Você está na página 1de 21

CREAS

Projeto Técnico Político


da Unidade.
novembro.2017
Projeto técnico-político da Unidade

Plano de Trabalho Plano de Trabalho de


Implantação do Execução ano 2017
CREAS
Projeto técnico-político do CREAS

Caderno de orientações do CREAS- MDS – p.76


Elaboração do Projeto técnico-político da unidade que
aborde:

 Funcionamento interno da unidade,


 Serviço(s)ofertado(s),
 Metodologia do Trabalho adotada pela equipe,
 Relacionamento com os usuários,
 Relacionamento com a Rede.
???????
Projeto técnico-político do CREAS

 O QUE É PROJETO?
A palavra Projeto vem do latim projectus, que significa
algo lançado para frente.
Supõe rupturas com o presente e promessas para o
futuro. Quebrar um estado confortável para arriscar-se,
atravessar um período de instabilidade e buscar uma
nova estabilidade.
Trata-se de empreendimento temporário que deve ser
realizado de forma coordenada, para alcançar metas e
objetivos a serem atingidos em curto, médio e longo
prazo.
Projeto Político Pedagógico- PPP

Na Educação:
Projeto Político Pedagógico¨é o documento que detalha
objetivos, diretrizes e ações do processo educativo a ser
desenvolvido na escola expressando a síntese das
exigências sociais e legais do sistema de ensino e os
propósitos e expectativas da comunidade escolar¨.
Libaneo (2004):
Importante para a gestão democrática da escola, porém a
prática e as pesquisas têm demonstrado que nem
sempre é um “documento vivo” na escola. Muitas vezes,
tem se tornado um documento reproduzido, tomado de
empréstimo, ou esquecido nas gavetas.
Projeto político Pedagógico-PPP

É projeto porque reúne propostas de ação concreta a


executar durante determinado período de tempo.
É político por considerar a escola como um espaço de
formação de cidadãos conscientes, responsáveis e
críticos, que atuarão individual e coletivamente na
sociedade, modificando os rumos que ela vai seguir.
É pedagógico porque define e organiza as atividades e os
projetos educativos necessários ao processo de ensino e
aprendizagem.
Deve ser flexível e aberto às mudanças, ser atualizado
anualmente. Todos os segmentos envolvidos na práxis
educativa são convidados a participar com igual poder de
decisão.
Projeto político Pedagógico- PPP

Na Assistência Social:

Centro Dia (PcD) - Plano de Trabalho da Unidade;


Centro POP- Projeto técnico político da Unidade;
CRAS- Plano de Implantação – Planejamento;
Serviços de Acolhimento (crianças e adolescentes) -
Plano Político Pedagógico PPP;
Residência Inclusiva – Projeto técnico político da
Unidade
Projeto político Pedagógico- PPP

Nos serviços de acolhimento de crianças e


adolescentes:

O Projeto Político Pedagógico, deve orientar o


funcionamento do serviço como um todo – funcionamento
interno e relacionamento com a rede local, as famílias e a
comunidade.
Elaboração coletiva - envolver toda a equipe do serviço,
as crianças, adolescentes e suas famílias.
Após a elaboração, o Projeto deve ser implantado, sendo
avaliado e aprimorado a partir da prática do dia- a dia.
.
Projeto político Pedagógico - PPP

Alguns tópicos para o PPP dos serviços de acolhimento:


•Apresentação
•Valores do serviço de acolhimento;
•Justificativa
•Objetivos do Serviço de Acolhimento;
•Organização do serviço de acolhimento (espaço físico,
atividades, responsabilidades, etc.);
•Organograma e quadro de pessoal (recursos humanos,
cargos, funções, turnos, funcionários, competências e
habilidades necessárias para o exercício da função; modo
de contratação; estratégias para capacitação e
supervisão);
Projeto político Pedagógico - PPP

•Atividades psicossociais (com as crianças e adolescentes,


com as famílias de origem, visando a preservação e
fortalecimento de vínculos e reintegração familiar);
•Fluxo de atendimento e articulação com outros serviços
que compõe o Sistema de Garantia de Direitos;
•Fortalecimento da autonomia da criança, do adolescente e
do jovem e preparação para desligamento do serviço;
•Monitoramento e avaliação do atendimento;
•Regras de convivência (direitos, deveres e sanções).

