Você está na página 1de 131

EXECUÇÃO CIVIL

CUMPRIMENTO DE SENTENÇA
E
PROCESSO DE EXECUÇÃO
“EXECUTAR É DAR EFETIVIDADE E EXECUÇÃO É EFETIVAÇÃO”
MEIOS EXECUTÓRIOS
EXECUÇÃO DIRETA: MEIOS DE
SUB-ROGAÇÃO
EXECUÇÃO INDIRETA: MEIOS
PARA INTIMIDAR O
EXECUTADO (MULTA/PRISÃO)
EXECUÇÃO IMPRÓPRIA:
ATIVIDADE ADMINISTRATIVA –
INSCRIÇÕES E AVERBAÇÕES
QUANTIA EM
DINHEIRO
OBRIGAÇÃO FAZER/NÃO
FAZER

DAR COISA

NÃO HÁ EXECUÇÃO SEM


TÍTULO EXECUTIVO
TÍTULO EXECUTIVO
ATO LEGITIMADOR DA EXECUÇÃO RETRATADO
EM DOCUMENTO

NUMERUS CLAUSUS

TÍTULOS EXECUTIVOS JUDICIAIS: 475-N


“cumprimento de sentença e execução”
TÍTULOS EXECUTIVOS EXTRAJUDICIAIS: 585
processo autônomo de execução
EXECUÇÃO
TÍTULO JUDICIAL
QUANTIA EM DINHEIRO - 475-J
FAZER/NÃO FAZER - 461
DAR COISA - 461-A
EXECUÇÃO
TÍTULO EXTRAJUDICIAL
QUANTIA EM DINHEIRO – 646/652
FAZER/NÃO FAZER – 632/642
DAR COISA - 621
RESPONSABILIDADE PATRIMONIAL
OBRIGAÇÃO = DIREITO MATERIAL
RESPONSABILIADE = DIREITO PROCESSUAL

DÍVIDA RESPONSABILIDADE

SCHULD HAFTUNG
RESPONSABILIDADE PATRIMONIAL
PRIMÁRIA
DÍVIDA RESPONSABILIDADE

SCHULD HAFTUNG
MESMA PESSOA
RESPONSABILIDADE PATRIMONIAL
SECUNDÁRIA
DÍVIDA RESPONSABILIDADE

SCHULD HAFTUNG
UMA PESSOA OUTRA PESSOA
FICAM SUJEITOS A EXECUÇÃO:
I) OS BENS DO SUCESSOR A TÍTULO SINGULAR,
TRATANDO-SE DE EXECUÇÃO FUNDADA EM DIREITO
REAL OU OBRIGAÇÃO REIPERSECUTÓRIA

DÍVIDA RESPONSABILIDADE

SCHULD HAFTUNG
UMA PESSOA OUTRA PESSOA
FICAM SUJEITOS A EXECUÇÃO:
II) OS BENS DO SÓCIO, NOS TERMOS DA LEI;
DISREGARD OF LEGAL ENTITY
-CDC - ART. 28: O juiz poderá desconsiderar a personalidade jurídica
da sociedade quando, em detrimento do consumidor, houver abuso de direito,
excesso de poder, infração da lei, fato ou ato ilícito ou violação dos estatutos
ou contrato social. A desconsideração também será efetivada quando houver
falência, estado de insolvência, encerramento ou inatividade da pessoa
jurídica provocados por má administração
- LEI 12.529/2011 - Art. 34. A personalidade jurídica do
responsável por infração da ordem econômica poderá ser desconsiderada
quando houver da parte deste abuso de direito, excesso de poder, infração da
lei, fato ou ato ilícito ou violação dos estatutos ou contrato social.
Parágrafo único. A desconsideração também será efetivada quando houver
falência, estado de insolvência, encerramento ou inatividade da pessoa
jurídica provocados por má administração.
FICAM SUJEITOS A EXECUÇÃO:
II) OS BENS DO SÓCIO, NOS TERMOS DA LEI;
DISREGARD OF LEGAL ENTITY
- LEI 9605/98 ART. 4: Poderá ser desconsiderada a pessoa jurídica
sempre que sua personalidade for obstáculo ao ressarcimento de prejuízos
causados à qualidade do meio ambiente
- CC ART. 50: Em caso de abuso da personalidade jurídica, caracterizado
pelo desvio de finalidade, ou pela confusão patrimonial, pode o juiz decidir, a
requerimento da parte, ou do Ministério Público quando lhe couber intervir no
processo, que os efeitos de certas e determinadas relações de obrigações
sejam estendidos aos bens particulares dos administradores ou sócios da
pessoa jurídica
Agravo de Instrumento n° 990.10.210950-0
JULGAMENTO 24/08/2010
DESCONSIDERAÇÃO DA PERSONALIDADE JURÍDICA - Fase
de execução - Decisão que acolheu exceção de pré-
executividade apresentada por ex-sócio da sociedade
executada, afastando a responsabilidade dele pelo débito
exeqüendo - Para a desconsideração da personalidade
jurídica, a jurisprudência tem exigido a má-fé na utilização do
patrimônio, o que não restou demonstrado com relação ao
excipiente - A desconsideração foi decretada com
fundamento na irregularidade do encerramento da empresa -
Ocorre que o encerramento se deu em 2005, enquanto que a
retirada do excipiente ocorreu cerca de quatro anos antes -
Inviabilidade da responsabilização subsidiária do ex-sócio
excipiente – Decisão mantida - Agravo de instrumento
improvido.
AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 578 363-4/1-00
JULGAMENTO 23/09/2008
PENHORA - Incidência sobre os ativos financeiros
dos ex-sócios da pessoa jurídica - Desconsideração
da personalidade jurídica para a localização de
bens dos sócios – Tentativa infrutífera - A
jurisprudência tem exigido a má-fé na utilização do
patrimônio, o que não restou demonstrado com
relação à agravante e os sócios, que já se
retiraram da sociedade - Não há evidência de que a
agravante tenha se beneficiado da existência da
pessoa jurídica, nem que tenha praticado ato
fraudulento ou de má-fé no gerenciamento -
Impossibilidade de se estender a responsabilidade
do pagamento de dívida da sociedade, aos sócios
que não integram o quadro societário - Recurso
improvido
FICAM SUJEITOS A EXECUÇÃO:
III) OS BENS DO DEVEDOR, QUANDO EM PODER DE
TERCEIROS
ATENÇÃO: SÚMULA 84 DO STJ

É admissível a oposição de embargos de


terceiro fundados em alegação de posse
advinda de compromisso de compra e venda
de imóvel, ainda que desprovido do registro.
FICAM SUJEITOS A EXECUÇÃO:
IV) OS BENS DO CÔNJUGE, NOS CASOS EM QUE
SEUS BENS PRÓPRIOS, RESERVADOS OU DE SUA
MEAÇÃO RESPONDEM PELA DÍVIDA
CÓDIGO CIVIL 2002
Art. 1.643. Podem os cônjuges, independentemente
de autorização um do outro:
I - comprar, ainda a crédito, as coisas necessárias à
economia doméstica;
II - obter, por empréstimo, as quantias que a
aquisição dessas coisas possa exigir.

Art. 1.644. As dívidas contraídas para os fins do


artigo antecedente obrigam solidariamente ambos os
cônjuges
FICAM SUJEITOS A EXECUÇÃO:
IV) OS BENS DO CÔNJUGE, NOS CASOS EM QUE
SEUS BENS PRÓPRIOS, RESERVADOS OU DE SUA
MEAÇÃO RESPONDEM PELA DÍVIDA
ATENÇÃO: SÚMULA 134 DO STJ

Embora intimado da penhora em imóvel do


casal, o cônjuge do executado pode opor
embargos de terceiro para defesa de sua
meação
FICAM SUJEITOS A EXECUÇÃO:
V) OS BENS ALIENADOS OU GRAVADOS COM ÔNUS
REAL EM FRAUDE A EXECUÇÃO
ATENÇÃO: SÚMULA 375 DO STJ

O reconhecimento da fraude à execução


depende do registro da penhora do bem
alienado ou da prova de má-fé do terceiro
adquirente.
FRAUDE CONTRA CREDORES
CÓDIGO CIVIL/2002
Art. 158. Os negócios de transmissão gratuita de
bens ou remissão de dívida, se os praticar o devedor
já insolvente, ou por eles reduzido à insolvência,
ainda quando o ignore, poderão ser anulados pelos
credores quirografários, como lesivos dos seus
direitos.
§ 1o Igual direito assiste aos credores cuja garantia
se tornar insuficiente.
§ 2o Só os credores que já o eram ao tempo daqueles
atos podem pleitear a anulação deles.
Art. 159. Serão igualmente anuláveis os contratos
onerosos do devedor insolvente, quando a
insolvência for notória, ou houver motivo para ser
conhecida do outro contratante.
FRAUDE CONTRA CREDORES
ELEMENTO OBJETIVO: EVENTUS DAMNI
ELEMENTO SUBJETIVO: CONSILIUM FRAUDIS

AÇÃO REVOCATÓRIA OU PAULIANA


FRAUDE À EXECUÇÃO
CRIME: CP ARTIGO 179: - Fraudar execução,
alienando, desviando, destruindo ou danificando
bens, ou simulando dívidas:
Pena - detenção, de 6 (seis) meses a 2 (dois) anos,
ou multa.
LITISPENDÊNCIA:

-DISTRIBUIÇÃO DO FEITO:

-CITAÇÃO:
FRAUDE À EXECUÇÃO
Art. 615-A CPC.  O exeqüente poderá, no ato da
distribuição, obter certidão comprobatória do
ajuizamento da execução, com identificação das
partes e valor da causa, para fins de averbação no
registro de imóveis, registro de veículos ou registro
de outros bens sujeitos à penhora ou arresto.
§ 3o  Presume-se em fraude à execução a alienação
ou oneração de bens efetuada após a averbação (art.
593).
Art. 185 CTN. Presume-se fraudulenta a alienação
ou oneração de bens ou rendas, ou seu começo, por
sujeito passivo em débito para com a Fazenda
Pública, por crédito tributário regularmente inscrito
como dívida ativa
APELAÇÃO 257.572-4/4-00 (994.02.010302-0)
23/03/2010
EMBARGOS DE TERCEIRO - Alienação de coisa
litigiosa - Penhora de bem imóvel em execução de
sentença que julgara procedente ação ordinária de
indenização por perdas e danos decorrentes de
prestação de serviços odontológicos - O apelante
adquiriu o imóvel em testilha, sendo que ao tempo da
alienação pendia contra o vendedor demanda capaz
de reduzi-lo à insolvência - Art. 593, II do CPC -
Presentes os requisitos da litispendência e da
insolvência - Fraude à execução caracterizada -
Irrelevante a alegação de boa fé do apelante -
Presunção de insolvência - Sentença que conclui
pela ineficácia da alienação confirmada - Recurso
improvido.
APELAÇÃO CÍVEL COM REVISÃO n° 407.177-4/9-00,
10/06/08
FRAUDE EM EXECUÇÃO - Caracterização -
Alienação de imóvel, já tendo sido o devedor citado
no processo de conhecimento - Falta de inscrição da
penhora - Irrelevância - Basta consulta ao
distribuidor cível para a constatação de pendência
de ação capaz de reduzir o devedor à insolvência -
Não é exigível a citação para a execução da
sentença - Presunção da insolvência – Presença dos
requisitos da litispendência e da insolvência do
devedor - Alienação à embargante é ineficaz em
relação ao credor - Litigância de má fé não
configurada - Verba honorária fixada em 10% do valor
da causa - Embargos de terceiro rejeitados -
Apelação n° 994.03.110184-2, 16/03/2010
EMBARGOS DE TERCEIRO - Arresto de imóveis
obtido como medida preparatória de ação ordinária
de reparação de danos fundada em contrato de
incorporação imobiliária, que foi julgada procedente -
O arresto foi requerido após a venda e compra dos
imóveis, devendo ser considera a data das
alienações, e não dos registros - Ao tempo da
alienação, não estava a alienante citada para o
arresto ou a ação de reparação de danos, sequer
ajuizadas, pelo que não se configura o requisito da
litispendência para a caracterização da fraude de
execução - Para tanto, não é suficiente o ajuizamento
da demanda, mas citação válida – O reconhecimento
de fraude contra credores há que ser demandado em
ação pauliana – Recurso improvido.
RENUNCIA DA HERANÇA NO CÓDIGO CIVIL/2002

Art. 1.813. Quando o herdeiro prejudicar os seus


credores, renunciando à herança, poderão eles, com
autorização do juiz, aceitá-la em nome do
renunciante.
§ 1o A habilitação dos credores se fará no prazo de
trinta dias seguintes ao conhecimento do fato.
§ 2o Pagas as dívidas do renunciante, prevalece a
renúncia quanto ao remanescente, que será
devolvido aos demais herdeiros.
TÍTULO EXECUTIVO JUDICIAL

ART. 475-N
584 X 475-N
I - a sentença condenatória I – a sentença proferida no
proferida no processo civil
processo civil que
reconheça a existência de
obrigação de fazer, não
fazer, entregar coisa ou
pagar quantia;
O projeto de lei nº 3.253/04 – teve redação
aprovada na Câmara dos Deputados:
475-N - São títulos executivos judiciais:
I - a sentença condenatória proferida no processo
civil
No Senado, aprovou-se emenda ao projeto,
alterando integralmente o teor do dispositivo:
475-N - São títulos executivos judiciais:
I a sentença proferida no processo civil que
reconheça a existência de obrigação de fazer, não
fazer, entregar coisa ou pagar quantia;
AS SENTENÇAS DECLARATÓRIAS PASSARAM A SER
TÍTULO EXECUTIVO JUDICIAL?
STJ: MINISTRO TEORI ALBINO ZAVASCKI
RESP 588.202/PR
“PROCESSUAL CIVIL. TRIBUTÁRIO. VALORES
INDEVIDAMENTE PAGOS A TÍTULO DE
CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA. SENTENÇA
DECLARATÓRIA DO DIREITO DE CRÉDITO CONTRA A
FAZENDA PÚBLICA PARA FINS DE COMPENSAÇÃO.
SUPERVENIENTE IMPOSSIBILIDADE DE COMPENSAR.
EFFICÁCIA EXECUTIVA DA SENTENÇA
DECLARATÓRIA, PARA HAVER A REPETIÇÃO DO
INDÉBITO POR MEIO DE PRECATÓRIO”
AS SENTENÇAS DECLARATÓRIAS PASSARAM A SER
TÍTULO EXECUTIVO JUDICIAL?

- TEM EFICÁCIA EXECUTIVA A


SENTENÇA DECLARATÓRIA QUE
TRAZ DEFINIÇÃO INTEGRAL DA
NORMA JURÍDICA
INDIVIDUALIZADA – ELEMENTOS
IDENTIFICADORES DA OBRIGAÇÃO
(SUJEITOS, PRESTAÇÃO, LIQUIDEZ
E EXIGIBILIDADE)
584 x 475-N
II – a sentença II – a sentença penal
penal condenatória condenatória transitada em
transitada em julgado;
julgado;
O NOSSO DIREITO ADOTOU, SEGUNDO
DENOMINAÇÃO CORRENTE, O “SISTEMA DA
INDEPENDÊNCIA OU DA SEPARAÇÃO ENTRE A
JURISDIÇÃO CIVIL E A CRIMINAL”
MAS...
AO QUE TUDO INDICA CAMINHA PARA O “SISTEMA
DA CONFUSÃO”
ARTIGO 387, IV DO CPP: O JUIZ, AO PROFERIR
SENTENÇA CONDENATÓRIA ... FIXARÁ VALOR
MÍNIMO PARA REPARAÇÃO DOS DANOS
CAUSADOS PELA INFRAÇÃO, CONSIDERANDO OS
PREJUÍZOS SOFRIDOS PELO OFENDIDO

LEI 9099/95, ART. 72: NA AUDIÊNCIA PRELIMINAR,


PRESENTE O REPRESENTANTE DO MINISTÉRIO
PÚBLICO, O AUTOR DO FATO E A VÍTIMA E, SE
POSSÍVEL O RESPONSÁVEL CIVIL,
ACOMPANHADOS POR SEUS ADVOGADOS, O JUIZ
ESCLARECERÁ SOBRE A POSSIBILIDADE DA
COMPOSIÇÃO DOS DANOS E DA ACEITAÇÃO DA
PROPOSTA DE APLICAÇÃO IMEDIATA DE PENA
NÃO PRIVATIVA DE LIBERDADE.
LEI 9.503/97, ART. 297: A PENALIDADE DE MULTA
REPARATÓRIA CONSISTE NO PAGAMENTO,
MEDIANTE DEPÓSITO JUDICIAL EM FAVOR DA
VÍTIMA, OU SEUS SUCESSORES, DE QUANTIA
CALCULADA COM BASE NO DISPOSTO NO § 1º DO
ARTIGO 49 DO CÓDIGO PENAL, SEMPRE QUE
HOUVER PREJUÍZO MATERIAL RESULTANTE DO
CRIME.
§ 3º NA INDENIZAÇÃO CIVIL DO DANO, O VALOR
DA MULTA REPARATÓRIA SERÁ DESCONTADO.

LEI 9605/98, ART. 20: A SENTENÇA PENAL


CONDENATÓRIA, SEMPRE QUE POSSÍVEL, FIXARÁ
O VALOR MÍNIMO PARA A REPARAÇÃO DOS DANOS
CAUSADOS PELA INFRAÇÃO, CONSIDERANDO OS
PREJUÍZOS SOFRIDOS PELO OFENDIDO OU PELO
MEIO AMBIENTE
E A SENTENÇA ABSOLUTÓRIA
IMPRÓPRIA? IMPEDE AÇÃO
CIVIL?
584 x 475-N
III - a sentença III – a sentença
homologatória de homologatória de
conciliação ou de
conciliação ou de
transação, ainda que
verse matéria não posta transação, ainda que
em juízo; inclua matéria não posta
em juízo;
584 x 475-N
 IV - a sentença estrangeira, IV – a sentença arbitral;
homologada pelo Supremo
Tribunal Federal; V – o acordo extrajudicial,
de qualquer natureza,
V - o formal e a certidão de homologado judicialmente;
* Art. 57 - 9099/95
partilha.
VI – a sentença
VI - a sentença arbitral. estrangeira, homologada
pelo Superior Tribunal de
Justiça; *Execução na Justiça
Federal (CF, 109,X)

VII – o formal e a certidão de


partilha,exclusivamente em
relação ao inventariante, aos
herdeiros e aos sucessores a
título singular ou universal
ATENÇÃO
II – a sentença penal condenatória transitada em
julgado;

IV – a sentença arbitral;

VI – a sentença estrangeira, homologada pelo


Superior Tribunal de Justiça; *Execução na Justiça Federal (CF,
109,X)

PARÁGRAFO ÚNICO DO
ARTIGO 475-N : o mandado
inicial (art. 475-J) incluirá a
ordem de citação do
devedor, no juízo cível,
para liquidação ou
execução, conforme o caso
TÍTULO EXECUTIVO
*LIQUIDEZ (DA OBRIGAÇÃO) – DETERMINAÇÃO
DA QUANTIDADE DE BENS OBJETO DA PRESTAÇÃO
*CERTEZA (DA OBRIGAÇÃO) - DEFINIÇÃO DOS
ELEMENTOS: NATUREZA DA PRESTAÇÃO, SEU
OBJETO E SEUS SUJEITOS
*EXIGIBILIDADE (DA OBRIGAÇÃO) – JÁ PODE
SER CUMPRIDA? – 572 CPC
LIQUIDAÇÃO DE SENTENÇA
Art. 286. O pedido deve ser certo ou determinado. É lícito,
porém, formular pedido genérico:
I - nas ações universais, se não puder o autor individuar na
petição os bens demandados;
II - quando não for possível determinar, de modo definitivo, as
conseqüências do ato ou do fato ilícito;
III - quando a determinação do valor da condenação depender
de ato que deva ser praticado pelo réu.

