Você está na página 1de 9

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA


INSTITUTO FEDERAL GOIANO – CAMPUS URUTAÍ
CURSO DE LICENCIATURA EM QUÍMICA

RELATÓRIO DE ATIVIDADES DE AULA PRÁTICA

TITULAÇÃO ÁCIDO-BASE

Denise de Fátima Gonçalves

Relatório de aula prática em laboratório apresentado ao


Professor Leandro Máximo como parte das exigências para a
aprovação na disciplina de Introdução ao Laboratório de Química.

Urutaí
23 de abril de 2017
SUMÁRIO

1. Introdução ---------------------------------------------------------------------------------------------- 1
2. Objetivos ------------------------------------------------------------------------------------------------2
3. Procedimento Experimental --------------------------------------------------------------------------2
3.1 - Materiais e Reagentes --------------------------------------------------------------------------2
3.2 - Metodologia --------------------------------------------------------------------------------------2
4. Resultados e Discussão -------------------------------------------------------------------------------3
5. Conclusão -----------------------------------------------------------------------------------------------5
6. Referências Bibliográficas ----------------------------------------------------------------------------5
7. Anexos --------------------------------------------------------------------------------------------------5
1. INTRODUÇÃO

Uma titulação é uma análise volumétrica utilizada para determinar a quantidade de


uma substância de uma solução, mais conhecida como concentração, que se é dada em
mol.L-1. Normalmente coloca-se uma solução em que se sabe a concentração, denominada
titulante ou solução padrão, com uma solução com concentração desconhecida, por nome
titulado ou solução problema, uma sendo ácido e a outra base [1].
A reação ocorrida entre um ácido e uma base é chamada de neutralização. O titulante
ou solução padrão é colocado na bureta zerando-a, e o titulado ou solução problema vai no
erlenmeyer [2]. No erlenmeyer deve haver o titulado com uma quantidade minuciosamente
precisa e não se pode esquecer de adicionar o indicador ácido-base antes do começo do
procedimento. O ponto final da titulação onde há a mudança de coloração do titulado é
chamado de ponto de equivalência, onde se atinge um pH neutro (pH 7 ou bem próximo)
[3].

Figura 01. Esquema de aparelhagem utilizada na titulação.

Em análises químicas este processo é bastante conhecido e este procedimento é


denominado de padronização da solução. Para que esta reação seja adequada precisa-se
obedecer alguns métodos: 1º: deve ocorre uma reação simples que possa ser expressa por
uma equação química; 2º: o titulante deve reagir completamente com o titulado em
estequiometria balanceada; 3º: deve haver uma mudança física ou química no ponto de
neutralização; 4º: é necessário um indicador ácido-base específico para a observação exata
do ponto de neutralização [4].
Uma reação completa de solução deve ser corretamente balanceada em uma equação
química:

Ácido+ Base → Sal + Água

1
É preciso que se repita a titulação em triplicata, e com volume alcançado em todos se
encontra uma média, sendo ela utilizada nos cálculos para obtenção da concentração da
solução problema.

2. OBJETIVOS

Determinar a concentração molar de uma solução aquosa de ácido clorídrico (HCl) e


de uma solução aquosa de ácido sulfúrico (H2SO4) através da titulação com solução padrão
de NaOH(aq).

3. PROCEDIMENTO EXPERIMENTAL

3.1- Materiais e Reagentes

 1 bureta de 50 mL;
 2 erlenmeyers de 100 mL;
 1 suporte universal e 2 garras;
 1 pipeta volumétrica de 20 mL;
 Solução alcoólica de fenolftaleína;
 Solução aquosa de hidróxido de sódio 0,1 mol. L-1;
 Solução aquosa de ácido clorídrico de concentração desconhecida;
 Solução aquosa de ácido sulfúrico de concentração desconhecida.

3.2- Metodologia

1º Procedimento: Colocou-se 20 mL da solução de ácido clorídrico (HCl (aq)) no


erlenmeyer juntamente com 03 gotas de solução alcoólica de fenolftaleína. Anotou a
coloração da solução após a adição da fenolftaleína. Depois, completou a bureta com a
solução de hidróxido de sódio e titulou a solução ácida até a viragem do indicador. Repetiu
o procedimento em triplicata.
2º Procedimento: Colocou-se 5 ml da solução de ácido sulfúrico (H 2SO4(aq)) no
erlenmeyer juntamente com 02 gotas de solução alcoólica de fenolftaleína. Após,
completou a bureta com a solução de hidróxido de sódio e titulou a solução ácida até a
viragem do indicador.
2
4. RESULTADOS E DISCUSSÕES

No “1º Procedimento” foi colocado 03 gotas de fenolftaleína na solução problema


(ácido clorídrico) e não foi observado nenhuma alteração de cor. Depois, abriu a bureta e
começou a titulação lentamente de NaOH(aq) 0,1 mol.L-1 erlenmeyer com movimentos
circulares. Quando a base atingiu os 22 mL na bureta houve a mudança de cor na solução
problema de incolor para rosa. Houve essa alteração de cor pois a solução deixou de ser
ácida e começou a se tornar básica.
Repetiu o procedimento mais duas vezes e com a média de volume de NaOH (aq)
utilizado nos três experimentos de 22 mL, e após realizou-se o seguinte cálculo:
V HCl=20 mL
−1
[ ]NaOH =0,1 mol . L
V NaOH =22 mL
HCl( aq) + NaOH (aq ) → H 2 O( L )+ NaCl (aq )

NaOH
−1
1 L−0,1 mol . L
−3
22. 10 L−x
−4
x=22. 10 mol
−3
x=2.2 . 10 mol

1 mol HCl−1 mol NaOH


−3
x−2.2 . 10 mol
−3
x=2.2 . 10 mol HCl

HCl
−3
2.2. 10
[ ]= −3
20.10
−1
[ ]=0,11 mol . L

Neste cálculo a partir da concentração e do volume do NaOH (aq), e o volume de


HCl(aq), foi possível chegar ao resultado da concentração de HCl(aq), sendo 0,11 mol.L-1.

