Você está na página 1de 69

S.E.O.

PARA
ADVOGADOS
"Quer esconder algo em um lugar que niguem jamais possa encontrar?
Coloque-o na segunda página dos resultados de busca no Google."

O LIVRO PARA OS ADVOGADOS QUE QUEREM ESTAR NO LUGAR CERTO, NA HORA CERTA.

MATHEUS COSTA SARKIS direitoensinado.com


SOBRE O AUTOR DESTE LIVRO

Matheus Costa Sarkis se formou no Centro


Universitário Uninorte, Rio Branco - Acre. É
Advogado, Presidente da Comissão de
Assuntos Legislativos da OAB/AC e
Presidente da Comissão de Conciliação,
Mediação e Arbitragem da ABA/AC. Pós-
Graduando em Advocacia Tributária e Direito
Contratual. É co-autor dos livros "Reflexões
Jurídicas na Contemporaneidade:
Possibilidades e limites para a efetivação dos
Direitos Humanos", "Evoluções Recentes do
Direito Processual Brasileiro" e "Direitos
Humanos na Contemporaneidade".
Entusiasta da tecnologia, inovação,
empreendedorismo jurídico, ocupou o cargo
de CKO (Chief Knowledge Officer) do Direito
Ensinado até 2019, momento em que passou
a se dedicar ao seu Escritório Damasceno,
Fernandes e Sarkis - Advogados Associados.
SUMÁRIO

O QUE É S.E.O.?..................................................................... 04
FAÇA DO GOOGLE O SEU MELHOR AMIGO!.............. 06
COMO ME ACHAR NO GOOGLE?....................................12
2.1. TERMOS/PALAVRAS-CHAVE/KEYWORDS......... 14
2.1.1. Arrumando a Sala........................................................19
2.2. TÍTULO DA PÁGINA..................................................... 20
2.3. URL (ENDEREÇO DA PÁGINA).................................. 24
2.4. LINKS INTERNOS.......................................................... 25
2.5. IMAGENS......................................................................... 27
2.6. HEADINGS.......................................................................28
2.7. CONTEÚDO.................................................................... 29
ARQUITETURA DA INFORMAÇÃO................................. 30
3.1. BREADCRUMBS.............................................................33
3.2. POSTS RELACIONADOS OU
MAIS POPULARES................................................................ 35
3.3. SITE ADAPTADO PARA
DISPOSITIVOS MÓVEIS...................................................... 36
3.4. CONTEÚDO DUPLICADO E
REDIRECT 301........................................................................ 37
3.5. NO-FOLLOW.................................................................. 38
LINK BUILDING
CONSTRUINDO SUA AUTORIDADE...............................39
4.1. CUIDADOS ESPECIAIS
QUE MERECEM DESTAQUE.............................................. 46
4.2. COLOCANDO O LINK BUILDING
EM PRÁTICA........................................................................... 49
4.2.1. Links Quebrados (4040)............................................ 49
4.2.2. Co-Marketing...............................................................50
4.2.3. Guest Post.................................................................... 51
4.2.4. Infográficos.................................................................. 53
4.2.5. Assessoria de Imprensa............................................. 54
4.2.6. Menções da Marca..................................................... 55
FERRAMENTAS ÚTEIS......................................................... 56
5.1. GOOGLE SEARCH CONSOLE
(CENTRAL DE WEBMASTER)............................................. 57
5.2. SCREAMING FROG....................................................... 57
5.3. GOOGLE PAGESPEED INSIGHTS..............................57
5.4. KEYWORD TOOL.......................................................... 58
5.5. OPEN SITE EXPLORER................................................. 58
5.6. WEBXTOOL - AGÊNCIA MESTRE............................. 59
5.7. HTTP READER CHECKER
AGÊNCIA MESTRE................................................................ 59
5.8. RD STATION................................................................... 59
DICAS FINAIS......................................................................... 60
6.1. LISTANDO PROBLEMAS............................................. 61
6.2. ORGANIZAR OS PROBLEMAS.................................. 62
6.3. LISTAR PRIORIDADES................................................. 62
6.4. CLASSIFICAR AS PRIORIDADES POR GRAU DE
DIFICULDADE DE EXECUÇÃO.......................................... 63
6.5. CONHECER A EQUIPE COM QUEM VOCÊ ESTÁ
TRABALHANDO E, TAMBÉM, AS SUAS
LIMITAÇÕES........................................................................... 65
6.6. TOMAR CUIDADO COM A INDEXAÇÃO DO
SEU SITE................................................................................... 65
PAPO FINAL............................................................................66
O QUE É S.E.O?

Uma Agência Secreta? Um Time de Futebol?

Saiba mais sobre esta ferramenta, desconhecida por muitos


Advogados, mas que pode ser um importante aliado no seu sucesso.

Em resumo, a sigla em extenso revela a expressão em inglês “Search


Engine Optimization” (Otimização para mecanismos de busca).

Já viram que o nome traz poder, não é mesmo?


Esta ferramenta promete aperfeiçoar blogs, sites e páginas da web.

Trata-se de um mecanismo de marketing que, se for bem trabalhado,


pode deixar a sua página nos top trendings, ou seja, deixar o seu site
no topo da lista de pesquisas realizadas em sites de busca.

Afinal, você sabe que ninguém passa da primeira


página quando pesquisa algo, certo?
Com toda a certeza do mundo sei que você, definitivamente, vai
querer estar nessa primeira página.

Pode ser que passe o pensamento na cabeça:

“Eu tenho inúmeros seguidores fiéis, recebo visitas


frequentes na minha página”.

É mesmo? Isso quer dizer que você não quer mais?


Não irá adiantar nada ter seguidores fiéis se não conseguir chamar a
atenção de novos seguidores, de forma a desenvolver e
contribuir com o crescimento do sítio eletrônico.

04
Logo, se você almeja o sucesso e o crescimento de sua marca,
você irá se apaixonar pelas informações aqui dispostas.

Bom, para iniciar, cabe salientar que ao conhecer e aplicar o S.E.O


você estará desenvolvendo aquilo que é o mais importante
em todas as áreas da vida: planejamento.

Em suma, você adota uma série de medidas e técnicas que visam


qualificar bem o seu artigo, site, páginas ou derivados.

Se acha que só publicando e colocando termos quaisquer você vai


crescer, fará sucesso e organizará um ambiente agradável para
receber o seu visitante, está totalmente enganado.

Assim como arruma a sua sala/quarto para receber


um visitante em sua casa, você também tem que arrumar o seu
endereço eletrônico para receber os seus leitores.

Você precisa estar no topo dos resultados apresentados


pela ferramenta de pesquisa.

Em média, uma pessoa que pesquisa determinado assunto na


internet só acessa os 5 primeiros links, ou até mesmo apenas os 3
primeiros, e é nesta área de rankeamento que você precisa estar.

Conhecer o S.E.O. é entender o meio utilizado pelo “robô da


busca” para selecionar os resultados que serão apresentados à
pessoa que esteja pesquisando. Já pensou usar isso a seu favor?

Viu o quanto essa ferramenta é importante?


Se você não quer ficar para trás, você precisa aprender
as técnicas dispostas neste ebook.
Por isso, sente-se confortavelmente e aproveite a leitura!

05
FAÇA DO GOOGLE O SEU MELHOR AMIGO!
Sabe o motivo para o título acima especificar o instrumento de busca
ao qual você deve tornar o seu melhor amigo?

Por um motivo simples, o GOOGLE é como se fosse o grão mestre


dos instrumentos de busca, o Pelé dos buscadores.

Óbvio, existem outros gigantes como Yahoo!, mas, se você for


pesquisar algum assunto de seu interesse, a qual você vai recorrer?
GOOGLE, certo?

Vamos continuar...

Hoje em dia, dominar a internet significa estar com o domínio no


mercado de trabalho bem encaminhado.

Imagine, nos dias atuais, qual é a primeira fonte de


pesquisa que se busca utilizar?

Dificilmente irá utilizar jornais ou revistas, pode até perguntar a um


amigo, mas quem dará a palavra final sempre será
a ferramenta de busca mais famosa do mundo.

Todo advogado deve estar sempre se atualizando, acompanhando as


alterações legislativas e se aperfeiçoando, sob a pena do fracasso em
caso de descumprimento, não é mesmo?

Porém, não adianta nada apenas se aprimorar e não fazer com que as
pessoas tenham conhecimento do quão qualificado você é, certo?

Diante as reflexões supramencionadas podemos chegar a uma


conclusão, você deve aparecer e fazer com que as pessoas conheçam
a sua qualificação para que tenha sucesso.

