Você está na página 1de 12

Aplicação da Corrente Russa

Indicações

Flacidez abdominal, glútea e em membros superiores / inferiores


Flacidez muscular após parto, emagrecimento e pós-cirúrgico
Drenagem linfática dos membros inferiores

Cuidados e Contra-Indicações

Não existe até hoje contra-indicação absoluta para o uso de correntes elétricas
para estimulação muscular; porém, algumas precauções devem ser tomadas:

Marcapassos Cardíacos: pode haver interferências


Cardiopatas: podem apresentar reações adversas
Gestantes
Não Estimular Sobre os Seios Carotídeos: pode exacerbar reflexos vago-vagais
Estimular com Intensidades Reduzidas as Regiões do Pescoço e da Boca: para
evitar espasmos dos músculos laríngeos e faríngeos
Fraturas Ósseas Recentes ou Não Consolidadas
Hemorragia Ativa
Flebite, Tromboflebite e Embolia
Processos Infecciosos
Câncer
Lesões musculares, tendinosas e ligamentares (absoluta)
Inflamações articulares em fase aguda
Espasticidade (exceto para a técnica de inibição funcional)
Miopatias que impeçam a contração muscular fisiológica (desnervação, etc)

Precauções

* Não contrair um músculo em excesso e de forma súbita para evitar uma lesão
muscular
* Acoplar corretamente as placas ou faixas condutoras com gel condutor. A pele
deve ser previamente limpa na área onde serão colocados os eletrodos.
* Verificar se as placas ou faixas condutoras estão bem posicionadas e fixadas
* A colocação das placas ou faixas condutoras deverá ser realizada com o
equipamento ligado, mas com as intensidades zeradas. Jamais manuseie as
placas ou faixas condutoras durante a terapia se elas não estiverem com sua
intensidade zerada.
* O uso indevido (tempo total da terapia/ T On/ T Off) pode causar fadiga
muscular. Portanto deve-se adequar os valores de tempo, de acordo com as
característica físicas do paciente.
* Exigir o máximo de contração muscular dentro do limite tolerável pelo paciente.
Algumas pessoas se assustam facilmente com a possibilidade de receber um
estímulo elétrico, mesmo que controlado, e solicitam que a intensidade fique
sempre em limites muito baixos de contração muscular, o que não contribui para
o tratamento.
* Espasmos severos nos músculos da laringe e faringe podem vir a ocorrer se
os eletrodos forem colocados muito próximos do pescoço. Estas contrações
podem gerar dificuldades para a respiração
* A duração do tratamento é de aproximadamente 20 sessões, podendo ser
estendido sem nenhum problema, pois o mesmo não apresenta efeitos
sistêmicos.
* Normalmente as sessões para cada músculo ou grupo muscular são
intervaladas.
* Não ligue ou desligue totalmente o equipamento com os eletrodos conectados
ao paciente
* Use somente os eletrodos e cabos originais do equipamento. Eles foram
testados e aprovados para uso

Preparação do cliente

Posicione os eletrodos na cliente, utilizando gel sem qualquer princípio ativo, e


depois de ajustados os parâmetros libere a intensidade nos canais.
Nota: segue adiante uma demonstração de todos os músculos para facilitar a
colocação de eletrodos nos ventres musculares

O modo Reciproc (R) atua alternando a saída de corrente entre os canais 1-2-3-
4 com os canais 5-6-7-8, ou seja, ora os canais do primeiro grupo atuam, ora os
canais do segundo grupo atuam. Neste modo, On time é igual à Off Time e é
possível trabalhar músculos agonistas e antagonistas. Indicado para
fortalecimento muscular.

Exemplos para Colocação de Eletrodos:

- Canais 1 e 2 nos bíceps direito e esquerdo

- Canais 3 e 4 nos reto abdominais direito e esquerdo

- Canais 5 e 6 nos tríceps direito e esquerdo

- Canais 7 e 8 nos oblíquos direito e esquerdo

- Canais 1 e 2 nos reto abdominais direito e esquerdo

- Canais 3 e 4 nos reto femorais direito e esquerdo

- Canais 5 e 6 nos oblíquos direito e esquerdo

- Canais 7 e 8 nos abdutores OU adutores direito e esquerdo

- Canais 1 e 2, ou mais se necessário, nos glúteos direito e esquerdo


- Canais 3 e 4 nos bíceps femorais direito e esquerdo

Vale ressaltar que a colocação é feita de acordo com a avaliação realizada


pelo (a) profissional!

