Você está na página 1de 15

FACULDADE ESTÁCIO DO AMAZONAS

CURSO DE BACHARELADO EM FARMÁCIA

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM MÉDICAMENTOS

JESSICA MONTEIRO DE MENEZES

MAT:201810009456

MANAUS-AM
2022
FACULDADE ESTÁCIO DO AMAZONAS

CURSO DE BACHARELADO EM FARMÁCIA

RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM MÉDICAMENTOS

JESSICA MONTEIRO DE MENEZES

MAT:201810009456

Coordenador do Curso de Farmácia: Rherysson Pantoja

Supervisor de Estágio: Rherysson Pantoja

Preceptora de Estágio: Paula Jéssica

Instituição/Local de Estágio: Rede de Drogarias DROGAM

Período de estágio: 16/03/2022 a 10/06/2022

MANAUS-AM
2022
Sumário
1. INTRODUÇÃO.............................................................................................................................7
2. MACEDO E SOUZA COMÉRCIO DE MEDICAMENTOS LTDA (REDE DROGAM
FARMACIA POPULAR).....................................................................................................................9
3. OBJETIVO DO ESTÁGIO........................................................................................................10
5. CARACTERÍSTICAS E ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL DA DROGARIA........................11
7. ATIVIDADES DESENVOLVIDAS...........................................................................................12
8. CONDIÇÕES DE LIMPEZA E BIOSSEGURANÇA DO LOCAL...........................................13
9. ARMAZENAMENTO DE MEDICAMENTOS E CORRELATOS............................................13
10. CONTROLE DE ESTOQUE......................................................................................................13
CONCLUSÃO....................................................................................................................................15
REFERÊNCIA....................................................................................................................................16
ANEXOS.............................................................................................................................................17
7

1. INTRODUÇÃO

Este relatório apresenta as atividades desenvolvidas durante o Estágio


Supervisionado do curso de Bacharel em farmácia da Instituição de Ensino
Superior Estácio , realizado Na Rede Drogam , localizado na rua Benedito Alencar
Nº 412, Alvorada– Manaus/AM, no período de 07/03/2022 a 26/05/2022,
totalizando assim uma carga horaria de 200 horas. Tem como objetivo geral formar
o profissional farmacêutico que possa atuar em Drogaria de rede privada ou pública
realizando dispensação de medicamentos e auxiliando na organização na rotina do
ambiente de trabalho.
No estágio foram desenvolvidas práticas que contribuíram para a capacitação e
aprendizagem, o que só engrandece esta experiência contribui para a formação de
profissionais aptos. Os setores de estágio foram: organização de medicamentos,
preenchimento de temperaturas, preenchimento de planilha. Visando a qualidade
em cada procedimento realizado em cada setor, seguindo orientações de
Colaboradores, Controle de Qualidade e POP’s.
Até o início do século XX, o farmacêutico, era conhecido como boticário, era
respeitado por seu conhecimento, dedicado essencialmente à manipulação dos
medicamentos e por ser o profissional de saúde mais próximo e acessível à
população. A partir década de 40, com o desenvolvimento da pesquisa científica, o
setor farmacêutico cresceu significativamente, ocupando uma fatia importante da
economia mundial (MANUAL DE FARMÁCIA COMUNITÁRIA, 2008).
No Brasil, com o advento da Revolução Industrial, na década de 60, e com a
instalação dos grandes conglomerados farmacêuticos, o segmento entra, de
maneira irreversível, na era dos medicamentos industrializados (MANUAL DE
FARMÁCIA COMUNITÁRIA, 2008).
Mais tarde, impulsionado pela aprovação da Lei 5.991/73, que dispõe sobre o
controle sanitário do comércio de drogas, medicamentos, insumos farmacêuticos e
correlatos, surge a figura da chamada drogaria, definida como estabelecimento
comercial destinado à venda de produtos acabados e sendo permitida a sua
propriedade por leigos (MANUAL DE FARMÁCIA COMUNITÁRIA, 2008).
Devido ao caráter estritamente comercial desses estabelecimentos, o
farmacêutico não se adaptou de imediato à nova realidade e, assim, tem início um
8

processo de perda da identidade profissional agravado por uma formação


eminentemente tecnicista (MANUAL DE FARMÁCIA COMUNITÁRIA, 2008).
Foi, neste cenário, que teve início a prática da “empurroterapia”. Com a
freqüente ausência do farmacêutico, balconistas e proprietários leigos
inescrupulosos substituíam os medicamentos prescritos pelos médicos por outros
que possibilitassem maior lucro, ou simplesmente assumiam a responsabilidade do
estabelecimento, por instituir a terapia medicamentosa a ser utilizada pelos
“clientes” que procuravam tratamento nos balcões das drogarias (MANUAL DE
FARMÁCIA COMUNITÁRIA, 2008).
9