07
De acordo com o atual panorama, conclui-se que estamos na Era Digital.

Por que você acha que cada vez mais as empresas estão investindo em
páginas no FACEBOOK, INSTAGRAM e relacionados?

Simples, porque dá resultado. Não há o que discutir.

Imagine que você tem uma franquia de hambúrgueres, mas na sua cidade
tem McDonald’s’, Bob’s, Burger King etc.

E aí? como superar esses gigantes?

Segue a mesma ideia um escritório de advocacia que está ingressando no


mercado de trabalho e quer bater de frente com advogados
que estão há mais de 10 anos no mercado.

Agora, a pergunta de 1 milhão de dólares é:

O que faço para superar as dificuldades e crescer no mercado de trabalho?

Então, primeiro de tudo, você tem que aparecer, tem que mostrar sua
qualidade, deve demonstrar o motivo pelo qual o cliente vai escolher você
e não aquele escritório que está há mais tempo no mercado.

Sem mais delongas, sabemos que a publicidade do advogado é limitada,


porém, alguns se deixam enganar e acham que é proibida,
é esse o grande diferencial entre aquele escritório de sucesso
e aquele que se afoga na praia.

VOCÊ PODE SIM FAZER “PROPAGANDA”,


só precisa saber como, sacou?

08
Agora, quer uma sugestão?

Que tal um endereço eletrônico?

Já pensou que bacana o seu cliente conhecer um pouco mais


do seu trabalho no conforto de casa?

Já pensou em ganhar clientes por causa de uma


simples pesquisa feita no Google?

Como: "advogado", "advogado em (nome da cidade)",


"advogado cível", "advogado criminal".

Pois é, um sonho, não é mesmo?

Contudo, para alcançar este sonho, muito trabalho tem que ser feito.

Se te afirmassem que quase 100% das pessoas não chegam


a acessar a segunda página da pesquisa?

Acreditaria?

Pior!!

Se eu te falasse que mais de 50% se contentam com as 3 primeiras


opções que aparecem na primeira página?

Não preciso dizer isso, você sabe e aposto que também faz isso, tô certo?

09
Então, de que adianta ter um bom site se você
não sabe como deixá-lo na primeira página?

Se não sabe como deixá-lo no podium, ou seja, nas 3 primeiras


colocações.

Realizei uma pesquisa rápida, só por curiosidade, e também para


constatar o quão mal classificados estão os sites de advocacia.

Já imaginou o diferencial que você poderia ter por


conhecer as técnicas certas?

Observem o resultado de uma pesquisa rápida realizada.

Está vendo?

Fiz uma pesquisa simples e não achei a página de nenhum escritório


de advocacia que fosse capaz de me ajudar com um crime.

10
Pense um pouco em outra hipótese...

O cliente procura um advogado, mas os advogados estão


qualificando seus sites para outros advogados, ou seja, com uma
linguagem complicada e equipado com textos com compreensão e
estrutura complicada aos leigos

Cabe ao advogado disponibilizar os meios necessários para ser


corretamente localizado, contatado e compreendido.

Você deve estar acessível ao seu cliente, tanto no momento que


procede a procura e, principalmente, após o contato.
O cliente deve se sentir confortável e o advogado deve fornecer os
meios para entender a situação de forma clara e simples.

O S.E.O., pelo menos no que condiz a endereços eletrônicos,


tem a missão de viabilizar meios mais precisos de localização.

Assim como diz o título, "fazer com que o Google seja o seu
melhor amigo", ou seja, fazer com que o Google goste de você/
te apresente para os amigos dele é um grande facilitador
para o seu desenvolvimento no mercado de trabalho.

O S.E.O. também pode ser traduzido em:


“Como me achar no Google”.

A partir de agora, você tomara conhecimento de alguns


mecanismos que podem ser utilizados para deixar o seu
site mais visível ao Google, de forma a permitir que
ele apresente-o aos pesquisadores.

11
COMO ME ACHAR NO GOOGLE?
A técnica utilizada pelo S.E.O. pode ser considerada um ativo de
longo prazo, que aos poucos traz resultados.

Como todo investimento, há contratempos que demandam


constante observação e adaptação às medidas impostas.

O GOOGLE, atualmente, prioriza a qualidade da informação


que será fornecida ao pesquisador.

Logo, basicamente, a ideia é a seguinte:


Existem mecanismos de otimização da visibilidade do site ao
buscador, contudo, além destes mecanismos, deve o gerenciador
do site dispor de diferenciais que tornem a visita do navegador
mais agradável.

O que se quer dizer com isso?


Não adianta de nada você implementar todas as medidas que serão
ensinadas se você não proporcionar um ambiente agradável que
incentive o navegador a retornar ou recomendar o seu site.

Você irá observar que tudo faz diferença na hora do


Google te achar e te rankear.
O Google observa desde os elementos mais simples (títulos,
subtítulos, texto, legenda das imagens, etc) até os elementos mais
complexos (número de indicações, velocidade de carregamento, o
fato do cliente voltar ou não ao Google após acessar a página).

Logo, para tudo correr conforme o planejado, você deverá


ter um site bem estruturado, com alta qualidade e
velocidade, guiado por uma série de palavras e termos que
facilitem o acesso ao site e estejam no vocabulário
utilizado pelos seus clientes.

13
2.1 TERMOS / PALAVRAS-CHAVE / KEYWORDS

Trata-se da base de um trabalho orientado pelo S.E.O.


(não é a toa que se trata do primeiro passo).

Como foi falado, importantíssimo é saber os termos


comumente utilizados por seu cliente. De forma que,
ao ser pesquisado, e desde que previamente incluídos
no seu site, o buscador possa visualizá-lo e
colocar à disposição do pesquisador.

Exemplo: qual você acha que ficaria mais visível ao buscador?

"Bolinhas doces recheadas com produto derivado do cacau"


ou
"Bombom recheado com chocolate"

A resposta é óbvia. Por isso, antes de qualquer coisa, ESTUDE O


SEU PÚBLICO-ALVO. Aprenda sobre a rotina, suas preferências,
se ponha no lugar deles e pense a quais termos eles iriam recorrer
ao efetuar uma pesquisa. Não adianta de nada escrever
“bonito”, utilizar o juridiquês, se este linguajar não é
acessível a muitos de seus futuros clientes.

Após a realização deste estudo e vivenciar na prática,


por meio de uma simulação de como é ser o seu cliente,
é importante montar uma lista de termos.

14
Pense em, pelo menos, 50.
Por exemplo:

Relacionados com os seus produtos e/ou serviços: advogado,


criminal, previdenciário, cível.

Relacionados com os problemas que podem acontecer e serem


solucionados por meio do seu produto e/ou serviço: auxílio-
doença, habeas corpus – aqui vale até mesmo utilizar um
cliente de “Cobaia” e verificar com ele como costuma pesquisar
quando necessário.

Após a realização destas duas primeiras ações, APRENDA E


UTILIZE O KEYWORD PLANNER TOOL: Trata-se de uma
ferramenta gratuita do Google de sugestão de novos termos
que possam ser utilizados. Para isso, você deve ter uma lista
para disponibilizar à ferramenta, de forma a servir de base e
guia ao resultado almejado.

Utilize a ferramenta supramencionada no seu site:


basicamente, tomando como referência o conteúdo da página
da web disponibilizada, a ferramenta irá sugerir e dispor de uma
lista de termos que podem ser utilizados.

Utilize o keyword no site do seu concorrente: isso mesmo,


descubra o que ele está usando. Como disposto no livro “A Arte
da Guerra”: se você conhece o inimigo e a si mesmo, você não
precisa temer o resultado de cem batalhas. Logo, defina as suas
próprias palavras, tenha originalidade, mas isso não o impede
de fazer uma pesquisa no mercado e ter boas ideias a partir de
um conceito utilizado por um “rival”.

15
Por fim, como já falado, após a confecção da lista e depois de aplicar as
palavras listadas em seu site, como em todo bom investimento, cabe a
você acompanhar e, diante a necessidade de mudança, efetuar as
modificações pertinentes às exigências do mercado.

Aí vem a pergunta na sua cabeça...


Como eu faço isso?

Bom.... você tem que ficar atento a duas coisas:


a concorrência e o quão conhecido é o termo que você está utilizando.

Traduzindo. Assim como você pode copiar os seus concorrentes,


eles também podem te copiar.

Digamos que você é o primeiro a ter um site com o termo:


"Networking jurídico ou advocacia/advogado digital".

Seu site ia bombar, primeiro pelo simples motivo de você


ser o pioneiro deste termo, visto que, em hipótese,
quase nenhum site aborda isso na prática.

