Você está na página 1de 194

INTRODUÇÃO

1 – OBTURADOR (PACKER)

1.1 – É um equipamento de superfície utilizado para promover a vedação anular coluna/


revestimento ou coluna/ poço.

1.2 – FINALIDADES:

 Aliviar a pressão acima da formação.


 Proteger o revestimento contra pressões e fluidos corrosivos quando da estimulação
do poço.
 Localização de vazamento de revestimento.
 Isolamento de diferentes intervalos.
 Permitir a execução de operações especiais como: Fraturamento, cimentações
secundárias, acidificações, compressão de cimento (squeezes), etc.

1.3 – CLASSIFICAÇÃO:

1.3.1 – Quando a natureza do poço:


 Para poços abertos-open hole.
 Para poços revestidos-cassing ou hookwall.

1.3.1 – Quanto ao tipo de completação:


 Simples
 Dupla
 Tripla

1.3.1 – Quanto ao tipo de esforço usado no assentamento:


 Mecânicos
 Hidráulicos
 Hidrostático

1.3.4 – Quanto à recuperabilidade:


 Recuperáveis
 Permanentes (são assentados a cabo ou a coluna).

1.3.5 – Quanto ao tipo de ancoragem:


 Simples (SG)
 Dupla (DG)

1.3.6 – Quanto ao sentido do esforço:


 Compressão
 Tração

1
1.4 – PARTES DO OBTURADOR (PACKER) MECÂNICO: São três as
principais.

1.4.1 – Elemento de Arraste: O atrito desta parte com o revestimento é que permite
um movimento relativo entre duas ou mais partes permitindo assim a ancoragem
do mesmo. Os tipos de elementos de arrastes são: A-Friccion Block, B-Drag
Spring, C-Drag Block. Existem Obturadores hidráulicos e hidrostáticos que não
possuem esses elementos.

1.4.2 – Elemento de vedação: Parte a qual promove a vedação a que o Obturador se


destina. Normalmente um conjunto de borracha que se comprime verticalmente
se esbojando horizontalmente proporcionando a vedação.
A dureza das borrachas segue a escala “shore”.

1.4.3 – Elemento de Ancoragem: É a parte responsável pela ancoragem normalmente


através de cunhas.

ALÉM DESTAS PARTES, TEMOS AINDA OS SEGUINTES ACESSÓRIOS:

1.4.4 – Junta de Circulação: Elemento que vai permitir a equalização das pressões
acima e abaixo do Obturador. Esta equalização é feita normalmente entre o mandril e o
elemento de vedação, permitindo fluxo entre as partes inferiores e superiores do espaço
anular, ou fluxo através do orifício existente acima do Obturador, permitindo a ligação
da coluna com o espaço anular superior.

1.4.5 – Hold Down Hidráulico: Impede o desassentamento do Obturador quando


existir pressão diferencial para cima. São cunhas os pistões acionados hidraulicamente
que resistem a pressões de até 5.000 psi.

1.4.6 – Mandril: É um tubo metálico onde são montadas todas as partes do Obturador
dando continuidade a coluna de tubos.

O “BORE” do Obturador é a menor dimensão que o mesmo apresenta no mandril.

1.4.7 – Junta de Segurança: Usada para desassentamento de emergência quando do


mau funcionamento do desassentamento primário.

1.4.8 – Camisa de Balanceamento: Usada para maior segurança no fechamento da


junta de circulação, quando estiver vedando.

1.4.9 – Elementos Calibradores: Anel calibrador, espaçadores e anel guia. Esses


elementos definem o maior diâmetro do Obturador.

1.5 – ASSENTAMENTO E DESASSENTAMENTO DE UM OBTURADOR


(PACKER)

Para assentarmos e desassentarmos um Obturador utilizaremos um ou uma das


combinações a seguir:

2
A. Girando-se a coluna de tubos para a esquerda um número limitado de voltas.
B. Girando-se a coluna de tubos para direita um número limitado de voltas.
C. Elevando-se a coluna tracionando-se desde que não se atinja os limites de
resistência da coluna.
D. Descendo-se a coluna e colocando o peso da mesma sobre o Obturador.
E. Aplicando-se pressão no interior da coluna, desde que evidentemente, esta
pressão não ultrapasse os limites de resistência interna da coluna.
F. Detonação de explosivos.
G. Uso de ferramentas especiais.

1.6 – TESTE DE ASSENTAMENTO DE UM OBTURADOR (PACKER)

Uma aplicação de pressão no espaço anular ou no tubo é o bastante para testá-lo.


Geralmente para se testar um Obturador coloca-se o mesmo a uma profundidade menos
que o canhoneado mais perto da superfície e aplica-se pressão pelo revestimento e se a
pressão se mantiver tudo indica que o Obturador está vedando perfeitamente.

1.7 – ESPECIFICAÇÃO

São especificados pelo tamanho (size). O tamanho é um numero adimensional que


correlaciona o revestimento no qual o Obturado será descido com o maior diâmetro que
o Obturador pode apresentar. Como já dissemos, as partes que apresentam maior
diâmetro no Obturador são as peças calibradores, que são: Gage Ring (anel calibrador),
Guide Ring (anel guia) e os Spacer’s (anéis espaçadores).

3
CIMENTADOR RECUPERÁVEL, MODELO E & EA
Retrievamatic Cementer
Produtos n°. 407 - 04 - 05 & 407 - 05

1 - FINALIDADE:

 Todos os tipos de operações de compressão de cimento.


 Testes de revestimentos.
 Fraturamentos.
 Acidificações e altas pressões.
 Testes subseqüentes.

2 – CARACTERÍSTICAS:

 São Obturadores (packer´s) do tipo recuperável, de assentamento à compressão,


ancoragem dupla e dispositivo de assentamento à direita.
 O modelo EA possui um conjunto de blocos de arraste, adicional, (“drag block
assembly”) na extremidade, a fim de provocar um torque adicional para um
melhor controle da ferramenta durante as operações de assentamento.
 Possuem “HOLD DOWN” tipo pistão que são isolados do tubo por uma
passagem de circulação separada, que atravessa completamente o Obturador. A
passagem serve para manter a pressão nos pistões do HOLD DOWN contra
qualquer oscilação instantânea de pressão de fluxo de fluidos através dos
pistões.
 Possuindo passagem plena através de mandril, esses Cimentadores permitem a
descida de instrumentos de registro e canhoneio abaixo dele, evitando ainda a
decantação de areia, em suas partes.
 A pressão é mantida tanto de baixo para cima, como de cima para baixo, isto é,
tanto em operações em que estejamos injetando pressão como aquelas em que o
poço está surgindo, ele se mantém fixo.
 As juntas de circulação permitem a circulação, de suas partes inferior para cima,
em torno da ferramenta, o que torna possível a retirada de cimentos e outros
materiais que poderiam atrapalhar a recuperação da ferramenta.
 O modelo EA é geralmente especificado nos tamanhos 43, 45, 47, 51 e 53,
tamanhos estes que são função de diâmetro e peso de revestimento. Tamanhos
45 e 47, disponíveis em ambos os modelos. O uso do modelo EA só é
conveniente quando forem necessárias forças maiores que as normais para
assentar a ferramenta, devido a poços desviados ou outras condições de poço.
 Como Obturador substituto podemos utilizar em seu lugar, o modelo G com
HOLD DOWN adaptável.
 Possuem 3 borrachas no elemento de vedação, sendo a do meio de dureza
diferente e menor que as outras duas.
 Em operações seletivas, a ferramenta ideal para usar com este Cimentador é o
Tampão Recuperável Modelo “C” com dispositivo de liberação ou assentamento
à esquerda. Esses Cimentadores, com dispositivos de assentamento à esquerda,
podem ser fornecidos para uso com Tampão Recuperável Lock Set com
dispositivo de assentamento à direita. Todas as partes são idênticas as do
Cimentador Standard, exceto o left-hand limit ring (anel limitador à esquerda).

4
3 – OPERAÇÕES

A – Assentamento:

Descer o Cimentador até a profundidade de assentamento. A junta de circulação deverá


está na posição aberta durante a descida, permitindo a equalização das pressões através
e em torno de ferramenta e em conseqüência impedindo que os botões do hold-down
arrastem na ranhura, mantém as cunhas retraldas e o corpo impedido por uma chaveta.
Para assentar o Cimentador, girar a coluna ¾ de volta para a direita efetivo no
equipamento e arrear peso, conforme o estipulado na tabela abaixo:

PESO MÍNIMO DE ASSENTAMENTO (lbs)


Elem. Ved. Range 43 45 47 49 51 51 53
(DUREZA) de TEMP. ALT.
(°F)
80-60-80 0-20 5000 6000 6000 7000 9000 12000 -
90-70-90 100-275 7000 8000 9000 14000 -
95-80-95 250-350 7000 8000 9000 14000 -
70-70-70 0-150 - - - - 1000
80-70-80 100-200 - - - - 1000
90-70-90 200-300 - - - - 1000

A rotação à direita desloca o segmento trava do corpo (body lock segment) da ranhura
do corpo, liberando este, que se move para baixo. A aplicação de peso fecha a junta de
circulação e expande os elementos de vedação, quando assenta as cunhas.

OBS: Em poços inclinados é difícil obter peso suficiente a altura de ferramenta para
assentá-la, por causa do efeito do atrito entre colunas de tubos e revestimento. É
recomendado nesses casos que a coluna seja ancorada com pressão zero e então
pressuriza-se alternadamente o revestimento até o máximo permissível e descarregue-o
até zero, repetindo essa seqüência varias vezes. Esse procedimento exerce uma força
hidráulica contra a coluna e quebrando a fricção estática, desloca um peso adicional de
coluna para baixo até a ferramenta. (Se o Cimentador vaza por insuficiência de peso e
de assentamento, pressuriza-se o anular para ajudar a retrair os pistões antes de aplicar o
peso adicional de assentamento).
Aplica-se pressão até a coluna de tubos criar uma pressão diferencial em favor da
mesma, e forçar os botões do HOLD DOWN para fora.

B – Desassentamento:

O Cimentador (Obturador) é liberado pela simples elevação da coluna. Antes de tentar


liberar a coluna com a ferramenta, pressurize o anular com um diferencial de pressão,
para garantir que os pistões sejam retraídos.
Esta técnica reduz a tração inicial requerida para liberar a ferramenta e o desgaste
prematuro dos pistões.

5
O Cimentador pode ser reassentado para tantas operações quanto desejadas, além das
programadas, simplesmente pela aplicação de um torque à direita e a aplicação de peso.
O Obturador é rearmado e conduzia a uma profundidade diferente quando se gira ¾ de
volta para à esquerda efetivo no equipamento enquanto a coluna é suspensa, fazendo
com que o segmento trava o corpo (body lock segment) retorne a posição inicial.

4 – DEFEITOS MAIS COMUNS:

 Vazamento no “seal” e nos “O Rings”.


 Desgaste na chaveta que limita o giro do “body lock segment”(segmento trava
do corpo).
 Desgaste no rasgo da chaveta.
 Desgaste nos pistões, borrachas, cunhas e roscas.

NOTA: A coluna pode ser testada antes de começar uma operação de compressão de
cimento, com o testador modelo “N”. Essa ferramenta pode se fechada e aberta
repentinamente sem necessidade de aplicar qualquer tração ou rotação à esquerda ao
Cimentador. Gira-se para a direita e arreia-se para fechar. Para abri-lo basta apenas
suspender.

5 – ESPECIFICAÇÃO:

É especificado pelo tamanho (size) que é função do diâmetro e peso do revestimento.

6
OBTURADOR (PACKER) RECUPERÁVEL MOD. R-3

Produto n° 641-01 (SG) e 642-01 (DG)

1 – FINALIDADES:

 Operações de produção com o modelo sem “hold down”.


 Operação onde ocorram pressões diferenciais abaixo do Obturador como o
modelo double grip.

2 – CARACTERÍSTICAS:

 Recuperável de assentamento mecânico à compressão, possuindo como principal


vantagem, uma grande área de passagem através de seu corpo, com a finalidade
de equalizar as pressões de anular acima e abaixo do Obturador. Esta área de
passagem é controlada por uma válvula de by pass (junta de circulação), com
vedamento acionado por um mandril de 30” de curso, o que permite grande
flexibilidade de operação.
 Fornecido em duas versões: single e double grip. O primeiro é utilizado como
Obturador de produção convencional de longo curso, enquanto o DG é usado
combinado em operações de produção e estimulação de poços, onde diferenciais
de pressão abaixo do Obturador são esperados. O modelo DG possui além do
hold down tipo botão, uma trava diferencial (diferencial lock) a qual utiliza uma
camisa de balanceamento (balance sleev) que é acionada pela pressão atuante na
parte inferior do Obturador. Esta pressão cria uma força adicional para baixo que
combinada com o peso de assentamento, mantém a junta de circulação fechada.
 São as seguintes as combinações de dureza, shore “A”, das borrachas utilizadas
para a vedação e a limitação de temperatura de uso das mesmas.

DUREZA TEMP. (°F)


80-60-80 0 a 200
90-70-90 100 a 275
95-70-95 0 a 350
95-80-95 250 a 350

 Em lugar deste Obturador podem ser utilizados o Cimentador full bore, ou os


modelos E e EA.

3 – OPERAÇÕES:

A – Assentamento:

Antes de descer o Obturador no poço, o operador deve colocar o sub inferior numa
posição tal, que os J pinos (moldados no próprio sub) se alojem no local apropriado no J
slot, a fim de manter as cunhas retraídas durante a descida.

7
O Obturador é descido com a válvula de by pass (junta de circulação) na posição de
abertura para permitir livre circulação de fluidos através e em torno do Obturador.

Desce o Obturador até 1 (um) pé abaixo da profundidade de assentamento.

Suspender lentamente a coluna, colocando assim o J pinos em posição que permita o


seu deslocamento, e girar ¾ de volta para a direita efetiva no equipamento. Liberamos
assim o J pino do J slot, permitindo a descida do mandril até a posição de vedamento de
junta de circulação (curso de 30”).

Aplicar peso, de acordo com a tabela abaixo, conforme o tamanho do Obturador.

OBTURADOR DUREZA 80-60-80 DUREZA 90-70-90 DUREZA 95-80-95


TAMANHO SG (lbs) DG (lbs) SG (lbs) DG (lbs) SG (lbs) DG(lbs)
43 4000 6000 5000 7000 6000 8000
45 4000 6000 5000 7000 6000 8000
45 X 2.7/8 - - 4000 6000 - -
46 e 47 6000 8000 7000 9000 8000 * 10000
49 8000 * 10000 9000 * 11000 * 11000 * 12000
51 * 15000 * 15000 * 15000 * 15000 * 15000 * 15000

OBS: O bloco de arraste, estando de encontro ao revestimento, segura as cunhas


permitindo assim que o cone penetre de encontro, abrindo as mesmas, quando descemos
o mandril o cone e as cunhas estão solidários, e com movimento relativo entre ambos,
por uma camisa interna aos mesmos. A aplicação do peso de assentamento veda a junta
de circulação que assim se mantém pela atuação do alojamento e camisa de balanceio
(“housing” e balance “sleeve”). Os “Snap fingers”(dedos agarradores) externos do
“balance sleeve” se encaixam no “housing”enquanto os “snap fingers” internos atuam
no ressalto do mandril empurrando-o para baixo, impedindo sua abertura. O “balance
sleeve” atua por pressão vinda da parte de baixo do Obturador. Essa pressão cria uma
força adicional que combinada com o peso de assentamento, ajuda a manter a força
necessária para gurdar a junta de circulação fechada, quanto maior essa força melhor a
atuação do balance.

2. Quando a pressão do anular é maior que a pressão no tubo, o “balance sleeve” é


suportado pela pressão do anular contra o housing. Nessa posição, os dedos do “balance
sleeve” não ajudam a manter o corpo no lugar. Somente o peso de assentamento é que
manterá a junta fechada.

3. Pode ocorrer que havendo um desgaste, ou nos “snap fingers” internos do “balance
sleeve” ou nas bordas do ressalto do mandril, o encaixe não será perfeito ocasionando a
descida do “balance sleeve” até um ponto indesejado. A existência de uma mola
empurrando o “balance sleeve” para cima por se só não basta para recolocá-lo no lugar.
Com isso não podemos retirá-lo. O furo que atravessa o housing ficará nessa situação
entre os 2” ”orings” de vedação. Através de um pressurização do anular podemos fazer
com que essa pressão penetre pelo furo ajudando a mola a recolocar o “balance sleeve”
no lugar. Assim podemos reassentar o Obturador em qualquer profundidade.
Simultaneamente ao fechamento da junta de circulação as cunhas avançarão sobre os
cones e se agarrarão na parede do revestimento e haverá o esbojamento das borrachas

8
vedando o espaço anular. A formação abaixo do Obturador, agora completamente
isolada do espaço anular acima do Obturador, torna-se então somente acessível pela
coluna.

B – Desassentamento:

Suspender a coluna de um curso igual ao curso de assentamento (30”) para permitir a


abertura da junta de circulação e permitir o reencaixe de J pino no J slot.

Baixar lentamente a coluna fazendo com que o J pino se encaixe automaticamente no J


slot, desde que não esteja sendo aplicado nenhum torque à direita na ferramenta.

OBS: No caso da J pino não encaixe quando o tubo for abaixado, gira-lo para a
esquerda, somente para eliminar qualquer torque à direita da ferramenta, e suspendê-lo.

4 – DEFEITOS MAIS COMUNS

 Desgaste do anéis de vedação, selo, cunhas, borrachas e pistões do hold down.


 Desgaste nos “snap fingers” do balance sleeve e na borda do ressalto de encaixe
do mandril.

5 – ESPECIFICAÇÃO:

É especificado pelo tamanho, que é função do diâmetro e peso do revestimento,


podendo também informar a dureza nas borrachas e pelo sistema auxiliar de fixação
(com o seu hold down).

9
OBTURADOR (PACKER) HUGHES MODELO “HM”

Obturador recuperável, modelo “HM”, de assentamento mecânico a compressão.

1 – FINALIDADES:

 Operações de produção com o modelo sem hold down.


 Operações onde ocorram pressões diferenciais abaixo do Obturador, utilizar o
modelo com o hold down (doublé grip).

2 – CARACTERÍSTICAS:

 Permitir um maior fluxo através da válvula de equalização.


 Assentamento à compressão que aciona as cunhas expande os elementos de
vedação, fecha e sela a válvula de equalização.
 Camisa de balanceio acionada pela pressão por baixo de Obturador ajuda a
manter a válvula de equalização fechada.
 Tração aplicada à coluna abre a válvula de equalização e desassenta o
Obturador.
 Excelente Obturador para operações de produção e estimulação de poços.
 Projetado para 6000 psi a 350° F.
 Fornecido com ou sem “Hold-Down”.
 Outras, conforme o modelo R-3 (SG) e (DG) de fabricação BAKER.

3 – OPERAÇÕES:

A – Procedimentos de descida e assentamento:

O Obturador é descido no poço até um pé abaixo da profundidade desejada. A válvula


de equalização permanece aberta durante a descida a fim de permitir o fluxo do fluido
através do Obturador e ao redor deste.
Para liberar o Obturador de sua posição de descida, suspenda a coluna, gire para a
direita e abaixe novamente. Este movimento irá liberar o pino “J” fazendo com que o
cone se desloque para baixo das cunhas.
Quando o peso da coluna é aplicado no Obturador, a válvula de equalização se fecha, as
cunhas são acionadas e os elementos de vedação se expandem. Ver tabela a seguir para
o peso de assentamento recomendado.

Tamanho do Obturador (pol) Peso requerido


(pelo D.E. de revestimento) (lbs)
45 (5.1/2”) 7000
47 (7”) 9000

Considere as combinações de dureza das borrachas (ver Obturador R-3).

10
B – Procedimentos de Desassentamento

É recomendável que se aplique pressão anular acima do Obturador para retrair os


pistões-cunhas antes de se tentar desassentar o Obturador. Traciona-se o Obturador
fazendo com que este volte automaticamente à sua posição de descida, pois o pino “J”
se encaixa novamente na sua ranhura. A válvula de equalização se abre permitindo
fluxo através do Obturador e ao seu redor, à medida que levantarmos a coluna a fim de
desassentá-lo.
NOTA - Se o pino “J” sair da ranhura durante a descida gire a coluna para a esquerda o
suficiente para remover qualquer torque para direita existente e, em seguida, suba um
pouco a coluna.

C – Comportamento da válvula de equalização devido a variações de pressão na


coluna e no anular, depois do assentamento do Obturador

Variações de pressão na coluna e no anular atuam para manter a válvula de equalização


fechada ou então abrir a válvula (por agirem contra o peso de assentamento atuando no
Obturador). Qualquer mudança na pressão da coluna ou na pressão anular afetará a
válvula, portanto é importante saber qual direção e que forças são geradas por uma dada
variação de pressão.

O pistão e a válvula de equalização não são balanceados hidraulicamente para nenhuma


dimensão especifica da coluna. O numero de polegadas quadradas afetadas por pressão
é dado pela tabela “ÁREAS AFETADAS POR PRESSÃO DA COLUNA E PRESSÃO
ANULAR”. Esta tabela, além de mostrar a área afetada por pressão, mostrar também a
direção das forças. A área precedida por um mais (+) tende a fechar a válvula com um
aumento de pressão. A área precedida por um menos (-) tende a gerar uma força para
cima para abrir a válvula com um aumento de pressão. Se a pressão da coluna ou do
anular for aumentada no Obturador, a direção dessas forças será comandada conforme o
que foi dito acima. Se a pressão no anular for maior do que a pressão na coluna, o pistão
não vai auxiliar em manter o corpo para baixo, portanto, somente o peso atuando sobre
o Obturador manterá a válvula fechada.

O peso colocado no Obturador para manter a válvula de equalização fechada não


precisa ser adicionado ao peso de assentamento se o valor calculado for menor do que o
peso de assentamento.

Uma variação de pressão multiplicada por um valor menos (-) resulta numa força que
tende a abrir a válvula. Uma variação de pressão multiplicada por um valor mais (+)
resulta numa força que tende a manter a válvula fechada.

PRESSÃO DA COLUNA MAIOR DO QUE PRESSÃO ANULAR NO


OBTURADOR

1 – Multiplique o aumento de pressão na coluna X coluna nº 1 = A.

2 – Multiplique o aumento de pressão na coluna X coluna nº 2 = B.

Determine a força resultante entre A e B. Se a força resultante tende a abrir a válvula


menos (-) e é maior do que o peso de assentamento, será necessário que se coloque peso

11
adicional no Obturador. Esse peso adicional é a diferença entre o peso necessário pra
assentar o Obturador e a força que tende a abrir a válvula.

3 – Multiplique a pressão na coluna X coluna nº 3 = C.

Todos os valores na coluna n° 3 são menos (-), o que significa que esta força sempre
tende a abrir a válvula por erguer a coluna de produção na superfície. Adicione A + B +
C. Se o resultado for negativo e esse valor for maior do que o máximo peso total da
coluna antes do assentamento do Obturador, então a coluna de produção será erguida na
superfície e a válvula será aberta.

O FATOR LIMITANTE É O PESO TOTAL DA COLUNA, O QUE SIGNIFICA


QUE PODEM EXISTIR RESTRIÇÃO NO CASO DE ALTAS PRESSÕES EM
PROFUNDIDADE PEQUENAS

PRESSÃO ANULAR MAIOR DO QUE A PRESSÃO DA COLUNA NO


OBTURADOR

1. Multiplique o aumento da pressão na coluna X coluna n° 4 = D.


2. Multiplique o aumento na pressão anular X coluna n° 5 = E.

Determine a força resultante entre D e E. Se a força resultante tende a abrir a


válvula menos (-) e é maior do que o peso de assentamento, será necessário
que se coloque peso adicional no Obturador.

Esse peso adicional é a diferença entre o peso necessário para assentar o


Obturador e a força que tende a abrir a válvula.

3. Multiplique a pressão da coluna na superfície X coluna n° = F.

Todos os valores na coluna n° 3 são menos (-), o que significa que essa força tende a
abrir a válvula por erguer a coluna de produção na superfície. Adicione D + E + F. Se o
resultado for negativo e esse valor for maior do que o máximo peso total da coluna
antes do desassentamento do Obturador, então a coluna de produção será erguida na
superfície e a válvula será aberta.

O FATOR LIMITANTE É O PESO TOTAL DA COLUNA, O QUE SIGNIFICA


QUE PODE EXISTIR RESTRIÇÃO NO CASO DE ALTAS PRESSÕES EM
PROFUNDIDADES PEQUENAS

DURANTE PISTONEIO:
PRESSÃO ANULAR SE TORNA MAIOR DO QUE A PRESSÃO NA COLUNA

1. Multiplique o decréscimo de pressão na coluna X coluna nº 6 = G.


2. Multiplique o aumento de pressão anular (se houver) X coluna nº 7 = H.

Determine a força resultante entre G e H. Se a força resultante tende a abrir a válvula


menos (-) e é maior do que peso de assentamento, será necessário que se coloque peso
adicional no Obturador.

12
Este peso adicional é a diferença entre o peso necessário para assentar o Obturador e a
força que tende a abrir a válvula.

OBTURADOR HUGHES MODELO “HM” COM HOLD-DOWNS


ÁREAS AFETADAS POR PRESSÃO DA COLUNA E PRESSÃO ANULAR

TAM. DO OBTUR. COLUNA PRESSÃO DA COL. ÁREA DO PRESSÃO ANULAR DURANTE PIST. PRESSÃO
P/ REVEST. D.E (pol) MAIOR DO QUE D.I DA MAIOR QUE A PRESSÃO ANULAR MAIOR DO QUE
D.E (pol) PRESSÃO ANULAR NO COLUNA DA COL. NO PRESSÃO DA COL. NO
OBTURADOR OBTURADOR OBTURADOR

C/ HOLD-DOWN AREA DA ÁREA DO ÁREA DA ÁREA DO ÁREA DA ÁREA DO


COLUNA ANULAR COLUNA ANULAR COLUNA ANULAR

COL. N° 1 COL. Nº 2 COL. N° 3 COL. N° 4 COL. N° 5 COL. N° 6 COL. N° 7


5.1/2 2.3/8 + 0,89 - 2,17 - 3,12 - 2,54 + 1,24 + 2,54 + 1,24
5.1/2 2.7/8 + 2,42 - 4,23 - 4,68 - 0,99 - 0,82 + 0,99 - 0,82
7 2.3/8 + 0,42 - 1,73 - 3,12 - 5,17 + 3,86 + 5,17 + 3,86
7 2.7/8 + 1,98 - 3,79 - 4,68 - 3,62 + 1,80 + 3,62 + 1,80

OBTURADOR HUGHES MODELO “HM” SEM HOLD-DOWN


ÁREAS AFETADAS POR PRESSÃO DA COLUNA E PRESSÃO ANULAR

TAM. DO OBTUR. COLUNA PRESSÃO DA COL. ÁREA DO PRESSÃO ANULAR DURANTE PIST. PRESSÃO
P/ REVEST. D.E (pol) MAIOR DO QUE D.I DA MAIOR QUE A PRESSÃO ANULAR MAIOR DO QUE
D.E (pol) PRESSÃO ANULAR NO COLUNA DA COL. NO PRESSÃO DA COL. NO
OBTURADOR OBTURADOR OBTURADOR

C/ HOLD-DOWN AREA DA ÁREA DO ÁREA DA ÁREA DO ÁREA DA ÁREA DO


COLUNA ANULAR COLUNA ANULAR COLUNA ANULAR

COL. N° 1 COL. Nº 2 COL. N° 3 COL. N° 4 COL. N° 5 COL. N° 6 COL. N° 7


5.1/2 2.3/8 - 3,92 - 2,64 - 3,12 - 2,54 + 1,24 + 2,54 + 1,24
5.1/2 2.7/8 - 2,39 + 0,58 - 4,68 - 0,99 - 0,82 + 0,99 - 0,82
7 2.3/8 - 7,19 + 5,89 - 3,12 - 5,17 + 3,86 + 5,17 + 3,86
7 2.7/8 - 5,64 + 3,83 - 4,68 - 3,62 + 1,80 + 3,62 + 1,80

QUADRO DE ESPECIFICAÇÕES
REVESTIMENTO OBTURADOR*
D.E Range de Peso Nominal Tam. Max.D.E Min. D.I Conexão Cx e Pino
(pol.) (lbs/pé) (pol) (pol.) (pol)

5.1/2 20 – 23 45A2 4,500 2,000 2.3/8 OD EU 8RD


5.1/2 15,5 – 20 45A4 4,641 2,000 2.3/8 OD EU 8RD
5.1/2” 13 – 15,5 45B 4,781 2,000 2.3/8 OD EU 8RD
7 26 – 29 47B2 5,968 2,438 2.7/8 OD EU 8RD
7 20 – 26 47B4 6,078 2,438 2.7/8 OD EU 8RD
7 17 - 20 47C2 6,266 2,438 2.7/8 OD EU 8RD
(*) Os Obturadores apresentados são convencionais de nossa linha de fabricação.
Poderão sofres alterações quanto o tamanho, máximo D.E. e D.I. e conexões, desde que
solicitadas pelo cliente.

EXEMPLO DE PEDIDO
Produto n° 01354
Obturador Recuperável Modelo “HM” HUGHES, tamanho 47B4, assentamento
mecânico, com HOLD-DOWN, 7”, 20-26 lbs/pé, conexões 2.7/8 EU 8RD, caixa e pino,
6.078” máximo D.E., 2,41” mínimo D.I.

13
OBTURADOR (PACKER) RECUPERÁVEL MOD. G
RETRIEVABLE CASING PACKER MOD. “G”
Produtos n°. 420-03

1 – FINALIDADES:

 Para produção em casos de surgência, gás lift e bombeio mecânico.


 Para injeção de água.
 Em operação de faturamento, acidificação, testes, etc... desde que seja acoplado
a um hold down modelo “K-2” E uma junta de circulação modelo “S” (ver fig.).

2 – CARACTERÍSTICAS:

 Obturador bastante simples, recuperável, de assentamento mecânico a


compressão e de ancoragem simples (“Single Grip”).
 Possui passagem plena que permite descida, para zona inferiores ao mesmo, de
instrumentos de registro, canhoneio, etc.
 Para temperatura de até 250º F (cerca de 3000m de profundidade), podemos
utilizar borracha de dureza 80. Para temperaturas superiores e esta, o Obturador
é fornecido com elemento de vedação de dureza 90.
 O Obturador curto e robusto, de operação e manutenção bastante simples
podendo substituir com vantagens o modelo “E”.
 Quando necessário pode ser descido com junta de circulação, ou então com
“HOLD-DOWN”.
 Para size 43, podemos utilizar o mandril com maior ID (1,978) caso haja
necessidade de um pistoneio abaixo da ferramenta.
 Possui uma junta de segurança para remoção da coluna no caso de prisão de
ferramenta no poço.
 Quando invertido, podem ser assentada à tração mormente nos casos de poços
rasos quando não dispomos de peso suficiente e de um Obturador à tração.

OBS: Só deverá ser assentada a tração em caso de extrema necessidade pois nesses
casos não mais poderemos contar com a junta de segurança em caso de prisão.

3 – OPERAÇÕES:

A – Assentamento:

Descer o Obturador até cerca de 1 (um) pé abaixo da profundidade em que deverá


ser assentado.

Suspender até o ponto de assentamento e girar ¼ de volta, para a direita, efetivo no


equipamento para deslocar o “J” pino na posição “segura” do J-slot para posição
“livre”.

Aplicar um peso de 6000 lbs para tamanhos 43 e 45. 1000 lbs para o tamanho 47 e
15000 lbs para tamanhos maiores, para promover a cravação das cunhas no
revestimento e expansão da borracha para vedação do espaço anular.

14
OBTURADOR MECÂNICO MOD. G/ GU/ RGU

PESO MÍN. DE ASSENTAMENTO (LBS)

Elem. Ved. Range de TEMP. 43 45 46 47


(DUREZA) (ºF)
80 0 - 275 6000 6000 10000 10000
90 250 - 350 6000 6000 10000 10000
70 0 - 175 6000 6000 10000 10000

 Dados de pesquisa:
Manual Técnico Baker Service Tool/ packer-index-420.10/1977-vol. I

B – Desassentamento:

O Obturador estará desassentado com uma simples tração na coluna.

Em caso de reassentamento da ferramenta em outra profundidade. Gira a coluna ¼


de volta à esquerda efetivo no equipamento, para que o J-pino volte a posição
“segura”, prendendo consequentemente as cunhas.

Desassentamento de emergência.

Em caso de prisão do Obturador, a coluna poderá ser recuperada a partir da junta de


segurança, girando se a mesma, sob leve tração de pelo menos sete voltas à direita
pois a rosca que conecta o Obturador com a junta de segurança é à esquerda.

Retirada coluna com o sub de topo (junta de segurança) devemos descer no poço um
“overshot” ou um “spear” para recuperar o restante do Obturador.

4 – DEFEITOS MAIS COMUNS:

 Desgaste das cunhas.


 Vazamento pelos o’ rings e borrachas.
 Desgaste no J-slot do mandril.
 Ruptura do anel das cunhas na região do J-pino.

6 – ESPECIFICAÇÃO:

É especificado pelo tamanho, que é função do diâmetro de revestimento.

15
OBTURADORES (PACKER’S) MODELOS:
GU (BAKERE)
EGU (ENGEMAQ)
RGU (CBV)

São obturadores similares ao modelo “G” (BACKER). Diferem somente por possuírem
orifícios no mandril (junta de circulação integral ao mandril) que comunica à coluna
(tubos) com o anular abaixo ou, e acima da borracha quando o Obturador não estiver
assentado.

NOTA: A letra “U” que complementa a identificação do modelo é um indicativo dos


Obturadores de série “G”, porém com junta de circulação integral ao mandril.

 Modelo “GU”. Possui junta de circulação abaixo da rosca (esquerda) superior do


mandril, combinando com o anel guia. Disponíveis somente no tamanho 45.
 Modelo “EGU”. Possui junta de circulação abaixo da rosca (esquerda) superior
do mandril, combinando com o anel guia e na parte intermediária inferior do
mandril, combinado com o cone.
 Modelo “RGU”. Possui junta de circulação na parte intermediária inferior do
mandril. Combinado com o cone.
 Modelo “EGU” e RGU: Disponíveis nos tamanhos 45, 47 e 51

São Obturadores recuperáveis de assentamento mecânico e compressão, com ancoragem


simples (single grip), normalmente utilizados para produção (surgência, gás lift.
bombeio mecânico).

1 – FINALIDADES:

 Para produção (surgência, gás lift e bombeio mecânico).


 Para injeção de água.
 Em Operações de fraturamento, acidificação – desde que seja acoplado a um
hold down.

OBS: Não deverão ser utilizados em teste de identificação de fluido, devido a


comunicação anular coluna, que ocorre durante a descida e retirada do Obturador.

2 – CARACTERISTICAS:

 Oferecer passagem plena no mandril.


 Junta de circulação.
 Facilidade de operação e manutenção.
 Junta de segurança.
 É um Obturador curto e robusto.
 Partes intercambiáveis com o modelo “G”.
 Outras, similares ao modelo “G”.

3 – OPERAÇÕES

Ver procedimento Obturador modelo “G”.

16
4 – DEFEITOS MAIS COMUNS:

 Desgaste das cunhas.


 Vazamento pelo o’rings e borrachas.
 Desgaste no “J-slot” do mandril.
 Ruptura do anel das cunhas na região do “J-Pino”.

5 – ESPECIFICAÇÃO:

É especificado pelo tamanho (size), que é função do diâmetro e peso do revestimento e


a dureza do elemento de vedação.

17
OBTURADOR (PACKER) MOD. “AD - 1”
“AD – 1 TENSION PACKER”
Produtos n°. 739-08
ADR – 1 (CBV)
ED – 1 (ENGEMAQ)

1 – FINALIDADES:

 Injeção de água.
 Fraturamentos em poços rasos ou com baixo nível dinâmico.
 Em caso em que os Obturadores que necessitam de peso de assentamento não
pode ser utilizados em virtude das pressões requeridas.

2 – CARACTERÍSTICAS:

 Obturador recuperável, de assentamento mecânico à tração e ancoragem


simples.
 Pequeno compacto, tendo aproximadamente 26” (size 43) até 46” (size 55).
 Possui mecanismo de assentamento tipo J-slot/ J-pino.
 Permite que qualquer instrumento que possa ser descido pelo tubo passe através
dele também, pois tem “drift” maior que a do tubo.
 Possui, como os demais Obturadores a tração, dois desassentamento de
emergência.
 Utilizado em injeção de água com o Obturador auxiliar para o assentamento de
um ou mais “Tandem Tension Packer’s” em zonas superiores.

3 – OPERAÇÕES:

A – Assentamento:

Descer o Obturador até de 1 (um) pé abaixo da profundidade de assentamento. O J-pino


durante a decida se encontra encaixado no J-slot mantendo as cunhas retraídas.

Gira a coluna ¼ de volta para a esquerda, efetivo no equipamento, liberando o J-pino do


J-slot, e permitindo o movimento relativo entre o mandril e as cunhas que ficarão presas
ao revestimento pelo atrito do bloco de fricção.

Tracionar a coluna, de acordo com os valores da tabela, para trazer o cone de encontro
as cunhas, cravando-as no revestimento e trazer o guia (“guide”) de encontro a borracha
(dureza 80) esbojando-a promovendo a vedação de anular.

OBTURADOR MOD. AD – 1/ ED – 1/ ADR – 1

TRAÇÃO DE ASSENTAMENTO (LBS)


Elem. Ved. Range de TEMP. 43 45 46 47
(DUREZA) (°F)

80 0-275 5000 5000 7500 10000


90 250-350 5000 5000 7500 10000
70 0-175 5000 5000 7500 10000

18
OBS:

1. Não tracionar o Obturador a um valor superior a 70% do valor de cisalhamento


do anel de liberação de emergência, salvo para desassentamento do mesmo.
2. Desassentar o Obturador com o peso, visto que, anel de cisalhamento só deverá
ser usado em casos de emergência.

Dados de pesquisas:

 Manual Técnico Baker Service Tool/ Packers-index-420.10/1978-vol.I


 Manual técnico ENGEMAQ/1987.

B – Desassentamento:

Descer a coluna no mínimo 1 (um) pé além do que é necessário para aliviar a tensão
aplicada, para se mover o J-pino até o topo do J-slot, soltar as cunhas e desbojar a
borracha.
Girar a coluna para a direita ¼ de volta efetivo no equipamento para promover o
travamento do J-slot.
O Obturador está desassentado.

C – Desassetamento de emergência:

No caso do Obturador não desassentar pelo processo normal podemos lançar mão de 2
(duas) operações de emergência.

1) O Obturador possui, na parte inferior do guia (guide), um anel de cisalhamento


instalado na ranhura do mandril.

A aplicação de 45000 a 50000 lbs de tração irá cisalhar esse anel (“Shear ring”),
permitindo que o guia, a borracha e o cone deslize até a luva inferior (“Botton sub”). As
cunhas irão se retrair e deslizarão até onde o J-pino o permitir, pois o mesmo topará no
final do curso. O Obturador estará desassentado e toda a ferramenta será recuperada.

2) Caso seja impossível ou pouco pratico a aplicação dessa tração (além dos 50000
lbs ainda temos o peso da coluna), devemos tracionar a coluna com
aproximadamente 1000 lbs acima do seu peso e girar para a direita 20 ou mais
voltas para desenroscar a luva superior que tem rosca a esquerda, soltando-a do
mandril e permitido a remoção da coluna. Como o Obturador ficará no fundo
devemos fazer uma pescaria com “Over Shot” ou “Spear” ou ainda levar outra
unidade de limpeza ao poço que suporte trações elevadas, quando então
cizalhamos o “Shear ring”.

OBS: Desde que o “Tension Packer” tem apenas uma cunha de assentamento, que
serve somente para segurar o Obturador contra movimentos para cima, especial
consideração deve ser feita quando as condições de operações nos levem a pressão
no anular maiores que as da coluna. Quando essa situação existe, Obturador tende a
ser deslocado para baixo podendo vir a ter suas borrachas desbojadas, ou no caso
extremo, o “Shear ring” ser deslocado. Entretanto dentro de certos limites, (ver na
tabela a seguir) a pressão do anular pode ser maior que a pressão da coluna

19
resultando numa força sobre Obturador tende a empurrá-lo para baixo. (Essa pressão
vai atuar na área do anular entre o OD da coluna e o ID do revestimento) que seria
compensada por um esforço de tração sobre a coluna. Para isso uma tração de 40000
lbs sobre a coluna é necessária.

Devido à área do anular muito grande envolvendo o Obturador tamanho 55 este não
deve ser utilizado quando a pressão do anular for maior que a da coluna.

Obturador Tamanho Maximo diferente de pressão em Máxima área do anular Tubo OD.
favor do anular (psi) 2.3/8 2.7/8
43 3000 a 3800 9,25 – 11,9 7,20 – 9,85
45 1500 a 25000 14,95 – 22,65 12,90 – 20,60
47 800 a 1400 26,40 – 38,50 24,35 – 35,30
49 525 a 600 40,30 – 46,20 37,20 – 43,10
51 400 a 475 52,70 – 58,00 49,60 – 54,90
53 250 a 325 75,00 – 92,10 71,00 – 89,00

MUITO CUIDADO

O diferencial de pressão máxima indicada na tabela não deve ser excedido, assim como
a tensão de 40000 lbs, pois nos casos pode-se partir o anel de cisalhamento.

Nos casos em que seja usado anel de cisalhamento com tensão de cisalhamento menor
que 40000 lbs, essa tensão máxima será reduzida na mesma proporção.

Não deverá ser excedida a resistência das conexões da coluna que em alguns casos
podem ser menor que a tensão necessária para manter o diferencial de pressão máxima.
O grau do tubo e a profundidade de operação deverão sempre ser levados em
consideração.

Quando o diferencial de pressão entre a coluna e o anular (A FAVOR DO ANULAR)


for menor que a mostrada na tabela, a tensão necessária para manter o diferencial pode
ser calculada da seguinte maneira:

1. Certifique-se de que a pressão desejada (NO ANULAR): não exceder a da


coluna em valor maior que o indicado na tabela;
2. Selecione a máxima área do anular para o tamanho (SIZE) do Obturadore da
coluna;
3. Multiplique essa área pelo diferencial de pressão a ser aplicado no anular;
4. Some os pesos para obter a tensão necessária.

45 (5.1/2”) 47 (7”)
5000 lbs 7500 lbs

20
OBTURADOR AD-1 47B (7”)

Assentado a 519 m. Com coluna 2.7/8. Pressão de teste desejada 800 psi maior que
a pressão da coluna.

1. Usando a tabela observe que o diferencial de pressão 800 psi, a favor do anular
esta dentro do limite máximo de 1100 psi, indicado para o Obturador tamanho
47 B, mostrado na tabela.
2. Para o Obturador tamanho 47 B com coluna de produção diâmetro externo 2.7/8
a área máxima do anular é de 27.00 in2 .
3. A força atuante contra o Obturador, devido ao diferencial de pressão pode ser
calculada da seguinte maneira:

27.00 in2 800 psi = 21.600 lbs

4. Para se chegar ao valor total a tração.

21.600 lbs + 7.500 lbs (tração de assentamento do Obturador) = 29.100 lbs (tração
mínima necessária para manter a pressão do anular a 800 psi maior que a da coluna).

OBTURADOR DIFERENCIAL DE ÁREA DO ANULAR (IN2)


PRESSÃO MAX. EM DIÂMETRO DA COL.
TAMANHO FAVOR DO ANULAR
PSI 2.3/8 2.7/8

45 A 2300 14.95 12.90


45 B 2000 17.20 15.15
47 A 1200 26.40 24.35
47 B 1100 29.05 27.00

4 – DEFEITOS MAIS COMUNS:

 Vazamentos pelo o-ring do “Top-sub”.


 Rasgo no J-slot devido a excesso de tração.
 Cisalhamento do anel de segurança (“Shear ring”) devido a choques.

6 – ESPECIFICAÇÃO:

É especificado pelo tamanho, que é função do diâmetro e peso do revestimento.

21
OBTURADOR (PACKER) RECUPERÁVEL

MODELO “A-2” LOK-SET (STANDARD) – BAKER


Produto no 646-12

MODELO “C-2” LOK-SET (THERMOSEAL/VAPOR) BAKER


Produto no 417-35

1 - FINALIDADES:

 Operações (abandono, acidificação, fraturamento, etc).


 Produção (Poços surgentes, gás-lift, bombeio).
 Injeção de água.
 Injeção de vapor.
 Completações seletivas, etc.

2 – CARACTERÍSTICA:

É um Obturador simples, recuperável, de assentamento mecânico à rotação e


compressão, ancoragem dupla (DG) utilizado em operações para a produção de injeção
de água e vapor.
Ancoragem nos dois sentidos: O Obturador LOK-SET possui ancoragem nos dois
sentidos, dispensa o uso de “HOLD-DOWN”.
Borracha – temperatura e pressão: São duas borrachas, uma delas em forma de copo,
dureza 90: a outra, borracha standard (dureza 90).
Não se move da posição em que é assentado, pois tem uma cunha nos dois sentidos,
sendo ideal para muitas operações de isolamento de zonas, e de injeção de água,
combinado com o “TANDEM TENSION PACKER” de bombeio mecânico,
funcionando como âncora de coluna.
Se houver diferencial de pressão e for conhecido o sentido da maior pressão, a borracha
“STANDARD” deve ser colocada do lado de menor pressão.
Em poços bombeados, este Obturador pode isolar zona de revestimento danificado; se
tracionando, pode servir de âncora para a coluna.
Mudanças de temperatura; O LOK-SET elimina a possibilidade de o Obturador deixar
de vedar devido à alongação da coluna.
Poços de água. Não funciona bem em poços de injeção de água já que o sistema LOK-
SET é atacado de maneira intensa pela corrosão. Após uma permanência prolongada em
poços de I.A., muitas vezes só podem ser recuperado através de pescaria (embora o
fabricante o recomende para I.A.).
Jamais permita o uso de chaves de mordente na extremidade superior do mandril, logo
abaixo da luva, já que esta saliência faz a vedação da junta de circulação.
Os segmentos de controle (2) têm uma linha pontilhada e devem estar 180° separados
um do outro.
Os segmentos tava (2) têm duas linhas pontilhadas e devem estar 180° separados um do
outro.
O segredo da rotação total à direita: Os estágios da ação “LOK-SET” é completado com
múltiplas linhas (roscas) para a direita e esquerda no eixo cilíndrico em conjunção como

22
o anel de soltura segmentado. Este anel de trava contém 2 segmentos com iguais linhas
de mão esquerda e 2 segmentos com iguais linhas de mão direita. Dependendo de que
linha está envolvido, este arranjo permite movimentos progressivos de alto nível de eixo
cilíndrico, relativo ao anel trava, em somente uma direção. Movimento na direção
contrária é possível somente através da rotação do eixo cilíndrico para a direita.

3 – OPERAÇÕES:

A - Assentamento

 Antes de descer o Obturador no poço, gire os blocos de fricção várias vezes para
a esquerda, assegurando-se de que os “SEGMENTS” estão funcionando.
Não gire os blocos de fricção para a direita; isto prende o “CONTROL
SEGMENT”, permitindo seu funcionamento quando atingida a profundidade de
assentamento.
 Atingida a profundidade de assentamento baixe vagarosamente o Obturador, ao
mesmo tempo em que aplica dois giros na coluna para a direita, até que a
ferramenta pegue peso.

Para assentar as cunhas superiores e iniciar a compressão dos elementos de


vedação, aplique estes pesos:

TAMANHOS COMPRESSÃO
MÍNIMA (lbs)
43 e 45 6000
47 10000
49 e 51 15000

A compressão da coluna sobre o Obturador desloca o cone superior que aciona


as cunhas superiores.
 Tracionar a coluna para trazer o cone inferior de encontro às cunhas inferiores,
cravando-as no revestimento.

Aplicar tração conforme quando abaixo

TAMANHOS TRAÇÃO (lbs)


43, 45, 47 10000 a 20000
49 e 51 20000 a 30000

 Arriar o peso da coluna sobre o Obturador, ou um peso mínimo de 6000 a 15000


lbs, conforme o tamanho do Obturador e dureza dos elementos de vedação; esta
compressão completa o assentamento das cunhas superiores e o perfeito
empacotamento dos elementos de vedação dureza 80-90 (STANDARD).
 Caso seja impossível aplicar peso suficiente, para acionar os elementos da
vedação (poços rasos), a ferramenta pode ser completada o assentamento por
rotação à esquerda, depois iniciado o assentamento normal. Liberar 1000 lbs
sobre o mesmo e gira a coluna 2 voltas à esquerda. Percutir 3 vezes a coluna,

23
elevando-a 50 cm e soltando todo o peso da coluna sobre o Obturador. Aguardar
15 min e testar a vedação.
 A coluna pode agora ser tracionada, comprimida, ou não ser submetida a esforço
algum: em qualquer uma das hipóteses o Obturador permanecerá assentado.
 É um dos únicos Obturaderes que pode receber pressão pelo anular ou pela
coluna sem desassentar, dar passagem ou se deslocar, devido a ação do sistema
LOK SET.

B – Desassentamento

 Aplique tração de 3000 a 6000 lbs.


 Gire a coluna para a direita de 4 a 8 voltas na ferramenta, até que esta se mova
para cima.

NOTA: Se há diferencial de pressão a favor da coluna, equalize as pressões girar


devagar a coluna para a direita, mesmo após a liberação das cunhas
inferiores.
Enquanto suspende a coluna, continue com rotação na mesma para ter
certeza de que as cunhas estão completamente retraídas.

PROCEDIMENTO PARA ASSENTAMENTO DO OBTURADOR BAKER MODELO C-2 LOK-


SET

THERMO SEAL PRODUTO 417-35 UTILIZADO NOS POÇOS DE INJEÇÃO DE VAPOR

 Descer a coluna até a profundidade desejada de assentamento eleva-se a mesma


até um mínimo de 2m e torna-se a descer a coluna até 0,3m acima do ponto de
assentamento. Gira-se a coluna 6 (seis) voltas para a direita e baixa-se a mesma
lentamente girando até sentir o assentamento das cunhas do Obturador.
 Nesta operação aplica-se um peso sobre o Obturador de acordo com o tamanho
do mesmo, conforme quadro abaixo.