2. MACEDO E SOUZA COMÉRCIO DE MEDICAMENTOS LTDA (REDE DROGAM


FARMACIA POPULAR)

Figura 01: DROGAM


Fonte: Jéssica-2022

Rede Drogam Farmácia Popular é uma empresa que está localizada no município
de Manaus/AM, aberta em 12/01/2021, estando atualmente com sua situação
cadastral Ativa na Receita Federal. Sua atividade econômica principal é "Comércio
varejista de produtos farmacêuticos, sem manipulação de fórmulas", a qual
corresponde ao código de Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE)
nº 4771-7/01.

Se a empresa Rede Drogam Farmácia Popular atua no segmento que está


buscando parceiro e queira fazer negócio com ela, consulte abaixo seus dados
completos, como endereço, dados de contato (telefones e e-mail), atividades
econômicas secundárias desenvolvidas, afim de verificar se a mesma presta outras
atividades de seu interesse comercial, entre outras informações que lhe permita
estabelecer um contato comercial inicial.

Vale mencionar que o objetivo da Valor Consulting é divulgar, de forma fácil e


simples, um cadastro unificado de empresas, objetivando, desta forma, fomentar o
negócio entre empresas (B2B) e entre empresas e clientes (B2C).

Também divulgamos outros cadastros com objetivo de facilitar o dia a dia das
empresas, tais como índices econômicos e financeiros para acompanhamento da
economia e preços, de Códigos Fiscais de Operações e Prestações (CFOP) para
utilização na emissão de Notas Fiscais, Tabela de Municípios brasileiros, os códigos
10

da Classificação Brasileira de Ocupações (CBO), dicionários de termos técnicos,


normas e ementários diversos, manuais de procedimentos, além de publicações
(artigos, notícias, perguntas & respostas, roteiros, etc.) de diversas áreas.

3. OBJETIVO DO ESTÁGIO

O relatório apresentado tem o objetivo de identificar a importância da orientação


farmacêutica que é responsável por garantir o uso racional do medicamento, sendo
o foco principal da relação farmacêutico-cliente, além de descrever como aplicar na
prática os conhecimentos adquiridos ao longo da vida acadêmica, através do contato
direto com o público e agregar valores à formação profissional do estagiário,
contando também com o profissional farmacêutico que me acompanho durante esse
período.

4. CORRELAÇÃO TEORIA-PRÁTICA

Os conhecimentos adquiridos em sala de aula foram essenciais Ao farmacêutico


comunitário é atribuída a responsabilidade pelo cumprimento das Boas Práticas de
Dispensação nas farmácias e drogarias, descritas na Resolução de Diretoria
Colegiada (RDC) da ANVISA nº 328/99 e na Resolução nº 357/01, do Conselho
Federal de Farmácia.

São inerentes ao farmacêutico as seguintes atribuições:

Estabelecer critérios e supervisionar o processo de aquisição de medicamentos e


demais produtos: garantir área específica para segregação de produtos com
irregularidades ou com prazo de validade vencido, fora da área de dispensação.

Promover treinamento inicial e contínuo dos funcionários para execução adequada


de suas atividades, elaborar e implantar os Procedimentos Operacionais Padrão
(POPs), contemplando todas as atividades desenvolvidas no estabelecimento e
supervisionar seu cumprimento. Prestar assistência farmacêutica, com vista a
assegurar a assistência terapêutica integral, a promoção e recuperação da saúde e
o uso racional e seguro de medicamentos. São alguns procedimentos considerados
relevantes neste processo:
11

– Em caso de dúvidas, entrar em contato com o prescritor, para confirmação


expressa da prescrição.