Agora imagine a seguinte situação, os seus concorrentes, vendo o seu


sucesso, participam de cursos, aplicam tais conhecimentos em seus
serviços e passam a utilizar a mesma denominação.... O seu site que,
antes era o primeiro da lista, por ser o único com este termo, passa a ser
só mais um dentre dezenas. É isso o que você quer? Ou quer ser o
destaque? O diferencial na multidão?

Como você pode fugir disso?

Bom, para isso terá que buscar novos termos. Não que o
antigo seja ruim, mas pode não estar mais em evidência como
no ano passado, quando você implementou, por exemplo.

16
Imagine a seguinte hipótese...

Você costumava utilizar o termo “advogado do trabalho”, uma


inovação que por muito tempo deu certo.

Porém, por ser um termo que está sendo pouco pesquisado, você
percebe uma queda no número de visitantes do seu site e você pensa
em mudar o nome para “advogado trabalhista”, por exemplo.

Aí você pensa: E agora? Qual termo eu utilizo? Mantenho aquele que


me trouxe muito sucesso ou mudo para um novo termo?

Quer descobrir o que fazer? Bom... como sou amigo,


te apresento o GOOGLE TRENDS:

Basicamente, trata-se de uma página que te mostra os


TOPTRENDS, ou seja, o que está mais visível na mídia,
o que mais foi visualizado nas últimas horas, dias, meses....

17
Aplicando à hipótese em debate, olha como fica a pesquisa:

Viu como advogado trabalhista ganha em disparado?


Óbvio que esse deve ser o termo que deve ser utilizado
no seu site, visto que lhe garante maior visibilidade.

Então, o passo 1 é basicamente isso:

pense -> observe seu concorrente -> monte uma lista -> aplique -> observe
o efeito no mercado -> revise -> inove -> repita os passos anteriores.

18
2.1.1 Arrumando a Sala

Assim como você arruma a sua sala de estar para receber a visita
de um familiar, amigos, etc, você também tem que arrumar a sua
página para os visitantes.

Digamos que você arruma o sofá, o hack, passa um pano com


desinfetante, coloca um petisco...

Na sua página se segue o mesmo esquema, você faz de tudo para


tornar a visita daquela pessoa especial e deixar o sentimento de
“quero mais”, deixar o cliente com a vontade de voltar, de
trabalhar ainda mais com você.

Neste tópico, citaremos


alguns meio de otimização da sua página.

Cada elemento deste será importantíssimo na hora


do robô da busca te achar.

Para isto, você irá precisar da lista de


palavras-chaves montadas no tópico anterior.

Aperte o cinto, pegue o papel, a caneta,


o seu lanchinho e VAMOS PRA CIMA!!

19
2.2. TITULO DA PÁGINA

Não será, necessariamente, o título do seu artigo, mas o


título que irá aparecer na aba, aquela janela que fica
acima da url (endereço da página)

Aquele pedacinho ali, que diz: “Direito Ensinado”,


bem em cima do botão de recarregar a página.

Também pode vir a ser o link do site que aparece na hora que
você faz a pesquisa no Google.

20
Aquele que fica em negrito e em azul ou, posteriormente, após
ser clicado, roxo (link):

IMPORTANTE!!!

Para o S.E.O., o título da página é a parte mais


importante na hora de aperfeiçoar a sua página.

Sabe o motivo? Se você não selecionar bem a sua lista de


palavras-chave e o seu título não estiver condizente
com o conteúdo que sua página traz, pode ser que
você perca algumas visitas na sua página.

Já pensou se o seu artigo fala sobre Responsabilidade Civil do


Estado em Danos Ambientais, mas o seu título está confuso
e faz com que o leitor, à primeira vista, entenda que se trata
da Responsabilidade Civil do Agente por Dano Ambiental?

21
O leitor pode entrar no seu site e, ao não achar o que procurava,
retornar ao Google novamente e ficar insatisfeito.

Isso é extremamente negativo ao seu site e você não vai querer isso.

Portanto, é de suma importância que as palavras-chaves sejam bem


selecionadas e, neste momento, aplicadas de forma precisa no título.

Tal ação objetiva atrair o leitor a apertar


no seu link e trazer popularidade ao seu site.

Pense um pouco...

Em qual site você acha que


seria mais provável que o seu cliente acesse?

"Lawyer - Soluções para Lides Processuais."


"Advogado Cível – consultoria jurídica e auxílio em processos
na justiça."

Em quais você acha que o seu cliente clicaria?

Qual a lição disso?

Quanto mais simples e com a linguagem do dia a dia (língua


falada) o seu título for escrito, melhor e mais provável
que você venha a atrair o seu cliente.

22
Quer mais um exemplo?

"Reflexões e Conclusões acerca das modificações impostas


pela Reforma Trabalhista."
"Conheça e entenda a Reforma Trabalhista."
"Reforma Trabalhista para Concursos."

MUITO MAIS PROVÁVEL que o seu cliente clique


nas duas últimas opções não é mesmo?

Quanto mais direto e objetivo for é melhor.


O Google aceita títulos extensos, mas não os recomenda. Descreva, com
o mínimo de palavras possível, o que você está colocando a disposição
do leitor.

DICAS:

Faça apenas um título por página: não coloque um para aparecer na


pesquisa do Google, outro para a aba e outro para introduzir o seu
artigo, pode fazer com que o leitor se confunda ou ache que entrou
no lugar errado. Aí volta pro Google e é ponto negativo pra você;

Use palavras-chave no título;

Como falado: coesão, clareza, objetividade e conexão com o


conteúdo da página são características indispensáveis do título Se
sua marca for conhecida, tiver poder ou, mesmo que não tenha,
coloque-a no título, de repente um cliente pode te achar ao
pesquisar sua marca, te conhecer por causa da sua marca....
entendeu, né?;

Não use muitas vírgulas;

Use termos atrativos, que provoquem curiosidade e instigue o leitor


a acessar o seu site.

23
2.3. URL (ENDEREÇO DA PÁGINA)

A URL é a sequência de termos introduzida pelo famoso “www”,


mas também pode ser introduzido por “http” ou “HTTPS”.

Exemplo?
www.advogadobomdebola.com.br

E QUAL A IMPORTÂNCIA DE FAZER UMA BOA URL?

Imaginem os seguintes links:


1. www.direitoensinado/artigo-o-que-é-s-e-o
2. www.direitoensinado/&&R%%#¨kblddksdps83819OO))))

(Já viram link parecido com esse último, num foi?)

Então, por que ela representa perigo? Pelo simples fato de aumentar a
probabilidade de dar erro na hora de se conectar ao site. O famoso:

"ERROR 404
(PÁGINA INEXISTENTE)"

É importante salientar que, se você tem uma página como essa


disposta no exemplo, não é recomendado que você se apavore
e saia mudando de uma hora para outra. Tal modificação
requer cuidado e diversos redirecionamentos.

Nesta hipótese, recomenda-se que procure um profissional


para efetuar estes redirecionamentos.

Em suma, se você conseguir alterar quando pôr o artigo no ar,


busque por links amigáveis, eles são mais visados pelos
buscadores e não são confundidos com vírus.

24
2.4. LINKS INTERNOS

Pense na sua página como um outdoor. Seja o próprio divulgador dela.

Imagine que seu Escritório seja multidisciplinar, ou seja, trate várias


situações como Família, Trabalho, Penal etc., mas poucos sabem disso.

No geral, ela é conhecida por um ou dois artigos


que se tornaram sucesso.

Um artigo de Direito Constitucional que você fez, por exemplo.

Se em uma parte do artigo você fala de matéria pertinente ao Direito


Administrativo e, caso tenha um outro artigo
sobre esse tema, integre um link.

É como se estivesse dizendo: se aprofunde,


conheça mais sobre o tema, deixa eu te ensinar mais.

Quer um exemplo prático?

Já entrou no famoso Wikipédia?

Quando você lê um texto lá, não encontra uma série de termos


intercalados, sublinhados, na cor azul e que ao serem clicados te
redirecionam pra outra página? Pois é, esses são os Links Internos.

25
É recomendado que use em sua página pelo simples motivo de aumentar
o tráfego em seu endereço eletrônico.

Para realizar este procedimento você precisa conhecer bem a sua página,
não adianta de nada e se torna até chato você ficar
linkando coisas que não tem nada a ver.

Tipo, você fazer um link em um texto de direito civil, que está falando de
desapropriação conforme o interesse da administração pública, e do nada
fazer um link que redireciona a página para um texto que
fala de licitação, pelo simples motivo de ser também
uma matéria que envolve o direito administrativo.

Outra dica, não carregue a página de links,


lembre-se SEMPRE, as vezes, menos é MAIS.

