Você está na página 1de 7

UNIVERSIDADE CATÓLICA DO SALVADOR

NATÁLIA NOLASCO, GENILSON SOUZA, NATÁLIA NAYLA VIEIRA, RAFAEL


COSTA SOUZA

TRABALHO INTERDISCIPLINAR SOBRE O EMITEC

SALVADOR - BA

2018
1 – INTRODUÇÃO

O Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (EMITEC) é um programa


EAD (Ensino À Distância) da Secretária Estadual da Educação do Estado da Bahia
que visa atender a jovens e adultos que, devido às suas localidades distantes ou de
difícil acesso em relação a locais que possuam centro educacionais, não dispõem da
disponibilidade necessária para frequentar regularmente tais locais. Ele visa
alcançar esses indivíduos que não dispõem de acesso a escolas. Este trabalho é
uma breve elucidação sobre o tema, com base tanto em trabalhos publicados
verificáveis quanto em uma visita regulada ao Instituto Anísio Teixeira.

2 – O EMITEC: SUAS CARACTERÍSTICAS, O SEU ALCANCE E A SUA


IMPORTÂNCIA SOCIAL

O EMITEC conta com a interatividade associado à transmissão do conteúdo


em tempo real, que se entende a partir da ideia de ferramenta facilitadora do
processo de ensino e aprendizagem.

A modalidade EAD tem a característica de possibilitar a intervenção do


professor, troca de conhecimento, socialização dos conteúdos et cetera; todos os
aspectos que permitem facilidade de acesso à educação em espaços rurais,
remotos e precários. O projeto traz uma abordagem diferenciada, pois a figura do
professor vai além do planejar e estar em posição de transmissor do conhecimento,
mas sim sujeito que utiliza os conhecimentos prévios dos alunos para agregar ao
seu planejamento, trazendo assim o aluno para o centro do processo de ensino e
aprendizagem associado à tecnologia avançada.

Diante dos questionamentos acerca do acesso e questões devolutivas dos


conteúdos, o programa de ensino médio com intermediação tecnológica adotou um
modelo de aula que assegura o processo de ensino e aprendizagem, a começar
pelo uso de dados quali-quantitativos, onde procura-se um diálogo de informações e
intervenções de suas vivências anteriores sobre o objeto estudado.
Este projeto, EMITEC, atende ao público que se encontra no ensino médio,
do 1º ao 3º ano. A matriz curricular disponibilizada é apresentada com organização
regular a uma instituição de ensino regular. Nesta perspectiva, se leva em conta o
formato da aula, que é EAD, em tempo real, via satélite, mas que o professor detém
de mecanismos de oportunizar atividades, em grupo ou individual; ações essas que
possibilitem a construção do sujeito ativo em seu processo de ensino e
aprendizagem, sobretudo autônomo, capaz de buscar, questionar, confrontar e
interagir com as informações.

Sabendo que o processo de interatividade do programa é existente e se


apresenta de maneira associativa com as vivências, os sujeitos envolvidos
conseguem explorar conteúdos, mediar debates e, assim, alcançar bons resultados.
Além do momento de socialização com todos, existe a possibilidade de chat (bate-
papo virtual): maneira de retirar duvidas. Este é um exemplo de interatividade
indireta que permite aproximação do aluno e professor envolvidos no processo,
estreitando laços de afetividade e auxilio, próximo de dúvidas e conhecimento de
quem é esse outro sujeito que auxilia, levando o professor a questionar a sua prática
e procurar aperfeiçoar e adequar às necessidades dos alunos.

É perceptível que essa concepção de projeto tem caráter social, que procura
atender jovens que estão distantes do acesso à educação de modo presencial para,
com a interatividade, aproximar vivências e contextos, do oportunizando
colaborações e permitindo conhecer outros modos de vida, isto é, integrar, interagir
e confraternizar o conhecimento.

Com o apoio do instituto Anísio Teixeira, a educação à distância, a


modalidade EAD, passa a ter caráter social, com a capacidade de compartilhar
conhecimentos e fazer o sujeito em processo de aprendizagem a se entender como
um ser histórico e social, que necessita do outro, mesmo distante, para estar
conectado e interagindo. O uso das TIC´s (tecnologias de informação e
comunicação) explora possibilidades, fortalece o processo de construção do
conhecimento, intensificando a abertura para motivar e estimular o sujeito a
prosseguir.

Toda essa preocupação com o social, de levar a educação aos lugares em


que não há condições de ter um espaço físico que é a sala de aula, o EMITEC
alcança e desenvolve os conteúdos com base nesta realidade que é vivenciada. É
necessário evidenciar que há também a possibilidade da inclusão de pessoas com
limitação em aulas EAD, pois a mesma tem disponibilidade de interpretes em libra
para sujeitos com surdez, isto é, a modalidade EAD consegue se adequar também
às necessidades dos alunos: há um comprometimento de ambas as partes.

A equipe de professores é extremamente preocupada com os materiais e


recursos a serem utilizados nas aulas lecionadas; para isso há uma equipe que
seleciona e separa o que deve ser realçado em aula, o que usar como suporte, ou
para exemplificação; todos associados ao contexto, sem deixar também de utilizar
as experiências anteriores dos alunos para enriquecer a aula e o processo de ensino
e aprendizagem.

Os alunos, em certos casos, têm acesso as aulas gravadas, por motivos de


não poderem acompanhar (isso raramente acontece, pois há um alto nível de
assiduidade nas vídeo aulas). Isso mostra que a importância ao sujeito é tida como
ponto principal: acompanhar o desenvolvimento do aluno é o objetivo.

A parte social que se aplica ao EMITEC, juntamente com o Instituto Anísio


Teixeira, evidencia que a preocupação com a formação educacional é importante:
estar ali para dividir as conquistas educacionais e fazer avançar, ter uma leitura de
mundo, compreender o seu contexto e refletir sobre o mesmo criticamente: a base
para uma excelência em atividade pedagógica. A satisfação não é só do aluno e sim
também do professor, pois ambos se associam e dividem o conhecimento.

3 – FOTOS DA VISITA SUPERVISIONADA


Conclusão

Este trabalho possibilitou outra perspectiva sobre a educação em modalidade


EAD, principalmente a que ser refere à educação em lugares rurais. É interessante
visitar locais que expressem a educação de maneira não convencional, e que
executa a educação em espaços não-formais. O EMITEC aborda a educação uma
de forma diferenciada e com cunho social, que fomenta a leitura de mundo e
compreensão do professor pelo seu importante papel, e por parte dos alunos a uma
visão crítica social do seu contexto.

Referencias

Disponível em < https://www.edools.com/educacao-a-distancia/> acessado em 19 de


maio de 2018

Disponível em http://tecnologiasocial.fbb.org.br/tecnologiasocial/banco-de-
tecnologias-sociais/pesquisar-tecnologias/detalhar-tecnologia-39.htm >acessado em
24 de maio de 2018

Disponível em http://www.jornaldocampus.usp.br/index.php/2016/05/ensino-a-
distancia-leva-educacao-para-areas-remotas/ >acessado em 20 de maio de 2018

Você também pode gostar