– Orientar sobre os cuidados básicos de guarda dos medicamentos, observação da


validade e descarte necessário de medicamentos inservíveis.

– Coletar as informações sobre os motivos que levaram o usuário a procurar uma


farmácia, analisa-las cuidadosamente e decidir por indicar o uso de um
medicamento isento de prescrição ou encaminha-lo ao médico ou a outro
profissional de saúde, para diagnóstico e prescrição de terapia adequada.

5. CARACTERÍSTICAS E ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL DA DROGARIA

Serviços: visando o atendimento da comunidade e de todos aqueles que


procuram serviços de uma drogaria, oferecendo serviços de dispensação de
medicamentos industrializados (de referência, similar e genérico), produtos de
higiene e produtos para saúde.

Quadro de funcionários: e composto de dois balconistas/ atendentes, um


entregador, um caixa/atendente, dois farmacêuticos responsável Técnica é um
gerente.

Horário de funcionamento: a drogaria está aberta ao público de segunda a


sábado, das 7:00 às 19:00 horas.

Área de Dispensação: Na área de dispensação os produtos são distribuídos


em estantes de vidro (atrás do balcão) e prateleiras de vidro, sendo dividida em uma
área na qual os clientes têm livre acesso aos produtos e outra de acesso restrito aos
funcionários.

Na área de livre acesso encontram-se produtos de higiene, produtos de


perfumaria (alguns hidratantes, protetores solares, etc), cosméticos, alimentos.

Na área restrita aos funcionários estão localizados os medicamentos que


necessitam de receita para dispensação ( de diversas empresas). Entre os
medicamentos OTC mais vendidos estão: os analgésicos, antigripais e digestivos.

Os medicamentos de marca estão organizados nas estantes em ordem


alfabética, o que facilita a sua localização, assim como os medicamentos genéricos,
localizados separadamente.
12

Os medicamentos listados na Portaria nº 344 estão guardados em um armário


de maior segurança com chave que fica sob responsabilidade da farmacêutica
responsável.

6. FARMACÊUTICA SUPERVISORA DO ESTÁGIO

O estágio ocorreu sob a supervisão da farmacêutica Paula Jéssica , que possui


registro no CRF (Conselho Regional de Farmácia) n° 06595. A farmacêutica é
responsável pelas orientações, assistências farmacêuticas, pela verificação da
temperatura ideal dos medicamentos que devem ser acondicionados em
refrigeração, (insulinas, colírio, etc.), pelo controle dos medicamentos de controle
especial, onde lá são vendidos medicamentos das listas B1, B2, C1, C2, C4. O
armário de controlados é contado semanalmente pela farmacêutica, e o lote de cada
medicamento é conferido para verificar se estão de acordo com o relatório que a
central da Drogam manda de acordo com o que é lançado no SNGPC (Sistema
Nacional de Gerenciamento de Produtos Controlados), sendo que quem lança os
controlados no SNGPC é a central da Drogam e não a Farmacêutica. Seu tempo de
permanência é de 8 horas diárias de segunda a sexta-feira e 4 horas no sábado.

7. ATIVIDADES DESENVOLVIDAS

Durante a vigência do estágio as seguintes atividades foram realizadas:

- Planilha de temperatura dos diversos ambientes e geladeira – preenchendo uma


planilha específica para cada ambiente da farmácia, planilha esta elaborada pela
farmacêutica com o intuito de verificar ao longo do dia (pelo menos 3x ao dia),a
temperatura mínima e máxima do momento e a umidade se estão de acordo com as
especificações do fabricante e/ou fornecedor.

- Controle de estoque e elaboração de lista de compras - por meio de fichas


diariamente se conta o estoque para verificar se o que está na ficha bate com o que
está no sistema, fazendo correlação com entradas e saídas eventuais. Se atentando
assim, o que está entrando em estoque mínimo e que exige compra imediata para
não zerar o estoque.

- Arrumação de medicamentos (genéricos similares e referência) nas prateleiras -


seguem-se uma ordem (alfabética) para a disposição dos medicamentos.
Diariamente deve-se verificar se está correta a ordem proposta.
13

- Arrumação das gondolas de medicamentos - conforme a saída e entrada de


medicamentos é necessário arrumá-los para melhor visualização dos pacientes além
de melhor percepção em relação ao quantitativo do estoque.