Súmula nº 318 - STJ


Formulado pedido certo e
determinado, somente o autor tem
interesse recursal em argüir o
vício da sentença ilíquida.
ESPÉCIES DE LIQUIDAÇÃO
SÚMULA 344 do STJ - A liquidação por forma
diversa da estabelecida na sentença não ofende a
coisa julgada

POR ARTIGOS: ALEGAR E PROVAR FATO NOVO

SUPERVENIENTE

DESCONSIDERADO NA INSTRUÇÃO
POR ARBITRAMENTO: PROVA TÉCNICA

POR CÁLCULOS MATEMÁTICOS

NÃO EXISTE MAIS LIQUIDAÇÃO POR CÁLCULO


DO CONTADOR (DESDE 1994)
MAS . . . 475-B § 3º
LIQUIDAÇÃO COM RESULTADO IGUAL A ZERO

NÃO PROVA O FATO

PRODUZ PROVA E NÃO CHEGA A VALOR DIFERENTE DE


ZERO
LIQUIDAÇÃO DE SENTENÇA – COMO ERA ANTES
SENTENÇA
PETIÇÃO CONTES RÉPLI APELAÇÃO
INICIAL TAÇÃO CA AUD CONDENATÓRIA
CITAÇÃO
PEDIDO AUD
GENÉRICO
GENÉRICO

PETIÇÃO CONTES RÉPLI SENTENÇA APELAÇÃO


INICIAL TAÇÃO CA AUD
CITAÇÃO DECLARATÓRIA*
ADV. AUD
LIQUIDA-
ÇÃO

* LIEBMAN E CARMONA
*CONSTITUTIVA - INTEGRATIVA (NERY, ARRUDA
ALVIM, ARAKEN E PONTES MIRANDA)

PETIÇÃO TÍTULO CITAÇÃO


INICIAL EXECUTIVO PAGAR 24 h
OU
- 282 - - JUDICIAL -
NOMEAR
BENS
LIQUIDAÇÃO DE SENTENÇA – AGORA S
U
PETIÇÃO C CONTES RÉPLI SENTENÇA APELAÇÃO S
AUD
INICIAL I TAÇÃO CA P
T CONDENATÓRIA E
PEDIDO AUD N
A
GENÉRI Ç GENÉRICO S
CO Ã I
O V
O

LIQUIDAÇÃO
DE
SENTENÇA INTIMAÇÃO
PESSOA DO
ADVOGADO
Art. 475-A. Quando a sentença não determinar o
valor devido, procede-se à sua liquidação.
§ 1o Do requerimento de liquidação de sentença
será a parte intimada, na pessoa de seu
advogado.
ATENÇÃO
II – a sentença penal condenatória transitada em
julgado;
IV – a sentença arbitral;
VI – a sentença estrangeira, homologada pelo
Superior Tribunal de Justiça; *Execução na Justiça Federal (CF,
109,X)

PARÁGRAFO ÚNICO DO
ARTIGO 475-N : o mandado
inicial (art. 475-J) incluirá a
ordem de citação do
devedor, no juízo cível,
para liquidação
ou execução, conforme o
caso
Art. 475-A. Quando a sentença não determinar o
valor devido, procede-se à sua liquidação.
§ 2o A liquidação poderá ser requerida na
pendência de recurso, processando-se em autos
apartados, no juízo de origem, cumprindo ao
liquidante instruir o pedido com cópias das peças
processuais pertinentes.
§ 3o Nos processos sob procedimento comum
sumário, referidos no art. 275, inciso II, alíneas ‘d’ e
‘e’ (acidente de carro e seguro) desta Lei, é defesa a
sentença ilíquida, cumprindo ao juiz, se for o caso,
fixar de plano, a seu prudente critério, o valor
devido.
Art. 475-H. Da decisão de liquidação caberá agravo
de instrumento."

QUAL A NATUREZA JURÍDICA DA DECISÃO QUE


RESOLVE A LIQUIDAÇÃO DE SENTENÇA:

E MAIS....... CABERIA AÇÃO RESCISÓRIA?


RECURSO ESPECIAL Nº 711.794 - SP (2004/0179322-2)
RELATORA : MINISTRA NANCY ANDRIGHI
- A ação rescisória pode ser utilizada para a impugnação de
decisões com conteúdo de mérito e que tenham adquirido a
autoridade da coisa julgada material. Em que pese
incomum, é possível que tais decisões sejam proferidas
incidentalmente no processo, antes da sentença. Isso pode
ocorrer em três hipóteses: (i) em diplomas anteriores ao
(ii) nos processos regulados pelo
CPC/73;
CPC em que, por algum motivo, um dos
capítulos da sentença a respeito do
mérito é antecipadamente decidido, de
maneira definitiva ; e, finalmente (iii) sempre que
surja uma pretensão e um direito independentes do direito
em causa, para serem decididos no curso do processo.
A EXECUÇÃO DE TÍTULOS JUDICIAIS

MODELO DICOTÔMICO

PROCESSO DE CONHECIMENTO PROCESSO DE EXECUÇÃO

MODELO SINCRÉTICO
PROCESSO DE CONHECIMENTO SENTENÇA EXECUÇÃO
DE MÉRITO

Art. 162 § 1º - Sentença é o ato do juiz


que implica alguma das situações
previstas nos artigos 267 e 269 desta lei

Art. 267 – Extingue-se o processo, sem


resolução do mérito:

Art. 269 – Haverá resolução do mérito:


EXECUÇÃO - TÍTULO JUDICIAL

Art. 475-J. Caso o devedor, condenado


ao pagamento de quantia certa ou já
fixada em liquidação, não o efetue no
prazo de quinze dias, o montante da
condenação será acrescido de multa
no percentual de dez por cento e, a
requerimento do credor e observado o
disposto no art. 614, inciso II, desta
Lei, expedir-se-á mandado de penhora
e avaliação
A PARTIR DE QUANDO COMEÇA A CORRER O PRAZO
PARA O CUMPRIMENTO DA SENTENÇA SEM QUE
HAJA A INCIDÊNCIA DA MULTA DO 475-J?
1ª CORRENTE: A PARTIR DO MOMENTO EM QUE
A CONDENAÇÃO SE TORNOU EXIGÍVEL OU
INCIDÊNCIA AUTOMÁTICA
SEJA,
APÓS O TRÂNSITO EM JULGADO
DEFENSORES:
ATHOS GUSMÃO CARNEIRO
E O STJ QUE DEFENDEU ESTA TESE NO INÍCIO –
AGORA MUDOU DE POSICIONAMENTO
RESP 940274-MS J. 07/04/10
2ª CORRENTE: A PARTIR DO MOMENTO EM QUE
SE INTIMA PESSOALMENTE O DEVEDOR PARA
CUMPRIR A OBRIGAÇÃO
DEFENSORES
-EVARISTO ARAGÃO DOS
SANTOS
-LUIZ RODRIGUES WAMBIER
-TERESA ARRUDA ALVIM
WAMBIER
-JOSÉ MIGUEL GARCIA MEDINA
-MISAEL MONTENEGRO FILHO
-CARMONA
3ª CORRENTE: A PARTIR DO MOMENTO EM QUE
SE INTIMA O DEVEDOR NA PESSOA DO
ADVOGADO PARA CUMPRIR A OBRIGAÇÃO
DEFENSORES
-CARREIRA ALVIM
-DANIEL AMORIM ASSUMPÇÃO
NEVES
-NELSON NERY JUNIOR
-CÁSSIO SCARPINELLA BUENO
- E AGORA O STJ
RESP 940274-MS J. 07/04/10

STF

STJ

TJ

“CUMPRA-SE O
V. ACÓRDÃO” PRIMEIRO
GRAU
SENTENÇA PETIÇÃO DO
INTIMAÇÃO CREDOR
“... CONDENO AO REQUERENDO
NA PESSOA DO
PAGAMENTO DE O
ADVOGADO
R$ 100.000,00

NÃO
PARA QUE O PAGAMENTO:
NO PRAZO DE 15
PAGAMENTO
DIAS, SOB PENA PLANILHA DE
SEJA

PAGA
DE MULTA DE CÁLCULOS
EFETUADO EM
10% INCIDENTE ART. 614, II
TRANSITOU 15 DIAS SOB
NA E
EM PENA DE
CONDENAÇÃO MULTA DO
JULGADO MULTA
- ART. 475 – J - 475-J
E
6 MESES INDICANDO
BENS À
PENHORA
§ 3º DO ART.
475 - J

ATENÇÃO: O PARÁGRAFO ÚNICO DO ARTIGO 475-P ESTABELECE


QUE NO CASO DO INCISO II DO CAPUT DESTE ARTIGO, O
EXEQÜENTE PODERÁ OPTAR PELO JUÍZO DO LOCAL ONDE SE
ENCONTRAM BENS SUJEITOS À EXPROPRIAÇÃO OU PELO DO ATUAL
DOMICÍLIO DO EXECUTADO, CASOS EM QUE A REMESSA DOS AUTOS
DO PROCESSO SERÁ SOLICITADA AO JUÍZO DE ORIGEM
SENTENÇA INTIMAÇÃO PETIÇÃO DO
NA PESSOA CREDOR
DO REQUERENDO
“... CONDENO AO O MANDADO
PAGAMENTO DE ADVOGADO NÃO PAGAMENTO: DE
R$ 100.000,00 PARA QUE O CUMPRE PLANILHA DE
PAGAMENTO PENHORA
NO PRAZO DE 15 CÁLCULOS E
SEJA INDICANDO E
DIAS, SOB PENA
DE MULTA DE EFETUADO BENS À AVALIAÇÃO
EM 15 DIAS PENHORA
10% INCIDENTE
NA SOB PENA DE
CONDENAÇÃO MULTA
- ART. 475 – J -

-Por força do 475 – R


-APLICA-SE NORMAS DA EXECUÇÃO
DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL,
PORTANTO, INDICARÁ BENS DO
NOVO 655, (PENHORA ON LINE),
FICAR ATENTO AOS IMPENHORÁVEIS
– 649, 650 e Lei 8.009/90
EXECUÇÃO - TÍTULO JUDICIAL
475-J
§ 1o Do auto de penhora e de avaliação
será de imediato intimado o
executado, na pessoa de seu
advogado (arts. 236 e 237), ou, na falta
deste, o seu representante legal, ou
pessoalmente, por mandado ou pelo
correio, podendo oferecer impugnação,
querendo, no prazo de quinze dias
P IMPUGNAÇÃO – 475-L e 475-M
INTIMAÇÃO NATUREZA JURÍDICA
E NA PESSOA
DO
ADVOGADO
AÇÃO = EMBARGOS DO DEVEDOR
N PARA (ARAKEN DE ASSIS)
IMPUGNAR
H EM 15 DIAS INCIDENTE
- § 1º DO (TERESA ARRUDA ALVIM WAMBIER)
O 475-J -