26
2.5. IMAGENS

Outra coisa importante é a legenda que você coloca em uma


imagem que compõe o corpo do texto do seu artigo.

Neste caso, deverá prezar pelo nome do arquivo da imagem,


texto alternativo e o contexto.

Por mais inteligente que seja, por incrível que pareça, o robô do Google
não consegue interpretar uma imagem. Ou seja, se a Imagem 1 retrata
uma árvore e você pesquisa a palavra “Árvore”, o Google não vai te
apresentar essa Imagem 1. Ele não sabe interpretar que tem uma árvore
naquela imagem, pois não sabe interpretar imagens.

Como ele identifica a imagem certa para apresentar então?


Simples, pelo título que é dado a ela ou pelo artigo ao qual ela está
vinculada. Pense, o Google não conseguirá identificar uma imagem com o
título “1.jpg”, mas conseguirá te apresentar uma imagem que
tenha como nome: “árvore-verde.jpg”.

Entendeu como funciona?


Lembre-se, o Google trará e apresentará o que é mais amigável,
o mais confortável, o que mais se assimila ao que o leitor pesquisou.
Então, disponha as imagens de forma fluída no texto,
próxima ao conteúdo que ela faz referência.

O Google vai relacionar o conteúdo da imagem com o texto para


estabelecer um posicionamento quanto ao seu site. Por isso o título da
imagem é importante, já imaginou se tem um erro de carregamento e sua
página não carrega? Se você não tiver um título de imagem com relação
correta com o texto, o robô passa direto e você perde a chance
de atrair mais clientes para seu escritório.

27
2.6. HEADINGS

O chamado “Heading” só pode ser visto na codificação da página,


ou seja, trata-se de um código que, após ser programado, vira
o título e o subtítulo de seu artigo.

Define o que é mais prioritário no seu site e, em regra,


encontra-se em um título.

Geralmente o código de um heading é:

<h1>parte do site escolhida como cabeçalho</h1>.

Como o objetivo deste eBook não é te tornar um programador,


mas sim te indicar o que merece ter atenção na hora de confeccionar
seu sítio eletrônico, este assunto não será aprofundado.

28
2.7. CONTEÚDO

Quanto ao conteúdo da página, bom, é você quem define.

Porém, tenho a função de alertar a você uma coisa, cuidado com


o uso desnecessário, desproporcional e sem nexo de palavras.

Imagine que tenha colocado “trabalho” como tema principal,


tema foco do seu conteúdo.

Colocou no título, nas headings e nas imagens...

Colocar essa palavra no texto também é essencial, traz relevância e


conectividade ao texto, mas chega um momento que
você tem que parar e observar.

Leia todo o seu texto e veja se o mesmo não está repetitivo, utilizando o
mesmo termo diversas vezes. Isso torna a leitura
cansativa, estranha, feia ao olhar.

Sua página pode até mesmo perder potência e


se tornar desagradável ao Google, sabe o que isso significa?
Menos visibilidade, e isso resulta em menos clientes.

Não há limite, ou seja, não há um número de vezes exato que um


termo pode ser utilizado em um artigo.

Porém, fique atento para não utilizar um termo de forma prolixa. Utilize
sinônimos, para trabalho use labor ou atividade laborativa, por exemplo.

Dê vocabulário ao seu texto e ele será valorizado. Contudo, não esqueça


de manter o texto sempre guiado pelo termo principal.

29
ARQUITETURA DA INFORMAÇÃO
O título deste tópico resume um dos fundamentos essenciais para
alcançar o posto de site bem organizado, bem construído e,
consequentemente, uma página de sucesso, o que atrai novos clientes.

A Arquitetura de Informação poderia ser chamada de mediadora de


páginas, sabe o motivo?

Uma boa A.I. (Arquitetura da Informação) viabiliza a facilitação na


comunicação entre os elementos de seu endereço eletrônico.

Devo deixar claro que aqui não será disposto um tutorial de como
estruturar o seu site e deixá-lo nos moldes.

Maldade minha? Não mesmo!

Seria maravilhoso poder fazer isso, mas não existe um manual que
tenha aplicabilidade a todos os sites.

Entretanto, existe um rol de possibilidades e variáveis que podem vir a


ser aplicados de acordo com as nuances de cada página.

Independentemente do conteúdo ou tamanho, existem inúmeras


formas de estruturar a arquitetura de seu site.

Basicamente, há um molde que você deve alterar e


aplicar em seu endereço.

Em suma, você tem que ter uma ideia na sua cabeça:


Todas as páginas do seu sítio eletrônico (site), sendo estruturadas,
devem estar conectadas, viabilizando a comunicação
e acessibilidade durante a navegação.

31
Devendo todas estarem conectadas à home page.

A afirmação supra fundamenta-se e se concretiza na


denominada “Teoria dos 3 cliques” que, resumidamente,
define que qualquer conteúdo de sua página deve estar
a até 3 cliques a contar da home Page.

Já pensou que chato?

Você entra em um site mal estruturado,


clica em 5 links e não consegue achar o que está procurando.

Qual seria sua primeira atitude?


No mínimo sair da página e buscar outro local que atenda a sua
pesquisa.

Você, dono do site, gostaria de perder clientes assim?

O robô da busca do Google analisa isso como um mal sinal.


Primeiro por gerar uma navegação ruim e desagradável ao site.
Segundo, por entender que há uma hierarquia no site, que começa com
a home page no topo, seguida pelos tópicos, depois subtópicos
e, assim, sucessivamente.

Se seu artigo estiver muito profundo, em um


grau baixo na sua hierarquia, para o robô, o conteúdo perde a
relevância e, por isso, não é apresentado ao pesquisador.

Dá-se a mesma ideia ao Escritório de Advocacia.... Já pensou? Pode até


ter gente atrás de você, querendo te contratar, mas você está tão
inacessível que o cliente desiste e contrata aquele escritório que, na
primeira tentativa, atende e dá suporte à necessidade dele.
Viu só o quão grave é? Então FICA ATENTO!!!

32
3.1. BREADCRUMBS

Já entrou em uma página para ler um artigo e, acima do título, tinha


uma espécie de “linha do tempo”, me atrevo a chamar de “Linha de
acessos” ou “linha de cliques”, estruturado da seguinte forma:

HOME -> ARTIGOS -> NEGÓCIO JURÍDICO -> O QUE É S.E.O?

Isso é um BREADCRUMB. Tem a função básica de montar


uma trilha de navegação e conectar as páginas de seu site.
É o caminho que você tomou até chegar onde está.

Este elemento, em especial, recomenda-se que você atribua a


aplicação a um desenvolvedor, não é muito complexo, mas um
especialista pode garantir uma maior efetividade a este elemento.

Existe um plugin chamado YOAST, que chega a criar,


automaticamente, um código que entende ser aplicável ao seu site.

Este plugin está presente em sites criados no WordPress.

Ainda sobre o YOAST, além do auxílio prestado nos links internos


durante a navegação de seu site, ele auxilia o Google a entender o
conteúdo de seu site e, ainda, proporciona uma forma mais limpa e
agradável de exibição do seu site no momento da pesquisa.

Veja os exemplos na próxima página.

33
Com trilha de navegação (YOAST):

"O que é SEO? O direito ensinado explica pra você!


www.direitoensinado.com.br > ebook > SEO
SEO (Search Engine Optimization), trata-se de técnicas e métodos
que podem ser aplicados em seu site para que ele possa vir a ser mais
visado pelo Google. A partir da aplicação.... "

Sem trilha de navegação

"O que é SEO? O direito ensinado explica pra você!


www.direitoensinado.com.br/.../ebook-o-que-é-s-e-o-?-
SEO (Search Engine Optimization), trata-se de técnicas e métodos
que podem ser aplicados em seu site para que ele possa vir a ser mais
visado pelo Google. A partir da aplicação..."

Percebe que com a trilha de navegação fica até


mais bonito visualmente?

É possível até discernir melhor o tema abordado naquele


site, podendo atrair mais visitantes, visto que é um
diferencial e representa mais autoridade.

34
3.2. POSTS RELACIONADOS OU MAIS POPULARES

DICA VALIOSÍSSIMA !!!

A utilização de plugins para criação de uma lista de artigos


antigos do seu site que fiquem dispostos ao final de um artigo
novo é uma boa ideia de divulgação.

Quantas vezes você não entrou em um site pra ver algum julgado ou
matéria e quando percebeu já tinha lido uns 10, por uma simples
razão, ao terminar você clicava em outro artigo que te chamava
atenção e que estava disponível ao final do site.

Há locais que dispõem na lateral e outros no final da página.