- Atenção ao paciente no balcão e ao telefone com suporte do farmacêutico para


tirar eventuais dúvidas dos pacientes em relação a concentração, efeitos adversos,
interações e o uso correto dos medicamentos.

- Conhecimentos de receitas - diferenciar os tipos de receitas e os medicamentos de


cada grupo segundo a portaria 344/98. Se atentando as normas desta portaria.

8. CONDIÇÕES DE LIMPEZA E BIOSSEGURANÇA DO LOCAL


A limpeza total do estabelecimento, incluindo área de atendimento, banheiros,
cozinha, é realizada quatro vezes por semana, usando água, sabão e desinfetante,
sendo que no decorrer da semana os vendedores e caixas são responsáveis pela
manutenção desta limpeza. As prateleiras geralmente são limpas semanalmente,
pelos vendedores e caixas. A biossegurança acontece de maneira organizada sendo
que há o descarte de agulhas e outros materiais cortantes, no descartex, os
plásticos, papéis e vidros em lixeiras específicas.

9. ARMAZENAMENTO DE MEDICAMENTOS E CORRELATOS


Os medicamentos são armazenados nas prateleiras anteriores ao balcão e ás
mesas de atendimento, por ordem alfabética de princípio ativo, no caso dos
medicamentos genéricos e similares, e por ordem alfabética de nome comercial, no
caso dos medicamentos de referência. Sendo que os medicamentos fitoterápicos,
são dispostos no interior do balcão, ou nas pontas de gôndola, os correlatos em
prateleira á parte, na área de atendimento, e alguns medicamentos de venda livre
nas pontas de gôndola. Já os medicamentos controlados pela portaria 344/98, são
armazenados em armários com chave, sob responsabilidade da farmacêutica.

10. CONTROLE DE ESTOQUE


O controle de estoque é baseado nas vendas realizadas, através da baixa de
estoque feita pelos balconistas no momento da venda. Esse registro é feito no
sistema de gerenciamento da drogaria, que é informatizado. Em caso de falta, no ato
da procura do medicamento o sistema já acusa que não tem, e no mesmo momento
mostra qual a loja da Drogaria Araújo tem aquele produto no estoque.
14
15

CONCLUSÃO
O estágio me proporcionou melhor visão do que significa ser um farmacêutico
e a responsabilidade que temos por medicamento dispensado e orientação dada aos
pacientes. Nossa função é orientar os clientes de maneira adequada para realização
do uso certo de medicamentos.
O farmacêutico exerce uma função fundamental e de grande
responsabilidade. Através das informações dadas aos clientes que procuram o
balcão da drogaria para tentar solucionar seus problemas de saúde é importante ter
a sensibilidade de orientá-lo de modo correto, sempre indicando a procura do
profissional médico e auxiliando na medida do possível, como o estágio foi realizado
em um período mais avançado do curso a oportunidade de promover um auxilio
melhor ao paciente foi muito maior.
.
16

REFERÊNCIA

 MANUAL DE FARMACÍA COMUNITÁRIA. Disponível em:<


http://www.farmaceuticogaucho.pro.br/attachments/File/Manual_I.pdf>. Acesso
em 10 dez. 2010.
 -BRASIL. Anvisa. Resolução n° 328 de 22 de julho de 1999. (DOU de 26/07/99).
 -BRASIL. Ministério da Saúde. Política Nacionalde Medicamentos. Brasília:
Ministério da Saúde; 1999.
 -BRASIL. Conselho Nacional de Saúde. Resolução N.° 338, de 06 de maio de
2004. Brasília: Diário Oficial da República Federativa do Brasil; 2004.
17

ANEXOS

Figura 02: DROGAM Figura 03: DROGAM

Fonte: Jéssica-2022 Fonte: Jéssica-2022

Figura 04: DROGAM Figura 05: DROGAM


Fonte: Jéssica-2022 Fonte: Jéssica-2022

Figura 06: DROGAM Figura 07: DROGAM


Fonte: Jéssica-2022 Fonte: Jéssica-2022
18

Figura 08: DROGAM


Fonte: Jéssica-2022

Figura 10 DROGAM
Fonte: Jéssica-2022

Você também pode gostar