TAMANHOS COMPRESSÃO
MÍNIMA (lbs)
45 6000
47 10000
51 15000

 Aplica-se o peso sobre o Obturador conforme tamanho abrem-se


automaticamente as cunhas superiores, ocorrendo o travamento no revestimento.
 Tracionando-se a coluna entre 10000 e 20000 lbs além do peso da mesma,
ocorrendo então o travamento das cunhas inferiores e cisalhamento dos pinos da
junta de expansão (cinco pinos com capacidade de 2000 lbs cada um), em
seguida, aplica-se peso sobre o Obturador para que haja expansão das borrachas
e aguarda-se de 10 a 15 min. (Peso necessário, 6000 a 15000 lbs, efetivo sobre o
Obturador, conforme tamanho e elementos de vedação).

Quadro de tração máxima para os diversos tamanhos.

24
TAMANHOS COMPRESSÃO
MÍNIMA (lbs)
45 10000
47 10000
51 20000

 Se a coluna não tiver peso suficiente para expandir as borrachas do Obturador,


procede-se de uma das formas;

a. Tracionar a coluna até o ponto neutro ficar sobre o Obturador e libera-se


1000 lbs sobre o mesmo, girando de ¼ a 2 voltas para a esquerda.

b. Percutir de 3 a 6 vezes a coluna, elevando-a uns 50 cm e soltando todo o


peso sobre o Obturador.

Soltar todo o peso disponível sobre o Obturador e aguarda-se de 10 a 15 min


para que assim haja expansão espontânea da borracha (MOD. C-2).

Testar o Obturador pressurizar o anular com a válvula da cabeça do poço


aberta com a pressão máxima de 400 psi, durante 15 min.

A borracha deste Obturador está especificada para uma pressão diferencial


de 2500 psi a uma temperatura de 250 a 600° F (MOD. C-2).

Este modelo de Obturador permite trabalhar com peso sobre o mesmo


(máximo 10000 lbs), neutro ou tração (máxima 20000 lbs), caso do tamanho
47.

Este tipo de Obturador pode ser assentado e desassentado tantas quantas


forem precisas as necessidades de operação, desde que não seja ultrapassado
o limite de 5000 lbs de peso sobre o mesmo (tamanho 47), caso isto ocorra,
deve ser substituído pois a esta altura deverá ter-se danificado o protetor da
borracha (BACK UP RINGS), havendo necessidade de substituição do
mesmo.

Se por ventura durante a descida ocorrer o travamento do Obturador, muito


comum de ocorrer, pois qualquer volta para a direita no sentido de apertar a
coluna pode acontecer, basta girar mais para a direita e tracionar a coluna no
máximo de 3000 a 4000 lbs além de peso da mesma.

NOTA: Após o assentamento do Obturador, fazer balanceio e ancorar a


coluna na superfície, porém não se esquecer de cisalhar os para fusos ou
pinos da junta de expansão térmica e o mais importante – Deixar a junta
térmica aberta (curso 3 a 7 pés).

25
CUIDADOS QUE DEVEM SER TOMADOS DURANTE A DESCIDA DA
COLUNA COM O OBTURADOR “C-2” E JUNTA DE EXPANSÃO TÉRMICA

 Operação Injeção de vapor.

1. Abaixo do Obturador deve ser descida uma cruzeta reforçada para reter a barra
do sub de impacto.

2. Checar antes da descida, funcionamento das garras, como se fosse assentar o


Obturador, fixando o mandril e girando para a esquerda as cunhas e demais
componentes do mesmo, sentindo o ponto característico de travamento, retorná-
lo para a posição original tendo o cuidado de não apertar demais, evitando
assim, possíveis dificuldades durante a operação de assentamento após a
descida.

3. Ter o cuidado de utilizar chaves adequadas para fazer a conexão do Obturador


(nunca colocar chaves na parte selante do mandril, o que poderá danificá-lo e
dificultar o assentamento).

4. Ter cuidado de colocar sempre dois tubos entre o Obturador e a junta de


expansão.

5. Para manuseio da junta de expansão, deverá ser utilizado um tubo curto, para
facilitar a sua remoção para a sonda e evitar, sobretudo impacto no corpo da
junta de expansão, o que poderá causar problemas durante o deslocamento de
expansão da mesma.

6. Ter o cuidado de usar chaves em parte da junta de expansão onde não atinja a
camisa, pois aí existem as travas de encaixe da mesma.

7. É importante verificar os pinos de cisalhamento da parte inferior da junta de


expansão antes da descida da coluna e adequá-los ao Ranger desejado.

8. Usar sempre graxa MOLYKOTE ou similar no enroscamento da coluna, o que


permite maior facilidade na retirada da coluna em operações futuras.

9. Efetuar balanceio da coluna e ancorar na superfície, mantendo a junta de


expansão balanceada (ABERTA).

10. Deve-se usar uma cauda com extremidade no mínimo, igual à profundidade da
base dos canhoneados para que ocorra uma homogeneidade do vapor injetado na
formação.

11. Quando for enroscar a junta de expansão na coluna, usar sempre cunha de
comando e colar de segurança devido o D.E. de junta ser maior que o D.E. dos
tubos de produção onde são usados cunhas específicas.

12. O sub de impacto para facilitar futuras intervenções em caso de circulação para
amortecimento do poço é usada em virtude do poço está aquecidos e seus

26
equipamentos estarem em temperaturas elevadas, serve também para provocar
resfriamento da coluna.

13. Sempre que possível usar chave hidráulica para conexão da coluna.

14. O torque recomendado para aperto dos tubos da coluna de vapor (2.2/8” NU) é
dada a ordem de 800 lbs/pé.

27
OBTURADOR (PACKER) BAKER MOD. “C-1”/C-2” FULL BORE-
RECUPERÁVEL

N.P. – 410 – 01 C-1, TAM. 43 A 47


N.P. – 410 – 01 C-2, TAM. 49 A 55

1 – DESCRIÇÃO:

É um Obturador simples, recuperável, de assentamento mecânico à rotação,


ancoragem simples (SG), utilizado em operações.

O cimentador recuperável BAKER modelo “C-1” ou “C-2” é um Obturador para


operações de squeeze, com um largo diâmetro interno (maior do que o DRIFT da
coluna), que pode ser usado em qualquer operação de pressurização que requeira um
Obturador de serviço que irá reter pressão por cima ou por baixo dele. Assentado
normalmente por rotação a direita a tração da coluna e desassentado por rotação à
esquerda.

2 – TAMANHOS:

De 43 a 55 para ser usado em revestimento de 4.1/2” a 13.3/8” D.F.

3 – LIMITAÇÃO:

Os tamanhos 49, 51 e 53 do modelo “C-2” não podem ser desassentados por


rotação.

OBS: O modelo “C-1” pode ser desassentado por rotação, porém não aplicar o
mesmo mecanismo para o modelo “C-2”.

4 – CARACTERÍSTICAS:

4.1. Cimentador e todos os produtos acessórios designados a descer com ele, terão
largo diâmetro interno o que permite a descida de instrumento de registro, de
canhoneio, através da coluna de tubos abaixo do Obturador.

4.2. Possui 3 (três) borrachas no elemento de vedação.

4.3. Reter pressão de cima ou de baixo. O cimentador contém dois conjuntos de


cunhas em sentidos opostos, as cunhas com dentes direcionados para segurar
em um só sentido.

4.4. Empacotamento instantâneo (momento de empacotamento). Possíveis


circulação com as cunhas superiores assentadas.

4.5. Depois de a zona ter sido perfurada, ela pode ser testada, tratada e se necessário
cimentada. Estas operações podem ser executadas quantas forem necessárias
em somente uma descida.

28
4.6. Após o seu desassentamento e desde que esteja se movendo livremente, o
Obturador pode ser retirado com segurança do poço, e se desejável com o
“auxílio da mesa rotativa”.

4.7. Um anel suporte do cone poderá ser colocado e atuará como anel de
cisalhamento numa emergência.

5 – OPERAÇÕES:

5.1. OBSERVAÇÕES ANTES DA DESCIDA:

5.1.1. Usar sempre uma junta de circulação (UPSTRAIN UNLOADING SUB)


adequada a este modelo. A BAKER possui os modelos “R-2” ou “R-4” (675-05)
desenhadas especificamente para ser usado com o Obturador Recuperável “Full
Bore”.

5.1.2. Quando a BPR MOD. “C” (677-01) for descido abaixo do Obturador “Full
Bore” monte a cabeça de recuperação diretamente no guia.

5.1.3. O testador de coluna (“Modelo “N” Full Bore Tubing tester”: - 672-01) deve
ser descido quando se necessita fazer um teste de pressão na coluna (Tubing). Neste
caso, deve ser descido acima da junta de circulação (Unloading sub).

5.1.4. Antes de conectar a junta de circulação, checar o conjunto de cunhas quando o


seu perfeito funcionamento. Se as cunhas superiores girarem 360° (graus) ou mais, a
chaveta (key) está fora da ranhura (groove) e deve ser recolocada de modo que as
cunhas superiores girem apenas 270° (graus).

5.1.5. O Obturador Full Bore é normalmente é assentado com rotação à direita;


entretanto, existe anel limitador com rosca à esquerda, que se o instalarmos, é
possível assenta-lo com rotação à esquerda.

OBS: Sob nenhuma circunstância um BPR mod. “C” pode descer abaixo de um
“Full Bore” com assentamento por rotação à esquerda, pois rotação esquerda neste
caso, libera o BPR e assenta o “Full Bore.”

NOTA: Durante as operações de pressurização ou pistoneio (SWABBING),


existem fatores presente que mudam drasticamente as forças de assentamento da
ferramenta, e estes fatores devem ser levados em consideração para se determinar o
correto valor da tensão aplicada no Obturador, especialmente se a coluna estiver
segura pela cunha, pois qualquer mudança de peso não seria mostrada no indicador
de peso. (Sempre compare a leitura do indicador de peso com o gráfico de
alongamento de coluna sendo o gráfico de alongamento da coluna mais preciso).

5.2. OBSERVAÇÕES DE PRESSURIZAÇÃO:

5.2.1. A temperatura do fluido que é injetada durante as operações de pressurização


podem alterar o comprimento da coluna; um fluido frio irá encolher a coluna e
aumentar a tensão sobre o Obturador, e um fluido quente irá destender a coluna e

29
diminuir a tensão sobre o Obturador. Contração da coluna não é uma coisa a ser
desconsiderada, ela pode ser tão grande que existe o perigo de partir a coluna.
Alongação pode afetar criticamente o assentamento, entretanto pode ser calculada e
assim determinar o valor da tensão a ser aplicada no Obturador.

5.2.2. Mudando-se a pressão da coluna ou do anular cria-se folgas radiais que


alteram o diâmetro da coluna, aumentando ou diminuindo o seu comprimento.
Aumentando-se a pressão da coluna não é critico, pois aumentando o diâmetro da
coluna, diminuímos o seu comprimento; aumentando a tensão na ferramenta.
Aumentando a pressão no anular acima da pressão na coluna é critico, pois
diminuindo o diâmetro da coluna, aumentamos o seu comprimento diminuindo a
tensão da ferramenta. Isto deve ser levado em consideração e assim determinar o
valor da tensão a ser aplicada no Obturador.

5.2.3. Mudando-se o fluido no poço, também mudamos o empuxo relativo na coluna


o que também afeta a força de assentamento do Obturador. Injetando-se um fluido
pesado, aumentamos o empuxo na coluna e consequentemente aumentamos a tensão
aplicada sobre a ferramenta. Porém, injetando-se um fluido leve diminuímos ambos;
o empuxo na coluna e a força de assentamento da ferramenta, e isto deve ser levado
em consideração.

5.2.4. Pistoneio (Swabbing).

O valor da alongação da coluna gerada pela variação de temperatura durante o


pistoneio não é levada em consideração aqui, pois o pistoneio não aumenta
consideravelmente a temperatura da coluna.

5.3 INSTRUÇÕES DE OPERAÇÃO:

5.3.1. Instante o unloader (junta de circulação), na posição aberta, no sob superior


do Obturador (Full Bore).

5.3.2. Instale o “Tubing Teste” acima do “Unloader” (opcional).

5.3.3. Verifique a junta de segurança, quebre e reaperte.

5.3.4. Movimente o conjunto das cunhas para ter certeza de uma movimentação
livre até ambos os cones superior e inferior.

5.3.5. Desça até a posição de assentamento. Se desejado teste a coluna.

5.3.6. TESTANDO REVESTIMENTO:

5.3.6.1. Aplique suficiente tensão na coluna, para empacotar os elemento de


vedação.

30
Tensão necessária para empacotar os elementos de vedação

TAMANHO TENSÃO *(lbs)


43,45 e 47 15000
49A e 51A 18000
49B e 51B 24000
53 12000
54 12000
55 16000

5.3.6.2. Aplique pressão no anular e após o teste retire-a.


Quando a força criada pela pressão no anular atua na área entre o D.I. do
revestimento e o D.E. da coluna exceder a tensão da coluna, o Obturador irá
“TRANSFERIR”. Isto significa que a coluna irá distender o suficiente para permitir
que o corpo (MANDRIL) do Obturador desça pelo conjunto das cunhas,
transferindo a carga da cunha inferior para a cunha superior (ver fig.).

A ação da pressão no anular através da área da seção transversal do “BOOSTER


SLEEVE” resulta na aplicação de uma força no final do elementos de vedação. Esta
força mantém os elementos de vedação empacotados durante e depois da
transferência sem a ajuda da cunha inferior.

Se a pressão no anular diminuir, o Obturador irá transferir de volta à cunha inferior.


Em poços rasos, onde é necessário liberar o peso da coluna, a tensão original é
mantida detendo-se o peso com a transferência de volta às cunhas inferiores.

5.3.7. ASSENTANDO O OBTURADOR:

5.3.7.1. Como o Obturador na profundidade de assentamento, gira ¾ de volta para a


direita na ferramenta. Não aplique indiscriminadamente torque à direita, isto pode
trabalhar na parte inferior da ferramenta depois dela ter assentado e quebrar a junta
de segurança prematuramente.

5.3.7.2. Tracionar a coluna até conseguir alguma tração além do peso da coluna.

5.3.7.3. Soltar peso sobre o Obturador. O bloco de cunha deve sustentar a coluna.
Nesta situação o equipamento segura para cima e para baixo, mas não há vedação
das borrachas.

5.3.7.4. Aplicar tração efetiva (menos o peso da coluna) no Obturador de acordo


com a tabela.

31
Tensão necessária para empacotar os elementos de vedação

TAMANHO TENSÃO * (lbs)


43,45 e 47 15000
49A e 51A 18000
49B e 51B 24000
53 12000
54 12000
55 16000

5.3.7.5. Ancorara coluna na superfície. Se necessário fechar B.O.P.

5.3.8. DESASSENTANDO O OBTURADOR:

5.3.8.1. Equalize as pressões na ferramenta. Se o “Unloader” (junta de circulação)


for usado, abaixe a coluna para equalizar as pressões. Depois das pressões serem
equalizadas, aplique tensão para fechar novamente o “Unloader”.

5.3.8.2. Aplique torque a esquerda assim como diminui a tensão. Se o Obturador,


Full Bore, não desassentar, suspenda e abaixe a coluna (trabalhar a coluna) (sem
abaixar suficiente peso para abrir o “unloader”) diversas vezes pra transferir o
torque à ferramenta. É sempre preferível ter o “unloader” fechado, pois toda
circulação passará por baixo do Obturador. Isto é mais critico quando circula-se para
remover excesso de cimento. É também uma boa prática movimentar à ferramenta
para cima e para baixo várias vezes por aproximadamente 10 pés, enquanto a
circulação completa a limpeza.

5.3.8.3. Não foi utilizado “Unloader” (junta de circulação).

 Tracionar a coluna o suficiente para liberar o ancoramento na superfície.


 Liberar a tração no Obturador até atingir o peso efetivo da coluna.
 Aplicar torque à esquerda, ¾ da volta efetivo no equipamento.
 Puxa a coluna para confirmar o desassentamento.

NOTA 1: Se com os procedimentos anteriores não se conseguir êxito, proceder da


seguinte maneira:

a) Aplicar (mais) ¾ de volta à esquerda efetiva no equipamento.

b) Soltar peso sobre o Obturador e tracionar, alternadamente e sem forçar demais;


estes movimentos auxiliarão no funcionamento do mecanismo de
desassentamento.

NOTA 2: Se ainda assim não obtiver êxito, aplicar os procedimentos para


desassentamento da emergência.

5.3.8.4. Desassentamento de emergência.

32
Tamanhos 43, 45 e 47-mod C-1:

1) Traciona-se de 1000 a 3000 lb na ferramenta, enquanto gira.

2) Gire 9 (nove) voltas a direita; isto trava as cunhas em posição de segurança


(tração) permitindo girar o mandril, desenroscando a rosca esquerda ACME do
guia e as cunhas serão retraídas, deixando o Obturador livre.

Este procedimento não deixa nenhuma peça solta no poço.

NOTA 1: O torque à direita pode ser absorvido nas conexões ao longo da coluna, pode
ser necessário mais do que 9 voltas para liberar a rosca ACME. Atenção especial para o
torque máximo resistente da conexão.

NOTA 2: Desenroscando-se a rosca ACME à esquerda, possibilita-se que o mandril


mova-se para cima. Quando se move o mandril para cima, o segmento trava do mandril
cai no groove inferior (sem possibilidade de sair) do mandril. Com o segmento trava do
mandril no groove inferior, o conjunto das cunhas estão permanentemente travados em
posição neutra e isso não poderá ser mudado até que a ferramenta seja desmontada.
Com este movimento o resalto do mandril (travado na área do cone) segura o anel
suporte do cone e todas as peças externas inferior do Obturador. Ao mesmo tempo em
que a chaveta é forçada para fora do groove, permitindo ao corpo (mandril) gira
livremente em relação ao conjunto das cunhas.

NOTA 3: CASO NÃO OBTENHA ÊXITO, EXECULTAR OS PROCEDIMENTOS SEGUINTES:

3) Gire 9 (nove) voltas à direita na ferramenta para desenroscar a rosca esquerda do


guia. Aplicar 10000 lbs de tensão para tam. 43 e 25000 lbs para tam. 45 e 47.
Para cisalhar o anel suporte do cone (item-17). Segure tracionando e gire
aproximadamente 14 voltas à direita, na ferramenta, (aprox. 500 lb/pé são
necessários para cisalhar os parafusos-item-28) para liberar o anel liberador de
segurança (item-27) e permitir uma remoção livre dos itens 1 a 16. Nesta
situação o Obturador sai desconectado, porém nada fica no fundo do poço.

4) Caso o Obturador não tenha liberado, aplicar uma tração de 35000 lbs que
cortará o anel de cisalhamento o que permite geralmente retirar do poço a parte
superior deixando somente a parte inferior externa (cone guia, borrachas e outros
elementos de ferro fundido) no poço, todos perfuráveis.

33
OBTURADOR (PACKER) RECUPERÁVEL “AR-1” SNAP SET
COMPRESSION PACKER

Produto N° 635-31

1 – FINALIDADES:

 Utilizado como Obturador em isolamento de zonas.


 Em injeção de água.
 Para a produção (principalmente em gás lift).

2 – CARACTERÍSTICAS:

 Obturador recuperável, de assentamento mecânico a compressão, podendo


possuir ou não hold down.
 Usado normalmente acima de um “Retainer Production Packer” ou de um
“Retrievable Packer”. (Obturadores permanentes ou recuperáveis).
 Normalmente utilizado em operações com pequenos diferenciais de pressão
acima do Obturador.
 Quando utilizado sem “hold-down” deve-se trocar o mandril a fim de evitar a
alteração de seu curso, pois a peça substituta a “housing” possui menor
comprimento.
 Apresentam juntas de circulação integral com a camisa de balanceamento,
idênticas ao modelo “R-3” (ver explicação sobre o funcionamento do conjunto
no item 3 do Obturador “R-3”).
 A válvula do by-pass apesar de idêntica a do modelo “R-3”, tem o efeito
hidráulico da operação de pressurização na mesma diferente deste.
 Há três pontos nos quais a mudança de pressão pode ocorrer em um Obturador
snap-set em vez dos dois do modelo “R-3”. Estes são:
 No anular, sobre o Obturador snap-set.
 Na zona isolada abaixo do snap-set e acima do Obturador inferior.
 Na coluna por meio do Obturador snap-set.
 Possui mandril, um anel redentor, como medida de segurança, para que o
Obturador passa a ser recuperado em caso de desenroscamento em algumas de
suas partes.
 Apresenta também no modelo “MR-1” cuja única diferença em relação ao
modelo “AR-1” é a de apresentar cunhas para fixação, os produtos disponíveis
desses modelos são:

Produto n° 635-21 – “MR-1” Single Grip Snap Set Packer.


Possuem cunhas e não tem hold-down.
Produto n° 635-31 – “AR-1” Snap Set Compression Packer.
Não tem hold-down.
Produto n° 636-21 – “MR-1” Double Grip Snap Set Packer.
Possuem cunhas e tem hold-down.
Produto n° 636-31 – “AR-1” Snap Set Compression Packer With hold-down.

34
3 – OPERAÇÕES:

A – Assentamento:

A1 QUANDO ASSENTADO ACIMA DE UM OBTURADOR PERMANENTE

 Colocar o “Snap Set Packer” na coluna, na posição desejada, e descer no


poço até que o locator sub tubung seal assembly ancore no retentor
promovendo a necessária vedação entre o Obturador e a coluna.
 Aplicar peso para assentamento e vedação de acordo com a tabela.

D U R E Z A
OBTURADOR TAM. 80 – 60 - 80 90 – 70 - 90 95 – 80 – 95
43, 45, 47 6000 lbs 7000 lbs 8000 lbs

A2 QUANDO ASSENTADO ACIMA DE UM OBTURADOR


RECUPERÁVEL

 Colocar os dois Obturadores em posição na coluna e descer no poço.


 Na profundidade desejada, girar a coluna tanto quando o necessário para
deixar o Obturador inferior (Retrievable Packer) em condições de ser
assentado.
 Isso é impossível pela atuação do “Rotational Lock Nut” que através de uma
chaveta presa em sua superfície, transmite o movimento rotacional para a
“Rotational Lock Sleeve” e essa para a coluna que está enroscada no
“Botton Sub”. O “Rotational Lock Unt” está enroscado no mandril e leva
ainda um parafuso para travamento. A chaveta tem seu movimento guiado
pelo rasgo existente na “Rotational Lock Sleeve”.
 Aplica peso para promover o assentamento dos Obturadores e esbojamento
das borrachas.

A SEQÜÊNCIA DE OPERAÇÃO É A SEGUINTE:

 Quando atingimos um peso de 1500 lbs sobre a coluna, o “Latch” do Packer


Snap Set abre suas partes (que possuem rasgos para esse fim) permitindo sua
passagem pelo resalto existente no mandril que lhe impedia a passagem. Sendo
assim o mandril ganha movimento em relação ao restante do Obturador. (Que
permanece parado) e libera o curso da junta de circulação que irá se fechar indo
esbojar as borrachas. Como o Obturador inferior necessita de mais peso para
promover seu assentamento, continuamos a aplicar compressão até atingir os
valores da tabela. O Snap Set já estando assentado irá deslizar com suas
borrachas pelo revestimento até que se tenha assentamento do Obturador
inferior.

35
B – Desassentamento:

Suspender simplesmente a coluna.

OBS: Caso o peso da coluna de tubos abaixo do Obturador não atinja 1500 lbs o
“Latch” não irá deslocar-se de volta ao resalto do mandril impedindo que a junta de
circulação se abra e que torne possível qualquer tentativa de se abaixar a ferramenta no
poço durante o desassentamento. O que fazemos no caso, é dá alguns puxões na coluna
para que assim se consiga levar o “Latch” até a sua posição original (ver obs, item 3
Obturador R-3).

4 – DEFEITOS MAIS COMUNS:

 Vazamento pelos oring´s


 Desenroscamento do top-sub acarretando pescarias.
 Estrago na rosca do mandril onde se aloja o “Rotational Lock Nut”.
 Desgaste no “Snap fingers” do “balance sleeve”.

5 – ESPECIFICAÇÃO:

Especificada pelo tamanho que é função do diâmetro e peso de revestimento.

36
OBTURADOR (PACKER) RECUPERÁVEL “OTIS”

OTIS / HALLIBURTON

MODELO “INTER-LOCK” NLS

1 – FINALIDADES:

 Para a produção em caso de surgência, gás lift e bombeio mecânico.


 Para injeção de água.
 Poços rasos para Obturadores à tração.
 Poços profundos para Obturadores à compressão.
 Poços para bombeio que necessitam de Obturadores e, ou âncora de coluna.
 Poços para injeção de vapor.
 Poços para injeção e produção de gás.
 Situações em que o desassentamento normal não seja possível.
 Para produção e injeção em ambientes corrosivos (projeto do Obturador).

2 – CARACTERÍSTICAS:

 É um Obturador de assentamento mecânico, recuperável e compacto.


 Rotação à direita e tensão na coluna de produção é tudo que é necessário para
assentar o Obturador.
 Assim que o Obturador é mecanicamente assentado, torna-se estacionário.
 Após o assentamento, a coluna poderá ser balanceada com peso, neutra ou
tração. No ultimo caso o Obturador não deverá esta equipado com a junta de
expansão com circulação.
 O Obturador pode ser desassentado aplicando-se peso sobre o mesmo associado
a movimentos de rotação da coluna.
 O Obturador pode ser assentado, em seguida desassentado e ido a uma nova
posição, novamente assentado.
 Pinos de cisalhamento, para desassentamento estão incorporados caso haja
condições que impeçam desassentamento pelo procedimento normal.
 Elemento de vedação múltiplo utilizando molas “GARTER” como suporte anti
extrusão.
 Pode ser convertido para uso com vapor bastando trocar os elementos de
vedação.
 Largo Ranger de atuação, evitando a troca de diversos componentes no intuito
de atender os vários pesos de revestimento para o mesmo tamanho nominal.
 As cunhas são adequadas para esforços bidirecionais podendo o Obturador ser
solicitado por esforços para cima ou para baixo.
 Todo mecanismo do Obturador situa-se acima dos elementos de vedação isolado
o mecanismo dos fluidos do poço.
 Obturador é isento de gaxetas e O-Rings ou áreas possíveis de vazamento. Este
Obturador é projetado para produção injeção e etc., especialmente em ambientes
corrosivos.

37
DADOS PARA DIMENSIONAMENTO DE PINOS DE CISALAHEMENTO:

ATENÇÃO: Os esforços gerados durante o assentamento, e operações de produção ou


injeção atuam nos pinos de cisalhamento que em numero inadequado pode provocar o
desassentamento do Obturador. Os esforços nos pinos de cisalhamento dependem de
diversos fatores como diferenciais de pressão, contração ou alongamento da coluna
provocados por operações com ácido, injeção, canhoneio, etc. Isso deve ser sempre
considerado e compensado durante a determinação do número de pinos de cisalhamento
que serão utilizados no Obturador e a forma que a coluna será balanceada.

Em seguida exemplos que auxiliam na determinação do número de pinos de


cisalhamento.

CASO I: Pressão diferencial por cima do Obturador independente do fato da coluna de


produção esta plugeada ou não:

A Área Interna do Revestimento - Área do Pistão do Obturador = Área de Pistão

B Área de Pistão X Pressão difer. por cima = Força

C Força / Valor de cisalhamento de cada = Número de Pinos


pino

PARA OBTURADOR 7” 23-26 INTER-LOCK 2.7/8” NU X 3.1/2 NU ÁREA DO


PISTÃO = 14.38 in2.

A. 30.91 - 14.38 = 16.53 pol2


B. 16.53 X 3000 psi = 49590 lbs
C. 49590 / 7250 = 6.84 Use 7 pinos (Mínimo).

CASO II: Pressão por baixo do Obturador, com coluna plugeada.

A Área do Pistão do Obturador X Pressão difer. por baixo = Força

B Força / Valor de cisalhamento de cada = Número de pinos


pino

A. 14.38 X 3000 psi = 43140 lbs


B. 43140 / 7250 = 5.95 Use 6 pinos (Mínimo).

38
OPERAÇOES:

A – Assentamento:

 Antes de descer o Obturador no poço, verificar o mecanismo de ancoragem.


 Girar o suporte das cunhas para a esquerda, o que fará com que ele saia da
posição de descida.
 Uma vez liberado, empurre-o para baixo, a fim de engatá-lo na rosca de
travamento do mandril. Para retorná-lo à posição de descida, gira para esquerda
até liberá-lo da rosca de travamento do mandril, empurre-o então para cima até
engatá-lo na rosca superior do mandril. Complete a verificação, girando o
suporte das cunhas para a direita para garantir o total retorno à posição de
descida.
 Conectar o Obturador a coluna de produção. Aplicar torque adequado.
 Atingida a profundidade de assentamento desejada, gira a coluna 6 voltas para a
direita e movimente a coluna para cima, enquanto continua o movimento de
rotação.
 Quando as cunhas firmarem no revestimento, tracionar a coluna até um valor
igual a 10000 – 15000 lbs; acima do peso da coluna.
 Aguardar 5 minutos.
 Coloque o neutro e tensione novamente até 20000 – 30000 lbs e aguarde no
mínimo mais 5 min.
 Retire a tensão e coloque de 2000 – 4000 lbs de peso sobre o Obturador.
 Tracionar a coluna até 30000 lbs mínimo, e mantê-la durante 5 minutos. O
Obturador estará assentado.
 A coluna poderá estar sob tensão, compressão ou neutra.

B - Desassentamento

LIBERAÇÃO PRIMÁRIA (Procedimento normal).

 Liberar a tração ou compressão mantendo o equipamento na posição neutra ou


com uma pequena compressão.
 Girar a coluna para a direita, aplique entre 5000 a 10000 lbs de peso, efetivo no
equipamento. Este movimento ocasionará retração das cunhas e mantendo-se o
peso, permitirá que o suporte das cunhas faça conexão com as roscas superiores
do mandril, permitindo a retirada, ou reassentamento do Obturador.

LIBERAÇÃO SECUNDÁRIA (Emergência)

 Aplicar somente se não for possível o movimento giratório à direita da coluna.


 Tracionar a coluna (este movimento cisalhará os pinos de desassentamento do
elemento retentor, liberando o Obturador (Resistência do parafuso + -7000 lbs).
 Adequar a liberação para o máximo de 45000 lbs (Tração ideal mais o peso da
coluna para poços verticais).

39
OBTURADOR OTIS “INTER-LOCK” NLS C/ JUNTA DE EXPANSÃO PARA
INJEÇÃO DE VAPOR

NUMERO DE PARTE : 12 000 1304

INSTRUÇÕES DE ASSENTAMENTO E DESASSENTAMENTO

ASSENTAMENTO:

1. A verificação de mecanismo de ancoragem pode ser feita girando o suporte das


cunhas para a esquerda, o que fará com que ele saia da posição de descida no
poço.
Uma vez liberado, empurre o suporte das cunhas para baixo a fim de engatá-lo na
rosca de travamento do mandril. Retorne o suporte das cunhas para a posição de
descida girando-o para a esquerda até desengatá-lo da rosca de travamento,
empurrando-o então para cima até engatá-la na rosca superior do mandril. Gire o
suporte das cunhas para a direita para garantir o total retorno à posição de
descida.

2. Conectar o Obturador à coluna de produção tomando o cuidado de utilizar o sub


superior para aplicar o torque de aperto na conexão.

3. Abra totalmente a junta de expansão e engate no rasgo em “L” do mandril.


Desça o Obturador vagarosamente até a profundidade desejada. A velocidade
máxima recomendada para a coluna é de 30 m/ min. Esta velocidade assume
maior importância a partir do aumento da densidade do fluido no poço.

4. Na profundidade de assentamento desejada, dê 6 voltas à direita e inicie o


movimento de subida enquanto continua o movimento de rotação na coluna.
Quando as cunhas firmarem no revestimento continue a tensionar a coluna até
um valor igual a 10000 – 15000 lbs. Aguarde 5 min. Coloque em neutro e
tensione novamente até 20000 – 30000 lbs, e aguarde no mínimo mais 5 min.
Retire a tensão e coloque 2000 a 4000 lbs de peso sobre o Obturador Tensione a
35000 lbs mínimo, por pelo menos mais 5 min. O Obturador deverá estar
completamente assentado a esta altura.

5. Após o assentamento, coloque a coluna em neutro e gire 1/3 de volta à esquerda


para liberar a junta de expansão. Rotação excessiva à esquerda poderá causar
afrouxamento das conexões da coluna.

6. Faça o balanceamento da coluna levando em consideração que a coluna deve


move-se o suficiente para bloquear os orifícios de circulação no mandril do
Obturador.

DESASSENTAMENTO:

7. Para desassentar o Obturador desça a coluna para que se feche totalmente a junta
de expansão o que fará com que o topo junta engate no sub superior. Aplique entre
5000 a 10000 lbs de peso e gire a coluna para a direita. Este movimento ocasionará
retração das cunhas e mantendo-se o peso permitirá que o suporte das cunhas
atraquem nas roscas superiores do mandril permitindo a retirada do Obturador.

40
Se impossibilitado o movimento giratório à direita por qualquer motivo, aplica-se
tensão na coluna o que cisalhará os pinos de desassentamento no elemento retentor
liberando a ferramenta. Deve-se ter a precaução de instalar uma quantidade de pinos
ao descer a ferramenta com resistência inferior da coluna-sonda.

41
OBTURADOR (PACKER) RECUPERÁVEL MOD. GE-7
OBTURADOR CONCEPÇÃO PETROBRÁS

INTRODUÇÃO:

O Obturador (PACKER), concepção PETROBRÁS, modelo “GE-7”, é um projeto


simples, passagem única, com elementos de vedação tipo copo e recuperável.

Não possui mecanismo de assentamento. Projetado principalmente para aplicação


em completações duplas com duas colunas de produção e um Obturador, em poços
bambeados com profundidade média de 700m (máximo de 1000m) e pressão
máxima de 1200 psi.

1 – FINALIDADES:

 Completação e recompletação dupas de poços, com 1 Obturador e 2


colunas:
 BM e INJ.
 BM e BM
 INJ. e INJ.
 BCP e INJ.
 BCP e BCP.
 Testes seletivos.
 Empacotamento e isolamento de intervalos.

2 – CARACTERÍSTICAS:

 Mandril com grooves (caneletas) externos para espaçar e fixar os elementos


de vedação.
 Borrachas tipo copos com alma de aço. Aplicados também na ferramenta de
lavagem.
 Centralizadores (opcionais) nos conectores superior e inferior para proteger
as borrachas de deformação prematuras e ajustá-las ao revestimento,
evitando a concentração de esforços laterais, principalmente em poços
desviados ou direcionais.
 Não necessita de movimento da coluna para assentá-lo.
 Elemento de vedação dispostos invertidos e com ação constante de vedação
e arraste ao revestimento; possibilitando a retirada da flambagem da coluna
de produção sem afetar sua vedação.
 Elemento de vedação múltiplos, isto é, podendo ser instalados quantos forem
necessários, dependendo somente do sentido do maior esforço.
 A ancoragem é transmitida pelo peso da coluna, ou seja, é posicionado a
profundidade desejada.
 Permite o balanceio da coluna com vantagens operacionais.
 Posicionando a profundidade desejada, os esforços transmitidos pela coluna
(expansão e contração) não afetarão a vedação ao revestimento.

42
3 – OPERAÇÕES:

Conectar Obturador a coluna e descer até a profundidade desejada. O


posicionamento ao revestimento é a condição suficiente para vedar ou isolar o
espaço anular. Efetuar balanceio da coluna e ancorá-la na superfície.

Em poço com nível estático muito alto, utilizar um dispositivo de circulação


temporário, conectado acima do Obturador.

Usando Slinding Sleeve (camisa deslizante):

 Conectar Obturador e camisa deslizante a coluna e desce até a


profundidade desejada. A camisa deslizante deverá estar aberta,
possibilitando a circulação para o anular acima do Obturador e
conseqüentemente evitando a compressão do fluido para a formação e,
permitindo melhores condições na movimentação descendente da
coluna. Com Obturador posicionado, operar com Wire Line e fechar
camisa deslizante.

USANDO SLEEVE VELVE (VÁLVULA DESLIZANTE):

 Modular coluna conforme procedimento anterior. A válvula deslizante


será aberta pela movimentação e rotação da coluna. Descer coluna e
posicionar Obturador, em seguida trabalhar coluna para fechar a
válvula deslizante.

NOTA: Ver procedimento do mecanismo da válvula deslizante no anexo.

B – Desassentamento:

Na realidade não haverá desassentamento. A retirada da coluna conclui a operação.

Para retirar coluna com Obturador e camisa deslizante, ou com válvula deslizante,
primeiro operar com Wire Line, ou movimentar a coluna conforme procedimento
específico, para abrir respectivamente a camisa ou a válvula deslizante.

NOTA: Ver procedimento do mecanismo da válvula deslizante no anexo.

4 – DEFEITOS MAIS COMUNS:

Esses equipamentos não apresentam problemas desta ordem, justamente por suas
características físicas e simplicidade do projeto.

5 – ESPECIFICAÇÃO:

É especificada pelo tamanho nominal que é função do diâmetro e peso do revestimento.


O tamanho nominal é a relação do diâmetro externo do anel suporte da borracha e
diâmetro externo da borracha em polegadas. Ex.: Obturador TAM. 47D, diâmetro
externo do anel suporte 5.968” – para revestimento de 7” – peso: 23 – 26 lbs/pé.

43
ANEXO

VÁLVULA DESLIZANTE (Sleeve - Valve)

- MECANISMO DA VÁLVULA DESLIZANTE:

OFEREÇE 4 POSIÇÕES

Posição 1 – Travada aberta (superior do slot).


Posição 2 – Destravada aberta (superior do slot).
Posição 3 – Destravada fechada (inferior do slot).
Posição 4 – Travada fechada (inferior do slot).

POSIÇÕES DE DESCIDA/ TRABALHO (Produção)

2 1
1. Descer a válvula aberta e travada.
2. Posicionar a ferramenta, gira-se a coluna para a direita
(1/4 de volta efetivo na ferramenta). A válvula se
encontra, então, aberta e destravada.
3. Descer a coluna, mínimo de 0,50m e máximo de 1,00m,
fechando a válvula (curso de 0,15m) na posição
destravada.
4. Girar a coluna para a esquerda (1/4 de volta efetivo na
ferramenta). A válvula se encontra fechada e travada. É a
posição de trabalho durante a produção do poço.

3 4

POSIÇÕES DE RETIRADA

Considera que a válvula está na posição 4 (quatro) (fechada e travada) – durante a


produção.

2 1
4. Válvula fechada e travada.
3. Girar a coluna para a direita (1/4 de volta efetivo na
ferramenta). A válvula permanece fechada porém
destravada.
2. Puxar a coluna, mínimo de 0,50m e máximo de 1,00m.
A válvula estará aberta e destravada.
1. Girar a coluna para a esquerda (1/4 de volta efetivo na
ferramenta). A válvula estará aberta e travada.

OBS: A posição 1, é uma garantia de montar a válvula aberta


e travada, porém não será necessário esta posição, para as
atividades de retirada da coluna, válvula deslizante e
3 4
Obturador simplificado com dupla vedação, tipo corpo.

44
OBTURADOR (PACKER) RECUPERÁVEL
MOD. UNI-PACKER XVI

1 – INTRODUÇÃO

No desenvolvimento do Uni Obturador Térmico “XVI” foram mantidas todas as


características excepcionais de performance que fizeram do Uni Obturador “VI” um
grande sucesso.

A tecnologia Guiberson/ PETROL para o sistema de ancoragem mecânica dupla


através das exclusivas “uni-cunhas” tem reputação internacional em controlar
pressões diferenciais tanto no sentido de cima para baixo como vice-versa.

Para engaxetamento os Uni Obturadores “XVI” fazem o uso de um elemento termo


plástico cuja temperatura nominal é 315°C. Pesquisas levadas a efetivo pela
Guiberson eliminaram a possibilidade de ocorrer deslocamento das gaxetas sob as
condições de temperatura e pressão reinantes num poço com injeção de vapor. Este
sistema provocou sua confiabilidade em um grande numero de teste de laboratório e
campo. Com temperatura nominal de 315°C o Uni Obturador “XVI” foi testado a
4000 psi sem apresentar nenhum sinal de exudação ou outro do tipo de
deteriorização da selagem.

Os procedimentos para assentar e recuperar o Uni Obturador térmico “XVI” são os


mesmos que para o Uni Obturador “XVI”, ou seja, apenas um quarto de volta à
direita. Uma vez assentado o Obturador, a coluna pode ser tracionada comprimida
ou mantida neutra. Esta característica faz do Uni Obturador térmico “XVI” ideal
para uso em conjunto com juntas de expansão.

2 – APLICAÇÃO E FUNCIONAMENTO

a. DESCRIÇÃO

Uni-obturador Térmico “XVI”. Trata-se de Obturador de travamento mecânico com


ancoragem dupla com assentamento também mecânico para uso em completação
simples ou com Obturador inferior em completações múltiplas. Está projetando para
conter diferenciais de pressão acima ou abaixo do Obturador além de que, a coluna pode
ser mantida sob tensão, compressão ou neutra.

Uma vez que o Obturador não é liberável por tracionamento apenas, é um excelente
equipamento para uso em instalações onde ocorram grandes variações de pressão e
temperatura.

Em testes de laboratório na América do Norte, o equipamento suportou perfeitamente


pressões diferenciais de 4000 psi a 315°C.

O Obturador foi desenhado tomando como base o Uni Obturador modelo “VI” e requer
um quarto de volta à direita ao nível do Obturador, para assentamento e um quarto de
volta também à direita para sua liberação.

45
2.2. APLICAÇÃO

2.2.1. GERAL

Uni-Obturador “XVI” pode ser usado sempre que seja necessário conter pressões
diferenciais com temperatura de fundo de poço extremamente altas. Além disso, o
equipamento é particularmente adequado para qualquer instalação onde a coluna de
produção deva ser mantida tracionada para facilitar o bombeio (mecânico ou hidráulico)
e a passagem, sem dificuldades, de ferramentas de wire-line.

É um equipamento bastante adequado para esse tipo de aplicações por que permite que a
coluna passe de um estado de tração para um estado de compressão ou vice-versa sem
causar nenhum efeito na estanqueidade das gaxetas de vedação. Obturadores com
borracha Standard são os normalmente usados para estes tipos de operação a menos que
o Obturador vá ser usado em injeção de vapor ou poços profundos extremamente
quentes.

2.2.2. APLICAÇÃO DE INJEÇÃO DE VAPOR

Com o acréscimo de junta de expansão (equipamento opcional) o Uni Obturador “XVI”


estará idealmente apto à aplicação em poços de injeção de vapor em situações de alta
temperatura.

Normalmente se requer que uma junta de expansão dotada de engaxetamento térmico


adequado seja usada em conjunção com o Uni Obturador “XVI” para evitar a
deformação permanente na coluna causada pelas forças de dilatação térmica. Para
Obturadores entre 5.1/2 x 2.7/8 IN até 9.5/8 x 4.1/2 IN) (Obturadores PETROL são
fabricados no tamanho 7 x 2.7/8 IN) a junta de expansão interna pode ser montada
através do Obturador. Estas juntas estão disponíveis em comprimento de 5, 10, 15 ou 20
ft.

2.2.3. ACIDIFICAÇÃO, FRATURAMENTO, SOUEEZING TESTE E


PRODUÇÃO

O Sistema de selagem dos Obturadores “XVI” não sofre ataque ou é dissolvido por
elementos químicos que degeneram engaxetamentos comuns de borracha. Este fato
torna o equipamento adequado para injeção de produtos tais como gás carbônico, etc.

Por outro lado o Uni-Obturador “XVI” é adequado para todos estes tipos de aplicação
porque a coluna pode ir de comprimida a tracionada ou vice-versa e ainda, o
equipamento tem a capacidade de ser reassentado várias vezes, com a simples troca do
elemento de vedação.

2.2.4. COMPLETAÇÕES MÚLTIPLAS

O Uni-Obturador “XVI” pode ser usado como Obturador inferior em sistemas de


completação múltipla. Apenas o método de assentamento e liberação do Uni Obturador
“XVI” e do Obturador duplo devem ser cuidadosamente compatibilizados.

46
2.3. CARACTÉRISTICAS NOTÁVEIS

a) Elementos de vedação térmicos externos e engaxetamento térmico interno


aprimorados, possibilitando maior eficiência de vedação e maiores áreas de
passagem de fluidos, tornando as operações de descida e retirada do poço mais
velozes, sem danificá-los.
b) O Obturador é assentado e liberado com apenas um quarto de volta à direita.
c) Por seu projeto, faz uso do próprio aumento de pressão e suas flutuações para
aumentar a carga de compressão nas gaxetas.
d) Eliminar a maior parte de componentes com tendências a falhas como
mecanismo de assentamento e liberação rosqueados e anéis “O” múltiplos.
e) O sistema de vedação termoplástico não é atacado por substâncias químicas que
normalmente degradam os elementos de vedação comuns.
f) O sistema de ancoragem consiste em um par de “une-cunhas” de total
confiabilidade de operação.
g) Evitar danos ao revestimento por apresentar cunhas em ambos os lados do
engaxetamento de maneira tal que aquela mais carregada sempre fica no lado de
menor pressão da gaxeta.
h) Apresenta dispositivo controlador de torque o qual compensa automaticamente
situações do torque excessivo quando em operação de assentamento. Com isso
evitando uma liberação acidental durante o mesmo.
i) O uni Obturador “XVI” pode ser assentado em poços rasos com segurança por
sua capacidade de aumentar o efeito de vedação por tracionamento da coluna.

2.4. FUNCIONAMENTO

2.4.1. ASSENTAMENTO

1 2 3 4 5 6 7 8 9

No diagrama acima encontram ilustradas as posições assumidas pelo mandril “J”: e


pinos cruzetas durante o assentamento de Uni - Obturador “XVI”.

47
Durante esta fase inicial o sistema de fricção mantém estacionários os pinos cruzeta e dá
suporte a uni cunha inferior por intermédio dos pinos da cunha para permitir sua rotação
e contato com o revestimento. A partir do contato cunhas-revestimento, esta começa a
suportar o restante das forças de assentamento.

Figura 1. Posição do pino cruzeta durante a descida.

Figura 2. A coluna está sendo erguida e o troque à direita vai ser aplicado.

Figura 3. Torque acaba de ser aplicado e o processo de travamento principia. A uni-


cunha inferior se encontra a ponto de engraçar o revestimento.

Figura 4. a) Uni-cunha inferior entra em contato com o revestimento.


b) Uni-cunha superior faz contato com a cabeça superior e gira no sentido
de tocar a parede do revestimento. A Uni-cunha superior irá deslizar sobre a
parede até que seja aplicada a tração.
c) Inicia-se o fechamento da válvula. Aqui, pelo menos 3500 lbs de carga na
uni-cunha inferior são necessários.
d) A válvula está totalmente em contato com sua rede e a compressão das
borrachas se inicia.

Figura 5. Contato entre os pinos cruzeta e o chanfro a 45° do mandril “J”.

Figura 6. A presença de qualquer torque à direita na coluna faz com que o rasgo a 45°
atue com um batente sobre os pinos cruzeta. É nesse ponto que a embreagem desacopla
liberando qualquer valor de torque (sentido horário). Em equipamentos desprovidos de
embreagens é imperativo liberar manualmente esta carga, pois uma descida adicional do
mandril “J” forçaria os pinos cruzetas e o sistema de fricção para baixo, liberando a uni-
cunha inferior.

Figura 7. Pelo desacoplamento da embreagem limitadora de torque, os pinos cruzeta


puderam cruzar este ângulo e permitir mais compressão no engaxetamento.

Figura 8. A carga máxima foi liberada sobre o Obturador com total compressão das
borrachas. Está seria também a situação caso a parte superior da ferramenta estivesse
pressurizada. É fácil verificar a necessidade de tracionar ligeiramente a coluna para a
recuperação, pois os pinos cruzeta não podem do ponto em que se encontram, por si só,
assumir uma posição liberável (Veja figura 9).

Figura 9. Estabelecida certa tração no Obturador. Isto contribui para auxiliar a uni-
cunha superior e melhor se fixar à parede do revestimento. Esta seria também a situação
caso a parte inferior da ferramenta estivesse pressurizada. Fácil verificar que esta é
também a posição que os pinos cruzeta devem assumir antes da aplicação do torque à
direita para o processo de desassentamento do Uni-Obturador.

ROTINA DE ASSENTAMENTO:

a) Verificar se o tamanho e peso de revestimento são corretos para o tamanho do


equipamento. Após a entrada do Obturador no poço, iniciar a descida. Um valor

48
exato de velocidade não pode ser especificado pelas grandes variações de
condições dos poços. Velocidades excessivas devem ser evitadas.
Devem-se ter cuidado descendo e fazendo as sucessivas juntas da coluna para evitar
que está gire e ocorra um assentamento prematuro. O elemento de vedação expandir
não tem a mesma resiliência que os elementos standard e pode causar arrasto pelo
restante da manobra. Caso ocorra um assentamento errado, pode-se tentar subir a
coluna lentamente ao mesmo tempo girando á direita para liberar o Obturador. Não
tensionar a coluna. Teste de assentamento como esta vedação não são
recomendados.

b) Desce a coluna de produção até a profundidade desejada mais 2 ou 3 pés (0,6 a


0,9m).

c) Subir a coluna, enquanto aplicando rotação a direita, até a profundidade


desejada, continuando a aplicar torque horário, descer a coluna 6 a 8 polegadas
(0,15 a 0,20m).

d) Liberar o torque, continuar descendo a coluna até 4000 a 20000 lbs (1820 a 9090
kg) peso sobre o Obturador. Neste ponto tensionar a coluna no sentido de ter
certeza que a Uni cunha superior esteja assentada corretamente.

e) Para temperatura até 150°F (66°C), tensionar a coluna a 40000 lbs (18200 kg)
uma ou duas vezes para garantir uma selagem inicial boa. Para temperatura de
250°F (120°C) ou mais, pode-se reduzir esta carga de 10000 lbs (4500 kg).

f) Se uma junta de expansão é descida com o Uni Obturador XVI, a profundidade


de assentamento levará em conta o comprimento desta. Por exemplo com uma
junta de expansão de 10 ft (3m), o assentamento do Obturador deve se iniciar
normalmente como topo da coluna a 7 ft (2,2m) abaixo da cabeça de produção
ou B.O.P., o que deixaria aproximadamente 3 ft (0,9m) para trabalhar na
superfície.
Altura suficiente na superfície é necessária para que conexões etc... possam ser
feitas sem tensionar a porca de cisalhamento da junta de expansão interna.

g) Para um Uni Obturadores 5.1/2 x 2.7/8 s 9.5/8, a junta de expansão interna de


mandril pode ser usada. Com a junta, será necessário colocar algum peso sobre o
Obturador, girar à esquerda e então subir a coluna para estender a junta. Quando
a junta de expansão está fora do mandril “J”, tem liberdade de giro, na posição
totalmente estendida, é dotada porca de cisalhamento de emergência calibrada
para 26000 lbs (11800 kg), tamanho 2.7/8 in. Este processo deve ser usado
apenas em emergências ou se são encontrados problemas de liberação do Uni
Obturado XVI. Quando em procedimento normal de assentamento ou liberação,
a junta deve está toda recolhida e encaixada em seu mandril “J”.

