Você está na página 1de 3

variabilidade genética também é conferida pelo crossing-over ou permutação, isto é: troca de segmentos entre

cromossomos homólogos .

Meiose
- Divisão celular que gera células com variabilidade genética e reduz pela metade o número de cromossomos

- Funções: produção de células sexuais (gametas) e mantem a constante cromossômica da espécie (n de cromossomos)

- Meiose 1 = separação dos cromossomos homólogos (gera variabilidade genética, pois cria varias combinações de
genes nos gametas)

- Meiose 2 = separação das cromátides irmãs (cromossomo duplo passa a ser simples)

Condensação dos
cromossomos

Prófase 1: Pareamento dos


cromossomos homólogos
- Condensação dos (sinapse)
cromossomos

- Desaparecimento do nucléolo
Máxima condensação dos
- Migração dos centríolos para cromossomos, que
os polos da célula possibilita melhor
visualização e o inicio do
- Formação do fuso crossing-over
acromático (fibras do fuso +
fibras do áster)

- Desaparecimento da
carióteca Visualização do
crossing-over que ocorre
através do quiasma (ponto
de contato entre os
cromossomos)

os quiasmas se encontram nas extremidades dos cromossomos


Metáfase 1:

- Alinhamento dos
cromossomos no plano Anáfase 1:
equatorial
- Encurtamento das fibras do fuso

- Ruptura dos quiasmas

- Separação dos cromossomos


Telófase 1: homólogos

- Chegada dos cromossomos - Migração dos cromossomos para


aos polos os polos da célula.

-Reversão da prófase;
descondensação dos
cromossomos; reconstituição da
carioteca; reaparecimento do
nucléolo
Intercinese: Intervalo entre meiose 1 e 2
- Citocinese = divisão do
citoplasma

Não disjunção = não separação dos cromossomos na divisão celular, o que da origem as aneuploidias (ex: trissomia,
monossomia). Pode ocorrer na meiose 1 e 2 e na mitose
- Divisão celular que da origem a células filhas
geneticamente idênticas ás célula mãe.

- Sem variabilidade genética

- Em unicelulares corresponde a reprodução assexuada


Mitose
- Em pluricelulares = crescimento por hiperplasia e
regeneração
Interfase (antes da divisão):
Replicação do DNA e duplicação do centríolo (fora do núcleo)

Prófase:

- Condensação \ espiralização \ individualização dos cromossomos

- Migração do centríolos para os polos da célula

- Formação do fuso mitótico (ou acromático) , composto por microtúbulos


provenientes do citoesqueleto, cuja a função é separar os cromossomos.

- Fibras do Áster (só em células animais) dá apoio aos microtúbulos

- Desaparecimento do nucléolo (Zona SAT do DNA condensa e fica inativa,


deixando de produzir RNAr)

- Desaparecimento da carioteca

Metáfase:

- Máxima condensação dos cromossomos

- Alinhamento dos cromossomos na placa equatorial (meio) da célula

Anáfase:

- Encurtamento das fibras do fuso, puxando as cromátides para os polos

- Separação das cromátides - irmãs

Telófase:

- Reverter a prófase

- Descondensação dos cromossomos

- Reaparecimento da carioteca e do nucléolo

Citocinese:

- O citoplasma é dividido em duas partes iguais, dando origem


a 2 células filhas idênticas a célula mãe.

- Células animais: citocinese é centrípeta, isto é, de fora para


dentro por estrangulamento da membrana plasmática através de
um anel contráctil composto de actina e miosina.

- Células vegetais: citocinese é centrifuga, isto é de fora para


dentro pela formação da lamela média (conjunto de
sacos\vesículas de membrana) pelo Complexo de Golgi

Você também pode gostar