), a substituição de “nas quais” por aonde prejudicaria a correção gramatical
do texto.
Comentários:
O pronome relativo "aonde" só deve ser utilizado quando o verbo indicar ideia de movimento e exigir a
preposição "a".
Exemplo: Aonde você vai? (Vejam que o verbo "ir" indica movimento e também exige a preposição "a" -
ir a algum lugar).
Este não é o caso do verbo "investir". Logo, a substituição de “nas quais” por aonde prejudicaria a
correção gramatical do texto. Questão correta!
7. (CEBRASPE / MP-CE / CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR / 2020)
Nas Américas, estima-se que 77 milhões de pessoas sofram um episódio de doenças transmitidas por
alimentos a cada ano — metade delas são crianças com menos de 5 anos de idade. Os dados disponíveis
indicam que as doenças transmitidas por alimentos geram de US$ 700 mil a US$ 19 milhões em custos
anuais de saúde nos países do Caribe e mais de US$ 77 milhões nos Estados Unidos da América.
A substituição da expressão “metade delas” por cuja metade manteria a correção gramatical e a coesão
do texto.
Comentários:
Por regra, o pronome “cujo” deve vir entre substantivos, ligando possuidor e coisa possuída; então, não
pode ficar “solto” no texto, sem ligar esses dois elementos. Em “cuja metade”, fica a dúvida: metade do
quê? Metade de quem? Então, o pronome não está bem utilizado. Poderia haver a leitura: metade do
ano, metade dos alimentos, metade dos milhões...Questão incorreta.
8. (CEBRASPE / SEFAZ-AL / AUDITOR FISCAL / 2020)
Tem meia dúzia de atendentes, conheço dois ou três pelo nome, e o dono do lugar é sempre simpático
comigo. Sabe que gosto do seu negócio, que, se me mudasse de novo para lá, seria seu freguês. Mas
também sei que me vê como um tipo que há vinte anos vive na capital, que a essa altura é mais
metropolitano que interiorano, um cara talvez meio esquisito, ou apenas ridículo, que se interessa por
coisas de que não precisa, coisas das quais não entende.
A substituição da expressão “das quais” (3º parágrafo) por que preservaria tanto o sentido quanto a
correção gramatical do período.
Comentário:
A correção seria mantida, pois “das quais” é contração de preposição “de” + “as quais”.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 70


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

Entender das coisas => as coisas das quais entende…


Na reescritura, a preposição é suprimida e o pronome “as quais” é substituído por “que”:
Entender as coisas => as coisas que entende
Até aqui, tudo bem.
Contudo, ocorre uma sutil mudança de sentido:
entender de alguma coisa = dominar um conhecimento, ser um especialista, conhecer sobre aquilo.
entender alguma coisa = saber o que algo é, ser capaz de compreender o que é alguma coisa.
Questão incorreta.
9. (CEBRASPE / TJ-PA / ANALISTA JUDICIÁRIO / 2020)
Observa-se que a solidez dos lugares ocupados por cada uma das pessoas, nos moldes da família nuclear,
não se adéqua à realidade social do momento, em que as relações são caracterizadas por sua
==119f8d==

dinamicidade e pluralidade. De acordo com o médico e psicanalista Jurandir Freire Costa, “família nem é
mais um modo de transmissão do patrimônio material; nem de perpetuação de nomes de linhagens; nem
da tradição moral ou religiosa; tampouco é a instituição que garante a estabilidade do lugar em que são
educadas as crianças”.
Seria mantida a correção gramatical do texto CG1A1-I se o segmento “em que”, nas linhas 2 e 5, fosse
substituído, respectivamente, por
A) onde e onde.
B) onde e que.
C) a qual e o qual.
D) no qual e onde.
E) que e no qual.
Comentários:
L.2: Observa-se que a solidez dos lugares ocupados por cada uma das pessoas, nos moldes da família
nuclear, não se adéqua à realidade social do momento, em que/no qual (retoma “momento”) as relações
são caracterizadas por sua dinamicidade e pluralidade.
L.5: … tampouco e a instituição que garante a estabilidade do lugar em que/onde (retoma lugar físico)
são educadas as crianças. Gabarito letra D.
10. (CEBRASPE / MP-CE / ANALISTA / 2020)
A liberdade de expressão — entendida em sentido amplo, em que se incluem a palavra escrita, as peças
teatrais, os filmes, os 7 vídeos, as fotografias, os cartuns, as pinturas, entre outros — é um direito
consagrado no artigo 19.º da Declaração Universal dos Direitos do Homem, de 1948.
Sem prejuízo para a correção gramatical e para os sentidos originais do texto, o trecho “em que se incluem
a palavra escrita, as peças teatrais, os filmes, os vídeos, as fotografias, os cartuns, as pinturas, entre
outros” (l. 5 a 7) poderia ser reescrito da seguinte forma: onde se incluem a palavra escrita, as peças
teatrais, os filmes, os vídeos, as fotografias, os cartuns, as pinturas e entre outros.
Comentários:
Note que "em que" retoma “liberdade de expressão”.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 71