2.4.2. RECUPERAÇÃO

O diagrama a seguir ilustra as posições assumidas pelo mandril “J” e pinos cruzeta
durante a recuperação do Uni – Obturador “XVI”.

49
1 2 3 4 5 6

Figura 1. Esta é uma posição típica dos pinos cruzeta antes da operação. Há ou algumas
pressões acima ou peso de coluna sobre o Obturador.

Figura 2. Torque horário com os pinos da maneira mostrada na figura 1, faria com que
os mesmos tocassem o canal a 45° que teria uma função de batente conforme ilustrado.
Isto causaria o desacoplamento da embreagem limitadora de torque.

Figura 3. Como resultado de desacoplamento da embreagem, os pinos cruzeta retornam


à posição inicial e o Obturador não pode ser liberado.

Figura 4. Mostra a posição requerida para os pinos cruzeta antes da aplicação do


torque. A coluna deve estar neutra ou ligeiramente sob tensão neste ponto.

Figura 5. Torque à direita fez deslocar os pinos para uma posição em que tracionando a
coluna, haverá liberação do Obturador.

Figura 6. a) A válvula de desvio abre antes da liberação das uni-cunhas. Desta forma se
permite a equalização de pressões antes de ocorrer perda de controle sobre a montagem
mecânica do travamento das mesmas. Uma liberação das cunhas antes de ter pressão
equalizada pode dar causa a grandes cargas de choque a atuar sobre a coluna de
produção.
b) Uni-cunhas superior liberada, permitindo as borrachas de vedação início de
retorno à posição sem carga.

c) Sistema de engaxetamento se encontra totalmente liberado.

d) Uni-cunha inferior liberada depois da compressão do anel compensador e


do anel de controle da cunha haver contactado a extremidade inferior da cunha.
O Uni-Obturador pode ser liberado e removido do poço ou assentado em outra
profundidade.

50
EFEITOS DAS PRESSÕES

Os desenhos esquemáticos a seguir mostram a distribuição de forças no estado de


tração, compressão, pressão na parte superior e inferior do Uni-Obturador “XVI”.

Com a coluna de produção sob tensão, a força vertical para cima é transferida por
intermédios dos pinos cruzeta para a gaiola de ancoragem. A força é, então, transferida
pela uni-cunha inferior para o conjunto de vedação, através deste à cunha superior e daí
ao revestimento.

Com a parte acima do Obturador pressurizada, o mandril se move para baixo pela
pressão através da válvula. Esta força vertical para baixo causada por esta pressão é
transferida pela uni-cunha superior para o conjunto de vedação. A força transferida pela
gaxeta é suportada pela cunha inferior.

A pressão acima do Obturador está atuando também através da área entre o D.E. da
válvula e o D.I. do revestimento. Essa pressão origina uma força vertical para baixo que
também é suportada pela cunha inferior.

Com a parte inferior pressurizada, o mandril é deslocado para cima pela diferença de
pressão através da válvula. Essa força de sentido vertical para cima é transferida pelo
pino cruzeta para a gaiola de ancoragem. A força é então transferida por intermédio da
uni cunha inferior às gaxetas e a uni cunha superior e desta ao revestimento

A pressão na parte inferior do Obturador atua também na área entre o D.E. da válvula e
o D.I. do revestimento. Isto gera uma força vertical para cima que também, é suportada
pela uni cunha superior.

NOTA: Qualquer tração atuante ou estabelecida na coluna é somada à força devida à


pressão da válvula. Esta resultante é transferida aos pinos cruzeta.

2.5. LIBERAÇÃO DE EMERGÊNCIA

Nos Obturadores acompanhados de junta de expansão, como haja problemas para


desassentar o equipamento existe a opção de desengajar o mandril “J” da junta, estendê-
la e tracionar com 26000 lbs (11800 kg) acima do peso da coluna para cisalhar a porca
da junta de expansão. A coluna e o mandril de selagem podem ser então removido do
poço.

Caso seja necessário cisalhar a porca de segurança para remover a junta de expansão
interna, pode ser útil tentar os pontos abaixo antes da sua remoção do poço:

a) Após cisalhamento deixe um período de repouso para equalização das pressões e


tente descer novamente a junta, no sentido de encaixar seu mandril “J” no
alojamento superior dos pinos guias.
b) Se o mandril “J” engajar, tente novamente liberar o Uni-Obturador. Se o
problema foi dificuldade em abrir a válvula para equalizar o diferencial de
pressão, o procedimento de cisalhar a porca da junta de expansão, com sua
conseqüente retirada do alojamento superior, o terá resolvido.

51
DIMENSÕES BÁSICAS / DADOS TÉCNICOS

Revestimento Coluna Maior D.E. Menor D.I. Borracha D.E. uni-cunha


D.E. Peso D.I. D.E. Conex Nominal Nominal Vedação Recolhida Extendida
(pol) lb/ft (pol) (pol) (pol) (pol) (pol) (pol) (pol)
7 22 6,398 2.7/8 EUE 5,875 2,438 5,812 5,875 6,611
26 6,276 8RD
7 22 6,398 2.7/8 NUE 5,875 2,438 5,812 5,875 6,611
26 6,276 10RD

Diâmetro blocos Compri- Cisalha- Àrea da Resistência tração Pressão Pressão


fricção recolhidos mento mento/Pino Válvula mandril (lbs) interna e de
total cruzeta. (cm2) Peças colapso e
(IN) Valor Total limita- Peça
MIN. NOM. MÁX (lbs) Escoa- Ruptura dora (psi) limita-
mento dora (psi)
7930 9120
5,797 5,875 5,953 82 80000 10,32 88000 100000 Mandril Mandril
“J”
7930 9120
5,797 5,875 5,953 82 80000 10,32 88000 100000 Mandril Mandril
“J”

52
UNI-PACKER XVI ENGINEERING DATA

STANDARD METRIC
Cassing O.D. Cassing Maximum Menimum Approximate Cassing Maximum Minimum
Part
X Weight Metal I.D. Length Weight Metal I.D.
Tubing O.D. Number Range O.D. (inches) (inches) Ranger O.D. (mm)
X (lb/ft) (inches) (km/m) (mm)
Field Conn.

4-1/2” X 2-3/8” 14,14-17,26 98,17


8RD EUE 83968 9.5-11.6 3.865 1.938 78 49,23
(114 X 60)
83969 12.6-13.5 3.750 18,75-20,09 95,25

5-1/2” X 2-3/8” 83985 11.5-15.0 4.750 17,11-22,32 107,95


8RD EUE 1.938 49,23
(114 X 60)
83986 15.0-18.0 4.625 22,32-26,79 104,78
80

5-1/2” X 2-7/8” 83648 13.0-15.5 4.750 2.375 19,35-23,07 120,65


8RD EUE 60,33
(140 X 73)
83649 17.0-20.0 4.625 25,30-29,76 117,48

83957 17.0-20.0 6.281 25,30-29,76 159,54

7” X 2-7/8”
8RD EUE 83958 22.0-26.0 6.125 2.438 82 32,74-38,69 155,58 61,93
(178 X 73)

86931 28.0-32.0 5.875 41,67-47,62 149,23

83605 17.0-20.0 6.281 25,30-29,76 159,54

7” X 3-1/2”
8RD EUE 83606 22.0-26.0 6.125 32,74-38,69 155,58
(178 X 89)

86932 28.0-32.0 5.875 3.000 95 41,67-47,62 149,23 76,20

83681 20.0-26.4 6.688 29,76-39,29 169,88


7-5/8” X 3-1/2”
8RD EUE
(194 X 89) 83682 29.7-39.0 6.438 44,20-58,04 163,53

83687 28.0-36.0 7.563 41,67-53,57 192,10


8-5/8” X 4-1/2”
8RD EUE
(219 X 114) 83688 36.0-49.0 7.375 53,57-72,92 187,33
3.958 98 100,53

83689 32.3-40.0 8.500 48,07-59,53 215,90


9-5/8” X 4-1/2”
8RD EUE
(244 X 114) 83690 43.5-53.5 8.250 64,74-79,62 209,55

53
OBTURADOR (PACKER) RECUPERÁVEL
PACKER MOD. K-2 SNAP-SET DUAL PACKER

PRODUTO N° 754-01 E 755-01

1 – FINALIDADES:

 Utilizado para produção com o seu mecanismo de assentamento não


depende de peso contra o Obturador inferior, ele pode ser usado em
vários casos como:
a) Obturador superior em completação de 3 Obturadores onde o do centro
é o “J” Snap-Set Dual Packer e inferior um Retainer Production Packer
(permanente).
b) Quando se necessita evitar a aplicação de peso sobre o Obturador
inferior.
c) Acima de Obturadores “hookwall”, como o modelo “E” Retrievable
Cassing Packer da Baker.

2- CARACTERÍSTICAS:

 O modelo K-2 singler e double grip e o modelo KM double grip Suan


Set Dual Packer são todos recuperáveis, com passagem plena em
ambas as colunas.

 Os modelos K-2 SG E e DG são idênticos a não ser, a presença do hold


down hidráulico tipo botão no DG. Este sendo ligado a coluna curta,
fica em contato com o revestimento acima do Obturador, evitando
desta forma possível desassentamentos com diferenciais de pressão de
baixo pra cima.

 São descidos com uma coluna de tubo fixa e possuem uma sede de
vedação onde se alojará o Snap Latch Seal Nipple que é descido na
coluna recuperável.

 O Snap Latch Seal Niple, modelo “S” (Produto nº 703-03) possui 10


seals sendo 5 voltados para baixo, vedando pressões inferiores e 5 para
cima, vedando pressões superiores (ver fig.).

 Há dois parafusos de cisalhamento entre a camisa de agarramento


(Snap Sleeve) e o mandril da coluna curta, a fim de fornecer uma
segurança adicional contra o assentamento prematuro antes do primeiro
assentamento.

 Possui um anel de controle (Control Ring) a fim de fornecer uma outra


segurança adicional quando ao assentamento prematuro. Isto é
necessário normalmente quando da retirada da coluna ou
reassentamento do Obturador.

 Dispões de anel de cisalhamento (Shear Ring) na coluna longa, com a


finalidade de permitir o seu desassentamento numa emergência. Além

54
deste, há um outro anel, tipo “C” que topa no guia superior após o
rompimento do primeiro anel. Isto provoca “efeito de jar” facilitando a
retirada do conjunto quando este estiver preso.

 Apresenta a sua parte superior em forma de funil a fim de facilitar o


encaixe do Snap Latch Seal-Nippe. Em condições especiais, como em
poços direcionais, talvez seja necessário a descida das duas colunas de
uma só vez.

 Possui ainda dois parafusos que ligam o anel das cunhas ao anel
retentor das cunhas (que aloja o anel de cisalhamento e um anel
retentor), além de limitar o curso das cunhas evitando que as mesmas
se desmontem. Caso haja necessidade de se usar uma cauda na coluna,
curta esta deverá ser limitada, para que seu peso não exceda a
resistência do anel de controle (control ring).

 Se dois Obturadores em tandem (em conjunto) ocorrem com


velocidade excessiva, as borrachas do inferior fazem um pistoneio
criando uma região de pressão elevada entre os dois Obturadores, que
podem romper os parafusos de cisalhamento (ou anel de controle
conforme o caso) ou forçar os pistões do “Hold down” para fora, indo
desta forma, arrastar no revestimento. Para se evitar isto, temos os
seguintes limites:

Velocidade máxima: 90 pés/min.


Fluxo máximo: 3 borris/min.

3 – OPERAÇÕES:

A – Assentamento:

Descer o Obturador com a coluna longa de tubos, com o necessário


comprimento de cauda ou em ambas as colunas, abaixo dos respectivos
Obturadores.

OBS: Uma dessas caudas, geralmente a da coluna longa, deve ter um “Seal
Nipple” na sua extremidade para promover o vedamento na parte inferior
de um modelo “D” Retainer Production Packer (Obturador permanente) ou
de um Retrievable Packer (Obturador Recuperável) cuja operação de
assentamento seja compatível com a operação do modelo K-2.

Depois que o “Seal Niple” tiver sido posicionado no “Retainer Production


Packer” ou o Obturador inferior (do tipo recuperável) tiver sido assentado,
descer o “Snap Latch Seal Niple” com a coluna curta até encaixá-lo no
bore de receptáculo do modelo “K-2”.

Tracionar a coluna para verificar a resistência, o que indica que o “Snap


Latch” está devidamente assentado. Um peso de 3000 lbs a 6000 lbs é
necessário para seu acoplamento.

55
Para o assentamento inicial do Obturador, aplica peso na coluna curta de
acordo com a tabela abaixo:
TAMANHO PESO (lb)
45,46 e 47 6000
49 e 51 12000

“Shear Screws”, o “Snap Sleeve” e o “Control Ring” limitam o movimento do mandril


da coluna recuperável em relação ao “Slip Ring” até que um suficiente peso de
assentamento seja aplicado para romper os parafusos de cisalhamento e fazer soltar o
“Control Ring” através do “Snap Sleeve”. Um peso de 3000 lb é necessário para isso. O
mandril então tem seu movimento liberado em relação ao corpo do Obturador que está
apoiado no “Shear Ring” existente no mandril da coluna longa. Esse assentamento
inicial resulta numa tração de 6000 lbs para os tamanhos 45, 46 e 47 e de 9000 lbs para
os tamanhos 49 e 51.

Na seqüência do assentamento, menor peso será requerido, pois os “Shear Screws”


foram cisalhados na fase inicial e o peso agora necessário para esbojar as borrachas é
suficiente para fazer funcionar o mecanismo de fixação. Devem-se seguir os valores
abaixo:

TAMANHO PESO (lb)


Standard Especial
45 4000 3500
46 5000 3500
47 6000 4000
49 10000 6000
51 12000 7000

As cunhas irão deslizar sobre o cone cravando-se no revestimento ao mesmo tempo em


que as borrachas esbojam, vedando o espaço anular.

OBS: Em aplicação de injeção de água, ou para baixas temperaturas em poços rasos,


um alternativo sistema de vedação é disponível para esse Obturador. Esse sistema
consiste de duas borrachas de dureza 80 nas extremidades e outra de 60 no centro, ao
invés do sistema standard que é do tipo 90-70-90. A limitação de temperatura desse
sistema especial proíbe seu uso quando são esperadas temperaturas superiores a 175°.
Deve-se utilizar nesse caso, os valores da tabela anteriormente apresentada. (coluna da
direita).

Os Obturadores que forem equipados com essas borrachas especiais devem ter apenas
um “Shear Screw” no “Snap Sleeve” ao invés dos dois habituais. Isto é feito para
reduzir “Snap Valve” para torná-lo compatível com a força de assentamento agora
reduzida a valores inferiores aos normais.

Se desejarmos manter uma pequena tensão na coluna longa deve-se colocar o “Seal
Nipple” (no caso um “Locator Seal Assembly”) no Obturador inferior e depois
suspender levemente a coluna longa de modo que o “Seal” permaneça no “Bore” do

56
Obturador inferior, mas o locator seja posicionado um pouco acima do Obturador. Isto
colocará a coluna longa em tração quando o modelo K-2 for assentado.

OBS: Caso, após assentar o Obturador e teste de superfície indicar que não houve um
vedamento perfeito, os seguintes métodos devem ser seguidos para dar um peso de
assentamento:

a) Se a coluna curta tiver enrolada em torno da coluna longa na descida inicial,


devem-se dar puxões na coluna curta suficiente para levantar 10 a 15 seções e
então descer novamente.

b) Para fazermos o “Seal Assembly” entrar no “Seal Bore” colocamos um pequeno


peso sobre o Obturador e giramos levemente.

c) Fazer uma circulação reversa com altas vazões no topo do Obturador. Aplicada
essa pressão no topo do Obturador, forçamos a porção superior do packer para
baixo obrigando a coluna se mover para baixo.

B – Desassentamento:

Após o Obturador ter sido assentado no poço por um longo período de tempo, é
provável que alguns detritos se acumulem no seu topo. Por esta razão, é
aconselhável antes de desassentar, retirar a coluna curta do receptáculo e circular
imediatamente acima do Obturador até que sejam removidos os detritos. A partir
daí, procede-se normalmente da seguinte forma:

Tracionar a coluna recuperável, (Coluna curta).

Se existir ou não uma pressão diferencial abaixo do Obturador, a tração irá


desassentar e erguer o Obturador antes que o “Seal Nipple” fique livre do
receptáculo com aproximadamente 6200 lbs.

Se houver uma pressão diferencial suficiente acima do Obturador, o “Seal Nipple”


ficará livre antes de o Obturador ser desassentado. Estando o “Seal Nipple” fora do
Obturador, as pressões acima e abaixo do mesmo irão se equalizar através da coluna
curta. Após a equalização, a coluna curta está livre para ser tracionada e desassentar
o Obturador.

Caso não consiga o desassentamento através dessas operações, colocamos um


pequeno peso sobre a coluna fixa, ao mesmo tempo em que se dá uma tração na
coluna recuperável. Isto levará as cunhas para longe do cone dasassentando o
Obturador.

C – Desassentamento de Emergência:

Retirar a coluna curta.

Tracionar a coluna longa com aproximadamente 20000 lbs. Isso irá produzir um
choque para cisalhar o “Shear Ring” permitindo que a coluna se mova para cima,
fazendo com que uma saliência existente no mandril tope no “top guide” ou no

57
receptáculo. Isso atenua a carga sobre os elementos de vedação e permite o
desassentamento do Obturador.

4 – DEFEITOS MAIS COMUNS:

 Vazamento pelo seals.


 Não retraimento das cunhas (bastante comum ultimamente provocando um
desgaste excessivo das cunhas pelo atrito no revestimento).
 Não cisalhamento do “Shear Ring”.

5 – ESPECIFICAÇÃO:

Especificado pelo tamanho que é função do diâmetro e peso do revestimento.

TAMANHO DO REVESTIMENTO
OBTURADOR
DE (pol) PESO (LB/PÉ)
45 5.1/2” 14-23
46 7 32-38
47 7 17-32

58
SPECIFICATION GUIDE

RANGER OF THREAD SPECS MINIMUM BORE THRU DIAMETER


CASSING CASSING ID’S GAGE SLIP SEAL SEAL SEALING
PACKER IN WHICH & RING PACKING PACKER NIPLE PACKER NIPPLE BORE
SIZE PACKER MAY GUIDE & ELEMENT FOR
WT.IN BE SET RINGS CONE O. D. (LONG (SHORT LONG SHORT SHORT SEAL
O.D LBS T & O. D. O. D. STRING) STRING) STRING STRING STRING NIPPLES
C MIN. MAX.
45A 1.900 OD 1.900 OD
5-1/2 20 -23 (1.900 X 2 . 06) 4. 670 4. 778 4. 500 4. 500 4. 500 EU 10 RD. NU 10 RD 1. 562 1. 531 2. 062
45B BOX Up & BOX Up
5-1/2 14 -17 (1.900 X 2 . 06) 4. 778 5. 012 4. 641 4. 641 4. 625 Pin Down
45C
6 15 – 23 (1.900 X 2 . 06) 5. 190 5. 552 5. 062 5. 062 5. 000 2-1/16 OD 1. 688 1. 000 1. 000
45A 10 Rd. Int.
5-1/2 20 - 23 (2-1/16 X 1 . 53) 4. 670 4. 778 4. 500 4. 500 4. 438 Jt. Box Up 1. 531
45B & Pin Down
5-1/2 14 - 17 (2-1/16 X 1 . 53) 4. 77B 5. 012 4. 641 4. 641 4. 562 1-7/16 OD 1. 938 1. 000 1. 000
NU SPEC.
45A 10 RD. Box
5-1/2 20 - 23 (2-3/ 8 X 1 . 53) 4. 670 4. 778 4. 500 4. 500 4. 500 Up

45B 1. 938 1. 562 1. 625 2. 281


5-1/2 14 - 17 (2-3/ 8 X 1 . 53) 4. 77B 5. 012 4. 641 4. 625 4. 625
45C
6 15 - 23 (2-3/ 8 X 1 . 53) 5. 190 5. 552 5. 062 5. 062 5. 062
46A 1.900 OD
6-5/8 32 (2-3/ 8 X 2 . 28) 5. 595 5. 675 5. 437 5. 437 5. 375 NU 10 RD. 1. 938 1. 970 2. 687
6-5/8 24 -28 46 B2 2-3/8 Box Up
7 38 (2-3/ 8 X 2 . 28) 5. 761 5. 921 5. 625 5. 437 5. 562 OD EU
6-5/8 20 46 B4 8 RD.
7 32 - 35 (2-3/ 8 X 2 . 28) 5. 989 6. 094 5. 812 5. 437 5. 812 Box 2-3/8 OD 2. 281
Up NU 10 RD 2. 687
6-5/8 20 – 24 46
& Box Up
7 35 - 38 (2-3/ 8 X 2 . 68) 5. 761 6. 094 5. 703 5. 703 5. 688
Pin
6-5/8 17 47 C2 Donwn 2. 28 2. 281
23 - 32 (2-3/ 8 X 2 . 28) 6. 094 6. 366 5. 937 5. 938 1.900 Bore 2. 687
(2-3/ 8 X 2 . 68) OD NU 1. 625
47 C6 5. 937 10 RD. Box 1. 938
7 17 - 20 (2-3/ 8 X 2 . 28) 6. 456 5. 562 6. 266 6. 188 Up 2. 68
(2-3/ 8 X 2 . 68) for Bore
2. 281
2.28 Bore & 1. 970
2. 687
47 D2 2-3/8
7-5/8 33.7-39 (2-3/ 8 X 2 . 28) 5. 625 6. 875 6. 453 OD NU
(2-3/ 8 X 2 . 68) 10 RD. Box
47 D4 6. 437 6.438 Up
7-5/8 24-29.7 (2-3/ 8 X 2 . 28) 6. 875 7. 025 5. 672 for 2. 281
(2-3/ 8 X 2 . 68) 2.68 2. 687
Bore
6-5/8 17 47 C2
7 23 - 32 (2-7/ 8 X 2 . 28) 6. 094 6. 366 5. 937 5. 938
47 C6 5. 937
7 17 - 20 (2-7/ 8 X 2 . 28) 6. 456 6. 562 6. 266 6. 188 1.900
47 D2 OD NU 2. 375 1. 562 1. 625 2. 281
7-5/8 33.7-39 (2-7/ 8 X 2 . 28) 6. 625 6. 875 6. 453 6. 438 2-7/8 10 RD.
47 D4 6. 437 OD EU Box Up
7-5/8 24–2 9.7 (2-7/ 8 X 2 . 28) 6. 875 7. 025 6. 672 8 RD.
Box
49A
Up
8-5/8 44 - 49 (2-7/ 8 X 3 . 25) 7. 451 7. 625 7. 250 7. 188 &
49B 7. 250
Pin
8-5/8 36 - 40 (2-7/ 8 X 3 . 25) 7. 663 7. 825 7. 437 2-7/8 2. 375 3. 275
Down
49C OD EU
8-5/8 24 - 32 (2-7/ 8 X 3 . 25) 7. 925 8. 097 7. 687 7. 562 7. 625 8 RD.
Box
51A Up
9-5/8 53.5 (3-1/ 2X 3 . 25) 8. 535 8. 608 8. 312 8. 250
51B 3-1/2 2. 375 3. 250
9-5/8 40 - 47 (3-1/ 2X 3 . 25) 8. 681 8. 835 8. 500 8. 438 OD EU
8 RD.
9-5/8 29.3-36 51C 8. 885 9. 063 8. 687 8. 312 Box Up
(3-1/ 2X 3 . 25) & 3-1/2 3. 000 3. 000
Pin OD NU
51A
Down 10 RD. 3. 000 3. 750
9-5/8 53.5 (3-1/ 2X 3 . 75) 8. 535 8. 608 8. 312 8. 250
51B Box
9-5/8 40 - 47 (3-1/ 2X 3 . 25) 8. 681 8. 835 8. 500 8. 438 Up
51C
9-5/8 29.3-36 (3-1/ 2X 3 . 25) 8. 885 9.063 8. 687

59
OBTURADOR (PACKER) BACKER MODELO “SC-1L

TAMANHO 70-40

PRODUTO N° 488-02

DESCRIÇÃO:

O Obturador modelo “SC-1L” é completamente desarmável e recuperável, embora


tenha sido primeiramente concebido para completações com gravel pack, também pode
ser usado em completações onde o programa exija um Obturador retentor de produção
desarmável de alta performance. O Obturador “SC-1L” é completamente compatível
com os acessórios standard Baker para vedação, incluindo os plugs recuperáveis e
permanentes.

CARACTERÍSTICAS E PROPRIEDADES FÍSICAS:

As seguintes características de construção são incorporadas no Obturador modelo “SC-


1L”.

1. Pequeno comprimento total, somente um pouco maior que um Obturador de


produção permanente de tamanho equivalente, facilitando sua descida e retirada através
de “dogles” e movimentos secos de arraste (puxões).

2. Elemento de vedação (borracha) simples e em forma de copo (automaticamente se


energiza ou com esforço) para reversões repetidas com diferencial de pressão alta e
baixa.

3. Componentes de ferro fundido de baixa dureza acima das cunhas, para permitir o
corte da ferramenta, por cima, nos casos de emergência, onde pelos métodos
convencionais o Obturador não pode ser recuperado.

4. Um dispositivo mecânico de interlock, operado hidraulicamente, incorporado na


camisa de assentamento, previne o assentamento do Obturador durante o seu manuseio,
até quando a profundidade de assentamento for alcançada.

5. O mecanismo interlock, permite que o Obturador seja movimentado através de


puxões secos de até 40000 lb. de tensão sem causar que o Obturador se arme na retirada
para fora do revestimento.

6. Recuperável a cortável.

7. Não necessita de força externa (peso ou tração) para mantê-lo assentado.

8. Assentado hidraulicamente, utilizando a ferramenta de operação.

9. Perfil interno permite fácil interligação com a coluna de produção.

10. Aceita os acessórios utilizados nos Obturadores permanentes.

60
11. Não tem sistema de acionamento próprio, é necessário usar ferramenta para o seu
assentamento.

O Obturador modelo “SC-1L” é capaz de suportar pressões diferenciais da ordem de


6000 psi de cima ou de baixo, em aplicações onde não é previsto que o bore será
tamponado por um plug recuperável ou permanente. Quando o Obturador é
transformado temporariamente em tampão através de algumas das formas acima
mencionada a máxima pressão diferencial permitida é reduzida para 3000 psi, enquanto
o BORE do Obturador está tamponado.

O Obturador é capaz de suportar até 150.000 lb., peso de coluna.


O Sub superior, mandril, trava e sub inferior, podem ser submetidos a essa tensão de
carga, entretanto, a resistência das juntas na descida da coluna e resistência de descida /
assentamento das ferramentas e outros equipamentos auxiliares relevantes devem
também ser levados em consideração quando descidos muito livres abaixo do
Obturador.

MINÍNMA PRESSÃO NA COLUNA, REQUERIDA PARA ASSENTAR O


OBTURADOR

Usando a ferramenta de assentamento Usando a ferramenta hidráulica de


hidráulico modelo “B-1” tamanho 80. assentamento modelo “SC” tamanho 70.
2000 psi 2500 psi

OPERAÇÃO/FUNCIONAMENTO:

O obturador desde suspenso à ferramenta de operação e compressão (SCH) através da


trava superior (rosca quadrada esquerda da BAKER) solidário a rosca superior do
mandril polido, que são adaptados a ferramentas de assentamento (SC).

ASSENTAMENTO:

Com pressurização da coluna (1500 psi) aciona-se o pistão hidráulico da ferramenta de


operação (ferramenta de assentamento SC) executa um movimento relativo entre o
mandril polido (7) e camisa externa do Obturador (1) empurrando este ultimo para
baixo rompendo os parafusos de cisalhamento (3) energizando o elemento de vedação
(6) e travando a cunha (9) no revestimento. Uma vez assentado, a camisa externa é
mantida nesta posição em relação ao mandril polido, pelo anel de travamento (4) que
corre sobre a rosca cremalheira (5) na superfície externa do mandril polido, mantendo o
Obrurador assentado, sem a necessidade de esforço externo para isso.

DESASSENTAMENTO:

O Obturador modelo ”SC-1L” é normalmente recolhido numa ferramenta de


desassentamento heavy duty BAKER modelo A, produto n° 646.85.

61
A ferramenta de recuperação é colocada no Obturador com 10000 lb. de peso par baixo
de assentamento, para assegurar que a camisa de fixação e a trava de ferramenta de
recuperação, estão encaixados nas posições apropriadas.

Aplicar de 14000 lb. a 15000 lb. de tração efetiva no Obturador para cisalhar os
parafusos de latão do collet suport sleeve e permitir que o mesmo se mova par cima.
Continuando o movimento para cima é transmitido para o collet e o corpo, causando
que os dedos do collet se defletem para dentro liberando o corpo e o collet.

Na medida que o corpo se mova para cima, a saliência (ombro) do top sub se encaixa na
camisa de assentamento e a saliência (ombro) do corpo contacta o anel calibrador
inferior. Um movimento continuo para cima, eleva as partes externas do Obturador
liberando o elemento de vedação (borrachas) e retraindo o sistema de cunha. A parte
superior do collet contactada o cone inferior e transmite o peso de coluna para o corpo.

Para que não haja problemas de retirar o Obturador de revestimento, a ferramenta


deverá ser desconectada com uma leve tração e dando 15 voltas à direita. Isso libera
simultaneamente o safety sub (sub de seguraça) e a anchor latch da ferramenta,
permitindo-a ser puxada do Obturador.

A área acima do Obturador deveria ser completamente lavada e a ferramenta de


recuperação recolocada no Obturador. Agora toda carga de tração é transmitida para o
topo do Obturador e percussão pode ser aplicada.

Uma vez que o Obturador é completamente desarmado, ele deve ser puxado lentamente
os primeiros 60 pés.

Se é previsto e/ou sujeiras no topo do Obturador, podem dificultar o recolhimento


normal do “SC-1L”, uma ferramenta de corte modelo “CJ” tamanho 81-40 (produto n° -
06) com o tamanho correto da sapata pode ser descida para cortar e recuperar o
Obturador.

Uma tentativa para recolher o Obturador pela maneira convencional deveria ser feita, e
caso encontre dificuldades, o Obturador do gravel pack, extension ou outros tubos
podem ser recolhidos com o “CJ” milling tool. ( Ferramenta de Corte e Recuperação).

Se o Obturador não puder ser recolhido, poderá ser cortado aproximadamente no


mesmo tempo que os Obturadores permanentes de tamanho equivalente.

ATENÇÃO:

Ferramenta de recuperação modelo “A” se estende 1 pé abaixo do furo de 4” do


Obturador modelo “SC-1L”. Quando o Obturador desce com cauda, um tubo curto de
pelo menos 2 pés de comprimento, com o diâmetro interno mínimo de 4,750 pol., deve
ser descido diretamente abaixo do Obturador para aceitar e facilitar o movimento da
ferramenta de recuperação.

DEFEITOS MAIS COMUNS:

 Riscos na área mais polida interna do mandril.

62
 Cisalhamento dos parafusos da camisa de assentamento. Ocorre geralmente por
pancadas na movimentação (transporte).
 Guia com empeno. Ocorre por pancadas, em conseqüência estragando a rosca
caixa.

ESPECIFICAÇÃO

É especificado pelo tamanho nominal que é função do diâmetro e peso do revestimento.


Exemplo: Tam. 70B4 – 40 (Representado por seis (6) dígitos).
70B4 – Representa o revestimento de 7” e peso de 26 lb./pé.
40 – Representa o diâmetro interno do Obturador em décimos da polegada.

63
OBTURADOR (PACKER´S) RECUPERÁVEIS
PACKER´S DE PRODUÇÃO

OBTURADORES MAIS UTILIZADOS NOS POÇOS DA PLATAFORMA CONTINENTAL

OBTURADORES: FH – BAKER; RH – OTIS; HH – HUGHES; EH – ENGEMAQ


(SIMILAR FH).

É nome dados aos Obturadores que compõem a coluna de produção. Os mais usados são
Obturadores Recuperáveis de acionamento hidráulico ou hidrostático.

Recuperável devido à característica dos nossos poços, que geralmente perpassam duas
ou mais formações produtoras; que com o uso do Obturador recuperável, a operação de
mudança de zona é facilitada.

Acionamento hidráulico ou hidrostático se deve à facilidade de assentamento, mesmo


em poços desviados (maioria dos poços são desviados), nos quais são a transmissão de
rotação, tração ou compressão é mascarado pelo drag (atrito).

1 - FINALIDADES:

 Compor a primeira barreira da segurança, conjuntamente com tubos de produção


e válvulas de segurança de subsuperfície (DHSV), durante a operação.

 Compor a primeira barreira de segurança, conjuntamente com tampão mecânico


na cauda, durante a intervenção no poço.

 Protege o revestimento (acima do Obturador), contra pressões elevadas e fluidos


corrosivos, no caso de estimulação do poço.

 Compor o reservatório para o fluido de amortecimento, no anular da coluna de


produção X revestimento, nos poços surgentes.

 Permitir produção seletiva de varias zonas com uma única coluna de produção,
usando uma camisa deslizante entre os Obturadores. Os Obturadores devem
isolar os canhoneados, no anular da coluna.

POSICINAMENTO NO POÇO:

É posicionado de tal forma, que a extremidade da coluna de produção fique


aproximadamente 30m acima do topo da zona produtora (é diferente do topo do
intervalo canhoneado). Isto para permitir a aplicação do canhoneado pelo canhoneado
THRU – TURBING, quando necessário.

2 – CARACTERÍSTICAS:

 O Obturador de produção ancora no revestimento, promove a vedação do anular


e sustenta a cauda de produção e o mandril da junta telescópica (TSR).

64
 É um Obturador recuperável, mas o seu reassentamento não é possível, como
nos obturadores mecânicos. É necessário efetuar manutenção em oficina
especializada.

NOTA: Verificar o desbalanceio do fluido na coluna e no anular, principalmente se


estiver utilizando shear – out triplo tamponado e o poço for depletado.

 Pressão de assentamento ajustável (por numero e tipo de parafuso de


cisalhamento).
 Fácil desassentamento (pela simples tração na coluna).

 Suportar altas pressões abaixo do Obturador, somente possui Hold Down


hidráulico (FH BAKER E RH OTIS) ou cunha nos dois sentidos (HH
HUGHES).

 Acionamento hidrostático (FH BAKER), inicia o assentamento por diferencial


de pressão coluna e anular, pela liberação da camisa de travamento. Após
estabilização, toda a pressão hidrostática do fluido e mais a pressão na coluna
atua no sentido de assentar o Obturador, contra a câmara de ar pressão
atmosférica.

3 – COMPONENTES: - Principais componentes do Obturador são:

 Acionador hidráulico.
 Elemento de vedação.
 Mecanismo de ancoragem.
 Hold Down.
 Mecanismo de travamento interno.

ACIONADOR HIDRÁULICO: É composto de uma câmara, com acesso de fluido


(e pressão) pela coluna, e pistão que tem movimento relativo ao mandril no sentido
de energizar o elemento de vedação e atuar o mecanismo de ancoragem.

ELEMENTO DE VEDAÇÃO: Geralmente é composto por três anéis de borracha


que são energizados, sendo as duas externas mais duras (resistentes a fluidos
corrosivos para proteção) e a central mais mole (para promover a vedação do
anular).

MECANISMO DE ANCORAGEM: Promove a fixação do Obturador ao


revestimento, é composto de cunha e hold-down.

HOLD DOWN: Atua hidraulicamente, pela transmissão direta do diferencial de


pressão de baixo para cima, no anular do Obturador. Isto garante a atuação do
Obturador contra as pressões da formação, mesmo tamponado.

MECANISMO DE TRAVAMENTO INTERNO: Aquele que mantém o


Obturador energizado e ancorado ao revestimento. É composto de anel de
travamento e o mandril com a rosca tipo cremalheira.

65
4 – OPERAÇÃO:

a. – MANUSEIO

Colocar um tubo curto de 4’ (pés) para servir de lift sub. Isso facilita bastante o
manuseio do Obturador na mesa relativa. Este tubo curto pode ser descido no poço,
fazendo parte integrante da coluna de produção.

b. – MONTAGEM MESA ROTATIVA:

No caso do Obturador FH ou FHL (BAKER) o topo (sub superior) e o botton (sub


inferior)são reduções 3 ½” EU X ½” NU, sendo necessário dar aperto diferenciado entre
o tubo e subs e entre subs e o Obturador, conforme torque recomendados desta
conexões.

c. – MANOBRAS

A descida deve ser suave, evitando trancos para evitar o assentamento prematuro do
Obturador por golpe de aríete.

Se a coluna estiver sendo descida com o sub de pressurização tamponada, preencher a


coluna a cada 5 seções.

Observar e anotar o DRAG durante toda a descida e principalmente a posição de


assentamento.

d. – OPERAÇÕES E TESTE

A pressurização da coluna, para o assentamento, deve ser de uma só vez até a pressão de
assentamento do Obturador, onde se deve manter a pressão por 5 min.

Verificar se houve indício de assentamento, observando o indicador de peso (oscilação


de peso) e monômetro (oscilação de pressão). Este indícios são bem visíveis em poços
verticais e diminui com o desvio do poço e a profundidade de assentamento.

Testar o Obturador, primeiro com pressurização de anular, (que no caso do Obturador


FH esta pressurização ajuda no assentamento), e depois testa com o peso da coluna.

TORQUE ÓTIMO (N-80)


TUBO CONEXÃO CONEXÃO NU
3.1/2” 3200 lb. X pé 2070 X pé

e. – RETIRADA DO OBTURADOR

Com o Obturador desassentado na mesa rotativa, quebrar top e bottom sub (FH ou
FHL).
Lavar com água industrial.
Aplica graxa (marrom) abundantemente em todas as peças.
Protege as partes polidas com pano de modo a não riscá-lo.

66
OBTURADOR (PACKER) RECUPERÁVEL
MODELO “FH” DOUBLE – GRIP HIDOSTATIC
SINGLE – STRING

PRODUTO N° 781-08

1 – FINALIDADES:

PARA A PRODUÇÃO:

 Como Obturador isolado.


 Como Obturador inferior em um conjunto Obturadores quando se usa coluna
dupla ou tripla.
 Em poços que não permitam o uso de Obturadores mecânicos (poços tortos ou
desviados).
 Como Obturador de topo em uma coluna simples seletiva.

2 – CARACTERÍSTICAS:

 Obturador simples, recuperável, de assentamento pela pressão hidrostática do


poço, pressão na coluna de produção ou por ambas, e ancoragem dupla.

 Sendo acionado pressurizando-se a coluna a fim de se obter um diferencial no


Obturador. Devemos prever um meio de se tamponar temporariamente a coluna
abaixo do Obturador. Para isso podemos utilizar um dos seguintes acessórios:

a) Baker Hydro Trip Pressure Sub modelo “D” e “E”, produto nº 799-26; 799-28.

b) Diferencial Displacing Valve modelo C, produto n° 759-12.

c) Baker Flow Control Seating onde se aloja o “Blanking Plug”, descido e


recuperado através de uma unidade de Wire-line.

d) Shear-out com sede tamponada e, ou para esfera.

 Os botões ou pistões do hold-down são protegidos contra o amortecimento


(pressões adicionais devido ao movimento de descida, pois o equipamento não
permite circulação) no poço por intermédio de pinos instalados em seu interior.
Estes pinos são cisalhados após o assentamento da ferramenta, fazendo com que
os pistões se agarrem no revestimento antes que uma pressão diferencial abaixo
do Obturador possa movê-lo. São acionados pela pressão do revestimento abaixo
dos elementos de vedação, que se transmite através de orifícos especiais
existente no Obturador, para este fim.

 Não há necessidade de manipulação da coluna para seu assentamento, podendo


este ser efetuado após a descida da coluna e instalação dos equipamentos de
superfície.

 Pode se operado com pressões da ordem de 12000 a 15000 psi.

67
 Mantém sua força inicial de vedamento enquanto estiver assentado.

OBS.: Após o rompimento dos parafusos, a pressão poderia ser aliviada pois a
própria coluna hidrostática promoveria o assentamento do Obturador. Todavia,
recomenda-se reajustar a pressão e mantê-la por 5 min. (tempo mínimo).

1. USANDO SUB PRESSURIZAÇÃO (SHEAR-OUT) ADOTAR O MESMO


PROCEDIMENTO DO HYDRO-TRIP.

Para pressão hidrostática menor do que 1500 psi.

Equipar o Obturador com um nu


mero adicional de parafusos de cisalhamento a fim de aumentar a sua resistência para
2000 psi.

Pressurizar a coluna até se obter um diferencial de 2000 psi através do Obturador,


assentando o mesmo.

OBS.: O diferencial de 2000 psi provocaria um golpe, após o rompimento dos


parafusos, completando o assetamento do Obturador, pois somente a hidrostática não
seria suficiente.
Aumentar a pressão até se obter um diferencial de 3500 psi para que a esfera rompa a
sede indo para o fundo do poço.

2. USANDO A VÁLVULA DE DESLOCAMENTO DIFERENCIAL


MODELO “C” PRODUTO Nº 759-12.

Quando não houver necessidade de aplicação de pressões internas na coluna, podendo


utilizar a válvula de deslocamento diferencial que oferece vantagens quando
necessitamos descer a coluna após o poço ser equipado, e quando a coluna for vedada
por um Obturador abaixo do hidrostático.
A válvula de deslocamento diferencial deverá ser descida fechada, a fim de permitir o
teste do Obturador inferior, com a pressurização do espaço anular revestimento coluna.
Após o teste, para o perfeito acoplamento do conjunto do Obturador inferior, deveremos
equalizar as pressões abaixo e acima deste através da abertura da válvula. Isto se dará
pela pressurização da coluna com uma pressão não suficiente para assentar o Obturador
FH.
Completando o acoplamento, deixamos cair a esfera que tamponando a coluna,
permitirá o assentamento do Obturador.
Após o assentamento do Obturador, conforme anteriormente descrito, aumentar a
pressão para fechar a válvula e liberar a esfera para o fundo do poço.

3. USANDO UM “WIRE LINE PLUG”.

A seqüência de assentamento é mesma, somente que, neste caso, usamos um plug


no interior da coluna que deverá repousar sobre um “Nipple” ou Sliding Sleeve”
situada abaixo do Obturador.
Caso haja uma pressão de fluxo adicional ou uma carga mecânica proveniente de
expansão da coluna, esta servirá como uma força adicional de vedamento.

68
Qualquer redução da pressão de fluxo adicional ou contração da coluna não
provocará diminuição da força inicial de vedamento.

Pode ser assentado somente com pressão na coluna, qualquer que seja a
profundidade.

Para pressões hidrostáticas inferiores a 1500 psi o seu assentamento deverá ser
hidráulico.

Seu mandril possui um longo curso rosqueado por onde se desloca o “Body Lock
Ring” anel trava do corpo em determinado sentido, não sendo permitido o retorno
do mesmo, impedindo, consequentemente, o movimento relativo do conjunto com o
mandril.

Qualquer calibrador do modelo “FH” pode ser convertido em outro traçando-se o


receptacle, anéis calibrador e guia, elementos de vedação e espaçadores.

Para o assentamento de mais de um Obturador “FH” e quando não se deseja o


assentamento simultâneo dos mesmos, equipa-se o inferior com 2 parafusos de
cisalhamento, o intermédiário com 5 parafusos e o superior com 8 parafusos,
permitindo desta forma que os Obturadores sejam assentados individualmente. O
inferior assentará com aproximadamente 100 psi, o intermédio com 2000 psi e o
superior com 3000 psi de diferencial de pressão no Obturador.

Podemos utilizar parafusos com tensões cisalhantes tais que permitam realizar testes
de pressão em Obturadores inferiores.

3 – OPERAÇÕES:

A – Assentamento:

a1- Usando um HYDRO-TRIP PRESSURE SUB MODELO “D” da BAKER ou


MODELO “E” BAKER, (Tipo Simples ou Duplo) Produto nº 799-26, 799-28.

a2- Para pressões hidrostáticas maior do que 1500 psi.

- Descer o Obturador até a profundidade de assentamento.


- Conectar a coluna à linha de injeção e deslocar o fluido.
- Colocar uma esfera na coluna e bombear até que ela repouse no “HIDRO-TRIP
PRESSURE SUB”.
- Pressurizar a coluna até que ela fique com 1000 psi acima da pressão de anular,
rompendo os parafusos de cisalhamento, com a elevação do segment retainer,
conseqüentemente assentou o Obturador.
- Aumentar a pressão na coluna para que a esfera desloque e abra a sede indo para o
fundo do poço, destruindo a coluna.

B – Desassentamento:

69
O modelo standard é equipado com um anel de cisalhamento para 30000 lb de
tração. Outros anéis de cisalhamento podem ser utilizados, conforme a tabela a
seguir.

TAMANHO TRAÇÃO CISALHAMENTO (lb.)


43 20000 30000 40000 -x-
45 20000 30000 40000 50000
47 20000 30000 40000 50000
49 20000 30000 40000 50000
51 20000 30000 40000 50000

OBS.: O anel de cisalhamento pode ser substituído por um anel rosqueado para que o
desassentamento se faça por meio de rotação para a direita. (Não aplicada atualmente).

Em caso de emergência, o Obturador poderá ser desassentado aplicando-se uma tração


de 50000 lb., fazendo com que as roscas do mandril destorçam as do anel.

4 – ESPECIFICAÇÃO:

É especificado através do tamanho (size) que é função do diâmetro (DE) e peso do


revestimento.

5 – FUNCIONAMENTO:

OBTURADOR FH BAKER:

Assentamento:

Ao pressurizar a coluna, a camisa de travamento (09) é empurrada para cima, rompendo


os parafusos de cisalhamento (8) liberando as travas (10).

Com a liberação da trava, o pistão de acionamento (11) é empurrado para baixo, devido
ao diferencial de pressão hidrostática e mais pressão na coluna contra a pressão
atmosférica na câmara de ar (12), energizando o elemento de vedação (3) e ancorando
as cunhas contra o revestimento.

O Obturador é mantido nesta posição devido à ação do anel de travamento (4) sobre as
roscas cremalheiras do mandril (7). O hold down (2) atua no caso de haver um
diferencial de pressão de baixo para cima, no anular do Obturador. Esta mesma pressão
diferencial atua sobre o hold down no sentido de cravá-lo no revestimento, isto é,
quando maior a pressão diferencial maior o cravamento do hold down.

B – Desassentamento:

Ao tracionar a coluna, a tração é aplicada no mandril (1) do Obturador, criando um


movimento relativo do mandril com o resto do Obturador. Este movimento ascendente,
força o anel de cisalhamento (14) até o seu rompimento. Uma vez cisalhado o anel, a
camisa retentora (13) perde o apoio e se movimenta para baixo, liberando as cunhas do
revestimento (6) e desenergizando os elementos de vedação (3).

70
Para o desassentamento completo, recomenda-se, que após o cisalhamento do anel, a
coluna seja movida de um tubo para baixo, antes de manobra de retirada. Isto faz com
que as cunhas do Obturador fiquem recolhidas.

ANORMALIDADES OCORRIDAS:

 Escorregamento do Obturador.
 Cunhas fabricadas com material e tratamento inadequado.
 Montagem errada do Obturador (Câmara de ar cheia de graxa, impedindo a
movimentação do pistão atuador).
 Borracha de amortecimento muito justo ao mandril.
 Mandril pintado (parte inferior, parte externa a camisa de assentamento)
dificultando o deslocamento, movimento relativo da parte externa do
Obturador, quando do rompimento, ou cisalhamento dos parafusos.