HÍBRIDA AÇÃO/INCIDENTE
R (NELSON NERY)
A
P IMPUGNAÇÃO
INTIMAÇÃO I – falta ou nulidade da citação, se o
E NA PESSOA processo correu à revelia;
DO
ADVOGADO
II – inexigibilidade do título;
N PARA
§ 1o Para efeito do disposto no inciso II do caput deste
artigo, considera-se também inexigível o título judicial
IMPUGNAR fundado em lei ou ato normativo declarados inconst. pelo
H EM 15 DIAS STF, ou fundado em aplicação ou interpretação da lei ou ato
- § 1º DO normativo tidas pelo STF incompatíveis com a Constituição
475-J - Federal
O
III – penhora inc. ou avaliação erronea
R IV – ilegitimidade das partes;
V – excesso de execução;
§ 2o Quando o executado alegar que o exeqüente, em excesso de
A execução, pleiteia quantia superior à resultante da sentença,
cumprir-lhe-á declarar de imediato o valor que entende correto,
sob pena de rejeição liminar dessa impugnação
VI – qualquer causa imp., mod. ou ext. da
obrigação, como pag., nov., comp., trans.
ou prescrição, desde que superveniente à
sentença.
A IMPUGNAÇÃO
-COISA JULGADA INCONSTITUCIONAL
-RE 594.350/RS REL. MIN. CELSO DE MELO
-“A DECISÃO DO STF QUE HAJA DECLARADO
INCONSTITUCIONAL DETERMINADO DIPLOMA
LEGISLATIVO EM QUE SE APÓIE O TÍTULO JUDICIAL,
AINDA QUE IMPREGNADA DE EFICÁCIA EX TUNC,
COMO SUCEDE COM OS JULGAMENTOS
PROFERIDOS EM SEDE DE FISCALIZAÇÃO
CONCENTRADA DETÉM-SE ANTE A AUTORIDADE DA
COISA JULGADA, QUE TRADUZ, NESSE CONTEXTO,
LIMITE INSUPERÁVEL À FORÇA RETROATIVA
RESULTANTE DOS PRONUNCIAMENTOS QUE
EMANAM, IN ABSTRATO, DA SUPREMA CORTE.”
A impugnação não terá efeito suspensivo - art. 475 M

Mas poderá ter....


Desde que RELEVANTES SEUS FUNDAMENTOS E POSSA
CAUSAR AO EXECUTADO GRAVE DANO DE DIFÍCIL OU INCERTA
REPARAÇÃO
Contudo, mesmo atribuído o efeito suspensivo o EXEQUENTE ...
OFERECENDO CAUÇÃO IDÔNEA PODE PROSSEGUIR COM A
EXECUÇÃO

1) IMPUGNAÇÃO COM
EFEITO SUSPENSIVO –
NOS MESMOS AUTOS
2) IMPUGNAÇÃO SEM
EFEITO SUSPENSIVO –
EM AUTOS APARTADOS
A decisão que resolver a impugnação

AGRAVO DE
INSTRUMENTO APELAÇÃO SE
EXTINGUIR A
EXECUÇÃO
ADJUDICAÇÃO –
ART. 685-A
PENHORA
ALIENAÇÃO POR
DEPÓSITO INICIATIVA
AVALIAÇÃO PARTICULAR –
ART. 685-C

HASTA PÚBLICA
– ART. 686

USUFRUTO
– ART. 716
EXECUÇÃO PROVISÓRIA – ART. 475-O
1ª) CORRE POR CONTA E RESPONSABILIDADE DO
EXEQUENTE

2ª) O LEVANTAMENTO DE DEPÓSITO EM DINHEIRO E A


PRÁTICA DE ATOS QUE IMPORTEM ALIENAÇÃO DE
PROPRIEDADE OU DOS QUAIS POSSA RESULTAR GRAVE
DANO AO EXECUTADO DEPENDEM DE CAUÇÃO SUFICIENTE
E IDÔNEA
NO PARÁGRAFO § 2º, INCISOS I E II DO 475-0

3ª) FICA SEM EFEITO, SOBREVINDO ACÓRDÃO QUE


MODIFIQUE OU ANULE A SENTENÇA OBJETO DA EXECUÇÃO,
RESTITUINDO-SE AS PARTES AO ESTADO ANTERIOR
NO ARTIGO 694 DO CPC

4ª) EVENTUAIS PREJUÍZOS SERÃO LIQUIDADOS


NOS MESMOS AUTOS
AgRg nos EDcl no REsp 1229705 / PR

AGRAVO REGIMENTAL EM RECURSO ESPECIAL.


MULTA DO ARTIGO 475-J DO CÓDIGO DE
PROCESSO CIVIL. IMPOSSIBILIDADE DE
COMINAÇÃO EM EXECUÇÃO PROVISÓRIA. 1.- Na
linha dos precedentes desta Corte a execução
provisória de sentença não comporta a cominação
da multa prevista no artigo 475-J do Código de
Processo Civil. Precedentes. 2.- Tal conclusão é
ainda corroborada pelo entendimento de que é o
prazo concedido por lei para cumprimento
espontâneo da obrigação deve ser contado a partir
da intimação feita à parte, por meio de seu
advogado, quanto ao trânsito em julgado da
condenação e exigibilidade da dívida. 3.- Agravo
Regimental a que se nega provimento. DJe 07/05/2012
TJ/SP
ART. 475-O EXECUÇÃO PROVISÓRIA
§ 2º, II SEM CAUÇÃO
AGRAVO –
LEI 12.322/10 ACÓRDÃO APELAÇÃO
RESP
ART. 544
RE c/ RG
NÃO ADMITO

PETIÇÃO SENTENÇA APELAÇÃO


INICIAL
TÍTULO EXECUTIVO
EXTRAJUDICIAL
ART. 585
A EXECUÇÃO TÍTULO EXTRAJUDICIAL – LEI 11382/2006
QUEM PODE PROMOVER A EXECUÇÃO
(LEGITIMIDADE ATIVA) ? ART. 566 e 567
- O CREDOR DE TÍTULO EXECUTIVO
- MINISTÉRIO PÚBLICO – LACP 7347/85 – ART. 5º § 6º
-ESPÓLIO, HERDEIROS OU SUCESSORES (TRANSMISSÃO DO
DIREITO)

- CESSIONÁRIO (ATO ENTRE


VIVOS)
- SUB-ROGADO (LEGAL 346 C.C. E
CONVENCIONAL 347 C.C.)/ FIADOR
NOS PRÓPRIOS AUTOS – ART. 595
PAR. ÚNICO
QUEM PODE RESPONDER A EXECUÇÃO
(LEGITIMIDADE PASSIVA) ? ART. 568
- O DEVEDOR RECONHECIDO NO TÍTULO EXECUTIVO
-ESPÓLIO, HERDEIROS OU SUCESSORES
-NOVO DEVEDOR QUE ASSUMIU COM O CONSENTIMENTO DO
CREDOR
-FIADOR JUDICIAL
-RESPONSÁVEL TRIBUTÁRIO – CTN 135, III
TÍTULO EXECUTIVO EXTRAJUDICIAL – 585 –
I - a letra de câmbio, a nota promissória, a
duplicata, a debênture e o cheque;    
II - a escritura pública ou outro documento
público assinado pelo devedor; o documento
particular assinado pelo devedor e por duas
testemunhas; o instrumento de transação
referendado pelo Ministério Público, pela
Defensoria Pública ou pelos advogados dos
transatores
III - os contratos garantidos por hipoteca,
penhor, anticrese e caução, bem como os de
seguro de vida;
IV - o crédito decorrente de foro e laudêmio;
V - o crédito, documentalmente comprovado,
decorrente de aluguel de imóvel, bem como
de encargos acessórios, tais como taxas e
despesas de condomínio;
VI - o crédito de serventuário de justiça, de
perito, de intérprete, ou de tradutor, quando
as custas, emolumentos ou honorários forem
aprovados por decisão judicial;
VII - a certidão de dívida ativa da Fazenda
Pública da União, dos Estados, do Distrito
Federal, dos Territórios e dos Municípios,
correspondente aos créditos inscritos na
forma da lei;
VIII - todos os demais títulos a que, por
disposição expressa, a lei atribuir força
executiva.
STJ Súmula nº 233
O contrato de abertura de crédito, ainda que acompanhado
de extrato da conta-corrente, não é título executivo.
STJ Súmula nº 247
O contrato de abertura de crédito em conta-corrente,
acompanhado do demonstrativo de débito, constitui
documento hábil para o ajuizamento da ação monitória

STJ Súmula nº 258


A nota promissória vinculada a contrato de abertura de
crédito não goza de autonomia em razão da iliquidez do
título que a originou.