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

A substituição por "onde" só seria possível se "em que" retomasse um lugar físico, o que não acontece no
texto. Portanto, questão incorreta.
11. (CEBRASPE / TCE-RO / AUDITOR / 2019)
Na Grécia antiga, por exemplo, teria sido impossível pensar em uma distribuição equitativa dos bens
materiais, 22 porque a técnica ainda não permitia superar as formas brutais de exploração do homem,
nem criar abundância para todos. Em nosso tempo, é possível pensar nisso, mas o fazemos 25
relativamente pouco. Essa insensibilidade nega uma das linhas mais promissoras da história do homem
ocidental, aquela que se nutriu das ideias amadurecidas no correr 28 dos séculos XVIII e XIX.
No texto CB1A1-I, a forma pronominal presente na contração “nisso” (l.24) refere-se a
A) “uma distribuição equitativa dos bens materiais” (I.21).
B) “superar as formas brutais de exploração do homem” (I. 22 e 23).
C) “criar abundância para todos” (l.23).
D) “Essa insensibilidade” (l.25).
E) “ideias amadurecidas no correr dos séculos XVIII e XIX” (l. 27 e 28).
Comentários:
Retomando o texto, temos que:
… Na Grécia antiga, por exemplo, teria sido impossível pensar em uma distribuição equitativa dos bens
materiais (…) Em nosso tempo, é possível pensar nisso.
Note que "nisso" está retomando a ideia de "distribuição equitativa dos bens". Portanto, Gabarito: Letra
A.
12. (CEBRASPE / TJ-PR / TÉCNICO / 2019)
Aos sete anos de idade, imaginei que iria presenciar a morte do mundo, ou antes, que morreria com ele.
Um cometa mal-humorado visitava o espaço.
Sem prejuízo à correção gramatical e aos sentidos do texto 1A1-II,o vocábulo “antes” (ℓ.23) poderia ser
substituído por
A) primeiramente.
B) melhor.
C) pelo contrário.
D) outrora.
E) até.
Comentários:
Note que "ou antes" tem o sentido de retificação no texto. Portanto, a melhor alternativa que mantém
esse sentido é a Letra B, "ou melhor". Portanto, Gabarito: Letra B.
13. (CEBRASPE / MPC-PA / NÍVEL SUPERIOR / 2019 - Adaptada)
Julgue a proposta de reescrita para o seguinte trecho do texto CG1A1-I: “Ela, agora, reúne todos os setores
da economia que utilizam recursos biológicos.”: Agora ela reúne todos os setores da economia que
utilizam recursos biológicos.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 72


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

Comentários:
O adjunto adverbial "agora" foi deslocado para o início da frase, mantendo-se o sentido do original.
Lembre-se de que o deslocamento de "agora" não exige o uso de vírgulas, por ser um advérbio de
extensão curta (1 palavra). Questão correta.
14. (CEBRASPE / CGE-CE / CONHECIMENTOS BÁSICOS / 2019)
Julgue a proposta de reescrita para o trecho “Ainda hoje, em muitos rincões do nosso país, são
encontrados administradores públicos cujas ações em muito se assemelham às de Nabucodonosor, rei do
império babilônico”.
Muitos rincões do nosso país, ainda hoje, têm administradores públicos cujas as ações muito assemelham-
se as ações do imperador babilônico Nabucodonosor.
Comentários:
…cujas as ações… (não há artigo após cujas).
"Muito" é advérbio, portanto atrai o pronome átono (muito se assemelham).
Faltou acento indicativo de crase em "às ações". Questão incorreta.
15. (CEBRASPE / PGE-PE / CONHECIMENTOS BÁSICOS 1, 2, 3 e 4 / 2019)
A sociedade requer das organizações uma nova configuração da atividade econômica, pautada na
ética e na responsabilidade para com a sociedade e o meio ambiente, a fim de minimizar problemas sociais
como concentração de renda, precarização das relações de trabalho e falta de direitos básicos como
educação, saúde e moradia, agravados, entre outros motivos, por propostas que concebem um Estado
que seja parco em prestações sociais e no qual a própria sociedade se responsabilize pelos riscos de sua
existência, só recorrendo ao Poder Público subsidiariamente, na impossibilidade de autossatisfação de
suas necessidades.
A substituição de “no qual” por aonde prejudicaria a correção gramatical do texto.
Comentários:
Apenas usamos “aonde” se houver algum verbo que peça preposição “a”, normalmente verbos de
movimento como ir, chegar, comparecer... Não é o caso aqui, até porque “Estado” não é um lugar físico.
um Estado que seja parco em prestações sociais e no qual (no Estado) a própria sociedade se
responsabilize pelos riscos de sua existência. Questão correta.
16. (CEBRASPE / TJ-AM/ 2019)

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 73


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

Com relação aos aspectos linguísticos e aos sentidos do texto CB3A1-I, julgue o item a seguir.
O vocábulo “que” (l.29) poderia ser substituído por o qual, sem alteração dos sentidos e da correção
gramatical do texto.
Comentários:
Notem que o pronome "que" está retomando dois termos anteriores "Lei da Ação Civil Pública" e o
"Código de Defesa do Consumidor", logo poderia ser substituído por "os quais" (no plural) e não por "o
qual" (no singular). Questão incorreta.
17. (CEBRASPE / PREF. DE CAMPO GRANDE - MS / 2019)
A respeito das ideias e dos aspectos linguísticos do texto precedente, julgue o item que se segue.
Seria incorreto o emprego da forma quotidianamente em lugar de “cotidianamente” (l.4), pois aquela
forma foi abolida do vocabulário oficial da língua portuguesa.
Comentários:

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 74


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

Tanto "quotidianamente" quanto "cotidianamente" existem na língua portuguesa. Ambas as formas estão
corretas. Questão incorreta.
18. (CEBRASPE / SLU-DF / 2019)
"Logo atrás de mim, uma senhora furiosa levantou-se".
A respeito dos sentidos e dos aspectos linguísticos do texto CB1A1-III, julgue o item subsecutivo.
O deslocamento do termo “furiosa” (ℓ.8) para imediatamente após a forma verbal “levantou-se” (ℓ.9)
manteria a coerência do texto.
Comentários:
Primeiramente, é preciso entender o que significa manter a coerência do texto. Dizemos que um texto é
coerente quando suas palavras, frases e parágrafos estão articulados de forma lógica e que faça sentido
para o leitor.
A partir disso, vamos trocar a posição do termo “furiosa” e analisar se o texto continua coerente:
Trecho original: “Logo atrás de mim, uma senhora furiosa levantou-se”.
Proposta de reescrita: “Logo atrás de mim, uma senhora levantou-se furiosa”.
Observem que essa alteração não torna o texto incoerente, haja vista que “Logo atrás de mim, uma
senhora levantou-se furiosa” continua apresentando uma articulação lógica entre as ideias. Por essa
razão, o item está correto. Questão correta.
19. (CEBRASPE / PRF / 2019)
"Com uma combinação incomum de nome e sobrenome, difícil seria encontrar um homônimo. Mas eis que
um surgiu, quando ele nadava pelos vinte anos".
No que concerne ao texto precedente, julgue o próximo item.
O vocábulo “um” (ℓ.14) refere-se a um indivíduo cujo nome é idêntico ao do autor do texto.
Comentários:
No texto em questão, o vocábulo "um" retoma o termo "homônimo" cujo significado é "aquele que tem
o mesmo nome". Logo, o item está correto. Questão correta.
20. (CEBRASPE / SEFAZ-RS / 2019)
"Em um concerto em Paris, Franz Liszt tocou uma peça do (hoje) desconhecido compositor, junto com
outra, do admirável, maravilhoso e extraordinário Beethoven (os adjetivos aqui podem ser verdadeiros,
mas - como se verá - relativos). A plateia, formada por um público refinado, culto e um pouco bovino,
como são, sempre, os homens em ajuntamentos, esperava com impaciência".
No segundo parágrafo do texto 1A11-I, o termo “adjetivos” remete às palavras
a) “verdadeiros” e “relativos”.
b) “refinado”, “culto” e “bovino”.
c) “admirável”, “maravilhoso” e “extraordinário”.
d) “desconhecido” e “compositor”.
e) “hoje” e “sempre”.
Comentários:

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 75


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

As palavras “admirável”, “maravilhoso” e “extraordinário” antecedem o termo "adjetivos" e são


retomadas por este que as resume, evitando repetições desnecessárias. Gabarito letra C.
21. (CEBRASPE / PGE-PE / CONHECIMENTOS BÁSICOS 1, 2, 3 E 4 / 2019)
Nesse contexto, a Lei Maria da Penha teria o papel de assegurar o reconhecimento das mulheres em
situação de violências (incluída a psicológica) pelo direito; afinal, é constatando as obrigações que temos
diante do direito alheio que chegamos a uma compreensão de cada um(a) de nós como sujeitos de direitos.
Sem prejuízo da correção gramatical do texto, os vocábulos “é” e “que” poderiam ser suprimidos, desde
que fosse inserida uma vírgula imediatamente após a palavra “alheio”.
Comentários:
Sim. A expressão “é que” é expletiva e pode ser retirada sem qualquer prejuízo. Veja como não faz falta:
porque é pelo respeito mútuo de suas pretensões legítimas que as pessoas conseguem se relacionar
socialmente.
porque pelo respeito mútuo de suas pretensões legítimas, as pessoas conseguem se relacionar
socialmente.
Foi inserida a vírgula para separar o adjunto. Questão correta.
OBS: Essa é uma questão clássica, caiu igualzinho em uma questão de Diplomata resolvida em nosso curso.
Agora, rigorosamente, para estar certa de fato, deveria haver uma vírgula também antes de “pelo”,
isolando o adjunto, que está intercalado:
Porque, pelo respeito mútuo de suas pretensões legítimas, as pessoas conseguem se relacionar
socialmente.
Não é uma questão perfeita, mas o aluno conseguiria acertar conhecendo a banca. Questão correta.
22. (CEBRASPE / PREF. DE SÃO CRISTÓVÃO (SE) / 2019)

Acerca das ideias, dos sentidos e das propriedades linguísticas do texto anterior, julgue o item a seguir.
A substituição de “a que” (l.5) por onde manteria a correção gramatical e os sentidos originais do texto.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 76