TAMANHO

FH-51- FHL-47
LIMITAÇÕES E CARACTERÍSTICAS DOS OBTURADORES “FH” E “FHL” REV. 9.5/8” VER. 7”
MANDRIL MANDRIL
3.1/2” 3.1/2”

PRESSÃO DIFERENCIAL MÁXIMA DE BAIXO PARA CIMA 10000 PSI 7500 PSI
PRESSÃO HIDROSTÁTICA MÁXIMA 12500 PSI 12500 PSI
PRESSÃO HIDROSTÁTICA MÍNIMA 1500 PSI 1500 PSI
PRESSÃO DIFERENCIAL MÁXIMA DE CIMA PARA BAIXO 10000 PSI 6000 PSI
PRESSÃO MÍNIMA NO TUBO PARA ASSENTAMENTO COM ZERO PSI DE HIDROSTÁTICA 4000 PSI 2500 PSI
PRESSÃO PARA CISALHAR CADA PARAFUSO DE CISALHAMENTO +/- 450 PSI +/- 420 PSI
TEMPERATURA DE TRABALHO COM ELEMENTOS DE VEDAÇÃO 90-70-90 0-275°F 0-275°F
PESO MÁXIMO SOBRE O MANDRIL DO OBTURADOR 45000 lb. 45000 lb.
ÁREA DO MANDRIL 10.5 pol 2 10.5 pol. 2
2
ÁREA DO ASSENTAMENTO HIDROSTÁTICO 8.6 pol 6.4 pol. 2
ÁREA PARA CISALHAR OS PARAFUSOS DE CISALHAMENTO 7.9 pol 2 5.7 pol. 2
PARAFUSO DE CISALHAMENTO (LATÃO) 3/8”-16-3/4” 5/16”-8-3/8”

TAMANHO

FH-51-VER. FHL-47
LIMITAÇÕES E CARACTERÍSTICAS DOS OBTURADORES “FH” 9.5/8” VER.7”
MANDRIL MANDRIL
3.1/2” 3.1/2”

PRESSÃO DIFERENCIAL MÁXIMA DE BAIXO PARA CIMA 7500 PSI 7500 PSI
PRESSÃO HIDROSTÁTICA MÁXIMA 15000 PSI 15000 PSI
PRESSÃO HIDROSTÁTICA MÍNIMA 1500 PSI 1500 PSI
PRESSÃO DIFERENCIAL MÁXIMA DE CIMA PARA BAIXO 7500 PSI 7500 PSI
PRESSÃO MÍNIMA NO TUBO PARA ASSENTAMENTO COM ZERO PSI DE HIDROSTÁTICA 2750 PSI 2560 PSI
PRESSÃO PARA CISALHAR CADA PARAFUSO DE CISALHAMENTO +/ - 550 PSI + / - 360 PSI
TEMPERATURA DE TRABALHO COM ELEMENTOS DE VEDAÇÃO 90-70-90 0-275°F 0-275°F
PESO MÁXIMO SOBRE O MANDRIL DO OBTURADOR 50000 lb. 40000 lb.
ÁREA DO MANDRIL 4.9 pol 2 7,1 pol 2
ÁREA DO ASSENTAMENTO HIDROSTÁTICO 4,5 pol 2 6,2 pol 2
ÁREA PARA CISALHAR OS PARAFUSOS DE CISALHAMENTO 4,3 pol 2 6,6 pol 2
PARAFUSO DE CISALHAMENTO (LATÃO) 3/8”-16-3/4” 5/16”-18-
3/8”

71
SPECIFICATION GUIDE
BAKER MODEL “FH” DOUBLE-GRIP HYDROSTATIC SINGLE-STRING
PACKER, Product No. 781-08.

Cassing Packer
Preferred Range Gage & Packing Packing Absolute Limits of Thread
of Cassing ID’s Guide Element Element Slip & Piston Travel Specifications Box
OD T&C Size Bore Ring OD OD Spacer Up & Pin Down
OD
Min. Max. Min. Max.

4-1/2 9.5 – 13,5 43 A 3. 910 4. 090 3. 771 3. 625 3. 771 3. 755 4. 105

2 – 3/8 OD
15 - 18 43B 1. 978 4. 250 4. 408 4. 125 3. 938 3. 125 4. 095 4. 443 EU 8 Rd.
5
11,5 – 15 4.251 4. 591
43C 4. 408 4. 560 4. 250 4. 156 4. 250
5.1/2 26

20 – 23 45A2 4. 625 4. 778 4. 500 4. 375 4. 500 4. 514 4. 950

5.1/2 15,5 – 20 45A4 4. 778 4. 950 4. 641

13 – 15,5 4. 950 5. 190 4. 781 4. 688 4. 781 4. 764 5. 196


45B 2 – 3/8 OD
26 EU Rd.
1. 995
6 20 – 23 45C 5. 191 5. 390 5. 062 4. 938 5. 062 5. 000 5. 631

15 – 18 45D 5. 391 5. 560 5. 156

34 45E2 5. 561 5. 609 5. 406 5. 250 5. 406 5. 122 5. 791


6.5/8
28 – 32 45E4 5. 610 5.791 5. 484

6.5/8 24
47A2 5. 830 5. 937 5. 656
7 38
ç 5. 500 5. 656 5. 562 6. 139
6.5/8 17 – 20
47A4 5. 938 6. 135 5. 812
32 – 35
2 – 3/8 or 2 -7/8
7 26 - 29 47B2 2. 000 6. 136 6. 276 5. 968 5. 750 5. 968 5. 858 6. 456 OD EU Rd.
or
20 – 26 47B4 2. 416 6. 276 6. 456 5. 078

17 – 20 47C2 6. 456 6. 578 6. 266 5. 266


6. 125
33.7 – 39 47C4 6. 579 5. 797 6. 453
7-5/8 6. 259 7. 260

24 – 29.7 47D2 6. 798 7. 025 6. 672 6. 500 6. 672

20 – 24 47D4 7. 025 7. 125 6. 812

44 – 49 49A2 7. 511 7. 687 7. 312 7. 000 7. 312

8-5/8 32 – 40 49A4 7. 688 7. 921 7. 531 7. 301 8. 214


2 - 3/8 2 – 7/8, or
20 – 28 49B 2. 000 7. 922 7. 191 7. 781 7. 500 7. 781 3 – 1/2 OD EU 8
2. 500 Rd.
47 – 53 51A2 or 8. 343 8. 681 8. 218 7. 938 8. 218 8.178’ 8. 972’
3. 000
9-5/8 40 – 47 51A4 8. 681 8. 835 8. 437 8. 345’ 8. 083
8. 375 8. 593
29.3 – 36 51B 8. 836 9. 063 8. 593

‘Sizes 51A2 or 51A4 when assembled with Piston Commodity No.01-86361-00.


‘Sizes 51A4 or 51B when assembled with Piston Commodity No.01-43292-00.
Note: A few old Size 51 Receptacles, Commodity No. 01-86086-00, are still in field use
and can still be used provided they are assembled with Piston Comm. No 01-43292-00.
When using these parts, the absolute limit of Piston travel will be 8.169 (min.) and
9.083 (max.).

72
SPECIFICATION GUIDE

BACKER MODEL “FHL” DOUBLE-GRIP HYDROSTATIC SINGLES-STRING


PACKER, Product No. 781-20.

Cassing Packer
Preferred Absolute Limits of
Ranger of Sllp & Piston Thread
Cassing ID’s Gage & Packing Packing Travel Specifications
T&C Guide Element Element Box Up & Pin Down
OD Wt (lb) Size Bore Ring O.D. Spacer
O.D O.D
Min. Max. Min. Max.

6 – 5/8 24 47A2 5. 830 5. 921 5. 656 5. 656 5. 921

7 38

6 – 5/8 5. 500 5. 656


20 47A4 5. 989 6. 094 5. 812 5. 812 6. 094
7
32 - 35

6 – 5/8 17 47B2 3. 000 6. 135 6. 276 5. 968 3 – 1/2 O.D. EU 8 Rd


5. 750 5. 968 5. 878 6. 456
26 – 29
7 20 – 26 47B4 6. 276 6. 456 6. 078
17 - 20 47C2 6. 456 6. 578 6. 266
33.7 – 39 47C4 6. 579 6. 765 6. 453 6. 125 6. 266 6. 093 6. 765
7 – 5/8 24- 29.7 47D2 6. 766 7. 025 6. 672
20 - 24 47D4 7. 025 7. 125 6. 812 6. 500 6. 672 6. 495 7. 125
47 - 53 51A2 8. 343 8. 681 8. 218
9 – 5/8 7. 938 8. 218 8. 178’ 8. 972’
40 – 47 51ª4 8. 681 8. 835 8. 437
4. 000 4 – 1/2 Lg Cassing
29.3 – 36 51B 8. 836 9. 063 8. 593 8. 375 8. 593 8. 345’ 9. 083’

73
ASSENTAMENTO DE OBTURADORES (PACKER’S) FH/FHL

1 – INFORMAÇÕES GERAIS:

1.1. Cada pino de cisalhamento do Obturador rompe com 360 – 550 psi.
1.2. Os Obturadores possuem 2 pinos de cisalhamento normalmente.
1.3. Quando usamos 2 (dois) pinos de cisalhamento o Obturador assenta, teoricamente,
com 720 – 1100 psi.
1.4. Os pinos de cisalhamento variam de 10, 20 e até 30% de sua pressão cisalhante.
Um pino de 400 psi poderá ter o valor cisalhante de 400 +/- 30% = 400 +/- 120 ou
520 psi. Neste caso, se usarmos 2 (dois) pinos, necessitaremos de 1040 psi para o
assentamento.
1.5. Regra geral: Em condições normais, ou seja, se o anular estiver cheio, assentar o
Obturador com 1100 – 1200 psi durante 10 min; no máximo 1400 psi.
1.6. Resumo: Observar o valor da pressão de cisalhamento dos pinos do Obturador
contidos na GEM’S, multiplicar este valor pelo numero de pinos (geralmente dois)
e assentar o Obturador com 30% a mais deste valor. Checar o drag na subida e na
descida e assentá-lo com drag na descida.
1.7. Na E&P RN-CE, quase 100% dos poços tem o peso do fluido de completação de
8,4 lb/gal; em alguns casos raros de poços de gás, este peso é maior.
1.8. Para todos os cálculos deste procedimento, consideramos o peso de F.C de 8,4
lb/gal.
1.9. Considerar as profundidades verticais.

2 – EXEMPLOS

Uma GEM indica que o Obturador possui 2 (dois) pinos de cisalhamento com 360 psi
cada um.

2.1. Cálculo da pressão para assentar deste Obturador.

2 x 360 = 720 psi


720 + 30% x 720 = 720 + 216 = 936 psi

Neste caso, pode-se assentar o Obturador com 1000 psi com “grande” margem de
segurança, 1200 psi é o valor razoável.

2.2. Casos em que o anular não está cheio. Obturador com 2 pinos. Assentamento com
1400 psi.

 Verificar a profundidade de assentamento do Obturador (H).


 Verificar o nível do anular com sonolong (H1).
 Calcular a altura da parte cheia do anular (H2 = H – H1).

OBS: O valor da altura H2 decidirá a função hidráulica do pré-assentamento do


Obturador; em outras palavras, nos fornecerá uma decisão para usarmos 2 pinos, 4 (ou
mais) pinos no Obturador, antes da sua descida no poço.
2.3. Situação ou condição geral quando usamos 2 pinos no Obturador.

74
H1 < 1000m (1400 psi)
H2 > 1080m (1550 psi) *

 A pressão hidrostática mínima para permitir o acionamento da segunda função


do assentamento do Obturador é 1500 psi, segundo o fabricante.

NOTA: A parte inferior das cunhas é acionada hidraulicamente, através da pressão na


coluna, e move para baixo até encostar ou topar no anel de desassentamento. A parte
superior das cunhas (cones, borrachas, hold down, etc) é forçada para baixo através da
hidrostática do anular, que como dissemos acima, deverá ser no mínimo 1500 psi.

1°) CASO: H1 = 1000m

H2 = 1080m (1550 psi)

PROCEDIMENTO:

 Preencher a coluna com F.C. e o Obturador assentará. (Ver item 1.7)

2°) CASO: H1 < 1000m

H2 = 1080m

PROCEDIMENTO:

EXEMPLO: Um Obturador FH deve ser assentado a 1680m – A GEM informa que


cada pino de cisalhamento do nível do anular está a 600m. Qual é a pressão na cabeça
teórica, necessária para o assentamento do Obturador?

SOLUÇÃO:

1. Esquecer a pressão de cisalhamento fornecido pela GEM, exceto se for superior


a 550 psi. Ver item 1.1.

2. H = 1680m

H1 = 600m

H2 = 1680 – 600 = 1080m

COMPARAÇÃO:

H1 = 600m < 1000m

H2 = 1680m = 1080m

Então estamos no 2° caso.


Ora se 1000m = > 1400 psi (1° caso).

600 = > U

75
U = 840 psi, que é a pressão após o preenchimento da coluna com F.C. 8,4 lb/ gal.
Se temos 840 psi e o Obturador assenta com 1400 psi, a pressão na cabeça será:

1400 – 840 = 660 psi

Um valor de 600 psi é suficiente.

3°) CASO: H1 >1000m

H2 = 1080m

PROCEDIMENTO:

Ora no 1° caso H1 = 1000m e H2 = 1080m, simplesmente completamos a coluna, para


este 3° caso, antes de completá-la, o Obturador já estará assentado.

OBS: Para este caso “Simples” é possível que a bola da HTPS já tenha rompido.
Portanto, o numero de pinos a ser colocado na HTPS despenderá de H1 (sonolog).

EXEMPLO: Assentar o Obturador a 2900m. A HTPS havia descido com 5 pinos (por
falta planejamento) por “Descuido”. Cada pino p/ 450 psi. Total 2250 psi. F.C. 8,4 lb/
gal. sonolog 1820m.

SOLUÇÃO:

H = 2900m

H1 = 1820m > 1000m (3° caso)

H2 = 2900 – 1820 = 1080m = 1080m.

Ora se 100m = > 1400 psi (1° caso)

1820m = > U

U = 1820 x 1400
1000
U = 2548 psi.

A HTPS rompe com 2250 psi.

Então, quando a coluna for preenchida, o Obturador assentará e a HTPS romperá.


Podemos resolver este 3° caso com 2 sub casos e duas soluções correspondentes.

1° SUB CASO: Calcular o volume de F.C. necessário para que se tenha uma
hidrostática de 1400 psi.

2° SUB CASO: Colocar mais um pino no Obturador.

 Solução do 1° sub caso com coluna 2.7/8” EU x 2.441” D.I. cap 0,019 bpm.

76
Como precisamos de 1000m de fluido, que corresponde a 1400 psi, o volume é:

Volume = altura x capacidade da coluna.


Volume = 1000m x 0,019 bpm = 19 bbl.

Portanto, deve-se simplesmente preencher a coluna com19 bbl de F.C.

Check da HTPS:

1000m - > 19 bbl - > 1400 psi

1400 psi muito menos que 2250 psi (HTPS).

 Solução do 2° sub caso:

Tentar com 3 pinos:

Se dois pinos -> 1000m -> 1400 psi.

3 pinos -> U m -> y psi.

U = 1500 m x 1000 m (3° caso)

Y = 2100 psi < 2250 m (HTPS, ok)

Volume = 1500 m x 0,019 = 28,5 bbl’

Aproximadamente 28 bbl

OBS: Para 4 pinos, teríamos altura de 2000m > 1000m.

Pressão 2800 psi > 2250 psi (HTPS romperia)

4°) CASO: H1 < 1000m (1400 psi)

H2 < 1080m

PROCEDIMENTO:

Importante:

Se H2 > 1080m, isso satisfaz a segunda função do assentamento hidrostático do


Obturador, portanto, teremos vários outros casos semelhantes aos 1°, 2° e 3° casos.
Colocar 4 pinos no Obturador e assentá-lo com 4 vezes a pressão de cada pino mais 500
psi.

Casos Especiais:

77
Empacotamento de Zonas utilizando 2 Obturadores:

EXEMPLO: A Zona inferior bebe como o peso de fluido e a Zona superior bota pra
fora com esse mesmo peso ou, o contrario.

PROCEDIMENTO:

 Chamar o químico e fazer reunião.


 O nome já está dizendo: “Casos especiais”, então, não há procedimento
específico.

78
OBTURADOR (PACKER) HIDRÁULICO RECUPERÁVEL MODELO
“HH”/HHL – HUGHES

1 - FUNCIONAMENTO:

a) OBTURADOR HH HUGHES:

ASSENTAMENTO:

Com a pressurização da coluna, a pressão atua sobre o pistão atuador (13), empurrando
o conjunto cone inferior (11), camisa protetora (16), cunha (10) e o cone superior (9)
para cima, cisalhando primeiro o parafuso (6), e energizando o elemento de vedação (4).
Após a energização do elemento de vedação, o parafusos B (8) cisalha, iniciando à
expansão da cunha, pela movimentação, para cima, do conjunto cone inferior (11),
camisa protetora (16) e cunha (10). Após expansão da cunha o parafuso C (12) cisalha,
movendo o cone inferior (11) para cima e travando a cunha. O Obturador está
assentado, neste ponto e é mantido travado nesta posição por dois anéis de travamento
(17) atuando sobre a rosca cremalheira (7) no mandril, do pistão (14). O anel superior
mantém o elemento de vedação energizando e o anel inferior mantém a cunha
expandida e cravada no revestimento.

DESASSENTAMENTO:

O Obturador é desassentado a tração que atua no mandril, rompendo o parafuso de


cisalhamento (2) e liberando o collet (3). Esse pequeno movimento relativo do mandril
libera o Snap Latch (5) solidário ao mandril do pistão (14). Com movimento continuo
do mandril (1) para cima, o elemento de vedação é desenergizado e a cunha recolhida,
uma vez que os anéis de travamento perdem o apoio do mandril do pistão (14).

79
TAMANHO

LIMITAÇÕES E HH – 45 HH – 47 HH – 51
CARACTERÍSTICAS DOS REVESTIMENTO REVESTIMENTO REVESTIMENTO
OBTURADORES 5.1/2” 7” 9.5/8”
“HH” MANDRIL 2.3/8” MANDRIL 2.7/8” MANDRIL 3.1/2”

Máxima temp. de 163 °C 163 °C 163 °C


trabalho
Pressão hidrostática 15.000 psi 15.000 psi 12.500 psi
máxima
Diferencial de pressão 6.000 psi 6.000 psi 6.000 psi
máxima
Área de de seção --------- 2.39 pol2 9,73 pol2
transversal do mandril
Área de seção transversal
dos paraf. de ------- 0,080 pol2 0,110 pol2
cisalhamento
Peso máximo sobre o 80.000 lbs < 80.000 lbs 80.000 lbs
mandril
Pressão para cisalhar os
parafusos de 2. 482 psi 1.903 psi 2. 024 psi
cisalhamento

TAMANHO
LIMITAÇÕES HHL – 47 HHL – 51
CARACTERÍSTICAS REVESTIMENTO REVESTIMENTO
DOS OBTURADORES 7” 9.5/8”
“HHL” MANDRIL 3.1/2” MANDRIL 4.1/2”

Máximo temp. de 163 °C 163°C


trabalho
Pressão hidrostática 15.000 psi 15.000 psi
máxima
Diferencial de pressão 6.000 psi 6.000 psi
máxima
Área de seção --------- --------
transversal do mandril
Área de seção
transversal dos paraf. -------- --------
de cisalhamento
Peso máximo sobre o
mandril < 80.000 lbs 80.000 lbs

Pressão para cisalhar os


parafusos de 1.903 psi 2.024 psi
cisalhamento

80
OBTURADOR (PACKER) HIDRÁULICO RECUPERÁVEL MOD. “HH”
“HHL”-HUGHES
TRABALHO DE CAMPO

1 – INTRODUÇÃO

Devido à grande quantidade de falhas que tem sido registradas quando do assentamento
do Obturador de fabricação HUGHES do tipo HH/HHL, tentaremos neste trabalho
fornecer uma visão do funcionamento do Obturador e também um procedimento para
sua utilização que vise evitar os problemas ocorrido – quebra dos pinos de
desassentamento durante a descida do Obturador e assentamento imperfeito do
Obturador, devido ao acionamento incompleto das cunhas pelo cone inferior do
Obturador.

2 - DESCRIÇÃO

1 Mandril – Elemento de sustentação do Obturador e que faz a ligação coluna de


produção - cauda.

2 Parafuso de cisalhamento para desassentamento por tração – Elemento que se


rompe quando o Obturador for desassentado por tração. São 8 parafusos deste tipo.
Atualmente os parafusos são de latão, mas serão substituídos por parafusos de aço, ou o
que melhor se adequar a intervenção.

3 Collet – Elemento que auxiliado pelo pistão impede que os pinos de cisalhamento
para desassentamento por tração sejam rompidos durante o assentamento ou durante
alguma condição de alta pressão diferencial no fundo do poço (estimulação por
exemplo).

4 Borrachas – Elemento que veda o espaço revestimento/ coluna impedindo o fluxo no


anular.

5 Snap Latch – Elemento que se desprende, desenergizando as borrachas e as cunhas


quando o Obturador for desassentado.

6 Parafuso de cisalhamento “A” – Parafuso que se rompe no 1° estágio de


assentamento energizando as borrachas do Obturador. São 04 parafusos deste tipo.
Atualmente os parafusos são de latão, mas serão substituídos por aço, ou o que melhor
se adequar a intervenção.

7 Cremalheira tipo dente de serra (Rosca wicker) – Elemento onde se alojam os


anéis de travamento e que só permitem que os anéis se desloquem em sua superfície
num único sentido (ascendente).

8 Parafuso de cisalhamento “B” – Parafuso que se rompe no 2° estágio de


assentamento liberando a camisa protetora para movimentar a parte superior das
cunhas de encontro ao cone superior. Assim as cunhas são impulsionadas
parcialmente para fora da camisa do Obturador contra o revestimento. São 4
parafusos de latão.

81
9 Cone superior – Elemento que transfere a força hidráulica para a cunha no
momento do cisalhamento do 2° estágio de assentamento.

10 Cunha – Elemento de ancoragem do Obturador no revestimento. Funciona, pela sua


forma, tanto para esforços ascendentes quanto para esforços descendentes. É
acionada pelos cones superior e inferior e mantida por estes na posição após
armadas.

11 Cone inferior – Elemento que energiza a cunha no 3° estágio de assentamento,


completando sua expansão. Está solidário do anel de travamento inferior.

12 Parafuso de cisalhamento “C” – Parafuso que se rompe no 3° e ultimo estágio de


assentamento liberando o cone inferior para movimentar completamente as cunhas
para fora e energizar o acunhamento. São 05 parafusos de latão.

13 Pistão atuador – Elemento onde a pressão de assentamento irá agir no sentido de


romper os pinos de cisalhamento e assentar o Obturador.

14 Camisa protetora – Tem por finalidade proteger o elementos acionadores e as


cunhas contra choques durante a descida do Obturador e transmite a força hidráulica
do sistema do 1° e 2° estágios.

15 Anel de travamento inferior – Anel que mantém as borrachas do Obturador


energizadas após o assentamento quando a força acionada já tiver se dissipado.

16 Anel de travamento superior – Anel que mantém as cunhas do Obturador


energizadas após o assentamento quando a força acionadora já tiver se dissipado.
Este anel trava o cone inferior.

17 Pistão Superior ou pistão anti desassentamento – Elemento que energiza o


COLLET quando pressurizado, evitando sua movimentação.

18 Orifício na parte superior do mandril do Obturador – Serve para acesso à


câmara hidráulica do pistão travador do collet (item 3 e 18). Sua outra função é
servir de orifício pela qual é feita a equalização coluna – anular e vice – versa após o
desassentamento do Obturador.

19 Orifício na parte inferior do mandril do Obturador – Serve para acesso à


pressão hidráulica até o pistão atuador para acionamento do mecanismo de
assentamento.

20 Parafuso de cisalhamento para desassentamento por rotação – Elemento que se


rompe quando o Obturador for desassentando por rotação. São 08 parafusos deste
tipo. Os parafusos são de aço.

3 – FUCIONAMENTO:

3.1. MECANISMO DE ASSENTAMENTO

O assentamento deste Obturador é realizado em 3 estágios da seguinte maneira:

82
1° ESTÁGIO – Pressurizando o Obturador através da coluna com 2500 psi (pressão
interna no Obturador, através de um sub de pressurização, plug ou standing valve)
aplicamos uma força resultante no pistão de acionamento. Esta resultante irá deslocar
toda a camisa externa para cima, cisalhando o parafuso “A” (819 psi para
cisalhamento). Este deslocamento irá energizar as borrachas do Obturador, que serão
mantidas energizadas pelo anel de travamento superior.

2° ESTÁGIO – Estando as borrachas energizadas, rompe-se o parafuso “B” (1586 psi


para cisalhamento), o que irá fazer com que o cone superior movimente as cunhas
parcialmente.

3° ESTÁGIO – Após a expansão parcial das cunhas é cisalhado o parafuso “C” (1903
psi para cisalhamento), que irá permitir a completa expansão das cunhas pelo cone
inferior e seu travamento pelo anel de travamento inferior.

3.2. MECANISMO DE DESASSENTAMENTO

3.2.1. DESASSENTAMENTO POR ROTAÇÃO

Através de rotação da coluna à direita rompe-se o parafuso de cisalhamento para o


desassentamento por rotação e após +/- 7 voltas produz-se um movimento ascendente
no mandril em relação ao corpo do Obturador. Este deslocamento libera o snap latch,
desenergizando as borrachas e cunhas do Obturador. Nessa posição é aberto o acesso ao
orifício de equalização que permite a circulação coluna/ anular através do Obturador.

OBS:. O torque para romper é 862 lb/pé por pino.

3.2.2. DESASSENTAMENTO POR TRAÇÃO

Traciona-se o mandril do Obturador com 44000 lb (Obturador ancorado ao revestimento


pelas cunhas), rompem-se os parafusos de cisalhamento para desassentamento por
tração, deslocando o mandril em relação ao corpo do Obturador. Este movimento libera
o snap latch, que desenergizará as borrachas e permitirá a retração das cunhas para
dentro do alojamento (camisa protetora, item 16). Como no deslocamento por rotação
também é aberto uma passagem que permite a circulação coluna/anular através do
Obturador.

NOTA:

 A força de tensão aplicada na coluna de produção é necessária para a liberação


do Obturador.
 A força na superfície exigida para liberar é peso livre da coluna, mais a força
gerada pelo arraste vertical da coluna no revestimento do poço (BORE DO
POÇO), mais a força impedida do pino de cisalhamento que pode variar em cada
instalação.
 Limites de tensão no mandril primário:
 Considerar a resistência das conexões EU/NU.
 Depois que os pinos de cisalhamento forem cisalhados, continuar puxando para
liberar o Obturador.

83
 Uma vez que o Obturador está livre (desassentado), poderá ser movido para
cima ou para baixo.
 O Obturador poderá ser reutilizado após a sua restauração em oficina
especializada.

4 – DEFEITOS MAIS COMUNS:

 Vazamento pelos o’rings (anel “O”).


 Desgastes nas cunhas, borrachas e roscas.
 Cisalhamento do mandril na parte superior e inferior.

5 – ESPECIALIZAÇÃO:

É especificada pelo tamanho nominal que é uma relação com o diâmetro e o peso do
revestimento.

84
OBTURADOR “HH”
REVESTIMENTO OBTURADOR
D.E. RANGE DE TAMANHO MÁX. MIN. D.I. CX. E PINO (POL.)
(POL) PESO NOMINAL (LBS/PÉ) D.E. (POL)
5.1/2 20 – 23 45A2 4.500 1.938 2.3/8 EU 8 RND
5.1/2 15,5 – 20 45A4 4.641 1.938 2.3/8 EU 8 RND
5.1/2 13 – 45,5 45B 4.781 1.938 2.3/8 EU 8 RND
7 26 – 29 47B2 5.968 2.438 2.7/8 EU 8 RND
7 20 – 26 47B4 6.078 2.438 2.7/8 EU 8 RND
7 17 – 20 47C2 6.266 2.438 2.7/8 EU 8 RND
9.5/8 47 – 53 51A2 8.281 3.00 3.1/8 EU 8 RND
9.5/8 40 - 47 51A4 8.438 3.00 3.1/8 EU 8 RND

OBTURADOR “HHL”
REVESTIMENTO OBTURADOR
D.E. RANGE DE TAMANHO MÁX. MIN. D.I. CX. E PINO (POL.)
(POL) PESO NOMINAL (LBS/PÉ) D.E. (POL)
7 26 – 29 42B2 5.968 2.890 3.1/2 EU 8 RND
7 20 – 26 47B4 6.078 2.890 3.1/2 EU 8 RND
7 17 – 20 47C2 6.266 2.890 3.1/2 EU 8 RND
9.5/8 47 – 53 51A2 8.281 4.00 4.1/2 EU 8 RND
9.5/8 40 - 47 51A4 9.438 4.00 4.1/2 EU 8 RND

VALORES DE CISALHAMENTO
PARA RETIRADA DIRETA POR TRAÇÃO*

(ITEM NO 21) CISALHAMENTO


TAMANHO QTD TAMANHO LIBRAS
5.1/2” 8 1/2” 44,000
7” 8 1/2” 44,000
9.5/8” 8 5/8” 65,000

* Todos os valores acima são para Obturadores Convencionais


e podem ser alterados se solicitados.

VALORES DE CISALHAMENTO
PARA ASSENTAMENO CONVENCIONAL

ÁREA DO (ITEM NO 20) (ITEM NO 19) (ITEM NO 18)


TAMANHO 1° CISALHAMENTO 2° CISALHAMENTO 3° CISALHAMENTO
PISTÃO
QTD TAM PSI QTD TAM PSI QTD TAM PSI
2
5.1/2” 5.640 POL 4 5/16” 1418 6 5/16” 2122 7 5/16” 2482
7” 9.770 POL2 4 5/16” 819 5 3/8” 1586 6 3/8” 1903
9.5/8” 19.020 POL2 4 7/16” 925 6 1/2” 1735 7 1/2” 2024

85
OBTURADOR (PACKER) HIDRÁULICO RECUPERÁVEL
MOD. “RH” – HANGER

1 – DESCRIÇÃO:

Obturador mod. “RH”, tipo Hanger, fabricante CBV/HALLIBURTON é um


equipamento de produção para colunas simples. É descido como parte integrante da
coluna e projetado para ser recuperado juntamente com a coluna quando necessário. O
assentamento é obtido através da pressurização da coluna contra um dispositivo de
tamponamento localizado abaixo do equipamento. Um conjunto de cunhas internas
trava mecanicamente na posição de assentamento. Um conjunto inferior de cunhas
mecânicas mantém o Obturador no lugar contra forças descendentes enquanto um
conjunto superior de pistões faz o mesmo contra as forças ascendentes. O
desassentamento e a recuperação são obtidos através da tração na coluna.

2 – APLICAÇÃO:

 Para coluna simples de produção;

 Isolamento de zonas, testes e tratamento.

3 – CARACTERÍSTICAS:

- Hidráulico – Independente da profundidade de assentamento.

- Tipo “HANGER” – Maior capacidade para suportar peso de coluna.

- Travamento bidirecional.

- Maior área de contato das cunhas.

* A área de contato das cunhas corresponde a mais de 50% da superfície do


revestimento.

- Os mordentes dos pistões do “HOL – DOWN” – São de carboneto de


tungstênio, o que garante não haver desgaste ou perda da eficiência durante sua
utilização.

As gaxetas – Possuem características na moldagem de auto-retração e anti-extrusão


permitindo suportar altas pressões diferenciais sem o uso de dispositivos anti-
extrusão.

- A seletividade – É conseguida variando-se a quantidade e a carga dos pinos de


cisalhamento.

- Toda a força criada pelo pistão - Age diretamente sobre os elementos selantes.

- Acionamento dos pistões do “HOLD-DOWN” - É feito diretamente pela


pressão do poço.

86
- Destravamento – Através de tração na coluna.

- O Obturador é mantido na posição de assentamento – Pela utilização das


cunhas de travamento.

4 – PRINCIPAIS COMPONENTES E FUNÇÕES:

- Sub superior (Top Sub): Faz a ligação do Obturador à parte superior da coluna e
permite a transmissão de pressão (aplicada no interior da coluna) ao pistão.

4.1 – Acesso do pistão: Permitir a transmissão de pressão aplicada no interior da


coluna até o pistão.

4.2 – Hold Down: Após assentamento do Obturador, impede o movimento


ascendente devido à maior pressão que possa existir abaixo. A pressão atinge os
pistões do Hold Down através do espaço anular entre o mandril do pistão e o
mandril principal.

4.3 – Cilindro: Elemento que aloja o Hold Down e permitir a passagem de pressão
aplicada no interior da coluna até o pistão.

4.4 – By Pass: Permite a circulação de pressão abaixo e acima, evitando o pistoneio


quando da retirada do Obturador.

4.5 – Conjunto de assentamento (Pistão + Suporte de Ancoragem + Luva Suporte):


Elemento que recebem a pressão vinda do interior da coluna rompe os pinos de
cisalhamento, permitindo o assentamento do Obturador.

4.6 – Mandril do Pistão: Elemento que forma com o cilindro do pistão a câmara
onde se aloja o pistão. Possui em sua superfície externa uma cremalheira para
juntamente com o anel de travamento manter o Obturador assentado após a
liberação da pressão.

* Cilindro do Pistão: Alojamento do pistão. É nele e no suporte de ancoragem que


se colocam os pinos de cisalhamento para o assentamento.

4.7 – Anel de Travamento: Em conjunto com a cremalheira do mandril do pistão,


mantém o Obturador assentado após a liberação da pressão, já que o sistema só
permite o movimento descendente.

4.8 – Parafusos de Cisalhamento para Assentamento: Parafusos que se rompem


durante a aplicação de pressão sobre o pistão, permitindo assim o assentamento do
equipamento.

4.9 – Rosca Cremalheira: Componente do sistema de travamento, quando o


equipamento estiver assentado.

4.10 – Elemento de Vedação: Borrachas que após o travamento das cunhas no


revestimento, expandem contra o mesmo, promovendo a vedação abaixo e acima.

87
4.11 – Cone: Elemento que durante o processo de assentamento se movimenta sob
as cunhas lançando-as contra o revestimento.

4.12 – Cunhas: Elemento que é lançado contra o revestimento durante o


assentamento, mantendo o Obturador ancorado ao mesmo. Seu formato não permite
o movimento descendente.

4.13 – Pinos de Cisalhamento para Desassentamento: Pinos que se rompem quando


da tração no mandril principal pela coluna, possibilitando assim o assentamento.

4.14 – Trava: Elemento que prende a camisa retentora ao mandril do pistão e


juntamente com o anel de travamento, mantém o Obturador assentado. No
desassentamento, sua retração libera a camisa retentora, fazendo com que após a
liberação das cunhas, estas se recolham para facilitar a retirado do equipamento.

4.15 – Reentrância: Sulco no mandril principal que no rompimento dos pinos de


cisalhamento para desassentamento, se alinham com as travas permitindo que a
camisa retentora desça para facilitar o recolhimento das cunhas após a liberação das
mesmas.

4.16 – Camisa Retentora: Elemento que serve de suporte das cunhas quando do
assentamento e alojamento da trava. No desassentamento do equipamento exerce
uma força para baixo mantendo as cunhas recolhidas.

4.20 – Mandril Principal: Elemento de sustentação do Obturador que juntamente


com os sub superior e inferior faz a ligação coluna-cauda.

* Fusível Mecânico: Parafuso que une o suporte da camisa retentora ao engate das
cunhas. Projetado para se romper quando exposta a uma determinada tração
proveniente do peso excessivo da cauda ou do disparo de um canhão “TCP”. Este
esforço puxaria a camisa retentora para baixo podendo danificar as cunhas, engate
das cunhas ou ambas; entretanto, com o rompimento dos fusíveis mecânicos, o
suporte da camisa retentora se separa do engate das cunhas eliminado sobre a
mesma e as cunhas o citado esforço de tração.

5 – VANTAGENS DO OBTURADOR “RH” TIPO HANGER

5.1 – Não é necessária a rotação da coluna para o assentamento. Isto permite instalar
Árvore de Natal e circular o fluido do poço antes do assentamento.

5.2 – Pode ser assentado a qualquer profundidade já que não é necessário peso de
coluna.

5.3 – Poços direcionais não afetam o assentamento do Obturador já que não é


necessário o peso da coluna.

5.4 – Uma seleção de diâmetros internos maiores para o Obturador são disponíveis
nos tamanhos de 7” e 9.5/8”.

88
5.5 – Os pistões acionados por pressão utilizam mordentes de carboneto de
tungstênio, não havendo perigo de se desgastarem ou tornarem-se menos efetivo
durante a operação da ferramenta. São acionados por uma pressão que atua
diretamente sob o Obturador e não pela pressão da coluna na área do Obturador. Isto
permite que a coluna seja tamponada abaixo e ainda assim manterá a pressão
diferencial por baixo.

5.6 - Os elementos selantes (Borrachas) possuem características na moldagem de


auto-retração e anti-extrução. Isso permite a este elementos suportar altas pressões
diferenciais sem o uso de um dispositivo anti-extrução que poderia impedir a
recuperação.

5.7 – Tração na coluna desassenta e recupera o Obturador.

OPERAÇÃO:

O Obturador “RH” tipo Hanger é instalado na coluna de produção e descido até a


profundidade desejada. Deverá ser observado que no caso de descer no poço sobre
outro Obturador que permita a coluna ser colocada sob tensão, esta tensão, deverá
ser colocada na coluna antes do assentamento. Caso seja necessária a circulação de
fluidos no poço antes do assentamento, é recomendado que a circulação seja no
sentido de descer pela coluna e subir pelo anular. Para o assentamento é necessário
que a coluna esteja tamponada num ponto abaixo do Obturador. Uma esfera é
assentada no sub de pressurização ou então um plug é assentado no niplr através de
Wireline.

a. – ASSENTAMENTO:

Normalmente quando uma pressão diferencial suficiente é aplicada na coluna, o


Obturador começa a assentar. A pressão entra através dos pórticos no sub superior,
conjunto do Hold – Down de tubo de comunicação agindo contra o pistão, cisalhando os
pinos no cilindro, forçando o pistão para baixo em torno do mandril de travamento. A
força desenvolvida pelo pistão é transmitida através dos elementos para o suporte de
ancoragem expandirá as cunhas que travarão no revestimento. Quando as cunhas
estiverem firmemente assentadas no revestimento, o pistão forçará a expansão dos
elementos que vedarão contra o diâmetro interno do revestimento.
Assim que a pressão for aliviada, as cunhas internas de travamento irão fixar-se no
mandril de travamento e manterão o Obturador na posição de assentamento. Os pistões
de conjunto do Hold-Down são projetados para serem atuados com a pressão do fluido.

b. – PRESSÃO DE ASSENTAMENTO:

Todos os Obturadores são montados com um certo número de parafusos de


cisalhamento que mantém o Obturador na posição de descida.

Com o numero considerado padrão de parafuso de cisalhamento instalado, o Obturador


RH iniciará o assentamento entre 900 e 1300 psi aproximadamente dependendo do

89
nominal. É desejável aumentar a pressão mínima de assentamento para 2000 psi e
manter por 20 minutos.

Ao utilizar mais de um Obturador “RH” na mesma coluna, a seletividade, quanto ao


assentamento, será conseguida de acordo com o número de parafusos instalados.

Para determinar a pressão de assentamento “PA” use a seguinte formula:

PA = N° DE PARAFUSOS X VALOR DA CARGA DE CISALHAMENTO (LIBRAS)


ÁREA DO PISTÃO (POL)

Ex: 3.500 x 5/ 10,58 = 1.654 psi (início do assentamento).

ATENÇÃO: Utilizar a folha de dados para obtenção do número de parafusos, da


carga de cisalhamento e da área do pistão.

NOTA 1: Para a carga de cisalhamento considerada padrão, o número mínimo de


parafusos a ser utilizado é 3.

NOTA 2: Nos casos em que forem necessários a utilização de mais de um


Obturador na coluna, recomenda-se uma variação diferencial de 2 parafusos de
cisalhamento entre os Obturadores.

NOTA 3: Aliviar a pressão na coluna e testar o Obturador aplicando pressão pelo


anular (500 psi até o máximo da pressão diferencial limite) por um período de
tempo qualquer requerido.

MECANISMO DE ASSENTAMENTO:

Com 1000 a 1200 psi de pressão diferencial aplicado na coluna, o Obturador começa
a assentar. A pressão entra pelo acesso do (1) no cilindro (3) e empurra o pistão (5)
para baixo em torno do mandril do pistão (6) cisalhando os parafusos de
cisalhamento (8). O esforço desenvolvido pelo pistão é transmitido através dos
elementos de vedação (10) para o cone (11). Este movimento expande a cunha (12)
cravando-a no revestimento. Quando a cunha estiver firmemente ancorada no
revestimento, o selo do pistão energiza (expande) o elemento de vedação (10) contra
o revestimento. Ao despressurizar, o anel de travamento (7) agarra na rosca
cremalheira (9) do mandril e trava o Obturador na posição assentada. Nesta situação
o Obturador está assentado e só pode ser liberado por tração na coluna.

PROCEDIMENTO DE DESASSENTAMENTO

Aplicação de tração na coluna com a força necessária de acordo com o número de


parafusos de cisalhamento instalados e a carga de cisalhamentos instalados e a carga
de cisalhamentos. O valor normal de desassentamento para cada parafuso é de 5.000
lb. (2.268 kg).

Para determinar a tração desassentamento “Tr”, utilizar a seguinte fórmula:

90
Tr = N° de Parafusos x Valor de Carga de Cisalhamento (Libras)

ATENÇÃO: Caso exista qualquer dificuldade na ocasião do desassentamento,


deve-se então equalizar a pressão através do Obturador ou aplicar uma pressão
maior de cima para baixo para garantir que os pistões do “HOLD-DOWN” se
retraiam.

* Movimentar a coluna para auxiliar a retração das cunhas e elementos de vedação


(Borrachas).

* Lembrar que geralmente abaixo do Obturador existe uma bolsa de gás.

MECANISMO DE DESASSENTAMENTO:

Antes de desassentar, é necessário verificar se o Obturador está equalizado ou com


pressão diferencial maior de cima para baixo. Em outras palavras, os pistões do hold
down (2) devem está retraídos. A coluna é tracionada para romper os pinos de
cisalhamento (13). Com os pinos cisalhados o mandril (6) move para cima até que a
trava (14) do mandril do pistão encontre a reentrância e nesse momento, a trava se
recolhe na reentrância (15), liberando a camisa retentora (16) que se move para
baixo liberando a cunha e desenergizando (relativamente) o elemento de vedação.
Nesta situação o Obturador está desassentado e o by-pass (4) aberto.

7 – CLASSIFICAÇÃO DE PRESSÃO E TEMPERATURA:

Todos os Obturadores “RH” tipo hanger são classificados para uma pressão diferencial
de 7.000 psi acima e abaixo e 350°F com as seguintes exceções:
O tamanho de 7” com o diâmetro interno de 2,90” tem a pressão classificada de 5500
psi e o de 9,5/8” tem a pressão classificada de 6000 psi.

91
REVESTIMENTO PESO DE COLUNA DIÂMETRO PASSAGEM ÁREA DO PISTÃO CONEXÃO FAIXA DE
EXTERNO (BORE) (ROSCA) PRESSÃO

5.1/2” 13 – 17 LB/PÉ 4. 62” 1. 94” 7. 35 2.3/8” EU 7500 PSI

5.1/2“ 17 – 23 LB/PÉ 4. 50” 1. 94” 7. 35 2.3/8” EU 7500 PSI

7” 23 -29 LB/PÉ 5. 88” 2. 38” 11.93 2.7/8” EU 7000 PSI

7” 29 – 35 LB/PÉ 5. 75” 2. 38” 11.93 2.7/8” EU 7000 PSI

7” 23 – 32 LB/PÉ 5. 96” 2.90” 10.58 3.1/2” EU 6000 PSI

7” 29 – 35 LB/PÉ 5.75” 2.90” 10.57 3.1/2” EU 5500 PSI

9.5/8” 40 – 47 LB/PÉ 8.38” 3.00” 17.26 3.1/2” EU 6000 PSI

9.5/8” 40 – 47 LB/PÉ 8.38” 3.92” 17.26 4.1/2” EU 6000 PSI

FOLHA DE DADOS DE ENGENHARIA

PRODUTO PACKER RH

NUMERO DE PARTE 12 RH 7002-


NOMINAL DO REVESTIMENTO 7”
FAIXA DE PESO 23 – 29 LB/PÉ
DIÂMETRO EXTERNO MAXIMO 5.88”
DIÂMETRO INTERNO MÍNIMO 2.3
COMPRIMENTO 53.18”
ÁREA DO PISTÃO 11.93 POL2
CONEXÕES 2.7/8” EU CAIXA X PINO
SERVIÇO STANDARD
TIPO HANGER SIM
MATERIAL AÇO LIGA (SAE 4140 )
VALOR DO PARAFUSO PARA ASSENTAMENTO 3.500 LIBRAS
VALOR DO PARAFUSO PARA DESTRAVAMENTO 5.000 LIBRAS
FUROS DISPONÍVEIS PARA O ASSENTAMENTO 8
FUROS DISPONÍVEIS PARA O DESTRAVAMENTO 8

92
OBTURADOR MECÂNICO RECUPERÁVEL TÉRMICO
MODELO “GST”- ELDER
N.P – 172 – 40

DESCRIÇÃO: O Obturador modelo “GST” é um equipamento de assentamento


mecânico, recuperável, que incorpora um elemento de vedação para alta
temperatura, apropriado para operações de injeção de ácido ou produção geotérmica.
Poderá ser assentado e empacotado utilizando peso e, ou tensão na coluna de tubos.
Durante o assentamento, o Obturador trava automaticamente, mantendo a pressão
acima ou abaixo do elemento de vedação enquanto a coluna de tubos está em
compressão, neutro ou tensão.

CARACTERÍSTICAS:

 O J-Slot (ranhura) permite um movimento controlado de ¼” de volta para a


direita, efetivo no equipamento, para a seqüência de assentamento e
liberação.

 O modelo de duplo travamento com cunhas opostas, instaladas acima e


abaixo dos elementos de vedação para receber e reter a carga hidráulica, pelo
lado da baixa pressão, atuando no elemento selante.

 O aumento de pressão acima ou abaixo aumentará a carga de compressão no


elemento selante. A carga de compressão máxima é confirmada pela
oposição das cunhas e retida pelo elemento selante.

 Aplicações em poços rasos onde o peso da coluna de tubos é insuficiente


para atingir o empacotamento, o Obturador “GST” poderá ser assentado,
aplicando tensão na coluna de tubos.

 A válvula de circulação abre durante a seqüência de liberação antes da cunha


superior ser liberada.

 O cone superior garante que as cunhas superiores serão liberadas sem a


necessidade de uma tração adicional na coluna de tubos.

 Sistema de cisalhamento para liberação de emergência.

 Os pinos de controle do J. Slot não sevem como sistema de liberação de


emergência. A liberação de emergência é consumada pela aplicação de
30.000 lb de tensão além do peso da coluna de tubos que irá separar a camisa
de cisalhamento, permitindo que o Obturador se mova da posição de
liberação. Para sua informação, o valor de cisalhamento dos pinos de
controle do J. Slot é de 48.000 lb/pino.

 O valor mínimo de peso para assentamento ou tensão aplicada para assentar


ou liberar o Obturador Térmico “GST” é de 14000 lb.

93
 Todas as partes metálicas exceto as cunhas são produzidas pelo aço de baixa
liga 4130-4145 para 80.000 psi de resistência mínima e dureza máxima de
22RC. As cunhas são produzidas pelo aço carbono AISI 1015-1026. O
elemento selante é feito de Monômeros de Etileno Propileno Dieno (EPDM)
componentes de alta temperatura com anéis anti-extrusão acima e abaixo. O
selo da válvula é do tipo CHEVRON e feito de Polytetra Flúor Etileno
(PTFE) polímero em cadeia modificada, aço inox AISI 301 e latão SAE 660.

OPERAÇÃO:

DESCIDA E ASSENTAMENTO:

Fazer a conexão superior do Obturador com a coluna de tubos de produção e descer até
a profundidade desejada. A ferramenta deverá ser descida para o ponto de assentamento
e depois elevada em um (1) pé.

Aplicação de torque à direita enquanto desce a coluna de tubos irá assentar as cunhas
inferiores e fechar a passagem de fluido pela válvula. O movimento contínuo para baixo
irá assentar as cunhas superiores e travar a válvula na posição fechada. Girar a coluna de
tubos ¼ à esquerda, efetivo no equipamento, para completar o engate no gancho do “J –
SLOT” (J - HOOK), uma vez assentado o Obturador Térmico “GST” irá suportar
pressões diferenciais ou carga na coluna de tubos acima ou abaixo.

RECUPERAÇÃO:

O desassentamento e liberação do Obturador Térmico “GST” é conseguida pela


aplicação mínima de peso sobre o Obturador, depois aplicar torque à direita. Manter o
torque enquanto se eleva a coluna de tubos. Um quarto de volta de rotação para a
direita, efetivo no equipamento, irá posicionar o “J. PINO” dentro do groove de
liberação no alojamento do bloco de arraste. O movimento contínuo para cima abrirá a
válvula, permitindo a equalização da pressão através do elemento de vedação e também
movimentará para cima a camisa suporte permitindo que o segmento do cone superior
libere as cunhas superiores. As cunhas inferiores devem ser liberadas e depois o pino de
controle (J. PINO) irá automaticamente movimenta-se para a posição de movimentação
controlada. O Obturador poderá ser movimentado para cima ou para baixo no bore do
poço sem a necessidade de retirá-lo.

LIBERAÇÃO DE EMERGÊNCIA:

Aplicar tensão além do peso da coluna e a resistência da camisa de cisalhamento. O


rompimento da camisa de cisalhamento permite que o Obturador se mova na posição de
liberação para ser recuperado.

94
SPECIFICATION GUIDE

Preferred Ranger of
Casing Packer Cassing I.D. Gage Ring Packing Tubing Threads

O.D Wt. Size Min Max Element


29 - 32 47A4 6.069 6.184 5.843
26 - 29 47B2 6.184 6.276 5.968 5.812 3.1/2” O.D. EUE 8
7” RD Box Up & Pin
20 - 26 47B4 6.276 6.460 6.078
Down
17 - 20 47C2 6.456 6.538 6.125 6.000

95
OBTURADORES PERMANENTES MOD “D”, “DA”,
“DB”, “F-1” “FA-1” e “FB-1”

MODELO “D” – Produto no 415-01 (Guia com Flapper)


MODELO “D” – Produto no 415-13 (Guia Blank)
MODELO “DA”- Produto no 415-03 (Guia com Flapper)
MODELO “DB”- Produto no 415-05 (Guia para Extensão)
MODELO “F-1” Produto no 413-06 (Guia Blank)
MODELO “FA-1”- Produto no 413-07 (Guia Blank)
MODELO “FB-1” Produto no 413-08 (Guia para Extensão)

1 -FINALIDADES:

 Utilizados para produção em completações simples e duplas.


 Como “Bridge Plug” temporário ou permanente através do uso de um Latching
Taper Packer Plug para o tamponamento.
 Ocasionalmente em operações.
 Em poços de gás devido às características de vedação do conjunto.
 Como Sump-Packer no conjunto Gravel Pack. Para levantar o fundo do poço à
aproximadamente 2m da base dos canhoneados. Forma abaixo dele uma câmara
de detritos, acessível pela coluna.