Súmula nº 300 - STJ –


O instrumento de confissão de
dívida, ainda que originário de
contrato de abertura de crédito,
constitui título executivo
extrajudicial.
Lei 10.931/2004 - Art. 28. A Cédula de Crédito
Bancário é título executivo extrajudicial e
representa dívida em dinheiro, certa, líquida e
exigível, seja pela soma nela indicada, seja pelo
saldo devedor demonstrado em planilha de
cálculo, ou nos extratos da conta corrente,
elaborados conforme previsto no § 2o.
COMPETÊNCIA
-REGRAS DO PROCESSO DE CONHECIMENTO
-ABSOLUTA/RELATIVA

PETIÇÃO INICIAL
- SEGUE O 282 COM ADAPTAÇÕES ART. 598
APLICAÇÃO SUBSIDIÁRIA (NÃO PEDE PRODUÇÃO
DE PROVAS) E ARTIGO 614, I e II
- CREDOR INDICARÁ OS
BENS A SEREM
PENHORADOS – ARTIGO
652 § 2º
PETIÇÃO “Art. 615-A. O exeqüente poderá, no ato da
TÍTULO
INICIAL distribuição, obter certidão comprobatória do
EXECUTIVO
ajuizamento da execução, com identificação
+
EXTRAJUDICIAL
das partes e valor da causa, para fins de
averbação no registro de imóveis, registro de
veículos ou registro de outros bens sujeitos à
penhora ou arresto.
§ 1o O exeqüente deverá comunicar ao juízo
as averbações efetivadas, no prazo de 10 (dez)
dias de sua concretização.
§ 2o Formalizada penhora sobre bens
suficientes para cobrir o valor da dívida, será
determinado o cancelamento das averbações
de que trata este artigo relativas àqueles que
não tenham sido penhorados
§ 3o Presume-se em fraude à execução a
alienação ou oneração de bens efetuada após
a averbação (art. 593).
§ 4o O exeqüente que promover averbação
manifestamente indevida indenizará a parte
contrária, nos termos do § 2o do art. 18 desta
Lei, processando-se o incidente em autos
apartados.
PETIÇÃO INICIAL 1) VEM E PAGA TUDO
COM REDUÇÃO ½
HONORÁRIOS (652-A PAR.
O JUIZ FIXA CITAÇÃO ÚNICO)
TÍTULO
HONORÁRIOS EXECUTIVO PARA
2) NO PRAZO DE 15 DIAS,
EXTRAJUDICIAL PAGAR EM
652-A
+ 03 (TRÊS RECONHECE A DÍVIDA,
DEPOSITA 30% DO VALOR
DIAS)
E PARCELA O RESTANTE
-DEMONSTRATIVO -ART. 652 - EM ATÉ 6 PRESTAÇÕES
DE CÁLCULO MENSAIS (745-A)
-BENS A SEREM
PENHORADOS 3) EMBARGA EM 15 DIAS

4) NÃO PAGA, NÃO


DEPOSITA E NÃO
EMBARGA
PETIÇÃO INICIAL TÍTULO
EXECUTIVO CITAÇÃO PARA
PAGAR EM 03
+
EXTRAJUDICIAL
O JUIZ FIXA (TRÊS DIAS)
HONORÁRIOS
-ART. 652 -

-DEMONSTRATIVO
DE CÁLCULO
-BENS A SEREM
PENHORADOS
PENHORA
* ORDEM DO 655: SÚMULA 417 STJ:
Na execução civil, a penhora de dinheiro na ordem
de nomeação de bens não tem caráter absoluto

* OBSERVAR 649, LEI 8009/90, 650


* IMÓVEIS: INTIMAR O CÔNJUGE
655§ 2º
*655-B – BENS INDIVISÍVEIS: A
MEAÇÃO RECAIRÁ SOBRE O
PRODUTO ALIENAÇÃO
SÚMULAS STJ
SÚMULA 364 - O conceito de
impenhorabilidade de bem de família
abrange também o imóvel pertencente a
pessoas solteiras, separadas e viúvas.
SÚMULA 417 - Na execução civil, a
penhora de dinheiro na ordem de
nomeação de bens não tem caráter
absoluto.
SÚMULA 449 - A vaga de garagem que
possui matrícula própria no registro de
imóveis não constitui bem de família para
efeito de penhora.
SÚMULA 451 - É legítima a penhora da
sede do estabelecimento comercial.
MODIFICAÇÕES DA PENHORA
A)REDUÇÃO (685, I)
B)AMPLICAÇÃO (685,II)
C)SUBSTITUIÇÃO
C.1. A REQUERIMENTO DO DEVEDOR:
10 DIAS APÓS A INTIMAÇÃO DA
PENHORA (PROVA DE QUE NÃO HAVERÁ
PREJUÍZO E QUE SERÁ MENOS ONEROSA
PARA O DEVEDOR) – DEVEDOR AVALIA O
BEM – ART. 668
C.2. A REQUERIMENTO DAS PARTES –
ART. 656 E 657
ADJUDICAÇÃO –
ART. 685-A
PENHORA
ALIENAÇÃO POR
DEPÓSITO INICIATIVA
AVALIAÇÃO PARTICULAR –
ART. 685-C

HASTA PÚBLICA
– ART. 686

USUFRUTO
– ART. 716
AS REAÇÕES DO EXECUTADO
A)EMBARGOS DO DEVEDOR
PRAZO: 15 DIAS contados da JUNTADA
AOS AUTOS DO MANDADO DE
CITAÇÃO DEVIDAMENTE CUMPRIDO
- NÃO SE APLICA O ARTIGO 191
- NO LITISCONSÓRCIO PASSIVO
CONTA A PARTIR DA JUNTADA DE
CADA MANDADO, SALVO CÔNJUGES
- PRECATÓRIA: JUNTADA DA
COMUNICAÇÃO ELETRÔNICA
REJEIÇÃO LIMINAR DOS EMBARGOS (ART. 739)
I – QUANDO INTEMPESTIVOS
II – QUANDO INEPTA A PETIÇÃO (295)
III – MANIFESTAMENTE PROTELATÓRIOS –
NESTE CASO HAVERÁ UMA MULTA DE ATÉ
20% DA EXECUÇÃO (PARÁGRAFO ÚNICO 740)
EMBARGOS COM
FUNDAMENTO EM EXCESSO
DE EXECUÇÃO TEM QUE
TRAZER O VALOR CORRETO,
APRESENTADO MEMÓRIA DO
CÁLCULO SOB PENA DE
REJEIÇÃO LIMINAR DOS
EMBARGOS – 739-A § 5º
SÃO DESPROVIDOS DE EFEITO SUSPENSIVO. MAS
PODERÃO VIR A TER:
1) SE HOUVER REQUERIMENTO DO EMBARGANTE;
2) SE A EXECUÇÃO TIVER SIDO GARANTIDA POR
PENHORA, DEPÓSITO OU CAUÇÃO
3) SE TIVER RELEVANTE FUNDAMENTO E
MANIFESTAMENTE POSSA CAUSAR GRAVE DANO
DE DIFÍCIL OU INCERTA REPARAÇÃO
O EFEITO SUSPENSIVO PODERÁ SER PARCIAL
(EXECUÇÃO PROSSEGUE NO RESTANTE)

NO LITISCONSÓRCIO SÓ SE APLICA A QUEM


EMBARGOU

O EFEITO SUSPENSIVO PODERÁ SER REVOGADO


A QUALQUER TEMPO

O EFEITO SUSPENSIVO NÃO IMPEDE A PENHORA


E AVALIAÇÃO DOS BENS
AS REAÇÕES DO EXECUTADO
B) EXCEÇÃO DE PRÉ-EXECUTIVIDADE
DEFESA ENDOPROCESSUAL
OBJEÇÃO DE NÃO EXECUTIVIDADE:
MATÉRIA DE ORDEM PÚLICA
SÚMULA 393 STJ: A exceção de pré-executividade
é admissível na execução fiscal relativamente às matérias
conhecíveis de ofício que não demandem dilação probatória.

HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS:
REsp 948412/PR, EREsp 1084875/PR
REsp 1185036/PE, REsp 1196160/MG
C) DEFESA HETEROTÓPICA*:
AÇÕES AUTÔNOMAS PREJUDICIAIS À
EXECUÇÃO
*HETERO + TOPO + IA = “DESLOCAMENTO, DESVIO
DE POSIÇÃO NATURAL, POSICIONAMENTO OU
LOCALIZAÇÃO DIVERSA DA NORMAL OU
HABITUAL”
FUNDAMENTO: ART. 585 § 1º

§ 1o  A propositura de qualquer ação


relativa ao débito constante do título
executivo não inibe o credor de
promover-lhe a execução
ANTECEDENTE
PETIÇÃO
INICIAL
CITAÇÃO
AxB

DECLARATÓRIA
DE
INEXISTÊNCIA PETIÇÃO
INICIAL TÍTULO
EXECUTIVO
BxA EXTRAJUDICIAL

EXECUÇÃO PETIÇÃO
TITULO INICIAL
EXTRAJUDICIAL AxB

EMBARGOS DO
DEVEDOR ?
DECLARATÓRIA
DE
INEXISTÊNCIA
ANTECEDENTE
CONEXÃO: CONTINÊNCIA: LITISPENDÊNCIA:
REPUTAM-SE DÁ-SE A CONTINÊNCIA UMA AÇÃO É IDENTICA À
CONEXAS ENTRE DUAS OU MAIS OUTRA QUANDO TEM AS
DUAS OU MAIS AÇÕES SEMPRE QUE MESMAS PARTES, A
CAUSAS HÁ IDENTIDADE MESMA CAUSA DE PEDIR
QUANDO LHES QUANTO ÀS PARTES E E O MESMO PEDIDO
FOR COMUM O A CAUSA DE PEDIR,
OBJETO OU A MAS O OBJETO DE
CAUSA DE UMA, POR SER MAIS
PEDIR AMPLO, ABRANGE O
DAS OUTRAS

SÚMULA 235 DO STJ: A


CONEXÃO NÃO DETERMINA A
REUNIÃO DOS PROCESSOS, SE UM
DELES JÁ FOI JULGADO
SUSPENSIVO

COM GARANTIA DO
JUÍZO
ARTIGO 739-A DO CPC
OBJETO: FORMAL

“ATACA” O PRÓPRIO
TÍTULO EXECUTIVO
OBJETO: CAUSAL

INEXISTE CAUSA QUE


SUSTENTE O TÍTULO
EXECUTIVO
POSIÇÃO STJ
4ª TURMA - RESP. 318.254
- AÇÃO REVISIONAL DE CONTRATO,
CUMULADA COM ANULATÓRIA DE TÍTULO,
DEVE RECEBER O TRATAMENTO DE
EMBARGOS À EXECUÇÃO, COM AS
CONSEQUÊNCIA DAÍ DECORRENTES
POSIÇÃO STJ
3ª TURMA - RESP. 33.000/MG
- AJUIZADA AÇÃO TENDENTE A
DESCONSTITUIR O TÍTULO EM QUE VEIO A
SE FUNDAR A EXECUÇÃO, NÃO SE PODE
EXIGIR SEJAM APRESENTADOS
EMBARGOS COM O MESMO OBJETIVO O
QUE, ALIÁS, SEQUER SERIA POSSÍVEL,
POIS HAVERIA LITISPENDÊNCIA. A
SOLUÇÃO ESTÁ, EM GARANTIDO O JUÍZO,
TRATAR-SE A AÇÃO EM CURSO COMO
EMBARGOS, COM AS CONSEQUÊNCIAS DAÍ
DECORRENTES
POSIÇÃO STJ
3ª TURMA - RESP. 594.244/PR
-EXECUÇÃO. AÇÃO DE REVISÃO.
GARANTIA DO JUÍZO. SUSPENSÃO DA
EXECUÇÃO. PRECEDENTES DA CORTE.
-DE ACORDO COM A ORIENTAÇÃO
PREDOMINANTE NA CORTE, AJUIZADA A
AÇÃO REVISIONAL ANTES DA EXECUÇÃO,
JÁ APARELHADA COM A GARANTIA DO
JUÍZO, CABÍVEL A SUSPENSÃO.”