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

Comentários:
Vamos analisar o trecho: "...de saber que as palavras a que falta a corporeidade do exemplo pouco ou
nada valem."
Observem que "a que" está retomando o termo "palavras" que não é um lugar físico. Logo, a substituição
por "onde" prejudicaria a correção gramatical do texto. Questão incorreta.
23. (CEBRASPE / SEFAZ-RS / AUDITOR FISCAL / 2019 - Adaptada)
Cada uma das opções a seguir apresenta trecho do texto 1A11-I seguido de uma proposta de reescrita.
Assinale a opção cuja proposta altera os sentidos do texto e suas relações coesivas.
A) “distante ano” (L.1): ano distante
B) “desconhecido compositor” (L.3 e 4): compositor desconhecido
C) “público refinado” (L.6): refinado público
D) “músico menor” (L.11): menor músico
E) “desprezo coletivo” (L.9): coletivo desprezo
Comentários:
Exceto na D, todos os pares preservam o sentido. A mudança de sentido está em:
músico menor x menor músico
Em “músico menor”, “músico” é substantivo e “menor” é adjetivo, no sentido de músico inferior, de pouca
qualidade.
Em “menor músico”, “menor” é substantivo e “músico” é adjetivo indicativo de uma profissão, no sentido
de uma pessoa “menor de idade” que tem a característica de ser músico, um menor que é músico, e não
um menor que é pedreiro ou pintor, por exemplo.
Nos demais pares, a mudança de ordem não causa qualquer mudança de sentido.
Gabarito letra D.
24. (CEBRASPE / EMAP / CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR / 2018)
Primeiro fazia uma cara de indecisão, depois um sorriso triste contrabalançado por um olhar heroicamente
exultante, até que esse exame de consciência era cortado pela voz do interlocutor, que começava a falar
chãmente em outras coisas, que, aliás, o Juca não estava ouvindo...
Caso o advérbio “heroicamente” (L.2) fosse deslocado para logo após “contrabalançado” (L.1), haveria
alteração de sentido do texto, embora fosse preservada sua correção gramatical.
Comentários:
O advérbio é a única classe que modifica um adjetivo. Na redação original, modifica “exultante”; se for
deslocado, passará a modificar “contrabalançado”, o que não causa erro, mas muda sim o sentido.
Questão correta.
25. (CEBRASPE / EMAP / CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR / 2018)
Estavam-lhe ministrando a extrema-unção. E, quando o sacerdote lhe fez a tremenda pergunta,
chamando-o pelo nome: “Juca, queres arrepender-te dos teus pecados?”, vi que, na sua face devastada
pela erosão da morte, a Dúvida começava a redesenhar, reanimando-a, aqueles seus trejeitos e caretas,

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 77


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

numa espécie de ridícula ressurreição. E a resposta não foi “sim” nem “não”; seria acaso um “talvez”, se
o padre não fosse tão compreensivo. Ou apressado. Despachou-o num átimo e absolvido. Que fosse
amolar os anjos lá no Céu!
Em “reanimando-a” (L.4), o pronome “a” refere-se a “Dúvida” (L.3).
Comentários:
Refere-se a “face”, pois lemos que sua face estava devastada pela erosão da morte. Questão incorreta.
26. (CEBRASPE / CAGE-RS / AUDITOR FISCAL / 2018)
As pessoas em geral pareciam usar essa frase para descrever um mundo que se lhes afigurava não só
incomensurável como também misterioso, absurdo, sem pé nem cabeça...
Embora a correção gramatical e o sentido do texto fossem mantidos caso se substituísse o trecho “se lhes
afigurava” por afigurava-se a elas, a linguagem resultaria informal e, consequentemente, inadequada ao
gênero textual.
Comentários:
Primeiramente, “que afigurava-se a elas” não é informal de forma alguma. Afigurar-se (apresentar a
forma/figura de...) é um verbo indicativo do padrão culto. Além disso, haveria problema de colocação
pronominal, pois o pronome relativo “que” atrai o pronome “se” para antes do verbo. Questão incorreta.
27. (CEBRASPE / EMAP / CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR / 2018)
O homem prefere ser tido em alta conta por aquilo que não é a ser tido em meia conta por aquilo que é.
Assim opera a vaidade.
As expressões “por aquilo que não é” e “por aquilo que é” exprimem causa.
Comentários:
Sim. Exprimem, respectivamente, a causa de “ser tido em alta conta” e “ser tido em meia conta”.
Observem que essas expressões são adjuntos adverbiais de causa, introduzidos pela preposição “por”.
O homem prefere ser tido em alta conta por aquilo que não é a ser tido em meia conta por aquilo que é.
Assim opera a vaidade. Questão correta.
28. (CEBRASPE / FUB / 2018)

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 78


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto antecedente, julgue o item seguinte.
O emprego do advérbio “precisamente” (ℓ.25) enfatiza o nexo causal entre o avanço da qualidade da
tradução feita por computadores e a percepção de seus desenvolvedores de que uma língua não é feita
apenas de conjuntos de palavras.
Comentários:
Há uma relação de causa e consequência expressa no último parágrafo.
Primeiro temos a consequência
"O espantoso avanço das máquinas sobre o engenho humano nessa área só começou"
e depois a causa
"quando seus desenvolvedores perceberam que a linguagem humana transcende o nível lexical...".
Observem que o advérbio "precisamente" aparece no texto para enfatizar essa causa: foi precisamente/
exatamente quando seus desenvolvedores perceberam que a linguagem humana transcende o nível
lexical que começou o espantoso avanço das máquinas sobre o engenho humano nessa área. Questão
correta.
29. (CEBRASPE / BNB / 2018)