3
No “2º Procedimento” foi colocado uma quantidade menor do indicador ácido-base
de fenolftaleína, pois o volume de ácido sulfúrico pipetado no erlenmeyer foi menor, mas
como no HCl não foi observada nenhuma coloração. Depois abriu-se a bureta e foi
realizado o procedimento corretamente até atingir a coloração rosa, após utilizar-se 8 mL
NaOH. Não foi possível a titulação ser feita em triplicata devido a erros técnicos.
Obteve os seguintes cálculos:
V NaOH =8 mL
−1
[ ]NaOH =0,1 mol . L
V H 2 SO 4=5 mL
2 NaO H (aq )+ H 2 S O 4 (aq ) → 2 H 2 O( L) + N a 2 SO 4 (aq )

NaO H (aq)
1 L−0,1 mol
8. 10−3 L−x
−4
x=8. 10 mol

2 mol NaOH−1 mol H 2 SO 4


−4
8. 10 mol−x
x=4.10−4 mol H 2 SO 4

H 2 SO4 (aq)
−4
4. 10
[ ]= −3
5. 10
−2 −1
[ ]=8. 10 mol . L

Foi possível obter com este cálculo a concentração do ácido sulfúrico sendo
8.10-2mol. L-1.
Foi possível observar que com a titulação, a concentração exata da solução padrão e
o volume utilizado do mesmo para a neutralização, encontra-se a concentração da solução
problema.

4
5.CONCLUSÃO

Conclui-se que a quantidade de titulante, mesmo em triplicata, varia muito pouco,


dependendo da posição da bureta, é necessário não se esquecer de colocar o indicador
ácido-base, mexer continuamente erlenmeyer e ser ágil ao fechar a bureta para que haja
total precisão nos resultados. Todos os experimentos foram realizados e os objetivos foram
alcançados com sucesso.

6. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

[1] MÁXIMO, L.N.C.; Práticas de Química Geral. Editora Pires do Rio. Pires do Rio-GO,
2012.

[2] RUSSEL, J.B.; Química Geral. 2. Ed. São Paulo: Makron Books, 1994.

[3] VOGEL, A.L.; Análise Química Qualitativa. 6. Ed. Rio de Janeiro, 2002.

[4] ATKINS, P., JONES, L.; Princípios de Química, 3. Ed. Porto Alegre: Bookman, 2006.

7. ANEXOS

1. Explique qual a importância de se utilizar indicadores ácido-base durante uma titulação.


R: Os indicadores ácido-base são de grande importância na titulação, pois sua
mudança de cor nem meio ácido ou básico indicará quando a solução atingirá o ponto de
equivalência.

2. Discuta a respeito dos possíveis erros que podem ocorrer durante uma titulação?
R: Podem ocorrer o erro de colocar a solução problema na bureta ao invés de colocar
no erlenmeyer, tem também o erro de começar a titulação e esquecer de colocar o
indicador, também pode ocorrer o erro de abrir a bureta ao invés de fecha-la quando a
solução atingir a coloração, etc.

5
3. 100 mL de uma solução aquosa de hidróxido de cério (Ce(OH)3) de concentração molar
desconhecida foram titulados com uma solução aquosa 1,0 mol.L-1 de ácido sulfúrico
(H2SO4). Sabendo-se que o volume de ácido gasto na titulação foi 50 mL, qual a
concentração molar da solução básica?
R: V H 2 SO 4=50 mL
[ ]H 2 SO 4 =1,0 mol . L−1
V Ce (OH )3 =100 mL
2 Ce ¿

H 2 SO 4
1 L−1 , o mol
−3
50. 10 −x
x=5. 10−2 mol

2 mol Ce ¿
−2
x−5. 10 mol
−2
2,5.10
x=
3
x=0,033 mol Ce ¿

Ce ¿

0,033
[ ]=
0,1
−1
[ ]=0,33 mol . L

4.2,5 g de hidróxido de sódio (NaOH) foram dissolvidos em água suficiente para preparar 250
mL de solução aquosa. Sabendo que concentração molar da solução foi determinada por
titulação e apresentou valor de 0,2 mol. L-1, qual a pureza da soda cáustica?
R:
m1
[ ]=
M 1. V
2,5
[ ]=
40.0,25
[ ]=0,25 mol . L−1

0,25−100 %
0,20−x
20
x=
0,25
x=80 %

5. Foram misturados 50 mL de solução aquosa 0,4 mol. L-1 de ácido clorídrico (HCl), com 50
mL de solução de hidróxido de cálcio (Ca(OH)2), de mesma concentração.
a) Ao final da reação, o meio ficará ácido ou básico?
b) Calcule a concentração molar do reagente remanescente na mistura
6
7

Você também pode gostar