= 4ª TURMA – AgRg NO Ag
434.205/TO
AGRAVO DE INSTRUMENTO N° 1.195.689-1, 26/06/03
CONTINÊNCIA - EMBARGOS DO DEVEDOR - AÇÃO ORDINÁRIA
DE REVISÃO CUMULADA COM REPETIÇÃO DE INDÉBITO -
OCORRÊNCIA EM FACE DA IDENTIDADE DE PARTES E DE
CAUSA DE PEDIR - COM MAIOR AMPLITUDE DO PEDIDO DA
DECLARATÓRIA, QUE ABRANCE O DOS EMBARGOS - REUNIÃO
DAS AÇÕES PARA JULGAMENTO SIMULTÂNEO - AGRAVO DE
INSTRUMENTO IMPROVTDO, COM OBSERVAÇÃO

A execução é fundada em contrato de venda e compra de imóvel,


financiamento, hipoteca e outras avenças, havendo lhe sido opostos embargos
de devedor, visando à desconstituição do título.
Além disso, o agravante ingressou com ação ordinária de revisão cumulada
com repetição de indébito, englobando dois contratos, inclusive aquele em
execução.
Ocorre a continência, em face da identidade de partes e de causa petendi,
com maior amplitude do petitum da ação ordinária, que abrange o dos
embargos, devendo ambas as ações serem reunidas para julgamento
simultâneo, nos termos dos artigos 104 e 105 do Código de Processo Civil, a
fim de serem evitadas decisões contraditórias
APELAÇÃO N 1.015.623-7, 08/08/02
EMBARGOS DE DEVEDOR - EXECUÇÃO FISCAL - IMPOSTO -
PREDIAL E TERRITORIAL URBANO - MUNICÍPIO DE MAIRIPORÃ
- PENDÊNCIA DE AÇÃO ORDINÁRIA VISANDO A NULIDADE DO
TÍTULO - LITISPENDÊNCIA RECONHECIDA _ PROCESSO
EXTINTO - AUSÊNCIA DE FIXAÇÃO DO ÔNUS DA SUCUMBÊNCIA
NA SENTENÇA - IMPOSSIBILIDADE, NO ÂMBITO DO RECURSO
DA APELANTE, AGRAVAR A SITUAÇÃO DA APELADA, O QUE
CONFIGURARIA REFORMATIO IN PEJUS - RECURSO IMPROVIDO
A natureza jurídica dos embargos de devedor é a de ação incidente que tem
por objeto desconstituir o título executivo ou declarar sua nulidade ou
inexistência.
Dependendo da matéria alegada, tem a natureza de ação constitutiva negativa
(desfaz o título) ou declarativo negativa (declara a inexistência da relação
jurídica que o título aparenta documentar). São, também, ação
necessariamente incidental, porque não podem ser opostos senão quando
pendente um processo de execução e vinculados a ele (Vicente Greco Filho,
Direito Processual Civil Brasileiro, vol. 3, 5a edição, pág. 106).
Não obstante o caráter de incidente da execução, a natureza jurídica dos
embargos de devedor é de ação cognitiva, tendo em vista a tutela jurisdicional
invocada (declaratória ou constitutiva).
Todavia, há litispendência, uma vez que, porventura anulados os lançamentos
na ação ordinária anteriormente ajuizada, desaparecerá o título executivo.
Repetem-se os elementos da ação: a) as partes são as mesmas; b) idêntica é
a causa petendi; e c) o objeto é o mesmo. Em suma, tanto nos embargos
como na ação ordinária pretende-se anular o título executivo, pelos mesmos
fundamentos.
PROCESSO DE EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL

– OBRIGAÇÃO DE FAZER/ OBRIGAÇÃO DE NÃO FAZER

PETIÇÃO TÍTULO 1. VEM E FAZ.


INICIAL EXECUTIVO
CITAÇÃO PARA
+
EXTRAJUDICIAL 2. VEM E
FAZER – NO PRAZO
EMBARGA EM 15
OBRIGAÇÃO DE RAZOÁVEL – SOB
DIAS
FAZER PENA DE MULTA
DIÁRIA 3. NÃO FAZ E NÃO
EMBARGA

FUNGÍVEL?
- PERDAS E DANOS
OU TERCEIRO FARÁ
– AS CUSTAS DO
DEVEDOR AGORA INFUNGÍVEL?
SEM LICITAÇÃO !! - PERDAS E
OS PARÁGRAFOS DANOS
DO 634 !
PROCESSO DE EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL

– OBRIGAÇÃO DE ENTREGAR COISA CERTA

PETIÇÃO TÍTULO 1. Vem e entrega em


INICIAL EXECUTIVO CITAÇÃO PARA EM 10 dias
10 DIAS ENTREGAR
+
EXTRAJUDICIAL
A COISA SOB PENA 2. Vem e embarga em
OBRIGAÇÃO DE DE MULTA DIÁRIA 15 dias
ENTREGAR
COISA 3. Não entrega e não
Art. 621 –
embarga em 15 dias
revogado em
parte pela Lei
11.382 Busca e
apreensão
ou imissão
na posse
3. Não entrega e não embarga em 15 dias
BUSCA E APREENSÃO OU IMISSÃO NA POSSE

A) ALIENADA A COISA QUANDO JÁ LITIGIOSA?


MANDADO CONTRA O TERCEIRO QUE SOMENTE
SERÁ OUVIDO DEPOIS DE DEPOSITÁ-LA (626)
B) RECEBER O VALOR DA COISA + PERDAS E
DANOS QUANDO: (627)
-NÃO FOR ENTREGUE
-SE DETERIOROU
-NÃO FOI ENCONTRADA
-NÃO FOI RECLAMADA DO 3º
PROCESSO DE EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL
– OBRIGAÇÃO DE ENTREGAR COISA INCERTA

– ESCOLHA DO CREDOR
PETIÇÃO TÍTULO 1. Vem e impugna em
INICIAL EXECUTIVO
CITAÇÃO PARA EM 48 horas
EXTRAJUDICIAL
INDIVIDUALIZA + OBRIGAÇÃO DE
48 HORAS
IMPUGNAR OU EM 2. Vem e entrega em
A COISA ENTREGAR 10 DIAS ENTREGAR 10 dias
COISA INCERTA
A COISA SOB PENA
DE MULTA DIÁRIA 3. Vem e embarga em
15 dias
4. Não entrega e não
DEVEDOR
embarga em 15 dias
PODE
IMPUGNAR A
ESCOLHA EM Busca e
48 HORAS apreensão
CONTADOS ou imissão
DA JUNTADA na posse
DA CITAÇÃO
PROCESSO DE EXECUÇÃO DE TÍTULO EXTRAJUDICIAL
– OBRIGAÇÃO DE ENTREGAR COISA INCERTA

– ESCOLHA DO DEVEDOR
PETIÇÃO TÍTULO
INICIAL EXECUTIVO
CITAÇÃO PARA EM 1. Vem e entrega em
EXTRAJUDICIAL
+ 10 DIAS ENTREGAR 10 dias
OBRIGAÇÃO DE A COISA
ENTREGAR 2. Vem e embarga em
INDIVIDUALIZADA
COISA INCERTA 15 dias
SOB PENA DE
MULTA DIÁRIA 3. Não entrega e não
embarga em 15 dias

Busca e
apreensão
ou imissão
na posse
EXECUÇÃO CONTRA A FAZENDA
PÚBLICA
-Art. 100 do CC/2002. Os bens públicos de uso
comum do povo e os de uso especial são
inalienáveis, enquanto conservarem a sua
qualificação, na forma que a lei determinar.
(Bens dominicais – art. 101 – até podem ser
alienados, desde que se respeite algumas
exigências – Lei 9.636/98)
- Art. 167, II da CF: Todos os pagamentos
devidos pela Fazenda Pública devem limitar-
se ao teto previsto nos orçamentos
aprovados pelo legislativo
EXECUÇÃO CONTRA A FAZENDA
PÚBLICA
MEDIANTE PRECATÓRIO REQUISIÇÃO DE PEQUENO
VALOR