O modo Synchro (S) faz com que todos os canais atuem simultaneamente,
obedecendo aos tempos estabelecidos em On Time e Off time. Indicado para
fortalecimento muscular.

Parâmetros:

On Time (s): ajuste do período de tempo que a corrente circula pelos eletrodos
durante cada ciclo de estimulação. É o tempo de sustentação (on) do pulso, que
é ajustável de 1 a 20 segundos, nos modos (R), (S) e (Q).
- Mínimo de 5 segundos e máximo de 15 segundos

Off Time (s): ajuste do período de tempo que a corrente não circula pelos
eletrodos. É o tempo de repouso (off) do pulso, que é ajustável de 1 a 20
segundos, apenas no modo Synchro (S).
- Começar com valor idêntico ao tempo on e com a evolução do tratamento
aumentar tempo on e manter off para melhor resultado. Só é ajustável no modo
Synchro (S).

% Modulation: varia de 10% - 20% - 30% - 40% - 50%, sendo que a modulação
de 10 a 20% é indicada para músculos pequenos, de 30% para músculos médios
e de 40 a 50% para músculos maiores.

Tempo: o tempo de aplicação pode variar de 1 a 60 minutos, mas o indicado é


no mínimo 20 minutos e no máximo, 40.

Freqüência: deve ser feita a seleção das fibras a serem recrutadas com
freqüência portadora de 2500Hz:
- de 10 a 40 Hz: fibras vermelhas
- 50 Hz: fibras mistas
- acima de 60 Hz: fibras brancas

Segue abaixo as ilustrações de algumas colocações de eletrodos para


fortalecimento nos modo Recíproco e Sincronizado:

Corporal
Facial

Parâmetros:

On Time (s): mínimo de 3 segundos e máximo de 7 segundos

Off Time (s): pode ser o mesmo do tempo on

% Modulation: 10 a 20%

Tempo: 10 a 12 minutos por músculos

Freqüência: deve ser feita a seleção das fibras a serem recrutadas com
freqüência portadora de 2500Hz:

- 50 Hz: fibras mistas


O modo Seqüencial (Q) faz com os canais atuem seqüencialmente do menor
para o maior, ou seja, do 1 para o 8, desde que estejam com dose. Você pode
programar apenas os canais que desejar estimular, ou seja, não é necessário
colocar dose em todos os canais para obter uma seqüência. Por exemplo, se
você colocar dose apenas nos canais 2 ? 3 ? 5 ? 7 ? 8, a estimulação acontecerá
de forma seqüenciada, do menor para o maior, apenas nestes canais. Neste
modo, On Time é igual à Off Time e é o mais utilizado para estímulo ao sistema
linfático (através da colocação no trajeto de grandes vasos com 10 Hz, como
mostram as figuras 09 e 10, ou de bombeamento muscular com 50 Hz); porém,
sugere-se que seja empregado posteriormente à drenagem linfática manual.

Parâmetros:

On Time (s): 3 a 6 segundos

Off Time (s): não há como ajustar. Segue automaticamente o tempo on.

% Modulation: 10 a 20%

Tempo: 20 a 30 minutos

Freqüência: 10 Hz para estímulo de musculatura lisa com freqüência portadora


de 2500 Hz ou 4000 Hz

Exemplos de Colocação de Eletrodos para Estímulo ao Sistema Linfático

Região medial e lateral dos membros inferiores


Trajeto da safena

OBS: O bombeamento muscular pode ser realizado da seguinte forma:

- Canal 1: panturrilha
- Canal 2: região anterior da coxa

- Canal 3: região lateral da coxa

- Canal 4: região medial da coxa

- Repetem-se os outros canais na outra perna

- Vale ressaltar que a colocação está dividida apenas para melhor visualização.

- Pode-se também colocar 2 canais na região abdominal e apenas 6 nos


membros inferiores

- Pode-se também estimular o sistema linfático nos membros superiores,


colocando-se os eletrodos na mesma disposição da perna: região medial e
lateral de braço e antebraço

O modo Continuous (C) fornece uma saída de corrente estável e constante em


todos os canais. Não permite ajuste de On Time e Off Time, sendo utilizado para
relaxamento muscular (analgesia) ou estímulo do metabolismo.

Parâmetros para estímulo metabólico:

% Modulation: 50%

Tempo: 40 minutos

Freqüência: 10 a 30 Hz com freqüência portadora de 2500Hz

Parâmetros para analgesia:

% Modulation: 20 a 30%
Tempo: 20 a 30 minutos

Freqüência: 5Hz para dores crônicas e 100Hz para dores agudas com
freqüência portadora de 4000Hz

Você também pode gostar