O importante é deixar o link visível para o leitor.

Fazendo isso você aumentará o número de páginas visitadas no seu


site, com consequente aumento no número de visualizações, além
do tempo de permanência de um leitor/cliente no seu site.

Esses fatores fazem os olhos do robô pesquisador do Google brilhar.

Aumentando a probabilidade do seu site aparecer no topo, com


consequente aumento na probabilidade de atrair clientes.

EXEMPLO DE PROGRAMA: Related Post By Zemanta.

35
3.3. SITE ADAPTADO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS

Lembra da tecla que vem sendo clicada desde o início desse artigo?

Aquela que diz:

“PROMOVA O CONFORTO DE SEU CLIENTE”.

Então, estamos na modernização da era digital, mais de 50% das


pesquisas são realizadas pelo celular.

Ou quando vai pesquisar o número daquela pizzaria você liga o


computador e pesquisa, ou recorre a um calendário?

Não, né? Pegou o celular, destravou, já era.

O GOOGLE enxerga um site com adaptação para dispositivos móveis


como um bom partido e promovedor de uma
boa experiência para os visitantes.

Esse é mais um ponto levado em consideração


para indexar um site no topo da tabela de pesquisa.

Atualmente, devido ao aumento do uso de aparelhos eletrônicos,


o Google prioriza sites dotados de adaptadores para dispositivos
móveis e aperfeiçoam a usabilidade de um usuário.

Logo, se quer ter mais um fator benéfico que aumentem a sua


visibilidade aos seus clientes, dê um upgrade no seu site
fazendo a adaptação para dispositivos móveis.

36
3.4. CONTEÚDO DUPLICADO E REDIRECT 301

www.direitoensinado.com.br
direitoensinado.com

Consegue perceber diferença entre os dois links dispostos


acima? No segundo falta o “www” e o ".br", certo?

Acha insignificante? Sim? Tanto faz? Pois acho que você


deveria se preocupar... Se o seu site não estiver configurado
da forma correta, você poderá perde muitos clientes, sabia?

Para o Google tem diferença se o seu site não estiver equipado


com redirecionamento. Exemplo, se alguem digitar o site do Direito
Ensinado assim "www.direitoensinado.com.br", será redirecionado
para o domínio correto: "direitoensinado.com". Se o seu
site não estiver configurado com o redirecionamento,
o cliente poderá não conseguir acessá-lo.

A grande solução é escolher uma versão e configurar o


redirecionamento citado. De forma que, ao site ser digitado
errado, seja redirecionado à página correta. O redirecionamento
mais conhecido e recomendado é o 301.

O 301 meio que transmite a seguinte mensagem: “Você acessou


o site www.direitoensinado.com.br, mas este foi movido
permanentemente para o endereço direitoensinado.com.br,
onde está depositada toda a autoridade e permissões para exibição
de conteúdo, encaminhe a visita para o último endereço citado”.
Aí o Google vai lá e te manda pro site certo.

37
3.5. NO-FOLLOW

Trata-se de uma ferramenta que visa evitar que outros usuários utilizem
o seu site, sem sua autorização para promover algum outro site.

Por exemplo, evita que alguém coloque na parte de comentários


o link de um site e pede para visitar, alegando que tal
advogado tem mais experiência.

O “No-follow” inviabiliza a transmissão de autoridade para


o link postado e que foi indicado por outra pessoa.
Evitando assim a situação apresentada acima.

38
LINK BUILDING
CONSTRUINDO SUA AUTORIDADE
Depois de tudo que foi falado até agora dá para ver
que o google busca uma coisa: AUTORIDADE!

Seu site ter autoridade, transmitir confiança com o


conteúdo repassado, deixando entender que o seu serviço
é melhor do que o dos outros Advogados.

Afinal, pense... Você dá mais valor para algo que alguém já


reconhecido no mercado fala ou dá mais atenção para
as palavras de um estudante?

Você busca fazer a consulta em sites conhecidos e renomados


ou naqueles desconhecidos cheio de anúncios?

Claro que existem exceções, mas a regra é sempre seguir e ouvir


aquele com mais autoridade, aquele que é reconhecido, o melhor.

LINK BUILDING nada mais é do que um conjunto de técnicas


de SEO que buscam a aquisição de links de outros sites ou de
páginas de um mesmo domínio. Esta técnica explora o denominado
PageRank (PR), criado por LARRY PAGE, trata-se de uma métrica
utilizada no algoritmo do GOOGLE e o auxilia a entender a
importância de cada página que passa por ele,
montando uma espécie de rank/classificação.

O PageRank é uma avaliação, imagine quando você atua em um


processo e um colega advogado pede para você dar uma nota de
1 a 10 para a dificuldade da causa que você está trabalhando.
É a mesma ideia, e essa classificação é pública,
disponibilizada por meio da Toolbar do Google.

40
Só que, no momento, não vale a pena entender o cálculo dessa nota,
pois é feita por uma escala logarítmica, onde a diferença entre um e
dois é menor que a diferença entre 3 e 4. Existem inúmeras casas
decimais para facilitar o caçulo.... para o Google.

Tudo o que você precisa saber é que você precisa de uma nota alta e
que o google leva em conta a quantidade, qualidade e contexto de
links que a página recebe. VOCÊ PRECISA TER OS 3 (TRÊS).

Acha que não precisa? Observe!

Sem qualidade ou contexto, não adianta receber muitos links,


você nunca será popular no seu segmento.
Sem contexto e quantidade, você nunca terá a
amplificação necessária.
Sem quantidade e qualidade, você nunca terá a força
suficiente para competir com outros concorrentes.

Viu como é importante ter as três combinações?


Tenha elas e terá sucesso:
QUANTIDADE, QUALIDADE E CONTEXTO.

TUDO É AUTORIDADE... quantas vezes você não ouviu algo sobre


estudo de alguém próximo, que te ama de verdade, mas quando veio
um desconhecido com renome na área você não só o ouviu como pôs
em prática o que ele falou? Simples, ele, pelo menos publicamente,
tem renome e autoridade para falar daquela área.

Não entendeu meu exemplo? Bom... você acredita em uma


dica de prática advocatícia de um estudante ou de um advogado
renomado na cidade? O estudante pode até saber e ter mais
propriedade na área, nunca se sabe, mas uma coisa é certa,
dificilmente você ouvirá o estudante.

41
A mesma ideia é você jogando futebol/vôlei/basquete...

Se um grupo de amigos, que não jogam bem, falam que você joga bem,
isso não tem credibilidade, pois eles não têm autoridade no assunto.

Porém, se um Pelé, um Bernardinho, um Oscar Schmidt


fala é outra história, certo?

Se um ou mais tipos de jornal esportivo


falam bem de você, será sucesso na certa.

Associe a ideia de “falar bem” à meta do seu site a ser alcançada.

Os outros sites falam bem de você por meio dos links.

Logo, é importante que você interaja com outros sites, de uma forma
que os viabilize a auxiliarem você por meio da disposição
de links para o seu site no espaço deles.

Atenção!!!

As vezes menos é mais, já ouviu isso, né?


Pois é, ter locais que falam bem do seu site é importantíssimo mas, vale
mais você ter 5 sites TOPs (maior PageRank) fazendo link para o seu
site, do que ter 15 sites fracos (baixo PageRank)
fazendo link, entendeu?

Vale mais um primeiro lugar/o melhor falando bem do seu site ou um


20º lugar? Os melhores sites do PageRank o auxiliarão a crescer e
conquistar seu próprio espaço nas primeiras posições.

42
Outra situação que deve ser abordada é o seguinte...

Claro, na nossa profissão temos essa vantagem, qualquer um que fale


bem da nossa profissão pode ser benéfico, afinal, quem não
precisa de um advogado, certo?

Porém, uma coisa que geralmente salienta-se é que você tem


que ser bem falado em sites que tem a ver com o seu tema.

Não entendeu?
Um exemplo, digamos que o Einstein não soubesse nada de futebol, ele
é um físico reconhecido, se fosse sobre
física você não o contestaria.

Porém, o tema em questão é o futebol, Albert é um


mestre da física, não do futebol.

Se fosse física, o que ele falasse teria relevância, mas como o assunto é
futebol a opinião será fraca e sem relevância.

Você também tem que pensar nisso...


Vai deixar o seu link em um site de receitas ou em um site que posta
diversos artigos jurídicos e conteúdos frequentemente procurados por
leigos para auxiliar na solução de conflitos judiciais?
A resposta é óbvia.

Para o Google é importante que você tenha links,


mas não qualquer um.

É importante que sejam links presentes em sites qualificados e que


tenham temas relacionados ao seu.