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 79


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

Julgue o próximo item, relativos aos sentidos e a aspectos linguísticos do texto 2A1-I.
Na linha 30, a palavra ‘apenas’ foi empregada para dar ênfase ao sentido do verbo ‘detectar’, mas sua
exclusão não alteraria os sentidos originais do período como um todo.
Comentários:
Vamos analisar o trecho em que "apenas" aparece.
Texto original: "Se a prepararmos apenas para detectar casos de não fraude, podemos aumentar os riscos
de fraudes que passam".
Observem que, neste contexto, o termo "apenas" foi empregado com sentido de exclusão: detectar
somente casos de não fraudes.
Proposta de reescrita: "Se a prepararmos para detectar casos de não fraude, podemos aumentar os riscos
de fraudes que passam".
Notem que agora perdemos o sentido mais específico trazido pelo "apenas". Podemos prepará-la para
detectar casos de não fraudes, mas os de fraude podem ainda ser detectados. Logo, a retirada dessa
palavra alteraria o sentido original. Questão incorreta.
30. (CEBRASPE / PF / 2018)

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 80


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

Com relação aos sentidos do texto 14A15AAA, julgue o próximo item.


Para conferir um tom menos categórico ao trecho “Teorias científicas jamais serão a verdade final” (l.9),
poderia utilizar-se a expressão em tempo nenhum no lugar de “jamais”.
Comentários:
Tanto o termo "jamais" quanto a expressão "em tempo nenhum" conferem um tom categórico
(indiscutível ou que não admite dúvidas) ao trecho.
Texto original: Teorias científicas jamais serão a verdade final.
Proposta de reescrita: Teorias científicas em tempo nenhum serão a verdade final.
Logo, o item está incorreto. Questão incorreta.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 81


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

LISTA DE QUESTÕES – EMPREGO DAS CLASSES DE


PALAVRAS I - CEBRASPE
1. (CEBRASPE / MINISTÉRIO DA ECONOMIA / 2020)
Ele entrou tarde no restaurante. Poderia ter uns sessenta anos, era alto, corpulento, de cabelos
brancos, sobrancelhas espessas e mãos potentes. Num dedo o anel de sua força. Sentou-se amplo e
sólido.
Perdi-o de vista e enquanto comia observei de novo a mulher magra de chapéu. Ela ria com a boca
cheia e rebrilhava os olhos escuros.
No momento em que eu levava o garfo à boca, olhei-o. Ei-lo de olhos fechados mastigando pão
com vigor e mecanismo, os dois punhos cerrados sobre a mesa. Continuei comendo e olhando. O
garçom dispunha os pratos sobre a toalha. Mas o velho mantinha os olhos fechados. A um gesto mais
vivo do criado ele os abriu com tal brusquidão que este mesmo movimento se comunicou às grandes
mãos e um garfo caiu. O garçom sussurrou palavras amáveis abaixando-se para apanhá-lo; ele não
respondia. Porque agora desperto, virava subitamente a carne de um lado e de outro, examinava-a
com veemência, a ponta da língua aparecendo — apalpava o bife com as costas do garfo, quase o
cheirava, mexendo a boca de antemão. E começava a cortá-lo com um movimento inútil de vigor de
todo o corpo. Olhei para o meu prato. Quando fitei-o de novo, ele estava em plena glória do jantar,
mastigando de boca aberta, passando a língua pelos dentes, com o olhar fixo na luz do teto.
Clarice Lispector. O jantar. In: Laços de família: contos. Rio de Janeiro: Rocco, 1998 (com adaptações).

Julgue o item que se segue, relativos às ideias e aos aspectos linguísticos do texto precedente.

No oitavo período do terceiro parágrafo do texto, a forma pronominal “lo”, em “cortá-lo”, refere-se
ao vocábulo “bife”, no período anterior.
2. (CEBRASPE / MINISTÉRIO DA ECONOMIA / 2020)
Algumas das primeiras incursões pelos mundos paralelos ocorreram na década de 50 do século
passado, graças ao trabalho de pesquisadores interessados em certos aspectos da mecânica quântica —
teoria desenvolvida para explicar os fenômenos que ocorrem no reino microscópico dos átomos e das
partículas subatômicas. A mecânica quântica quebrou o molde da mecânica clássica, que a antecedeu, ao
firmar o conceito de que as previsões científicas são necessariamente probabilísticas. Podemos prever a
probabilidade de alcançar determinado resultado ou outro, mas em geral não podemos prever qual deles
acontecerá. Essa quebra de rumo com relação a centenas de anos de pensamento científico já é
suficientemente chocante, mas há outro aspecto da teoria quântica que nos confunde ainda mais, embora
desperte menos atenção. Depois de anos de criterioso estudo da mecânica quântica, e depois da
acumulação de uma pletora de dados que confirmam suas previsões probabilísticas, ninguém até hoje
soube explicar por que razão apenas uma das muitas resoluções possíveis de qualquer situação que se
estude torna-se real. Quando fazemos experimentos, quando examinamos o mundo, todos estamos de
acordo com o fato de que deparamos com uma realidade única e definida. Contudo, mais de um século
depois do início da revolução quântica, não há consenso entre os físicos quanto à razão e à forma de
compatibilizar esse fato básico com a expressão matemática da teoria.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 82


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

Brian Greene. A realidade oculta: universos paralelos e as leis profundas do cosmo. José Viegas Jr. (Trad.) São Paulo: Cia das Letras,
2012, p. 15-16 (com adaptações).

