Você está na página 1de 2
CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ Sessão: 160.1.54.O Orador: ESPERIDIÃO AMIN Hora: 14:14 Sem supervisão Fase:

CÂMARA DOS DEPUTADOS - DETAQ

Sessão: 160.1.54.O Orador: ESPERIDIÃO AMIN

Hora: 14:14

Sem supervisão

Fase: BC Data: 21/06/2011

Deputado Esperidião Amin fez um pronunciamento O SR. ESPERIDIÃO AMIN - Sr. Presidente, peço a palavra para uma questão de ordem.

O

SR. PRESIDENTE (Manato) - Baseado em qual artigo, nobre Deputado?

O

SR. ESPERIDIÃO AMIN - Baseado no art. 95, complementarmente 96 e 253.

O

SR. PRESIDENTE (Manato) - Tem V.Exa. a palavra por três minutos.

O

SR. ESPERIDIÃO AMIN (PP-SC. Questão de ordem. Sem revisão do orador.) -

Muito obrigado. Sr. Presidente, eu gostaria de compartilhar essa questão de ordem, que vai ser mais uma, mas não é a última.

Trata-se da manchete do jornal Folha de S.Paulo de hoje, cujo título se explica: Senado vetará sigilo em obra da Copa, diz Sarney. No bojo da Medida Provisória nº 527, que versa originalmente sobre a organização do Executivo, foram acrescentados vários artigos, aqueles quase 60 da Medida Provisória nº521, que o Senado barrou e que, entre outras coisas, nesses artigos é instituído o regime especial de contratação ou regime diferenciado para as obras da Copa. Essa matéria deverá ser votada nos seus destaques. A votação está prevista para a semana que vem. Portanto, ela consta dos nossos temas. Pode não ser votada hoje por razões de quorum. Eu quero observar que, mais uma vez, nós vemos uma medida provisória tramitar na Casa em desrespeito à Lei Complementar nº 9.598, em seu art. 7º, inciso II, que veda a inclusão em medida provisória de assunto estranho a ela. Neste momento, porém, eu anuncio, nesta questão de ordem, que é necessário que a Casa se insurja contra essa capitis diminutio, essa humilhação a que nós estamos sendo submetidos. E eu falo com a liberdade de estar aqui ao lado de dois Deputados que votamos contra:

Onofre Santo Agostini, Carmen Zanotto e Esperidião Amin.

Mas muitos tiveram os seus nomes execrados na semana passada. E, num dos blogs, se dizia: Deputados apoiam providência a favor da ladroagem. E não era um blog anônimo, não. Era o blog do Augusto Nunes, um jornalista respeitado. Nós estamos ensejando uma vida arriscada para os Deputados, uma vida arriscada

naquilo de mais sagrado que nós temos que é a reputação. Eu escapei, mas fico triste porque muitos Parlamentares, bem-intencionados ou desavisados, tiveram a sua reputação afetada por um rito equivocado que o Governo e esta Casa adotaram. Eu voltarei ao assunto, inclusive com uma medida judicial. Muito obrigado.

O SR. PRESIDENTE (Manato) - Muito obrigado.

Eu concordo com V.Exa., inclusive, está programada para o dia 28 a discussão de todos os destaques, e há um destaque para retirar todo esse capítulo em que foram acrescidos ositens que V.Exa. falou. E esses Deputados, muitos deles, inclusive eu, que aceitaram a

aprovação da medida, apesar de sermos contra, teremos oportunidade de corrigir isso na hora do destaque do PSDB.

O SR. ESPERIDIÃO AMIN - Sr. Presidente, V.Exa. me permite, não quero dialogar

com a Mesa, mas, em homenagem a V.Exa., não é errado seu voto; é errado o rito que

estamos adotando. Nós estamos fazendo roleta-russa, e a cabeça é nossa. Um grande abraço.

O SR. PRESIDENTE (Manato) - Concordo com V.Exa. Muito obrigado pela

intervenção.

Interesses relacionados