43
Para o robô do Google, são esses fatores que classificam
a importância do link.

Resumidamente, a ideia das técnicas do PageRank é melhorar o seu


rankeamento e o número de visitantes no seu site,
e sabe o que isso significa?

Mais clientes, mais causas, mais dinheiro, mais sucesso.

Parece tudo maravilhoso e fácil de ser aplicado, certo?

Posso usar, né?

Sim, pode, mas não é assim tão fácil.


Por muito tempo, sites que não se importavam com o conforto dos
seus visitantes ficavam nas primeiras posições,
utilizando-se das técnicas aqui apresentadas.

À vista disso, o google passou a condenar algumas dessas técnicas e


deixou a sua classificação mais rigorosa, tais técnicas devem ser
utilizadas com cautela e responsabilidade.

Quando um cliente você não busca deixar ele confortável?

Não é por isso que você constrói um escritório limpo, climatizado, com
um sofá bom, cafezinho para o cliente.

O que tudo isso busca gerar?


Conforto àquele que te visita, para deixar o gosto de quero mais, fazer
ele te procurar mais vezes, seja pelo seu trabalho qualificado e pela
forma que você o tratou bem, o ser humano
gosta de ser mimado, acredite.

44
Se você faz tudo isso no seu escritório, por que não
proporciona uma boa experiência em seu site também?

Porém, recomenda-se o cuidado no uso de algumas técnicas, como


estratégias ativas de ganho de links, ou seja, qualquer forma de criar
links para “enrolar” o robô do google.

Sim, tem técnicas para isso, mas digamos que esse robô não gosta nem
um pouco disso e pode condenar o seu site por isso, afinal,
quem gosta de ser enrolado?

TUDO O QUE VOCÊ PRECISA ENTENDER É QUE MAIS DE 90% DE


SEU TRABALHO DEVE SER FOCADO EM PROPORCIONAR A
MELHOR EXPERIÊNCIA POSSÍVEL AO USUÁRIO. MELHORANDO A
USABILIDADE E EXPERIÊNCIA DESSE. COM UM RICO CONTEÚDO.
OS POUCOS, OS LINKS VÃO APARECENDO.

Parece repetitivo, né?


No entanto, é a única maneira de proteger o seu empreendimento de
qualquer atualização que o google venha fazer, pois,
independentemente disso, o robô sempre irá prezar uma coisa:
o conforto de quem está pesquisando.

Se você proporciona uma boa experiência, sempre


terá uma boa relação com o google.

Os seus esforços podem ser focados em verificar melhorias que você


pode aplicar no seu site, como corrigir algum evento error 404.

45
4.1. CUIDADOS ESPECIAIS QUE MERECEM DESTAQUE

Como falado, o google está cada vez mais rigoroso. À vista disso,
o próprio criou uma lista de diretrizes para webmasters:

Aproveite para observar uma técnica que já foi ensinada


nesse artigo. Lembra dos BREADCRUMBS?
está vendo que uma página do Google utiliza também,
por que ele usa e você não? Pensa um pouco!

Enfim, acesse essa página, vale muito a pena. Não tá


acreditando no que tá lendo aqui? Vai nessa página e veja o
Google falar a mesma coisa de forma mais resumida.

Basicamente ele diz o seguinte:

“Crie páginas para o seu usuário, não os engane,


procure ser bem visto por eles, é para eles que você tem que
gerar conforto, não para os mecanismos de pesquisa."

46
“Não tente enganar os mecanismos de pesquisa. Concentre-se no que
você tem de especial, valioso e cativante no seu site, concentre-se nisso.
Faça o seu site se destacar dentre os outros da mesma área.”

O Google também classifica algumas atitudes como negativas,


que dificultaram a sua caminhada em promover um bom
rankeamento do seu site:

“Não compre links ou venda links que passam o PageRank.


Trocar dinheiro ou bens por links não é bem visto, também não é mandar
produtos “gratuitos” em troca de divulgação com link,
assim como trocar links demasiadamente”

“Usar programas ou serviços que automatizem a produção de links


para site. Fazer muito marketing de artigos ou campanhas de postagem
de convidados, com links em textos por meio de palavras-chave, bem
como os chamados “links artificiais” (aqueles que são feitos em uma
página sem autorização do proprietário) não é legal”.

Por fim, pai Google ensina como a vida...

Se você quer crescer, tem que se dedicar para construir um site TOP!

Com conteúdo exclusivo e de qualidade, ganhando popularidade pelo


excelente trabalho desempenhado.

Criar um site com bom conteúdo é o ideal para alcançar o sucesso.


Quanto mais útil o seu site for, mais popular ele será.

Não faça como alguns advogados que criam um site e o abandonam, não
o preservam, não o atualizam.

47
Seja o diferencial na multidão, seja aquele que nada contra a maré.

No meio da escuridão seja a luz.

Fazendo tudo isso, você verá como alcançará todas as suas metas e
consequente admiração de todos, de forma limpa, sem pisar em
ninguém.

Você tem que se esforçar ao máximo para produzir


demasiadamente feitos de qualidade, seja no mundo virtual
ou não.

Você faz o seu nome!!!

VAMOS PRA CIMA!!!

48
4.2. COLOCANDO O LINK BUILDING EM PRÁTICA

Nem toda forma de ganhar link é maléfica e mal vista pelo Google.

Trabalhando no aperfeiçoamento do seu site, baseado em algumas


técnicas, você pode alcançar o mesmo objetivo sem perder credibilidade.

4.2.1. - Links Quebrados (4040)


Quando páginas deixam de existir ou passam a ter alguns problemas
técnicos, podem vir a prejudicar alguns sites, haja vista que dificulta o
acesso tanto do usuário quanto o do robô do Google.
Isso pode te fazer perder clientes.

"Como posso resolver isso?"


Simples, imagina aquele(a) quarto/gaveta LOTADO DE PAPÉIS.
Você tem que fazer uma faxina geral, ver o que presta.
o que não presta e descartar o desnecessário.

Siga a mesma ideia no site, faça uma faxina,


verifique todos os links que você detém, veja os que
prestam e mantenha. Os demais você deve descartar.

Isso irá melhorar a qualidade do seu site e evitar transtornos,


tornando a navegação mais leve e fluente.

OOOOUUUUU

Você faz outra jogada para a qual terá que utilizar o Google Search
Console, onde irá executar “Ferramenta -> Erros de Rastreamento”.
Ele irá trazer os “404”, os quais você poderá tentar encontrar uma URL
de versão nova e fazer um redirecionamento
“301” para a nova versão de URL, uma URL válida.

49
Efetuando essa verificação e realizando os redirecionamentos
corretos você poderá recuperar autoridade há muito tempo perdida.

Viu? Como dá de aperfeiçoar o seu site e ganhar autoridade


mexendo só no seu site, sem nada ilegal para os
parâmetros Google. VAMOS PRA CIMA!

4.2.2. - Co-Marketing
Se fosse no mundo da música, seria o famoso
“feat.” ou “Featuring”, participação.

Quando você é novo no mercado de trabalho, das duas uma:


1, Abre o seu escritório e escolhe um YODA para você, que te guie e
tire duvidas, alguém a quem você sempre recorra;
ou
2. Você começa trabalhando em um escritório montado,
as vezes de renome, e faz o seu próprio nome, certo?

Um site pode fazer o mesmo, por que não fazer parcerias?


Já ouviu falar de a união faz a força?
Una-se com um colega de trabalho, produzam um artigo para
publicação, produzam um e-Book, isso pode te ajudar
e ajudar ele também. Não seja cego a ponto de achar
que ninguém faz parceria nos dias atuais.

Fazendo parceria você amplifica o campo de divulgação e ainda


divide tarefas, tendo menos trabalho e ganhando mais tempo.
Use a sabedoria para escolher o seu parceiro.

Um conteúdo de alta qualidade pode resultar em um alcance maior


de leitores e, consequentemente, geram-se links sem a
prática de uma conduta que possa irritar o papai Google.

50
4.2.3. - Guest Post
Consiste em postagens realizadas em outros blogs.

Sabemos que esse tema já foi citado e, talvez, até visto


como algo negativo, mas fique atento.

Negativo é você fazer uma postagem em um site, na parte de


comentários, sem autorização do proprietário e
com um único propósito: ganhar links.

A situação é invertida quando você, em parceria com outro, como no


co-marketing, e habilita a escrever um post para ele, um pequeno
favor que pode vir a ajudar muito.

Imagine que o dono do blog está passando por um momento que não
tá tendo tempo para confeccionar postagens,
você vai lá e ajuda ele, de graça mesmo.

