Você está na página 1de 2

Filho na biblia

O Antigo Testamento em prega dois termos para "filho", um hebraico ]3 {bèn), "filho, neto, membro de
um grupo" (HARRIS; ARCHER, JR.; WALTKE, 1998, p. 190),

e outro aramaico "IS (bar), "filho" (HARRIS; ARCHER, JR.; WALTKE, 1998, p. 211).

A palavra hebraica apresenta um sentido mais amplo do que nas línguas modernas do Ocidente. Não
indica apenas descendente como filho, neto, bisneto etc.

É empregado à cria de animais (Sl 147.9), o termo bén aparece, também, como ramo ou broto de árvores,
como em Gênesis 49.22, três vezes, duas no singular e uma no plural: "José é um ramo frutífero, ramo
frutífero junto à fonte; seus ramos correm sobre o muro".

É usado para representar um grupo, com o "filhos de Israel, filhos de Sião" (Sl 149.2), "filhos de Babilônia"
(Ez 23.15);

serve para indicar o gênero, com o "filho do homem", para representar o gênero humano: "que é o
homem mortal para que te lembres dele? E o filho do homem para que o visites?" (Sl 8.4); e

também, para indicar uma classe, com o os filhos dos profetas (1 Rs 20.35; Am 7.14).

O N ovo Testamento em prega cerca de dez termos gregos para filho: u lóç (huios), "filho", que aparece
379 vezes, está presente em quase todos os livros do Novo Testamento, exceto em Efésios, nas epístolas
pastorais, em Filem on, 3 João e Judas (BALZ & SCHNEIDER, 2002, vol. II, p. 1824); em segundo lugar vem
léKVoy [teknon), "filho, criança", 99 vezes (BALZ & SCHNEIDER, 2002, vol. II, p. 1701); em terceiro,
TraiÔLOv (paidion), "criança pequ ena", 52 vezes (BALZ & SCHNEIDER, 2002, vol. II, p. 679); em seguida, u
a lç (pais), "criado, criança, filho", 24 vezes (BALZ & SCHNEIDER, 2002, vol. II, p. 682); as dem ais
aparecem entre duas e uma vez (PETTER, 1987, p. xliii). A expressão "filho (s) de Deus" {'èlõhím), "Deus",
em hebraico, aparece em Gênesis 6.2, 4 e Jó 1.6; 2.1; 38.7, ou □ ’’S x JESU S, 0 FILH O DE D EU S 35 ('élím),
plural de b x {'él), "Deus" (Sl 29.1; 89.6), traduzido por "poderosos" na ARC e a ARA traduz por "Deus" (Sl
29.1) e "seres angelicais" (Sl 89.6). A forma aramaica é 1TtSk"“ I3 (bar'êlãhim), "filho de deus" (Dn 3.25).
Em todas essas passagens a expressão é de significado incerto. Em Gênesis, há os que defendem a idéia
de anjos, nós entendemos tratar-se dos descendentes de Sete, em Jó, uns afirmam que são anjos, outros,
de humanos tementes a Deus e alegam que Deus nunca chamou anjo de filho: "a qual dos anjos disse
jamais: Tu és meu Filho, hoje te gerei?" (Hb 1.5). Porém, Jó 38.7 parece retroceder a um período anterior
a criação do homem. O conceito de filhos de Deus no Antigo Testam ento, com respeito aos filhos de
Israel, denota relação m ediante aliança, concerto, de m aneira coletiva, a Israel no todo (Os I.I I). O
hebreu devoto naquela época não se apresentava individualm ente com o filho de Deus. Os judeus não
ousam chamar a Deus de Pai, em bora o Antigo Testam ento apresente Deus com o o Pai de Israel (Êx
4.22; Jr 31.9). Os muçulmanos prostram-se diante de Alá, seu Deus, com o escravos e não com o filhos.
Dizem que é blasfêm ia chamar Deus de Pai. No N ovo Testam ento, essa filiação é por adoção e é
individual, algo de foro íntimo, por isso clam am os "Aba, Pai" (Rm 8.15), ou seja, "Papai", é a relação
espiritual de Deus com os seres humanos m ediante o sacrifício do Calvário. Não é uma filiação de m
aneira coletiva, com o Israel, nos tem pos do Antigo Testam ento. A expressão "Filho de Deus", aplicada a
Jesus, tem um sentido diferente quando se aplica a nós. Tem os tal posição por adoção, e não se trata de
uma questão de substância ou essência. Deus concedeu-nos essa posição pelo m érito da obra redentora
de Cristo "a fim de receberm os a adoção de filhos. E, por que sois filhos, Deus enviou aos nossos
corações o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai" (Gl 4.5, 6). 36 CRISTOLOGIA A palavra profética, no
Antigo Testamento, usa o termo "filho" para Jesus: "Tu és meu Filho, hoje te gerei" (Sl 2.7), isso é
atestado no N ovo Testamento (At 13.33; Hb 1.5; 5.5). A segunda parte de Hebreus 1.5: "eu lhe serei por
Pai, e ele me será por Filho" é cumprimento de outra profecia do Antigo Testamento (2 Sm 7.14). A
profecia messiânica proferida pelo profeta Isaías: "porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu"
(Is 9.6) é outro exemplo.

Você também pode gostar