Você está na página 1de 2

“BRASIL: DO CABURAÍ AO CHUÍ”

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOA VISTA


GABINETE DO PREFEITO
LEI COMPLEMENTAR Nº 018, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2021.

INICIATIVA: PODER EXECUTIVO

CONCEDE ANISTIA CONDICIONAL


AOS PROPRIETÁRIOS DE
EDIFICAÇÕES CUJA EXECUÇÃO
ESTEJA EM DESACORDO COM O
CÓDIGO DE OBRAS E A LEI DE
ORDENAMENTO DO USO E
OCUPAÇÃO DO SOLO, E DÁ OUTRAS
PROVIDÊNCIAS.

O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE BOA VISTA, no uso de suas


atribuições legais, faz saber que a Câmara Municipal aprovou, e eu sanciono a seguinte

LEI:

Art. 1º Fica o Poder Executivo Municipal autorizado a proceder, mediante anistia, a


regularização de edificações, cuja execução esteja em desacordo com o Código de Obras e a
Lei do Uso e Ocupação do Solo, observadas as disposições desta Lei.

Art. 2º Poderão ser regularizadas uma ou mais edificações no mesmo lote, desde que
atendidas às condições estabelecidas nesta Lei.

Art. 3º Somente será admitida a regularização de edificações destinadas a usos permitidos, na


zona de uso estabelecida pela legislação pertinente e que:

I - apresentem condições mínimas de habitabilidade, higiene, segurança de uso e estabilidade;

II - tenham sido concluídas até dezembro de 2020;

III - sejam de alvenaria ou de material convencional;

IV – não estejam localizadas em logradouros ou terrenos públicos, e que não avancem sobre
eles;

V - não possua fossa séptica e/ou sumidouro executado no passeio público;

VI - que estejam situadas em terrenos cadastrados junto ao Município;

VII – que não sejam de postos de combustível ou de atividade que o uso dependa de
declaração de viabilidade prévia;

Rua General Penha Brasil, nº 1.011 - São Francisco - Palácio 09 de Julho


Fone: (095) 3621-1700 – Ramal 1719 – Gabinete do Prefeito
CEP 69.305-130 – Boa Vista/RR. Sítio: www.pmbv.rr.gov
“BRASIL: DO CABURAÍ AO CHUÍ”
PREFEITURA MUNICIPAL DE BOA VISTA
GABINETE DO PREFEITO
VIII – que não estejam situadas em áreas de preservação permanente ou em áreas de risco.

Art. 4º Para a regularização mediante anistia, além das condições previstas nos artigos
anteriores, o contribuinte interessado deverá providenciar requerimento junto ao Município
contendo:

a) Demonstração de que o requerente possui domínio, posse e/ou propriedade do terreno;

b) Declaração de Engenheiro Civil, Arquiteto, Técnico e Tecnólogos da área de construção


civil, habilitados nos seus respectivos conselhos, com a devida Anotação de Responsabilidade
Técnica – ART e/ou Relatório de Responsabilidade Técnica – RRT, sob responsabilidade de
profissional legalmente habilitado e registrado junto aos respectivos conselhos, de que a
edificação possui condições seguras de ser habitada e atestando a metragem construída que se
pretende regularizar.

Art. 5º A Prefeitura poderá exigir obras de adequação para garantir a estabilidade, segurança,
higiene, salubridade e o respeito ao direito de vizinhança.

Art. 6º A presente Lei não isenta as obras decorrentes desta Lei do Licenciamento Ambiental.

Art. 7º A Prefeitura fornecerá modelo padronizado de requerimento, a fim de dar celeridade


ao pedido previsto nesta Lei.

Art. 8º As irregularidades ou omissões sanáveis serão objeto de “exigência” para que o


interessado tome as providências cabíveis.

Art. 9º Deferido o requerimento, o Poder Executivo Municipal inscreverá a edificação no


cadastro Técnico Imobiliário, mediante pagamento de taxas e impostos quando for o caso.

Art. 10. Esta Lei Complementar entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as
disposições em contrário.

Boa Vista, 20 de dezembro de 2021.

Arthur Henrique Brandão Machado


Prefeito de Boa Vista

PUBLICADA NO DOM Nº 5534, DE 31 DE DEZEMBRO DE 2021.

Rua General Penha Brasil, nº 1.011 - São Francisco - Palácio 09 de Julho


Fone: (095) 3621-1700 – Ramal 1719 – Gabinete do Prefeito
CEP 69.305-130 – Boa Vista/RR. Sítio: www.pmbv.rr.gov

Você também pode gostar