Com relação aos aspectos linguísticos do texto CG1A1-I, julgue o item a seguir.

No trecho “por que razão”, no quinto período, o vocábulo “que” poderia ser substituído por qual, sem
prejuízo da correção gramatical do texto.

3. (CEBRASPE / MPE-CE/ 2020)

Com relação aos aspectos linguísticos e aos sentidos do texto precedente, julgue o item a seguir.

As formas pronominais “os quais” (l.9) e “a qual” (l.16) referem-se, respectivamente, a “portadores
físicos” (l.8) e “situação” (l.15).

4. (CEBRASPE / MPE-CE/ 2020)

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 83


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

Acerca das ideias, dos sentidos e dos aspectos linguísticos do texto precedente, julgue o item seguinte.
A expressão “suas relações” (l.22) refere-se às relações da “democracia ateniense” (l.21).
5. (CEBRASPE / TJ-PA/ 2020)

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 84


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

No terceiro parágrafo do texto CG1A1-I, a forma pronominal “o”, em “o lançam” (l. 29), faz referência a
A) “esforço” (l.25).
B) “homem” (l.26)
C) “outro” (l.27).
D) “espaço” (l.28).
E) “interior” (l. 28).
6. (CEBRASPE / SEFAZ-DF/ 2020)
Considerando os aspectos linguísticos do texto CG1A1-I, julgue o item a seguir.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 85


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

No trecho “os investidores reconhecem cada vez mais o impacto, para a sociedade, das empresas nas
quais investem” (l. 35 a 37), a substituição de “nas quais” por aonde prejudicaria a correção gramatical
do texto.
7. (CEBRASPE / MP-CE / CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR / 2020)
Nas Américas, estima-se que 77 milhões de pessoas sofram um episódio de doenças transmitidas por
alimentos a cada ano — metade delas são crianças com menos de 5 anos de idade. Os dados disponíveis
indicam que as doenças transmitidas por alimentos geram de US$ 700 mil a US$ 19 milhões em custos
anuais de saúde nos países do Caribe e mais de US$ 77 milhões nos Estados Unidos da América.
A substituição da expressão “metade delas” por cuja metade manteria a correção gramatical e a coesão
do texto.
8. (CEBRASPE / SEFAZ-AL / AUDITOR FISCAL / 2020)
Tem meia dúzia de atendentes, conheço dois ou três pelo nome, e o dono do lugar é sempre simpático
comigo. Sabe que gosto do seu negócio, que, se me mudasse de novo para lá, seria seu freguês. Mas
também sei que me vê como um tipo que há vinte anos vive na capital, que a essa altura é mais
metropolitano que interiorano, um cara talvez meio esquisito, ou apenas ridículo, que se interessa por
coisas de que não precisa, coisas das quais não entende.
A substituição da expressão “das quais” (3º parágrafo) por que preservaria tanto o sentido quanto a
correção gramatical do período.
9. (CEBRASPE / TJ-PA / ANALISTA JUDICIÁRIO / 2020)
Observa-se que a solidez dos lugares ocupados por cada uma das pessoas, nos moldes da família nuclear,
não se adéqua à realidade social do momento, em que as relações são caracterizadas por sua
dinamicidade e pluralidade. De acordo com o médico e psicanalista Jurandir Freire Costa, “família nem é
mais um modo de transmissão do patrimônio material; nem de perpetuação de nomes de linhagens; nem
da tradição moral ou religiosa; tampouco é a instituição que garante a estabilidade do lugar em que são
educadas as crianças”.
Seria mantida a correção gramatical do texto CG1A1-I se o segmento “em que”, nas linhas 2 e 5, fosse
substituído, respectivamente, por
A) onde e onde.
B) onde e que.
C) a qual e o qual.
D) no qual e onde.
E) que e no qual.
10. (CEBRASPE / MP-CE / ANALISTA / 2020)
A liberdade de expressão — entendida em sentido amplo, em que se incluem a palavra escrita, as peças
teatrais, os filmes, os 7 vídeos, as fotografias, os cartuns, as pinturas, entre outros — é um direito
consagrado no artigo 19.º da Declaração Universal dos Direitos do Homem, de 1948.
Sem prejuízo para a correção gramatical e para os sentidos originais do texto, o trecho “em que se incluem
a palavra escrita, as peças teatrais, os filmes, os vídeos, as fotografias, os cartuns, as pinturas, entre