Lembre que o Google não vê como positivo você fazer isso em troca
de dinheiro ou um favor, mas nada impede que você
ajude um amigo ou colega de trabalho.

Não precisa atirar para todos os lados, construa


relacionamentos aos poucos.

Deixe comentários, auxilie na fomentação de debates e saneamento


de dúvidas que acontecem nos comentários de sites, utilize as redes
sociais, siga-o, interaja.

É stalkear mesmo, mas isso não é ruim. Você na verdade o está


ajudando, está sendo um amigo que ajuda aquele indivíduo em seu
desenvolvimento profissional, na divulgação do seu trabalho.

51
É melhor você fazer isso do que ficar enchendo o saco de um monte
de gente, enviando e-mail com artigo todo dia, se humilhando e
implorando para que o seu texto seja publicado.

Aos poucos, ao formar uma relação boa de trabalho, se ofereça para


fazer uma publicação.

DE GRAÇA?! SIM! DE GRAÇA.

Atente:

SE VOCÊ TEM ALGUMA HABILIDADE QUE PODE


AJUDAR DE ALGUMA FORMA, OFEREÇA SUA
AJUDA SEM PEDIR NADA EM TROCA.

Faça o bem sem esperar nada em troca, sem interesses, você será
recompensado por isso.

Seja em desenvolvimento auxiliado por terceiros ou aperfeiçoamento


intelectual.
Ora, se escreve um artigo, você tem que estudar e se atualizar, certo?
Você ganha conhecimento e ainda faz o bem.
Faça isso, tenha paciência,
e você verá que logo algo de bom retornará à você.

Plante o bem e colherá o bem, plante o mal e nada bom colherá.

Conseguiu a autorização para fazer uma postagem?


Ótimo, agora se concentre em fazer uma publicação
interessantíssima para o gosto do público visitante, de alta qualidade,
procure fazer o seu melhor e você também será recompensado.

52
Inclua alguns links, mas não queira tornar essa publicação que teve
tanto trabalho para conseguir em um outdoor,
em uma promoção exclusiva do seu site.

Realizada a publicação, mantenha contato.


Inteligentíssimo é quem preserva as suas amizades, principalmente
as benéficas. Mantenha o diálogo e as participações.
Quem sabe o dito cujo não anexa um link seu ao site dele, indica o
seu site para outros. Daí pode nascer uma grande parceria, negócio,
um contato profissional de fato.

NUNCA OFEREÇA DINHEIRO EM TROCA DE UM LINK.


Não queira ser mal visto pelo Google, não vale pena o risco.

4.2.4. - Infográficos
Já ouviu falar ou viu um mapa-mental? Difícil não ter visto.
Um infográfico é um mapa-mental, só que confeccionado
com mais ilustrações e com mais dinâmica.

São imagens que repassam uma informação de forma facilitada e


mais atrativa. A vantagem de um infográfico é a sua facilidade de
acesso, afinal, com uma passada de olho o leitor consegue
receber a informação transmitida. A presente estrutura favorece
a viralização desse material, principalmente em redes sociais.

O ideal é que o conteúdo seja de qualidade, com visual atrativo e


sobre um assunto interessante, presente na atualidade ou
aplicado a casos vivenciados no dia a dia.

O que você ganha tendo um trabalho enorme para estruturar um


tema, escrever e ainda criar uma arte? Visibilidade, fundamental para
o seu crescimento profissional.

53
Já pensou em se tornar uma autoridade no seu nicho, igual aos
doutrinadores e advogados que você admira?

Pois é, todos tem uma história de luta e superação por trás de toda
a glória demonstrada e registrada.

CONSTRUA TAMBÉM A SUA HISTÓRIA DE PERSEVERANÇA.


TRABALHE DURO E COM DISCIPLINA, É SUCESSO NA CERTA!

Você pode promover o seu site por meio de um infográfico,


incluindo um código embed, pode anexar um link que dá acesso ao
seu site. Você pode colocar o endereço de um rede social. Isso é
bom, sabe o motivo? VOCÊ não tá trocando/vendendo/pagando
links, não ta fazendo link de forma ilegal em sites de terceiros, você
somente está produzindo um material e assinando, praticamente.
TRABALHA! TRABALHA! TRABALHA!

4.2.5.- Assessoria de Imprensa

Esse aqui é para os grandões, ou seja, para aqueles que estão


realmente sem tempo e tem condições para contratar uma
ou mais pessoas para cuidar exclusivamente disso.

Pode ser benéfico, contratando alguém especializado na área você


pode expandir as chances de sucesso de divulgação, uma assessoria
de imprensa terá contatos e conhecerá os meios mais
recomendados e adequados que podem ser aplicados e utilizados
no crescimento da marca.

Podem, também, possuir técnicas que viabilizam a divulgação em


qualquer meio de comunicação, observadas
as nuances de cada caso.

54
4.2.6. - Menções da Marca

Digamos que a sua marca é divulgada em algum meio, contudo,


não há o link que conecta a sua marca ao seu sítio eletrônico.

O mais difícil, que é ter o seu nome divulgado em alguma rede de


grande circulação já aconteceu, resta agora adaptar-se à
situação, caso o link não tenha sido feito, solicite-o.

Existe uma ferramenta que o auxilia a identificar esses contratempos,


a Fresh Web Explorer realiza o mesmo tipo de pesquisa realizada pelo
robô do Google, a diferença é que você pode configurá-la
para vasculhar a internet através de menções a sua marca
que não tenham sido linkadas para você.

Através desta ferramenta você pode, ainda, programar um alerta que


o avisará toda vez que o seu termo for citado, de forma que deixe o
sempre atento quanto às citações desfavoráveis.

Momento no qual deverá entrar em contato com o


dono da matéria para solicitar a divulgação.

LEMBRE-SE, SEJA SEMPRE CORTÊS!!!

55
FERRAMENTAS ÚTEIS
Não podíamos encerrar esse informativo deixando de
apresentar alguns programas que podem vir a ser
proveitosos na aplicação das técnicas aqui dispostas.

5.1. - GOOGLE SEARCH CONSOLE (CENTRAL DO WEBMASTER)

Ferramenta do Google que viabiliza, gratuitamente, a quem está


consultando a forma como ele está vendo aquele site.

Pormenorizando o seu desempenho, onde podem ser recebidas


sugestões e/ou diagnósticos de problemas com HTML,
demonstrativo de aparecimentos do site em pesquisas orgânicas.

5.2. - SCREAMING FROG

Trata-se de um facilitador, um crawler, que te auxilia a tomar


conhecimento de informações de forma simples, tais como: errors
404, redirecionamentos, títulos de todas as páginas, peso das
imagens, texto alternativo de imagens, dentre outras.

5.3. - GOOGLE PAGESPEED INSIGHTS

Apresenta a velocidade de carregamento da sua página,


um importante fator na avaliação realizada pelo Google.
Uma página muito lenta pode aumentar a taxa de rejeição e
ter o acesso a sua página evitado. O Google Pagespeed Insights
indica o que está deixando o carregamento tão pesado.

57
5.4. - KEYWORD TOOL

Sabe quando você começa a digitar algumas palavras no Word e


quase de imediato desce uma aba com sugestões?

Essa ferramenta pega as formas de complemento frequentes de


palavra-chave utilizadas e as coloca em uma lista, para que você
tenha uma noção do que os usuários estão pesquisando e
como realizam essa procura. Ou seja, quais termos são
utilizados na hora de buscar determinado tema.

5.5. - OPEN SITE EXPLORER

O Google, obviamente, não libera determinadas informações, e


uma delas é a classificação atribuída aos sites, ou seja,
a força de cada página e domínio.

O Open Site Explorer dá fim a esse


vácuo de informação ao varrer a internet e, através de links,
é capaz de medir a força de uma página, junto com os
principais conteúdos, dentre outras informações.

58
5.6. - WEBXTOOL - AGÊNCIA MESTRE
Uma vez trabalhando com SEO profissionalmente, você verá
como essa ferramenta se tornará indispensável, pois a mesma
monta uma lista e faz sugestão de palavras-chaves, cria relatórios
de desempenho do projeto e até monitora os termos do Google.

Ferramenta gratuita.

5.7. - HTTP HEADER CHECKER - AGÊNCIA MESTRE


Ferramenta utilizada para identificar qual redirecionamento
uma página está utilizando.

Colocando apenas o endereço


da página é possível ver o status de resposta.

5.8. - RD STATION

Criada pela Resultados Digitais, é mais uma ferramenta de


perfeiçoamento de páginas por meio de Marketing Digital.
Esta ferramenta disponibiliza um painel de palavras-
chave e a otimização de páginas.