;
Projeto técnico Político do CREAS

A teoria sem a prática vira verbalismo, assim como a


prática sem a teoria, vira ativismo. No entanto,
quando se une a prática com a teoria tem-se a
práxis, a ação criadora e modificadora da realidade.
(Paulo Freire)
Projeto técnico-político do CREAS

Para além de sugerir tópicos, o processo de elaboração


do Projeto técnico-político do CREAS, envolve:
Construção Coletiva- gestão, equipe, rede, pessoas e
famílias;
Avaliação da trajetória – (Plano de implantação, Plano de
Trabalho,)- Desafios e aprendizados;
O pensar e fazer no CREAS (teórico-metodológico e
operacionais);
 A importância do CREAS para população atendida;

.
Projeto técnico-político do CREAS

Considerando a indicação do Caderno de Orientações do


CREAS e outros documentos do MDS, sugere-se para
elaboração do Projeto técnico-político do CREAS, os
tópicos:
Identificação;
Apresentação e caracterização do CREAS;
Justificativa;
Diagnóstico da realidade (violação de direitos);
Marcos Legais;
Referencial teórico metodológico- concepção de família,
pessoas(público atendido no CREAS), território,violência,
sociedade, finalidade do trabalho com famílias e outros);
Projeto técnico-político do CREAS

 Objetivos (Geral e específicos);


 Metodologia de Trabalho: Contemplar os Eixos
estruturantes do CREAS, Serviços ofertados,
acompanhamento dos indivíduos e famílias;
 Relacionamento com os usuários;
 Articulação e trabalho em Rede – Fluxos elaborados e
pactuados;
 Previsão de recursos financeiros, estrutura física da
unidade, humano (equipe e atribuições);

.
Projeto técnico-político do CREAS

 Formação continuada; (capacitação, reuniões para


estudo,trocas de experiências, outros);
 Projetos inovadores;
 Organograma institucional;
 Avaliação;
 Referências Bibliográficas;
 Outros....

.
Planejamento 2018

Desafios para 2018:


 SEDS/CPSE:
Vídeo conferência;
Seminário para troca de Experiências;

 SEDS/Escritórios Regionais; ??
 Municípios: Gestão e unidade CREAS; ??
 Todos.…??
Referências:

BRASIL. Norma Operacional Básica – NOB/SUAS. Ministério do


Desenvolvimento Social e combate à Fome- Brasília, 2012.
BRASIL. Orientações Técnicas: Centro de Referência
Especializado de Assistência Social – CREAS/ Ministério do
Desenvolvimento Social e Combate à fome – Brasília, DF-
2011.120p.
BRASIL. Orientações Técnicas: Centro de Referência de
Assistência Social – CRAS/ Ministério do Desenvolvimento Social
e Combate à fome – Brasília, DF-2009 – reimpressão 2012.
BRASIL. Orientações Técnicas:Centro Dia Referência para
Pessoas com Deficiência/Ministério do Desenvolvimento Social e
Combate à fome – Brasília, DF-2014
BRASIL, Orientações Técnicas:Serviços de Acolhimento para
crianças e adolescentes – Brasília, 2009.
Referências:

BRASIL, Orientações Técnicas:Serviços de Acolhimento


Institucional para jovens de adultos com Deficiência em
Residências Inclusivas – Brasília/DF, 2014.
BRASIL. Orientações Técnicas:Serviço Especializado para Pessoas
em Situação de Rua – CENTRO POP/ Ministério do
Desenvolvimento Social e Combate à fome – Brasília, DF-2011 –
reimpressão 2014..
BRASIL, PNAS - Política Nacional da Assistência Social. Brasília,
novembro 2004.
BRASIL, Tipificação Nacional de Serviços Socioassistenciais.
Ministério do Desenvolvimento Social e combate à Fome - Brasília,
reimpressão 2014.
FONSEAS. Proteção Social Especial no Sistema Único de
Assistência Social. Revista nº II, Brasília, dezembro de 2013.
Referências:

LIBÂNEO, J. C. Organização e gestão escolar: teoria e prática. 5


ed. Goiânia: Editora alternativa,2004.
LOPES, Analu dos Santos. Farias, Alice Cleciani. Kroh, Lucinda Isabel.
Projeto Político Pedagógico Serviço de Proteção Social
Especial de Medidas Socioeducativas de LA e PSC. São Bento
do Sul, 2013.
OLIVEIRA, Thelma Alves de. Orientações para implementação de
Redes/Curitiba/organização: Thelma Alves de Oliveira, Curitiba,
PR: Secretaria de Estado da Criança e da Juventude, 2010.
O que é Projeto Político Pedagógico. Pesquisa em 03.11.2017
https://gestaoescolar.org.br/conteudo/560/o-que-e-o-projeto-politico-
pedagogico-ppp.
Obrigada!

Coordenação de Proteção Social Especial


SEDS

(41) 3210- 2725

Você também pode gostar