-TRÂNSITO EM JULGADO -TRÂNSITO EM JULGADO


(ART. 100 CF § 5º) (ART. 100 CF § 3º)
§ 5º É obrigatória a inclusão, no O disposto no caput deste artigo
orçamento das entidades de relativamente à expedição de
direito público, de verba precatórios não se aplica aos
necessária ao pagamento de pagamentos de obrigações
seus débitos, oriundos de definidas em leis como de
sentenças transitadas em pequeno valor que as Fazendas
julgado, constantes de referidas devam fazer em virtude
precatórios judiciários de sentença judicial transitada
apresentados até 1º de julho, em julgado.
fazendo-se o pagamento até o
final do exercício seguinte,
quando terão seus valores
atualizados monetariamente.
EXECUÇÃO CONTRA A FAZENDA
PÚBLICA
REQUISIÇÃO DE PEQUENO VALOR
-O QUE É PEQUENO VALOR?
A)NO ÂMBITO FEDERAL – LEI 10.259/01 – 60 SALÁRIOS
MÍNIMOS – ART. 17
Art. 17. Tratando-se de obrigação de pagar quantia certa,
após o trânsito em julgado da decisão, o pagamento será
efetuado no prazo de sessenta dias, contados da entrega da
requisição, por ordem do Juiz, à autoridade citada para a
causa, na agência mais próxima da Caixa Econômica Federal
ou do Banco do Brasil, independentemente de precatório.
§ 1o Para os efeitos do § 3o do art. 100 da Constituição
Federal, as obrigações ali definidas como de pequeno valor, a
serem pagas independentemente de precatório, terão como
limite o mesmo valor estabelecido nesta Lei para a
competência do Juizado Especial Federal Cível (art. 3o,
caput).
EXECUÇÃO CONTRA A FAZENDA
PÚBLICA
REQUISIÇÃO DE PEQUENO VALOR
-O QUE É PEQUENO VALOR?
B) NO ÂMBITO ESTADUAL – ART. 87, I, DO ADCT DA CF – 40
SALÁRIOS MÍNIMOS – ART. 17
Art. 87. Para efeito do que dispõem o § 3º do art. 100 da
Constituição Federal e o art. 78 deste Ato das Disposições
Constitucionais Transitórias serão considerados de pequeno
valor, até que se dê a publicação oficial das respectivas leis
definidoras pelos entes da Federação, observado o disposto
no § 4º do art. 100 da Constituição Federal, os débitos ou
obrigações consignados em precatório judiciário, que tenham
valor igual ou inferior a: (Incluído pela Emenda Constitucional
nº 37, de 2002)
 I - quarenta salários-mínimos, perante a Fazenda dos Estados
e do Distrito Federal * ADI 2.868/PI – PODE FIXAR LIMITES
INFERIORES OU SUPERIORES ÀQUELES ESTABELECIDOS NO ADCT
EXECUÇÃO CONTRA A FAZENDA
PÚBLICA
REQUISIÇÃO DE PEQUENO VALOR
-O QUE É PEQUENO VALOR?
C) NO ÂMBITO MUNICIPAL – ART. 87, II, DO ADCT DA CF – 30
SALÁRIOS MÍNIMOS – ART. 17
Art. 87. Para efeito do que dispõem o § 3º do art. 100 da
Constituição Federal e o art. 78 deste Ato das Disposições
Constitucionais Transitórias serão considerados de pequeno
valor, até que se dê a publicação oficial das respectivas leis
definidoras pelos entes da Federação, observado o disposto
no § 4º do art. 100 da Constituição Federal, os débitos ou
obrigações consignados em precatório judiciário, que tenham
valor igual ou inferior a: (Incluído pela Emenda Constitucional
nº 37, de 2002)
 II - trinta salários-mínimos, perante a Fazenda dos
Municípios.
AMBITO FEDERAL – LEI 10.259/01
ART. 17 § 4o Se o valor da execução ultrapassar o
estabelecido no § 1o, o pagamento far-se-á, sempre,
por meio do precatório, sendo facultado à parte
exeqüente a renúncia ao crédito do valor excedente,
para que possa optar pelo pagamento do saldo sem o
precatório, da forma lá prevista

ÂMBITO ESTADUAL E/OU MUNICIPAL


ART. 87 DO ADCT
Parágrafo único. Se o valor da execução ultrapassar
o estabelecido neste artigo, o pagamento far-se-á,
sempre, por meio de precatório, sendo facultada à
parte exeqüente a renúncia ao crédito do valor
excedente, para que possa optar pelo pagamento do
saldo sem o precatório, da forma prevista no § 3º do
art. 100.
EXECUÇÃO CONTRA A FAZENDA PÚBLICA –
PRECATÓRIO E DIREITO DE PREFERÊNCIA
PRECATÓRIO SEM PREFERÊNCIA
PRECATÓRIO COM PREFERÊNCIA:
CRÉDITOS DE NATUREZA ALIMENTÌCIA PARA IDOSOS E
PORTADORES DE DOENÇA GRAVE
PRECATÓRIO COM PREFERÊNCIA:
CRÉDITOS DE NATUREZA ALIMENTÌCIA

CRÉDITOS DE NATUREZA ALIMENTÍCIA OBEDECEM AO


PROCEDIMENTO DOS PRECATÓRIOS
SÚMULA 655 DO STF: A exceção prevista no art. 100, caput, da
Constituição, em favor dos créditos de natureza alimentícia, não
dispensa a expedição de precatório, limitando-se a isentá-los da
observância da ordem cronológica dos precatórios decorrentes de
condenações de outra natureza.
SÚMULA 144 DO STJ: Os créditos de natureza alimentícia gozam de
preferência, desvinculados os precatórios da ordem cronológica dos
créditos de natureza diversa.
CRÉDITOS ALIMENTARES
§ 1º Os débitos de natureza alimentícia compreendem
aqueles decorrentes de salários, vencimentos, proventos,
pensões e suas complementações, benefícios previdenciários e
indenizações por morte ou por invalidez, fundadas em
responsabilidade civil, em virtude de sentença judicial
transitada em julgado, e serão pagos com preferência sobre
todos os demais débitos, exceto sobre aqueles referidos no § 2º
deste artigo.

HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS DECORRENTES DE


SUCUMBÊNCIA TEM NATUREZA ALIMENTÍCIA?

STJ: ROMS 19.258/DF – MIN. CASTRO MEIRA – Pub. 21/11/05


PROCESSO CIVIL E CONSTITUCIONAL. PRECATÓRIO. CRÉDITOS
DECORRENTES DE HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS. NATUREZA NÃO
ALIMENTÍCIA. ART. 100, § 1º-A, DA CF/88.
1. A verba honorária decorrente da sucumbência não têm natureza
alimentar, já que não contemplada no art. 100, § 1º-A da CF/88,
dispositivo acrescentado pela EC n.º 30/2000.
2. Precedentes de ambas as Turmas de Direito Público do STJ.
3. Recurso ordinário em mandado de segurança improvido.
AgRg no RECURSO ESPECIAL Nº 1.118.577/RS – MIN. LAURITA
VAZ

ADMINISTRATIVO E PROCESSUAL CIVIL. EXECUÇÃO.


EXPEDIÇÃO DE REQUISIÇÃO DE PAGAMENTO IMEDIATO
RELATIVA AOS HONORÁRIOS DE SUCUMBÊNCIA.
DESCABIMENTO. IMPOSSIBILIDADE DE FRACIONAMENTO DA
EXECUÇÃO. VEDAÇÃO CONSTITUCIONAL.
1. A despeito da legitimidade do advogado para executar os
seus honorários, não podem estes ser destacados do valor da
execução de modo a ensejar o seu recebimento através de
requisição de pequeno valor, porquanto esse procedimento
implica fracionamento do valor da execução, o que, a toda
evidência, é expressamente vedado pelo art. 100, § 3.º, da
Constituição Federal. Precedentes desta Corte Superior de
Justiça.
2. Agravo regimental desprovido. PUBL. 13/10/09
RE 470407 / DF - DISTRITO FEDERAL – Min. Marco Aurélio

Ementa
CRÉDITO DE NATUREZA ALIMENTÍCIA - ARTIGO 100 DA
CONSTITUIÇÃO FEDERAL. A definição contida no § 1-A do artigo
100 da Constituição Federal, de crédito de natureza alimentícia,
não é exaustiva. HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS - NATUREZA -
EXECUÇÃO CONTRA A FAZENDA. Conforme o disposto nos artigos
22 e 23 da Lei nº 8.906/94, os honorários advocatícios incluídos na
condenação pertencem ao advogado, consubstanciando prestação
alimentícia cuja satisfação pela Fazenda ocorre via precatório,
observada ordem especial restrita aos créditos de natureza
alimentícia, ficando afastado o parcelamento previsto no artigo 78
do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, presente a
Emenda Constitucional nº 30, de 2000. Precedentes: Recurso
Extraordinário nº 146.318-0/SP, Segunda Turma, relator ministro
Carlos Velloso, com acórdão publicado no Diário da Justiça de 4
de abril de 1997, e Recurso Extraordinário nº 170.220-6/SP,
Segunda Turma, por mim relatado, com acórdão publicado no
Diário da Justiça de 7 de agosto de 1998.
Pub. 09/05/06
AGORA O STJ ...

EMBARGOS DE DIVERGÊNCIA EM RESP Nº 706.331 – PR


HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS - SUCUMBÊNCIA – NATUREZA
ALIMENTAR.
-Os honorários advocatícios relativos às condenações por
sucumbência têm natureza alimentícia. Eventual dúvida existente
sobre essa assertiva desapareceu com o advento da Lei 11.033/04,
cujo Art. 19, I, refere-se a "créditos alimentares, inclusive
alimentícios.” PUB. 31/03/2008
-AgRg no REsp 765822 / PR PUB. 04/02/2010
PRECATÓRIO COM PREFERÊNCIA:
CRÉDITOS DE NATUREZA ALIMENTÌCIA PARA IDOSOS E
PORTADORES DE DOENÇA GRAVE
ART. 100, § 2º DA CF - Os débitos de natureza alimentícia cujos
titulares tenham 60 (sessenta) anos de idade ou mais na data
de expedição do precatório, ou sejam portadores de doença
grave, definidos na forma da lei, serão pagos com preferência
sobre todos os demais débitos, até o valor equivalente ao triplo
do fixado em lei para os fins do disposto no § 3º deste artigo,
admitido o fracionamento para essa finalidade, sendo que o
restante será pago na ordem cronológica de apresentação do
precatório
Art. 1.211-A DO CPC.  Os procedimentos judiciais em que figure
como parte ou interessado pessoa com idade igual ou superior
a 60 (sessenta) anos, ou portadora de doença grave, terão
prioridade de tramitação em todas as instâncias.
Art. 1.211-B.  A pessoa interessada na obtenção do benefício,
juntando prova de sua condição, deverá requerê-lo à autoridade
judiciária competente para decidir o feito, que determinará ao
cartório do juízo as providências a serem cumpridas.
PRECATÓRIO COM PREFERÊNCIA:
CRÉDITOS DE NATUREZA ALIMENTÌCIA PARA IDOSOS E
PORTADORES DE DOENÇA GRAVE

POR EXEMPLO:
-ÂMBITO FEDERAL: ATÉ 60 SALÁRIOS MÍNIMOS (O TRIPLO DE
60 = 180 SALÁRIOS MÍNIMOS)
-180 SALÁRIO MÍNIMOS RECEBERÁ COM PRIORIDADE
ABSOLUTA E O QUE EXCEDER SEGUIRÁ O RITO DO
PRECATÓRIO.
- Os débitos de natureza alimentícia cujos titulares
-§ 2º DO ART. 100 DA CF
tenham 60 (sessenta) anos de idade ou mais na data de expedição do
precatório, ou sejam portadores de doença grave, definidos na forma
da lei, serão pagos com preferência sobre todos os demais débitos, até
o valor equivalente ao triplo do fixado em lei para os fins do disposto
admitido o fracionamento para
no § 3º deste artigo,
essa finalidade, sendo que o restante será
pago na ordem cronológica de apresentação
do precatório
NATUREZA JURÍDICA DA ATIVIDADE DO PRESIDENTE
DO TRIBUNAL
( ) JURISDICIONAL OU ( ) ADMINISTRATIVO