2 – CARACTERÍSTICAS:

 Os elementos de vedação foram projetados de modo a minimizar o efeito de


pistoneio permitindo, desta forma, que o Obturador seja descido mais
rapidamente, principalmente quando em poços de lama pesada.
 São Obturadores permanentes de ancoragem dupla.
 Fabricado com o material, ou aço liga, fácil de ser perfurado.
 O modelo “DA” apresenta em sua parte superior um diâmetro interno maior,
permitindo mais espaço para acessórios, diferindo do modelo “D” cujo diâmetro
interno é constante.
 O modelo F-1 é uma versão do “D”, tendo, porém Bore maior e constante como
o “D”, isto é, diâmetro interno maior que o modelo “D”.
 O modelo FA-1 é uma versão do “D”, tendo, porém Bore maior e apresenta em
sua parte superior o Bore maior como modelo “DA”, isto é, apresenta
basicamente dois (2) diâmetros interno.
 São assentados pela coluna de tubos ou pelo drill pipe, com o auxilio da
ferramenta de assentamento modelo “B” ou “B-1” com junta de circulação
(circulation joint modelo L e circulation joint unit modelo “KL”) ou a cabo,
utilizando o “Wire-Line Pressure Setting Assembly” modelo E-4 e o “Wire-
Line” Adapter Kit” modelo “B” (Unidade de cabo elétrico - mais utilizado).
 Quando desse assentamento, deve-se remover o O-ring da base da rosca
esquerda no topo do corpo do Obturador, pois ele pode ser deslocado e vir a
obstruir adapter kit.
 Possuir três (3) versões de guia (extremidade inferior): guia liso ou Blank, guia
com Flapper Valve e guia com Rosca, para extensão selante ou de corte (guia
com rosca ou guia tipo B).

96
 Apresenta em sua parte inferior uma válvula de contra pressão (“Flapper
Valve”) que fica fechada, só se abrindo quando houver um diferencial de
pressão de cima para baixo. Quando do acoplamento do “Setting Tool” este
empurra a “Flapper Valve” fazendo com que ela desça aberta.
 A “Flapper Valve” deve ser removida do modelo “D” quando a instalação que se
pretende não requer tubo para se colocar através e abaixo do Obturador.
 O máximo OD, incluindo tolerância, de qualquer parte que for descida através
do Obturador deve ter no mínimo 1/16” a menos que a mínima passagem do
corpo do Obturador.
 Possui um parafuso de segurança que impede o destravamento das cunhas
superiores devido a possíveis choques quando do transporte. Este parafuso é
removido quando da instalação do “Setting Tool”.

3 – OPERAÇÕES:

A – Assentamento com tubos ou Drill Pipe: (Raramente é utilizado este


procedimento)

Descer a coluna até a profundidade de assentamento e em caso de se estar usando junta


de circulação descer mais 25” que seu curso. Suspenda a coluna para fechá-la. Não girar
para a direita pois isso poderia vir a desencaixar o Setting Tool” do Obturador.

OBS:. A descida deve ser feita com velocidade uniforme, não mais de 30 seg. por cada
seção de 3 tubos. No caso de descida em revestimento menor que o recomendado não
ultrapassar 45 seg. por seção.
Lançar a esfera (“Trippig Ball ”) dentro da coluna e aguardar o tempo necessário para
que a mesma se aloje na sede do “Setting Toll”. Esse tempo é em torno de 5 min. Por
cada 1000 pés, no caso da água. Feita a espessura necessária, pressurizar a coluna (ver
tabela abaixo). Com isso, a pressão irá sair pelo furo existente no interior da ferramenta,
(na figura a seguir logo abaixo do ponto 11), indo atuar na área do pistão forçando o
mesmo para baixo de modo a cizalhar o pino que segura à camisa (ver ponto 9).

A camisa descerá juntamente com o anel de assentamento (“Setting Ring”- ponto 4)


indo ambos atuar sobre o corpo do Obturador com esse peso cizalham o pino do
Obturador que prendem as cunhas superiores. Todo esse conjunto desce de encontro ao
cone abrindo as cunhas e prendendo-as no revestimento.

Tracionar então a coluna de acordo com a tabela, mantendo pressão.

DIÂMETRO (pol) PRESSÃO (psi) TRAÇÃO (lbs)


5.1/2 1500 26000
7 1500 26000

Com isso, iremos puxar as cunhas inferiores de encontro ao cone, quebrando-as e


cravado-as no revestimento. Com todo o corpo do Obturador vão subir, as cunhas
superiores vão penetrar ainda mais no cone, quebrando-se também e cravando-se
mais ao revestimento. As borrachas de vedação irão se expandir.
Aliviar a pressão e aplicar peso de assentamento sobre o Obturador.

97
Voltar a tracionar e pressurizar a coluna até que o peso normal da mesma seja
atingido.

OBS:. Quando estamos pressurizando a coluna, essa pressão além de atuar pelo
citado furo na parte superior do pistão, irá também sair pelos furos existentes no
“Setting Toll” logo acima da sede da “Tripping Ball” ficando, no entanto retirada do
corpo do Obturador devido a existência de um oring seal na parte inferior do furo
(ver ponto 17) e por um selo de rosca na parte inferior da rosca do Obturador, na
parte superior do furo. A finalidade desses furos é promover a circulação na retirada
do “Setting Tool”.

b) Desassentamento (liberação do “Setting Tool”)

a. Com a junta de circulação aberta, girar a coluna 15 voltas para a direita.


b. É de boa pratica, que de 5 em 5 rotações verifique-se há reversão.
c. Manter esse procedimento até que a coluna esteja livre.
d. Retirar a coluna do poço. Como o Obturador contém a “Flapper Valve”,
ela ficará fechado para suportar possíveis contra pressões, completando
desse modo, o assentamento do Obturador.

c) Assentamento a cabo.

 O adapter Kit é instalado no Retainer (ver fig.) e então o Obturador e o


adapter kit são conectados ao Pressure Setting Assembly (ver fig.)
 Esses componentes são então descidos até a profundidade de assentamento
pelo cabo condutor da Schlumberger.
 Uma pequena corrente é enviada através do cabo condutor para ignição do
“power charge”(ver fig.), o qual gradualmente constrói uma pressão de gás
que é transmitida como uma força de assentamento controlada (controlled
setting force) ao Obturador.
 O movimento das partes criado por essa pressão de gás cizalha o “relasse
stud” (fig.) precisamente quando a força de assentamento e de esbojamento
das borrachas, está sendo aplicada ao Obturador. Cisalhando o “Stud” libera-
se também o equipamento de assentamento do Obturador.
 A pressão gerada cria um movimento da camisa superior para baixo e
comprime todo o conjunto externo até a camisa retentora. Este movimento
expande o elemento de vedação e as cunhas contra o revestimento.

4 – DEFEITOS MAIS COMUNS:

 Vazamento pelos O-rings e seals.


 Vazamento pela flapper valve.

5 – ESPECIFICAÇÃO:

É especificado pelo tamanho nominal que é função do diâmetro e peso de revestimento.


O tamanho representa também o diâmetro interno (Bore Obturador) selante.

98
NOTA: Na PETROBRÁS são utilizados os Obturadores modelos “D” mais usual “DB”
“F-1” e “FB-1” do BAKER.

NUMERO DE MODELO TAMANHO D.I REVESTIM. D.E/


PARTES PESO lb/pé
415-01-3210 “D”- C FLAPER 22 - 19 1. 968 4.1/2”(11.6 – 16.6)
4226 “ 42 - 26 2.688 5.1/2”(20.0 – 23.0)
4419 “ 44 - 19 1.968 5.1/2”(13.0 – 17.0)
4426 “ 44 - 26 2.688 5.1/2”(13.0 – 17.0)
8432 “ 84 - 32 3.250 7”(23.0 – 33.0)
9447 “ 194.47 4.750 9.5/8”(32.3 – 53.5)
415 – 05 - 4203 “DB” 42 - 26 2.688 5.1/2”(20.0 – 23.0)
8468 “ 84 - 32 3.250 7”(23.0 – 32.0)
9733 “ 194 - 47 4.750 9.5/8”(32.3 – 53.5)
415 – (3 - 4226) “D”- C 42 - 26 2.688 5.1/2”(20.0 – 23.0)
9447 “ 194 - 47 4. 750 9.5/8”(32.3 – 53.5)
9449 “ 194.47 4.750 9.5/8”(32.3 – 53.5)
413 – 06 - 4530 “F – 1” 45 - 30 3.000 5.1/2”(14.0 – 17.0)
413 – 06 - 8540 “ 85 - 40 4.000 7” (26.0 – 32.0)
8544 “ 85 - 40 4.000 7” (26.0 – 32.0)
413 – 08 – 946D “FB-1” 194 - 60 6.000 9.5/8” (36.0 – 47.0)

99
MODELS “D” “DA”, “F” & “FA”
RETAINER PRODUCTION PACKERS

MODELS “D”, “DA”, “FA” RETAINER PRODUCTION PACKERS


PRODUCT NOS. 415-01, 415-03, 413-01 & 413-02
Refer to footnote “J” next page for maximum O.D of any part run through Packer Body.
NOTE: The four small size “FA” Packers, 023FA thru 035FA, are convered in unit filed under this same
lindex.
SPECIFICATION GUIDE

RANGER OF CASSING ID MINIMUM BORE DIAMETER


CASSING PACKER e,f IN WHICH MAXIMUM THRU SEALING ACCESSORY
OD WT. IN LBS PACKER MAY BE RUN TOOL SEAL BORE FOR
T&Cb MODEL SIZE O.D NIPPLE PACKER J, K SEAL NIPLES SIZE 1
d MAX
MIN
2 – 3/8 4. 7 FA 023FA - 12 1. 901 1. 995 1. 750 3/4 0. 750 1. 250 023FA - 12
2 – 7/8 6. 5 FA 028FA - 18 2. 347 2. 530 2. 220 1 – 1/4 1. 875 028FA - 18
3/4 1. 250 1. 250 028FA - 12
9. 3 – 13. 3 FA 033FA – 20 2. 700 3. 025 2. 562 1 – 3/8 2. 062 033FA - 20
3–½ 1 1. 531 1. 531 033FA - 15
5. 7 – 7. 7 FA 035FA - 20 3. 063 3. 250 2. 765 1 – 3/8 2. 062 033FA – 20
1 1. 531 1. 531 033 FA - 15
12. 6 – 14 13FA – 25 g 3. 281 3. 406 3. 062
4 9. 5 – 11. 6 FA 15FA – 25 g 3. 406 3. 563 3. 187 1. 875 1. 875 2. 500 11FA - 25
F 22 - 23 1. 703 2. 390 2. 390 20 - 23
DA h 22DA – 25 1. 875 1. 968 2. 500 20DA - 25
11. 6 – 16. 6 FA 22FA - 30 3. 781 4. 000 3. 593 2. 390 2. 390 3. 000 20FA - 30
D 22 - 19 1. 000 1. 968 1. 968 20 - 19
4 – 1/2
FA 24 FA - 30 3. 718 2. 390 2. 390 3. 000 20FA - 30
9. 5 – 11. 6 DA h 24DA -25 3. 812 1. 875 1. 968 2. 500 20DA - 25
F 24 - 23 4. 000 4. 124 3. 718 1. 703 2. 390 2. 390 20 - 23
D 24 – 19 3. 812 1. 000 1. 968 1. 968 20 - 19
FA 32FA - 30 2. 390 3. 000 20FA - 30
5 15 - 21 D 32 – 25 4. 125 4. 436 3. 968 1. 875 2. 500 2. 500 20 - 25
D 32 - 19 1. 000 1. 968 1. 968 20 - 19
5 11. 5 - 13 D 34 - 25 1. 875 2. 500 2. 500 20 - 25
5 – 1/2 23 - 26 D 34 - 19 4. 437 4. 670 4. 250 1. 000 1. 968 1. 968 20 - 19
DA h 42DA - 32 2. 500 3. 250 40DA - 32
D 42 - 26 4. 328 1. 937 2. 688 2. 688 40 - 26
5 – 1/2 20 - 23 D 42 - 19 4. 625 4. 811 1. 000 1. 968 1. 968 40 – 19 m
FA 43FA - 36 3. 000 3. 625 40FA – 36 n
F 43 – 30 4. 437 3. 000 40 – 30 p
2. 000 3. 000 42 – 30 q
2. 375 3. 250 40DA - 32
DA h 44DA - 32 2. 500 2. 688 40 - 26
13 – 17 D 44 – 26 5. 044 4. 500 1. 937 2. 688 1. 968 40 – 19 m
D 44 – 19 1. 000 1. 968 3. 625 40FA – 36 n
5 – 1/2 4. 812
FA 45FA – 36 3. 000 40 – 30 p
14 – 17 5. 012 4. 562 2. 000 3. 000 3. 000 42 – 30 q
F 45 - 30 2. 375 3. 250 40DA - 32
DA h 46DA - 32 2. 500 2. 688 40 - 26
5 – 1/2 13 – 15. 5 D 46 - 26 4. 950 5. 124 4. 560 1. 937 2. 688 1. 968 40 – 19 m
D 46 - 19 1. 000 1. 968 3. 625 40FA – 36 n
FA 47FA – 36 3. 000 40 – 30 p
5 – 1/2 13 – 14 4. 976 5. 124 4. 750 2. 000 3. 000 3. 000 42 – 30 q
F 47 - 30 2. 375 3. 625 60DA - 36
DA h 64 DA - 32 2. 375 3. 000 60 - 30
6 14 - 26 D 64 - 30 5. 140 5. 552 4. 937 2. 000 3. 000 4. 000 80DA - 40
3. 250 80 – 32 or
6 – 5 /8 17 – 32 DA h 82DA- 40 5. 675 6. 135 5. 468 3. 250 3. 250 81 - 32
7 D 82 – 32 (80) 2. 375 or 2. 688 80 - 26
32 – 38 (81) 2. 000 4. 750 80FA – 47 s
D 82 - 26 1. 937 2. 688 4. 000 80 - 40
6 – 5/8 20 - 24 FA 83FA – 47 4. 031 4. 000 80DA - 40
7 32 - 38 F 83 - 40 5. 875 6. 094 3. 000 80 – 32 or
5. 687 4. 000 3. 250 81 – 32
6 – 5/8 17 – 20 DA h 84DA – 40 3. 250 2. 688 80 – 26 r
7 23 - 32 D 84 – 32 6. 049 6. 366 (80) 2. 375 or 4. 750 80FA – 47 s
(81) 2. 000 3. 250
D 84 - 26 1. 937 2. 688 4. 000 80 - 40
6 – 5/8 17 FA 85FA – 47 4. 031
7 26 - 29 F 85 - 40 6. 095 2. 276 5. 875 3. 000 4. 000

100
MODELS “D”, “DA”, “F” & “FA”
RETAINER PRODUCTION PACKERS

SPECIFICATION GUIDE (Continued)

RANGER OF CASSING MINIMUM BORE DIAMETER ACCESORY


CASSING a PACKER e, f ID IN WHICH MAXIMUM THRU SEALLING
Wt. IN LBS PACKER MAY BY RUN TOOL SEAL BORE FOR SIZE l
O.D. SEAL
O.D. T&Cb MODEL SIZE
MIN. d MAX. NIPPLE PACKER j, k
NIPLLES
DA h 86 DA - 40 3. 250 4. 000 80 DA – 40
7 20 – 26 D 86 – 32 6. 276 6. 456 5. 875 (80) 2. 375 or 3. 250 80 – 32 or
(81) 2. 000 3. 250 81 - 32
D 86 – 26 1. 937 2. 688 2. 688 80 – 26 r
FA 87 FA - 47 4. 031 4. 750 80 FA – 47 s
7 20 – 23 F 87 – 40 6. 277 6. 456 6. 000 3. 000 4. 000 4. 000 80 - 40
7 17 FA 89FA - 52 4. 421 5. 250 80 – FA - 52
7 – 5/8 33. 7 - 39 F 89 - 44 6. 456 6. 765 6. 250 3. 500 4. 400 4. 400 80 - 44
DA h 88DA - 40 3. 250 4. 000 80DA - 40
7 17 – 20 D 88 - 32 6. 456 6. 765 6. 187 (80) 2. 375 or 3. 250 80 – 32 or
7 – 5/8 33. 7 - 39 (81) 2. 000 3. 250 81 - 32
D 88 - 26 1. 937 2. 688 2. 688 80 – 26 r
FA 91FA - 52 4. 421 5. 520 80FA – 52
F 91 – 44 6. 500 3. 500 4. 400 4. 400 80 – 44
7 – 5/8 24 – 33 . 7 DA h 92DA - 40 6. 706 7. 025 3. 250 4. 000 80 DA – 40
D 92 - 32 (80) 2. 375 or 3. 250 80 – 32 or
D 92 - 26 6. 375 (81) 2. 000 3. 250 81 – 32
1. 937 2. 688 2. 688 80 – 26 r
DA h 126 DA – 47 4. 000 4. 750 120DA - 47
8 – 5/8 36 - 49 D 126 – 38 7. 500 7. 825 7. 125 2. 500 3. 875 3. 875 120 - 38
DA h 128DA - 47 4. 000 4. 750 120DA - 47
24 – 36 D 128 – 38 7. 812 8. 150 7. 500 2. 500 3. 875 3. 875 120 - 38
DA h 194DA – 60 4. 875 6. 000 190DA – 60
9 – 5/8 32. 3 – 53. 5 D 194 – 47 8. 438 9. 001 8. 125 3. 000 4. 750 4. 750 190 - 47
D 194 – 32 2. 375 3. 250 3. 250 80 – 32
10 – ¾ 13 – 3/8 : Reter to Model “KB” Paker unit filed under this same Index.

101
OBTURADOR PERMANENTE – HALLIBURTON / OTTIS
MOD. “AWR / BWD”

PERMA – SÉRIES, WIRE LINE – SET PACKERS


(212 REPRESENTA SÉRIE DE OBTURADORES PERMANENTES)

Os Obturadores permanentes modelo “AWR/BWD” são designados para servir com


efetividade como Obturadores de produção nas completações simples ou múltiplas.
Esses Obturadores podem ser assentados através do sistema elétrico em operações de
wire-line ou sistema hidráulico em operações com a coluna de tubos. Após o
assentamento possibilita também que o Bore (furo, diâmetro de passagem) fique livre,
mantendo uma passagem larga para os fluidos através da área do Obturador.

1 – APLICAÇÃO

São mais utilizados nas seguintes condições:

 Quando as formações são muito profundas e apresenta pressões diferenciais


elevadas e também são previsto estimulações antecipadas.
 Quando é previsto ou necessário elevar ou tirar a coluna de tubos sem
desassentar o Obturador.
 Quando o fundo do poço alta temperatura.
 Quando as condições de descida no poço permitir corridas rápidas, sem
obstrução.
 Quando a injeção dupla (intervalos diferentes) de produtos químicos são
aplicados.

2 – FINALIDADES:

 Utilizados para produção em completações simples e duplas.


 Como “Bridge Plug” temporário ou permanente através do uso de um Plug
Recuperável para o tamponamento.
 Em poços de gás devido às características de vedação do conjunto.
 Ocasionalmente em operações.

3 – CARACTERÍSTICAS:

 Possui sistema de travamento através de cunhas internas (posição-externa ao


mandril). A cunha superior interna tem a finalidade de manter a força de
assentamento sobre as cunhas e elementos selantes (borrachas). A cunha inferior
previne a movimentação das cunhas (C-SLIP) durante a descida do Obturador
no poço.
 Aceita como opcional, vários arranjos ou combinação de cabeça (parte superior)
para permitir a conexão com a coluna de tubos (Head Lug-style, Head-Lug style
with Scoop Guide, Head Ratch-lach).
 Aceito com opcional, vários tipos de Guia ou Sub Inferior tais como: guia cego
(plain botton sub), guia rosqueado para extensão selante (sealbore extension

102
thread) e guia rosquedo para tubo ou extensão de corte (tubing or millout
extension thread).
 Possui anel de travamento interno da cunha, que ajuda no corte e retirada do
equipamento quando necessário.
 Três elementos selantes com múltiplas durezas, atua efetivamente com alta ou
baixa temperatura e pressão.
 Sapatas anti-extrução metal-metal com 360° de contacto com o revestimento,
para previnir a extrução dos elementos selantes oferecer uma resistência extra de
vedação com altas pressões.
 Cunhas com contorno tipo “C” (C-SLIP) dão máximo contacto e travamento
uniforme ao revestimento.
 Cunhas com o revestimento externo carburizado, dão uma dureza e
profundidade controlada e uma dureza máxima através da seção dos dentes. O
centro das cunhas mantém a estrutura metálica original para facilitar o corte.

4 – OPERAÇÕES:

A) ASSENTAMENTO HIDRÁULICO:

Este procedimento não é utilizado visto que não dispormos da ferramenta de


assentamento e também pelo uso da coluna de tubos para a descida do conjunto
Obturador ferramenta que torna inviável.

B) ASSENTAMENTO A CABO:

NOTA:

Procedimento similar aos utilizados para os Obturadores Permanentes mod. “D” e “F-
1” (BAKER).

 O Adapted KIT é instalado no Obturador e esse conjunto é conectado ao


Pressure Setting Assembly.
 Esse componentes são então descidos até a profundidade de assentamento pelo
cabo condutor da Cia. de serviços.
 Uma pequena corrente elétrica é enviada através do cabo condutor para a
ingnição do “POWER CHARGER”, o qual gradualmente constrói uma pressão
de gás que é transmitida como uma força de assentamento controlada ao
Obturador.
 O movimento das partes criada por essa pressão de gás cisalha o parafuso ponto
fraco, precisamente quando a força de assentamento e de esbojamento das
borrachas esta sendo aplicada ao Obturador. Cisalhando o “ponto fraco” libera-
se também o equipamento de assentamento do Obturador.
 A pressão gerada cria um movimento da camisa ou cabeça superior para baixo e
comprime todo o conjunto externo até o guia. Este movimento expande os
elementos de vedação e as cunhas contra o revestimento.

5 – ESPECIFICAÇÃO:

É especificada pelo tamanho nominal que é função do diâmetro e peso do revestimento.

103
A especificação no caso de fabricação Halliburton/OTIS é o correspondente ao diâmetro
nominal do revestimento em polegadas, acrescido do ranger em lb/pé, mais o diâmetro
interno selante do Obturador em polegadas e décimos de polegadas.

Ex.: Obturador Mod. BWD.

Tam. 7 pol. (23 – 38 lb/pé) x 3.250 pol.

104
SISTEMA DE OBTURADORES PERMANENTES
EXTENSÃO SELANTE (SEAL BORE EXTENSION)
N.P. 499-40

EXTENSÃO DE CORTE (MILLOUT EXTENSION)


N.P. 499-41

Obturadores permanentes (BAKER) são geralmente disponíveis para conectar extensões


abaixo; os quais são identificados com o acréscimo da letra “B” no modelo. Exemplo:
“DB”, “FB-1”

EXTENSÃO SELANTE

1 – FINALIDADES:

 Conectado na extremidade com rosca do guia tipo “B”, do Obturador


permanente, para prover um aumento na área selante interna e acomodar uma
Unidade Selante (localizador selante) longa e permitir a movimentação da
coluna.

2 – CARACTERÍSTICAS:

 Possui o diâmetro interno (D.I.) selante igual ao Obturador permanente para o


mesmo tamanho nominal.
(Ex.: Obturador tam. 84-32; extensão selante, tam. 80-32).
 Extremidades com roscas pino x pino, não API, e características similares a
rosca ACME, possuindo também uma área polida selante, antes da rosca.
 Comprimento disponíveis: 10, 20 e 30 pés. Quando utilizar a 10 pés e necessitar
de um comprimento maior, conectar as extensões com luvas concêntricas.

3 – OPERAÇÕES:

 Conectar na extremidade do guia tipo “B”, do Obturador e permitir a aplicação


de um localizador com unidades selantes longas.
 Obturador com BORES contínuos, isto é com Extensão Selante, poderão ser
cortados e recuperados com a ferramenta de corte modelo “CK”.
 Quando se deseja instalar uma cauda abaixo da Extensão Selante ou outros
acessórios, usar um sub redução com conexão caixa (para o pino de extensão) x
pino.

4 - DEFEITOS MAIS COMUNS:

 Corosão e riscos na área polida interna.


 Extremidades polidas externa e roscas estragadas.

5 – ESPECIFICAÇÃO:

 É especificado pelo diâmetro interno selante em polegadas e décimos da,


polegada, características das extremidades e comprimento em pés.

105
EXTENSÃO DE CORTE

1 – FINALIDADES:

 Para Obturadores Permanentes que eventualmente são cortados e recuperados


com a ferramenta de corte modelo “CJ”.
 A extensão de corte é usada para prover o comprimento e diâmetro interno
necessário para acomodar o mandril e camisa agarradora de ferramenta standard
BAKER MOD. “CJ”.

2 – CARACTERÍSTICAS:

 Possui um diâmetro interno (D.I.) maior que o do Obturador Permanente,


para o mesmo tamanho nominal.
(Exemplo: Obturador tam. 85-40; extensão de corte tam. 80-40).
 Extremidades com roscas pinos x pinos tipo API (Ex.: 5” D.E. CSG pino x
pino).
 A superfície interna não é polida.

3 – OPERAÇÕES:

 Conectar na extremidade do guia tipo “B”, do Obturador e permitir as operações


de corte e recuperação do Obturador.
 Quando se deseja aplicar uma extensão selante espaçada do BORE do
Obturador, instalar a extensão de corte como elemento espaçador.

4 – DEFEITOS MAIS COMUNS:

 Roscas estragadas (Corrosão) ou batidas.

5 – ESPECIFICAÇÃO:

 É especificado pelo diâmetro interno (não selante), e externo em polegadas,


comprimento em pés e as extremidades (tipo de rosca).

106
SPECIFICATION GUIDE
MODEL “CK” PACKER MILLING TOOL (Dwg. 751-577-1, -2, -3, -4)

Cassing Packer Packer Milling Tool


T&C Tool Shoe Shoe O.D. Shoe
Wt. (L) Model Size Size Size
O.D. Max. Min. Max. Min.
4 - 1/2 11. 6 – 16.6 F-1 20 – 23 20 - 23 22 3. 618 3. 603 2. 968 2. 937
4 – 1/2 3. 718 3. 703
10. 5 – 13.5 DB 23 – 26 20 – 26 23 (3. 750) (3. 718) 3. 250 3. 125
4 – 1/2 9. 5 – 11.6 F-1 24 - 23 20 - 23 24 3. 859 3. 828 2. 968 2. 937
5 21 D 32 – 25 30 - 25 32 4. 046 4. 030 3. 187 3. 125
D 32 - 25 30 - 25 4. 140 4. 109
5 15 - 18 DB 32 - 26 30 - 26 32 (4. 046) (4. 030) 3. 187 3. 125
DB 34 - 26 30 - 26
5 11. 5 - 13 D 34 - 25 30 - 25 34 4. 250 4. 234 3. 187 3. 125
5 – 1/2 23 - 26 D 34 - 25 30 - 25 34 4. 250 4. 234 3. 187 3. 125
5 – 1/2 20 - 23 D 42 - 26 40 - 26 42 4. 515 4. 484 3. 500 3. 437
5 – 1/2 20 - 23 F-1 43 - 30 40 - 30 43 4. 516 4. 484 3. 687 3. 625
5 – 1/2 13 - 17 D 44 - 26 40 - 26 44 4. 765 4. 734 3. 500 3. 437
5 – 1/2 14 - 17 F-1 45 - 30 40 - 30 45 4. 765 4. 734 3. 750 3. 625
5 – 1/2 13 - 14 D 44 - 26 40 - 26 46 4. 890 4. 859 3. 500 3. 437
5 – 1/2 13 - 14 F-1 47 - 30 40 - 30 47 4. 890 4. 859 3. 750 3. 625
7 32 - 38 D 82 - 32 80 - 32 82 5. 765 5. 734 4. 500 4.250
6 – 5/8 20 - 24 F-1 83 - 40 80 - 40 83 5. 765 5. 734 4. 875 4. 812
7 32 - 38 F-1 83 - 40 80 - 40 83 5. 765 5. 734 4. 875 4. 812
6 – 5/8 17 - 20 D 84 - 32 80 - 32 82 5. 765 5. 734 4. 500 4. 250
6 – 5/8 17 F-1 85 - 40 80 - 40 85 6. 000 5. 948 4. 906 4. 812
7 23 - 32 D 84 - 32 80 - 32 84 5. 968 5. 937 4. 500 4. 250
7 23 D 84 - 32 80 - 32 86 6. 203 6. 171 4. 500 4. 250
7 26 - 29 F-1 85 - 40 80 - 40 85 6. 000 5. 948 4. 906 4. 812
7 20 - 23 F-1 87 - 40 80 - 40 87 6. 203 6. 171 4. 906 4. 812
7 – 5/8 33. 7 - 39 D 88 - 32 80 - 32 88 6. 300 6. 281 4. 500 4.250
7 17 - 20 D 88 - 32 80 - 32 88 6. 300 6. 281 4. 500 4. 250
7 – 5/8 33. 7 - 39 F-1 89 - 44 80 - 44 89 6. 390 6. 359 5. 437 5. 375
7 – 5/8 24 – 33.7 F-1 91 - 44 80 - 44 91 6. 640 6. 609 5. 437 5. 375
6. 640 6. 609
7 – 5/8 24 - 39 D 92 - 32 80 - 32 92 6. 300 6. 281 4. 500 4. 250

107
ACESSÓRIOS PARA OBTURADOR PERMANENTE

COMPLETAÇÃO COM OBTURADORES PERMANENTES

UNIDADE SELANTE

 PONTO DE SEPARAÇÃO:

É o ponto de separação entre a coluna de produção, acima do Obturador


permanente, através de unidade selante.

 A ligação e vedação da coluna de produção ao Obturador permanente é efetuado


através do sistema de unidade selante, com selo tipo estanque.

1 – TIPO DE UNIDADE SELANTE:

1.1. UNIDADE SELANTE COM TRAVA (SNAP-LATCH SEAL ASSEMBLY MOD.


“E”)

1.1.1. DESCRIÇÃO

È um equipamento composto de um mandril, um sub superior com a conexão caixa tipo


API NU, uma garra de travamento conectado ao sub superior, espaçadores com sistema
de vedação tipo gaxetas em “V”, ou selos moldadores e um guia de reentrada.

1.1.2. FINALIDADE

Encaixada no Obturador permanente mod. “D” ou “F-1”, trava a coluna de produção e


consequentemente a vedação no BORE do OBTURADOR, não permitindo e
comunicação anular-coluna.

1.1.3. INSTALAÇÃO

Por simples peso na coluna.

1.1.4. LIBERAÇÃO

Tração de aproximadamente 10000 lbs (TRAÇÃO EFETIVA NO EQUIPAMENTO).

1.1.5. ESPECIFICAÇÃO

Consideramos a especificação “BAKER”, que consiste de 4 dígitos, por exemplo – 80 –


26; 80 – 32; os dois primeiros indicando a sua compatibilidade com o Obturador
permanente e os dois últimos indicando o diâmetro externo em décimos de polegada.

1.2 LOCALIZADOR SELANTE (LOCATOR SEAL ASSEMBLY MOD. “G”)

1.2.1 DESCRIÇÃO

108
É um equipamento composto de um sub superior com conexão caixa tipo API EU ou
NU e batente (localizador) integral, espaçadores com sistema de vedação tipo gaxetas
em “V” ou selos moldados e sub inferior tipo meia pata de mula ou conexão pino.

1.2.2. FINALIDADE

As mesmas da unidade selante com trava (SNAP-LATCH), porém não possui


travamento mecânico ao Obturador, apenas o atrito produzido pelo sistema de vedação
com o mandril do Obturador.

1.2.3. INSTALAÇÃO

Por simples peso na coluna.

1.2.4. LIBERAÇÃO

Simples tração na coluna.

1.2.5. ESPECIFICAÇÃO

Conforme ITEM 1.1.5.

1.3. UNIDADE SELANTE COM ÂNCORA (ANCHOR SEAL ASSEMBLY MOD. “E”).

1.3.1. DESCRIÇÃO

É um equipamento composto de um sub superior com conexão caixa tipo API EU, uma
garra com movimento livre orientada por aletas e um pequeno curso no sentido
longitudinal, espaçadores com sistema de vedação tipo gaxetas em “V” ou selos
moldados em um sub inferior, podendo ser com conexão pino tipo API NU, ou guia de
reentrada.

1.3.2. FINALIDADE

As mesmas da unidade selante com trava (SNAP-LATCH). ITEM – 1.1.2.


A liberação da âncora selante do Obturador mecânico é feito girando a coluna para a
direita (14 voltas) com uma pequena tração efetiva no equipamento de +/- 1000 lbs.

1.3.3. INTALAÇÃO

Por simples peso na coluna.

1.3.4. LIBERAÇÃO

Pequena tração (OVERPULL) e rotação à direita (14 voltas) na coluna.


1.3.5. ESPECIFICAÇÃO

Ver ITEM.- 1.1.5.

109
DIFERENÇA ENTRE ÂNCORA E TRAVA

A diferença funcional é que a âncora (ANCHOR), uma vez conectada, só permite a


liberação por rotação a direita (rosca esquerda) e a trava (SNAP-LATCH) permite a
liberação por tração (aproximadamente 10000 lbs). Existem três diferenças mecânicas
para a identificação visual:

DIFERENÇA TRAVA ÂNCORA


1. Inclinação dos dentes da Só tem uma inclinação, a
cunha tipo cremalheira Tem inclinação em dois outra é horizontal, para
(RATCH). sentidos. permitir encaixe por
colocação de peso.
2. Movimentação longitudial É solidário à unidade selante (é Tem um pequeno curso
relativa. enroscado ao sub superior). com movimento livre, no
sentido longitudinal.
3. Diversos Existência de aletas anti-
rotação.

110
ACESSÓRIOS PARA OBTURADOR PERMANENTE
COMPLETAÇÃO COM OBTURADORES PERMANENTES
HALLIBURTON / OTIS

1 – INTRODUÇÃO

Os conjuntos selantes para Obturadores Permanentes Halliburton / OTIS são designados


para ser usados com um selo entre a coluna de tubo e o Obturador. Os conjuntos
selantes J. Slot e Straight Slot (rebaixo ou canaleta com perfil tipo “J” e “RETO”
respectivamente) consistem de três (3) partes componentes: (1) corpo localizador com J.
Slot ou straight; (2) unidades de selos moldados ou premium e (3) guia meia sapata
(pata). O conjunto selante RATCH – LATCH (trava tipo caltraca) consiste de um corpo
com RATCH – LATCH e selos moldados ou premium. Para os Obturadores de série
“PERMA-TRIEVE” é requerido uma extensão entre a unidade de selos e guia com meia
sapata.
As unidades de selos “Moldados” e “Premium” prover versatilidade para ligação ou
conexão no campo. Os tipos de selos são geometricamente precisos e aumentam a
eficiência utilizando pressão e temperatura para prover uma maior vedação positiva.

2 – CARACTERÍSTICAS DOS TIPOS PRINCIPAIS

 Áspero, robusto em ruptura, colapso e fornece mais força a coluna de tubos.


 Os elementos de selo podem ser facialmente conectados no campo.
 Os corpos localizadores com STRAIGHT SLOT (Perfil reto) e J. SLOT (perfil
em “J”) são intercambiáveis para qualquer aplicação.
 Componentes expostos a fluido corrosivo podem ser fabricados com liga padrão
e revestimento protetor, ou com liga resistente a corrosão, ou com revestimento
extra de proteção.
 Pode ser extendido no comprimento para permitir ao tubo, tração e alongação;
por um simples adicionamento de unidades de selos e/ou extensão.
 Vasta seleção de tamanhos;

3 – APLICAÇÃO E OPERAÇÃO

A – O conjunto selante com “J-SLOT” é designado para ancorar a coluna de tubos e


posicioná-la sob tensão ou reduzir a movimentação para cima devido à contração. “J.
SLOT” permite o travamento automático pelo “SLACKING OFF” (compressão) de
tubo. Esse engate do “J. SLOT” é no sub superior ou cabeça “ESTILO LUG” do
Obturador. Esse sistema é liberado quando abaixamos a coluna de tubos e giramos
aproximadamente 1/3 de volta para a direita efetivo no equipamento, posteriormente
puxar e elevar o tubo.

B – O conjunto selante com “STRAIGHT-SLOT” é designado para localizar no sub


superior ou cabeça “ESTILO LUG” do Obturador. Esse sistema não trava a coluna ao
Obturador, somente localiza. É necessário manter coluna sob compressão. Para deixar a
coluna livre, o conjunto de selos deve ser espaçado através do Obturador e do Bore
Selante; com o localizador acima do Obturador para permitir o alongamento do tubo.
Para liberar o conjunto selante do Obturador é necessário somente puxar e elevar o tubo.

111
C - O conjunto selante com “RATCH-LATCH” não requer rotação da coluna de tubos
para a instalação do Obturador. È um sistema de trava positivo que permite a
movimentação mínima dos selos durante a vida produtora do poço. Esse sistema
permite verificar a integridade de LATCH (trava) e conexão do Obturador, através da
tensão na coluna de tubos. A liberação se completa com uma pequena tração e rotação
para a direita na coluna. O conjunto selante deverá, ou não, ser tracionado durante a
operação.

112
ACESSÓRIOS PARA OBTURADOR PERMANENTE

PACKER PLUG MOD. “DR”- N.P. -665-01


LATCHING PACKER PLUG MOD. “D-1”- N.P. – 665 – 11

Os Packer´s plug´s são utilizados para converter OBTURADOR PERMANENTE de


produção em BRIDGE PLUG TEMPORÁRIO ou PERMANENTE para permitir a
execulção de operações de pressurização acima do Obturador, sem afetar as zonas
inferiores.

1 – PACKER PLUG – “DR”:

Este modelo de Packer Plug permite operações de pressurização acima do um Obturador


permanente sem afetar as zonas inferiores. Utilizado somente onde moderadas pressões
diferenciais são esperadas.

1.1. PROCEDIMENTO DE DESCIDA E ASSENTAMENTO

 Descido solidário a coluna de tubos com ferramentas de squeeze recuperável ou


com W. LINE.
 Descer ferramenta no poço bem devagar; tomar cuidado ou penetrar no BORE
DO OBTURADOR.
 Colocar peso para assentar ferramenta no Obturador.
 Pressurizar o anular para testar o encaixe e vedação do PACKER PLUG AO
OBTURADOR.
 Colocar peso na coluna, no mínimo 6000 lbs, para cisalhar os parafusos.
 Elevar coluna para liberar niple cisalhador e efetuar operação acima do
Obturador.

1.2. PROCEDIMENTO DE RECUPERAÇÃO

 Normalmente é retirado com um “OVERSHOT” convencional.


 Descer “OVERSHOT” adequado, com coluna de tubos e equipado com garra
para 3. 688” (3.11/16”), diâmetro externo da luva do Packer Plug, para o tam.
80-32 (opção para garra 3.5/8”).

NOTA: Se desejar, esse tipo de Packer Plug poderá ser cortado juntamente com o
Obturador Permanente.

2 – LATCHING PACKER PLUG MOD. “D-1”

Esse modelo de Packer Plug é descido na extremidade da ferramenta de squeeze


recuperável, tal com um FULL-BORE RETRIEVABLE CEMENTER, para
converter um OBTURADOR PERMANENTE em um BRIDGE PLUG
TEMPORÁRIO. Contém um equalizador de pressão para facilitar sua retirada.

2.1. PROCEDIMENTO DE DESCIDA E ASSENTAMENTO

 Montar ferramenta de lavagem mod. “H” no Packer Plug obseravando as


posições do PINO no J. SLOT e da sapata no GROOVE para parafusos.

113
 Descer a ferramenta no poço bem devagar; tomar cuidado ao penetrar no BORE
DO OBTURADOR.
 Colocar peso para assentar ferramenta e cisalhar parafusos que trava ferramenta
de descida ao Packer Plug (+/- 3000 lbs/parafuso); automaticamente será
assentado o Packer Plug.
 Retirar coluna com ferramenta de descida e laavagem mod. “H”.

PROCEDIMENTO DE RECUPERAÇÃO

 Descer ferramenta mod. “H” e localizar cabeça de recuperação.


 Tracionar até 4000 lbs; caso a ferramenta não destrave, elevar a tração até 5000
lbs e aguardar equalização das pressões, a ferramenta deverá destravar
automaticamente.
 Caso a ferramenta não destrave puxar até 33000 lbs para cisalhar parafuso da
cabeça de controle.
 Recuperar cabeça de controle e descer “OVERSHOT” com garra de 3.5/8” visto
que o diâmetro do peixe será de 3.688” D.E. (3.11/16” D.E.), diâmetro externo
da camisa de controle, do Packer Plug, mod. “D-1. tam. 80-32.

114
Model “D” Packer Plugs Prod. Nos. 665-01, 665-03
SELECTION GUIDE

Packer Packer Plug Size


Lacator Latching
Model Series Prod. 665-01 Prod. 665-03
20 - 19
D 30 - 19 20 - 19 20 - 19
40 - 19
F-1 20 – 23 20 – 23 20 – 23
D.N 30 – 25 20 – 25 20 - 25
D 30 - 25 20DA25 20DA25
DA 20DA25
20FA30
FA-1 30FA30 20FA30 20FA30
D 40 - 24 40 - 24 40 - 24
D.N.S-2 40 - 26 40 - 26 40 - 26
D.N.F-1 40 - 30 60 - 30 60 - 30
60 - 30

D.N. 80 - 26
80 – 26 (8) 80 – 26 (8)

90 - 26

80 - 32
90 - 32
D.N.S-2 190 - 32
214 - 32 80 - 32 80 - 32
220 - 32
230 – 32
240 - 32
80 – 40
F–1 90 - 40 80 - 40 80 - 40
80DA40
DA 90DA40 80DA40 80DA40
FA - 1 80FA47
DA 120DA47 80FA47 80FA47
D.N 120 - 38 120 - 38 120 - 38
D 190 - 40 80 - 40 80 - 40
190 - 47
D.N 214 - 47 190 - 47 212 – 47
220 - 47 190 - 47
230 - 47
240 - 47
F-1 190 - 60 190 - 60 190 - 60

115
OBTURADOR (PACKER) RECUPERÁVEL SÉRIE HECD

PACK – OFF CAMCO

Obturador série HECD completações com “BCS”

1 – INTRODUÇÃO

Os Obturadores (PACKER´s) “CAMCO” série HECD passagem dupla são


recuperáveis, assentamento hidráulico, liberação por tração. São projetados
principalmente para aplicações com Bomba Elétrica Submersa, com pressões
diferenciais de 1000 psi acima e 2500 psi abaixo do Obturador. A limitação de pressão
acima é baseado na força transmitida pelo fluido de completação ao revestimento sem
suporte (não cimentado). São construídos com 4 cunhas simples suportadas por 2 cones
em posição opostas.

Os conjuntos de cunhas e elementos de vedação são instalados independentes e presos


mecanicamente na posição por dois (2) pistões com mecanismo de fechamento. O
conjunto de cunhas é instalado primeiro e independente do elemento selante.

O conjunto de elementos selantes pode suportar temperatura de 275°. Anéis metálicos


são colocados nas extremidade do elemento selante para proteger juntamente da pressão
e temperatura de extrusão. As cunhas são intruduzidas sobre os cones para a expansão e
retração mecânica positiva e são colocadas abaixo dos selos para evitar decantação de
detritos livres, facilitando sua retração.

2 - APLICAÇÃO

 Isolar o fluxo de fluido para cima anular coluna e revestimento para reter o gás
em uma completação com Bomba Elétrica Submersa.
 Permitir a produção de gás e/ou óleo pelo anular, através da válvula PGV
(CAMCO).

4 – OPERAÇÕES

ASSENTAMENTO

 O Obturador CAMCO série HECD é de assentamento hidráulico.


 Instalar um NIPLE DE ASSENTAMENTO, STANDING VALVE ou outro
dispositivo, abaixo do Obturador, para prover um barreira temporária para
estabelecer uma pressão diferencial no Obturador.
 Instalar um tubo acima do Obturador.

NOTA: Anotar e adequar à quantidade de pinos e parafusos de cisalhamento conforme


as condições do poço. O range para a liberação varia de 20.000 a 100.000 lbs.

 Descer a coluna e posicionar o Obturador na profundidade desejada.


 Ancorar coluna de produção.
 Remover BOP e instalar Árvore de Natal e Lubrificador de WIRE LINE.

116
 Descer, através de WIRE LINE, a STANDING VALVE OU BLANKING
PLUG e instalar no niple de assentamento abaixo do Obturador.

OBS:. A STANDING VALVE PODERÁ SER DESCIDA, NA COLUNA DE


PRODUÇÃO, JÁ INSTALADA NO NIPLE.

 Pressurizar a coluna com 3.500 psi diferencial para assentar o Obturador.


 Testar a ancoragem e a vedação. A pressão no anular não deverá exceder a 300
psi, ou adequá-la conforme a resistência do cabo elétrico.

NOTA: A STANDING VALVE permitir a passagem de pressão acima da válvula. Não


é necessário removê-la após os testes. Outros dispositivos, utilizados como barreira
temporária, deverão ser retiradas antes da produção.

DESASSENTAMENTO

 A força de tensão aplicada na coluna de produção é necessária para a liberação


do Obturador.
 A força na superfície exigida para liberar é o peso livre da coluna, mais a força
gerada pelo arraste vertical da coluna no revestimento do poço (BORE DO
POÇO), mais a força impedida do pino de cisalhamento que pode variar em cada
instalação.
 Limites de tensão no mandril primário:
 70.400 lbs = para serviços brandos (standard)
 61.600 lbs = para serviços severos (H2S E CO2).
 Depois que os pinos de cisalhamento forem cisalhados, continuar puxando para
liberar o Obturador.
 Uma vez que o Obturador está livre (desassentado), poderá ser movido para
cima ou para baixo.
 O Obturador poderá ser reutilizado após restauração em oficinas especializada.

4 – DEFEITOS MAIS COMUNS:

 Vazamento pelos o´rings (anel “O”).


 Desgastes nas cunhas, borracha e roscas.
 Cisalhamento do mandril primário na parte superior e inferior.

5 – ESPECIFICAÇÃO:

É especificado por tamanho nominal que é uma relação com o diâmetro e o peso do
revestimento.
Exemplo: Obturador MOD. HECD, tam. 7” – peso: 23 a 26 lbs/pé (Rer. 7”).
Obturador MOD. HECD, tam. 9.5/8” – peso: 36 a 47 lbs/pé (Rer. 9.5/8”).

117
VÁLVULA “PGV” CAMCO

COMPONENTES DO OBTURADOR (PACKER/PACK-OFF) RECUPERÁVEL SÉRIE HECD


NAS COMPLETAÇÕES COM “BCS”

1 - INTRODUÇÃO

A válvula é hidraulicamente controlada da superfície através de uma linha (tubo de aço


linox de ¼”) de controle externo a coluna de produção. A linha da válvula “PGV” até a
superfície. Podendo ser um prolongamento da linha de controle da Válvula de
Segurança de Subsuperfície, ou independente.

As válvulas “PGV” são normalmente fechadas. Uma mola força o pistão e o tubo de
fluxo para cima, permitindo o FLAPPER fechar e assentar.

2 – APLICAÇÃO

 Completação de poços com “BCS” e Obturador Pack-off Recuperável para:

 Permitir a passagem de gás do anular para a superfície e refrigerar o


cabo elétrico.
 Possibilitar a produção de óleo e gás pelo anular, através de um sistema
controlado.

3 – OPERAÇÕES:

A pressão hidráulica aplicada da superfície na linha de controle, o pistão e o tubo de


fluxo são impulsionados para baixo, abrindo o “FLAPPER”. A pressão hidráulica deve
ser suficiente para superar a compressão da mola e a força gerada pela pressão da
produção agindo acima da área da FLAPPER. A perda de pressão do fluido hidráulico
na linha de controle permite a mola fechar a válvula.

VÁLVULA DE VENTILAÇÃO DO GÁS CONTROLADA DA SUPERFÍCIE - PGV

DADOS DA OPERAÇÃO:

Pressão de trabalho : 2.500 psig.


Pressão de teste : 2.500 psig.
Range de temperatura : 20 a 300 °F.
Pressão de abertura : 1.550 psig +/- 20%
Pressão de fechamento : 780 psig. +/- 20%
(Partindo de 0 psi)

DIMENSÕES:

Diâmetro externo: 1,781 pol


Comprimento: 22,875 pol
Passeio de tubos de fluxo: 1,500 pol
Área da câmara hidráulica 0,049 pol2

118
RECOMENDAÇÕES:

Cálculos e procedimentos usados para determinar profundidades de assentamento


máxima seguro do PGV.

FS = .15 FC; FSSD FC – FS


MHFC

ONDE:

FSSD = Profundidade de assentamento seguro da válvula em pés.


FC = Pressão mínima de fechamento em lbs/pol2 (psi).
FS = Fator de segurança em lbs/pol2 (psi). O fator de segurança nunca deve
ser menor que o mínimo de 75 psi.
MHFG = O gradiente máximo do fluido hidráulico em lbs/pol2/pé (psi/pé).

119
OBTURADOR (PACKER) RECUPERÁVEL MOD. “D”

COM PASSEM PARA CABO ELÉTRICO


PACK-OFF MOD. “D” BAKER
PRODUTO N° 781-58
COMPLETAÇÃO COM “BCS”

1 - INTRODUÇÃO

O Obturador (PACK-OFF Tubing Hanger) modelo “D” com passagem para cabo
elétrico possui as características de um Obturador de produção recuperável com
característica especial designada para facilitar o uso da Bomba Elétrica Submersa. Essa
característica adicional permite a passagem do fluido do anular abaixo do Obturador
para a superfície, recirculação do fluido bombeado quando a Válvula de Segurança de
Subsuperfície é fechada, para evitar o fechamento, parada (DEAD HEADING) na
Bomba Elétrica Submersa, e um porte de injeção opcional que permite a injeção de
fluido (inibidor, etc) da superfície, através de suspensor de coluna para a Bomba
Elétrica Submersa.
Uma variedade de sistema de cabo elétrico passantes e sustetáveis são disponíveis,
algumas delas eliminam o uso de uma emenda ou junção vertical.

2 – CARACTERÍSTICAS

 Não possui movimento relativo entre a coluna e cabo elétrico. Elimina a força
no cabo.
 Disponível com, ou sem a característica de recirculação.
 Acomoda todos os cabos dos tipos empacotado ou passante e sustentável.
 Pressão de assentamento é a pressão da coluna ou linha de controle.
 Liberação pela tensão na coluna e cisalhamento dos parafusos.
 Permite o amortecimento de emergência pelo anular.
 Inclui elemento de vedação.

