Você está na página 1de 6

trilha de

aprendizagem
final do segundo bimestre
8º ano
língua portuguesa
miquéias vitorino
trilha de
aprendizagem
final do segundo bimestre
língua portuguesa
miquéias vitorino

seja bem vindo(a) de volta!


Não foi assim que a gente tinha planejado voltar.
Embora não possamos estar juntos na sala de aula, vamos
manter a nossa rotina de forma remota por enquanto.
Esperamos de todo coração que isso passe logo.

Essa é uma trilha de aprendizagem de revisão do que


vimos em sala de aula ao longo do segundo bimestre. Vai
funcionar da seguinte forma:

1. Leia o resumo dos conteúdos que preparamos e assista


as web-aulas. Todo documento é interativo e você vai
clicar e assistir as aulas gravadas sobre os
assuntos.
2. Responda as atividades propostas. Você terá duas
oportunidades de respondê-las - a primeira é online e
diretamente do seu celular, tablet ou computador; a
segunda é offline e em papel, buscando a atividade
impressa na escola ou escrevendo a atividade em um
papel de caderno, de forma legível e entregando na
data combinada.
3. Tem dúvidas? Converse com o professor ao longo da
semana, entre segunda e sexta. Talvez a resposta
demore no máximo 24h para chegar.
4. Não deixe para fazer as coisas de última hora. Faça
assim que possível, combinado?

Vamos em frente.

trilha de
aprendizagem
final do segundo bimestre
língua portuguesa
miquéias vitorino

sujeito
Antônio adoeceu.
Aquela criança pequena parece triste.
Os músicos e dançarinos ensaiaram bastante.
Nós acreditamos em Verônica.
O telefone está tocando.
Júpiter, Saturno e Urano são planetas gasosos.
O primeiro namorado da minha irmã é muito bonito.

Sujeito é a parte das orações que mostram quem praticam


as ações ou sobre quem (o quê) estamos falando.

Geralmente, o sujeito é encontrado no início das orações


e aponta quem é responsável por fazer alguma coisa ou
sobre quem ou o que se trata uma descrição.

Note nos exemplos acima que os sujeitos podem ser


pessoas, coisas , seres, objetos, sentimentos etc.

Os grupos de palavras que compõem o sujeito têm dois


elementos: o núcleo (que é a palavra principal) e os
determinantes (palavras que se ligam ao núcleo). Cada
sujeito pode ter um ou mais núcleos. Nos exemplos, os
núcleos dos sujeitos estão sublinhados.

tipos de sujeito
SUJEITO SIMPLES SUJEITO OCULTO
Quando o sujeito tem Quando o sujeito não está
apenas um núcleo e ele visível no enunciado, mas
está visível no enunciado. podemos inferir quem é.

Eu, tu, ele(a), nós
Mariana estuda inglês.

Estudamos juntas para a prova.


SUJEITO COMPOSTO
SUJEITO INDETERMINADO
Quando o sujeito tem dois ou
Quando o sujeito não está visível
mais núcleos e ele estão
no enunciado e não se pode definir
visíveis no enunciado.
quem praticou a ação. Os verbos

estão na 3ª pessoa do plural.


Mariana e Júlia estudam

inglês.
Quebraram o vidro da janela.

clique aqui e assista


esta aula
trilha de
aprendizagem
final do segundo bimestre
língua portuguesa
miquéias vitorino

PREDICADO
Antônio adoeceu.
Aquela criança pequena parece triste.
Os músicos e dançarinos ensaiaram bastante.
Nós acreditamos em Verônica.
O telefone está tocando.
Júpiter, Saturno e Urano são planetas gasosos.
O primeiro namorado da minha irmã é muito bonito.

Predicado é a parte do enunciado que descreve uma ação


ou descrição do estado do sujeito. Perceba que usamos os
mesmos exemplos da página anterior e queremos que você
consiga separar o sujeito e o predicado das orações.

Geralmente, o predicado começa pelo verbo e é sucedido


por complementos verbais (objetos) ou predicativos.

No primeiro bimestre vimos a diferença entre verbos


significativos (que são a grande maioria dos verbos e
que sinalizam ações e movimentos) e verbos de ligação
(que apontam o estado do sujeito). Verbos significativos
apontam para predicados verbais e indicam ações. Já os
verbos de ligação descrevem características do sujeito.

clique aqui e assista


esta aula
trilha de
aprendizagem
final do segundo bimestre
língua portuguesa
miquéias vitorino

hipertexto
O hipertexto é um conceito sobre o texto que descreve,
na verdade, um formato ou modalidade de leitura e
escrita que cria uma rede textual, onde a leitura não
segue uma ordem linear, mas é descrita como não-linear.

O leitor do hipertexto é um coautor do texto, porque é


ele quem escolhe, no fim das contas, qual será a
sequência do texto a ser lida, de forma que duas pessoas
que partem do mesmo texto, no início, não terão lido a
mesma coisa por causa das escolhas que fazem sobre a
sequência.

O hipertexto é muito comum em textos na internet,


repletos de links que levam para outros textos. Fora da
internet, alguns textos permitem uma leitura não linear,
semelhante aos dos textos de internet, como livros de
conto, de RPG, dicionários e enciclopédias.

O que é uma leitura


não-linear?

Imagine que você


está lendo um
romance e começa na
página 10. Você
continua a sequência
lendo as páginas 11,
12, 13 e assim por
diante.

No hipertexto, não
existe uma sequência
ideal para seguir.

clique aqui e assista


esta aula
trilha de
aprendizagem
final do segundo bimestre
língua portuguesa
miquéias vitorino

atividade
ESCOLHA UMA DAS OPÇÕES A SEGUIR

Quero fazer a atividade online


Fazendo a atividade online você sabe o resultado


muito mais rápido e tem mais facilidades.

Quero fazer a atividade offline


Você precisa copiar as questões no seu


caderno e responder. Escreva com letra
legível e não esqueça de colocar o seu nome.

Até quando posso fazer a atividade?


Responda até segunda, 18/07
A atividade offline precisa ser entregue.

CLIQUE AQUI PARA RESPONDER ONLINE

Você também pode gostar