SÚMULA 311 DO STJ: Os atos do presidente do


tribunal que disponham sobre processamento e
pagamento de precatório não têm caráter
jurisdicional
NO STF ADI 1098/SP - PRECATÓRIO - OBJETO. Os preceitos
constitucionais direcionam à liquidação dos débitos da Fazenda. O
sistema de execução revelado pelos precatórios longe fica de implicar a
perpetuação da relação jurídica devedor-credor. PRECATÓRIO -
TRAMITAÇÃO - REGÊNCIA. Observadas as balizas constitucionais e legais,
cabe ao Tribunal, mediante dispositivos do Regimento, disciplinar a
tramitação dos precatórios, a fim de que possam ser cumpridos.
PRECATÓRIO - TRAMITAÇÃO - CUMPRIMENTO - ATO DO PRESIDENTE DO
TRIBUNAL - NATUREZA. A ordem judicial de pagamento (§ 2º do
artigo 100 da Constituição Federal), bem como os demais atos
necessários a tal finalidade, concernem ao campo administrativo
e não jurisdicional.
Súmula 733 do STF : Não cabe recurso extraordinário contra decisão
proferida no processamento de precatórios.
PRECATÓRIO E ATUALIZAÇÃO MONETÁRIA E JUROS
ART. 100 § 5º É obrigatória a inclusão, no orçamento
das entidades de direito público, de verba necessária
ao pagamento de seus débitos, oriundos de
sentenças transitadas em julgado, constantes de
precatórios judiciários apresentados até 1º de julho,
fazendo-se o pagamento até o final do exercício
seguinte, quando terão seus valores atualizados
monetariamente.

SÚMULA VINCULANTE 17 DO STF


Durante o período previsto no parágrafo 1º do artigo
100 da Constituição, não incidem juros de mora
sobre os precatórios que nele sejam pagos.
1º JULHO/12 1º JANEIRO/13 31 DEZEMBRO/13

CORREÇÃO
JUROS
MONETÁRIA SÚMULA VINCULANTE 17
ART. 100, § 12 DA CF . A +
partir da promulgação ART. 100, § 12 DA CF . A
desta Emenda partir da promulgação
Constitucional, a desta Emenda
atualização de valores Constitucional, ... e, para
de requisitórios, após fins de compensação da
sua expedição, até o mora, incidirão juros
efetivo pagamento, simples no mesmo
independentemente de percentual de juros
sua natureza, será feita incidentes sobre a
pelo índice oficial de caderneta de poupança,
remuneração básica da ficando excluída a
caderneta de poupança incidência de juros
compensatórios.
NESTE CASO:
PRECATÓRIO
COMPLEMENTAR
REGIME ESPECIAL PARA PAGAMENTO DE PRECATÓRIO DE
ESTADOS, DISTRITO FEDERAL E MUNICÍPIOS

FINALIDADE: PERMITIR O PAGAMENTO DE PRECATÓRIOS


VENCIDOS HÁ ANOS E ATÉ ENTÃO NÃO PAGOS!!!

ART. 100 DA CF
§ 15. Sem prejuízo do disposto neste artigo, lei complementar a
esta Constituição Federal poderá estabelecer regime especial
para pagamento de crédito de precatórios de Estados, Distrito
Federal e Municípios, dispondo sobre vinculações à receita
corrente líquida e forma e prazo de liquidação.

§ 16. A seu critério exclusivo e na forma de lei, a União poderá


assumir débitos, oriundos de precatórios, de Estados, Distrito
Federal e Municípios, refinanciando-os diretamente.
Art. 97 DO ADCT.
Até que seja editada a lei complementar de que trata o § 15 do
art. 100 da Constituição Federal, os Estados, o Distrito Federal
e os Municípios que, na data de publicação desta Emenda
Constitucional, estejam em mora na quitação de precatórios
vencidos, relativos às suas administrações direta e indireta,
inclusive os emitidos durante o período de vigência do regime
especial instituído por este artigo, farão esses pagamentos de
acordo com as normas a seguir estabelecidas, sendo
inaplicável o disposto no art. 100 desta Constituição Federal,
exceto em seus §§ 2º, 3º, 9º, 10, 11, 12, 13 e 14, e sem prejuízo
dos acordos de juízos conciliatórios já formalizados na data de
promulgação desta Emenda Constitucional.
INCONSTITUCIONALIDADE:
* LEILÃO: PRIORIZA O PAGAMENTO PARA QUEM OFERECE O
MAIOR DESÁGIO NO VALOR DE SEU CRÉDITO: OFENDE O
PRINCÍPIO DA EFETIVIDADE DA JURISDIÇÃO
* QUANDO ESTABELECE A OPÇÃO DE DEPÓSITOS MENSAIS
DE VALORES EQUIVALENTES A PERCENTUAIS INCIDENTES
SOBRE O TOTAL DA RECEITA CORRENTE LÍQUIDA, A REGRA
ELIMINA O DEVER DE ALOCAÇÃO DE VERBAS
ORÇAMENTÁRIAS PARA A LIQUIDAÇÃO INTEGRAL DE
DÍVIDAS: ATENTA CONTRA O ESTADO DEMOCRÁTICO DE
DIREITO, ESTIMULANDO O DESCUMPRIMENTO DE DECISÕES
JUDICIAIS

ADI 4357 – MIN. CARLOS AYRES


ADI 4372
ADI 4400
ADI 4425
-VIOLAÇÃO AO DEVIDO PROCESSO LEGISLATIVO (ART. 5º, LIV e
60, parágrafo 2º, caracterizando inconstitucionalidade formal;
-DESOBEDIÊNCIA A LIMITES MATERIAIS, COMO O ESTADO
DEMOCRÁTICO DE DIREITO, atentando contra a DIGNIDADE DA
PESSOA HUMANA (CF, art. 1º, III), SEPARAÇÃO DE PODERES
(CF, art. 2º), PRINCÍPIOS DA ISONOMIA E DA SEGURANÇA
JURÍDICA (CF art. 5º, caput), DA PROTEÇÃO DO DIREITO DE
PROPRIEDADE (CF art. 5º XXII), DO ATO JURÍDICO PERFEITO E
DA COISA JULGADA (CF art. 5º XXXVI) e da DURAÇÃO
RAZOÁVEL DO PROCESSO (CF art. 5º LXXVIII);
-OFENDE O PRINCÍPIO DA MORALIDADE (CF art. 37 caput) e art.
60, parágrafo quarto, IV;
SEQUESTRO – ART. 731.
Se o credor for preterido no seu direito de preferência, o
presidente do tribunal, que expediu a ordem, poderá,
depois de ouvido o chefe do Ministério Público, ordenar o
seqüestro da quantia necessária para satisfazer o débito.
* SOMENTE É ADMISSÍVEL NO CASO DE PRETERIÇÃO NA
ORDEM DE INSCRIÇÃO DO PRECATÓRIO (NÃO CABE NA
HIPÓTESE DE NÃO PAGAMENTO)
* NA VERDADE É UM ARRESTO!
* QUEM SERÁ O LEGITIMADO ATIVO DO “SEQUESTRO”?
-O CREDOR PRETERIDO OU QUALQUE OUTRO QUE ESTÁ
IMEDIATAMENTE ACIMA NA ORDEM CRONOLÓGICA
* QUEM SERÁ O LEGITIMADO PASSIVO?
-PODER PÚBLICO ou CREDOR QUE RECEBEU ANTES OU
AMBOS?
-CUIDADO: ART. 78 § 4º DO ADCT: ART. 78. ... os precatórios
pendentes na data de promulgação desta Emenda e os que
decorram de ações iniciais ajuizadas até 31 de dezembro de
1999 serão liquidados pelo seu valor real, em moeda corrente,
acrescido de juros legais, em prestações anuais, iguais e
sucessivas, no prazo máximo de dez anos, permitida a cessão
dos créditos.
§ 4º O Presidente do Tribunal competente deverá, vencido o
prazo ou em caso de omissão no orçamento, ou preterição ao
direito de precedência, a requerimento do credor, requisitar ou
determinar o seqüestro de recursos financeiros da entidade
executada, suficientes à satisfação da prestação.
DOS EMBARGOS DO DEVEDOR:
* A FAZENDA PÚBLICA SERÁ CITADA PARA EM 30 DIAS OPOR
EMBARGOS DO DEVEDOR
* OS EMBARGOS TERÃO EFEITO SUSPENSIVO
* MATÉRIA DOS EMBARGOS: ARTIGO 741 DO CPC
* HONORÁRIOS?
EXECUÇÃO FISCAL – LEI 6.830/80 Súmula 409 do STJ: Em execução
fiscal, a prescrição ocorrida antes da
Súmula 58 do STJ: Proposta a propositura da ação pode ser
execução fiscal, a posterior mudança decretada de ofício (art. 219, § 5º, do
de domicílio do executado não CPC).
desloca a competência já fixada.

CDA ART. 7º: DESPACHO DO JUIZ


-Tributária 1) CITAÇÃO PARA, NO PRAZO DE 05 DIAS,
PAGAR A DÍVIDA OU GARANTIR O JUÍZO;
PETIÇÃO -Não tributária 2) PENHORA, SE NÃO FOR PAGA A DÍVIDA
INICIAL Deve conter E NEM GARANTIDA A EXECUÇÃO
(ART. 6º) art. 1º § 5º e 3) ARRESTO, SE O EXECUTADO NÃO
TIVER DOMICÍLIO CONHECIDO OU SE
-JUIZ Goza de OCULTA
-PEDIDO presunção de 4) REGISTRO DA PENHORA OU DO
ARRESTO – CONFORME ARTIGO 14
-CITAÇÃO certeza e 5) AVALIAÇÃO DOS BENS PENHORADOS
-CDA liquidez OU ARRESTADOS
Pode ser
substituída Súmula 414 do STJ: A
art. 2º § 8º citação por edital na
execução fiscal é cabível
quando frustradas as
Súmula 392 do STJ: A Fazenda Pública pode substituir a demais modalidades.
certidão de dívida ativa (CDA) até a prolação da sentença
de embargos, quando se tratar de correção de erro
material ou formal, vedada a modificação do sujeito
passivo da execução.

Você também pode gostar