Você está na página 1de 29

Maior desenvolvimento

da tanatologia após as Kübler-Ross (déc 60) –


guerras mundiais trabalho com pacientes
(Herman Feifel, 1959 – em estado terminal.
The meaning of dead).

(KOVÁCS, 2008)
Grande capacidade de Pode expressar em palavras, Sua angústia pode ser
observação; mas pode não ser expressada por sintomas ou
compreendida; dificuldades de conduta.
O adulto mente acreditando defender a
criança do sofrimento;
Acha que a criança não vai entender;
Confunde a sua dor com a explicação da
situação.
O ocultamento da morte
dificulta o trabalho do luto,
transtorna seu E o terapeuta, como
desenvolvimento e perturba o fica?
vínculo da criança com o
mundo adulto.

A primeira reação à perda de um ente amado é a


negação, porém ocultando, o adulto ajuda essa
negação e dificulta a passagem pelas outras fases de
elaboração do luto.

Querer morrer é uma reação Microssuicídios: se


colocar em perigo,
comum = seguir o destino do parar de comer,
objeto distúrbios do sono.
Edna Paciência Vietta
Pessoas têm o
direito a tomar
O direito à morte
decisões sobre o
está implícito nos
próprio corpo e
Direitos
escolher quando e
Humanos;
como querem
morrer;

A lei não deve


interferir em A eutanásia
assuntos privados continua sendo
que não praticada mesmo
prejudiquem sendo ilegal.
outras pessoas;
A permissão da
Não respeita a
eutanásia voluntária
Religiosos: contra a inviolabilidade da
levaria a casos de
vontade de Deus; vida, desvaloriza o
eutanásia
valor da vida;
involuntária;

Ainda que
Os cuidados paliativos moralmente
de qualidade retiram a justificável , a
necessidade de eutanásia pode ser
praticar eutanásia; abusada para encobrir
homicídio.
Suicídio assistido: morte não
depende diretamente de ação
Eutanásia: médico age com Em ambos deve-se ter a
de terceiro, pois ocorre por
ação ou omissão para ter a vontade do paciente, pois a
ação do próprio paciente, o
morte; morte é voluntária.
qual foi orientado, auxiliado
ou observado por terceiro;

Você também pode gostar