3 - APLICAÇÃO

 Atuar como componente da primeira barreira de segurança e isolar o fluxo de


fluido para cima do Obturador no, anular coluna x Revestimento e reter o gás em
uma completação com Bomba Elétrica Submersa.
 Permitir a produção de gás e ou óleo pelo anular, através da válvula de
ventilação “AGV” (BAKER).

120
4 – OPERAÇÕES:

INSTALAÇÃO:

 O Obturador tem quatro entradas com rosca, na parte superior:


1. Enrosca-se o tubo de produção ou tubo curto de 2.7/8” EU/NU.
2. Enrosca-se a válvula de ventilação “AGV” (rosca 1.25” STUB ACME).
3. Enrosca-se um plug ou outra válvula de ventilação AGV (rosca 1.25” STUB
ACME).Com válvula, permite a injeção de inibidores.
4. Enrosca-se o conjunto Niples, Reduções e cabo chato.

ASSENTAMENTO:

 O Obturador (PACK-OFF MOD “D”) é de assentamento hidráulico.


 Instalar um NIPLE DE ASSENTAMENTO, STANDING VALVE ou outro
dispositivo, abaixo do Obturador para prover uma barreira temporária para
estabelecer uma pressão diferencial no Obturador.
 Instalar um tubo no Obturador.

NOTA: Anotar e adequar à quantidade de pinos e parafusos de cisalhamento conforme


as condições do poço. O ranger para liberação varia de 20.000 a 50.000 lbs.

 Descer a coluna e posicionar o Obturador à profundidade desejada.


 Ancorar coluna de produção.
 Remover BOP e instalar Árvore de Natal e Lubrificador de WIRE LINE.
 Descer, através de WIRE LINE, a STANDING VALVE OU BLANKING
PLUG e instalar no niple de assentamento abaixo do Obturador.

OBS:. A STANDING VALVE PODERÁ SER DESCIDA, NA COLUNA DE


PRODUÇÃO, JÁ INSTALADA NO NIPLE.

 Pressurizar a coluna com 3.000 psi (mínimo) ou 5.000 psi (máximo) para
assentar o Obturador.
 Testar a ancoragem e a vedação. A pressão no anular não deverá exercer a 300
psi, ou adequá-la conforme a resistência do cabo elétrico.

NOTA: A STANDING VALVE permite a passagem de pressão acima da válvula. Não


é necessário removê-la após os testes. Outros dispositivos, utilizados como barreira
temporária, deverão ser retirados antes da produção.

DESASSENTAMENTO

 A força de tensão aplicada na coluna de produção é necessária para a liberação


do Obturador.
 A força na superfície exigida para liberar é o peso livre da coluna, mais a força
gerada pelo arraste vertical da coluna no revestimento do poço (BORE DO
POÇO), mais a força impedida do pino de cisalhamento que pode variar em cada
instalação.

121
 Depois que os pinos de cisalhamento forem cisalhados, continuar puxando para
liberar o Obturador.
 Uma vez que o Obturador está livre (desassentado), poderá ser movido para
cima ou para baixo.
 O Obturador poderá ser reutilizado após a sua restauração em oficina
especializada.

4 – DEFEITOS MAIS COMUNS:

 Vazamentos pelos o´rings (anel “O”).


 Desgastes nas cunhas, borrachas e roscas.

NOTA: O funcionamento normal do conjunto Obturador (PACK-OFF MOD. “D”) e


Bomba Elétrica Submersa é como a válvula “AGV” aberta e o Obturador assentado.
O cabo elétrico utilizado é o tipo chato, fazendo-se uma emenda acima e outra abaixo
do Obturador.

5 – ESPECIFICAÇÃO:

É especificado pelo tamanho nominal. Representado por um número adimensional que


correlaciona o diâmetro interno do revestimento, função do peso em lbs/pé, no qual o
Obturador será descido e assentado, com o maior diâmetro externo que o Obturador
pode apresentar e mais os diâmetros de passagem primário e secundário.

Exemplo.: OBTURADOR (PACK-OFF TUBING HANGER) MOD. “D”, TAM. 47 x


2.7/8” x 1.900” (Rev. 7”,: 23 a 26 lbs/pé).

122
OBTURADOR (PACKER) HIDRÁULIO RCUPERÁVEL
MOD. “RDH” – HALLIBURTON/OTIS

1 – INTRODUÇÃO

O Obturador (PACKER) Halliburton modelo “RDH” é um Obturador para completação


dupla, recuperável, de assentamento hidráulico e sistema de dupla ancoragem. O
assentamento é feito através da pressurização da coluna curta ou longa (pode-se optar) e
após assentado é travado mecanicamente nesta posição por mola e cunhas internas
(posição de mola e cunhas, externa ao mandril secundário).

O sistema de dupla ancoragem através de cunhas ancora do Obturador no revestimento,


impedindo seu deslocamento para baixo e o hold-down hidráulico com pistões, impede
o deslocamento para cima. Os pistões são acionados pela pressão abaixo do Obturador,
via tubo de comunicação, após o acionamento dos elementos de vedação e isolamento
do anular. Portanto, as extremidades do Obturador estarem ou não tamponadas não
influi sobre o sistema. Nas cunhas e pistão são usados mordentes com revestimento de
metal duro (carboreto de tungstênio), garantindo excelentes condições de resistência ao
desgaste e penetração ao revestimento.
Os elementos de vedação são fabricados com compostos de borracha desenvolvidos
com processos de moldação especiais. Apresentam características de anti-extrusão e
auto-retração que permitem resistir a altas pressões diferencias sem o uso de
dispositivos anti-extrusão que poderiam dificultar a recuperação do Obturador.

2 – FINALIDADES:

Utilizados para produção: Como seu mecanismo de assentamento não depende de peso
contra o Obturador inferior, ele pode ser usado em vários casos como:

 Obturador superior em completação dupla com 2 ou 3 Obturadores, onde o do


centro é um Obturador mecânico hidráulico e o inferior um Obturador
Permanente (Retainer Production Packer).
 Atuar como componente de primeira barreira de segurança e isolar o fluxo de
fluido para cima do Obturador no anular coluna X revestimento e reter o gás em
uma completação com Bomba Elétrica Submersa.
 Permitir a produção de gás e ou óleo pelo anular, através da válvula de
ventilação.
 Permitir a injeção de inibidores ou gás pelo anular.

123
3 – CARACTERÍSTICAS:

 Acionamento hidráulico.
 Assenta por diferencial de pressão entre coluna e o anular, em frente ao
Obturador.
 Pressão de assentamento é a pressão da coluna (primária ou secondária).
 Liberação pela tensão na coluna longa e cisalhamento dos parafusos.
 Permitir o amortecimento de emergência pelo anular.
 Certas configurações da cabeça (Parte Superior do Obturador) permitem descida
simultânea das colunas longa (primária) e curta (secundária).
 Possui movimento relativo entre os mandris primários e secundários.

Apresenta duas (2) versões.

a) Obturador para completação dupla (versão original).

b) Obturador para completação simples com BCS (Substituir a Luva Selante Superior
ao mandril secundário, por um Sub Superior com a conexão para válvula de ventilação e
passagem para o cabo elétrico).

 É um Obturador Recuperável, mas o seu reassentamento não é possível, como


nos Obturadores mecânicos. É necessário efetuar manutenção em oficina
especializada.

a) Assentamento:

a.1) COMPLETAÇÃO DUPLA COM DOIS (2) OU MAIS OBTURADORES, PARA PRODUÇÃO POR SURGÊNCIA:
Descer o Obturador com a coluna longa de tubos, com o necessário comprimento de
cauda ou em ambas as colunas, abaixo dos respectivos Obturadores.

Uma dessas caudas, geralmente a da coluna longa (coluna primária), deve ter um
Sistema Selante (localizador ou Trava Selante), na sua extremidade para promover a
ligação e a vedação no Bore do Obturador Permanente (Mod. ‘D’, ‘DB’, ‘F-1, ‘BWD’),
ou de um Obturador Recuperável cuja operação de assentamento seja compatível com a
operação do modelo ‘RDH’.

Depois que a cauda com o sistema selante estiver posicionada no Obturador Permanente
ou o Obturador Inferior (do tipo Recuperável) estiver assentado, fazer balanceio da
coluna longa e ancorá-la na superfície. Descer a coluna curta (coluna secundária) com
Trava Selante (Snap Latch Seal Niple) até encaixá-la no Bore do Receptáculo do
modelo ‘RDH’.

Tracionar a coluna para verificar se há resistência, o que indica que a Trava Selante está
devidamente assentada e travada. Peso de 3000 lbs a 6000 lbs é necessário para seu
acoplamento.

a.2) COMPLETAÇÃO SIMPLES PARA PRODUÇÃO PELO SISTEMA ‘BCS’:

124
Descer o Obturador e demais componentes básicos (Bomba, cabo elétrico, válvula de
ventilação, penetrador, etc), com a coluna de tubos e posicioná-lo a profundidade
desejada. Balancear coluna de tubos e ancorá-la na superfície.

Nota:

O Obturador modelo ‘RDH’ é assentado normalmente através de pressurização da


coluna longa (coluna primária), todavia pode-se optar pela pressurização da coluna curta
(coluna secundária). Para qualquer condição é necessário adequar a coluna abaixo do
Obturador com a instalação de um Sub de Pressurização ou de um Niple de
Assentamento para receber plug’s através de operações de W.L.

Importante também, para qualquer condição de pressurização da coluna, é instalar o


PLUG com a marcação ‘SET’ no orifício de cilindro que corresponde à coluna
escolhida. Esse plug comunica a pressão ao pistão de assentamento. O PLUG com a
marcação ‘BLANK’ será instalado no outro orifício do cilindro que corresponde à
coluna que não será pressurizada. Esses plug´s são componentes do Obturador.

a.3) Completação dupla com dois (2) ou mais Obturadores modelo ‘RDH’ para a
produção por surgência.

Deverá ser instalada uma Junta Telescópica na coluna secundária entre cada dois (2)
Obturadores. Cada junta deverá ter curso mínimo de fechamento de 5 polegadas para
permitir o completo assentamento do Obturador Superior (movimento para baixo do
mandril secundário).

a.4) Procedimento para Pressurização da Coluna e Assentamento do Obturador.

Escolher a coluna e adequá-la, com os componentes necessários.

A pressão diferencial aplicada à coluna tamponada abaixo do Obturador, entra pelos


orifícios do mandril secundários e atua no pistão de assentamento. Essa condição é para
o caso de pressurização da coluna curta ou secundária.

Quando a pressurização for pela coluna longa ou primária, a pressão comunicará com o
mandril secundário através do Plug Set’ e conseqüentemente atuando no pistão de
assentamento, que por sua vez traciona o mandril secundário. Este se move para baixo,
o qual em parte puxa o Hold-down, rompendo os parafusos de cisalhamento. Esse
movimento cria a força para expandir as cunhas, ancorando o Obturador ao
revestimento. Aumentar a pressão na coluna que atuará na movimentação do Hold-
down para baixo, criando uma força adicional que possibilitará a compressão e
expansão dos elementos de vedação. Simultaneamente, cunhas internas ao conjunto
Obturador (cunhas instaladas externamente ao mandril secundário), impedem o retorno
do mandril secundário, mantendo a força de assentamento, assegurando o travamento do
Obturador na posição assentado, mesmo após a despressurização da coluna.

a.5) PRESSÃO DE ASSENTAMENTO.

A pressão diferencial para ruptura dos parafusos de cisalhamento e inicio de


assentamento é calculada da seguinte forma:

125
Exemplo:

Calcular a pressão atuante pela coluna longa ou primária, para cisalhamento dos
parafusos e iniciar o assentamento do Obturador.

P = Força de ruptura por parafuso (lb) x Quant. de parafusos


______________________________________________ psi (+ 10%)

Área do pistão de assentamento (pol2)

P = 5000 x 7 = 1.191 psi


29.38

Obs: 29.38 área do pistão referente ao Obturador tam. 51A (Ver. 9.5/8 pol).

Para garantir uma perfeita acomodação dos elementos de vedação é recomendado


aplicar uma sobrepressão de 500 psi durante 5 minutos, acima da pressão diferencial
recomendada pelo fabricante. Assim a pressão diferencial de assentamento é obtida por:
Pdf = Pdi + 500 psi para concluir a emergização dos elementos de vedação, o
acunhamento e o travamento mecânico.

Nota:

A pressão diferencial de assentamento não poderá ultrapassar a pressão de ruptura do


mandril, recomendada pelo fabricante (ver quadro de especificação).

Pressurizar em fases de forma que a faixa de pressão correspondente à ruptura dos


parafusos de cisalhamento fique totalmente contida em uma das fases. Entre cada fase
de pressurização, fazer um intervalo de 3 a 5 minutos para estabilização de pressão e
verificação de vedação da coluna.

FASES DE PRESSURIZAÇÃO RECOMENDADAS:

Obturadores TAM. 47 (REV. 7”) / Obturadores TAM. 51 (REV. 9.5/8”)

1ª .: 0 a 1000 psi – 3 minutos

2ª .: 1000 a 2000 psi – 3 minutos


(fase de ruptura dos parafusos, pressão diferencial mínima de 1200 psi para início de
assentamento, utilizando 6 ou 7 parafusos).

3ª .: 2000 a 2500 psi – 3 minutos


(fase da pressão diferencial mínima para assentamento, estabelecida pelo fabricante –
2500 psi, ou fase de ruptura dos parafusos, pressão diferencial máxima de 2400 psi para
início de assentamento utilizando 12 parafusos).

4ª .: 2500 a 3000 psi – 5 minutos


(fase final de pressurização para concluir e garantir a energização dos elementos de
vedação, o acunhamento e travamento mecânico).

a.6) Teste de Assentamento.

126
 Completação Dupla para Produção:

Com a coluna curta (secundária) conectada e travada ao Bore Secundário do Obturador,


pressurizar o anular com 500 psi (máximo) durante 5 minutos e observar a
estanqueidade. Deixar o Obturador com Slack-off (peso ou tração) o que em parte
possibilita o teste de ancoragem.

b) DESASSENTAMENTO:

b.1) Não será possível desassentar o Obturador se existir pressão diferencial, de baixo
para cima, tendendo a empurrá-lo. Neste caso os pistões do Hold-down estarão
acionados, impedindo o desassentamento. Será necessário pressurizar o anular superior,
para vencer a pressão abaixo e retrair os pistões.

b.2) È pratica recomendável fazer circulação de fluido acima do Obturador,


principalmente nas completações com “BCS”, para remoção de detritos.

b.3) Nas completações duplas, se aplicando remova a coluna curta (secundária) do


Obturador, posteriormente circule no topo do Obturador. Após a circulação, suspender a
coluna curta algumas juntas acima do Obturador e aplicar tração na coluna longa
(primária) e liberar o Obturador.

b.4) Procedimento:

Tracionar a coluna de tubos que está conectada ao mandril primário. Esse esforço ao
mandril primário, rompem-se os parafusos de cisalhamento. O mandril primário se
desloca para cima e o reabaixo nele existente, ao atingir a pinça de liberação, pemite
que esta se feche, soltando a luva de liberação. Isso permite a descida da luva de encosto
e a retração das cunhas e dos elementos de vedação, liberando o Obturador.
O valor normal para cisalhamento de cada parafuso é de 5000 lbs.

b.5) Tração de desassentamento:

A força para ruptura dos parafusos de cisalhamento e quantidade de parafusos instalados


define o valor da tração (T), efetiva no mandril primário, para desassentamento do
Obturador.

T = Força de ruptura / paraf. (lbs) x num. paraf. (+/- 10%)

5 – DEFEITOS MAIS COMUNS

 Vazamento pelos orings (anel “O”).


 Desgastes nas cunhas, borrachas e roscas.

6 – ESPECIFICAÇÃO

É especificado pelo tamanho nominal que é a relação com o diâmetro e o peso de


revestimento.

Exemplo: Obturador Mod. RDH, tam. 7” – peso: 20 a 26 lbs/ pé (Rev. 7”).


Obturador Mod. RDH, tam. 9.5/8” – peso: 40 a 48 lbs/pé (Rev. 9.5/8”).

127
LIMITAÇÕES E CARACTERÍSTICAS DOS OBTURADORES RDH TAMANHO

RDH – 47 RDH – 51

Tamanho Revestimento 7 pol 9.5/8 pol


Peso Revestimento (range) lb/pé 20-26 40-47
Diâmetro externo máximo 6.080 pol 8.44 pol
Diâmetro interno mínimo (primário) 1.920 pol 2.886 pol
Diâmetro interno mínimo (secundário) 1.920 pol 2.424 pol
Conexão superior (primária) 2.3/8 EU 3.1/2 EU
Conexão superior (secundária) 2.3/8 EU 2.7/8 EU
Conexão inferior (primária) 2.3/8 EU 3.1/2 EU
Conexão inferior (secundária) 2.3/8 EU 2.7/8 EU
Serviço STD STD
Coluna assentamento prim./séc. prim./séc.
Assentamento seletivo não não
Pressão de teste (primário) 400 psi 400 psi
Pressão de teste (secudário) 1.500 psi 1.500 psi
Área do pistão de assentamento 15.56 pol2 29.38 pol2
Pressão inicial de assentamento 1.200 psi 1.200 psi
Pressão de assentamento (mín.) 2.500 psi 2.500 pol
Pressão de assentamento (máx.) 5.000 lb 5.000 lb
Valor cisal. paraf. (assent. e liberação) 5.000 lb 5.000 lb
Valor total de paraf. (assent. e liberação) 20.000 lb 50,000 lb
Parafuso de cisalhamento (latão) 3/8”-24 UNF 3/8”-24 UNF
Pressão de colapso (prim.) 11.780 psi 5.500 psi
Pressão de colapso (sec.) 11.780 psi 6.900 psi
Pressão de ruptura (prim.) 6.740 psi 4.900 psi
Pressão de ruptura (séc.) 11.200 psi -
Resistência e tração (prim.) 98.900 lb -
Resistência e tração acima (sec.) 48.060 lb -
Resistência e tração abaixo (séc.) 88.390 lb -
Pressão máx. de teste na col. após assent. (prim./sec) 5.000 5.000 psi
Pressão diferencial máx. acima 7.500 psi -
Pressão diferencial máx. abaixo 6.000 psi -
Temperatura de trabalho (classe) 275° F 275° F
Elemento de vedação (dureza) 90 – 80 90 - 80
Material elem. vedação e anel “O” Nitrile Nitrile

128
7 – ACESSÓRIOS DO OBTURADOR RDH:

7.1. COMPLETAÇÃO DUPLA EM REGIME DE PRODUÇÃO SUGENTE.

7.1.1. TRAVA SELANTE (SNAP LATCH):

DESCRIÇÃO:

É um equipamento de composto de um mandril, um sub superior com conexão caixa


tipo API EU/NU, espaçadores com sistema de vedação tipo gaxetas em “V”, ou selos
moldados e um guia de retirada com sistema de travamento integral.

CARACTERÍSTICAS:

Os elementos selantes são posicionados acima do sistema de travamento com a


finalidade de evitar a decantação de detritos livres sobre a trava, facilitando sua retração
e liberação do Obturador quando da retirada da coluna curta ou secundária.

FINALIDADE:

Conectado na extremidade da coluna curta e secundária e encaixada no Bore secundário


do Obturador, trava a coluna de produção e consequentemente a vedação permitindo o
acesso ao intervalo inferior, abaixo do Obturador.

INSTALAÇÃO:

Por simples peso na coluna (máximo de 10.000 lbs).

LIBERAÇÃO:

Tração de aproximadamente 6.000 lbs (tração efetiva no equipamento).

7.2. COMPLETAÇÃO NO SISTEMA COM “BCS”.

7.2.1. PENETRADOR/ ADAPTADOR:

DESCRIÇÃO:

PENETRADOR:

È um dispositivo que possui internamente um sistema elétrico, na parte externa uma


área polida para vedação e ranhuras ou roscas para fixação ao adaptador. Apresenta nas
extremidades superior e inferior os rabichos que possibilita as conexões ou emendas
dos cabos elétricos.

ADAPTADOR:

Composto basicamente de um niple com vedação interna através de oring´s e partes


laterais para alivio de pressão durante a instalação de penetrador e testar a vedação dos
oring´s, conexões pino X pino com rosca com rosca API e variação nos tipos e

129
tamanhos das roscas dependendo do tamanho do Obturador. Apresenta também um
colar e porca de ajuste para fixar o penetrador.

FINALIDADE:

Este conjunto Adaptador/ Penetrador após instalado ao Bore secundário do Obturador e


com as respectivas emendas dos cabos elétricos, permite a passagem de corrente elétrica
através do Obturador para acionamento da bomba assegurando as condições de vedação
e isolamento necessários.

INSTALAÇÃO:

Conectar o adaptador no sub superior e secundário do Obturador.


Instalar o penetrador ajustando o posicionamento através dos colares ou roscas de
fixação disponíveis no penetrador. Travar em posição com a porca de ajuste do
adaptador.
Testar a vedação do penetrador ao Adaptador, pressurizando através dos pórticos com
conexão de 1/8” NPT, com 2.000 psi / 5 minutos e verificar a estanqueidade dos
oring’s. Caso haja vazamento, retirar o penetrador, substituir os oring’s e refazer o teste.
Tamponar o pórtico com plug de 1/8” NPT e fita teflon.
Fazer as emendas inferior e superior de cabo elétrico.

7.2.2. VÁLVULA PARA VENTIAÇÃO DO ANULAR

DESCRIÇÃO:

É um equipamento constituído basicamente de um sub superior com conexão tipo caixa


rosca API e um pórtico externo integral com conexão ¼” NPT que comunica com o
pistão. Internamente possui um pistão, uma mola, um tubo espaçador da mola ou
extensão do pistão com orifícios da camisa externa quando o sistema estiver
pressurizado, permitindo a comunicação do anular abaixo do Obturador com a
superfície.

A válvula é hidráulicamente controlada da superfície através de uma linha (tubo de aço


inox de ¼”) de controle externo a coluna de produção. A linha de controle se estende da
Válvula de ventilação até a superfície. Podendo ser um prolongamento de linha de
controle da Válvula de Segurança de Subsuperfície ou independente.
A válvula é normalmente fechada. Uma mola impulsiona o pistão para cima, não
permitindo o deslocamento descendente, mantendo-a fechada.

APLICAÇÃO:

 Permite a passagem de gás do anular, abaixo do Obturador, para a superfície e


refrigerar o cabo elétrico.
 Possibilitar a produção de óleo e gás pelo anular, através de um sistema
controlado.
 Permitir a injeção de gás para estimulação de produção.

130
OPERAÇÃO:

A pressão hidráulica aplicada da superfície da linha de controle atua sobre a área do


pistão, que gera uma força comprimindo a mola e um deslocamento descendente do
conjunto pistão/tubo espaçador da mola mantendo a válvula aberta pela comunicação
dos orifícios existentes no tubo espaçador e camisa externa. O alívio de pressão provoca
seu fechamento por ação da mola.
Havendo dano na linha de controle, a válvula de ventilação pode ainda ser aberta pelo
deslocamento do pistão flutuante: Pressuriza-se o anular superior, os parafusos de
cisalhamento que travam o pistão flutuante são rompidos e o pistão se desloca para
baixo estabelecendo a comunicação entre o anular inferior e superior.

131
Nota:

Quando utilizamos válvula de ventilação, o Penetrador é instalado através do Adaptador


na rosca caixa do sub superior da válvula de ventilação do anular.

DADOS DA OPERAÇÃO:

Pressão de trabalho: 3.000 psi Max. (interna ou externa)


Pressão de teste: 4.500 psi
Ranger de Temp.: 20-250 °F
Pressão de colapso: 5.056 psi
Pressão de ruptura: 7.391 psi
Pressão máx. de abertura.: 1.460 psi
Pressão mín. de fechamento: 437 psi
Pressão p/ desl. do pistão flut.: 410 / 820 psi/paraf.
Prof. Assent. recomendado: 300 m

RDH Packer

CASING CASING PACKER PRIMARY SECONDARY


SIZE WEIGHT O.D. ID
IN (mm) LB/FT IN (mm) IN (mm) IN (mm)
13 - 17 4,72 (119,89) 1,56 (39,62) 1,38 (35,05)
5. 500 (139,70) 15. 5 - 20 4,64 (117,86) 1,56 (39,62) 1,38 (35,05)
20 - 23 4,52 (114,81) 1,51 (38,35) 1,29 (32,77)
6. 625 (168,28) 20 - 28 5,63 (143,00) 1,94 (49,28) 1,56 (39,62)
20 - 26 5,94 (150,88) 1,94 (49,28) 1,94 (49,28)
23 - 29 6,03 (153,16) 2,38 (60,45) 1,53 (38,86)
7. 000 (177,80) 26 - 32 5,94 (150,88) 1,94 (49,28) 1,94 (49,28)
5,95 (151,13) 2,38 (60,45) 1,53 (38,86)
35 5,84 (148,34) 1,92 (48,77) 1,54 (39,12)
26. 4 – 29. 7 6,64 (168,66) 1,94 (49,28) 1,94 (49,28)
6,64 (158,66) 2,37 (60,20) 1,91 (48,51)
7. 625 (193,68) 29. 7 - 39 6,48 (164,59) 1,91 (48,51) 1,91 (48,51)
6,44 (163,58) 2,38 (60,45) 1,93 (49,02)
32 - 40 7,55 (191,77) 2,38 (60,45) 2,38 (60,45)
8. 625 (219,08) 7,55 (191,77) 2,90 (73,66) 1,94 (49,28)
36 – 43. 5 8,62 (218,95) 2,78 (70,61) 2,78 (70,61
8,44 (214,38) 2,90 (73,66) 2,44 (61,98)
9. 625 (244,48) 40 - 47 8,44 (214,38) 2,90 (73,66) 2,90 (73,66)
8,50 (215,90) 2,89 (73,41) 1,93 (49,02)
8,50 (215,90) 3,81 (96,77) 1,92 (48,77)
43. 5 – 53. 5 8,34 (211,84) 2,90 (73,66) 2,44 (61,98)
10.750 (273,05) 40. 5 – 45. 5 9,63 (244,60) 2,91 (73,91) 2,91 (73,91)
51 – 65.7 9,34 (237,24) 2,90 (73,66) 2,44 (61,98)
13.375 (339,73) 61 - 72 12,10 (307,34) 2,98 (75,69) 2,91 (73,91)

132
OBTURADOR (PACKER) HIDRÁULICO
RECUPERÁVEL – TIPO III
TIW DUPLO

PRODUTO N° 0551.00

DESCRIÇÃO:

Obturador Hidráulico, Recuperável – TIW Duplo Fluxo é designado para assentar


facilmente através da pressão hidráulica da coluna, suporta alta pressão diferencial
acima ou abaixo, e é facilmente recuperado através de tensão na coluna.

CARATERÍSTICAS:

 Fácil assentamento e liberação: Assenta através da pressão hidráulica na coluna


que aciona o mecanismo de assentamento e tensão na coluna, desassenta o
equipamento.
 Isola pressão atuando acima e abaixo: Elementos de vedação faz empacotamento
com a firmeza e as cunhas são ancoradas a medida que a pressão aumenta em
cada direção.
 Total abertura do diâmetro interno.
 Modelo pequeno: Seu comprimento facilita a movimentação e manuseio.
Permite uma instalação de confiança, onde os Obturadores duplos e longos
poderiam ter problemas.
 Modelo Simples: Poucas peças, fácil recuperação.
 Preparado para se adaptar às necessidades especiais: Sistema de duplo fluxo
(circulação) com “PBR”.
 Modelo de cunha: Dupla direção e mola retraída.
 Empacotamento: Peça simples Hycar com o travamento através das cunhas
acima e abaixo.
 Mecanicamente travado na posição de assentamento: O anel catraca (RATCHET
RING) trava mecanicamente o Obturador na posição de assentamento.
 Múltiplas opções para conexões superiores.
 O Obturador TIW Duplo, oferece vários arranjos para conexão da coluna curta
quando descida individual e utilizando Niple Selante com Travas ou conexões
roscadas para descida de coluna múltiplas simultaneamente.
 Os mecanismo de J-SLOT, SNAP-LOCK e AUTO-LATCH tipos de
travamentos, são usados com vários tipos de Obturadores de coluna múltiplas e
devem ser especificados quando requeridos.
 O sistema AUTO-LATCH não requerer rotação para travamento e prever a
ancoragem dos selos dentro do Obturador, eliminando a possibilidade de
liberação. A liberação é conseguida com pequena tensão na coluna e rotação à
direita.
 O sistema SNAP-LOCK não requer rotação para travamento e liberação, e
prever uma positiva indicação da posição de selos quando ajustado.
 O sistema J-SLOT, trava automaticamente e requer somente ¼ de volta, efetivo
à direita, para a liberação do Obturador.

133
OPERAÇÕES:

OBTURADOR TIW DUPLO TAMANHO – 7 pol.

PROCEDIMENTO DE DESCIDA E ASSENTAMENTO:

Obturador TIW Duplo Selo é assentado pela pressurização da coluna longa por 3.500
psi. Assentar um plug no niple de assentamento ou outro dispositivo, temporariamente,
localizado abaixo do Obturador.

i. Descer o Obturador até a profundidade desejada.

ii. Tamponar a coluna longa temporariamente, abaixo do


Obturador. Utilizar Sub de Pressurização, Plug ou Válvula de
Retenção e através de operações com WIRE LINE assentar no
Niple de Assentamento abaixo do Obturador.

iii. Pressurizar a coluna longa gradativamente até 3.500 psi no


mínimo. Manter a pressão durante 15 minutos.

iv. Liberar a pressão da coluna.

v. Tesar o anular com 1.500 psi, se a coluna curta estiver travada e


vedando no bore secundário.

vi. Remover o dispositivo de tamponamento temporário ou


pressurizar a coluna longa para liberar a esfera ou sede do Sub
de Pressurização.

MECANISMO DE ASSENTAMENTO:

A pressão aplicada no plug da coluna longa entra pelo orifício do mandril, no cilindro,
até o ponto entre os pistões. Com o aumento da pressão de 1200 para 1.500 psi os pinos
de cisalhamento são cisalhados e o Obturador começa a assentar. A camisa de
assentamento é puxada para fora do cilindro pelo pistão superior para dentro do anel
catraca, comprimido os dois elementos selantes (borrachas) e dirigindo cunhas e os
cones para assentamento.

PROCEDIMENTO DE LIBERAÇÃO:

O Obturador TIW Duplo Selo é equipado com um anel de cisalhamento. A liberação


acontece pela aplicação de tensão na coluna longa suficiente para cisalhar o anel. O
cisalhamento padrão aplicado é de 30.000 lbs.

TESTES DE PERFORMANCE DA VEDAÇÃO INTERNA:

 Testar a coluna longa.


 Testar o anel “O” da coluna curta.
 Tamponar a extremidade inferior da coluna curta. Remova o niple espaçador da
coluna longa.
 Remova a cabeça do “PRB”.

134
 Pressurizar para a pressão especificada durante 5 minutos (500 psi); sem
vazamentos.
 Reinstalar a cabeça e o niple espaçador.
 Testar a coluna longa, pistão e anel “O”.
 Instalar plug’s de teste na parte superior e inferior da coluna longa.
 Remover os pinos de cisalhamento do topo do cilindro de assentamento e instale
parafusos de testes.
 Pressurizar até 500 psi durante 5 minutos; sem vazamentos. Depois do teste
instale os pinos de cisalhamento.

Teste das cunhas:

Remova os pinos de cisalhamento das extremidades da gaiola ou alojamento das


cunhas. Coloque pequenos revestimentos calibradores nas cunhas e assente, puxando
para cima dos cones inferiores. Verifique a trajetória das cunhas. Libere os
revestimentos calibradores das cunhas. Reinstale os pinos de cisalhamento.

Testar o calibre externo do Obturador:

Impulsione um anel metálico equivalente ao peso e diâmetro do revestimento onde o


Obturador será assentado e passado no diâmetro externo para assegurar que todos os
valores estão corretos pela especificação do Obturador.

NOTA: O teste deverá ser executado com o Obturador montado para prevenir a
desmontagem na porção superior do equipamento.

Piston Área = 14,357 Sq. In.


The setting force at 1000 PSI = 14.357 Pounds

15000 PSI = 21,536 Pounds

2000 PSI = 28,714 Pounds

25000 PSI = 35,893 Pounds

3000 PSI = 43,071 Pounds

35000 PSI = 50,250 Pounds

CASSING
OD. WEIGHT STRING MAX MINIMUM BORE THROUGH
LS SS OD LS SS
7 26 - 32 2 - 3/8” 2 - 3/8” 5 – 29/32 1. 937 1. 937

DIFERENCIAL PRESSURE RATING 6,500 PSI


TEMPERATURE RATING 250 DEG F

RATINGS ARE FOR STANDARD PACKER NON-H2S SERVICE


TIW CAN FURN SHED FOR H2S/CO2 SERVICE USING PREMIUM
MATERIALS AND ELASTOMERS UPON REQUEST.

135
OBTURADOR (PACKER) RECUPERÁVEL MOD. “GT”.
BAKER MODELO “GT” DUAL STRING
RETRIEVABLE PACKER
PRODUTO N° 785-02

DESCRIÇÃO:

O Obturador BAKER, modelo “GT” é de coluna dupla, de alta performance, que


pode ser assentado com pressão hidráulica em ambas as colunas e pode ser
desassentado através de tensão em cada uma ou nas duas colunas simultaneamente.
É um equipamento extremamente compacto e pruduz uma máxima prevenção de
pré-assentamento durante as operações de descida, e máxima confiabilidade na
recuperação.

APLICAÇÕES:

 Utilizando para a produção e operação de injeção.


 Aplicação em várias composições de colunas como:

a) Obturador superior em completação dupla, onde o inferior é um Obturador


simples (mandril ou furo de passagem individual).

b) Obturador superior e/ou intermediário nas completações duplas com


Obturadores em série ou completações múltiplas e/ou seletivas.

c) Obturador superior e/ou intermediário nas completações duplas com gás lift pelo
anular. Permitindo arranjos para isolar seção de revestimento corroldo entre os
Obturadores “GT” superior e intermediário e produção através de gás lift.

d) Atuar como componente de primeira barreira de segurança e isolar o fluxo para


cima do Obturador no anular X revestimento e reter o gás em uma completação
com bomba elétrica submersa.

e) Permitir a produção de gás e/ou óleo pelo anular, através da válvula de


ventilação.

f) Permitir a injeção de inibidores ou gás pelo anular.

g) Modelo simples e confiável, incorporava um sistema de elemento de vedação


com alta tecnologia que é idealmente adaptado para poços com altas pressões de
gás.

CARACTERÍSTICAS:

 Compacto – Corpo compacto e comprimento total para o conveniente


manuseio na superfície.
 Composição simples – Os mandris são peças independentes e livres para
rotação; permitindo as facilidades de produção e a retiradas das colunas de
tubos.

136
 Travamento tubular – As colunas são mecanicamente e simultaneamente
travadas durante a descida no poço fazendo a descida no poço fazendo com
que qualquer peso que seja transmitido entre as colunas não faça nenhuma
resistência ao mecanismo de cisalhamento e liberação.
 Engrenagem pré-set – Todos os componentes externos são rigidamente
presos nos mandris para prevenir o pré-assentamento.
 Mandril semi-movimento – È uma condição necessária durante a seqüência
de assentamento. Isto é ideal para o Obturador TANDEM.
 Assentamento hidráulico – È assentado aplicando-se pressão diferencial pelo
orifício do mandril.
 Liberação – Pode ser liberado aplicando-se tensão na coluna curta ou na
coluna longa, ou nas duas simultaneamente.
 Sistema de elementos de vedação múltiplos – Incorpora um sistema anti-
extrusão, com abertura zero que protege os elastômeros de extrudar pela
ação de altas pressões. A força com cada ciclo de pressão, combinando com
o sistema de dispersão, protege os elastômeros de extrudar, mantendo
estanque e confiável a pressão de gás no selo.
 Circulação interna ( by pass) – Durante a seqüência de recuperação, uma
passagem interna é aberta, permitindo a equalização da pressão acima e
abaixo do Obturador.
 Modular – Incorpora uma cabeça arredondada (SCOOPHEAD) com duas
partes, para facilitar a instalação das colunas e também os trabalhos de
descida, rotação e recuperação da coluna curta. A cabeça seletiva quando
usada em conjunto com a “SCOOPHEAD” possibilita a recuperação da
coluna conforme programado. Esses módulos são facilmente instalados nos
Obturadores padrões sem a necessidade de desmontagem ou mudança das
partes.
 Facilidade de corte (MILLABLE) – A parte superior do Obturador foi
especialmente projetada para minimizar o numero de partes e a distância do
sistema de ancoragem. O metal empregado foi projetado e testado
especialmente para esse Obturador e reduzir o tempo de corte quando
necessário.

ESPECIFICAÇÕES:

O Obturador é apropriado para pressão de 6000 psi diferencial de gases ou pressão de


fluido acima ou abaixo para serviço padrão (STANDARD). A versão de Obturador,
produto n° 785-10, NACE H2S, é classificado para pressão de 5000 psi acima ou
abaixo.
- Temperatura de trabalho 70° 300°F em gás ou fluido.
- Pressão de assentamento mínimo de 2500 psi.

OPERAÇÕES:

Obturador é acionado pressurizando-se a coluna que atua no orifício do mandril. Como


o Obturador não tem um dispositivo de tamponamento incorporado em cada coluna, um
meio de fechar temporariamente a coluna tem que ser feito:

1) Descer abaixo do Obturador um sub de pressurização com sede para esfera.

137
2) Descer um niple de assentamento abaixo do Obturador e assentar um plug ou
uma válvula de retenção, usando procedimentos padrão de wire line.

SEQUÊNCIA DO PROCEDIMENTO DE ASSENTAMENTO:

1) Tamponar a coluna, abaixo do Obturador, no mandril com orifício, usando um


dos métodos descritos anteriormente. Esse mandril deverá ser identificado por
dois sulcos acima da porca trava retentora (item – 6) (LOCK NUT RETAINER).

2) Aplicar o mínimo de pressão de assentamento requerida no orifício do mandril e


segurar por 5 minutos. Quando atingir aproximadamente 1800 psi, o pistão de
travamento interno – item 46 (INTERLOCK - PISTON), se desloca para baixo
não suportando no anel “C” de travamento item 45 (INTERLOCK C - RING),
quando o pistão de travamento interno desloca-se o alojamento do pistão item 40
(PISTON HOUSING) é liberado na posição de assentamento.

3) Continuar aplicando pressão na coluna e orifício do mandril até no mínimo 2500


psi e manter por 5 minutos. Liberar a pressão, e depois reaplicar 2500 psi e
manter por 5 minutos. A pressão induzida é aplicada entre o pistão de
assentamento item 36 (SETING PISTON) e o alojamento do pistão item 40. O
alojamento do pistão é hidraulicamente bombeado para baixo sobre os mandris,
que puxa a barra de assentamento item – 10 (SETTING BAR), parafuso de
cisalhamento item – 26 (BRASS SHEAR SCREWS) e cone superior item 27
(UPPER CONE) que assentam as cunhas item – 29 (SLIPS).
A pressão aplicada continua a puxar a barra de assentamento, até que os
parafusos de cisalhamento do cone superior cisalhem pelas barras de tensão e de
assentamento – item 9 e 10 (TENSION ANEL SETTING BAR).

A força de assentamento é agora transferida da barra de assentamento para a


porca trava – item – 5 (LUCK NUT) (Retirada pela porca trava retentora) e anel
calibre superior – item – 13 (UPPER P. E. GAGE RING), comprimindo o
sistema de elemento de vedação itens – 15, 16, 17 e 18 (PACKING
ELEMENTO SYSTEM). A força de empacotamento é mantida pelos anéis trava
do corpo – item 33 (BODY LOCK RINGS) localizado no cone inferior em volta
das borrachas de tensão e de assentamento.

4) Depois de liberar o esquema de tamponamento da coluna, teste o Obturador para


ter certeza que o elemento de empacotamento está selando. Se há vazamento, os
seguintes procedimentos irão aumentar a força de assentamento no elemento.
Fique atento para ver se há retentor pela coluna, que indicará se o tubo está
vazando acima do Obturador:

a) Se um niple de assentamento foi usado, aumentar a pressão para 4000 psi a


segurar por 5 minutos. Teste o elemento de empacotamento de novo.
b) Se estiver usando um plug de liberação hidráulica, aplicar 1000 psi no lado
externo enquanto se mantém 2500 psi na coluna. Liberar a pressão e testar o
Obturador. Se o Obturador continuar vazando, aplicar o máximo de pressão
disponível no lado externo depois aumentar a pressão da coluna até que o plug
seja liberado.

138
Aumentar a pressão para liberar o dispositivo de tamponamento da coluna. Se
estiver usando niple de assentamento e plug travado, uma operação Wire Line é
necessária para remover o plug.

PROCEDIMENTO E SEQUENCIA DE RECUPERAÇÃO

A seguir se descreve o procedimento normal para recuperação do Obturador.


- Se problemas ocorreram estragando o revestimento ou outras circunstâncias é
recomendado olhar o gráfico nas páginas seguintes.

1) Faça tensão em cada coluna individualmente ou em ambas


simultaneamente para cisalhar os anéis – item – 34 (SHEAR RINGS)
localizados no cone inferior – item 31 (LOWER CONE).

NOTA: Puxando as duas colunas não aumentam o valor de cisalhamento já


que os anéis estão preparados para cisalhamentos separados.

2) A sustentação do mandril item - 1 e 2 faz contato com o (LOCK NUT


RETAINER) e cisalha o conjunto de parafusos de cisalhamento – item –
8 (SET DO SHEAR SCREW) com movimentos para cima. Isto não
suporta as porcas travas – item – 5 (LOCK NUT) e libera as barras de
tensão de assentamento itens – 9 e 10 (TENSION AND SETTING
BARS).
3) Movimento contínuo para cima puxa os batentes dos parafusos – item –
52 (SHAUDER BALTS) para o anel calibre superior – item – 13
(UPPER P. E. GAGE RING) e para fora do sistema de empacotamento.
4) Como o sistema de empacotamento está liberando para retração, os
mandris arrastam o anel compensador – item – 24 (OFFSET PICK- UP
RING) que puxa o cone superior – item 27 (UPPER CONE) de baixo das
cunhas item – 29 – (SLIP). Quando está liberando uma coluna, o anel de
cisalhamento no mandril oposto é cisalhado neste momento, transferindo
peso para o anel inferior – item – 25 (SET DOWN RING).
5) A força para cima puxa o cone superior e o alojamento superior das
cunhas item – 28 – (UPPER CONE) e arrastam as cunhas liberando o
cone inferior. Uma vez que as cunhas estão retraídas, o Obturador é livre
para move-se para cima no poço.
NOTA: É impossível recuperar Obturadores abaixo apenas puxando a
coluna. Contudo, a força máxima para puxar nesta situação é igual à
limitação de assentamento listada no guia de especificação do Obturador.

139
SPECIFICATION GUIDE FOR
BAKER MODEL ‘GT’ DUAL STRING RETRIEVABLE PACKER

WT. THREAD BORE THRU PACKER


O.D T&C PACKER SIZE CASSING MAX. SPECIFICATION
(# /FT) I.D. GAGE
RANGE O.D.
L.S. S.S L.S. S.S.
47 C2 5. 990
7 26 - 32 (2. 375 X 2. 375) 6.381 5. 937
47 C4 6. 187
7 20 - 26 (2. 375 X 2. 375) 6. 552 6. 120
17 - 20 47 C6 6. 381
2 – 3/8 2 – 3 /8 1. 939 1. 939
7 (2. 375 X 2. 375) 6. 629 6. 300
API – NU API – NU
7- 5/8 33 .7-39 47 D2 6. 510 Pin X Pin Pin X Pin
(2. 375 X 2. 375) 6. 882 6. 470
7 – 5/8 26. 4 -33. 7 47 D4 6. 662
(2. 375 X 2. 375) 7. 076 6. 610
7 – 5/8 24 – 26. 4 47 D6 6. 882
(2. 375 X 2. 375) 7. 129 6. 810
9 – 5/8 47 – 53. 5 51A 8. 405
(3. 500 X 3. 500) 8. 822 8. 350 3–½ 3–½
9 – 5/8 40 - 47 51B 8. 562 API – NU API – NU 2. 937 2. 937
(3. 500 X 3. 500) 8. 968 5. 500 Pin X Pin Pin X Pin
9 – 5/8 32. 3 - 40 51C 8. 729
(3. 500 X 3. 500) 9. 126 8. 650

MAXIMUM MINIMUM ACTUATION


DIFERENTIAL TEMPERATURE SETTING PRESSURE PER
PACKER SIZE PRESSURE PRESSURE SHEAR SCREW
STD NACE RANGE (PSI) (PSI)

47
2 – 3/8 X 2 – 3/8 6. 000 5. 000 70° - 300F 2. 500 600
51
3 – ½ X 3-1/2 300

PACKER MAXIMUM MAX LOAD MAX SET DOWN MANDREL


SIZE TEST ** MANDRIL TENSILE BTWEEN WEIGHT WITH SEALING
PRESSURE RATING (LBS) LS & SS PACKER SET DIAMETER
(PSI) RUNNING (LBS) F/ TUBMOV
LS SS (LBS) LS SS (IN)
47 141, 000 121, 000 52, 000 52, 000 52, 000
2 – 3/8 5. 000 (STD) (STD) (STD) (STD) (STD) 2. 573
X 102, 000 88, 000 38, 000 38, 000 38, 000
2 – 3/8 (NACE) (NACE) (NACE) (NACE) (NACE)
51 240, 000 203, 000 106, 000 106, 000 106, 000
3–½ 5. 000 (STD) (STD) (STD) (STD) (STD) 3. 627
X 175 , 000 148, 000 77, 000 77, 000 77, 000
3 – 1/2 (NACE) (NACE) (NACE) (NACE) (NACE)
**NOTE: Rating does not include joint yield strength. Mandrel ratings with API-NU
10 Rd or other downrated threads will be equivalent to the joint yield strength if less
than above value.

140
RETRIEVING INSTRUCTIONS FLOW CHART

Kill Well and Equalize in Pull Maximum Allowable


Tubing Strings and Upper/ Tubing or Mandrel Pull on
Lower Annulus Either or Both Strings and
Hold for 15 minutes

Is Packer Yes Yes


Moving? Pull Short String from Is Packer
Packer and Reverse Moving?
Circulate until clean
No No
Pull 25% over Shear Ring
rating on Both Strings and Chemcially Cut the Long
hold for 15 minutes Re – Stab Short String String Below the Packer.
into Packer Scoophead Cut Short String Below
Packer if Necessary

Is Packer Yes
Moving? POOH with Packer Pull Maximum Allowable
Tubing or Mandrel Pull on
Either or Both Strings and
No Hold for 15 minutes
Pull 25% over Shear Ring
rating on Long String and
Hold for 15 minutes
Yes
Is Packer
Moving?

Is Packer Yes No
Moving? POOH with Packer
Retrieve Short String and
Chemically Cout the Long
No String About 15 lt. from
Pull 25% over Shear Ring the Packer Top
rating on Long String and
Hold for 15 minutes
RIH with Overshot, Drill
Collars & Pipe, Bumper
Sub, and Hydraullic Jars.
Is Packer
Yes Catch the Long String and
Moving? POOH with Packer Jar at Maximum
Allowable Load for about
1 hours
No
Slack Off 20,000 lbs.
Below Nuetral on Either Yes
or Both Strings. Pick Up Is Packer
25% over Shear Ring Moving?
Rating and Hold for 15
minutes
No
Mill O.D. of Packer
Is Packer
Yes Using Specifed Shoe
Moving? POOH with Packer

No POOH with Packer

141
OBTURADOR (PACKER) MOD. “HVT”
HIDRAULIC – SET VERSA – TRÍEVE PACKER
OTIS/HALLIBURTON

O Obturador Hidráulico Versa – Trieve é um equipamento simples de produção,


desenhado para ser ocorrido e assentado em revestimento de produção. Este boletim tem
informações sobre o modelo e características. Incluir descida, assentamento,
recuperação e corte. Informações adicionais são encontradas nas especificações do
modelo, nas informações de G.P.I ou podem ser obtidas nos grupos de Obturadores para
gravel pack. Este boletim descreve características do modelo corrente que pode não ser
incluído em modelos anteriores.

DESCRIÇÃO GERAL:

Os Obturadores Hidráulicos Versa – Trieve (HVT) foram projetados para satisfazer a


necessidade de um Obturador com furo distendido e abertura plena que descido e
assentado com a coluna de produção e tubo tamponado abaixo do Obturador e aplicando
pressão para assentá-lo. O perfil superior é similar aos Obturadores permanentes
modelos “AWR” ou “MHR”. Permitir o uso de Âncoras Selantes (SEAL ANCHORS).
Travas Selantes (RATCH LATCH SEAL) e Tampão Selante (PLUG SEAL).
A ferramenta de recuperação para o Obturador Hidráulico Versa – Trieve (HVT) é
similar em modelo a ferramenta de recuperação (VTL) do Obturador Versa – Trieve. A
recuperação é executada através de tensão na ferramenta de recuperação. Rotação não é
requerida para liberação.
A pressão avaliada para o Obturador hidráulico versa – trieve é de 5000 psi ou 6000 psi
com trava selante ou ancora selante (RATCH – LATCH OU SEAL ANCHOR).
Algumas pressões podem variar, sempre consulte as informações de especificações do
modelo corrente.

CARACTERÍSTICAS DO MODELO:

Começando pela parte superior da ferramenta e trabalhando em direção decrescente, a


seguir temos características gerais do Obturador Hidráulicos Versa – Trieve. Há
variações entre tamanhos, que não foram incluídas. Olhe o esboço de fixação para
referência.
a. RATCH LATCH HEAD (TOP SUB) – O perfil interno da cabeça é igual
à cabeça de Obturador da série permanente do mesmo tamanho de
revestimento e bore.

- TAMANHO DOS BORES MAIS USADOS:

REVESTIMENTO DIA. INTERNO DA CABEÇA DIA. INTERNO DO OBTURADOR


5.1/2 3.500 (88,9mm) 2.370 (60.2mm)
7 4.250 (108mm) 3.250 (82.6mm)
9.5/8 6.500 (165mm) 3.880 (98.6mm)
9.5/8 6.500 (165mm) 5.000 (127mm)

A conexão da cabeça ao mandril oferece uma vedação metal – metal e anel de vedação
com anéis anti-extrusão.