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 86


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

outros” (l. 5 a 7) poderia ser reescrito da seguinte forma: onde se incluem a palavra escrita, as peças
teatrais, os filmes, os vídeos, as fotografias, os cartuns, as pinturas e entre outros.
11. (CEBRASPE / TCE-RO / AUDITOR / 2019)
Na Grécia antiga, por exemplo, teria sido impossível pensar em uma distribuição equitativa dos bens
materiais, 22 porque a técnica ainda não permitia superar as formas brutais de exploração do homem,
nem criar abundância para todos. Em nosso tempo, é possível pensar nisso, mas o fazemos 25
relativamente pouco. Essa insensibilidade nega uma das linhas mais promissoras da história do homem
ocidental, aquela que se nutriu das ideias amadurecidas no correr 28 dos séculos XVIII e XIX.
No texto CB1A1-I, a forma pronominal presente na contração “nisso” (l.24) refere-se a
A) “uma distribuição equitativa dos bens materiais” (I.21).
B) “superar as formas brutais de exploração do homem” (I. 22 e 23).
C) “criar abundância para todos” (l.23).
D) “Essa insensibilidade” (l.25).
E) “ideias amadurecidas no correr dos séculos XVIII e XIX” (l. 27 e 28).
12. (CEBRASPE / TJ-PR / TÉCNICO / 2019)
Aos sete anos de idade, imaginei que iria presenciar a morte do mundo, ou antes, que morreria com ele.
Um cometa mal-humorado visitava o espaço.
Sem prejuízo à correção gramatical e aos sentidos do texto 1A1-II,o vocábulo “antes” (ℓ.23) poderia ser
substituído por
A) primeiramente.
B) melhor.
C) pelo contrário.
D) outrora.
E) até.
13. (CEBRASPE / MPC-PA / NÍVEL SUPERIOR / 2019 - Adaptada)
Julgue a proposta de reescrita para o seguinte trecho do texto CG1A1-I: “Ela, agora, reúne todos os setores
da economia que utilizam recursos biológicos.”: Agora ela reúne todos os setores da economia que
utilizam recursos biológicos.
14. (CEBRASPE / CGE-CE / CONHECIMENTOS BÁSICOS / 2019)
Julgue a proposta de reescrita para o trecho “Ainda hoje, em muitos rincões do nosso país, são
encontrados administradores públicos cujas ações em muito se assemelham às de Nabucodonosor, rei do
império babilônico”.
Muitos rincões do nosso país, ainda hoje, têm administradores públicos cujas as ações muito assemelham-
se as ações do imperador babilônico Nabucodonosor.
15. (CEBRASPE / PGE-PE / CONHECIMENTOS BÁSICOS 1, 2, 3 e 4 / 2019)

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 87


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

A sociedade requer das organizações uma nova configuração da atividade econômica, pautada na
ética e na responsabilidade para com a sociedade e o meio ambiente, a fim de minimizar problemas sociais
como concentração de renda, precarização das relações de trabalho e falta de direitos básicos como
educação, saúde e moradia, agravados, entre outros motivos, por propostas que concebem um Estado
que seja parco em prestações sociais e no qual a própria sociedade se responsabilize pelos riscos de sua
existência, só recorrendo ao Poder Público subsidiariamente, na impossibilidade de autossatisfação de
suas necessidades.
A substituição de “no qual” por aonde prejudicaria a correção gramatical do texto.
16. (CEBRASPE / TJ-AM/ 2019)

Com relação aos aspectos linguísticos e aos sentidos do texto CB3A1-I, julgue o item a seguir.
O vocábulo “que” (l.29) poderia ser substituído por o qual, sem alteração dos sentidos e da correção
gramatical do texto.
17. (CEBRASPE / PREF. DE CAMPO GRANDE - MS / 2019)
A respeito das ideias e dos aspectos linguísticos do texto precedente, julgue o item que se segue.

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 88


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

Seria incorreto o emprego da forma quotidianamente em lugar de “cotidianamente” (l.4), pois aquela
forma foi abolida do vocabulário oficial da língua portuguesa.
18. (CEBRASPE / SLU-DF / 2019)
"Logo atrás de mim, uma senhora furiosa levantou-se".
A respeito dos sentidos e dos aspectos linguísticos do texto CB1A1-III, julgue o item subsecutivo.
O deslocamento do termo “furiosa” (ℓ.8) para imediatamente após a forma verbal “levantou-se” (ℓ.9)
manteria a coerência do texto.
19. (CEBRASPE / PRF / 2019)
"Com uma combinação incomum de nome e sobrenome, difícil seria encontrar um homônimo. Mas eis que
um surgiu, quando ele nadava pelos vinte anos".
No que concerne ao texto precedente, julgue o próximo item.
O vocábulo “um” (ℓ.14) refere-se a um indivíduo cujo nome é idêntico ao do autor do texto.
20. (CEBRASPE / SEFAZ-RS / 2019)
"Em um concerto em Paris, Franz Liszt tocou uma peça do (hoje) desconhecido compositor, junto com
outra, do admirável, maravilhoso e extraordinário Beethoven (os adjetivos aqui podem ser verdadeiros,
mas - como se verá - relativos). A plateia, formada por um público refinado, culto e um pouco bovino,
como são, sempre, os homens em ajuntamentos, esperava com impaciência".
No segundo parágrafo do texto 1A11-I, o termo “adjetivos” remete às palavras
a) “verdadeiros” e “relativos”.
b) “refinado”, “culto” e “bovino”.
c) “admirável”, “maravilhoso” e “extraordinário”.
d) “desconhecido” e “compositor”.
e) “hoje” e “sempre”.
21. (CEBRASPE / PGE-PE / CONHECIMENTOS BÁSICOS 1, 2, 3 E 4 / 2019)
Nesse contexto, a Lei Maria da Penha teria o papel de assegurar o reconhecimento das mulheres em
situação de violências (incluída a psicológica) pelo direito; afinal, é constatando as obrigações que temos
diante do direito alheio que chegamos a uma compreensão de cada um(a) de nós como sujeitos de direitos.
Sem prejuízo da correção gramatical do texto, os vocábulos “é” e “que” poderiam ser suprimidos, desde
que fosse inserida uma vírgula imediatamente após a palavra “alheio”.
22. (CEBRASPE / PREF. DE SÃO CRISTÓVÃO (SE) / 2019)