Traz informações referentes ao volume de busca e acompanha


automaticamente a evolução do site no ranking do Google.

Também faz um diagnóstico de cada página escolhida e atribui uma


nota, apresenta os prós e contras, na tentativa de melhorar o
posicionamento da página no rankeamento do Google.

Essas são algumas das ferramentas que podem ser utilizadas na


aplicação das técnicas aqui indicadas no seu sítio eletrônico.

59
DICAS FINAIS
Tomando conhecimento de todas as técnicas que podem ser
aplicadas para aperfeiçoar o seu site, resta agora aplicá-las. Saber
quais são as principais vantagens e desvantagens do seu site é um
ato fundamental para garantir a efetividade da aplicação das
medidas trazidas nesse e-Book.

Comece....

6.1. - LISTANDO PROBLEMAS

Olhe, conheça o seu site, tente acessá-lo como


se você fosse o visitante.

Depois de ter feito isso e atingir um nível considerável de


conhecimento do seu próprio site, aplique as seguintes
perguntas à realidade dele:

Meu site está na primeira página de pesquisa no Google? Ou pelo


menos está bem rankeado?

Meu site tem títulos diferentes e únicos para cada página ?

Meu site tem páginas com “meta descriptions” únicas?

As URLs do meu site são amigáveis?

Quanto ao conteúdo do meu site, este é original e qualificado?


Ou é todo copiado e confeccionado de qualquer jeito?

Minha página aparece no índice do Google?

61
Em termos de acessibilidade da minha página, eu consigo acessar
todas as páginas a partir da página inicial (home)? Sim? Quantos
cliques eu tenho que dar até chegar na página mais
profunda/escondida do meu site?

Basicamente, veja tudo que foi trazido ao seu conhecimento por


meio deste e-Book e pergunte a si mesmo se a sua página tem algum
problema levantado aqui.

Verifique se ele precisa de alguma atualização/melhoria. Analise-o e


passe para o próximo passo, que é:

6.2. - ORGANIZAR OS PROBLEMAS

Após conhecer bem o seu site e listar os problemas


encontrados, está na hora de se organizar para
solucionar os conflitos encontrados.

Defina estratégias e metas, aprofunde o seu conhecimento na


área ou contrate um profissional para te auxiliar.

Estabeleça metas para solucionar os problemas e


também faça o seguinte.

6.3. - LISTAR PRIORIDADES

Assim como tudo na vida, você tem que listar suas prioridades...

Estudos antes do lazer, saúde antes de diversão...

Assim como na vida, o seu site tem problemas mais graves, como erros
de redirecionamento (404, por exemplo), e problemas mais simples,
como criar os breadcrumbs, que melhoram a estética do seu site.

62
Defina quais são os problemas que mais te prejudicam e os
classifique ou por grau de dificuldade ou por
ordem de solução, você escolhe.

Outra ideia de urgência são os títulos do seu site.

É importante que cada título seja único.

Ele influencia diretamente na sua autoridade e visibilidade para


as páginas de pesquisa.

Listados os casos com maior grau de urgência, se faz necessário


fazer nova classificação dentre as prioridades organizadas,
desta vez você deverá

6.4. - CLASSIFICAR AS PRIORIDADES POR


GRAU DE DIFICULDADE DE EXECUÇÃO

Digamos que, com a lista de prioridades montada, você fica


intertido com uma adaptação complexa e de difícil solução que
toma todo seu tempo, não realizando nenhuma outra melhoria e,
consequentemente, perdendo a chance de ganhar clientes.

Digamos que esse é um aperfeiçoamento de nível


4 (quatro) de dificuldade.

Você não utilizaria melhor o seu tempo e otimizaria o seu site mais
rápido se você trabalhasse com duas prioridades
nível 2, por exemplo?

63
São demandas menos complexas, com igual grau de prioridade, no qual
você poderá desempenhar um trabalho mais ágil, subindo
um degrau de cada vez.

Dessa forma, você já terá um resultado apresentado em um tempo bem


inferior à primeira tentativa e, ao final, terá duas
melhorias no lugar de uma de grande complexidade.

Comece por algo que é igualmente prioritário, mas que tenha um grau
de complexidade inferior, depois parta para o mais complexo.

Enquanto o menos complexo está trabalhando e gerando resultados,


você está trabalhando no mais complexo.

Bem melhor do que ficar trabalhando no complexo e não ter nenhum


produzindo resultado, certo?

Entendeu qual é a linha de raciocínio?

64
6.5. CONHECER A EQUIPE COM QUEM VOCÊ ESTÁ
TRABALHANDO E, TAMBÉM, AS SUAS LIMITAÇÕES

Não adianta nada empurrar para uma equipe de TI, composta por duas
pessoas, o trabalho de uma empresa grande, que deveria ser
desempenhado por pelo menos 10 pessoas.

Conheça todos os seus recursos, a sua equipe, e trabalhe com demanda


proporcional à capacidade e velocidade de execução disponíveis.

6.6. TOMAR CUIDADO COM A INDEXAÇÃO DO SEU SITE

Vamos imaginar que você já tenha entrado em um site para ter acesso
gratuito a um e-Book ou material.
Preenche uns campos com nome completo, e-mail e resposta a uma
pergunta qualquer, como aqueles verificadores de letras
e números, por exemplo.
Por conseguinte, você é redirecionado a uma página de agradecimento
que informa que o seu e-Book/material foi enviado para o e-mail ou
disponibilizando link para download.

Bom... Não é interessante que o Google indexe essa


última página e apresente ao pesquisador.
É importante que ele indexe a página em que você oferece o material, o
documento disponibilizado por você, pois é com essa página que você
fomenta a venda da sua Advocacia e atrai visitantes para o seu site.
O Google pode, automaticamente, indexar as duas.
Para evitar esse ato, existe uma ferramenta chamada “NO-INDEX”, que
pode ser colocada no header da página.
Há, ainda, o “ROBOTS.TXT”. Ambos buscam evitar a indexação de
páginas indesejadas pelo proprietário.

65
PAPO FINAL
Tenha uma coisa em mente, você deve trabalhar duro para gerar
conforto ao usuário do seu site, devendo estar sempre preparado
para atendê-lo da melhor forma possível.

Você deve atrair os seus clientes para o seu serviço,


eles têm que vir até você e não o contrário.

Se esforce! Para que os seus clientes levem as dificuldades e problemas


até você e esteja pronto para solucioná-los.

Faça com que eles venham por vontade própria, atraídos pelo
conteúdo e conhecimento produzido por você, ou seja,
por sua qualidade e capacidade.

Não é fácil chegar esse ponto. É difícil, pode ter certeza!

O caminho é árduo, cheio de contratempos e dificuldades.

Demanda tempo e muito esforço para chegar no sucesso,


mas te garanto que VALE MUITO A PENA!

O gasto realizado em prol do seu desenvolvimento é INVESTIMENTO,


então não fique choramingando pelo dinheiro que gastou, pense que o
dinheiro utilizado foi um investimento realizado em você mesmo,
que você colherá os FRUTOS desse INVESTIMENTO no
FUTURO, seja ele próximo ou distante.

Trabalhe sempre, dê o seu melhor!

Não busque ficar oferecendo milhares de coisas aos seus clientes,


isso é chato, mas esteja por perto para oferecer a coisa certa
e que eles precisam no momento certo.

67
Por isso, produza e se aperfeiçoe para agarrar a
oportunidade quando ela aparecer.

Produza materiais de qualidade, com suor e dedicação,


Algo que qualquer um tenha vontade de compartilhar,
que te dê orgulho de ter produzido.

ENTREGUE-SE...
DEDIQUE-SE COM 200% DE FORÇA DE
VONTADE E ENERGIA.

DÊ O SEU MELHOR SEMPRE E VOCÊ


VERÁ O QUANTO SERÁ BOM!!!

CRESÇA NATURALMENTE E COM CONTEÚDO DE QUALIDADE!!!

Vou ficar muito feliz se você mandar um feedback sobre esse


e-Book. Você pode mandar uma mensagem nas redes sociais
ou mesmo um e-mail para contato@direitoensinado.com.

AAHH, já ia esquecendo. Quero te convidar para conhecer a 1ª


assinatura do Brasil desenvolvida exclusivamente para Jovens,o
direitoensinado.com. Clique na imagem abaixo para ir ao site.

VAMOS PARA CIMA!!!

Matheus Costa Sarkis

Fonte: O GUIA COMPLETO DO SEO – O guia da Resultados Digitais e da Agência


Mestre para usar o Google como uma máquina de tráfego e clientes – 2ª edição.

68

Você também pode gostar