142
2) ELEMENTO DE VEDAÇÃO – O elemento de vedação de três peças
com múltiplas durezas e anel anti-extrução elástica é usado neste Obturador.
Muitos desses elementos são usados no mesmo tamanho do Obturador mod.
“RH” produzido uma boa performance. Isto inclui características dos
elastômeros usados nos Obturadores “RH”.

3) CUNHA SUPERIOR (UPPER WELGE) – Tem um suporte anti-


rotação com o propósito de facilitar o corte. Largos sustentadores no
mandril, elemento de retenção inferior, parte superior produz deslizamento
que produzem força para recuperação das cunhas.

4) CUNHAS – È o modelo bidirecional tirado do Obturador Versa-Trieve.


Os dentes são com revestimento carbonizado para produzir alta dureza dos
dentes enquanto se mantém a maleabilidade do material base para manter a
resistência.

5) SUPORTE DA CUNHA – Modelo semelhante ao Obturador Versa -


Trieve. Um pino de cisalhamento foi adicionado para permitir que os
elementos sejam assentados antes que a cunha inferior feche e diminua o
travamento das cunhas dentro do revestimento.

6) CUNHA INFERIOR – Mesmas partes da cunha superior. Uma alça de


anti-rotação é localizada na cunha prevenindo a rotação do mandril, quando
o Obturador está na posição de assentamento.

7) SUPORTE ANTE – PRÉ – ASSENTAMENTO – Esta é a primeira


característica do Obturador Hidráulico Versa – Trieve que o separa de seus
competidores. O aspecto de proteção previne o mecanismo do Obturador
quando é corrido no poço, na posição de descida os suportes ante-
assentamento trava mecanicamente os componentes externos junto ao
Obturador. Contudo, durante a aplicação da pressão hidráulica, os suportes
se retraem e permite que o Obturador se mova para a posição de
assentamento.

8) SPRING LOADED INTERNAL SLIPS – As cunhas internas são


revestidas carborizadas e foram designadas e completamente testadas para a
capacidade da carga a ser sustentada.

9) SPLIT PISTON DESIGN – Pistão de ruptura permite que o pistão se


movimente para baixo, cisalhando os pinos quando altas diferenciais são
experimentadas abaixo do Obturador, quando estiver tamponado abaixo. Isto
irá reduzir a força de resistência no mandril e cunha interna. Os pinos
permanecem intactos conservando o pistão afastado da movimentação
quando a diferença de pressão permanecer abaixo do valor do cisalhamento
do pino (aproximadamente 1000 psi) nos tamanhos 7 pol e maiores.

10) CILINDRO – O cilindro tem um selo que atua como uma barreira de
entulho ( Trash Barrier) e uma conexão que prende o sub inferior e o tubo
abaixo do Obturador.

143
11) MECANISMO DE LIBERAÇÃO – Utiliza a ferramenta de
recuperação modelo VTL. Cargas no Obturador são transferidas direto para
o anel travador e para o mandril. Os pinos de cisalhamento segura a camisa
de liberação no lugar.

- NOTA - O Obturador “HVT” foi designado para utilizar componentes da ferramenta


de recuperação para o Obturador Versa Trieve modelo VTL. A baixa resistência das
chavetas da ferramenta compatível do Versa Trieve não podem ser usadas.

12) SUB INFERIOR (BOTTOM SUB) – O Obturador Hidráulico Versa –


Trieve oferece guia com rosca, permitindo a instalação de extensões e tubos
ou outros dispositivos, porém deverá conceder passagem plena para a
ferramenta de recuperação.

13) SUPORTE ANTI-ROTAÇÃO (ANTI-ROTATION LUG) –


Transmite torque através do Obturador para a instalação de outras
composições abaixo e também permitir que a Trava Selante seja liberada do
Obturador sem interferir no sistema de cunhas.

OPERAÇÃO DA FERRAMENTA:

DESCIDA:

O Obturador deverá ser preso a uma âncora selante conectada à coluna de tubos. Âncora
selante é recomendada desde que produza um meio de fixar o Obturador contra rotação
durante a descida. Preparar um esquema de tamponamento da coluna abaixo do
Obturador designado para o assentamento. Caso utilize dispositivo de cisalhamento,
deverá estar preparado para uma pressão suficientemente alta para garantir o
assentamento total. O esquema de tamponamento deverá permitir o acesso irrestrito pelo
bore do Obturador toda extensão, permitindo a entrada da ferramenta de recuperação. O
Obturador deverá ser suprido com um certo numero de pinos de cisalhamento para
assentamento na extensão do pistão. Isto irá prover o assentamento pela pressão do
modelo corrente. Se uma alta pressão de assentamento é desejada, pinos poderão ser
adicionados. Demonstrar o Obturador é necessário para adicionar pinos de cisalhamento
para assentamento. Estes pinos de cisalhamento no alojamento das cunhas produzem o
efeito de assentamento para os elementos. Estes pinos poderão preencher todos os
orifícios disponíveis no alojamento da cunha e poderão ser checados desparafusando 1
ou 2 pinos para verificar se eles não estão cisalhados e se estão assentados em seus
respectivos orifícios.

ANTES DA DESCIDA:

Uma vez que a operação de verificação é feita, o Obturador estará pronto para descer. A
velocidade de descida deverá ser observada para prevenir que os elementos possam
esfregar ou lavar o Obturador. Se um plug é instalado na coluna cuidados devem ser
tomados para prevenir pressão diferencial suficiente para começar a assentar o
Obturador uma vez no botão, o tubing hanger deve ser aterrado antes para assentar o
Obturador ou o mesmo deve ser alterado antes para espaçar as operações.

144
CUIDADO: Tubos abaixo do Obturador devem ser deixados em neutro ou tensão.
Força compressiva sobre o Obturador pode impedir a recuperação.

ASSENTAMENTO:

Para assentar o Obturador, um dispositivo de tamponamento deve ser instalado abaixo.


Pressão deve ser aplicada gradualmente na coluna enquanto o Obturador começa a
assentar. Aumenta a pressão gradualmente até que o dispositivo de cisalhamento seja
liberado ou uma pressão máxima seja atingida. Ação de assentamento ocorre no
Obturador na seguinte seqüência.

1 – Pressão entra no orifício do mandril e atua no pistão.

2 – Quando pressão suficiente é atingida, os pinos de cisalhamento são cisalhados


permitindo que a abertura entre os pistões e sua extensão feche. Isto alinha o encaixe na
extensão do pistão com os suportes anti-pré-assentamento permitindo que o
assentamento continue.

3 – O pistão continua em movimento, conduzido a cunha para cima do cone superior e


comprimindo os elementos de vedação.

4 – Quando a força suficiente é atingida os pinos de cisalhamento da cunha de arraste


são cisalhados permitindo que o cone inferior se mova para baixo e suporte a
extremidade das cunhas. Isto pára o movimento dos elementos externos relativos ao
revestimento.

5 – A pressão agora atua na área maior do pistão definida como área cheia tamponada
do cilindro. A pressão atua na área tamponada do Obturador (área do pistão) menos as
áreas dos diâmetros interno do mandril e Obturador. Isto puxa o mandril para baixo
completando o assentamento.

Teste com própolis em Dallas mostraram este movimento sendo menos que 5 polegadas
(12,7 cm).

6 – Continuar aplicando pressão e segurar no mínimo por 5 minutos até uma


pressão abaixo da pressão.

7 – Incrementar a pressão para cisalhar o dispositivo de tamponamento


temporário da coluna ao remover o plug assentamento. Isto irá permitir tempo
para o movimento mecânico no Obturador antes de completar o assentamento.
Através de operação de Wire Line.

8 – Áreas dos pistões para diferentes tamanhos de Obturador são mostrados nas páginas
seguintes.

NOTA: Cálculos do movimento de tubos são necessários para verificar o assentamento


do Obturador e operações de tubos. O valor da tensão abaixo do Obturador poderá ser
modificado pela avaliação dos movimentos durante a operação de assentamento.

145
AVALIAÇÃO DA PRESSÃO:

Os Obturadores Hidráulicos Versa-Trieve são designados para atingir escalas de 5000


psi diferenciais acima ou abaixo quando tamponado ou 6000 psi com um selo de tubo
no lugar. Todos os tamanhos dos Obturadores foram testados com uma pressão alta e
excedendo as escalas para verificar a pressão segura e capacidade de assentamento e
recuperação.

Um modelo de pistão com fenda, pinado, foi incorporado no tamanho 7 polegadas e


tamanhos maiores para prevenir carga excessiva na cunha interna quando o Obturador
for tamponado abaixo com a pressão da formação baixa. O pistão é pinado para
restringir movimento. Exceto quando a pressão o valor do pino. A pressão de
cisalhamento do pino é mostrada abaixo:

Tam. do Obturador Pressão de Cisalhamento


7” – 32 – 38# 1020 psi (7033 Kpa)
7” – 23 – 29# 968 psi (6674 Kpa)
7.5/8” – 968 psi (6674 Kpa)
9.5/8” - 1244 psi (8577 Kpa)

Porque a pressão cria longa tensão e força compreensiva no Obturador, a adição


de largas (maior que 20.000 lb) forças de tubos pode ter afetado a escala de
pressão. Isto aplica peso em cima ou abaixo do Obturador.

RECUPERAÇÃO:

Recuperação do Obturador hidráulico versa-trieve é dotada com o tamanho apropriado


da ferramenta de recuperação. Operação dessa ferramenta é semelhante à ferramenta
“VRT” usada com o Obturador Versa-Trieve modelo “VTL”. O topo da ferramenta tem
um ratch-latch em vez de um J-Slot p/ segurar o top-sub. Onde possíveis componentes
do VRT de mesmo tamanho de orifício são usados para permitir permutação.
Na recuperação do Obturador Hidráulico Versa-Trieve, os selos de produção do
Obturador ou PBR, tem que ser removidos. Para remover um ratch-latch ou âncora
selante coloque o tubo no neutro do Obturador depois aplique 1500 lbs de tensão
máxima abaixo do Obturador enquanto faz rotação de 12-15 voltas à direita.

Uma vez que a coluna de tubos é recuperada, a ferramenta de Recuperação pode ser
descida com a coluna de trabalho.

Informações que deverão ser feitas antes de descer a ferramenta de recuperação:

1 – A ferramenta é a parte correta mostrada nas especificações do modelo corrente?


2 – A dimensão A ou B é correta p/ ferramenta de recuperação? Isto será encontrado nas
especificações de modelo com a tolerância permitida.
3 – Os grooves são visíveis nas duas extremidades dos suportes de recuperação? São
suportes do “VTL”?
4 – O alojamento do suporte movimenta livremente e faz o suporte retrair e se expandir
suavemente?

146
5 – Os pinos do alojamento do suporte estão assentados no anel de cisalhamento? São
posicionados diretamente no suporte do mandril?
6 – A parte superior da ferramenta está pinada?

147
Piston areas for the different size packers are as shown below:

Size Packer Piston Packer


Bore Àrea Plugged
Área

5.1/2” 2.38 4.72 1n2 (3045 mm2) 12.00 1n2 (7742 mm2)
7 (32 - 38) 3.00 9.80 1n2 (6323 mm2) 20.57 1n2 (13270 mm2)
7”/7 5/8” 3.25 10.33 1n2 (6665 mm2) 22.55 1n2 (14548 mm2)
9.5/8” 3.88 & 5.00 16.08 1n2 (10374 mm2) 42.58 1n2 (27471 mm2)

Exemple Calculation:

- 9.5/8 Hydraulic Versa-Trieve Packer*


- 3.1/2 9.2# tubing (2.992 in ID (76.0 mm))
- Mandrel ID = 3.880 in. (98.6 mm)
- Piston Area = 16.08 in2 (10347 mm2)
- Packer Plugged Area = 42.58 in2
- Shear Pins (Setting) = 4 x 5000 lbs = 20.000#
- Shears Pins (Slip Carrier) = 8 x 5000 lbs = 40.000#
- Maximum Setting Pressure (Ball Seat Shear) = 4000 psi
- Tubing held in elevators or landed on tubing hanger and maintained at a constant load
during setting.

Pressure to Shear Setting Pins

Pressure = ___ Force_ __ = ___20,000#___ = 1244 psi


Piston Area 16.08 in2 (8577 kpa)

Pressure To Shear Slip Carrier Pins

Pressure = Force = 40,000 = 2488 psi


Piston Area 16.08 in2 (17154 kpa)

Piston Area With Slips Set (Slips resisting downward movement of plugged
packer)

Slip Set Area = Packer Plugged Area - ___(Packer ID2 – Tubing ID2)___
4

Slip Set Area = 42.58 – [(3.88)2 – (2.992)2] 4 = 37.79 in2


(24381 mm2)

Maximum Setting Force on the Elements

Max Set Force = Max Set Pressure X Slip Set Area – Tension Above Packer (Assuming
tension above packer = O since constant weight is held at surface).

148
Max Set Force = 4000 psi X 37.79 in2 – 0 = 151,149#
(Minimum force required is 30,000# on 7” and smaller, 40,000# on size over 7”).

The packer should now be ready for space out operations or production.

149
OBTURADOR (PACKER) MECÂNICO RECUPERÁVEL
ENGEMAQ
MOD. “MDA”- STANDARD
MOD. “MDAT”- TÉRMICO

1 – DESCRIÇÃO:

O Obturador foi projetado em duas versões, modelos “MDA” e “MDAT” para se


utilizados em poços produtores de petróleo e injeção de água e operações geotérmicas.
Após o assentamento, o mecanismo de trava interna mantém a carga aplicada sobre os
elementos de vedação e cunhas. Isto permite deixar o Obturador em tensão,
compreensão ou neutro. O assentamento e desassentamento são conseguidos através de
rotação à direita na coluna de tubos. Seu mecanismo suporta pressões acima ou abaixo.
Sistema de cunhas bidirecionais ajuda a manter o Obturador na posição assentado. Ideal
para poços rasos.

2 – CARACTERÍSTICAS:

 Assentamento mecânico, recuperável e compacto.


 Na posição de assentamento, a coluna poderá ser balanceada com peso, neutro
ou tensão.
 Desassentamento normal: aplicar peso associado à rotação à direita da coluna de
tubos.
 Poderá ser assentado, desassentado e assentado em outra posição. Condição
específica do modelo “MDA”.
 Sistema de liberação de emergência – equipado com pinos de cisalhamento para
o desassentamento com a tensão na coluna caso haja condições que impeçam o
desassentamento pelo procedimento normal.
 Cunhas adequadas para esforços bidirecionais para suportar esforços para cima
ou para baixo.
 O mecanismo situa-se acima dos elementos de vedação, ficando isolando dos
fluidos do poço.
 Não possuir áreas de vedação internas possíveis de vazamentos.
 O modelo “MDAT” oferece elementos de vedação especiais e específicos para
operações com alta temperatura.

ESPECIFICAÇÕES DE PROJETO:

 - Obturador mecânico de dupla ancoragem:


 - Tamanho nominal 47;
 - Tamanho nominal de revestimento: 7”,
 - Modelo “MDA” – Serviço Standard;
 - Modelo “MDAT” – Serviço Geotérmico;
 - Faixa de densidade do revestimento 20 – 26 lb/pé;
 - Diâmetro externo máximo 155,4 mm (6,120 pol);
 - Diâmetro interno mínimo: 50,6 mm (1.991 pol);

150
ESPECIFICAÇÕES DE PROJETO (CONT.):

 - Rosca superior do mandril 3.1/2 NU pino;


 - Rosca inferior do mandril 3.1/2 EU pino;
 - Conexão superior: 2.3/8 NU caixa;
 - Conexão inferior: 2.3/8 NU pino;
 - Quantidade de pinos de cisalhamento: - máxima 16; standard: 12;
 - Força de cisalhamento por pino: 7,250 lb. +/- 10%;
 - Área do pistão: 85,6 cm2 (13.27 pol2);
 - Pressão diferencial máxima de trabalho: 3,000 psi (acima ou abaixo);
 - Temperatura de trabalho máxima: 570 gr. F;

4 – DADOS PARA DIMENSIONAMENTO DOS PINOS DE CISALHAMENTO

Os esforços gerados durante o assentamento e operações de produção ou injeção atuam


nos pinos de cisalhamento que em numero inadequado pode provocar o
desassentamento do Obturador. Os esforços sobre os pinos de cisalhamento dependem
de diversos fatores tais como: diferenciais de pressão, contratação ou alongamento da
coluna provocados por operações com ácido, injeção de vapor, canhoneio etc. Estes
esforços devem ser sempre considerados e compensados durante a determinação do
número de pinos de cisalhamento que serão utilizados no Obturador e a forma que a
coluna será balanceda.

Exemplos para auxiliar na determinação do número de pinos de cisalhamento:


CASO 1: Pressão diferencial acima do Obturador com a coluna de produção
tamponada ou não.

Área Interna do Revestimento – Área do Pistão do Obturador = Área do Pistão

Área do Pistão x Pressão Diferencial acima do Obturador = Força

Força: Valor de Cisalhamento por Pino = Número de Pinos

Para o Obturador modelo “MDA” tamanho 47 – 20 a 26 lb/ft a área do pistão é 13.27


pol2.
A área interna do revestimento de 7”- 20 lb/ft é 30.92 pol2.

SOLUÇÃO:

a. 30.92 pol2 = 17.65 pol2


b. 17.65 pol2 x 3000 psi = 52,950 lb.
c. 52,950 lb: 7.250 lb = 7,3 (usar 8 pinos no mínimo)

CASO 2 – Pressão diferencial abaixo do Obturador com a coluna de produção


tamponada.

151
Área Interna do Revestimento – Área do Pistão do Obturador = Área do Pistão

Força: Valor de Cisalhamento por Pino = Número de Pinos

SOLUÇÃO:

a) 13.27 pol2 x 3000 psi = 39,810 lb.


b) 39,810 lb. = 5,49 (usar 6 pinos no mínimo)

5 – OPERAÇÃO:

5.1 - VERIFICAÇÕES PRÉ – ASSENTAMENTO:

A verificação de mecanismo de ancoragem pode ser feita, girando o cone superior (02)
para a esquerda, fazendo que ela saia da posição de descida no poço.

Após o cone superior ter sido desconectado, empurre-o para baixo a fim de conectá-lo
na rosca de travamento do mandril (01). Retorne o cone superior para a posição de
descida, girando-o para a esquerda até desconectá-lo da rosca superior do mandril. Gire
o cone superior para a direita para garantir o total retorno à posição de descida. Conectar
o OBTURADOR à coluna de produção tomando o cuidado de utilizar o adaptador
superior para aplicar o torque de aperto e conexão.

5.2 - ASSENTAMENTO:

Desce o Obturador até a profundidade desejada. A velocidade máxima recomendada


para a coluna é de 30 m/min. Na profundidade de assentamento desejada, dar 4 (quatro)
voltas à direita e ao mesmo tempo suspender lentamente a coluna. Quando as cunhas
firmarem no revestimento, continue a tensionar a coluna até atingir 10.000 lb. Aguardar
5 (cinco) minutos.
Colocar em neutro e tensionar novamente até 20.000 lb. Aguardar 5 (cinco) minutos.
Retirar a tensão colocar 5.000 lb. de peso sobre o Obturador. Tensionar com 20.000 lb.
Aguardar 5 (cinco) minutos no mínimo. Neste momento, deverá estar completamente
assentado.

5.3 – DESASSENTAMENTO:

Aplicar 5.000 a 10.000 lb. de peso sobre o Obturador e girar a coluna à direita 3 a 5
voltas. Quando o Obturador estiver liberado do revestimento, descer a coluna alguns
pés. Este movimento ocasionará a retração das cunhas e permitirá que o cone superior
faça conexão com a rosca superior do mandril, permitindo a retirada do Obturador.

5.4 – DESASSENTAMENTO OPCIONAL:

Na impossibilidade da aplicação do processo normal por qualquer motivo, aplicar


tensão na coluna com o valor de acordo com a força necessária para cisalhar os pinos
preestabelecida, isto provocará o cisalhamento dos pinos liberando o anel guia (12),
permitindo o desassentamento do Obturador.

152
NOTA: Cuidado ao definir a quantidade de pino de cisalhamento, de maneira que
o valor total de cisalhamento seja inferior a capacidade da coluna/Sondas em
operação.

153
OBTURADOR (PACKER) MECÂNICO RECUPERÁVEL
MODELO “T” – CAMCO.
N.P. – 20 – 183 – xx

DESCRIÇÃO:

O Obturador modelo “T” é um equipamento de operação mecânica, recuperável, com


dupla ancoragem. Assentamento e liberação com rotação à direita, do tipo travamento
total. Utiliza tensão na coluna de tubos para atingir o empacotamento total. Uma vez
assentado, é travado na posição de assentamento independente da força exercida pela
coluna, até que seja liberado. A principal vantagem é que utiliza tensão na coluna para o
assentamento e empacotamento, que permite ao equipamento ser assentado com
segurança em qualquer profundidade. É ideal em poços rasos ou média profundidade;
para produção, injeção, isolar intervalos ou zonas, ou qualquer outra operação onde o
peso da coluna de tubo é insuficiente para utilizar um Obturador à compressão. Com os
elementos de vedação abaixo do sistema de travamento e liberação, é especialmente
apropriado para usar em poços de produção e injeção que apresentam problemas de
corrosão. Possui um mecanismo de liberação de emergência (secundária), que é
ajustável com o incremento de 5.000 lb; adicionando ou retirando parafusos de
cisalhamento. Em casos especiais, aplicar o sistema de cisalhamento. Contudo, para
mais aplicações, isto não é recomendado. O projeto de modelo “T” eliminar todos os
anéis “o” e selos, exceto os elementos de empacotamento. É produzido de ligas e
materiais especiais para aplicações em ambientes corrosivos.

Em casos em que altas pressões ou força de coluna são esperadas, é recomendada uma
análise desse esforço para evitar que durante a aplicação não exceder o mecanismo de
liberação de emergência. Neste caso é necessário descer uma Junta de Expansão
Térmica para compensar a movimentação da coluna de tubos.
NOTA:

CARACTERÍSTICAS:

 Rotação à direita e tensão na coluna para assentamento.


 Peso de coluna e rotação à direita para liberação.
 Liberação de emergência com parafusos ajustáveis.
 Quando assentado, permite manter a coluna de tubos em compressão, tensão ou
neutro. Considerando os limites de liberação de emergência.
 O mecanismo de operação é acima dos elementos selantes que o mantém protegido
na área do anular.

OPERAÇÃO:

PRÉ-ASSENTAMENTO:

 Checar a operação e o mecanismo de resistência.

154
ASSENTAMENTO:

 Descer o Obturador até a profundidade desejada.


 Mover a coluna lentamente para cima e simultaneamente girar à direita,
normalmente 3 - 4 voltas na maioria dos tamanhos. Isto irá fazer o mandril mover-se
do corpo, liberando as cunhas e iniciando o assentamento.
 Aplicar suficiente tensão para completar o empacotamento dos elementos selantes.
Ver tabela de tensão mínima para o tamanho especificado, na página seguinte.
 Considerar que a tensão efetiva depende da configuração dos elementos selantes e
das condições especiais e de temperatura dos poços.
 A tensão na coluna não poderá exceder 70% da capacidade total do mecanismo de
liberação de emergência.
 O empacotamento estará completo e a coluna poderá ser ancorada.

LIBERAÇÃO:

 Soltar uma pequena parte de peso da coluna sobre o Obturador.


 Girar a coluna à direita, enquanto se mantém o peso da coluna sobre o Obturador.
 Continuar se tudo estiver correndo direito.
 Movimentar a coluna para baixo e manter o peso até a retração total das cunhas.
 Continuar a movimentação da coluna para baixo de maneira que o equipamento
trave na posição de recuperação.
 O Obturador poderá ser recuperado ou reassentado.

LIBERAÇÃO DE EMERGÊNCIA:

Se o Obturador não pode ser liberado normalmente, o mecanismo secundário de


liberação poderá ser aplicado. Isto irá requerer uma tensão de força no Obturador em
excesso.
 Puxar o peso da coluna + a resistência dos parafusos de cisalhamento + a força
necessária para liberar o equipamento.

NOTA:

 Com o mecanismo cisalhado, as cunhas irão retrair, permitindo a recuperação


do equipamento.
 Considerar a resistência da coluna e capacidade da SONDA.

155
Recommended Min Tension for Pack-Off*

Nominal Minimum Tension


Packer Size lbs daN
4-1/2 8.000 3.600
5-1/2 10.000 4.500
6-5/8 12.000 4.500
7 12.000 5.400
8-5/8 18.000 8.100
9-5/8 18.000 8.100

* The actual amount of tension depends on element


configuration and well conditions especially-temperature.

WARNING!
At no time should the total tension on
The tool exceed 70% of the total shear
Release value.

Specification Table
Casing Packer
OD Weight ID Range Gage Element Spacer Bore Drift Thread Connection
Range Product Ring OD OD Diameter
min max
In Lb/∏ In In Number In In In In In
mm kp/m mm mm mm mm mm mm mm
4-1/2 13.5-9.5 3.920 4.090 3.771 3.625 3.734 1.992
20-183-4523-000 2-3/8EUE
114.3 20.1-14.1 99.6 103.9 95.8 92.1 94.8 50.60
23-20 4.670 4.778 4.500 4.375 4.500
20-183-5527-000
34.2-29.8 118.6 121.4 114.3 111.1 114.3
2-7/8 EUE
5-1/2 20-15.5 4.778 4.950 4.641 4.375 4.500 2.441
139.7 20-183-5527-000 62.0 Box Up
29.8-23.1 121.4 125.7 117.9 111.1 114.3
Pin Down
15.5-13 4.950 5.044 4.781 4.687 4.781
23.1-19.3 125.7 128.1 20-183-5727-000 121.4 119.0 121.4
34 5.595 5.595 5.406 5.375 5.406
20-183-6427-000
50.6 142.1 142.1 137.3 136.5 137.3
28-32 5.675 5.791 5.484 5.375 5.406
20-183-6527-000
41.7-47.6 144.1 147.1 139.3 136.5 137.3
6-5/8 2.441 2-7/8 EUE 3-1/2 EUE
24-28 5.791 5.921 5.625 5.500 5.609
168.3 20-183-6627-000 62.0 Box Up Box Up
35.7-41.7 147.1 150.4 142.9 139.7 142.5
Pin Down Pin Down
24 5.921 5.921 5.656 5.500 5.658
20-183-7027-000
35.7 150.4 150.4 143.7 139.7 142.5
17-20 6.049 6.135 5.812 5.750 5.812
20-183-7127-000
25.3-29.8 153.6 155.8 147.6 146.1 147.6
35-32 6.004 6.094 5.812 5.500 5.656
20-183-7135-000
52.1-47.6 152.5 154.8 147.6 139.7 143.7
29-26 6.276 6.276 5.968 5.750 5.968
7 20-183-7235-000 2-7/8 EUE 3-1/2 EUE
43.2-38.7 159.4 159.4 151.6 146.1 151.6 2.441 3.000
177.8 Box Up Box Up
26-20 6.456 6.456 6.078 5.750 5.968 62.00 76.2
20-183-7335-000 Pin Down Pin Down
38.7-29.8 164.0 164.0 154.4 146.1 151.6
20-17 6.538 6.538 6.266 6.125 6.250
20-183-7435-000
29.8-25.3 166.1 166.1 159.2 155.6 158.8
53.5-47.0 8.681 8.681 8.218 8.125 8.125
20-183-9545-000
79.6-69.9 220.5 220.5 208.7 206.4 206.4
9-5/8 47.0-40.0 8.835 8.835 8.437 8.125 8.218 2.992 3.958 3-1/2 EUE 4-1/2 EUE
244.5 20-183-9645-000 Box Up Box Up
69.9-59.5 224.4 224.4 214.3 206.4 208.7 76.00 100.53
Pin Down Pin Down
36.0-29.3 9.063 9.063 8.593 8.375 8.593
20-183-9745-000
53.6-43.6 230.2 230.2 218.3 212.7 218.3

156
7” Model “T” Retrievable Packer
20-183-7x35-00

Dimensional Data

20-183-7135-000 20-183-7235-000 20-183-7335-000 20-183-7435-000


Dim ln mm ln mm ln mm ln mm
A 77.00 1955.8 77.00 1955.8 77.00 1955.8 77.00 1955.8
B 60.00 1524.0 60.00 1524.0 60.00 1524.0 60.00 1524.0
C 47.00 1193.8 47.00 1193.8 47.00 1193.8 47.00 1193.8
D 7.687 195.2 7.687 195.2 7.687 195.2 7.687 195.2
E 37.13 943.1 37.13 943.1 37.13 943.1 37.13 943.1
F 5.78 146.8 5.78 146.8 5.78 146.8 5.78 146.8
G 7.00 177.8 7.00 177.8 7.00 177.8 7.00 177.8
H* 3-1/2 EUE or 2-7/8 EUE
I 4.500 114.3 4.500 114.3 4.500 114.3 4.500 114.3
J 5.812 147.6 5.968 151.6 6.078 154.4 6.266 159.2
K 5.500 139.7 5.750 146.1 5.750 146.1 6.125 155.6
L 3.875 98.4 3.875 98.4 3.875 98.4 3.875 98.4
M 3.000 76.2 3.000 76.2 3.000 76.2 3.000 76.2
N 4.500 114.3 4.500 114.3 4.500 114.3 4.500 114.3
O* 3-1/2 EUE or 2-7/8 EUE

157
Parts List

7135-000 7235-000 7335-000 7435-000


Item Description Qty (32-35) (26-29) (20-26) (17-20)
Parts Numbers
1 Top Coupling 3-1/2 EUE 1 512-615 512-615 512-615 512-615
2 Main Mandrel 1 512-596 512-596 512-596 512-596
3 Ratchel Block 1 512-595 512-595 512-595 512-595
4 Sel Screw 4 100-011 100-011 100-011 100-011
5 Ratchel Ring 1 512-594 512-594 512-594 512-594
6 Slide Screw 4 100-023 100-023 100-023 100-023
7 - - - - - -
8 Ratchel Spring 1 100-216 100-216 100-216 100-216
9 Segment Spring 4 100-209 100-209 100-209 100-209
10 Locking Segments (6pcs/set) 1 512-589 512-589 512-589 512-589
11 Drag Body 1 512-597 512-597 512-597 512-597
12 Drag Block 5 100-155 100-155 100-155 100-156
13 Drag Block Spring 30 100-214 100-214 100-214 100-214
14 Sel Screw 6 100-081 100-081 100-081 100-081
15 - - - - - -
16 - - - - - -
17 Locking Segments (6pcs/set) 1 512-586 512-586 512-586 512-586
18 Upper Cone 1 512-583 512-583 512-583 512-583
19 Slip Cage Retainer 1 512-582 512-582 512-582 512-582
20 Slip Cage 1 512-598 512-598 512-598 512-598
21 Slip 5 512-599 512-599 512-599 512-599
22 Slip Spring 5 100-234 100-234 100-234 100-234
23 Lower Cone 1 512-581 512-581 512-581 512-581
24 Slip Cage Spring 1 512-580 512-580 512-580 512-580
25 Upper Gage Ring 1 518-356 518-358 516-013 518-360
26 Element 80 Duro 2 514-890 510-542 510-548 510-550
27 Element 70 Duro 1 514-887 510-541 510-545 510-549
28 Lower Gage Ring 1 518-357 518-359 516-014 518-361
29 Lock Ring 1 512-614 512-614 512-614 512-614
30 Shear Ring 1 512-613 512-613 512-613 512-613
31 Shear Screw 12 100-025 100-025 100-025 100-025
32 Bottom Sub 3-1/2 EUE 1 512-576 512-576 512-576 512-576
33 Spacer Ring 2 510-826 510-827 510-827 510-828
34 Split Ring Retainer 1 512-587 512-587 512-587 512-587
35 Split Ring (2pcs/set) 1 512-585 512-585 512-585 512-585
36 Drag Retaining Ring 2 100-180 100-180 100-180 100-180
37 Segment Retainer 1 512-584 512-584 512-584 512-584
38 Ratchel Retainer 1 512-588 512-588 512-588 512-588
39 Wiper Seal 1 512-591 512-591 512-591 512-591
40 Wiper Support 1 512-590 512-590 512-590 512-590
Optional Equipment
26 Element 90 Duro 2 514-891 510-543 510-547 510-551
27 Element 60 Duro 1 514-886 510-540 510-544 510-548
1 Top Coupling 4-1/2 Lg Csg Thd 1 512-592 512-592 512-592 512-592
1 Top Coupling 2-7/8 EUE 1 513-609 513-609 513-609 513-609
32 Bottom Sub 2-7/8 EUE 1 100-512 100-512 100-512 100-512

*High class polymer elements are available

158
OBTURADORES (PACKER’s) RECUPERÁVEIS
PACKER PARA TESTES DE FORMAÇÃO

1. OBTURADOR (PACKER):

É um equipamento componente da coluna de teste, cuja a finalidade é isolar a


coluna hidrostática do anular coluna x revestimento, ou coluna x poço (preenchido
com lama ou fluido de completação), do interior do intervalo a ser testado.
Geralmente de acionamento mecânico para assentá-lo. Assentar um Obturador
significa fixá-lo no revestimento no fundo do poço e, através da aplicação do peso
da coluna acima do mesmo, comprimir os elementos de vedação. Ao fazer isso,
isola-se o fluido do anular do interior da coluna (normalmente com um pequeno
colchão), permitindo o fluxo do poço quando da abertura da válvula testadora.

2. OBTURADORES MAIS UTILIZADOS:

 POSITEST (FLOPETROL / SCHLUMBERGER)


 POSITRIEVE (FLOPETROL / SCHLUMBERGER)
 RTTS (HALLIBURTON)
 CHAMP (HALLIBURTON)
 Também são utilizados os Mod. R-3, EA (BAKER e nacionalizados pela
ENGEMAQ e CBV)
 Para testes em poços não revestidos:
o Obturadores Infláveis.

3. PRINCIPAIS TIPOS DE OBTURADORES:

RECUPERÁVEL PARA POÇO ABERTO (INFLÁVEL)

Consiste de uma borracha de grandes dimensões (30 cm, ou maiores) e alta


capacidade de deformação, que se adapta às paredes do poço (não revestido)
mesmo quando elas são irregulares.
O assentamento é feito com a simples aplicação de peso sobre ele. Existem
Obturadores com acionamento hidráulico.
Para o acionamento mecânico e compressão do elemento de vedação é necessário
que a extremidade da coluna de teste esteja apoiada no fundo do poço, ou na
parede através de uma âncora de parede.

RECUPERÁVEL PARA POÇO REVESTIDO

Geralmente utilizam-se Obturadores Mecânico a compressão.

159
Para poços revestidos os Obturadores possuem as seguintes partes principais:

DRAG-BLOCKS: Descem bastante justos ao revestimento. Fornecem o atrito


necessário para armar as cunhas.

CUNHAS: Uma vez acionadas, mantém o Obturador fixo no revestimento, permitindo


que todo o peso aplicado seja utilizado para expandir os elementos de vedação.

MECANISMO DE “J” SLOT: Consiste de uma cavidade em forma de “J” desenhada


no mandril, ou em uma camisa externa. Ao colocar o Obturador na profundidade
desejada, girar a coluna à direita (1/4 da volta de 360° para cada 1000 pés de
profundidade): os DRAG-BLOCKS ficam praticamente fixos no revestimento
permitindo que o pino movimente para o curso maior do “J” e permita a descida do
mandril. Ao descer apenas alguns centímetros, as cunhas armam e fixam o Obturador
ao revestimento. A partir deste momento, e com o aumento da compressão da coluna
sobre o Obturador, começa a expansão das borrachas.

ELEMENTOS DE VEDAÇÃO (BORRACHAS): Ao serem expandidas


(normalmente usa-se 1 tonelada para cada polegada do revestimento), promovem a
vedação anular - intervalo . A escolha das borrachas depende basicamente da
temperatura de trabalho (função da profundidade de assentamento) e características
dos fluidos.

BY-PASS: Ao final do teste (após a circulação reversa) deve-se desassentar o


Obturador para retirada da coluna de teste. Entretanto, como a válvula testadora está
fechada, tem-se abaixo do Obturador a pressão da formação e acima a pressão
hidrostática do fluido de completação (normalmente cerca de 1000 psi acima). Isto
gera uma força no sentido de dificultar o desassentamento que em muitos casos pode
ser bastante grande (no revestimento de 7” a área interna é de 30 polegadas
quadradas, gerando uma força de cerca de 15 toneladas para um diferencial de 1000
psi). para eliminar este diferencial é aberto um by-pass, que equaliza as pressões acima
e abaixo das borrachas.

160
Positest Packer

OD¹ ID WP¹¹ Service For Casing Sizes


(in.) (in.) (psi) (in. and lbm/ll)
1.1/4 9.600 Standard
1.1/2 10.300 Standard
2.0 9.800 Standard
2.4 16.800 Standard
1.78 11.700 H2S
2.3/4 16.800 H2S
2.1/2 8.200 Standard
2.1/4 15.700 H2S
3 11.100 Standard
¹ OD depends on gauge ring sizes.
¹¹ Several packers have a conversion that increases their working pressure.
¹¹¹ Has no bypass.

161
Positrieve Packer – J Type

OD¹ ID WP¹¹ Service For Casing Sizes


(in.) (in.) (psi) (in. and lbm/ll)
1.8¹ 9.500 Standard
2.0 8.000 Standard
2.43 10.000 Standard
2.43 10.000¹¹ Standard
3.0 9.000 Standard
3.0 9.000¹¹ Standard
3.0 11.000 Standard
¹ OD depends on gauge ring sizes.
¹¹ High performance Positrieve packers.

162
JUNTA DE CIRCULAÇÃO MODELO “R-2” BAKER
PRODUTO N° 675-05

DESCRIÇÃO

A junta de circulação (UNLOADING SUB) modelo “R-2” (Fab. Original Baker) é


utilizada para equalizar as pressões do interior da coluna, e do anular coluna-
revestimento, acima de um Cimentador Recuperável modelo “C-1” (FULL BORE –
BAKER).
Pode também ser usada com qualquer Obturador à tração, desde que a operação seja
compatível com a da junta.

CARACTERÍSTICAS

 A junta de circulação pode ser descida nas posições aberta ou fechada e operada
tantas vezes quantas forem necessárias.
 Para abrir a junta, deve-se aplicar peso, e para fechá-la é necessário tracionar a
coluna.

OPERAÇÃO

A junta de circulação é conectada imediatamente acima da ferramenta acompanhante.


É normalmente descida na posição aberta.
Permite a transmissão de torque por meio de uma chaveta localizada na extremidade
superior do corpo da junta.

FORÇAS REQUERIDAS PARA FECHAR E ABRIR A JUNTA:

SIZE TRAÇÃO NECESSÁRIA PESO REQUERIDO


PARA FECHAR PARA ABRIR
2.3/8” 2.500 lb. 3.000 lb
2.7/8” 3.000 lb 5.000 lb
4.1/2” 6.000 lb 8.000 lb

163
EFEITOS DAS PRESSÕES INTERNA DA COLUNA E DO ANULAR SOBRE A
JUNTA DE CIRCULAÇÃO

 As pressões da coluna e/ou do anular tendem a abrir ou fechar a junta, de acordo


com as forças hidráulicas que estejam atuando.
 A grandeza destas forças é determinada pelo tamanho da coluna empregado, com
um particular tamanho de junta.
 É praticamente impossível fornecer juntas individuais hidraulicamente balanceadas
para cada tamanho de coluna, e as forças que atuam podem ser facilmente
compensadas pela aplicação de tração na coluna, quando necessário.
 Existem cartas preparadas para fornecer informações imediatas para o controle da
junta sob todas as condições de pressão.
 A pressão referida é a pressão na ferramenta – (pressão indicada na superfície mais a
pressão hidrostática).
 As tabelas mostram as áreas sob ação de tais pressões é o método de determinação
de tais pressões.
 A tabela mostrada é feita de tal maneira que quando as pressões da coluna ou anular
aumentam, as áreas sobre as quais as pressões agem para desenvolver forças que
tendem a abrir a junta de circulação, são sombreadas.
 Quando as forças resultantes tendem a fechar a junta, as áreas são mostradas sem
sombra.
 Um aumento na pressão multiplicado pelo dado sem sombra, resulta na força que
tende a abrir a junta, enquanto que um aumento na pressão multiplicado pelo dado
sem sombra, resulta na força que tende a fechar a junta de circulação.
 Entretanto, quando as pressões diminuem, será necessário usar área mostrado na
coluna 4 da tabela, na direção reversa daquela indicada, isto é, uma figura
sombreada é usada como se fosse uma coluna sem sombra, e vice-versa.
 Por exemplo: quando um pistoneio causar um decréscimo na pressão do tubo, esta
diminuição de pressão, multiplicado pelo dado sombreado resulta na força tendendo
a abrir a junta.

OBS.: Jamais descer Obturador modelo “C” FULL BORE sem junta de circulação
modelo “R-2” à compressão.
 “R-2” é o aperfeiçoamento do modelo “R-1” por apresentar maior
área de circulação.

164
ÁREAS ACTING TO OPEN OR CLOSE THE UPSTRAIN UNLOADING SUB
TUBING PRESSURE GREATER THAN ANNULUS PRESSURE GREATER
TUBING ANNULUS PRESSURE THAN TUBING PRESSURE
UNLOADER OR AREA ACTED AREA ACTED AREA ACTED AREA ACTED
SIZE DRILL PIPE UPON BY UPON BY UPON BY UPON BY
TUBING ANNULUS ANNULUS TUBING
OD WT. IN LBS. PRESSURE (1) PRESSURE (2) PRESSURE (3) PRESSURE (4)
2-3/8 4.6 – 4.7 0.05 1.25 0.05 1.25
2-3/8 2-7/8 6.4 – 6.5 1.50 3.31 2.00 0.30
3-1/2 9.2 – 9.3 3.81 6.37 5.19 2.63
2-3/8 4.6 – 4.7 1.54 0.24 2.06 3.37
2-7/8 6.4 – 6.5 0.00 1.83 0.00 1.83
3-1/2 9.2 – 9.3 2.37 4.95 3.13 0.54
9.5 5.18 7.86 6.05 3.37
2-7/8 4 11 4.79 7.86 6.05 2.98
9.5 8.44 11.20 9.39 6.63
11.6 7.87 11.20 9.39 6.06
4-1/2 13.5 7.37 11.20 9.39 5.56
16.6 6.80 11.20 9.39 4.99
3-1/2 9.2 – 9.3 2.44 0.14 2.24 4.82
9.5 0.42 1.96
4 3.09 0.71
11 0.01 2.37
4-1/2 12.6 – 12.75 2.83 0.45
16.6 2.01 6.43 4.05 0.37
4-1/2
18.1 1.60 0.78
20 0.93 1.45

PART LIST
(DRAWINGS 156-393 & 147-297)

SIZE AND COMMODITY NUMBER


ITEM PARTE NAME NO. MODEL “R-2” MODEL “R-1”
NO. REQ’D 2-3/8 2-7/8 4-1/2
1 Top Sub 1 01-47239-00 01-48260-00 01-44398-00
(2-3/8 EU) (2-7/8 EU) (4-1/2 EU)
2 Key 1 01-47286-00 01-48261-00 01-44595-00
3 O-Ring 1 WW-B338-H40 Not Used
4 O-Ring 1 WW-B334-H40 WWB-338-H40 WW-B248-H40
5 Housing 1 01-61411-00 01-56426-00 01-50829-00
6 Seal Retaining Nut 1 01-47232-00 01-48263-00 01-44392-00
7 Seal Ring 1 01-63292-00 01-48264-00 01-63293-00
8 Latch 1 01-56392-00● 01-56392-00 01-46129-00
9 O-Ring 1 WW-B335-H40 WW-B339-H40 WW-B432-H40
10 Body 1 01-56389-00 01-56390-00
01-50830-00
(01-66169-00)* (01-66453-00)*
11 O-Ring 1 Not Used WW-B239-H40 WW-B257-H40
- Comm. No. - 675-05-5000 675-05-5800 675-05-9000
* Plated Body When Ordered Only
● Optional Latch 01-56391-01 (3000 # To Close 6,000 # To Open) When Ordered Only

165
JUNTA DE CIRCULAÇÃO MODELO “S”
PRODUTO N° 671-11

DESCRIÇÃO

É utilizada para equalizar a pressão entre o interior da coluna e o anular da coluna-


revestimento, acima de um Obturador modelo “G”, ou um outro Obturador à
compressão de operação compatível.
A junta modelo “S” não deve ser usada em trabalho pesado e, portanto não é
recomendada para uso com ferramenta de operação como o Cimentador modelo C-1,
“FULL BORE”.

CARACTERÍSTICAS

 Pode ser descida nas posições aberta ou fechada e pode ser operada quantas vezes
forem necessárias.
 Permite a circulação do anular para a coluna ou vice-versa.
 Durante a descida, é mantida na posição desejada por intermédio de parafusos de
cisalhamento.
 É disponível nos tamanhos 2.3/8 e 2.7/8, dando passagem plena quando usada com a
coluna adequada (veja tabela).
 É de fácil operação, sendo fechada por compressão e aberta por tração na coluna.

OPERAÇÃO

1. O tamanho da junta de circulação modelo “S” deve ser escolhido de acordo com a
coluna a ser descida, conforme a tabela, pois isto resultará em menores áreas
desbalanceadas.
2. A junta de circulação deve ser adaptada acima da ferramenta acompanhante.
3. O torque é transmitido pela junta por intermédio de uma chaveta engastada no corpo
(BODY) ou mandril, que ocorre numa ranhura (SLOTS) da carcaça da junta
(HOUSING).
4. Quando a junta de circulação é descida na posição fechada, o peso aplicado para
assentar o Obturador, ajuda a mantê-la fechada.
5. Para abri-la é necessário aplicar uma tração equivalente ao peso da coluna sobre a
junta, mais a força para cisalhar os parafusos.
6. Quando é descida na posição aberta, o peso requerido para assentar o Obturador
romperá os parafusos de cisalhamento e fechará a junta, sendo suficiente para
vencer as forças que tendem a abri-la.

166
EFEITOS DOS PARAFUSOS DE CISALHAMENTO SOBRE A
OPERAÇÃO DA JUNTA DE CIRCULAÇÃO

 Cada parafuso de cisalhamento resiste a uma força de 3.000 lb.


 Quando instalados 6 parafusos, serão necessárias 18.000 lb de força para abrir ou
fechar a junta.
 Esta força necessária para cisalhar os parafusos pode resultar de uma tração ou
compressão de coluna, ou de pressão atuando em uma área desbalanceada da própria
junta.
 No cálculo da força tendendo a abrir a junta, ou mesmo mantê-la fechada, deve ser
levada em consideração a força total requerida para cisalhar os parafusos.

EFEITOS DAS PRESSÕES NA COLUNA OU DO ANULAR


SOBRE A JUNTA DE CIRCULAÇÃO

 A junta de circulação modelo “S” é balanceada para os tamanhos de coluna de


projeto.
 Se for utilizada com colunas de tamanhos diferentes daqueles para os quais foi
projetada, surgirão grandes áreas desbalanceadas que precisarão ser consideradas.
 Na tabela anexa, as áreas sombreadas, multiplicadas pela pressão diferencial,
indicam as forças que tendem a abrir a junta, do mesmo modo que as áreas não
sombreadas, multiplicadas pela pressão diferencial nos dão a força que tende a
fechar a junta.

INCREASE IN TUBING OR
TUBING ANNULUS PRESSURE AT DECREASE IN TUBING
UNLOADER THE TOOL PRESSURE AT THE TOOL
SIZE TUBING ANNULUS BECAUSE OF SWABBING
SIZE O.D. WT. IN LBS. AREA AREA TUBING AREA
1 2 3
2.75
1.900 2.90 -2.42 +1.63 +2.42

2.062 3.4 -2.05 +1.12 +2.05


2-3/8 4.6
2-3/8 4.7 -1.33 +0.03 +1.33
6.4
2-7/8 6.5 -0.22 -2.03 -0.22
4.6
2-3/8 4.7 -3.40 -2.10 -3.40
6.4
2-7/8 2-7/8 6.5 -1.81 -0.04 +1.81

3-1/2 9.2 +0.50 -3.09 -0.50

167
‘HOLD-DOWN” MODELO “K-2”
PRODUTO N° 418-03

1. CARACTERÍSTICAS

 O “HOLD-DOWN” modelo “k-2” pode ser usado com Obturadores à


compessão.
 Para cada botão de fixação e bloco de fricção, possui 2 molas.
 Tais molas estão colocadas em posição de modo a evitar que durante a
descida haja algum movimento brusco dos botões contra o revestimento.

2. OPERAÇÃO

1. O controle do movimento dos botões de fixação é obtido no modelo k-2 pela


colocação de duas molas, uma leve e outra pesada, entre o pistão e o bloco de
fricção.
2. A mola leve prende o bloco de fricção contra o revestimento e empurra o botão
para que o mesmo não se movimente a qualquer momento.
3. Quando a pressão cresce, durante a descida ou retirada da ferramenta, a pressão
da coluna de tubos atua na área interna do pistão (botão). Isto vai forçar o pistão
para o exterior, até que a mola pesada faça contato com o bloco de fricção. Esta
mola pesada só funciona quando o botão quer fixar no revestimento.
4. Os pistões quando sujeitos à pressão interna, se expandem até o permitido pela
mola. A face externa do pistão (dentes) está agora a distância de 3/32” do
revestimento.
5. Para vencer esta distância é necessário um diferencial de pressão de 170 a 200
psi. Aí o botão se move os 3/32” finais, e se prende ao revestimento.
6. O bloco de fricção tem 2 finalidades:
a) Centralizar e proteger os botões de fixação na descida da coluna;
b) Impedir que os botões se prendam no revestimento prematuramente.

3. ESPECIFICAÇÃO

É função do diâmetro e peso do revestimento.

168
CENTRALIZADOR PARA OBTURADORES
(PATENTE PETROBRAS)
PI – 8901637-8

DESCRIÇÃO

Dispositivo composto de um corpo tubular robusto, apresentando no centro um


conjunto de alertas que se projetam externamente e verticalmente, são sulcos ou
canaletas para facilitar a circulação de fluidos. Extremidades com conexões caixa x
pino, tipo rosca API - EU ou NU. Diâmetro externo expandido e proporcional ao
diâmetro e peso do revestimento do poço onde será corrido. Diâmetro interno conforme
norma API da conexão.