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 89


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

Acerca das ideias, dos sentidos e das propriedades linguísticas do texto anterior, julgue o item a seguir.
A substituição de “a que” (l.5) por onde manteria a correção gramatical e os sentidos originais do texto.
23. (CEBRASPE / SEFAZ-RS / AUDITOR FISCAL / 2019 - Adaptada)
Cada uma das opções a seguir apresenta trecho do texto 1A11-I seguido de uma proposta de reescrita.
Assinale a opção cuja proposta altera os sentidos do texto e suas relações coesivas.
A) “distante ano” (L.1): ano distante
B) “desconhecido compositor” (L.3 e 4): compositor desconhecido
C) “público refinado” (L.6): refinado público
D) “músico menor” (L.11): menor músico
E) “desprezo coletivo” (L.9): coletivo desprezo
24. (CEBRASPE / EMAP / CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR / 2018)
Primeiro fazia uma cara de indecisão, depois um sorriso triste contrabalançado por um olhar heroicamente
exultante, até que esse exame de consciência era cortado pela voz do interlocutor, que começava a falar
chãmente em outras coisas, que, aliás, o Juca não estava ouvindo...
Caso o advérbio “heroicamente” (L.2) fosse deslocado para logo após “contrabalançado” (L.1), haveria
alteração de sentido do texto, embora fosse preservada sua correção gramatical.
25. (CEBRASPE / EMAP / CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR / 2018)
Estavam-lhe ministrando a extrema-unção. E, quando o sacerdote lhe fez a tremenda pergunta,
chamando-o pelo nome: “Juca, queres arrepender-te dos teus pecados?”, vi que, na sua face devastada
pela erosão da morte, a Dúvida começava a redesenhar, reanimando-a, aqueles seus trejeitos e caretas,
numa espécie de ridícula ressurreição. E a resposta não foi “sim” nem “não”; seria acaso um “talvez”, se
o padre não fosse tão compreensivo. Ou apressado. Despachou-o num átimo e absolvido. Que fosse
amolar os anjos lá no Céu!

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 90


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

Em “reanimando-a” (L.4), o pronome “a” refere-se a “Dúvida” (L.3).


26. (CEBRASPE / CAGE-RS / AUDITOR FISCAL / 2018)
As pessoas em geral pareciam usar essa frase para descrever um mundo que se lhes afigurava não só
incomensurável como também misterioso, absurdo, sem pé nem cabeça...
Embora a correção gramatical e o sentido do texto fossem mantidos caso se substituísse o trecho “se lhes
afigurava” por afigurava-se a elas, a linguagem resultaria informal e, consequentemente, inadequada ao
gênero textual.
27. (CEBRASPE / EMAP / CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR / 2018)
O homem prefere ser tido em alta conta por aquilo que não é a ser tido em meia conta por aquilo que é.
Assim opera a vaidade.
As expressões “por aquilo que não é” e “por aquilo que é” exprimem causa.
28. (CEBRASPE / FUB / 2018)

Com relação às ideias e aos aspectos linguísticos do texto antecedente, julgue o item seguinte.
O emprego do advérbio “precisamente” (ℓ.25) enfatiza o nexo causal entre o avanço da qualidade da
tradução feita por computadores e a percepção de seus desenvolvedores de que uma língua não é feita
apenas de conjuntos de palavras.
29. (CEBRASPE / BNB / 2018)

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 91


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

Julgue o próximo item, relativos aos sentidos e a aspectos linguísticos do texto 2A1-I.
Na linha 30, a palavra ‘apenas’ foi empregada para dar ênfase ao sentido do verbo ‘detectar’, mas sua
exclusão não alteraria os sentidos originais do período como um todo.
30. (CEBRASPE / PF / 2018)

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 92


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

==119f8d==

Com relação aos sentidos do texto 14A15AAA, julgue o próximo item.


Para conferir um tom menos categórico ao trecho “Teorias científicas jamais serão a verdade final” (l.9),
poderia utilizar-se a expressão em tempo nenhum no lugar de “jamais”.

GABARITO
1. CORRETA 11. LETRA A 21. CORRETA
2. CORRETA 12. LETRA B 22. INCORRETA
3. INCORRETA 13. CORRETA 23. LETRA D
4. CORRETA 14. INCORRETA 24. CORRETA
5. LETRA B 15. CORRETA 25. INCORRETA
6. CORRETA 16. INCORRETA 26. INCORRETA
7. INCORRETA 17. INCORRETA 27. CORRETA
8. INCORRETA
c 18. CORRETA 28. CORRETA
9. LETRA D 19. CORRETA 29. INCORRETA
10. INCORRETA 20. LETRA B 30. INCORRETA

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 93


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO
Equipe Português Estratégia Concursos, Felipe Luccas
Aula 01

SEE-PE - Português - 2022 (Pós-Edital) 94


www.estrategiaconcursos.com.br 95

07952045407
1154957
- PAULO KASSIO

Você também pode gostar