APLICAÇÃO

Em poços com Liner. Principalmente em poços direcionais e horizontais.

INSTALAÇÃO

Componente da coluna de testes e/ou de produção. Conectado a extremidade inferior


do Obturador (PACKER) para guiar e protegê-lo durante movimentação descendente e
passagem no topo do Liner.

ESPECIFICAÇÃO

É especificado pelo diâmetro externo que é função do diâmetro e peso do revestimento.


Ex.: centralizador (para Obturadores PACKER’S) tamanho 5.3/4 pol. DE., conexões cx
x pino, rosca API 2.7/8 EU (Revestimento de 7 Pol - peso 20 a 32 Lb/pé).

169
ANEXO I

CUIDADOS COM OBTURADORES


HIDROSTÁTICOS,
HIDRÁULICOS E MECÂNICOS

Em anexo desenhos explicativos dos lugares onde não podemos usar chaves nos
Obturadores quando da conexão e conexão á coluna.

Este procedimento visa reduzir e evitar danos ao equipamento.

Todos os Obturadores retirados do poço deverão passar pelos seguintes cuidados:

1. Lavar com jato de água industrial;


2. Proteger a área de vedação do mandril;
3. Proteger as áreas de vedação das borrachas, quando estas estiverem destruídas;
4. Proteger as roscas do “Top sub e Bottom sub”;
5. Para Obturador mecânico verificar se tem condições de reutilização:
1.1. Verificação nos Obturadores mecânicos: elemento de vedação, selo e cunhas.
6. Identificar o “Obturador” informando o poço em que foi descido;
7. Enviar para recuperação, juntamente com, boletim ou relatório que conste o
problema ocorrido.

Estes procedimentos visam um melhor controle do equipamento, evitar perdas


materiais e de tempo e também para que possamos fazer uma análise e corrigir os
problemas que por ventura existam.

ATENÇÃO:
INFORMAR TODAS AS
IRREGULARIDADES OBSERVADAS
DURANTE AS OPERAÇÕES DE
ASSENTAMENTO E
DESASSENTAMENTO. (QUALQUER
TIPO E MODELO DE OBTURADOR)

170
ANEXO II

GRÁFICO DE ASSENTAMENTO E DESASSENTAMENTO

OBTURADORES MECÂNICOS

ASSENTAMENTO DESASSENTAMENTO

R-3SG/DG;
MODELO EA/E;
G, GU, EGU, RGU
Rotação à direita Tração
e compressão

MODELO AD-1, ADR-1,


EDR-1
Rotação à Elevar coluna Aliviar a Rotação à
esquerda e tração p/ liberar tensão na direita (travar
ancoragem na coluna (linha J. pino e
superfície neutra sobre o cunhas)
Obturador)

MODELO LOK-SET A-2/C-2

Rotação à Tração Compressão Rotação à


direita e direita e
compressão tração

171
ASSENTAMENTO DESASSENTAMENTO

MODELO C-1 FULL


BORE
Rotação à Elevar a coluna Aliviar a tensão Rotação à
direita e p/ liberar na coluna (linha esquerda e
tração ancoragem na neutra sobre o tracionar a
superfície Obturador) coluna

INTER-LOCK LIBERAÇÃO PRIMÁRIA


MODELO (NLS)  Liberar tração ou compressão
Rotação à Retirar tensão Tração Coloque em Rotação à
direita e neutro (linha direita e
tração neutra sobre o compressão
Obturador)

LIBERAÇÃO SECUNDÁRIA
(EMERGÊNCIA)
 Só aplicar se não for possível girar à direita.
 Obturador não poderá ser reutilizado.
Retirar a Compressão Tração Tração até
tensão. (Reduzida) liberar o
Coloque em Obturador
neutro (linha
neutra sobre o
Obturador).

MODELO UNI OBT. LIBERAÇÃO PRIMÁRIA


TÉRMICO XVI  Liberar tração ou compressão
e VI
Descer a Subir a coluna Continuar o Movimentar a Reduzir carga Tração
coluna 3 pés a enquanto gira torque à coluna (linha sobre o
mais que a à direita até a direita e neutra sobre o Obturador e
prof. Desejada prof. Desejada descer a Obturador) girar a coluna à
coluna 8 pol. direita

172
ASSENTAMENTO DESASSENTAMENTO

 COM JUNTA DE EXPANSÃO


Liberar o torque. Tração na coluna Descer coluna Girar a coluna Movimentar a
Aplicar (testar cunha até fechar a à direita. coluna (linha
compressão (4 a sup.) junta Tração na col. neutra sobre o
20 mil lbs) (verificar Obturador).
travamento da
junta).

Reduzir a Tração
carga sobre o
Obturador e
girar a coluna
à direita

173
ANEXO III

CUSTO DE OBTURADORES (PACKER’s) EM DÓLAR (US$)

MODELO / TAMANHO US$ MODELO / TAMANHO US$


EA – 45 16,000 K-2 DG, - 45 * 8,000
EA - 47 19,000 K-2 DG, - 47 11,000
EA – 51 24,000 K-2 DG, - 51 15,000
R-3 SG – 45 6,700 A-2 / C-2, - LOK-SET, 45 9,850
R-3 SG – 47 7,200 A-2 / C-2, - LOK-SET, 47 11,450
R-3 SG – 51 12,500 A-2 / C-2, - LOK-SET, 51 12,900
R-3 DG – 45 5,000 INTER-LOK - 45 * 2,500
R-3 DG – 47 6,700 INTER-LOK - 47 3,800
R-3 DG – 51 27,000 INTER-LOK - 51 * 8,500
G - 45 1,300 GE - 7, 45 * 600
G - 47 2,500 GE - 7, 47 980
G - 51 * 3,500 GE - 7, 51 * 1,300
GU - 45 1,700 UNI-OBT. XVI - 47 2,850
GU – 47 * 2,500 SC – 1L, - 47 * 7,800
EGU/RGU – 45 1,600 SC – 1, - 51 * 10,000
EGU/RGU – 47 * 2,800 FH – 45 4,500
EGU/RGU – 51 * 3,500 FH – 47 10,000
AD-1/ADR-1/ED-1, - 45 900 FH – 51 15,500
AD-1/ADR-1/ED-1, - 47 1,200 FHL – 47 11,000
AD-1/ADR-1/ED-1, - 51 * 3,500 HH – 45 * 5,500
C-1/C-2, - FULL BORE, - 45 9,250 HH – 47 * 10,000
C-1/C-2, - FULL BORE, - 47 15,500 HH – 51 * 15,000
C-1/C-2, - FULL BORE, - 51 21,600 HHL – 47 * 11,000
AR-1/MR-1, - 45 * 6,000 RH – 45 * 7,000
AR-1/MR-1, - 47 * 7,000 RH – 47 9,000
AR-1/MR-1, - 51 * 10,000 RH – 51 19,700
D, - 45 (PERMAN.) 4,100 RDH – 47 11,066
D, - 47 (PERMAN.) 4,800 RDH – 51 * 15,000
D, - 51 (PERMAN.) * 9,000 Packer –off “D” – 47 (BAKER) 31,000
DB, - 45 (PERMAN.) * 4,500 Packer-off “HECD” – 47 (CAMCO) 20,000
DB, - 47 (PERMAN.) 3,000 Packer-off “HECD” – 51 (CAMCO) * 30,000
DB, - 51 (PERMAN.) * 9,000 OBT. DUPLO – 47 (TIW) 15,180
F-1, - 45 (PERMAN.) 4,400 EH – 47 (ENG) 4,150
F-1, - 47 (PERMAN.) 8,500 GST – 47 – Vapor – (ELDER) 4,345
F-1, - 51 (PERMAN.) 10,500 INTER-LOCK – 47 – Vapor – CBV 6,800
FB-1, - 45 (PERMAN.) * 5,000 OBT. “T” – (CAMCO) 3,890
FB-1, - 47 (PERMAN.) * 7,000 OBT. “GT” – DUPLO (BAKER) 24,701
FB-1, - 51 (PERMAN.) * 11,000

FONTE: Tabela de preços E & P BC


Tabela de preços E & P RN/CE GEPRO/GENPO/GPC
Os valores com asterisco (*) são estimados

174
ANEXO IV

GUIA PARA IDENTIFICAÇÃO DE OBTURADORES

DADOS DE PESQUISAS:

 Manual Técnico Fabricantes: ENGEMAQ, BAKER, CBV


 Verificações “IN LOCO”
 Gravações conforme acordo PETROBRAS, FABRICANTES E CIA. DE
SERVIÇOS.

1. CONE

FABRICANTE BAKER ENGEMAQ CBV


NP CONJ 781-08-3669 25.210.18.01 012.050.005
NS CONJ 442 AB 87.0370.11 004.85
NP PEÇA 02-07237-00 25.210.01.01.20.00 012.029.006
NS RECUP BN 010 NSM – 310
NS MONT N 020

 A identificação dos Obturadores, independente de modelo, tamanho ou


fabricante, está localizada no Cone, indicado no desenho com o número 1.
 O exemplo acima se refere a um Obturador Mod. “FH” Tam. 47B4
(ENGEMAQ E BAKER).
 O exemplo CBV refere-se a um Obturador Mod. RR-3 Tam. 45.
 O NS de recuperação vale o mesmo de fabricação para o fabricante CBV.

175
ANEXO V

RELAÇÃO TEMP. X PROFUNDIDADE (APROXIMADO)

RANGE TEMPERATURA (°F) PROF. DE ASSENTAMENTO (m)


0 – 200 0 – 200
100 – 275 300 – 3250
250 – 350 2800 - 4500

OBS.: Ao assentar um Obturador, verificar a compatibilidade da borracha com


temperatura à profundidade de assentamento através de gradiente térmico.

DADOS DE PESQUISAS:

 Manual Técnico Baker Service Tool / Packer’s - Index - 301/1985 -


420.10/1978.

2. ENVELHECIMENTO DA BORRACHA

 A vulcanização da borracha é uma reação química em presença de calor,


formando entre as moléculas do elastômero para atingir características
mecânicas e químicas predeterminadas.
 O envelhecimento da borracha é causado pelo aumento das ligações
químicas do elastômero, que é
 Acelerado em presença da luz, calor ou ozônio.
 A borracha envelhecida perde suas características mecânicas e químicas
originais.
 O valor absoluto da dureza da borracha não possui correlação direta com
sua resistência mecânica. Entretanto, o aumento da dureza, em relação ao
seu valor original, indica o grau de envelhecimento da borracha.
 Dependendo do tipo de aplicação do produto, não é recomendado o seu uso
quando a dureza da borracha atingir mais de cinco pontos acima da dureza
original.

3. RECOMENDAÇÕES PARA ARMAZENAGEM

 Use sempre produtos mais antigos do estoque.


 Mantenha o local de armazenagem escuro, seco e fresco.
 Não estoque produtos de borracha amassados ou dobrados.
 Mantenha os produtos de borracha longe de motores elétricos ou
equipamentos geradores de campo magnéticos, pois estes produzem ozônio.
 Evite o contato da borracha com óleos, graxas ou solventes.

176
ANEXO VI

DETERMINAÇÃO DO ESPAÇAMENTO

ASSENTAMENTO DO OBTURADOR MECÂNICO

DETERMINAÇÃO DO ESPAÇAMENTO

Com o objetivo de tocar corretamente o Obturador, se necessita saber o curso de


assentamento do mesmo, profundidade desejada, tamanho da coluna de produção, tamanho do
revestimento e a tensão ou compressão desejada no Obturador.
Para Obturadores de fabricação “PETROL” o curso é de 14 pol., e o gráfico a seguir dá
a variação de comprimento requerida para a combinação revestimento/coluna em questão.
Exemplo: Caso se esteja deixando o Obturador sob tensão, usar apenas a parcela inferior
(compressão) do mesmo.
Exemplo: Uni-Obturador XVI – térmico.

Obturador : Uni Obturador XVI de 7X2.7/8 pol/nominal


Coluna de produção : 2.7/8 EU-8 RD/6.5 lb/pé-N80
Revestimento : 7 pol X 26 lbx/pé, N80
Profundidade assentamento : 8.000 pé
Peso desejado : 15.000 lbs

Solução: Curso assentamento : 14 pol (p/baixo)


Compressão (gráfico) : 26 pol (p/baixo)
Empeno (gráfico) : 04 pol (p/baixo)
TOTAL : 44 pol (p/baixo)

Ocasionalmente a coluna deverá ser deixada sob tensão. Para o mesmo exemplo apenas
invertendo para tensão 15.000 lbs temos:

Solução: Curso assentamento : 14 pol (p/baixo)


Tensão (gráfico) : 26 pol (p/cima)
TOTAL : 44 pol(p/cima)

Deixamos de considerar o valor do empeno no gráfico por naturalmente não ocorrer


flambagem sob tensão apenas e em ausência de pressões ou alterações nas condições do fluido.
A compressão máxima admissível é função do tamanho e resistência da coluna. Para
avaliar esta característica, usar a seguinte fórmula:

Fmax=(S) (W)/10

Onde: Fmax - máxima carga de compressão sem deformações permanentes na coluna


S - limite escoamento material da coluna
W - peso em lbs por pé linear de coluna

Exemplo: Coluna 2.7/8 EU-8D/6.5 lb/pé J55


Solução: Fmax = (55000) (6.5)/10 Fmax = 35750 lbs

177
A tabela a seguir fornece alguns valores para compressão máxima de vários materiais
e bitolas de coluna.

TAMANHO GRAU DO TUBO


TUBO E
PESO (lbs/ft) H-40 J-55 C-75 N-80 C-95 P-105
1.660” 2.4 9,600 13,200 18,000 19,200 22,800 25,200
1.900” 2.9 11,600 15,950 21,750 23,200 27,550 30,450
2-1/16” 3.4 13,600 18,700 25,500 27,200 32,300 35,700
2-3/8” 47 18,800 25,850 35,250 37,600 44,650 49,350
2-7/8” 6.5 26,000 35,750 48,750 52,000 61,750 68,250
3-1/2” 9.2 36,800 50,600 69,000 73,600 87,400 96,600

MÁXIMA COMPRESSÃO RECOMENDADA lbs

DETERMINAÇÃO DO ESPAÇAMENTO (SLACK-OFF)

A determinação do espaçamento também conhecido tecnicamente como Slack-Off


é um peso ou tração adicional aplicado para fixar um Obturador e nos acessórios (SNAP
– LATCH, LOCATOR, etc.) para Obturadores Permanentes a uma determinada
profundidade.
Para calcularmos o espaçamento ou Slack-off é necessário aplicarmos alguns
parâmetros, aplicando-os ou adequando-os para as unidades que melhor represente ou
disponíveis durante as operações.

 EXEMPLOS PARA OBTURADORES:

ESPAÇAMENTOS EM CENTÍMETROS:

1. Converter a profundidade de assentamento de metros para pé (multiplicar pelo fator


3,28).
Ym x 3,28 = Xpé

2. Predeterminar a tração ou peso a ser aplicado sobre o Obturador (em libras).

3. Aplicar o fator correspondente à coluna de tubos em uso.

 Fator para coluna

COLUNA 2.3/8 EU 2.7/8 EU 3.1/2 EU


FATOR 0,99 0,66 0,43

178
 EXEMPLOS PRÁTICOS: não estamos considerando o DRAG (arraste da
coluna)

1. Fixar um Obturador mod. AD-1, tamanho 45A/B a uma profundidade de


1.200 m com coluna de tubos de 2.3/8 EU, aplicando uma tração de 10.000
lbs.

1.200 x 3,28 x 8.000 x 0,99 = 31,1 cm


1.000.000

2. Idem para Obturador mod. R-3 DG, tamanho 47B, a profundidade de


1.500m, com coluna de tubos de 3.1/2 EU, aplicando 8.000 lbs de peso.

1.500 x 3,28 x 8.000 x 0,43 = 38,9 + 76,2 = 115,1cm


1.000.000

NOTA: 76,2cm é o curso do mandril.

3. Idem para Obturador mod. FH, tamanho 47B, a profundidade de 2.000m,


com coluna de tubos de 2.7/8 EU, aplicando 10.000 lbs de peso.

2.000 x 3,28 x 10.000 x 0,66 = 43,2cm


1.000.000

NOTA:

 Tratando-se de Obturadores que possuem mandril longo, isto é, que fazem parte do
mecanismo de assentamento, ou movimento para início de assentamento, considera-
se o comprimento do mandril independente do espaçamento.
 Em Obturadores hidrostáticos, hidráulicos e acessórios sobre Obturadores
Permanentes, aplica-se o espaçamento quando se previr operações de
fraturamentos, acidificações ou qualquer outra em que se utilizem altas pressões.
 Quando a composição de coluna inclui Junta de Expansão e Separação (T.S.R.),
não se aplica espaçamento (SLACK-OFF) nos Obturadores hidrostático, hidráulico
e permanente.
 Nas completações com sistema de produção hidráulico ou outro sistema em que há
circulação de fluido com temperaturas médias a elevadas, deve-se aplicar o mínimo
de peso possível sobre o Obturador. Excesso de peso ocasiona flambagem na
coluna e mais a temperatura atuante alongará a coluna complementando o pelo
sobre o Obturador, o que poderá ocasionar o espaçamento (SLACK-OFF) superior
ao limite de resistência do equipamento.
 A tração ou peso aplicado sobre um Obturador depende da dureza dos elementos de
vedação (borrachas).

179
INCHES SETTING STROKE ON TUBING
FOR DESIRED TUBING WEIGHT OR TENSION ON PACKER

The following equation may be used for calculating inches of setting stroke for tubing for desired weight or tension on
packer.

INCHES = Desired weight x Packer depth x Factor


1000 1000

TUBING SIZE TUBING SIZE CASING SIZE


O.D. Weight FACTOR O.D. Weight FACTOR O.D. Weight FACTOR
Inches Lbs/Ft Inches Lbs/Ft Inches Lbs/Ft
2.10 .829 7.70 .224 15.00 .114
1.660 2.40 .748 9.20 .193 18.00 .095
3.02 .567 9.30 .193 5.000 20.80 .082
2.40 .717 10.20 .172 24.20 .071
1.900 2.75 .625 3.500 12.70 .136
2.90 .625 12.80 .138 14.00 .124
3.64 .468 12.95 .136 15.50 .111
14.90 .116 5.500 20.00 .101
17.05 .097 23.00 .075
2.200 3.40 .526
9.40 .166 17.00 .102
4.70 .383 10.80 .163 20.00 .087
2.375 5.95 .295 4.400 11.00 .163 23.00 .075
6.20 .288 11.60 .150 26.00 .066
7.70 .232 13.40 .131 7.000 29.00 .059
32.00 .054
6.40 .276 . 35.00 .049
6.50 .276 12.60 139 38.00 .046
7.90 .222 12.75 .139
2.875 8.70 .201 4.500 15.50 .113 NOTE:
8.90 .197 16.90 .096 The factors apply only to pipe that
9.50 .185 19.20 .091 has not been stretched or is not
11.00 .159 being stretched beyond its elastic
11.65 .149 limit. An allowance for colling and
friction are included in the factor.

180
ANEXO VII

EXERCÍCIOS PROPOSTOS

1. Analisar as características dos poços, tipo de intervenção, etc. e propor o(s)


Obturador(es) e/ou Acessórios mais adequados para compor a coluna de trabalho
(provisória) ou de produção (definitiva).

2. Justificar e comentar as alternativas propostas.

3. Descrição sucinta de como operam os equipamentos.

4. Lembre-se:

Você está programando a composição da coluna de trabalho ou produção.


Considerar as características do Obturador, acessórios e as facilidades ou
dificuldades operacionais.
Considerar também os custos.
É muito importante o aspecto segurança.
Você deseja o melhor rendimento possível do equipamento.
Considerar se for o caso, que se trata de uma condição passageira ou provisória.
É muito importante sua decisão, pois você está no campo, ou na sonda, ou na boca
do poço. A decisão é sua.
Todos os aspectos e situações que você analisar e considerar são muito
importantes.
Conteste suas opções, depois decida.

EXERCÍCIOS

1. Equipar poço com profundidade de +/- 3.500m. Características do poço: Surgente,


fluido gás com percentual de H2S, alta temperatura, revestimento de 7 pol (29
lb/pé).
 Qual o Obturador ideal?
 Quais os acessórios?
Obs.: Coluna com Junta de Expansão e Separação (T.S.R.)

2. Equipar poço na área Marítima. Características do poço: Surgente, fluido de óleo,


gás e água, direcional, profundidade 2.500m.

3. Equipar poço completação dupla, com as seguintes características: Não surgente,


fluido óleo, gás e água.
Sistema de produção:
 Bombeio mecânico no intervalo superior.
 Injeção de água no intervalo inferior.

181
4. Equipar poço, completação dupla, com duas (2) colunas e um (1) Obturador.
Características: Não surgente, fluido óleo, gás e água, profundidade de 1,25m.
Sistema de produção:
 Bombeio mecânico no intervalo superior.

5. Equipar poço, completação dupla, com duas (2) colunas e dois (2) Obturadores
(sendo um deles permanente). Características do poço: Surgente, RGO diferente,
profundidade 1.500m e 1.595m dos intervalos, zonas A e B respectivamente.

6. Quais os modelos de Obturadores que possuem mecanismo de assentamento com


segmento de controle e de travamento e rosca tipo cremalheira. Qual o segredo de
assentamento e desassentamento?

7. Operação de fraturamento.
Poço vertical, profundidade do intervalo 1.500m.

8. Equipar poço para produção, sistema bombeio mecânico, profundidade de


assentamento 150m.
 Qual o Obturador?
 Adequar componentes (borracha, etc.)

9. Equipar poço para injeção de vapor. Quais as opções? Comente.

10. Desejamos fazer um empacotamento do intervalo superior utilizando Obturador de


assentamento mecânico e o Obturador inferior para isolar e permitir a produção do
intervalo inferior. Quais os Obturadores?

11. Completação com “BCS”.


 Quais os Obturadores e Acessórios?
 Comente características dos Obturadores que você conhece
(profundidade de assentamento, etc.)

12. Descer coluna com Obturadores para efetuar fraturamento ou testes seletivos.

13. Poço Equipado com duas (2) colunas e um (1) Obturador para o sistema de
produção por bombeio mecânico. Profundidade do intervalo 850m.
 Obturador com vedação constante e positiva.
 Qual o Obturador e outros acessórios da coluna?
 Qual o procedimento para retirada da coluna com Obturador, mantendo
a segurança do poço, visto que não é possível operar com W.L. para
comunicar o anular X coluna.

14. Poço equipado com Obturador Permanente. O programa determina operação de


fraturamento no intervalo superior (acima do Obturador). Como isolar o intervalo
inferior abaixo do Obturador? Qual o equipamento? Comente.

15. Equipar o poço para injeção de água nas zonas “A” e “B”, profundidade dos
intervalos 250m (“A”) e 420m (“B”). As vazões serão diferentes para as zonas.
Utilizar duas (2) colunas e um (1) Obturador.

182
16. Qual o princípio de funcionamento das válvulas do anular (PGV, AGV, VR)?

17. Qual o Obturador com passagem dupla, utilizando nas completações com BCS, que
permite a injeção de inibidores (produtos químicos)?

18. Como se processa o amortecimento de um poço com sistema de “BCS” e equipado


com Obturador com passagem dupla (PACK-OFF)?

19. Qual a diferença básica entre os Obturadores Permanentes modelos “D” e “F-1”?

20. Explique o mecanismo das ferramentas utilizadas para assentamento a cabo dos
Obturadores Permanentes.

21. Comente sobre as partes principais dos Obturadores Mecânicos: DRAG-Blocks,


Cunhas, Mecanismo de J. Slot.

22. Quais as aplicações das válvulas utilizadas com Obturadores (Pack-off)


recuperáveis no sistema com “BCS”.

183
TABELAS E FÓRMULAS

FÓRMULA PARA ELONGAMENTO DE TUBULAÇÃO DE PRODUÇÃO

Forças envolvidas, considerando a coluna ancorada no Obturador:

 Efeito pistão, F1 = (Ap – Ai) . ΔPt – (Ap – Ao) . ΔPa


 Efeito de flambagem (buckling effect), F2 = Ap (ΔPt – ΔPa)
 Efeito de balão (balloning effect), F3 = 0,6. (ΔPts x Ai – Δpas x Ao)
 Efeito de temperatura, F4 = 207 As x ΔT

Deslocamento, considerando a coluna livre no Obturador:


ΔL (pés) = F x L
E x As

F = Força em libras
L = Comprimento da coluna em pés
E = Módulo de Young do aço (30 x 10¹ psi)
As = Área da seção transversal da tubulação em pol² (Ao – Ai)
Ap = Área da seção de passagem (bore) do Obturador em pol²
Ao = Área da seção externa do tubo em pol²
Ai = Área da seção interna do tubo em pol²
ΔPt = Variação de pressão da coluna no Obturador em psi
ΔPa = Variação de pressão do anular no Obturador em psi
ΔPts = Variação de pressão média da coluna em psi
ΔPas = Variação de pressão média do anular em psi
ΔT = Variação de temperatura em °F

184
FÓRMULAS PRÁTICAS

PRESSÃO DE FUNDO
Água: 1,424 x prof (m) = pressão (lb/pol²)
Fluido: 0,1704 x prof (m) = peso do fluido (lb/gal) = pressão (lb/pol²)

CAPACIDADE APROXIMADA DE TUBOS OU MANGUEIRAS


DN Cálculo
2 pol 0,0131 x compr (m) = V (bbl)
2½ pol 0,0197 x compr (m) = V (bbl)
3 pol 0,0295 x compr (m) = V (bbl)
Qualquer 0,00318 x área (pol²) = V (bbl/m)

GRAU API
° API = 141,5 - 131,5
densidade

HP HIDRÁULICO
HP = 0,000584 X GPM X PSI

VOLUME DESLOCADO PELO TUBO (PARTE METÁLICA)


1,18 x peso (lb/pé) = volume (bbl/1000m)

185
TRANSFORMAR EM MULTIPLICAR POR

Volume barril (bbl) metro cúbico 0.159


Volume m³ Bbl 6.29
Pressão psi (lb/pol²) kgF/cm² 0.7032
Pressão kgF/cm² psi 14.22
Volume m³ pé³ 35.31
Volume pé³ m³ 0.02832
(GOR) m³/m³ pé³/bbl 5.615
(GOR) pé³/bbl m³/m³ 0.178
bbl/dia m³/dia
IP 2.261
psi kgF/cm²
m³/dia bbl/dia
IP 0.442
kgF/cm² kgF/cm²
Comprimento metro pé 3.28
Comprimento pé metro 0.3048
Comprimento polegada centímetro 2.54
Comprimento centímetro Polegada 0.393

1 pé² = 144 pol² 1 polegada = 2,54 cm


1 galão = 3,7854 litros 1 pé = 0,3048 = 30,48 cm
1 bbl = 42 galões

186
FÓRMULA FOR CALCULATING VOLUME AND HEIGHT BETWEEN:
TUBING AND HOLE
CASING AND HOLE
TUBING AND CASING
CASING AND CASING

Cu. ft. per lin. ft. = (D² - d²) 0.005454


183.35
Lin. ft. per cu. ft. =
D² - d²
Gallons per lin. ft. = (D² - d²) 0.0408
24.51
Lin. ft. per gallon =
D² - d²
Barrels per lin. ft. = (D² - d²) 0.0009714
1029.4
Lin. ft. per barrel =
D² - d²

WHERE:

For Volume and Height between Tubing and Hole


D = Diameter of hole, inches.
d = Outside diameter of tubing, inches.

For Volume and Height between Casing and Hole


D = Diameter of hole, inches.
d = Outside diameter of casing, inches.

For Volume and Height between Tubing and Casing


D = Inside diameter of casing, inches.
d = Outside diameter of tubing, inches.

For Volume and Height between Casings


D = Inside diameter of outer casing, inches.
d = Outside diameter of inner casing, inches.

187
FÓRMULAS FOR VOLUME AND HEIGHT BETWEEN MULTIPLE TUBING
STRINGS AND HOLE (OR CASING)

Cu. ft. per lin. ft. = (D² - nd²) 0.005454


183.35
Lin. ft. per cu. ft. =
D² - nd²
Gallons per lin. ft. = (D² - nd²) 0.0408
24.51
Lin. ft. per gallon =
D² - nd²
Barrels per lin. ft. = (D² - nd²) 0.0009714
1029.4
Lin. ft. per barrel =
D² - nd²

WHERE:

D = Diameter of hole, inches (or ID of casing)


d = Outside diameter of tubing, inches
n = Number of tubing strings

188
Conversions

189
DECIMAL EQUIVALENTS
FRACTION DEC. EQUIV. MILLIMETERS FRACTION DEC. EQUIV. MILLIMETERS
01/64 .015625 0.397 33/64 0.515625 13.097
01/32 .03125 0.794 17/32 0.53125 13.494
03/64 .046875 1.191 35/64 0.546875 13.891
01/16 .0625 1.588 09/16 0.5625 14.288
05/64 .078125 1.984 37/64 0.578125 14.684
03/32 .09375 2.381 19/32 0.59375 15.081
07/64 .109375 2.778 39/64 0.609375 15.478
01/80 .1250 3.175 05/80 0.6250 15.875
09/64 .140625 3.572 41/64 0.640625 16.272
05/32 .15625 3.969 21/32 0.65625 16.669
11/64 .171875 4.366 43/64 0.671875 17.066
03/16 .1875 4.763 11/16 0.6875 17.463
13/64 .203125 5.159 45/64 0.703125 17.859
07/32 .21875 5.556 23/32 0.71875 18.256
15/64 .234375 5.953 47/64 0.734375 18.653
01/40 .2500 6.350 03/40 0.7500 19.050
17/64 .265625 6.747 49/64 0.765625 19.447
09/32 .28125 7.144 25/32 0.78125 19.844
19/64 .296875 7.541 51/64 0.796875 20.241
05/16 .3125 7.938 13/16 0.8125 20.638
21/64 .328125 8.334 53/64 0.828125 21.034
11/32 .34375 8.731 27/32 0.84375 21.431
23/64 .359375 9.128 55/64 0.859375 21.828
03/80 .3750 9.525 07/80 0.8750 22.225
25/64 .390625 9.922 57/64 0.890625 22.622
13/32 .40625 10.319 29/32 0.90625 23.019
27/64 .421875 10.716 59/64 0.921875 23.416
07/16 .4375 11.113 15/16 0.9375 23.813
29/64 .453125 11.509 61/64 0.953125 24.209
15/32 .46875 11.906 31/32 0.96875 24.606
31/64 .484375 12.303 63/64 0.984375 25.003
01/20 .5000 12.700 1 1.000 25.400

DECIMAL EQUIVALENTS OF INCHES/FT.


INCHES DEC. EQUIV. MILLIMETERS INCHES DEC. EQUIV. MILLIMETERS
1 .0833 25.4 7 0.5833 177.8
2 .1667 50.8 8 0.6667 203.2
3 .2500 76.2 9 0.7500 228.6
4 .3333 101.6 10 0.8333 254.0
5 .4167 127.0 11 0.9167 279.4
6 .5000 152.4 12 1.0000 304.8

190
Specifications for API Tubing
Weight Inside Threaded and Coupled Integral Joint Collpase Internal Joint Yield Strength
O.D. T & C T & C Integral Grade Dia- Drift Coupling O.D. Drift Box Restance Yield T&C T & C Integral Fill
Nom.
Non- Upset Joint meter Dia- Non- Upset Upset Diameter O.D. Non- Upset Joint Volume
Size
Upset meter Upset Reg. Speck Upset
In. Lb/ft Lb/ft Lb/ft Lb/ft In. In. In. In. In. In. In. psi psi Lb. Lb. Lb. Bol/100
H-40 7.680 7.530 6.360 13.310
J-55 10.560 10.360 8.740 18.290
3/4 1.050 1.14 1.20 - C-75 .824 .730 1.313 1.660 - - - 14.410 14.130 11.920 24.950 - .066
N-80 15.370 15.070 12.710 26.610
H-40 7.270 7.080 10.960 19.760 15.970
J-55 10.000 9.730 15.060 27.160 21.960
1 1.315 1.70 1.80 1.72 C-75 1.049 .955 1.660 1.900 - .955 1.550 13.640 13.270 20.540 37.040 29.940 .107
N-80 14.550 14.160 21.910 39.510 31.940
- - 2.10 1.410 - - - 5.570 5.270 - - .193
H-40 22.180
2.30 2.40 2.33 1.380 1.285 2.054 2.200 6.180 5.900 15.530 26.740 .185
- - 2.10 1.410 - - - - 7.660 7.250 - - .193
1.1/4 1.660 J-55 1.286 1.880 30.500
8.490 8.120 21.360 36.770
2.30 2.40 2.33 C-75 1.380 1.286 2.054 2.200 11.580 11.070 29.120 50.140 41.600 .185
N-80 12.360 11.810 31.060 53.480 44.370
- - 2.40 1.650 - - - 4.920 4.610 - - .264
H-40 26.890
2.75 2.90 2.76 1.610 1.516 2.200 2.500 5.640 5.340 19.090 31.980 .252
- - 2.40 1.650 - - - - 6.640 6.330 - - .264
J-55 1.516 2.110 36.970
1.1/2 1.900 7.750 7.350 26.250 43.970
2.75 2.90 2.76 C-75 1.610 1.516 2.200 2.500 10.570 10.020 35.800 59.960 50.420 .252
N-80 11.280 10.680 38.180 63.960 53.780
H-40 5.590 5.290 35.690
J-55 7.690 7.280 49.070
2.1/16 2.063 - - 3.25 1.751 - - - - 1.657 2.325 - - .298
C-75 10.480 8.920 66.910
N-80 11.180 10.590 71.370
4.00 - 2.041 1.947 - - 5.230 4.920 30.130 - .405
H-40
4.60 4.70 1.995 1.901 3.063 2.910 5.890 5.600 35.960 52.170 .387
4.00 - 2.041 1.947 - - 7.190 6.770 41.340 - .405
J-55
4.60 4.70 1.995 1.901 3.063 2.910 8.100 7.700 49450 71.730 .387
4.00 - 2.041 1.947 - - 9.520 9.230 56.500 - .405
4.60 4.70 C-75 1.955 1.901 11.040 10.500 67.430 97.820 .387
2.3/8 2.375 - 2.875 3.063 2.910 - - -
5.80 5.95 1.867 1.773 14.330 14.040 96.560 126.940 .339
4.00 - 2.041 1.947 - - 9.980 9.840 60.260 - .405
4.60 4.70 N-80 1.995 1.901 11.780 11.200 71.930 104.340 .387
5.80 5.95 1.867 1.773 15.280 14.970 102.990 135.400 .339
3.063 2.910
4.60 4.70 1.995 1.901 15.460 14.700 94.410 136.940 .387
P-105
5.80 5.95 1.867 1.773 20.060 19.650 135.180 177.710 .339
H-40 5.580 5.280 52.780 72.480
6.40 6.50 J-55 2.441 2.347 7.680 7.260 72.580 99.660 .579
10.470 9.910 98.970 135.900
C-75
8.60 8.70 2.259 2.165 14.350 14.060 149.360 186290 .496
2.7/8 2.875 6.40 6.50 - 2.441 2.347 3.500 3.668 3.460 - - 11.160 10.570 105.570 144.960 - .579
N-80
8.60 8.70 2.259 2.165 15.300 15.000 159.310 198.710 .496
6.40 6.50 2.441 2.347 14.010 13.870 138.560 190.260 .579
P-105
8.60 8.70 2.259 2.165 20.090 19.690 209.100 260.810 .496
7.70 - 3.068 2.943 - - 4.630 4.320 65.070 - .914
9.20 9.30 H-40 2.992 2.867 4.500 4.180 5.380 5.080 79.540 103.610 .870
10.20 2.922 2.797 6.060 5.780 92.550 .829
- - - -
7.70 3.068 2.943 5.970 5.940 89.470 .914
9.20 9.30 J-55 2.992 2.867 4.500 4.180 7.400 6.990 109.370 142.460 .870
10.20 2.992 2.797 8.330 7.950 127.250 .829
- - - -
7.70 3.068 2.943 7.540 8.100 122.010 .914
9.20 9.30 2.992 2.867 4.500 4.180 10.040 9.530 149.140 194.260 .870
3.1/2 3.500 - C-75 4.250 - - -
10.20 - 2.922 2.797 - - 11.360 10.840 173.530 - .829
12.70 12.95 2.750 2.625 4.500 4.180 14.350 14.060 230.990 276.120 .735
7.70 - 3.068 2.943 - - 7.870 8.640 130.140 - .914
9.20 9.30 2.992 2.867 4.500 4.180 10.530 10.160 159.090 207.220 .870
N-80
10.20 - 2.992 2.797 12.120 11.560 185.100 - .829
12.70 12.95 2.750 2.625 15.310 15.000 246.390 294.530 .735
9.20 9.30 2.992 2.867 4.500 4.180 13.050 13.340 208.800 271.970 .870
P-105
12.70 12.95 2.750 2.625 20.090 19.690 323.390 386.570 .735
9.50 - 3.548 3.423 4.750 - 4.060 3.960 72.000 - 1.223
H-40
- 11.00 3.476 3.351 - 5.000 4.900 4.590 - 123.070 1.174
9.50 - 3.548 3.423 4.750 - 5.110 5.440 99.010 - 1.223
J-55
- 11.00 3.476 3.351 - 5.000 6.590 6.300 - 169.220 1.174
4 4.000 9.50 - - 3.548 3.423 4.750 - - - - 6.350 7.420 135.010 - - 1.223
C-75
- 11.00 3.476 3.351 - 5.000 8.410 8.600 - 230.760 1.174
9.50 - 3.548 3.423 4.750 - 6.590 7.910 144.010 - 1.223
N-80
- 11.00 3.476 3.351 - 5.000 8.800 9.170 - 246.140 1.174
H-40 4.500 4.220 104.360 144.020
4.1/2 4.500 12.60 12.75 - J-55 3.958 3.833 5.200 5.563 - - - 5.720 5.800 143.500 198.030 - 1.522
C-75 7.200 7.900 195.680 270.030
N-80 7.500 8.430 208.730 288.040

191
Tubing Make-up Torque Guide

Nominal Weight Torque


Size lb per ft. ft-lb
Outside Threads and Integral Grade
Diameter Coupling Joint Non-Upset Upset Integral Joint
In. Non-
Upset Upset Opt. Min. Max. Opt. Min. Max. Opt. Min. Max.
1.050 1.14 1.20 - H-40 140 110 180 460 350 580 - - -
1.14 1.20 - J-55 180 140 230 600 450 750 - - -
1.14 1.20 - C-75 230 170 290 780 590 980 - - -
1.14 1.20 - N-80 250 190 310 830 620 1040 - - -
1.315 1.70 1.80 1.72 H-40 210 160 260 440 330 550 310 230 390
1.70 1.80 1.72 J-55 270 200 340 570 430 710 400 300 500
1.70 1.80 1.72 C-75 360 270 450 740 560 930 520 390 650
1.70 1.80 1.72 N-80 380 290 480 790 590 990 550 410 690
1.660 - - 2.10 H-40 - - - - - - 380 280 480
2.30 2.40 2.33 H-40 270 200 340 530 400 660 380 280 480
- - 2.10 J-55 - - - - - - 500 380 630
2.30 2.40 2.33 J-55 350 260 440 690 520 860 500 380 630
2.30 2.40 2.33 C-75 460 350 580 910 680 1140 650 490 810
2.30 2.40 2.33 N-80 490 370 610 960 720 1200 690 520 860
1.900 - - 2.40 H-40 - - - - - - 450 340 560
2.75 2.90 2.76 H-40 320 240 400 670 500 840 450 340 560
- - 2.40 J-55 - - - - - - 580 440 730
2.75 2.90 2.76 J-55 410 310 500 880 660 1100 580 440 730
2.75 2.90 2.76 C-75 540 410 680 1150 860 1440 760 570 950
2.75 2.90 2.76 N-80 570 430 700 1220 920 1530 810 610 1010
2.063 - - 3.25 H-40 - - - - - - 570 430 710
- - 3.25 J-55 - - - - - - 740 560 920
- - 3.25 C-75 - - - - - - 970 730 1210
- - 3.25 N-80 - - - - - - 1030 770 1290
2-3/8 4.00 - - H-40 470 350 590 - - - - - -
4.60 4.70 - H-40 560 420 700 990 740 1240 - - -
4.00 - - J-55 610 460 760 - - - - - -
4.60 4.70 - J-55 730 550 910 1290 970 1610 - - -
4.00 - - C-75 800 600 1000 - - - - - -
4.60 4.70 - C-75 960 720 1200 1700 1280 2130 - - -
5.80 5.95 - C-75 1380 1040 1730 2120 1590 2650 - - -
4.00 - - N-80 850 640 1060 - - - - - -
4.60 4.70 - N-80 1020 770 1280 1800 1350 2250 - - -
5.80 5.95 - N-80 1460 1100 1830 2240 1680 2800 - - -
4.60 4.70 - P-105 1280 960 1600 2270 1700 2840 - - -
5.80 5.95 - P-105 1840 1380 2300 2830 2120 3540 - - -

192
Tubing Make-up Torque Guide

Nominal Weight Torque


Size lb per ft. ft-lb
Outside Threads and Integral Grade
Diameter Coupling Joint Non-Upset Upset Integral Joint
In. Non-
Upset Upset Opt. Min. Max. Opt. Min. Max. Opt. Min. Max.
2-7/8 6.40 6.50 - H-40 800 600 1000 1250 940 1560 - - -
6.40 6.50 - J-55 1050 790 1310 1650 1240 2060 - - -
6.40 6.50 - C-75 1380 1040 1730 2170 1630 2710 - - -
8.60 8.70 - C-75 2090 1570 2600 2850 2140 3560 - - -
6.40 6.50 - N-80 1470 1100 1840 2300 1730 2880 - - -
8.60 8.70 - N-80 2210 1660 2760 3020 2270 3780 - - -
6.40 6.50 - P-105 1850 1390 2310 2910 2180 3640 - - -
8.60 8.70 - P-105 2790 2090 3490 3810 2860 4760 - - -
3-1/2 7.70 - - H-40 920 690 1150 - - - - - -
9.20 9.30 - H-40 1120 840 1400 1730 1300 2160 - - -
10.20 - - H-40 1310 980 1640 - - - - - -
7.70 - - J-55 1210 910 1510 - - - - - -
9.20 9.30 - J-55 1480 1110 1850 2280 1710 2850 - - -
10.20 - - J-55 1720 1290 2150 - - - - - -
7.70 - - C-75 1600 1200 2000 - - - - - -
9.20 9.30 - C-75 1950 1460 2440 3010 2260 3760 - - -
10.20 - - C-75 2270 1700 2840 - - - - - -
12.70 12.95 - C-75 3030 2270 3790 4040 3030 5050 - - -
7.70 - - N-80 1700 1280 2130 - - - - - -
9.20 9.30 - N-80 2070 1550 2590 3200 2400 4000 - - -
10.20 - - N-80 2410 1810 3010 - - - - - -
12.70 12.95 - N-80 3210 2410 4010 4290 3220 5360 - - -
9.20 9.30 - P-105 2620 1970 3280 4050 3040 5060 - - -
12.70 12.95 - P-105 4060 5050 5080 5430 4070 6790 - - -
4 9.50 - - H-40 940 710 1180 - - - - - -
- 11.00 - H-40 - - - 1940 1460 2430 - - -
9.50 - - J-55 1240 930 1550 - - - - - -
- 11.00 - J-55 - - - 2560 1920 3200 - - -
9.50 - - C-75 1640 1230 2050 - - - - - -
- 11.00 - C-75 - - - 3390 2540 4240 - - -
9.50 - - N-80 1740 1310 2180 - - - - - -
- 11.00 - N-80 - - - 4560 3420 5700 - - -
4-1/2 12.60 12.75 - H-40 1320 990 1650 2160 1620 2700 - - -
12.60 12.75 - J-55 1740 1310 2180 2860 2150 3180 - - -
12.60 12.75 - C-75 2300 1730 2880 3780 2840 4730 - - -
12.60 12.75 - N-80 2440 1830 3050 4020 3020 5030 - - -

193
Dimensions Minimum Collapse Minimum Internal Yield Strength
Pressure Yield Pressure (1.000 Lbs.)
O.D. Weight I.D. Drift Cplg. (1,000 psi) (1,000 psi)
In. Lb/ft In. In. O.D. Short Thread Long Thread
In. J-55 C-75 N-80 P-110 J-55 C-75 N-80 P-110 J-55 C-75 N-80 P-110 J-55 C-75 N-80 P-110
9.50 4.090 3.965 3.310 - - - 4.380 - - - 101 - - - -
11.60 4.000 3.875 4.960 6.130 6.350 7.560 5.350 7.290 7.780 10.690 154 162 212 223 279
4.1/2 5.000
13.50 3.920 3.795 - 8.170 8.540 10.670 8.460 9.020 12.410 257 270 338
- - -
15.10 3.826 3.701 14.320 14.420 406
11.50 4.560 4.435 3.060 - - 4.240 - - 133 - -
- - -
13.00 4.494 4.369 4.140 4.870 169 182
5 5.563
15.00 4.408 4.283 5.550 6.970 7.250 8.830 5.700 7.770 8.290 11.400 207 223 295 311 388
18.00 4.276 4.151 - 10.000 10.490 13.450 - 9.500 10.140 13.940 - 376 396 495
-
14.00 5.012 4.887 3.120 4.270 172
- - - - - - - - -
15.50 4.950 4.825 4.040 4.810 202 217
17.00 4.892 4.767 6.050 4.910 6.070 6.280 7.460 5.320 7.250 7.740 10.640 229 247 327 348 445
5.1/2 20.00 4.778 4.653 8.440 8.830 11.080 8.610 9.190 12.640 403 428 548
- - - -
23.00 4.670 4.545 10.460 11.160 14.520 9.260 9.880 13.580 473 502 643
20.00 6.049 5.924 2.970 - - - 4.180 - - - 245 266 - - -
24.00 5.921 5.796 4.560 5.570 5.760 6.710 5.110 6.970 7.440 10.230 314 340 453 481 641
6.5/8 7.390
28.00 5.791 5.666 7.830 8.170 10.140 8.260 8.810 12.120 552 586 781
- - - -
32.00 5.675 5.550 9.830 10.320 13.200 9.410 10.040 13.800 638 677 904
20.00 6.456 6.331 2.270 - - 3.740 - - 234 - -
- - - - - -
23.00 6.366 6.241 3.270 3.770 3.830 4.360 5.940 6.340 284 313 416 442
26.00 6.276 6.151 4.320 5.250 5.410 6.210 4.980 6.790 7.240 9.960 334 367 489 519 693
7 29.00 6.184 6.059 - 6.760 7.020 8.510 7.650 8.160 11.220 562 597 797
32.00 6.094 5.969 8.230 8.600 10.760 8.490 9.060 12.460 633 672 897
- - - -
35.00 6.004 5.879 9.710 10.180 13.010 703 746 996
8.660 9.240 12.700
38.00 5.920 5.795 10.680 11.390 15.110 767 814 1.087
26.40 6.969 6.844 2.890 3.280 3.400 - 4.140 5.650 6.020 - 315 346 461 490 -
29.70 6.875 6.750 4.670 4.790 5.340 6.450 6.890 9.470 542 575 769
7.5/8 8.500
33.70 6.765 6.640 - 6.320 6.560 7.850 - 7.400 7.900 10.860 - 635 674 901
-
39.00 6.625 6.500 8.430 8.810 11.060 8.610 9.180 12.620 751 798 1.066
24.00 8.097 7.972 1.370 2.950 244
- - - - - - -
32.00 7.921 7.796 2.530 - 3.930 - 372 417
36.00 7.825 7.700 3.450 4.020 4.100 4.460 6.090 6.490 434 486 648 688
8.5/8 9.625
40.00 7.725 7.600 - 5.350 5.520 6.380 6.850 7.300 10.040 742 788 1.055
44.00 7.625 7.500 6.680 6.950 8.400 - 7.610 8.120 11.160 - - 834 887 1.186
-
49.00 7.511 7.386 8.200 8.570 10.720 8.480 9.040 12.430 939 997 1.335
36.00 8.921 8.765 2.020 - - 3.520 - - 394 453 - -
- - -
40.00 8.835 8.679 2.570 2.980 3.090 3.950 5.390 5.750 452 520 694 737
9.5/8 43.50 8.755 8.599 10.625 3.750 3.810 4.430 5.930 6.330 8.700 776 825 1.106
47.00 8.681 8.525 - 4.630 4.750 5.310 - 6.440 6.870 9.440 - 852 905 1.213
53.50 8.535 8.379 6.380 6.620 7.930 7.430 7.930 10.900 999 1.062 1.422
40.50 10.050 9.894 1.580 3.130 420
- - - - - -
45.50 9.950 9.794 2.090 3.580 493
51.00 9.850 9.694 2.700 3.100 3.220 3.670 4.030 5.490 5.860 8.060 565 765 804 1.080
10.3/4 11.750
55.50 9.760 9.604 3.950 4.020 4.600 6.040 6.450 8.860 843 895 1.203
60.70 9.660 9.504 - 5.860 - 9.760 - 1.338
65.70 9.560 9.404 7.490 10.650 1.472 -
- - - - - -
47.00 11.000 10.844 1.510 3.070 477
11.3/4 54.00 10.880 10.724 12.750 2.070 3.560 568
- - -
60.00 10.772 10.616 2.660 3.070 3.180 4.010 5.460 5.830 649 869 924
54.50 12.615 12.459 1.130 2.730 514
- - - -
13.3/8 61.00 12.515 12.359 14.375 1.540 3.090 595
68.00 12.415 12.259 1.950 2.220 2.260 3.450 4.710 5.020 675 905 963 -
72.00 12.347 12.191 - 2.590 2.670 - - 5.040 5.380 - - 978 1.040
75.00 15.124 14.936 1.020 2.630 710
16 17.000
84.00 15.010 14.822 1.410 2.980 817
18.5/8 87.50 17.795 17.567 20.000 630 - - 2.250 - - 754
- -
94.00 19.124 18.936 520 2.110 784 907
20 106.50 19.000 18.812 21.000 770 2.410 913 1.057
133.00 18.730 18.542 1.500 3.060 1.192 1.380

194

Você também pode gostar